Igreja Universal processa bispo que veiculou vídeos com acusações a Marcelo Crivella

0

A Igreja Universal do Reino de Deus está processando o bispo Alfredo Paulo Filho, ex-sacerdote da denominação fundada por Edir Macedo. A ação foi movida por causa do conteúdo dos vídeos publicados pelo religioso, que diz denunciar os bastidores da instituição.

De acordo com informações da revista Veja, a Universal conseguiu na Justiça retirar os vídeos do bispo do YouTube. O incômodo da Universal com o conteúdo das acusações feitas por Alfredo Paulo Filho se dá pelo fato de que ele já foi um dos braços-direito do bispo Edir Macedo em Portugal, entre 2002 e 2009.

Em um dos vídeos, o bispo Alfredo entrevistava um ex-pastor da Universal, chamado Alexandre Lisboa, que disse ter entregue US$ 50 mil não declarados nas mãos de Sylvia Jane Crivella, esposa do senador e candidato a prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella.

Alexandre Lisboa afirmava ter trazido o dinheiro em 1999 direto da África do Sul, onde dirigiu filiais da Universal. As notas teriam chegado ao Brasil pelo Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, envoltas em papel carbono para não serem detectadas no raio X.


“Carreguei os dólares para a Fazenda Nova Canaã e entreguei o pacote para a esposa do Crivella”, disse Lisboa. A Fazenda Nova Canaã é um projeto social desenvolvido por Crivella no município de Irecê, na Bahia. De acordo com o ex-pastor, o dinheiro teria sido usado para ajudar a construir a fazenda.

O senador, no entanto, diz que a afirmação de Lisboa não é verdadeira. Em comunicado enviado à revista Veja, Crivella afirmou ainda que a Fazenda Nova Canaã foi finaciada apenas com o dinheiro da venda dos seus CDs. “Crivella foi cantor gospel e é um dos maiores arrecadadores de direito autoral do Brasil nos anos 2000, segundo o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD)”, frisou o jornalista Thiago Prado, na matéria do site da Veja.

Ainda segundo a revista, “além do processo movido pela Universal, Alfredo está sendo acionado judicialmente por fiéis da igreja”, e já recebeu notificação de 13 ações movidas por pessoas físicas em Santa Catarina, Pernambuco, São Paulo, Maranhão e Rio de Janeiro. “São fiéis orientados por advogados da igreja que pedem dano moral entre 15 000 e 20 000 reais”, afirma Ricardo Marins, advogado do bispo Alfredo. “A estratégia é constranger e acuar”, acrescenta.

A Veja – que recentemente foi acusada de fazer campanha contra Crivella na disputa pela prefeitura do Rio – afirma na matéria que a Igreja Universal agiu de forma semelhante em 2008 contra o jornal Folha de S. Paulo. “Após uma série de reportagens negativas sobre a igreja Universal, mais de 50 processos foram movidos contra o jornal em diversas cidades pelo Brasil”, aponta Prado.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA