Igrejas evangélicas sofrem interdições por causa de barulho dos cultos e alegam perseguição religiosa

10

Igrejas evangélicas vem sofrendo interdições por parte da prefeitura de Araguaína, interior do Tocantins, e reclamam de perseguição religiosa.

O argumento das autoridades locais baseia-se na questão da falta de alvará dos templos e do barulho. Mesmo sem medição dos decibéis dos cultos, duas igrejas foram interditadas pela prefeitura sob alegação de que o som estava acima dos 75 decibéis permitidos por lei.

“Igrejas estão sendo lacradas sem nenhum aviso prévio, casamento está sendo invadido sem nenhum motivo, pregador que prega na rua sendo proibido de pregar. Se isso não for perseguição não existe perseguição”, reclamou o pastor Ildésio Luis Alves, presidente do Conselho de Pastores da cidade.

Outra liderança evangélica local reclama da falta de orientação por parte das autoridades antes da aplicação das multas, mas reconhece que muitas igrejas extrapolam o bom senso no que se refere ao volume do som nos cultos: “Não somos contrários à fiscalização e a cobrança de que a lei seja cumprida, porém cada fiscal que tem o seu entendimento ao seu modo interpreta a lei e nos exige algo que causa essas discrepâncias nas ações. Sou plenamente favorável que estes excessos sejam corrigidos”, afirmou o apóstolo Bueno Júnior em entrevista ao G1.


Falta de Alvará

O pastor Tiago Moreira, líder da igreja Nova Jerusalém, queixou-se do que considerou um abuso: “Fiquei triste, pois a nossa igreja já estava toda construída, com forro, piso, só faltavam as janelas, e o fiscal veio aqui e deu a ordem pra fechar as portas. Nunca ninguém veio aqui na época da construção dizer que faltava isso ou aquilo. Depois de tudo pronto, eles vem e lacram a igreja”, disse Moreira, em entrevista ao Jornal da Missão.

A impressão de perseguição religiosa é compartilhada pelo pastor Luciano Galvão, do Ministério Reinando em Cristo: “Por que essa atitude só com as igrejas evangélicas? Por que não se faz a mesma coisa com bares e festas que tanto incomodam as famílias? Há uma perseguição às igrejas evangélicas de Araguaína. O inimigo está incomodado com a ação da igreja e tenta atrapalhar nosso trabalho sério que recupera vidas para a sociedade. Mas não podemos estranhar atitudes assim, está na Bíblia que isso já aconteceu e que poderia acontecer, mas não vamos nos enfraquecer nem nos intimidar com essas ações”, pontuou Galvão.

O responsável pelo Departamento de Postura e Edificações, Tiago Spacassassi, argumentou que seguiu o que a lei estabelece: “Na época existia uma denúncia, existia uma modificação. O problema continuou e nós fizemos uma interdição temporária para a resolução do problema, ao invés da aplicação da multa”.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

10 COMENTÁRIOS

  1. E perseguição mesmo sempre foi, carnaval não faz barulho, as tais das baladas não fazem barulho, forrozaiada não faz barulho, verdadeiros cabarés de cegos nas praças e nas ruas não fazem barulhos, shous contratados pelas prefeituras super faturados com dinheiros de impostos inclusive de crentes não fazem barulhos e tudo quanto e de putaria desgraceiras drogas bebidas e tudo quanto possa dizer do que não presta nas ruas e praças não fazem barulho, nas festaiadas de idolatrias malditas dos tais de festas juninas não fazem barulhos, os comícios dos políticos desgraçados malditos e ladroes não fazem barulhos as festas malditas e idolatras dos chamados padroeiros das cidades não fazem barulhos, os sons ligado dos carros que cada um quer ser mais alto nas ruas nas praças dos drogados filhos dos papaizinhos não fazem barulhos, o raio que os parta não fazem barulhos, lei do inferno lei do capeta lei da desgraça lei do inferno, lei de satanás lei dos diabos, estas leis que funciona somente para igreja evangélica, e achou ruim eu falar a verdade então você que achou ruim come mais pouco pra não engordar que você esta muito gordo gordão vai andar de bicicleta vai fazer física e pega o seu achar ruim e soca ele no seu orobo cagao

  2. Comprem um sítio bem longe de vizinhos, ou contratem um engenheiro acústico para fazerem reformas no templo. Mas não podemos esquecer dos carros equipados com altos falantes enormes que ficam tocando tudo quanto é porcaria dos rítmos brasileiros, a lei serve para todos.

    • Concordo, mas igrejas evangélicas na grande maioria não compreende um espaço físico muito grande. Então acho que o problema seria resolvido se não usassem uma aparelhagem tão potente.
      Mas leis contra barulho existem, basta que sejam aplicadas corretamente.

  3. A lei de perturbaçao ao sossego e valida e legal e tem que ser usada sobre aquels que nao repseitam o proximo.O CRISTAO TEM QUE SER O MAIS HOSPITALEIRO EDUCADO E SILENCIOSO QUE QUALQUER E UMA OBRIGAÇAO.BARULHO NAO E SINAL DE ESPIRITUALIDADE.OU DE SANTIDADE.DEUSA FALA AOS SEUS NA BRISA .EITA MAL TESTEMUNHO QUE ESSE POVO IGNORANTE VEM DANDO.

  4. Cumpra- se a lei ponto, mas vamos entender que há um argumento também dos religiosos de que não estão fazendo isso quanto a bares, locais de festas, etc.,seja, os inteligentes deram um branco na cuca quando já estavam lendo e chegaram nessa parte do texto. Só para frisar a falta de rigor da lei: Em Santa Maria- RS, na boate Kiss, morreram mais de 240 pessoas como exemplo dentro de uma danceteria no inicio desse ano.
    Sei que fim de semana é propício para festas e curtições, mas a mesma lei do silencio não isenta o bundão que abre o fundo do carro para fazer dos ouvidos dos outros o seu penico, ou o dono do ponto comercial que não se importa com o vizinho doente, o idoso que não tem mais condições de suportar barulho, a criança que dorme, o vizinho que quer assistir um bom programa de TV ou mesmo ouvir seu próprio som.
    Concordo que deve haver um controle sonoro, mais coerência dos membros das igrejas (e a Bíblia recomenda isso) e dos lideres, além de uma localização mais confortável para quem não é simpatizante de cultos evangélicos. Agindo assim estarão livres de problemas, em parte, com populares. No mais, qualquer desgosto por parte de quem não é evangélico é pura e simplesmente perseguição religiosa e ponto final!

  5. Aproveite esta oportunidade!

    Cursos de teologia sem mensalidades e em taxa única à partir de R$ 50,00 e mais nada, com direito a diploma, histórico e carteirinha. Confira!

    http://www.comembrasil.org

    Curso Bacharel em Teologia R$ 150,00 e mais nada;

    Curso de Pastor R$ 150,00 e mais nada;

    Curso Juiz de Paz Eclesiástico R$ 150,00 e mais nada;

    Curso de Capelão (capelania) R$ 160,00 e mais nada;

    Curso de Psicanálise R$ 350,00 e mais nada;

    Curso Médio em teologia R$ 90,00 e mais nada;

    Curso Básico em teologia R$ 70,00 e mais nada;

    Cursos Introdução à teologia R$ 50,00 e mais nada.

    Essa você não pode perder!

    Acesse

    http://www.comembrasil.org

    http://www.conselhodeministros.com.br

    55 (21) 3182-9192

DEIXE UMA RESPOSTA