Jogador suspeito de participar de estupro coletivo é solto e vai a culto agradecer por liberdade

5

O jogador Lucas Perdomo Duarte Santos, 20 anos, suspeito de ter participado do estupro coletivo de uma adolescente no Rio de Janeiro, foi a um culto para agradecer por ter sido liberado da prisão temporária.

Acompanhado do pai, Sílvio Cesar Duarte Santos, 50 anos, Lucas foi à Assembleia de Deus Ministério nos Braços do Pai, em Curicica, no último domingo, 05 de junho. A igreja é frequentada por toda a família do atleta.

“Ele é muito religioso, sempre frequentou o culto aos domingos, e certamente quis agradecer a Deus por isso [liberdade]. Depois, queremos marcar um culto nessa mesma igreja, onde a família congrega, para reunir pessoas que apoiaram o Lucas e até irmãos de outras igrejas para dar um grande abraço nele”, afirmou Sílvio Cesar.

Lucas Perdomo é meia e tem contrato com o Boavista para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro, de acordo com informações do Extra. Seu vínculo com o clube chegou a ser suspenso após sua prisão temporária no dia 31 de maio, terça-feira, mas foi retomado após a delegada que cuida do caso, Cristiana Bento, pedir sua liberação. Mesmo solto, ele continua sendo investigado.


Quando saiu da cadeia na última sexta-feira, 03 de junho, Lucas falou rapidamente com a imprensa e negou que tenha estado com a adolescente na noite em que supostamente aconteceu o estupro. “Agora é bola para frente. Vou retomar minha vida. Quero ficar com minha família”, afirmou o jogador.

Ontem, segunda-feira, 06 de junho, ele retomou as atividades no Centro de Treinamento do Artsul, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. De acordo com o pai de Lucas, “o campo é a segunda casa dele”, e agora o jovem quer deixar a polêmica para trás e tentar crescer como atleta.

5 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA