Jovem gay e cristão foge de sua família ligada ao Hamas e luta para não ser deportado do Canadá

122

O jovem John Calvin, de 24 anos, nasceu na cidade palestina de Nablus. Nascido em uma família de líderes do Hamas, ele conta que desde muito novo já enfrentava a autoridade de seus pais, sobretudo por ser um cristão convertido e por ser homossexual. Ele fugiu para o Canadá em 2010, onde adotou o nome do teólogo cristão, e agora luta para não ser deportado.

Calvin conta que sua família é influente na Cisjordânia e que seu avô, Said Bilal, foi um dos fundadores da Irmandade Muçulmana na Palestina e na Jordânia.

– Cresci chamando Abd al-Fattah Dukhan, um dos fundadores do Hamas, de avô. Todos os meus tios são parte da liderança do Hamas. Dois deles estão na prisão, sentenciados a mais de uma vida detidos. Meu pai não esteve tão envolvido quanto eles no terrorismo – afirma o jovem.

– Crescer foi horrível. Minha família sempre tinha alguém na cadeia, fazendo coisas ruins. Não temos uma refeição de família com todos em liberdade desde 1992. Soldados entravam e saíam o tempo todo das nossas casas – completou, segundo a agência EM Roma.


O jovem conta que estudou a doutrina islâmica e acumulou bastante conhecimento sobre o Alcorão, o livro sagrado do islã. Porém, ele afirma que aos 14 anos desenvolveu deu próprio sentido de lógica, e as coisas pareciam contraditórias.

– Questionei minha família e, aos 16, parei de ser muçulmano. Vivia num limbo. Foi uma grande decepção para a minha família. Briguei com o meu pai por isso, em 2006, e fugi para Israel, onde ele não poderia me encontrar – afirma.

Ele conta que durante sua permanência em Israel ele foi preso, e acabou sendo estuprado por outro jovem na prisão. Depois do ocorrido, segundo relata, recebeu auxilio dos funcionários israelenses da prisão, o que ajudou ainda mais a mudar sua visão de mundo.

– A coisa que me surpreendeu foi como fui tratado pelos funcionários israelenses após ser estuprado. Parecia que todo mundo se dedicava a me ajudar. Contrataram um psiquiatra, pago pelo contribuinte israelense. Eles mostraram compaixão. “Judeus dedicam a vida toda a destruir muçulmanos”, me ensinaram. Eu vi que isso não era verdade – relatou.

Ele conta também que se converteu ao cristianismo em 2010, e que as coisas que ele lia na Bíblia faziam mais sentido do que tudo que ele havia conhecido em toda a sua vida até ali.

– Minha mãe me ouviu ao telefone pedindo a um padre para ser batizado. Meu pai brigou comigo. Foi a primeira vez em que ele tentou me matar. Ele tentou me esfaquear. Fugi e passei um tempo na igreja. Fui detido por apostasia [quando alguém renuncia a uma religião]. Em Nablus, eles chamaram isso de “perturbar a ordem”, em termos oficiais – relata John Calvin sobre sua conversão, completando ainda que quando saiu da prisão ficou sabendo que seu pai iria matá-lo, e que ele teria poucas horas para fugir.

Calvin conta ainda que seu nome estava em uma lista de procurados no país, e que só conseguiu atravessar a fronteira porque havia um erro de digitação em seu passaporte. Ele foi para a Jordânia, onde recebeu uma bolsa de estudos pra o Canadá.

– Pedi asilo, mas o governo canadense diz que não posso entrar com o pedido, porque fui membro de uma organização terrorista [o Hamas]. Eu disse, por outro lado, que meu envolvimento com a minha família não pode ser considerado como participar de um grupo terrorista. Agora no Ano-Novo, me avisaram que tenho até 30 dias para pedir a revisão dessa decisão – relata o jovem, que agora luta para não ser deportado.

– Ser deportado não é uma opção. Isso não pode acontecer. Mas estou otimista. O melhor cenário é conseguir um segundo julgamento. Voltar a Nablus significaria a morte, para mim, por apostasia e porque eu sou gay – completou.

122 COMENTÁRIOS

      • Felipe, liga não. Eu já entendi a revolta desse tal Elder. É que as “abominações” prosperam e ele não sai da mer…Deve ser que nem uns caras que eu conheci, que declararam que queriam ser gays, porque gay sempre tem dinheiro. Não sei se o preconceito e a discriminação contribuem para isso, para o gay, assim com eu, aprende a se virar na vida desde cedo. No meu caso, aos 18 anos já estudava em universidade federal. Chupa essa manga, Elder, e ore para que pelo menos um dos seus filhos seja gay. Os gays cuidam dos pais até a morte, os filhos heteros nem sempre.
        .

        • gays sempre tem dinheiro?
          é cara você tem que sair do seu cativeiro e andar por ai.
          porque o que tem de gay pé rapado não é brincadeira.

          agora em uma coisa eu até concordo com você, é que normalmente gays são mais estudiosos, nisso eu concordo contigo.
          MAS NORMALMENTE ELES SÃO MAIS ESTUDIOSOS PARA FUGIR DO TRABALHO PESADO, QUE só homens de verdade podem realizar.
          Normalmente os gays, são franzinos, raquíticos, tem seu corpo mais vulnerável a varias doenças, por isso procuram estudar para sair fora do mundo DOS MACHOS.
          QUE TEM QUE SER FORTE , PARA DAR CONTINUIDADE A UMA GERAÇÃO FORTE, PARA QUE A RAÇA HUMANA NÃO SEJA EXTINGUIDA.
          Você ja viu o mauro que normalmente no mundo animal, A UMA BRIGA ENTRE DOIS MACHOS PARA DEPOIS SE ACASALAREM COM A FÊMEA?
          E A fêmea fica com o mais forte que venceu a luta, pois dali ela vai gerar filhos fortes, para a sua linhagem continuar a existir.
          a própria natureza ensina ao ser humano como se faz para que a sua raça não seja extinguida.

          REPRODUÇÃO É ENTRE MACHO E FÊMEA.
          PARA DAR CONTINUIDADE A RAÇA.
          Gays não se reproduzem, para não dar continuidade.

          • Cessar7, me perdoe, mas agora você se superou na exposição de ideias imbecilizantes, preconceituosas e totalmente falsas de um machismo ridículo e próprio de homens das cavernas alienados e completamente ignorantes como você esta se comportando agora.

            Saiba que os gays, queridinho, são em grande parte responsáveis pelo que há de melhor nas artes, na literatura, na dramaturgia, na tecnologia (foi um gay o precursor da informática, para que você pudesse estar aqui hoje digitando e destilando todo o seu proconceito horroroso contra nossa comunidade homoafetiva, e também contra as mulheres que, em seu comentário totalmente infeliz, você as coloca numa situação de total servilismo do homem), entre muitas outras áreas do pensamento e, é claro, homens “machos” (será?) trogloditas como você, tem mais é que ir para o serviço pesado mesmo, já que inteligência não têm para atuar em outras áreas do saber, o que, porém, em nada os desqualifica pela prestação de serviços, em si, pois desde o mais humilde trabalhador (aquele que limpa o banheiro público que você suja e que recolhe o lixo imundo que você produz), até o mais importante, todos exercem atividades fundamentais para o bem estar das pessoas.

            Sim, é claro, reprodução é entre macho e fêmea; eu sou gay, sou macho, e, se quiser, posso fecundar uma fêmea (afinal, tenho pênis e produzo esperma assim como você). Entretanto, prefiro colaborar com o controle populacional e, se colocar filho no mundo, vou cuidar, e não jogar na lata de lixo como muitos héteros fazem a torto e direito.

          • cesarr7, eu não faço parte desse mundo animal do qual você participa. Realmente eu estudei e estudo muito para manter meu padrão de vida, mas esse fator é natural, afinal, sempre prevalece a lei do menor esforço. Uns gostam de trabalhar no pesado, 7 dias na semana, 20 horas por dia. Outros não. Nem todos tem talento para serem burros de carga. Por outro lado, quem não exercita o cérebro tem que exercitar os músculos.

            .

          • Com certeza esse cessar7 fez a vasectomia para não ter mais filhos.
            Toda e qualquer operação para não ter mais filhos é abominável aos
            olhos de DEUS.Comete o mesmo pecado que um travestir comete
            ao se operar para ficar com vagina fabricada como se fosse mulher.
            O pecado da operação vale para as mulheres ue se operam trambém
            para não engravidar.Essas operações antinaturais ferem a doutrina
            da procriação.Mas para os evanjegues que vivem e respiram
            hipocrisias geral, só é pecado para os gays,para eles não,é santidade e unção do SENHOR.Fariseus.

        • O eldertem 50 anos de seita,ainda não se converteu a JESUS CRISTO e está
          a um passo para ser abandonado no asilo pelos filhos héteros e com o
          fiofó cheio da maldita doença de próstata.Filho gay não faz isso,tem mais
          amor,por isso que são mais abençoados porJESUS.

          • Não adianta a hipocrisia evangélica tentar debater com homens cultos e inteligentes como Sandro,André,Mauro,Felipe,Marcelo e outros
            intelectuais,pois,os comentários deles,além de embasamentos bíblicos
            quando necessário,tem embasamento científico também.Parabéns.

          • Homens cultos?
            a Onde ,
            esses nomes dos quais você citou não tem nada de culto neles.

            Chamar de culto uma pessoa que acha normal, sexo entre dois homens.
            ISSO É UMA OFENSA A INTELIGENCIA.
            Pois a própria natureza ja ensina que isso é errado,
            isso é desconstruir o ser humano.
            A CRIAÇÃO JA ENSINA POR SI, QUE ISSO É UMA ABERRAÇÃO.

            E você chama de cultos?
            so ai da para imaginar o grau de sua inteligencia.

            NA VERDADE NUNCA OS GAYS CRIARAM NADA PARA BENEFICIAR A HUMANIDADE.
            Muito pelo contrario, tudo que eles criam, só vem a prejudicar a humanidade, e destruir famílias.

          • Faz o seguinte: Pega as horas que você passa queimando a rosca, pega um dicionário e vai estudar um pouco!

            Vai digitar ruim assim lá no DEIC!!!!!!

          • Cara(ou mina!) na boa, como você quer manter uma discussão se nem escrever sabe?

            Os gays por aqui vivem dizendo que são mais inteligentes e blá blá blá!

            Inteligentes iguais a você? kkkkk!!!!!!

            Você diz que fez o que? 3 faculdades?

            Na boa, tô achando que você fez 3 vezes o mobral… E não conseguiu passar em nenhuma das 3!!!!!

            kkkkkkkk!!!!!!

    • Gays vagabundos? Que é isso, companheiro? Cê tá se sentido vazio, triste, com vontade de chorar por qualquer coisa que esta te oprimindo, faz o seguinte: desabafa, mas não cometa uma violência dessa, meu irmão, chamar teus companheiros de debate de vagabundos.

  1. Esse rapaz nasceu em berço de ouro por ser de família tradicional e detentora do poder.
    No entanto,por ter os pais fanáticos homofóbicos e fundamentalistas,sua vida é de dor e
    sofrimento.Se ele retornar ao lar,os pais,lunáticos,matam mesmo.São bestas-feras,víboras
    mesmo.Não amam nem eles,nem os filhos, quanto mais ao próximo.

        • Querido Mauro,

          orar não significa necessariamente ter o pedido atendido; quando oramos, submetemos nossos desejos ao Ser Supremo, e Ele decide.

          A oração coloca o homem em diálogo com o Ser Supremo favorecendo e tornando íntimo o relacionamento com Ele. Além disso, une corações e pensamentos em vínculos de compaixão e amor e se, não muda o exterior, muda o interior, o coração da gente. Se todos orarmos por este jovem, criaremos uma corrente de amor que nos ligará a ele e uns com os outros.

          Em tempo: o fato de eu ser gay não muda minha condição de buscar a realização de Deus, pois gays também somos filhos de Deus e em nosso coração há o mesmo desejo de Deus que existe no coração dos héteros.

          Assim, de evangélico fundamentalista me tornei um aspirante a devoto do Ser Supremo – sim, aspirante, pois poucos já atingiram a condição de devotos puros do Senhor -, indo encontrar nas Sagradas Escrituras das grandes religiões, dentre as quais as sagradas escrituras védicas, jainistas, budistas, cristãs, entre outras, sagrados e maravilhosos ensinamentos que estão mudando a visão que tenho de Deus, do universo, da vida, do homem e me tornando uma pessoa cada vez mais feliz e realizada. _/\_

          • O SANDRO DA ONDE VOCÊ TIROU ESSE CONCEITO?
            pois gays também somos filhos de Deus.

            Quem foi que disse isso?
            A BÍBLIA NUNCA DISSE ISSO.
            A Biblia não diz que todos os seres humanos são filhos de DEUS, sejam eles gays, héteros, negros,brancos, pardos, japoneses, rico ou pobre.
            A BÍBLIA NÃO DIZ EM LUGAR ALGUM QUE TODOS SÃO FILHOS DE DEUS.
            Da onde você tirou essa historia?

          • Sandro, então você também já foi evangélico fundamentalista? Deve carregar uma culpa muito grande, já que, mesmo sendo gay, condenava a homossexualidade dos outros. Você, como todo cristão, se mostra um perdido, principalmente em termos da lógica. Quando diz: “São mentes apegadas a rudimentos de primitivas e intolerantes religiões”, você não se libertou dessa esquizofrenia cristã. Quanto a mim, nunca permiti que ela me dominasse. Desde criança, apesar da formação cristã rigorosa, sempre fui contestador e hoje sou ateu. Pessoas conseguem viver sem esse deus implacável, perverso e dominador de bíblia, sabia? Se eu fosse você, carente de religião, procuraria outra. Cristianismo não foi criado para gays. A não ser que queira viver eternamente nesse conflito. Conheço várias pessoas nessa situação.
            .

      • Esse cara deve ser louco ou então muito carente de religião. Eu já fui cristão, mas, como não se pode conciliar orientação sexual com a qual já nasci com esses escritos do tempo em que o Mar Morto ainda estava doente, abandonei a igreja. Só um louco segue uma religião que o condena ao inferno. E, se algum dia eu sentir falta de uma, farei que nem Henrique VII e criarei a minha própria.
        .

      • GAY CRISTÃO???
        Só nos dias atuais mesmo para ler alguém escrever isso.

        OU A PESSOA É GAY, OU ELA É CRISTÃ.
        Não tem como ser as duas coisas. pois um não combina com o outro.

        SANDRO VOCÊ ESTA MISTURANDO AS COISAS.
        Cristão não é aquele que lê a bíblia, ou frequenta uma igreja, ou segue uma religião.
        cristão é aquele que decidiu seguir a cristo.
        E ISSO EXIGE NEGAR A SÍ MESMO.
        MORTIFICAR OS FEITOS DA CARNE,
        CRUCIFICAR O PRÓPRIO EU.
        ABANDONAR O PECADO,
        ETC ETC ETC.

        • Cessar7, vocês, evangélicos, são religiosos legalistas e profundamente seletivos em seus julgamentos e imposições de asceses que vocês mesmos não realizam. Crentes – nenhum deles! – não são melhores que os gays; não são santos, não são infalíveis, não são isentos de pecados. Então porque impor aos gays um fardo que crente algum é capaz de suportar, inclusive VOCÊ?

          Cessar7, você…

          já negou a si mesmo?
          já mortificou os efeitos da carne?
          já crucificou o próprio eu?
          já abandonou o pecado?
          etc etc etc?

          Não seja fariseu, não seja hipócrita!

          • se não estivesse fazendo isso eu não me referia a tal.
            Porém isso é algo diário e constante.
            FOI POR ISSO QUE JESUS ENSINOU A ORAR DIZENDO:

            NÃO NOS DEIXE CAIR EM TENTAÇÃO, MAS LIVRA NOS DO MAL.

            Somos tentados todos os dias. é por isso que a bíblia diz:
            13 Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.

            se eu for praticar as vontades de minha carne deliberadamente, eu vou atrair para mim doenças, pois vou acabar traindo a minha esposa, com outras varias mulheres, que por fim se deitam com varios homens, ficam assim vulneráveis as doenças, além do que vou acabar engravidando uma duas ou mais mulheres, e acarretar problemas com a lei por pensão alimentícias e outras coisas mais.
            e se eu fazer a vontade da minha carne, vou começar a me vingar de todos os que me fizeram mal, e por isso vou ter que viver preocupado e me escondendo, porque sei que não vão deixar por isso mesmo.
            Se eu for fazer a vontade da minha carne deliberadamente, então não vou trabalhar nas horas certas, vou dormir um pouco mais, vou chegar atrasado e acabar sendo despedido, e com isso vai faltar o dinheiro, não vou pagar as contas serei despejado, etc etc etc. com isso sou obrigado a NÃO FAZER A VONTADE DE MINHA CARNE. E SIM COMEÇAR A FAZER O QUE É CERTO INDEPENDENTE DE ESTAR AGRADANDO OU NÃO AS OUTRAS PESSOAS.

            A Própria natureza ensina que o sexo ANAL é errado, pois não foi feito para receber, e sim para expelir.
            O PECADO NÃO ESTA EM UM HOMEM AMAR O OUTRO, E NEM EM VIVEREM JUNTOS, O PECADO ESTA NO SEXO ENTRE ELES, Que é contra a natureza, divina.

            CADA UM É TENTADO PELA SUA PRÓPRIA COBIÇA.
            E UMA VEZ ATENDENDO A ELA DA SE A LUZ AO PECADO QUE GERA MORTE.
            Porém cabe você escolher negar, OU SE ENTREGAR.

            SEU DESEJO É POR OUTRO HOMEM.
            E EXISTE HOMEM QUE TEM DESEJO POR CRIANÇAS DE 2,3 4 ANOS.
            E Outros querem estuprar, e outros, querem matar.
            SE VIVER DE MODO A FAZER TUDO O QUE QUER VAI GERAR MORTE.

    • Poxa, Sandro. Você não os ouviu dizerem que a pessoa pode ser gay, só não pode praticar. Nunca vi gato não gostar de miar nem cachorro não gostar de latir. Você já viu?

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • E se fosse o contrário? E se eles pudessem ser héteros desde que não praticassem?

        Mas evangélicos intolerantes não costumam ver o mundo também pelos olhos do outro; o mundo só é bom, só esta certo, só tem valor se for conforme a percepção deles.

  2. Há uma petição no change.org pedindo pela não deportação do jovem.

    Para acessar a petição, copie e cole na barra de navegação do Google estas palavras:

    Do not deport John Calvin back to Palestine

    O primeiro resultado que aparecer já conduz ao site com a petição.

  3. “O SANDRO DA ONDE VOCÊ TIROU ESSE CONCEITO?
    pois gays também somos filhos de Deus.”

    Questão de lógica elementar, meu caro: Deus nos trouxe à existência; logo, somos filhos dele.

    • ERRADO , VOCÊ É APENAS UMA CRIATURA NASCIDA DA CONSEQUÊNCIA DE UM ATO SEXUAL ENTRE SUA MÃE E SEU PAI SÓ ISSO…

      A semente cai na terra e nasce.
      NÃO QUER DIZER QUE EU A QUIS PLANTAR.
      Mas simplesmente aconteceu algo natural, quando a semente entra em contato com a terra.

      JESUS DISSE: IDE E PREGAI O EVANGELHO A TODA CRIATURA ….
      Ele não disse nada de filhos, ele disse CRIATURA.

      Você ainda é apenas uma criatura de DEUS.
      para se tornar filho terá que se gerado por ele e nascer de NOVO.

  4. Sandro, então você também já foi evangélico fundamentalista? Deve carregar uma culpa muito grande, já que, mesmo sendo gay, condenava a homossexualidade dos outros. Você, como todo cristão, se mostra um perdido, principalmente em termos da lógica. Quando diz: “São mentes apegadas a rudimentos de primitivas e intolerantes religiões”, você não se libertou dessa esquizofrenia cristã. Quanto a mim, nunca permiti que ela me dominasse. Desde criança, apesar da formação cristã rigorosa, sempre fui contestador e hoje sou ateu. Pessoas conseguem viver sem esse deus implacável, perverso e dominador de bíblia, sabia? Se eu fosse você, carente de religião, procuraria outra. Cristianismo não foi criado para gays. A não ser que queira viver eternamente nesse conflito. Conheço várias pessoas nessa situação.

    Mauro, sim, eu já fui um evangélico fundamentalista, desses que acreditam que a Terra tem apenas 6.000 anos, que a humanidade se originou de Adão e Eva, que um velhinho construiu um enorme barco onde acomodou e alimentou milhões de espécies de animais – desde ursos e pinguins, até camelos e formigas -, que um homem foi engolido por uma baleia e permaneceu em seu estômago por três dias sendo de lá cuspido vivo e sem nenhum prejuízo a sua integridade física, etc.

    E, não, não carrego culpa por haver condenado “a homossexualidade dos outros”, pois sempre fui um cristão que não perdia meu tempo condenando as pessoas ou falando de seus pecados, afinal eu tinha de lidar com meus próprios pecados e a mensagem que Cristo mandou pregar é de amor, não de julgamentos e condenações. Além disso, como eu poderia condenar a homossexualidade dos outros se eu também era – e continuo sendo – homossexual? A bem da verdade, quero que você saiba que nunca fui um admirador de fariseus e nunca procurei ser pautar meu relacionamento com Deus por legalismo e farisaísmo.

    Você me acusa de estar “perdido, principalmente em termos de lógica”. Porém, perdidos em termos de lógica e tudo quanto se chame razoabilidade, estão ateus como você que imaginam que toda a imensa complexidade, beleza e perfeição da vida foi obra de processos meramente materialistas, que a incrivelmente extraordinária condição ímpar do planeta Terra, com as assombrosas e perfeitas conexões existentes entre todas as coisas desde mundo, desde elementos minerais, vegetais, animais, humanos entre outros (veja, por exemplo, que uma árvore, para ser árvore, depende de uma série de conexões perfeitas, como o solo, a água, o sol, etc., e cada um desses elementos que se juntam para, em conexão, tornar possível existência da árvore, têm, por sua vez, outros elementos que se unem para tornar possível a existência de cada um deles), isso tudo sem falar no assombro que é o cérebro humano, no grande enigma da consciência (para cuja existência a ciência não encontrou ainda uma explicação materialista, afinal, como pode o cérebro, uma massa cinzenta, produzir a consciência, os pensamentos, as emoções, ou seja, fenômenos não materiais?). Vocês, ateus, podem dar as explicações mais hipotéticas, mais imaginativas, mais especulativas e ainda assim não poderão, com um mínimo que seja de lógica, explicar o enigma da vida, do universo, do homem. Sugiro, portanto, que reveja seus conceitos sobre a quem, exatamente, falta lógica.

    Quanto a minha religiosidade, eu a tenha individualmente com Deus, e reconheço, como reconheceu Ramakrishna, que há muitos caminhos que conduzem para Deus, razão pela qual leio, estudo, medito e procuro viver ensinamentos que encontro nas sagradas escrituras das grandes e boas religiões, como o Hinduísmo, o Budismo, o Cristianismo, o Jainismo, entre outras. Mas não sou, e não quero mais ser, um fundamentalista, um sectário que acha que só sua visão é boa e útil, que só os membros de sua religião se salvarão, ou coisas dessa ordem. Assim, busco ser um aspirante a devoto do Ser Supremo através de meu dialogo pessoal com Ele, dos insighs e revelações que tenho, pelo estudo das escritas védicas (hinduístas), jainistas, budistas, cristãs, bem como através de meu viver.

    Que bom, Mauro, que você nunca se deixou dominar pela religião; tente, também, não se deixar dominar pelo ateísmo e materialismo dos que fazem, da não-crença, mera religião de contestação.

    Concluindo, é claro que “Pessoas conseguem viver sem esse deus implacável, perverso e dominador de bíblia, sabia?” Ocorre, porém, que esse deus caricato que os fanáticos nos apresentam não é o verdadeiro Deus, o Ser Supremo pleno de amor, sabedoria, bondade e compaixão.

    Quanto a sua recomendação “Se eu fosse você, carente de religião, procuraria outra. Cristianismo não foi criado para gays. A não ser que queira viver eternamente nesse conflito. Conheço várias pessoas nessa situação.”, respondo apenas que não meu cristianismo, meu budismo, hinduísmo, jainismo e outras expressões de fé nas quais busco e encontro sabedoria, conforto e orientação, não estão vinculados a seitas opressoras, fundamentalistas, julgadoras e condenadoras do próximo. E se o cristianismo “não foi criado para gays”, como você diz, pode estar certo que Jesus ama e acolhe os gays, pelos quais ele tem grande amor, pois também foi estigmatizado, discriminado, perseguido, principalmente pelos que se julgavam os detentores exclusivos do favor divino.

    Você conhece várias pessoas em situação de conflito religioso; eu não sou uma delas.

    • Sandro ateus estão pouco se preocupando com fatos passados e futuros em termos de espiritualidade – ateus simplesmente vivem o presente. Eu não gasto neurônios procurando saber de onde vim e para onde vou. Afinal, tudo não passa de especulação.
      E outra, ateísmo não é religião. Conheci alguns ateus por acaso e, mesmo assim, devido ao preconceito e ao evento de ” ir na onda”, poucas pessoas se declaram ateias.
      Quanto ao fato de Jesus ter sido perseguido, os evangélicos também o são e fazem o mesmo com relação às outras pessoas.
      Concluindo, fazendo minhas as palavras de John Lennon: “Estive em todos os lugares, mas só me encontrei em mim mesmo”.

      • Mauro, tenha um momento especial com Deus ouvindo um maravilhoso mantra.

        Na barra de pesquisa do Youtube, digite esta frase e acesse o primeiro resultado:

        Chakar Chihan / Mangala Charan – victoria paz

  5. Meu, na boa; desjo sorte pro rapaz, mas esssa de “cristão gay” não existe!

    Cristo não é “propriedade” de ninguém, nem de católico, evangélicos ou o que seja, ele é o salvador.

    E partindo do princípio de que homossexualismo é pecado aos olhos de Deus, logo alguém que se torna realmente um cristão, pela lógica ele(a) abandona tudo o que desagrada a Deus. Inclusive o homossexualismo!

    • “…logo alguém que se torna realmente um cristão, pela lógica ele(a) abandona tudo o que desagrada a Deus. Inclusive o homossexualismo!”

      Elder Lima, você acaba de “desinventar” o cristianismo, já que não há um ser humano sequer que tenha abandonado “tudo o que desagrada a Deus”, e isso inclui você.

      • Sandro

        Realmente, ninguém consegue viver uma vida inteira sem pecar, somos humanos. Mas o que difere é a capacidade de reconhecer que errou perante Deus e rogar o seu perdão, e isso só é possível através de Cristo.

        • Elder Lima,

          então se eu estiver errando perante Deus por ser gay – o que não creio, pois minha consciência não me condena -, Ele com certeza me dará o Seu perdão, pois “onde abundou o pecado superabundou a graça”. Agora, por favor, não venha me dizer que a graça de Deus, que salva o pobre pecador, não vale para os gays, pois, se não vale para eles, então não vale para crentes também já que todos erramos e somos recorrentes nos erros que cometemos ante Deus.

          • Sandro

            De onde você tirou essa história de que Deus não concede o perdão a gays?

            Ou pelo menos aponte um comentário meu em eu faça essa afirmação mentirosa!

            Se o próprio Cristo disse que o único pecado sem perdão é aquele contra o Espírito Santo!

            E outra, lhe digo mais: Não existe “pecadinho” ou “pecadão”, pecado é pecado, seja o do homossexualismo, adultério, homicídio, avareza e etc!

            E todos esses, exceto o que citei sobre o Espírito Santo, se houver arrependimento tem perdão!

            Então, por favor, leia os meus comentários(se os quiser ler) com mais atenção para que não se faça deturpações do que foi dito, ou melhor, digitado!!!

        • “Mas vós devereis ser santos, tão santos como vosso pai celeste. Pecar é humano, mas, que tal inventar outra desculpa? Ou, pelo menos, não apontar o erro dos outros com seu dedo sujo.

          .

  6. Há uma petição no change.org pedindo pela não deportação do jovem.

    Para acessar a petição, copie e cole na barra de navegação do Google estas palavras:

    Do not deport John Calvin back to Palestine

    O primeiro resultado que aparecer já conduz ao site com a petição.

  7. Elder, os gays são vagabundos e você é trabalhador. No entanto, devido à sua incompetência e deficiência intelectual, não sai da merd… Duvido que alcance um alto cargo gerencial na empresa em que trabalha. Os gays conseguem naturalmente.
    .

    • Mauro

      Quando usei a expressão “gays vagabundos” não me lembro de citar nomes ou algo que o valha.

      Mas já que você se sentiu tão ofendido, é porque provavelmente deve fazer parte dos “gays vagabundos” a qual me referi.

      Caso contrário, a carapuça não lhe teria caído de maneira tão incrível!

  8. Obrigado, janio. Aqui estamos – e você também! – argumentando com esse povo na esperança de ajudá-los a abrir um pouquinho que seja a cabeça e permitir que a luz do conhecimento penetre.

  9. Gay e “Cristão”???
    piada né?? esse cara não entende o conceito de DEUS da vida, familia, sobre que é homem ou mulher!!
    é igual a torcer pro palmeira e curinthians junto, flamengo e fluminense.
    ser petista e votar no aecio ou vice e versa!! hahaha
    se o Gay vem primeiro não pode se auto-denominar cristão e vise e versa!!
    ja que se diz gay e “cristão” que seja Deportado, melhor seja um ou outro(não os dois) e ai pode ficar onde esta mesmo!!
    agua e oleo não pode se misturar.
    gay = ateismo (próprios interesses)
    se dizer gay e “cristão” é blasfêmia!!

  10. aberração gay cristão?? que noticia é essa? é a mesma coisa que dizer que ser humano normal é a pior desgraça do mundo. Aberração ga nunca será um cristão , porque não segue o que está escrito na Biblia Sagrada. Tem que deportar essa desgraça antes que ele contamine o país onde ele está escondido. morte a essa desgraça que envergonha a familia

  11. Acho que as pessoas que postam as matérias nesse site gostam de “ver o circo pegar fogo”, vou procurar um conteúdo com menos “sensacionalismo gospel”.
    E vcs procurem não brigar… :)

    • Se assim é, então você é um dos “satanistas”, já que, com seu comentário, esta participando do debate. Refletindo sobre o seu comentário infeliz, e tendo em vista que você se declara um pastor (?), só tenho a lamentar pela decadência do ministério pastoral evangélico.

    • Falso pastor nonato,entre um fanático e o diabo,pode ter certeza que o fanático é bem pior.
      Quer ser santo em tudo,quer ser o dono da verdade em tudo….Vá se converter,lunático.JESUS CRISTO te ama.Não tenho medo das suas pragas vingativas
      por se achar ungido.

  12. Olha muita gente está sendo injustiçada em todo planeta. Uns de um jeito outros de outro. Antigamente tinham a ideia que os filhos cuidariam dos pais na velhice, hj em dia kkkk asilo neles. então a injustiça tá solta.

  13. Uma matéria interessantíssima sobre a forma de atuação do Hamas e como eles vivem, relatado por uma pessoa que conviveu com os mesmos, porém tudo isso é ignorado, vamos falar do fato de que o cidadão é gay.

    Pelo amor de Deus, que paranóia!

    Se o sujeito é Cristão de fato, recebeu a Cristo como seu único e suficiente Salvador, tornando-se assim propriedade exclusiva dEle cabe àquele que o Salvou santificar.

    Quando é que vão respeitar esta ordem dos fatos?

    “E aos que predestinou a estes também chamou; e aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou a estes também glorificou.” Romanos 8:30

    “E o mesmo DEUS de paz VOS SANTIFIQUE em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” 1 Tessalonicenses 5:23

    A santificação cabe a Deus e não a nós. Se pudéssemos ser santos pelos nossos próprios esforços o sacrifício de Cristo e a atuação do Espirito Santo não teriam propósito.

    Creio que temos mazelas demais em nossas almas e corações que precisam ser trabalhadas por Deus para ficarmos perdendo tempo com o pecado alheio.

  14. Eeeeeeiiiiiii vocês!
    Ninguém vai dizer aqui da delícia que é ser hetero?
    De como é bom sapecar a pereca?
    Vamos digam! Pois é muito bom sapecar a perereca.

  15. Este jovem é como muitos garotos da faixa de Gaza e Palestina, que quando se percebem que nasceram gays, precisam fugir destes países Islâmicos para não serem assassinados, em Israel, onde os direitos homossexuais são amplos (melhores até que os EUA), estes garotos fogem sem dinheiro, sem instrução sem família muitos mendigão pelas ruas de Israel outros se prostituem, 90% dos garotos de programa de Israel são meninos de Gaza e Palestina, os quais fugiram da morte.
    Este garoto teve maiks sorte por vir de uma família mais rica, fugiu com ajuda da mãe, o jornalista ai não mencionou mais a folha de São Paulo mencionou a história na integra.
    O jovem fugiu de casa pois seu pai por um breve momento foi procurar um irmão para juntos matarem o garoto gay e católico (crsitão sim e mais que muitos fundamentalistas nojentos deste site).
    Centenas de garotos são assassinados e enforcados neste pais pelo fato de nascerem homossexuais (alguém escolheria ser gay para ser assassinado e enforcado?).
    As meninas gays se casam na maioria dos casos e outras conseguem fugir, e pelo resto da vida serão estupradas pois estas não tem desejo nenhum pelo esposa.
    Este menino é sim Cristão, e conhece verdadeiramente a Cristo, o qual o livrou da morte pelo próprio pai.
    Vocês fariseus evangélicos ainda darão contas a Cristo vocês ainda não matam seus filhos gays, mas não deixaram a lei que criminaliza os assassinos saia do papel, com isso são coautores dos assassinatos no Brasil.
    Que Cristo continue a iluminar as almas dos jovens pois Ele nos ama como somos.

  16. Homossexualidade pode ser influenciada pela epigenética

    Pesquisa afirma que a orientação sexual pode estar ligada a marcadores epigenéticos que regulam a sensibilidade à testosterona e são transmitidos de pais para filhas e de mães para filhos

    Ricardo Carvalho
    homossexualidade genética epigenética
    Estudo tenta entender qual o componente biológico na definição da orientação sexual das pessoas (iStockphotoItem /VEJA)

    Do ponto de vista evolutivo, o fato de a homossexualidade ser algo bastante comum na sociedade humana, ocorrendo em cerca de 5% da população mundial, é intrigante. Como homossexuais produzem menos prole do que heterossexuais, uma possível variação genética relacionada à homossexualidade dificilmente seria mantida ao longo das gerações. “Isso é muito enigmático a partir de uma perspectiva evolucionária: como a homossexualidade pode existir em uma frequência tão alta a despeito do processo de seleção natural?”, diz em entrevista ao site de VEJA Urban Friberg, do departamento de Biologia Evolutiva da Universidade de Uppsala, na Suécia. Friberg, ao lado de William Rice, da Universidade da Califórnia em Santa Bárbara, e Sergey Gavrilets, da Universidade do Tennessee, ambas nos Estados Unidos, pode ter encontrado uma resposta: o fator biológico ligado à homossexualidade não estaria na genética propriamente dita, e sim em um conceito conhecido por epigenética. Os resultados foram publicados nesta terça-feira no periódico científico The Quarterly Review of Biology.

    A epigenética trata de modificações no DNA que sinalizam aos genes se eles devem se expressar ou não. Esses marcadores não chegam a alterar nossa genética, mas deixam uma marca permanente ao ditar o destino do gene: se um gene não se expressa, é como se ele não existisse.

    CONHEÇA A PESQUISA

    Título original: Homosexuality as a Consequence of Epigenetically Canalized Sexual Development.

    Onde foi divulgada: The Quarterly Review of Biology

    Quem fez: William Rice, Urban Friberg e Sergey Gavrilets

    Instituição: Universidade da Califórnia em Santa Bárbara, Universidade de Uppsala e Universidade do Tennessee.

    Resultado: O artigo estudou um possível componente hereditário para, a partir de um ponto de vista evolutivo, explicar a homossexualidade. Os três autores montaram um modelo segundo o qual uma marca epigenética (epimarca), que regula a sensibilidade à testosterona em fetos, pode ser transmitida de mãe para filho e de pai para filha e influenciar na orientação sexual.
    Essa nova teoria vai ao encontro de outra tese mais antiga, a de que a homossexualidade é definida, ao menos em parte, por um componente hereditário. Pelo menos quatro grandes estudos, publicados em 2000, 2010 e 2011, nos periódicos Behavior Genetics, Archives of Sexual Behavior e PLoS ONE, apontam para esse fator na origem da orientação sexual, a partir de estudos com gêmeos monozigóticos (também chamados de idênticos ou univitelinos, produtos da fertilização de um único óvulo) e dizigóticos (também chamados de fraternos ou bivitelinos, produtos da fertilização de dois óvulos diferentes).

    Epigenética — Imagine o material genético humano como um manual de instruções. Os genes formariam o conteúdo do livro, enquanto as epimarcas ditariam como esse texto deveria ser lido. “A epigenética altera e regula a forma como os genes se expressam”, explica a geneticista Mayana Zatz, do departamento de Genética e Biologia Evolutiva da Universidade de São Paulo (USP). É por meio dos comandos epigenéticos, por exemplo, que o pâncreas fabrica apenas insulina, apesar de as células nesse órgão terem genes para a produção de muitos outros hormônios.

    Acreditava-se que os traços da epigenética não eram hereditários, sendo apagados e recriados a cada passagem de geração. Como pesquisas nas últimas décadas mostraram que uma fração de epimarcas é, sim, passada de pais para filhos, Friberg, Rice e Gavrilets julgaram ter encontrado a peça que faltava para montar o quebra-cabeça.

    Sensibilidade – Os três criaram um modelo segundo o qual uma dessas epimarcas transmitidas hereditariamente é o marcador responsável por regular a sensibilidade à testosterona de fetos no útero materno. Ao longo da gestação, tanto fetos masculinos quanto femininos são expostos a quantidades variadas do hormônio, sendo que o fator epigenético estudado no artigo torna o cérebro dos meninos mais sensíveis à testosterona quando os níveis estão abaixo do normal. Isso acontece para preservar características masculinas, podendo inclusive influir na orientação sexual. O mesmo ocorre, mas inversamente, com as meninas. Quando a testosterona está acima do normal, a epimarca funciona como uma barreira, diminuindo sua sensibilidade ao hormônio.

    A partir desse modelo, a homossexualidade poderia ser explicada pela transmissão de epimarcas sexualmente antagônicas. Ou seja: quando o pai transmite seus marcadores, que tiveram a função de torná-lo mais sensível à testosterona, para uma filha. De igual maneira, esse material hereditário pode ser passado de uma mãe para um filho, tornando-o menos sensível à testosterona.

    “Quando os efeitos desse mecanismos (que regulam a sensibilidade à testosterona) não são apagados entre as gerações, eles se expressam na prole do sexo oposto. Isso pode resultar em indivíduos que desenvolvem preferências sexuais pelo mesmo sexo”, explica Friberg, da Universidade de Uppsala. “O que fizemos foi colocar pela primeira vez o conceito da transmissibilidade epigenética no contexto de desenvolvimento sexual.”

    O pesquisador faz questão de ressaltar que ainda não se pode provar que a epimarca específica da sensibilidade à testosterona é hereditária. Para tanto, testes específicos precisarão ser realizados. “Uma grande solidez do nosso estudo é que o modelo epigenético para a homossexualidade faz predições que são testáveis com tecnologia já existente. Se o nosso modelo estiver errado, pode ser rapidamente descartado”, escrevem os autores no artigo do The Quarterly Review of Biology.

    Outro pesquisador envolvido, Sergey Gavrilets, da Universidade do Tennessee, afirma que mesmo que a teoria da hereditariedade seja respaldada por futuros estudos, o debate está longe de acabar. “A hereditariedade explica apenas parte da variação na preferência sexual. As razões, que podem ser sociais, culturais e do ambiente, permanecerão como um tópico de intensa discussão.”

    “Estudo positivo” – Carmita Abdo é coordenadora do Programa de Estudos em Sexualidade da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Ela destaca que a nova pesquisa é positiva, uma vez que contribui para a melhor compreensão dos fatores biológicos envolvidos na ocorrência da homossexualidade. “O trabalho é importante porque reforça uma ideia cada vez mais prevalente: a de que a genética — no caso a epigenética — tem influência sobre a orientação sexual.”

    Essa compreensão científica tem sido importante, segundo Carmita, no combate a mitos que envolveram o tema e que alimentaram interpretações preconceituosas. “Até pouco tempo atrás, achava-se que a orientação sexual era proveniente de uma escolha, como se deliberadamente o indivíduo optasse por ser homossexual. Muito do preconceito contra os homossexuais advém daí”, afirma, lembrando que até o início dos anos 90 a homossexualidade era tratada como um transtorno de preferência, e não como uma característica. “Observar um fenômeno pelas lentes da ciência muda a compreensão e ajuda a deixar de lado certas discriminações. Nesse caso em particular, você remove da equação a ideia de que o homossexual é responsável por uma opção que muitos veem como negativa, pejorativa.”

    Ela ressalva, entretanto, que ainda existe muita incerteza no campo e que a orientação sexual precisa ser encarada como produto de vários fatores. “O estudo reforça a ideia segundo a qual existe uma predisposição que vai ser confirmada ou não a partir de uma serie de influências que vão ocorrer ao longo da vida, algumas delas de ordem cultural, educacional e social. Ele não consagra uma interpretação determinista, nem diz que tudo depende dos genes”

    “Nosso objetivo é entender como as preferências sexuais se desenvolvem e evoluem”

    Urban Friberg
    Professor do Departamento de Biologia Evolutiva da Universidade de Uppsala, na Suécia

    Qual o principal objetivo da pesquisa?

    Assume-se que indivíduos homossexuais produzem menos prole do que heterossexuais. Qualquer codificação genética para homossexuais deveria, portanto, ser rapidamente removida no processo de seleção natural. Apesar disso, a homossexualidade é relativamente comum entre humanos (cerca de 5%). Além do mais, os melhores estudos disponíveis mostram que há um componente hereditário na homossexualidade. Isso tudo é muito intrigante de uma perspectiva evolucionária: como a homossexualidade pode existir em frequências tão significativas apesar da seleção contra ela? O objetivo da nossa pesquisa foi simplesmente tentar resolver esse enigma, o que nos ajuda a entender como as preferências sexuais se desenvolvem e evoluem.

    Como a mudança de foco de genética para a epigenética pode ser explicada?

    Nossa principal contribuição é trazer uma explicação lógica para o porquê de a homossexualidade ser algo tão frequente – e para tanto nós mudamos o foco, como causa da homossexualidade, de genes para epimarcas. Nossa teoria sugere que a homossexualidade é resultado de um mecanismo que ajuda as pessoas a desenvolver a preferência por indivíduos do sexo oposto. Quando os efeitos desses mecanismos (epimarcas) não são apagados entre as gerações, eles se expressam na prole do sexo oposto. Isso pode resultar em indivíduos que desenvolvem preferências sexuais pelo mesmo sexo.

    Como a comunidade científica lida com genética e homossexualidade?

    Houve diversos estudos nos quais os pesquisadores tentaram encontrar genes associados com a homossexualidade. Tais estudos falharam e nenhum gene foi identificado. O resultado disso tudo é intrigante, uma vez que a homossexualidade tem um componente hereditário. Nossa teoria, porém, é capaz de explicar por que a homossexualidade é tão comum e tem um componente hereditário, sem nenhuma codificação genética para esse traço.

    Encontrar uma possível explicação biológica ajuda a combater o preconceito?

    Atualmente, algumas pessoas acreditam que a homossexualidade é uma escolha pessoal e que indivíduos homossexuais podem ser ensinados a escolher de forma diferente a sua orientação sexual. Eu acredito que encontrar as raízes da preferência sexual mina tais mitos e ajuda as pessoas a melhor entender e aceitar a homossexualidade.

    • A BÍBLIA NUNCA TRATOU OS PECADOS SODOMITAS EM SI COMO DOENÇAS, MAS COMO PECADOS ABOMINÁVEIS E ERROS MORAIS, QUE PRECISAM SER ABANDONADOS.
      Quem tratou O HOMOSSEXUALISMO, e ainda os trata em partes (NO CASO DOS TRAVESTIS) como PESSOAS QUE POSSUEM doenças MENTAIS (PATOLOGIAS) é a própria ciência humanista.
      Se não existisse pessoas com doenças ligadas aos comportamentos homossexuais, para que a OMS determinaria essas CID´S para diagnosticar patologias relacionadas aos comportamentos sexuais em geral?
      Então quer dizer que se o gay nunca foi um doente como antes a psicologia e a ciência tratava, porque não tiraram o travestismo da lista das CID´S também, já que entre quatro paredes o que rola na cama é igual a um “casal gay”?
      Quer dizer que somente heteros podem sofrer transtornos/ patologias relacionadas a identidade sexual ?
      CID 10 – F64 Transtornos da identidade sexual
      CID 10 – F64.0 Transexualismo
      CID 10 – F64.1 Travestismo bivalente
      CID 10 – F64.2 Transtorno de identidade sexual na infância
      CID 10 – F64.8 Outros transtornos da identidade sexual
      CID 10 – F64.9 Transtorno não especificado da identidade sexual
      CID 10 – F65 Transtornos da preferência sexual
      CID 10 – F65.0 Fetichismo
      CID 10 – F65.1 Travestismo fetichista
      CID 10 – F65.2 Exibicionismo
      CID 10 – F65.3 Voyeurismo
      CID 10 – F65.4 Pedofilia
      CID 10 – F65.5 Sadomasoquismo
      CID 10 – F65.6 Transtornos múltiplos da preferência sexual
      CID 10 – F65.8 Outros transtornos da preferência sexual
      CID 10 – F65.9 Transtorno da preferência sexual, não especificado
      http://www.medicinanet.com.br/cid10/1555/f65_transtornos_da_preferencia_sexual.htm

      CID 10 – F66 Transtornos psicológicos e comportamentais associados ao desenvolvimento sexual e à sua orientação
      CID 10 – F66.0 Transtorno da maturação sexual
      CID 10 – F66.1 Orientação sexual egodistônica
      CID 10 – F66.2 Transtorno do relacionamento sexual
      CID 10 – F66.8 Outros transtornos do desenvolvimento psicossexual
      CID 10 – F66.9 Transtorno do desenvolvimento sexual, não especificado
      http://www.medicinanet.com.br/cid10/1554/f64_transtornos_da_identidade_sexual.htm

      LEGAL COMO A CIÊNCIA É TÃO “OBJETIVA”, QUE SABE IDENTIFICAR UM MONTE DE DOENÇAS MENTAIS RELACIONADAS AO SEXO, COISA QUE DEUS E A BÍBLIA JAMAIS FIZERAM.
      A MAIOR DIFERENÇA É QUE DEUS NÃO FAZ ACEPÇÃO DE PESSOAS PELOS PECADOS QUE ELAS COMETEM.
      Todos pecaram e destituídos estão da Glória de DEUS. (Rm 3.23)

  17. Daí o individuo fala que ser gay é pecado e diz que ser gay é uma aberração. Mas esquece do “Não matarás” e o ”Amarás o teu próximo” que tá escrito na Bíblia que ele deixa pegando poeira na estante.
    Hipócritas.

DEIXE UMA RESPOSTA