Justiça Eleitoral multa candidato à reeleição Geraldo Alckmin por visitar igrejas evangélicas

1

O governador de São Paulo e candidato à reeleição pelo PSDB, Geraldo Alckmin, foi multado pela Justiça Eleitoral por fazer propaganda eleitoral em visitas a cultos evangélicos.

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) analisou os discursos proferidos pelo candidato durante as visitas, e entendeu que, apesar de sua fala ressaltar os trabalhos feitos pelas denominações, havia uma intenção de conquistar votos.

A ação contra Alckmin foi movida pela coligação “São Paulo Quer o Melhor”, encabeçada pelo candidato Paulo Skaf (PMDB), e o juiz Cauduro Padin aplicou multa de R$ 4 mil ao governador, de acordo com informações do jornal Diário do Litoral.

“Ademais, qual o outro objetivo teria o candidato representado ao comparecer a determinado culto religioso frequentado por um grande número de pessoas, utilizando-se da palavra para expor suas realizações, senão a obtenção do voto? Sobretudo na iminência do pleito eleitoral?”, questionou, antes de acrescentar que a presença de Alckmin nestes eventos era um ato de campanha: “O discurso, embora em tom religioso, mas subliminarmente político, visa a empatia dos presentes. Em outras palavras, se fazer visto e agradar esse nicho de eleitores”, concluiu o magistrado na sentença.


A decisão foi divulgada no dia 17 de setembro, e no dia seguinte (18), Alckmin participou da abertura da terceira edição do Salão Internacional Gospel na capital paulista.

Skaf

O candidato do PMDB, que moveu a ação contra Alckmin por fazer campanha em cultos evangélicos, também compareceu ao Salão Internacional Gospel.

No encerramento do evento, Skaf concedeu entrevista ao portal Guia-me e afirmou que pretende estabelecer uma parceria com as denominações evangélicas na área social, caso seja eleito.

“Eu, como governador, quero fazer uma parceria com a igreja evangélica para tratamentos de dependentes químicos […] Temos que resolver esses problemas sociais estimulando os movimentos de bem na sociedade, e a igreja evangélica dá exemplo nisso”, afirmou.


1 COMENTÁRIO

  1. As denominações são craques em dar auspícios a atitudes fora da Lei, o que importa para eles é o retorno em benefícios. Para o reino destes vale tudo, e fazer gols com as mãos é duma singeleza e candura incabível.

  2. hj em dia esta uma grande vergonha o pior q eles sabem o que e certo e fazem errado o altar e santo num se ponde misturar com a politica concordo plenamente tem q multar mesmo e ainda nem eleger os candidatos pq sabe q esta errado pq comete esta em pecado deus num se agrade com isso isso e altar pluido diante dos olhos de deus q a justica de deus seja feita

DEIXE UMA RESPOSTA