Magno Malta critica líderes evangélicos que negociaram isenção da CPMF para igrejas; Assista

8

O senador Magno Malta (PR-ES) se manifestou contra a articulação do colega de Senado, Marcelo Crivella (PRB-RJ), que colocou líderes evangélicos e a presidente Dilma Rousseff (PT) em uma mesa de negociação tendo em vista a isenção aos templos da CPMF, caso a tributação seja aprovada no Congresso.

Em um discurso no plenário do Senado, Malta afirmou que a atitude dos pastores não o representa, mesmo sendo um cristão evangélico.

“Em um momento como esse, em que todo mundo poderá vir a pagar CPMF – se depender de mim não virá. Mas se vier, um imposto cumulativo… Então quer dizer que o fiel da igreja vai pagar CPMF para pagar, receber, comprar na farmácia… De qualquer jeito vai pagar, mas a estrutura [igrejas] não quer pagar CPMF? Eu revelo aqui a minha insatisfação”, disse Malta.

A postura é a mesma adotada por outros líderes cristãos, como os pastores Marco Feliciano (PSC-SP) e Silas Malafaia, que reprovaram a iniciativa de busca por “privilégios”, e lembraram que as igrejas já contam com a isenção tributária garantida pela Constituição.


“A Bíblia diz que em tempo de crise, se teu irmão te convidar a caminhar uma milha, vá duas com ele; Se tens duas túnicas, divide uma com ele. Se o momento é de sacrifício, a Igreja é quem tem que fazer oferta, e não pedir para ser ofertada. Eu repudio essa proposta. Não me representa. Num país majoritariamente cristão, esse não é o papel [da igreja] num momento como esse”, acrescentou o senador.

Malta ainda destacou que votará contra a CPMF, por entender que o sistema tributário do país já sobrecarrega empresas e cidadãos. A postura também é compartilhada por Malafaia, que afirmou que denunciará todos os deputados evangélicos que votarem a favor do novo imposto e pedirá aos fiéis que não votem mais neles.

Assine o Canal

8 COMENTÁRIOS

  1. Que os adversários do crivella nas proximas eleições não esqueçam da defesa dele em favor da cpmf. Crivella pode dizer: “eu sou a universal”. Judas traiu a Cristo por 30 moedas, e a iurd através do seu partido politico trai a nação toda por um ministério no governo petista.

  2. Jesus Cristo disse: Dai a Cesar o que é de César e Deus o que é de Deus, assim creio que as Igrejas deveriam pagar sim não a CPMF e sim o Dízimo ao Governo Federal par que as Igrejas e suas Lideranças tivesse voz no Governo para que acontecesse o que pretendeu a Presidente colocar nas Escolas de Ensino Fundamental Teoria de Carl Max e Angls de que só se deve escolher a preferencia sexual apos adultos ou seja, antes não se é feminino nem masculino, isso é ridículo pois o sexo da pessoas está no próprio Corpo homens ou melhor com suas características e não depois de adulto.

  3. A bancada evangélica é a “mais ausente, inexpressiva e processada” do Congresso Nacional. Leia na íntegra
    Publicado por Tiago Chagas em 6 de junho de 2012
    Tags: Bancada Evangélica, Frente Parlamentar Evangélica, Igreja Católica, Igreja Protestante, Igrejas Evangélicas,joel bento carvalho, Política, Protestantismo, Transparência Brasil
    218 Comentáriosenviarimprimiremailshare no fborkutartweet
    Comentando dados divulgados pelo portal Transparência Brasil sobre a bancada evangélica no Congresso Nacional, o jornalista Joel Bento Carvalho criticou a conduta dos parlamentares religiosos: “Bancada evangélica: a mais ausente, inexpressiva e processada”
    Segundo Carvalho, “fica difícil defender a chamada bancada dita Religiosa ou Evangélica”, com a divulgação dos dados, segundo os quais, os parlamentares da Frente Parlamentar Evangélica constam dos mais faltosos e processados do Congresso Nacional.
    O jornalista afirma que muitos dos parlamentares parecem usar o cargo público apenas para promoção pessoal: “Pelo que se vê a locupletação é ampla, geral e irrestrita. Parecem ter percebido outro veio fácil de enriquecer além da religião. Aliás, não tem nada de evangélica . Evangelizar é o ato de levar o evangelho às ovelhas”.
    Referindo-se às igrejas protestantes tradicionais como exemplo, o jornalista questiona o motivo de igrejas apoiarem candidatos: “Por que essas que são igrejas seculares não entram na política? Por que só alguns Padres, alguns militantes da Opus Dei e os pastores das igrejas não alinhadas entram para a política?”, questiona.
    Joel Bento Carvalho afirma ainda que não se deve vincular fé com política: “Qualquer um pode se candidatar a cargos eletivos, mas sem usar a religião. Um religioso verdadeiro mantém distância da política: ‘Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus’. Se não for isso, é falcatrua usando a Religião ou será Deus um pulha também?”.
    Confira abaixo a íntegra do artigo do jornalista Joel Bento de Carvalho, para o portal Luis Nassif:
    Bancada religiosa: a mais ausente, inexpressiva e processada ou será Deus um pulha também?
    Meu Pitaco: Fica difícil defender a chamada bancada dita Religiosa ou Evangélica.
    Pelo que se vê a locupletação é ampla, geral e irrestrita. Parecem ter percebido outro veio fácil de enriquecer além da religião. Aliás, não tem nada de evangélica . Evangelizar é o ato de levar o evangelho às ovelhas perdidas, coisas que só as as igrejas seguidoras de Luthero fazem.
    Por que essas que são igrejas seculares não entram na política? Por que só alguns Padres, alguns militantes da Opus Dei e os Pastores das igrejas não alinhadas entram para a política? Qualquer um pode se candidatar a cargos eletivos, mas sem usar a religião.
    Um religioso verdadeiro, mantém distância da Política: Daí a César o que é de César e a Deus o que é de Deus. Se não for isso, é falcatrua usando a Religião ou será Deus um pulha também?
    JBC
    Whatsapp
    Compartilhar
    Domingo, 27 de maio de 2012

  4. Apoio atitude de Crivella, essa as igrejasdeveriam receber ajuda do governoe não pagar impostos! A Igreja já faz muito… bilhões economizados aos cofres públicos.

    Aos críticos como malta, só lamento.

  5. Querem até isso? Será que não basta a ISENÇÃO DE IMPOSTOS para igrejas e pastores? Quando chamo esses inconscientes de URUBUS…Jesus os chamou de Hipócritas! E os comparou a TÚMULOS CAIADOS “Por fora limpos, por dentro, podres” Mateus 23:27,28,33

  6. A CPMF 0,38% de movimentação financeira é hoje o imposto mais democrático já criado, e que claro o poder capitalistas, Globo, empresários e igrejas lavanderias de dinehro sujo, jamsiq querem que prospere e volte. Pois neste modelo, quem movimenta R$ 2.000,00 paga R$ 4,6 uma miséria mais gente como Cunha que movimenta R$ 20.000.000,00 de dinheiro roubado pagaria R$ 7.600,00 . Agora como crente fundamentalista é gado de manobra acha que este imposto é injusto, neste modelo quem mais ganha mais paga, e 100% de tudo que se movimenta nos bancos é fiscalizado, totalmente perfeito, além de que este á CPMF ira 100% para a previdência para que eu e você assalariado um dia possamos nos aposentar, coisa que Cunha e outros depu. não precisam como nós reles mortais.
    Povo burro abra o olho.

    Olha o lixo, que os fundamentalistas querem agora na presidência, depois de seus planos
    diabólicos irem por água à baixo com o ladrão travestido de crente Eduardo Cunha, o qual breve saíra algemado da Câmara, agora querem botar no lugar dele o cara que acha que existem mulheres que merecem ser estupradas.
    É á frente das bancadas BBB, Boi (grandes latifundiários) Bala (dep. tipo do lixo Francisquine no Paraná, que meteu bala nos professores) e B (bíblia os fanáticos por poder como Feliciano), seguindo os planos do capeta em transformar o Brasil num Irã.
    Serpentes breve vocês serão lançados no fogo.

DEIXE UMA RESPOSTA