Marco Feliciano defende criação de CPI para investigar a Petrobrás e critica compra da refinaria de Pasadena

13

Na última quinta feira (03), o deputado federal pastor Marco Feliciano (PSC-SP) publicou em seu site um texto defendendo a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Petrobrás.

O objetivo da CPI é investigar o mau uso do dinheiro público pela estatal, sobretudo pela compra da refinaria de Pasadena (EUA), adquirida pela Petrobras em 2006 por um valor muito acima do preço de mercado.

Ao defender a CPI, Feliciano rejeitou também a ideia de que a Comissão pudesse ser usada como palanque eleitoral, e que os políticos e a população do Brasil não podem ignorar o que aconteceu.

– Para decidir pela assinatura do documento necessário para a instalação da CPI, amadureci a ideia ponderando sobre fatores que são sempre colocados pelo governo nesses momentos importantes para a cidadania, como o fato de investigações estarem sendo promovidas pelo TCU, MP e Policia Federal e ainda por estarmos em ano eleitoral e uma comissão desse porte pode ser usada como palanque eleitoral, discordo, pois o país não pode parar e se essa investigação se mostrar negativa pra algum grupo político é o preço que se paga por permitir por ação ou omissão malversação do dinheiro público em tão grande vulto – afirmou Feliciano em seu artigo.


Recentemente, a Petrobrás foi também alvo de críticas do pastor Silas Malafaia, que criticou a postura adotada pelo Governo em relação às estatais, e fez um paralelo do cenário atual com casos envolvendo ações governamentais dos últimos 20 anos, e teceu críticas à linha de pensamento dos governos comandados pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Seguidores de Feliciano confundem 50 anos do golpe de 64 com aniversário do pastor

Na última quinta feira (03), seguidores de Marco Feliciano no Facebook se envolveram em uma situação cômica, ao confundir uma publicação do deputado na rede social sobre os 50 anos do golpe que levou o Brasil à ditatura militar com o aniversário do pastor.

Feliciano publicou uma imagem com os dizeres “1964/2014 – 50 anos”, o que motivou um grande número de pessoas a o parabenizar, pensando se tratar de uma mensagem referente ao aniversário do parlamentar.

seguidores-feliciano-ditadura-aniversário

A exemplo de outros parlamentares, Feliciano classificou o 31 de março como uma vitória contra a “ameaça comunista” e afirma que alguns historiadores defendem que naquele momento se fazia necessária uma intervenção cívico militar com o fito de evitar que o poder viesse a ser conquistado por uma classe proletários patrocinado pela extinta União Soviética inaugurando por essas bandas uma ditadura comunista”.

Por Dan Martins, para o Gospel+


13 COMENTÁRIOS

    • Ele, como todos outros políticos, nada disseram ou fizeram para impedir tal negociata. Agora em ano de eleições, depois da imprensa sacudir o país, ele pega carona na onde e se faz de defensor do povo. Quanta hipocrisia e arrogância. Fora Feliciano e todos da mesma laia.

    • Putsgrila Pita assim vossa santidade me racha, moço coloca a mão na conciencia, adadonde estes deputados tem poder para impedir estas negociatas feita as portas fechadas, adadonde os deputados sabem destas negociatas, adadonde o deputados tem controle sobre isso, acuma ele podem impedir coisa que ficam sabendo depois do acontecido assim como nos pobres mortais, vou ate cantar uma musiquinha pra tu, começa assim— Ho seu Pitagoras assim voce me racha, ai aiai ai aiaiai assim voce me racha, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  1. Ta certissimo tem que investigar e investigar mesmo, se possivel com bastante cadeia para os ladrões dentro deste governo infernal corrupto e bandido, que isto seja falado aos quatros ventos nas eleições sem tregua, para informar a população em um todo não somente o da petrobras mas os larapios presos do memsalão tambem, meu candidato tem que falar ate babar sobre estes assuntos quero ver este pt de arrasto para nunca mais fazer parte do puder no pais, da ate asco escrever este nome pt, fora pt pt nunca mais

  2. Até que enfim falou algo sem preconceito e a favor do povo brasileiro, mas, provavelmente com algum tipo de interesse. Quanto ao seus fãs confundirem a data dos 50 anos da revolução com a data do seu nascimento é bem comum entre esse povo e os poucos pensantes. Não enxergam um palma a frente do nariz.

    • REFORMAS NO STF para botar a bancada de crentes corruptos na cadeia.DEUS é grande e o justo juiz.Por enquanto eles aprontam,mas com bons advogados,muito
      dinheiro e votos,nada acontecem contra eles que dão risdas e zombam da justiça.Fazem
      igual aos ricos mundanos fazem.Prisão é para pobres.

    • REFORMAS NO STF para botar a bancada de crentes corruptos na cadeia.DEUS é grande e o justo juiz.Por enquanto eles aprontam,mas com bons advogados,muito
      dinheiro e votos,nada acontecem contra eles que dão risdas e zombam da justiça.Fazem
      igual aos ricos mundanos fazem.Prisão é para pobres.

    • REFORMAS NO STF para botar a bancada de crentes corruptos na cadeia.DEUS é grande e o justo juiz.Por enquanto eles aprontam,mas com bons advogados,muito
      dinheiro e votos,nada acontecem contra eles que dão risdas e zombam da justiça.Fazem
      igual aos ricos mundanos fazem.Prisão é para pobres.

  3. Bancada evangélica é a “mais ausente, inexpressiva e processada” do Congresso Nacional. Leia na íntegra
    Comentando dados divulgados pelo portal Transparência Brasil sobre a bancada evangélica no Congresso Nacional, o jornalista Joel Bento Carvalho criticou a conduta dos parlamentares religiosos: “Bancada evangélica: a mais ausente, inexpressiva e processada”
    Segundo Carvalho, “fica difícil defender a chamada bancada dita Religiosa ou Evangélica”, com a divulgação dos dados, segundo os quais, os parlamentares da Frente Parlamentar Evangélica constam dos mais faltosos e processados do Congresso Nacional.
    O jornalista afirma que muitos dos parlamentares parecem usar o cargo público apenas para promoção pessoal: “Pelo que se vê a locupletação é ampla, geral e irrestrita. Parecem ter percebido outro veio fácil de enriquecer além da religião. Aliás, não tem nada de evangélica . Evangelizar é o ato de levar o evangelho às ovelhas”.
    Referindo-se às igrejas protestantes tradicionais como exemplo, o jornalista questiona o motivo de igrejas apoiarem candidatos: “Por que essas que são igrejas seculares não entram na política? Por que só alguns Padres, alguns militantes da Opus Dei e os pastores das igrejas não alinhadas entram para a política?”, questiona.
    Joel Bento Carvalho afirma ainda que não se deve vincular fé com política: “Qualquer um pode se candidatar a cargos eletivos, mas sem usar a religião. Um religioso verdadeiro mantém distância da política: ‘Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus’. Se não for isso, é falcatrua usando a Religião ou será Deus um pulha também?”.
    Confira abaixo a íntegra do artigo do jornalista Joel Bento de Carvalho, para o portal Luis Nassif:
    Bancada religiosa: a mais ausente, inexpressiva e processada ou será Deus um pulha também?
    Meu Pitaco: Fica difícil defender a chamada bancada dita Religiosa ou Evangélica.
    Pelo que se vê a locupletação é ampla, geral e irrestrita. Parecem ter percebido outro veio fácil de enriquecer além da religião. Aliás, não tem nada de evangélica . Evangelizar é o ato de levar o evangelho às ovelhas perdidas, coisas que só as as igrejas seguidoras de Luthero fazem.
    Um religioso verdadeiro, mantém distância da Política: Daí a César o que é de César e a Deus o que é de Deus. Se não for isso, é falcatrua usando a Religião ou será Deus um pulha também?

DEIXE UMA RESPOSTA