Em audiência, suposta vítima de Marcos Pereira volta atrás e nega estupro, mas Ministério Público manterá processo contra o pastor

9

Durante a primeira audiência do processo por estupro movido contra Marcos Pereira, uma das supostas vítimas voltou atrás em seu depoimento inicial e negou que tivesse sido estuprada pelo pastor.

Entretanto, o Ministério Público vai manter a acusação, por entender que essa mulher pode ter sido coagida. Em seu primeiro depoimento à Polícia, ela havia dito de forma contundente que havia sido estuprada. Uma gravação feita durante as investigações, e periciada pela Polícia, está sendo usada pelo MP para levar o processo adiante.

“A primeira vez que ele me pegou, eu levei um bom tempo até a ficha cair, um bom tempo mesmo. Ele me pegou desprevenida. Eu tinha medo dele, né? Fiquei sem reação”, teria dito a mulher em um dos diálogos gravados, segundo informações do jornal Extra.

A mulher em questão é a mesma que gravou o primeiro vídeo divulgado pela Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD), desmentindo o crime e afirmando que as acusações haviam sido feitas contra o pastor por influência de membros do AfroReggae. Relembre aqui.


Durante o depoimento na audiência realizada na 1ª Vara Criminal de São João de Meriti, ela enfatizou que não há motivos para o pastor estar preso: “Não é injusto o pastor estar trancado na cadeia como um bicho sendo inocente?”, questionou.

Outras quatro testemunhas de acusação prestaram depoimento à Justiça na mesma audiência, e solicitaram que o pastor Marcos Pereira fosse retirado da sala durante suas declarações.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

9 COMENTÁRIOS

        • Manda vê Jr, estou com V. Reverendíssima, pra mim a mais alta autarquia, pois não está escondendo a verdade dos oprimidos que querem ser livres em nome de Jesus. Deus está precisando de homens deste tipo, se tivéssemos 1/4 de todos os cristão no mundo inteiro com esta visão o mundo atual seria outro.

  1. NAO de credito ao comentário desta sujeita chamada Clarita Sousa ela e irma de outro sujeito chamado elias que sempre comenta aqui os dois são da mesma laia–são incrédulos com a alma entrelaçada de abominações mundanas das quais o so pensar já e pecado pois os mesmos são dirigidos por espíritos malignos e enganadores –que basta um sopro de um crente em CRISTO JESUS–e eles já sai berrando correndo —-agora quanto ao pastor que esta preso –se ele for inocente com certeza sera livre e a verdade prevalecera –se for culpado terá que pagar pelos erros cometidos tanto quanto qualquer ser humano erra –agora se for inocente com certeza a mao DE DEUS pesara naqueles que o acusaram –e GLORIAS A DEUS

  2. apesar de não concordar o modo de ele conduzir o seu ministério, esta mais que na cara que isto é uma armação do governo e das organizações a globo com a intenção de fazer com que os evangélicos fiquem desacreditados, e assim, implantar de vez a agenda gay, aborto, legalização da maconha, etc…

  3. A gravação mantida em investigação pela polícia é, no mínimo, curiosa. Século 21(VINTE E UM) a “mocinha ” diz: ” a primeira vez que ele me pegou, eu l e v e i u m t e m p o até a ficha c a i r.
    u m b o m m e s m o . Ele me pegou desprevenida. Eu tinha medo dele, né? Fiquei sem reação” segundo informou o jornal Extra. Pô, ela deve ter vindo diretamente de algum disco voador !!!!!Quanta inocência!!!!! pastor malvado!!!!

  4. Que justiça é essa que ainda mantém este pastor preso,pois não há prova nenhuma contra ele,todas as testemunhas negaram que tenham sido estupradas por ele, e a policia diz que assim mesmo vai continuar com o processo porque a vitima pode ter sido coagida,meu DEUS do céu,se fosse um traficante ou um politico já estaria solto,mas como é um “CRENTE” ,os incredulos pisam e humilham,quando é que vai aparecer um filho de DEUS para acabar com essa injustiça contra este pastor.

DEIXE UMA RESPOSTA