Deputado entra com manobra para anular aprovação do projeto apelidado de “cura gay”

13

O deputado federal Simplício Araújo (PPS-MA) protocolou um recurso contra a aprovação do projeto apelidado de “cura gay” pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM). Antes, Simplício já havia tentando barrar a votação do projeto pedindo vistas para melhor apreciação do tema.

O recurso apresentado pelo parlamentar ao presidente da Câmara dos Deputados pede a anulação da sessão que aprovou o projeto, pois segundo ele, Marco Feliciano (PSC-SP) descumpriu um dos regimentos da Casa ao colocar a proposta de autoria do deputado João Campos (PSDB-GO) para ser votado.

Simplício tem batido na tecla de que atração pelo mesmo sexo não é doença: “Não é a homossexualidade um dos distúrbios que prejudica a família. O que prejudica a família é a corrupção, a forma como a classe política está se comportando. Este projeto é inconstitucional. Apenas o poder judiciário pode questionar uma decisão de qualquer Conselho de qualquer profissão”, criticou.

O polêmico projeto apelidado como “cura gay” propõe a derrubada de uma resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que proíbe os profissionais da área de prestarem atendimento a homossexuais que busquem ajuda para mudar sua orientação sexual.


Após a aprovação do projeto na CDHM na última terça-feira, a proposta deverá ser avaliada e votadas pelas comissões de Seguridade Social e Constituição e Justiça. Caso seja aprovada nas duas, deverá ser votada no plenário da Câmara dos Deputados.

Porém, para Simplício Araújo, a proposta é oportunista por parte da bancada evangélica, e visa votos nas eleições do ano que vem: “É uma proposta eleitoreira que visa apenas ganhar votos. Vocês estão enganando a comunidade porque estão vendendo algo que não vão entregar. Essa proposta serve de combustível para a reeleição de muita gente aqui. Não existe cura para o que não é doença”, criticou, segundo informações da Folha de S. Paulo.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


13 COMENTÁRIOS

  1. De fato, do ponto de vista humano, a homossexualidade não é doença. Todavia, do ponto de vista da verdade, é doença sim e letal. As Escrituras são claras em relacionar o pecado como enfermidade, e Cristo como Médico dos médicos que veio levar sobre si as ENFERMIDADES de todos aqueles pelos quais intercedeu no calvário. São do Mestre dos mestres as seguintes palavras: OS SÃO NÃO PRECISAM DE MÉDICOS E SIM OS DOENTES. EU NÃO VIM CHAMAR JUSTOS, E SIM PECADORES AO ARREPENDIMENTO.(Lc. 5:32). Aliás, estas palavras, além de inspiradas pelo Espírito Santo, vieram da pena de um médico – Lucas.
    Outrossim, o que digo aqui não é verdade apenas em relação a homossexualismo, mas também em relação a qualquer comportamento que não esteja em harmonia com o Criador que é Santo.
    Concluo, declarando aos opositores que surgirem, que DEUS AMA PECADORES! Ninguém, por natureza, é melhor do que ninguém. Hetes e homos, diante de Deus, estão na mesma condição, ou seja, pecadores. Todos, sem excesão, precisam de REGENERAÇÃO, para se tornarem NOVAS CRIATURAS em Cristo.

    • O que você disse foi o ponto de vista da fé aonde quem crê em jesus pode ser curado de todos entretanto o fato em questão e se verdadeiramente ser homossexual é doença que no meu ponto de vista é nada mais nada menos que uma escolha. Infelizmente existem certos homossexuais que tentam acreditar que já nasceu assim porque não é possível eles acreditarem que já nascem assim ( homossexual) e relutam a si mesmo acreditar que não é normal um comportamento que não é de natureza original do seu sexo. O PDC 234 que erroneamente foi apelidado de cura gay a meu ver é uma boa causa e até um benefício para os gays porque existem certas pessoas dessa classe que querem mudar então eu acho que vale apenas fazer esse projeto.

  2. Todo mundo tem o direito e a liberdade de viver,conforme sua orientaçaõ sexual,suas crenças religiosas…..para que alimentar preconceitos e injustiças.Se para os evangélicos,é importante,naõ trabalhar no sábado,naõ comer carne de porco,usar véu na cabeça,as mulheres usarem saia e naõ cortar os cabelos,que fiquem com isso,mas naõ transforme em verdade absoluta,para os que naõ compartilham essas crenças.

  3. Este deputado é “Simplício” demais, para discernir as ações demoníacas na área da perversão sexual. Não somente existe a cura gay por meios médico-psicológicos, como também pelo poder da oração Em Nome de Jesus, para libertar não somente gay, como, ladrões, homicidas, adúteros, pedófilos, estupradores em fim, todos que desafiam os Princípios eternos de Deus.

  4. a única coisa que percebo pelos comentários é que a grande maioria das pessoas não tem opinião própria, vagueiam por pensamentos alheios, qual o problema se um gay buscar um psicologo, (eu conheci pessoa bem próximo que se suicidou porque ele mesmo não aceitava ser gay, se tivesse ido a um psicologo o próprio psicologo poderia telo feito se compreender e se aceitar) o Conselho Federal de Psicologia (CFP), em 1999, PROIBIU os profissionais de participarem de terapia para orientação sexual, o projeto do deputado joão campos não obriga ninguém que é gay à ser curado, ele apenas derruba a proibição que impedia os psicólogos de prestarem ajuda aos que voluntariamente os procurasse, opressão é quando vc não tem direito de escolher o que quer!
    vamos ser um pouco mais racionais e deixar de ser uma manada manipulada!

  5. DA um grito ai ou seu grita bem ta bam la va –oh FELICIANOOOOOOOOOOOOOOOOOOO—-TA BAM TA deixa a boilagem de banda -e vamo po a boca no trombone –comtra a gastança dos cento e oito milhões de reais que vao gastar com o dinheiro de todos os brasileiros –inclusive os evangélicos –gastar com a vinda do rei da macunbolica –ops adescurpe –não e macunbolica e católica–que que nos os evangélicos temos com a vinda deste ser chamado papa aqui no brasil –me digaoammmmmm–da mais um grito ai oh FELICIANOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO–ce escutou –vamo por a boca no trombone ai –e fala com o governo que nos os evangélicos não temos nada a ver com o papado–não somos obrigados a financiar a vinda dele aqui não—os católicos e quem tem de pagar se querem o chefe deles aqui no brasir—como faz nos os evangélicos que pagamos tudo de nosso bolso —que nos temos haver com os macunbolicos –opss católicos –vao pagar suas despesas cambada de aproveitadores–com seu papado –ficam so falando mal dos evangélicos –mas esquecem de olhar pra o seus próprios rabos —

  6. Quem falou em cura gay????????? ENTÃO TODOS OS QUE PROCURAM AJUDA DE UM PSICÓLOGO É DOENTE ??????? ELES É Q SÃO PRECONCEITUOSOS !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  7. Tá danado!!!!! Esses parlamentares, nem com crise das manifestações se tocam. O mundo “caindo” e eles tentando disputar atenção, ainda na aba do deputado Feliciano, QUANDO DEVERIAS SIM, ESTAR tentando combater a corrupção que rola pertinho dele. Deputado Simplicio Araujo, tenha dó!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!?????????????????????

DEIXE UMA RESPOSTA