Matéria da revista HardCore sobre a Igreja Bola de Neve causa revolta entre fiéis da denominação; Entenda

29

A igreja Bola de Neve foi tema de uma ampla reportagem sobre suas origens, doutrina, linha teológica e crescimento nos últimos anos.

A revista Hard Core, especializada no público surfista, entrevistou o fundador, apóstolo Rina, membros, ex-membros e questionou: “Até que ponto é justificável uma religião que não representa todos os surfistas, nem suas ideologias, associar sua imagem ao estilo de vida do surf?”.

Escrita pelo jornalista Alexandre Versiani, a matéria diz que a igreja foi fundada para fugir “do estereótipo do ‘crente evangélico’”, e que “em dez anos, saltou de 150 para 60 mil fiéis”. Atualmente, a denominação possui “220 templos espalhados pelo Brasil e por países como Argentina, Peru, Chile, Uruguai, Paraguai, EUA (Los Angeles, Miami e Hawaii), Portugal, Inglaterra, Rússia, Austrália, Haiti, Bósnia e Moçambique”, explica Versiani.

O líder da denominação, apóstolo Rina, diz que esses números não são importantes: “Nunca fiz essa conta de medir, qualificar e quantificar. Não posso cair no erro de olhar para os frequentadores da igreja como um resultado ou um troféu. Isso tem que ser uma consequência natural de um trabalho”, argumenta.


Igreja de surfista?

“Quando a igreja começou, ela era exclusivamente surfista (sic). Não porque a gente resolveu que esse seria o nosso target, mas, como a maioria dos líderes praticava esporte, então nossos amigos e as pessoas que acabavam frequentando eram surfistas. Hoje ainda tem muita gente dessa área de esportes radicais”, explica Rina.

Arrecadações

O jornalista dedicou boa parte da matéria para falar sobre a arrecadação da igreja, entre dízimos e ofertas: “Não se sabe ao certo o quanto a Bola de Neve arrecada. Porém, um ex-presbítero (cargo abaixo do pastor) que trabalhou seis anos na igreja e prefere não se identificar afirma que a unidade no Rio de Janeiro ‘recolhia’ R$ 250 mil por mês e até R$ 1 milhão em São Paulo no ano de 2010”, escreveu Alexandre Versiani.

Segundo a matéria, a falta de transparência na igreja em relação às finanças tem afugentado fiéis. Versiani entrevistou um antigo frequentador da Bola de Neve que se queixou disso.

“Eu me apaixonei pela ‘visão’ da Bola. A proposta de levar o evangelho de uma forma mais descolada, com uma linguagem contextualizada me parecia bem familiar com o estilo do próprio Cristo de divulgar sua mensagem. Lá tinha gente como eu, no estereótipo e na história de vida. A diferença é que Cristo era transparente. Na Bola de Neve as aparências enganam”, reclamou Marcelo Comuna, 33 anos, que frequentou a denominação entre 2007 e 2009.

O autor da reportagem comenta em seu texto que, no momento de contribuição com dízimos e ofertas, “três enormes filas se formam. Ao centro, os fiéis que pagam em dinheiro. Nas laterais, um pouco mais discretamente, há a opção de doar no cartão de crédito ou débito”.

O líder da igreja rebate as críticas: “Meu papel é ensinar o princípio. Como uma igreja sobrevive? Ela não vende produtos, não tem ajuda do governo, de empresas. As obras sociais da igreja sobrevivem de quem faz parte dela. Você não vê na igreja, entre uma música e outra, uma propaganda no telão dizendo beba Coca-Cola ou compre Volkswagen”, justifica-se.

Linha teológica

“Outra crítica de pessoas que deixaram a Bola de Neve é a sua aproximação com o lado mais radical do neopentecostalismo. Durante congressos promovidos pela igreja com líderes de outras denominações, os membros mais próximos eram orientados a passar por exercícios de cura espiritual, parecidos com as sessões de descarrego. O skatista Thiago Marcone, que se formaria no curso de líderes de célula em São Paulo, relata que a cada seis meses era obrigado a repetir por horas frases como ‘eu peço perdão pelos meus pecados’, entre outras similares, com o objetivo de ser libertado de possessões demoníacas e malignas que poderiam estar agindo sobre ele”, afirmou Versiani na matéria.

O jornalista expôs o argumento da liderança da denominação para adotar tais práticas, que tinham “a intenção de oferecer a chance de membros e pastores da igreja conhecerem outras linhas neopentecostais”.

“A gente procura se relacionar, fazer ponte com gente de todas as linhas possíveis para não ficar parecido com uma seita. Mas não são esses caras que determinam o que a gente vive”, defende-se Rina.

A publicação da matéria gerou revolta entre alguns fiéis, que protestaram nas redes sociais contra a revista e o teor da reportagem assinada por Alexandre Versiani.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

29 COMENTÁRIOS

  1. A Bola de Neve é uma benção! O redator da revista foi infeliz, quis criar polêmic para ficar famoso, sei lá, por que essa perseguição sem motivo, e acabou queimando a revista que já não tem muita tiragem. Quem freqüenta e conhece a igreja e a liderança sabe a seriedade do nosso trabalho. A årvore se conhece pelos frutos. Quantas vidas resgatadas do,inferno, transformadas, inclusive a minha. A prancha de surf é uma marca, para evangelismo, quebrar paradigmas, não é o centro, é um detalhe. Se precisar vivemos sem ela. o que importar na nossa igreja é Jesus. Quem está de fora ou tem revolta, sempre fala besteira, mas o que interessa é o que Jesus está achAndo, Ele sim vai julgar quem ESTÅ certo e quem está errado. Que Deus abençoe a todos, e que nos preocupemos em multiplicar nossos talentos, ao invés de ficar olhando para os talentos dos outros! O mestre uma hora vai chegar!

  2. Bem tendenciosa a matéria, o nobre escritor bem poderia ouvir os membros assíduos, suas histórias de conversão, saída das drogas etc…só gostaria de falar a ele que a salvação é de graça, mas o aluguel do templo, a energia elétrica, a aparelhagem sonora, as despesas pessoais dos pastores, sustento de suas famílias, combustível dos veículos etc…NÃO SÃO PAGOS COM ORAÇÃO DA BOCA DO CAIXA…sou batista(e surfista) mas admiro e acompanho de perto os trabalhos da Bola de Neve e sei bem como é feito todo o trabalho que não difere das igrejas que tem Jesus como foco…No fundo, é a velha história, é mais fácil jogar pedra afinal, tá dando frutos!

  3. Ninguem eh obrigado a dar dinheiro na igreja, só dá apenas quem quer, e antes de vc julgar procura conhecer e entender sobre os principios da igreja, absurdo isso se vc se sente incomodado ver nos servimos nosso Deus da nossa maneira e estilo por favor nao tente nos atingir pois ma biblia fala q mts nos perseguirao por causa do evangelho…. Entao queridao nos poupe dessa sua atitude sem etica.

  4. A Igreja Bola de Neve tem tirado muitos jovens das drogas, e isso é fundamental nos dias de hoje. As pessoas falam mal, mas são incapazes de fazer alguma coisa em benefício dos mesmos, então não devemos dar créditos para essas pessoas que só sabem criticar. Outrossim, não sou membro dessa entidade religiosa.

    • Congreguei na Igreja Bola de Neve do Gurarujá por 5anos e foi uma benção, meu filho continua membro e é Levida do Senhor.Só ñão estamos eu e meu marido mais congregando lá pq Deus falou conosco que havia acabado nosso tempo lá,mas foi difícil nos aceitarmos,mas temos que ser obedientes ao Senhor.Mas continuo falando que o Bola de Neve é uma benção.

  5. Eu sou um exemplo vivo d uma pessoa que foi alcançada pelo trabalho que o Bola de Neve faz na nossa nação. Eu começei a usar drogas com 13 anos de idade, meu pai era do mundo do crime era um assaltante de banco e por diversas vezes foi preso, eu cresci em um ambiente de cadeia, favelas e muitas vezes o meu pai até me levava junto com ele para alguns dos assaltos que iria fazer. Eu usava drogas dentro de casa e muitas vezes junto com ele.
    Com 18 anos de idade eu ja era uma viciado em maconha, nicotina(cigarro), alcool e todos os tipos de drogas sintéticas, um frequentador de raves ecasas noturnas de semana a semana, tambem me envolvi com o crime organizado, começei a vender drogas e tambem a um esquema de 171, com uns caras da pesada.
    A minha vida era muito legal, um jovem com roupas de marca, dinheiro no bolso, mulheres, baladas, drogas e praia, mas na real eu sempre senti um vazio dentro de mim e nunca soube o por que. Até que um dia uma amiga me convidou para ir em uma igreja Bola de Neve a principio eu dei risada da cara dela, pois eu sempre tinha associado a igreja evangelica como sinom=nimo de pastor quer ganhar dinheiro.
    Mas no dia 03/05/2008 eu entrei pela 1º vez em uma igreja onde aquele vazio que eu sentia foi preenchido, eu não sabia mas dentro de mim exixtia um vazio que só poderia ser preenchido com a presença de DEUS, desde então aquele dia foi um marco para mim, pois eu ja tinha tentado parar de usar drogas por 4 vezes e todas as vezes foi um fracasso.
    Desde o dia em que pisei no Bola até hoje eu nunca mais coloquei uma gota de alcool, cigarro, maconha ou qualquer droga em minha boca, eu fui liberto de vicios que eu vivia aprisionado sem saber que estava.
    Hoje eu tenho uma familia, tenho uma trabalho maravilhoso, minha vida foi mudada do dia para a noite.
    Eu fui acolhido como um filho pelos meus lideres e pastores, tenho recebido o amor de Jesus através da vida deles.
    Uma prancha de surf, não te diz quem vc é sim as suas atitudes.
    Jesus tem trasnformado a cada dia a minha vida.

  6. Já fui diácono em umas das igrejas do Bola e era apaixonado pela visão da igreja. Mas com o tempo fui me decepcionando com essa visão neopenteca onde o capeta sim parece ser onipresente e onipotente. Era uma paranóia com o capeta seguindo a visão da Neusa Itioka. A intercessão da igreja chegou a dizer que tinha um demônio morando sob o púlpito!
    Mas concordo que a igreja tira muitas pessoas dos vícios do mundo.
    Agora se o Rina realmente falou que não vende produtos, ele pecou, rs. Nas lojinhas do Bola vc compra de td desde bijuterias até óleo de ungir, mercado dentro do templo.
    E acho que ele devia se importar menos com quantidade e mais com qualidade, pois vejo Bolas de neve sendo abertos a rodo, porém sem acompanhamento, e esse acompanhamento faz falta, pode ter certeza disso. Onde eu congregava essa falta do líder nos acompanhando mais de perto causou vários problemas de ingerência culminando na saída de vários membros. Saíram porque quiseram?
    Não, é sangue inocente em suas mãos….

  7. A bola de neve e uma igreja que busca a mudança de dentro para fora, o maior proposito dos pastores e incentivar a termos um relacionamento intimo com Deus, so eu sei das bençaos e que Deus tem feito por mim, atraves da igreja me ajudando a transformar meu caracter igual a de Cristo, tenho certeza que os revoltadinhos eram pessoas que pisaram na bola dentro da igreja e nao homens suficientes para ouvir a verdade e aguentar a consequencia de seus erros.
    Deus abençoe a todos.

  8. Aceitei a Jesus na igreja Bola de Neve, e sei que ali Deus está, acredito na integridade dos Pastores e de todos os lideres…Deus tem feito mudanças em minha vida, e na vida de muitas pessoas através dessa igreja tão abençoada!

  9. Acho importante ouvir os dois lados, segue nota publicada no Facebook do Ap. Rina:

    Nota de esclarecimento;

    A revista Hardcore publicou uma matéria sobre a Igreja Bola de Neve, infelizmente tendenciosa, cheguei a achar que com motivações políticas, o que nos levou a usar a única forma de manifestação cabível para demonstrarmos nossa indignação. Agradeço à todos que postaram seus testemunhos, suas fotos, e sua resposta ao que nós pastores pedimos: uma manifestação pacífica, mas que demonstrasse a insatisfação e tristeza de todos que se sentiram agredidos.

    Ainda, agradeço a todos que enviaram seus emails para os editores, algo necessário naquele momento.

    Como forma de entendermos os motivos da revista e de não destruirmos uma relação de mais de 20 anos de amizade com a Hardcore, buscamos contato com os editores. Segue meu email e o da pastora Denise:

    Caro Steven,

    Lamentável ter recebido seu repórter em nossa casa, para depois de tratá-lo com todo o respeito que a entidade que representa merece, abrir minha Hardcore e descobrir que sua última intenção era a de nos denegrir e desacreditar junto aos leitores e assinantes da revista. Consumo a revista há mais de vinte anos e afirmo: a Hardcore não pode estar à mercê de um menino repórter que se propõe a fazer uma matéria tão desastrosa e a publica de forma tão inconseqüente e irresponsável.

    Considero a liberdade de expressão e de imprensa intocável, uma dádiva para um país livre, um meio pelo qual temos acesso a informação além daquela que nos é apresentada, logo, esse não é o ponto de divergência. O inaceitável, o que me obriga a reagir, é a falta de ética, de escrúpulos e de verdade verificada na matéria. Seu representante foi infeliz e tendencioso, avançou sobre um terreno que não lhe pertence, causando danos morais a nossa família e instituição. Como o alertei, estamos prontos para lidar com a divulgação de pontos negativos e faltas nossas, desde que fundamentados em fatos que reflitam a verdade. O que acredito que seja falta de preparo e experiência, levou o redator da matéria a usar informações falsas, coletadas sem critério na internet, de blogs amadores.

    Não entendo qual o objetivo da revista com uma matéria dessas, mas a partir do momento em que informações e dados falsos são publicados, não nos resta outra alternativa, a não ser procurar nos defender juridicamente. No entanto, pelo carinho que tenho pela revista, prefiro ter seu feed back antes de qualquer ação.

    Imagem é um patrimônio intransferível e de valor incalculável, se a revista não reconhece nada de bom em um trabalho de mais de uma década que só faz amar ao próximo e servir sua sociedade, poderia nos deixar fazendo nosso trabalho longe dos holofotes, como sempre procuramos estar. Se não queria fazer uma matéria positiva, poderia ao menos se limitar a trabalhar com fatos verdadeiros.

    Esperamos, como forma de tentar-se remediar o prejuízo instalado, que se dignem a promover uma retratação formal, buscando reestabelecer a ética e o compromisso com a verdade, apresentando, assim, uma manifestação que verdadeiramente retratem quem somos, independentemente do que lhes cabe no que tange à crítica ou apreço ao que somos, vivemos e acreditamos.

    Aguardo retorno,

    Rinaldo Luiz
    Presidente das Igrejas Bola de Neve

    Prezados editores,

    Não escrevo em defesa do nome da Igreja, nem ainda de nossa fé, pois nossa missão não considera desperdício de tempo e energia para advogarmos a causa, os valores, os princípios e a mensagem que representamos, antes escrevo para registrar nossa tristeza pela falta de ética, profissionalismo e experiência de um repórter, pela insensibilidade e irresponsabilidade de um editor que aprova e publica um texto “Frankenstein” (forçando a conexão de textos pescado ali e aqui de matérias já prontas), leviano e manipulado, que evidencia um esforço, para, de todas as formas possíveis, desacreditar e manchar a reputação de uma Igreja.

    Oito páginas? Numa revista de surf? Para denegrir a imagem de uma instituição religiosa? O que a fé dos leitores tem de tão importante? Importa mesmo se são cristãos, judeus, muçulmanos ou ateus? O ponto em comum, o link entre o veículo e seus consumidores, não é a paixão pelo esporte? Realmente fica uma grande interrogação em relação ao real objetivo da matéria? Vocês nunca ponderaram os prejuízos causados à sociedade e ao bem estar entre as pessoas quando a fé dessas pessoas é tão covardemente atacada? Perguntaram aos seus anunciantes se eles concordam em patrocinar tal atrocidade? Se questionaram se eles mesmos têm sua religião e gostariam desse tipo de exposição de sua fé? Seria a revista o palco para uma quase perseguição religiosa? O que realmente vocês esperavam ao tentar convencer seus leitores de que não merecemos sua confiança?

    Nesse exato momento, no Brasil inteiro, muitas pessoas estão sendo influenciadas negativamente por sua matéria, pessoas que talvez deixem de considerar a ajuda e apoio que poderiam ter na Igreja, vidas que vão continuar lutando sozinhas contra seus vícios, para manter seus casamentos, enfrentar suas crises, sem falar em quem simplesmente está numa busca espiritual e passa a evitar o cristianismo como resposta à sua sede espiritual? É esse mesmo o papel da revista? É para isso que a editora3 paga vocês? Cabe à um veículo, com uma história de décadas formando opinião, sentenciar e rotular a religião de muitos de seus leitores? É certo, um repórter ou um editor fazer uso de uma plataforma de comunicação como a Hardcore para impor sua visão e opinião pessoal? Sem falar que todo o material publicado é por si matéria prima suficiente para uma ação contra crime de injúria, calúnia, difamação e danos morais.

    Pego onda desde os quatorze anos, competi como bodyboarder por muitos outros, nasci em Santos e cresci pegando onda com a nata do surf da minha cidade na praia de Pernambuco, no Guarujá, onde um haole como esse repórter que não respeita o próximo, não droparia uma onda sequer.

    Perdi meu irmão aos dezessete anos, surfista competidor, atleta, Douglas Gouveia, começou junto com Binho Nunes, Daniks Fischer, Roni Bonetti no circuito Lightning Bolt amador. Porque infelizmente não encontrou alguém ou algum lugar que pudesse ajudá-lo a se encontrar, se envolveu com drogas, com tráfico em Maresias e terminou com sua vida ceifada muito antes do tempo, com um tiro na cabeça. Muitos, como ele, sem contato com a verdade, só com acesso ao que vocês chamam de matéria, talvez tenham o mesmo destino. Isso não pode ser concertado, há um efeito multiplicador em tudo que se publica hoje. Por amor a esses e suas famílias, resta-nos publicar nossos testemunhos e aguardar as medidas judiciais ou uma retratação da revista à altura do dano causado.

    Espero que os empresários que investem na revista percebam o quanto isso está sendo prejudicial à sua própria imagem e de suas marcas.

    Denise Gouvea, Pra. na Igreja Bola de Neve São Paulo

    Preciso ressaltar que o novo editor, Adriano Vasconcellos, foi solicito, nos respondeu prontamente, teve uma postura altamente profissional e séria; parabéns para revista pela contratação, a experiência do Adriano foi fundamental, representou a empresa como poucos fariam.

    Errar é humano, reconhecer é caráter, e assim, tivemos uma reunião muito positiva e a oportunidade de mantermos a paz entre nós, e a chance de mostrarmos, oportunamente, o que ainda não foi mostrado, aguardamos futuras edições…

    Sei que muitos ainda querem se expressar, que muitos ainda se sentem agredidos e feridos, e o que peço, então, é que manifestemos Sua graça e Seu amor, postando testemunhos, sem agressões, abençoando as vidas do editor, do jornalista, da empresa, pois na faculdade de Deus, ninguém passa de ano por inércia. Essa é uma oportunidade que Deus nos dá, de vivermos o que pregamos e de amarmos como ele amou. Sei que todos nos sentimos injustiçados, mas o que está sendo avaliado agora é nossa resposta…

    “Coisas ruins acontecem com pessoas boas, mas o como reagimos, determina se continuamos a ser pessoas boas.”

    Como está escrito;

    “Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
    Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;
    Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;
    Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.”

    Jesus em MT 5:8-12

    “Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e aborrecerás o teu inimigo. Eu, porém vos digo: Amai a vossos inimigos, bem-dizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; Para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus; porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos. Pois, se amardes os que vos amam, que galardão havereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudares unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim? Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.”

    Jesus em MT 5:43-48

    “A ninguém torneis mal por mal; procurai as coisas honestas, perante todos os homens.
    Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens.”

    Paulo em Rm 12:17-18

    Obviamente, muitos oportunistas usam momentos assim para se promover, assim como a seus blogs e suas conjecturas. Não desperdicem seus preciosos momentos defendendo a fé ou a Igreja, em blogs que vivem de difamação. Sim, há alguns que dependem de sensacionalismo e escândalos, e por vezes os criam, para gerar acessos e assim mostrar resultado à seus patrocinadores e anunciantes, é a razão de tanto esforço, de tanta provocação, para fomentar debates, sem interesse espiritual e preocupação alguma com a Igreja.

    Ore por estes também, mas resista a tentação de argumentar em favor de sua Igreja. Use esse tempo para ler a bíblia ou orar, estar com sua família, dormir, qualquer coisa útil. Não há interesse na verdade, não respeitam nossa história, nosso legado, nossas família, são obstinados e inescrupulosos. Se é o que escolheram fazer, que continuem usando seus dons e talentos para criticar, destruir, caluniar e perseguir, nosso papel é amá-los.

    Deus os abençoe,

    Ap. Rina

  10. Eu e meu marido fomos membro do Olá de Neve do Guarujá só saímos pq acaou nosso empo lá e somos obedientes a Deus,mas nosso filho continua ele e Levita e a igreja Bola de neve é uma benção.

  11. Jesus usou a igreja bola de Neve, para transformar meu caracter, nela encontrei pessoas humildes amorosas, direcionadas pelo ESpirito Santo para ministrar nossas vidas de forma, clara e que agrade o coração de Deus. que Jesus abençoe a todos e aqueles q ficaram em duvida sobre nosso MInisterio venham conhecer, mas venham de coração aberto e velas quem e o nosso Deus o quanto ele e poderoso, e Veras que tudo isso que estão falando e uma calunia desenfreada e injusta. JEsus te ama.

  12. Tenho 65 anos, nunca surfei mas amo a vida dos pastores e lideres (principalmente do ap.Rina e pra.DENISE). Foram eles que ensinaram a meus filhos o verdadeiro amor de Deus e que eles nao foram criados pra serem escravos do mundo, vivendo uma sequencia de mortes todos os dias com drogas, prostituicao, promiscuidades. Atraves do que eles aprenderam, da assistencia
    e acompanhamento desses lideres na vida desses meninos, que hoje sao homens com carater transformado, pais de familia com responsabilidades e valores eticos. A igreja nunca me mandou um boleto cobrando por este trabalho. Oro a Deus por todos os pastores e lideres dessa Igreja.

  13. Cara! Não sou surfista, confesso que moro na “selva de pedra” e o único tipo de onda aqui são as dos rios poluídos… Mas sou skatista, sou adepto à cultura alternativa e sou leitor desta revista… Ah! não posso esquecer, se hoje estou vivo foi porque conheci Jesus Cristo (sem religiosidade que da nojo) nesta igreja.
    Também sou formado em Administração e sou Estudante de Direito, sempre gostei de estudar, não sou nenhum “bitolado” ninguém, fez lavagem cerebral em mim. Esta matéria foi um LIXO, cara eu admiro muito esta revista, mas também não posso generalizar, os demais escritores desta revista merecem meu respeito, mas este colunista não! Vamos aos dízimos? Quando eu estava gastando moh grana me drogando, ninguém falava nada! Mas se esta droga for uma bebida, o bar paga imposto… Sim, o estabelecimento paga seus impostos, mas ninguém citou o INSS e IR que descontam da minha folha de pagamento, nunca deixei de pagar meus impostos para contribuir na igreja. Se eu gastava o MEU dinheiro para me drogar era problema meu, agora que eu contribuo (menos do que eu gastava nas noites de rolê) com algo que mudou a minha vida para muito melhor, porque era para eu estar morto (eu sei do buraco que vim), o problema é de quem? Seu que não é!

  14. Poderíamos através dessa repercussão toda usar isso para resgatar mais almas pra Deus pois os jovens desses dias estão se acabando nesse mundo.Igreja maravilhosa, me sinto bem, me sinto em paz.Podemos criar uma campanha venha você também conhecer o bola de neve, não vão se arrepender. #vemprobola

  15. Certa de que as manifestações e publicações são de responsabilidade de cada editora,porém, certa também que direito a respostas também é nos dada.
    Aos fatos que estão rolando sobre a revista HardCore e ao Ministérios Bola de Neve, posso comentar que o editor da revista foi infeliz (Mateus 7:21) a fazer uma matéria tão desastrosa e a publica de forma tão inconseqüente e irresponsável. Ao menos, cada profissional de sua determinada área deveria colher informações corretas e ser analisadas com dados corretos.
    Sou um testemunho vivo por Cristo Jesus, ao qual eu sai de uma vida em que usava drogas e não tinha responsabilidade com nada, e hoje sou uma mulher de Deus, onde tenho minhas diversas responsabilidades e uma vida em santidade pois conheci a Jesus por meio do ministerio Bola e neve. É triste ver tais sites divulgando um a má notícia entre o Reino de Deus, (Mc · 3:23)
    A seriedade da igreja em todas as áreas é grande, e eu faço parte disso.
    Mateus 5:19 – Todo aquele que desobedecer a um desses mandamentos, ainda que dos menores, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será chamado menor no Reino dos céus; mas todo aquele que praticar e ensinar estes mandamentos será chamado grande no Reino dos céus.

  16. Bom dia
    Quero aqui deixar meu testemunho de vida
    tenho uma vida cristã faz 19 anos, tenho 2 filhas
    uma de 20 anos e outra de 16 anos. Em minha juventude me envolvi com
    bebida alcóolica e drogas, como boa parte dos jovens da minha geração, com 25 anos
    já casada e com uma filha de meses, estava vivendo um inferno na terra, posso dizer. Meu marido usava drogas injetáveis (cocaína) uma desgraça, não éramos mais um casal, não tinha
    amor, somente preocupação, brigas, tristeza e nesse contexto JESUS me encontrou, não foi uma placa de igreja. E nesse caos JESUS me resgatou e também meu marido e minha filha. O tempo passou minha filha mais velha com 12 anos e a segunda filha com 8 anos e um dia resolvemos fazer uma visita à Igreja Bola de Neve em Florianópolis, meu marido surfa foi convidado por amigos para participarmos do culto e assim fizemos. Foi muito tremendo e minhas filhas chegaram chorando do meu lado e falaram, mãe essa é a nossa igreja, a nossa casa; não ouvir duas meninas que amavam JESUS seria muita insensibilidade. E começamos a estar junto com o povo do Bola de Neve, e temos muito que agradecer a Deus por isso. Quero fazer um alerta que meninas e meninos com idade das minhas filhas podem estar nas ruas, ou dentro de casa mesmo usando drogas e bebendo inveteradamente, e aí, tá tudo certo?
    quando temos lugares para levar os jovens a ouvir a Palavra de Deus e oferecer a eles uma vida saudável, feliz recebendo amor, isso é ruim?
    Infelizmente hoje se trocam valores, muito rápido transforma-se coisas boas em ruins com uma maldade absurda. Deixo aqui meu testemunho e meu alerta pra mães, pais, jovens porque todos nós temos responsabilidade diante de uma sociedade que está doente e precisa de cura, e essa cura virá do amor de Deus que é CRISTO JESUS …”Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e devemos dar a nossa vida pelos irmãos” I João 3:16
    obrigado pela oportunidade
    Rogéria Ruth Ramos da Silva

  17. Sou frequentadora da Igreja Bola de Neve à quase 1 ano, mais tenho amigos que frequentam á anos e nunca tive reclamação nenhuma, nem da minha parte nem de ninguém que conheço que frequente o Bola. A Igreja é uma benção, lá minha vida foi transformada pois tive um verdadeiro encontro com o Pai, tem ajudado milhares de jovens a sair das drogas pois a igreja conta com uma equipe de serviço social que trabalhar arduamente para que o mesmo seja feito com amor e excelência para o Reino de Deus. Louvo a Deus pela vida do meu Apóstolo e Pai espiritual Ap. Rina e a Pra. Denise, por terem dedicado suas vidas á este ministério. Infelizmente muitos ainda criticam e julgam a igreja por não a conhecerem de verdade, e concordo com o comentário abaixo o redator foi infeliz em fazer este tipo de comentário.

  18. Glórias a Deus pela igreja Bola de Neve.Agradeço a Deus por te me levado a essa igreja.Tenho por ela profunda admiração e respeito.Vidas sao resgatadas,um belo trabalho é feito atraves dos ministerios.Conheci outras denominações religiosas,mas relacionamento precioso com Deus somente alí na Bola de Neve aprendi a ter.Somos uma familia,vivendo amor de Cristo.Glorifico ao Santo Deus por estar junto a essa familia que é Bola de Neve.

  19. o interessante é esse site também ser usado para espalhar mentiras sobre a Bola de Neve. Vocês não são capazes de escrever? É control c e control v? A Bola de Neve é uma benção, uma igreja que prega a palavra na essência! Visitem, analisem e aí sim exponham sua opinião!

  20. É extraordinário oque Deus tem feito na vida de pessoas através da bola de neve, são pessoas sendo libertas de vícios de drogas, bebidas, prostituição, são pessoas que a sociedade ja abandonou,deprimidas, que estão dispostas a tirar a própria vida. Mas nós aprendemos com Cristo a ama-las do jeito que são. Não é atoa que em tão pouco tempo o ministério se expandiu até fora do Brasil. É uma pena as pessoas não reconhecer oque está sendo feito, os investimento$ que são feitos, famílias que recebem cesta básicas, congressos que nos deixam fortes espiritualmente para lutarmos nesse mundo que esta tão contaminado, pastores (como o meu), que deixam um emprego extremamente remunerado pra viver pela fé, pra levar o amor de Cristo a esse mundo tenebroso. Eu sou prova viva de que esse lugar é onde somos acolhidos, onde adquirimos sabedoria de Deus, onde as famílias tem esperança.. Venhamos e convenhamos, onde nosso mundo foi parar? Familias sendo destruídas, crianças envolvidas com drogas, cometendo assassinatos, coisas absurdas q hoje já estão sendo normais.. E é nos pés da cruz que aprendemos a fazer a mesma obra que Jesus fez na terra, alcançar essas vidas.. E isso tem acontecido, e feito com que pessoas venham denegrir nossa imagem, ao invés de apoiar e lutar contra oque tem acontecido….. Masss nem Jesus agradou a todos nao é?? Obvio que vão se levantar contra nós também.. Só espero o momento e oro, para que os olhos espirituais deles sejam abertos, e o coração, para que Deus possa entrar e fazer oque tem feito com a família Bola de Neve ;) abraços Deus abençoe /

  21. Louvo a Deus por estar nessa igreja.A Bola de Neve me resgatou de um mundo de idolatrias,onde fui recebida com carinho,atenção,hj com 61 anos tenho em meu sangue o dna da igreja,sou feliz,tenho alegria de viver e confio num Deus maravilhoso que alí aprendi a conhecer e honrar.

  22. Tenho 54 anos conheci o Bola de Neve a 07 anos e 8 meses, Glorifico a deus pela igreja pelo Apostolo Rina . Entrar na igreja Bola de neve como muitos dizem ela tem portas largas é fácil entra quem quer, mas permanecer na doutrina, na santidade, nos caminhos descritos na palavra de Deus é díficil e muitos desistem, na igreja tem seres HUMANOS e somos falhos, quem vem na igreja para ver homens agradar a homens desiste com facilidade porque no Bola de Neve só permanece AQUELES QUE BUSCAM A DEUS.

  23. Em todos os lugares do mundo, seja num restaurante, cinema, teatro, estádio, escola, academia, etc, que seja para receber pessoas, é necessário que haja no mínimo: luz, água, cadeiras, banheiros, limpeza (no mínimo),Etes tipos de despesas são pagas com dinheiro, isso é óbvio para qualquer ser humano. Eu gostaria que você Versiani e demais que acham o mesmo, me explicasse como que é pago as despesas de uma igreja, que nada mais é que uma casa, que diferentemente de empresas, emissoras, e afins, vivem as custas de propagandas, para cada 5 programas, tem 50 propagandas. E porque não dizer que este tipo de marketing é o dízimo de vocês. Como vocês acham que são pagas as contas de uma igreja, que vive na mesma terra que vocês, pagam os mesmos impostos, e recebe gente de carne e osso, como vocês recebem. As igrejas sobrevivem pela graça de Deus, que usa seus fiés que doam de todo o coração aquilo que estiver em seu coração. Não temos um boleto por mês, damos aquilo que nós mesmos queremos dar e quando podemos dar. Háa quanto ao cartão de crédito/débito, mais uma vez repito que a igreja esta localizada na terra, ou seja, ela também tem que acompanhar a evolução da terra. Eu dúvido que você ande com dinheiro na carteira todo dia, mas tenho certeza que com cartão sim. Todos hoje preferem o cartão por diversos motivos: violência/assaltos, praticidade, segurança, etc, eu não preciso explicar porque isso qualquer um sabe. Com relação ao surf, a igreja nasceu com pessoas que surfavam e praticavam esportes radicais, e que ainda hoje muitos praticam,assim como a maioria dos seus fiéis e frequentadores, por isso essa é nossa identidade, porém igreja é a casa de Deus e recebe qualquer um que queira ouvir a palavra do senhor, um bom exemplo é o meu caso. Não pratico esporte nenhum e amo a identidade surf da bola de neve. Entendeu! Eu sei que entendeu, mas quando não se tem o que fazer, publicar, a melhor notícia é se fazer de idiota e postar mentiras ou posições que façam gerar dúvidas nas pessoas. Ou seja,fazer o mal.

  24. Em todos os lugares do mundo, seja num restaurante, cinema, teatro, estádio, escola, academia, etc, que seja para receber pessoas, é necessário que haja no mínimo: luz, água, cadeiras, banheiros, limpeza (no mínimo),Etes tipos de despesas são pagas com dinheiro, isso é óbvio para qualquer ser humano. Eu gostaria que você Versiani e demais que acham o mesmo, me explicasse como que é pago as despesas de uma igreja, que nada mais é que uma casa, que diferentemente de empresas, emissoras, e afins, vivem as custas de propagandas, para cada 5 programas, tem 50 propagandas. E porque não dizer que este tipo de marketing é o dízimo de vocês. Como vocês acham que são pagas as contas de uma igreja, que vive na mesma terra que vocês, pagam os mesmos impostos, e recebe gente de carne e osso, como vocês recebem. As igrejas sobrevivem pela graça de Deus, que usa seus fiés que doam de todo o coração aquilo que estiver em seu coração. Não temos um boleto por mês, damos aquilo que nós mesmos queremos dar e quando podemos dar. Háa quanto ao cartão de crédito/débito, mais uma vez repito que a igreja esta localizada na terra, ou seja, ela também tem que acompanhar a evolução da terra. Eu dúvido que você ande com dinheiro na carteira todo dia, mas tenho certeza que com cartão sim. Todos hoje preferem o cartão por diversos motivos: violência/assaltos, praticidade, segurança, etc, eu não preciso explicar porque isso qualquer um sabe. Com relação ao surf, a igreja nasceu com pessoas que surfavam e praticavam esportes radicais, e que ainda hoje muitos praticam,assim como a maioria dos seus fiéis e frequentadores, por isso essa é nossa identidade, porém igreja é a casa de Deus e recebe qualquer um que queira ouvir a palavra do senhor, um bom exemplo é o meu caso. Não pratico esporte nenhum e amo a identidade surf da bola de neve. Entendeu! Eu sei que entendeu, mas quando não se tem o que fazer, publicar, a melhor notícia é se fazer de idiota e postar mentiras ou posições que façam gerar dúvidas nas pessoas. Ou seja, fazer o mal.

  25. A Bola de Neve é uma benção em muitas vidas, inclusive na minha e de minha família! Sempre serei grata às pessoas que lá conheci e aos líderes que nos orientam a sermos pessoas melhores! Ter a sua vida transformada para melhor em todas as áreas da sua vida, não tem preço! Não conheço ninguém em minha igreja que se sinta explorado ou que sinta q seu dinheiro esta sendo usado de maneira errada ou em detrimento de um ou outro pastor! Somos ainda uma igreja abençoada e assim permaneceremos! Vale a pena conhecer e se apaixonar por Cristo !
    Amém!

  26. Frequentei a Igreja por 1 ano. Discordo da maior parte das críticas que a reportagem faz, e, pelo contrário, vejo esse ministério como um ministério que pode, sim, ser ferramenta de Deus na evangelização de pessoas que “não entrariam numa igreja tradicional”.
    O único “se não” é que existiu comigo e minha família uma discriminação visível por termos vindo de outra Igreja, o que nos deixou perplexos.
    Mas, como toda Igreja, essa tem falhas. Se houver seriedade e compromisso, seus líderes permitirão que Deus as sane. É minha opinião e minha oração.

  27. Essa denominação mudou minha vida, é uma benção como todas as denominações, me identifiquei com ela, curei minha alma, minha família esta sendo abençoada e meus amigos, obvil que há a perseguição contra a igreja do Senhor, esta salvando vidas, esta libertando, como a igreja funciona? afinal tem contas pra pagar, e o dizimo é bíblico, amo o Bola de Neve e sou grata a eles pra sempre, enquanto for da permissão do Senhor, estarei nessa denominação, onde me encontrei e minha alma encontrou alivio e amor.

  28. eu só tenho que agradecer a Deus e ao ministério bola de neve pois tenho filhos na adolecencia e todos sabemos como é dificil essa tal adolecencia mais JESUS CRISTO resgata nossos filhos e o bola ajuda com esse jeito de igreja diferente,onde a gente se sente a vontade pois estamos na casa de nosso pai,que Deus abençoe a vida do Rina e de todos os membros

  29. Agradeço muito a Deus pela minha vida hoje, eu acompanhava minha namorada em outras denominações, mas sinceramente só esquentava o banco. Nunca tinha prazer em abrir uma bíblia, saber mais e mais de Deus, nunca tive esse prazer até conhecer o Bola de Neve, fui resgatado do mundão, fui libertado, restaurado, hoje sou feliz demais demais!! E não me arrependo de nada, eu era mulherengo, frequentava escolas de samba a mais de 6 anos não perdia um desfile fazia parte da bateria, a cada dois dias tinha mulher diferente em casa se relacionando cmg, Deus me libertou destas ilusões, desses prazeres carnais, hj meu prazer é adorar a Deus, apenas em dia de culto? Não não! É a cada instante!! Tenho 24 anos e confesso se eu não estivesse no Bola hoje eu poderia está morto, com DST, afogado na bebidas alcoólicas, sem amor nenhum! Hoje tenho verdadeiros irmãos que me enche com palavras e conselhos vindo de Deus, hoje vivo para Deus, busco a cada instante está no evangelho, se eu fui resgatado você também pode ser, cada ministérios mais lindo que o outro! Valeu muito apenas! Hoje eu e minha namorada estão firme no caminhar com Cristo, abrimos mãos de todos prazeres carnais, para viver feliz espiritualmente, hoje vem com nós, seu irmão, sua mãe, amigos.. e luto para levar todos que precisa de um Pai, para a igreja! E para terminar deixo um recado a todos cristãos!!! Na palavra de Deus, nos diz que teremos muitas perseguições! Mas não fiquem com medo, não se preocupe, pois Deus estará sempre contigo! Ele te ama muito! E para nosso amigo Alexandre Versiani: Jesus te ama muito também, vou orar por você, para que seus olhos espirituais possa se abrir, Deus também tem uma aliança com você! Mas você também precisa fazer uma aliança com Deus, ele te espera, porque ele te ama! Fica na paz do Senhor Jesus! Todos vocês!

    Bola de Neve SBC

DEIXE UMA RESPOSTA