Menino entrega vida a Jesus e é queimado vivo pelo pai muçulmano

6

A decisão de uma criança em entregar sua vida a Jesus Cristo custou caro a ele, e quase o matou, devido à intolerância de seu pai, muçulmano.

O caso foi registrado na região de Kakira Parish, em Kamuli, Uganda. O menino Nassif Malagara descobriu o Evangelho após ser levado por um vizinho a um culto em uma aldeia vizinha, e lá decidiu entregar sua vida a Jesus Cristo.

No entanto, a descoberta de sua conversão fez seu pai reagir de forma agressiva, castigando-o e, posteriormente, ateando fogo ao menino.

O pastor que orou por Nassif revelou ao Morning Star News a história da conversão: “Ao final do culto, Nassif foi comigo para a sala da cantina da igreja e disse que ele queria receber Jesus como seu salvador pessoal”, disse. “Eu estava um pouco hesitante, mas depois de sua insistência contínua, eu orei com ele e ele saiu”, acrescentou.


Após essa decisão, Nassif passou a se recusar a participar das celebrações muçulmanas e também das aulas na madrassa (escola muçulmana) local. Incomodado, o pai do menino, Abubakar Malagara, 36 anos, e a madrasta, Madina Namwaje, 35 anos, passaram a investigar a situação.

Quando descobriram que o motivo do distanciamento de Nassif da fé islâmica era sua conversão ao cristianismo, eles ficaram furiosos, e o proibiram de comer, mesmo depois que jejum do Ramadã havia acabado.

Sem comida por dois dias, Nassif conseguiu se alimentar na casa do vizinho, e passou a fazer isso, às escondidas, levando um pouco de alimento para sua casa. No entanto, dias depois, Abubakar o flagrou comendo, e o espancou.

“Ele começou a me bater com paus, mas consegui fugir para um arbusto próximo. Meu pai então me seguiu, me alcançou e me amarrou a uma bananeira. Ele entrou em casa e voltou com um pedaço de madeira em brasas. A bananeira tinha folhas secas, que pegaram fogo e causaram graves queimaduras no meu corpo”, narrou o menino.

Nassif foi socorrido por vizinhos que ouviram seus gritos e o retiraram da bananeira em chamas e o levaram a um hospital do distrito de Kamuli, onde os médicos constataram várias queimaduras graves.

O doutor Walwano Zubari revelou que “Nassif vem se recuperando, mas em um ritmo muito lento”, e que por conta disso, poderá “ser encaminhado para outro hospital, para receber tratamento especializado”.

Agora, um familiar de Nassif afirmou que pretende brigar pela guarda do menino quando ele receber alta. A Polícia local prendeu o pai do menino e registrou a ocorrência, porém, como Abubakar é um assíduo frequentador da mesquita local, foi liberado após pagar a fiança.

A história de Nassif não se resume a isso. O vizinho que o levou à igreja teme que se torne alvo de Abubakar, e revelou já ter recebido ameaças por SMS em seu celular: “Nós sabemos que você está por trás da conversão de Nassif ao cristianismo. Você vai logo colher o que plantou, que será uma lição para os outros. O islamismo é contra esse tipo de conversão”, dizia a mensagem.

Uganda é um país de maioria cristã, com 85% da população seguindo as religiões baseadas na Bíblia Sagrada. Apenas 11% são muçulmanos, mas essa percentagem se concentra em grandes comunidades no leste do país, região onde o distrito de Kamuli está localizada. A legislação local estabelece a liberdade religiosa, incluindo o direito à pregação e à mudança de religião.

6 COMENTÁRIOS

  1. Desculpe Tiago Chagas, mas confessar que entregou a vida para Jesus e “custar caro” por ter perdido a vida… vai na contra-mão do que Jesus disse: QUEM PERDER A PRÓPRIA VIDA POR AMOR DE MIM, GANHA-LA-Á. A alegria enterna com Jesus nem se compara com esse chiqueiro fédido, cheio de podridões em todas as esferas da sociedade e em todas as culturas. A cada dia mais o mundo piora, se torna mais podre, imoral e estamos voltando ao tempo de Sodoma e Gomorra. AS mentiras são tantas para querer deixar o mundo melhor que chega a ser irônico. Campanhas e mais campanhas pela igualdade, luta pelas minorias, campanhas contra a fome, inclusão de a e b, combate a poluição, preservação da natureza, contra o aquecimento global chega a ser uma piada daquelas bem grandes, a nível mundial. Nada vai salvar o planeta de sua podridão. Já se procura outros planetas para começar uma nova vida e poluir ele mais adiante. Balelas e mais balelas. Homens não querem Deus em suas vidas. Acham dificil acreditar na existencia de um Deus grande mas acreditam que alguem veio do macaco, acreditam na tese do big bang, acreditam em qualquer ocisa que quere acreditar, até em ets. Tudo que eles dizem ou fazem está nas escrituras e o mundo tem prazo de validade. Ar poluido, águas poluidas, animais em extinção, violência e mais violência e o MUNDO COM SUA FILOSOFIA DE VIDA, E LUTAS DE IGUALDADE, SUSTENTABILIDADE indo como um grande TITANIC para o fundo do abismo. Acreditam em algo, acreditam tanto que chegam a ter esperança, que é fé que o mundo vai melhorar mas enganam-se. EXCLUINDO DEUS, SÓ VAI PIORAR. Rev. Washington Albernaz – http://www.missaodapaz.com

  2. Não tem do que reclamar, pelo menos já foi logo para junto do deus que ele ama. Não vai ficar sofrendo nesse mundo tão difícil e cheio de ódio, racismo, machismo e homofobia. É uma pena que uma vida tenha se perdido não jovem, tudo por causa das religiões e sua eterna sanha por dinheiro, poder e morte. Tô fora desse comportamento sinistro.

  3. Deus o recebeu de braços abertos pena q morreu de uma morte tão trágica mas o pai vai prestar contas a Deus pois a justiça de Deus não falha nunca!

DEIXE UMA RESPOSTA