Moda evangélica: consultora fala sobre tendências e dá dicas sobre visual sem contrariar doutrinas

7

Em uma época em que a moda de vestuário deixou de ser tabu nas igrejas evangélicas e toda uma indústria voltada ao público feminino cristão se desenvolveu, não é difícil ver blogs e portais dedicados ao tema divulgando tendências da chamada “moda evangélica”.

Se por um lado as mulheres evangélicas em geral são mais seletivas com o que usar, a indústria da moda responde com a oferta de novos tecidos, variações de antigos modelos e inovações no que diz respeito a acessórios.

Paula Caroselli de Biasi, consultora de moda, revela que a indústria hoje já não vê a doutrina evangélica como empecilho, e sim, como oportunidade: “Atualmente, os tecidos e as modelagens das roupas facilitam para o desenvolvimento de uma peça mais moderna para as evangélicas, mas com alguns detalhes ainda mantidos, como por exemplo o comprimento mais longo de saia, vestidos menos decotados e caimento natural sem marcar muito a silhueta. Podendo ainda dar uma ousada no tecido com uma estampa mais diferenciada”, explica.

As tendências ditadas nas passarelas de eventos de moda não são totalmente ignoradas pelas estilistas que confeccionam peças para o público evangélico feminino: “As peças que mais estão em alta e que as mulheres evangélicas podem usar e abusar sem medo de errar são as saias com estampa, camisas de diversas cores ou até mesmo as básicas conciliando com acessórios como bolsas, colar, brincos e pulseiras. As calças com tecido mais fluido também são adequadas e tem um ótimo caimento para todas as silhuetas”, cita, oferecendo alternativas para as fiéis de doutrina mais liberal quanto à vestimenta.


A consultora de moda destaca ainda que a doutrina evangélica, na verdade, facilita a criação de peças, pois incentiva o uso de saias, que é uma peça na cultura ocidental associada à feminilidade, permitindo a criação de uma identidade própria dentro dos parâmetros religiosos.

Nesse contexto, ela dá dicas às mulheres sobre qual tipo de saia usar conforme o tipo físico: “A saia longa é indicada para mulheres de diversos tipos físicos. Para as de estatura baixa, recomenda-se colocar um colar para dar uma alongada na silhueta. Outra opção é a saia jeans, que também é ‘hit’ do momento. Já para as mulheres mais baixinhas, é indicado que abuse do monocromático (peças de uma única cor). Não tenha medo ou receio de ousar nas cores”, orienta, de acordo com informações da Página Popular. “O monocromático é ideal até mesmo para as mais conservadoras. Um look assim fica super elegante e mantém o visual discreto. Para finalizar, é legal usar acessório delicado como por exemplo os de pérola”, acrescenta.

Paula chama a atenção para uma nova tendência, que são as chamadas saias mídis, que têm o comprimento um pouco abaixo do joelho e são peças altamente recomendadas por quem trabalha com aconselhamento de vestuário. Uma forma de montar as combinações de peças, segundo ela, é apostar em um visual de uma cor só, tendo nos calçados um ponto de realce: “Os sapatos que possuem a mesma cor que o as saias ou vestidos mídis, criam a ilusão de que a silhueta é maior. Abuse do modelo mídi com tecidos mais fluidos e leves. Eles estão com tudo e acrescentam um visual romântico ao look”, sugere.

Por fim, a consultora recomenda o uso de acessórios como forma de incrementar o visual: “Para destacar o look, mesmo usando peças completamente discretas, aconselho ousar nas peças com renda. Além, é claro, de completar com acessórios. Os cintos, por exemplo, são itens importantíssimos para compor o look e acrescentam um charme especial. Outra dica valiosa e que acrescenta elegância ao look é abusar dos terninhos e blazers, estampados ou em um único tom; seja o look composto por saias e vestidos longos, comprimento mídi, calças, blusas básicas ou chamativas”.

7 COMENTÁRIOS

  1. Paula Parabéns por esse seu empreendimento,as irmãs da ccb agradece assim como as irmãs da Deus é amor entre outras,olha acho que você ta sendo pioneira neste negócio e sucessos.
    As mulheres tem que ta decente na igreja e na rua e com o conservadorismo crescente no Brasil até as mulheres não crente vai aderir também.

  2. Moda essencial para as cristãs … essa moda ja existia, mas declinou-se vertiginosamente no sec XX.

    Agora voce escuta que aqui é calor, e só ve a moda da calça apertada. Contradiçao.

DEIXE UMA RESPOSTA