Muçulmano turco se converte ao cristianismo durante peregrinação a Meca

5

Ao fazer uma peregrinação a Meca na tentativa de recolocar sua vida nos trilos, um muçulmano turco acabou voltando para casa ainda mais transformado do que imaginava. Para surpresa de todos, inclusive de sua família, ele retornou para casa convertido ao cristianismo.

Ali Pektash sofria de alcoolismo quando seus amigos o persuadiram a fazer o Hajj (peregrinação) à cidade sagrada do Islã, com o objetivo de retomar o controle de sua própria vida. Seu destino foi a cidade sagrada para os Muçulmanos, localizada na Arábia Saudita. Além se ser um local sagrado para a religião que seguia, seus amigos acreditavam que a proibição do consumo de álcool no local também o ajudaria a se curar, junto com o ritual religioso.

Porém Pektash, que hoje é pastor, conta que sua vida foi mesmo transformada quando, no meio de sua peregrinação, foi alcançado por Cristo. Ele conta que Jesus apareceu para ele em um sonho depois de ele ter clamado para que Deus, se Ele existisse realmente, o ajudasse.

Ele revela que Jesus então lhe apareceu em sonho e tocou-o, dizendo: “Você acredita em mim agora; deixar este lugar”. Então, em seu retorno do Hajj, ele anunciou à sua família que havia voltado da peregrinação religiosa como cristão. Ele começou a chorar na frente de sua esposa e pediu perdão pela forma como ele a tinha tratado, demonstrando claramente uma mudança dramática em sua vida.


Ele eventualmente começou uma igreja em Ancara, a capital, cuja liderança ele entregou recentemente a anciãos de confiança, a fim de iniciar um novo trabalho na Turquia oriental, onde ele foi criado.

Em uma conferência em Jerusalém chamada “At the Crossroads” ele fala sobre aquilo que acredita ser sua missão. Pektash falou no evento sobre como Abraão é seu antepassado, e como ele vê sua missão de ajudar a re-unir seus filhos de Isaac e Ismael (filho de Abraão por diferentes esposas).

– Nós temos um ministério muito importante, para reconciliar o mundo – afirma Ali, dizendo ainda que isso só pode ser feito através de Jesus Cristo.


5 COMENTÁRIOS

  1. Existem muitas religiões no mundo e muitos livros tidos como sagrados. Em meio a tudo isso, há uma maneira segura de reconhecermos a verdadeira Palavra de Deus e o seu plano de salvação. A Bíblia Sagrada prova ser verdadeira.

    Esse estudo está disponível em Evangelismo.blog.br. Nele, você descobrirá o engano do profeta Maomé, que sem qualquer fundamento ou verdade, afirmou que o Senhor Jesus Cristo nos ensinou a morrer e também a “matar” pela causa de Deus (Sura 9:111 – Alcorão).

    Convido a todos os muçulmanos que porventura acessarem esta notícia a raciocinarem:

    Faz sentido levar uma vida casta na terra (o Alcorão ensina isso) para depois no paraíso levar uma vida promíscua e libertina, com setenta virgens? Onde está a lógica nisso?

    Evangelismo.blog.br
    …………………..

DEIXE UMA RESPOSTA