Papa Bento XVI anuncia que renunciará ao cargo no próximo dia 28/02 alegando questões de saúde; Cardeais brasileiros concorrem à sucessão

206

Após boatos veiculados pela imprensa internacional, o líder máximo da Igreja Católica, Papa Bento XVI anunciou que renunciará ao cargo no próximo dia 28 de fevereiro, por motivos que compreendem sua condição de saúde.

“Bem consciente da seriedade desse ato, com total liberdade declaro que renuncio ao ministério como Bispo de Roma, sucessor de São Pedro”, afirmou Bento XVI, durante uma reunião no Vaticano entre cardeais católicos, nesta segunda-feira. A renúncia de Bento XVI acontece durante um dos períodos mais importantes da tradição católica, a quaresma.

Ontem, através de sua conta no Twitter, o Papa publicou uma mensagem lembrando do poder de transformação e perdão da graça divina: “Devemos confiar no maravilhoso poder da misericórdia de Deus. Somos todos pecadores, mas Sua graça nos transforma e renova”.

twitter bento XVI


O cardeal Joseph Ratzinger foi eleito ao papado em abril de 2005, após a morte de João Paulo II aos 92 anos, e assumiu o nome de Bento XVI. “Após ter repetidamente examinado minha consciência ante Deus, eu tive a certeza de que as minhas forças, devido à idade avançada, não são mais ideais para um adequado exercício do ministério Petrino”, justificou-se, perante aos pares do Vaticano.

Bento XVI é o quarto Papa a renunciar ao cargo na história da Igreja Católica, e o mais recente a deixar o posto em vida foi Gregório XII, em 1415, segundo informações do portal Terra. O Código de Direito Canônico prevê que um Papa pode renunciar ao cargo, porém, ressalta que a decisão deve ser clara e específica, e nenhum dos cardeais da Igreja Católica pode aceitar a decisão: “Se o Romano pontífice renunciar a seu ofício, requer-se para a validade que a renúncia seja livre e se manifeste formalmente, mas que não seja aceita por ninguém”, define o cânone 332.2, que é a única fonte legal de referência para o assunto.

Em seu papado, Bento XVI reforçou a pregação católica em torno das questões morais, e pregou abertamente contra a prática homossexual, reprovando o casamento entre pessoas do mesmos sexo.

O irmão mais velho do Papa, Georg Ratzinger, afirmou que “a idade oprime”, e que agora seu “irmão quer mas tranquilidade a esta idade”.

O primeiro-ministro italiano Mario Monti declarou que ficou “muito alterado por conta desta notícia inesperada”. A conversa com os jornalistas aconteceu durante um congresso em Milão.

Em Brasília, a Arquidiocese declarou em nota, através do padre José Emerson Barros Cabral, que “recebe, com surpresa, a notícia da renúncia do Santo Padre. Em ligação telefônica com o cardeal Dom João Braz de Aviz, diretamente de Roma, confirmamos que a renúncia se dará no dia 28  de fevereiro após uma convocação do próprio Santo Padre. Convidamos toda a Arquidiocese para estar em oração com o Santo Padre nesse momento em que a Igreja mais precisa do seu Pastor”.

Na França, o presidente François Hollande considerou a decisão de Bento XVI como “respeitável”, e ressaltou que a escolha deve ser vista e entendida dentro de seus âmbitos: “Não me cabe fazer comentários sobre essa decisão que pertence à igreja. Não tenho que dizer se está correto. É uma decisão que reflete uma vontade que tem que ser respeitada”, pontuou.

Em Israel, o chefe rabino Yona Metzger declarou que “durante seu período [como papa] houve a melhor relação possível entre a igreja e o rabinato e nós esperamos que essa tendência continue”. Metzger ainda desejou “boa saúde e longos dias” a Bento XVI, de acordo com informações do G1.

Na Alemanha, país de origem do Papa, o porta-voz do governo Steffen Seibert afirmou que a decisão deve ser compreendida e aceita: “O governo da Alemanha tem o maior respeito pelo santo padre, pelo que fez, e por sua contribuição ao curso de sua vida na Igreja Católica. Ele tem sido a cabeça da Igreja Católica pelos últimos oito anos. Deixou uma assinatura pessoal como um pensador e chefe da igreja, e também como pastor. Quaisquer que sejam suas razões, devem ser respeitadas”.

Bento XVI tinha uma viagem programada ao Brasil, em julho deste ano, para participar da Jornada Mundial da Juventude, evento católico que será realizado no Rio de Janeiro, e que deve atrair fiéis de todo o mundo para as celebrações.

O próximo Papa deverá ser eleito até a Páscoa, com data limite para o dia 31 de março, segundo declarou o padre Frederico Lombardi: “Temos de ter um novo Papa na Páscoa”. O conclave para a eleição deverá ser feito entre 15 e 20 dias após a renúncia.

Cinco cardeais católicos brasileiros tem chance de suceder Bento XVI, segundo declarações do bispo auxiliar da Arquidiocese de Aparecida e ex-reitor do Santuário Nacional, monsenhor Darci Nicioli, ao G1.

“Todos os cardeais com menos de 80 anos são candidatos e podem votar na escolha do novo Papa, mas sabemos que depende do espírito santo. Por isso, vamos rezar muito para que seja nomeado o melhor cardeal”, declarou Nicioli.

Os cardeais brasileiros em condições de disputa para o papado são dom Raymundo Damasceno, atual arcebispo de Aparecida e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Cláudio Hummes, de 78 anos, arcebispo emérito de São Paulo, dom Odilo Scherer, de 63 anos, atual cardeal arcebispo de São Paulo, dom João Braz de Aviz, de  66 anos, que vive em Roma e é prefeito das congregações dos religiosos na cidade, além de dom Geraldo Majella Agnelo, atual arcebispo de Salvador (BA).

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

206 COMENTÁRIOS

  1. recebi varios emails falando que o papa tinha renunciado. Não acreditei mas como era mtos falando fui verificar na unica fonte de informação confiavel neste pais. A globo confirmou a noticia. To surpreso com isso sem palavras…

    • jgmix

      pode ser que o Papa por motivos de saude tenha renunciado…a incognita que fica eh o seguinte…
      quem serah o proximo Papa..? e que papel ele terah no cumprimento das Escrituras…?
      sabemos muito bem que o Vaticano eh um Sistema..ali acontece muitas coisas de portas fechadas que o Mundo Catolico nao sabe…eh esperar e ver…
      um abraco

        • edy

          uma coisa que nao deixarei de fazer eh Pensar…analisar…questionar…muitos sofrem porque sao enganados pelos os mais “espertos”…nao vou me calar…
          te cuida voce e vai numa Igreja que Prega a Verdade…senao…tu ficas aqui nos 7 anos de Tribulation…tsc tsc tsc

          • kkkkk o discurso que desses caras e sempre o mesmo–

            vai para uma igreja que pregue a verdade–

            como sempre eles falam isso para alguém que frequenta a iurd.

            MEU CARO TODA IGREJA QUE SE UTILIZA, DA BIBLIA PREGA A VERDADE.

            mas o problema não é pregar a verdade, e sim viver a verdade, que se prega e que se ouve.

            mas e ai?
            porque a vida desses que vivem nos mandando ir para outra igreja é um fiasco?
            porque eles vivem frustrados?
            angustiados? endividados?

            porque são hipocritas, e não vivem nem o que ouvem em suas igrejas e querem nos dar conselhos.

            AI fica dificil.
            e como ouvir de um mendigo uma receita de como vencer na vida.

          • Vai arrebentar

            estais enganada muieh…nem toda Igreja que utiliza a Biblia prega a verdade…Testemunhas de Jeova utilizam a Biblia e nao pregam a verdade……a IURD utiliza a Biblia e nao prega nada…nao vem voce dizer asneiras aqui…tambem eh soh o que voce sabe fazer mesmo…voce e seu fiel escudeiro edy-morroida dois alienados…TSC TSC TSC

      • edy. Ao contrario de seu lider eu sou abstemio. Não bebo bebidas alcoolicas nem uso drogas e nem utilizo medicação forte pois gosto de ter a cabeça livre pra pensar. Por ter a mente isenta dessas coisas pude ler a biblia e sair de sua igreja. Deus te abençoe também edy.

        • Jgmix,

          Beba mesmo não, só você se conhece!

          Então se você acha que não deve beber, que seja diferente do velho Noé, pois se achando forte, meteu a cara.

          Se você é do tipo que não consegue nem aguentar o cheiro, então fique longe, bravo conhecedor da própria fraqueza.

          Cristo transformou água em vinho, bebeu na solenidade da ceia, ele sabia a própria medida que podia alguma coisa beber sem começar falar e se comportar sem compostura.

          Você, sem beber já fala um apanhado bom de sandices, imagine com um pinguinho de álcool.

          Acho que você nunca servirá como lider da tua igreja, que na missa toma uns dedinhos de vinho.

          Meu caro, viu a recomendação aos teus pelo governo, que evite beber na missa? É para não serem pegos pelas blitz do álcool..
          Então não beba e nem seja padre.

      • JOÃO Batista.
        Concordo com você este velho deve ter cometido alguma coisa que mancha a ICA e deve ter sido este velho,e ele é o principal acusado e para abafar o caso ele veio com esta desculpa.

      • O papa que renunciou a 600 anos joâo declarou que faria isto já no dia que foi eleito pra facilitar uma conciliação mais adiante pois a Igreja passava pelo cisma do Ocidente,onde chegamos a ter 3 papas.Ele so teve que fazer isto mais de 10 anos depois.

        Ja ouvia alguns rumores sobre uma possivel renuncia de Bento XVI so que seria pra depois da Jornada Mundial da Juventude.Ele tem alguns problemas de saude que podem agravar-se com o tempo.E penso que quer poupar da Igreja da situação vivida por seu antecessor.Nos ultimos 5 anos João Paulo II já não governava.

        Alem disto, nunca foi grande segredo que Bento XVI não confia em metade de seu ministerio herdado dos tempos complicados de Paulo VI ainda.Temos muitos liberais que adorariam transformar a IG Catolica numa outra IG Anglicana.Alguns maçons e por esta porta maçonica vc ja sabe o que vem junto. É nestas horas que sinto alguma falta da inquisição.Esta raça de liberais não se criava nos tempos de Sisto V e Gregorio XVI.

        Outro fator é que ele não tem força ou disposição pra demitir o cardeal Bertone que é seu sec. de Estado e esta envolvido direta ou indiretamente com desvios financeiros no Vaticano.Este escandalo ja fez cair o presidente do banco Vaticano um economista nomeado pelo papa para sanear as finanças e que encontrou vasta oposição de alguns funcionarios e eclesiasticos ligados ao grupo de Bertone.Caiu tambem o mordomo e o vice secretario de Estado que agora é nuncio em Washington(exilio dourado).

        Se o eleito for o cardeal de Milão quem vai pro exilio é o cardeal Bertone.

    • Após a saída de Bento XVI que é o Sétimo Rei e Papa o Vaticano se dividirá em 4 governantes, somente após isso virá o Oitavo Rei e Papa. Na verdade não será humano, será um demônio personificando o falecido Papa João Paulo II, que com certeza foi o mais famoso em todos os tempos. Ele supostamente ressussitará voltando da morte para a vida, ele sim será o Oitavo Rei e Papa o verdadeiro anticristo que a Bíblia revela e levará o mundo a perdição (Apocalipse 17.

      Para entender melhor sobre a profecia de Apocalipse 17 Luiz Fernando disponibilizou um estudo interessante: http://www.tempofinal.com/aprimeirabesta.htm

      https://www.facebook.com/luiz.fernandes.94

      https://www.facebook.com/photo.php?fbid=454862667913192&set=a.426290104103782.97068.100001683870235&type=1&notif_t=like

      Cumprimentos proféticos em relação ao papado? Em apocalipse diz que a besta será o oitavo rei do papado e o bento xvi é o sétimo rei do papado. Vamo que vamo , dia 28 vamos ver se o vaticano vai se dividir em 4 ou o João Paulo II irá aparecer (ressuscitar)? Para isso o apocalipse já revela essas coisas de antemão para que nós não fiquemos escandalizados. Eu vo-lo disse agora antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis. (João 14:29). E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira; Para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniqüidade. (II Tessalonicenses 2:10-11)

      ATÉ MAIS….

    • Jgmix… Espera aí cara, vc ta dizendo q a unica fonte de informaçao confiavel deste país é a globo??Esta é a fonte de informaçao mais manipuladora deste país, isso sim.

    • realmente renato o que esse rapaz explicou e muito forte e e tem funamentos, principalmente quando ele falou do inicio do vaticano como pais, e da contagem dos papas. muito forte mesmo.

      achei este estudo que fala muita coisas destes dias do fim.


      Assine o Canal
      • vai arrebentar
        Só não concordo quando o palestrante diz que um dia para o Senhor equivale a mil anos. Não é isso que a Bíblia diz. A Bíblia diz: “Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é COMO mil anos, e mil anos COMO um dia” (2Pe 3.8). Esta palavra “como” significa que é uma comparação e não uma afirmação.

        O texto está se referindo a eternidade de Deus e não uma profecia para marcar uma data para a volta de Cristo. Pois isto invalidaria as palavras de Cristo que está em Mateus 24.36. Mas, muitas coisas que ele diz é verdade. Principalmente nos minutos finais da palestra.

        • pois é renato e por ser comparação mesmo que o que ela fala faz sentido.
          pois para nos que são dias, e noites.
          para DEUS não existe dia e nem noite.
          pois nos estamos na terra, e por ela girar em torno de si mesma e que temos dia,e noite.
          porém quando se sai da terra, e esta no espaço vc só tem dia o tempo todo pois o tempo todo estará o sol iluminando fora da terra.

          a comparação e valida porque pedro fala de tempo, pois ele esta dizendo abaixo que DEUS e longânimo.
          para DEUS, se ele fizer hoje ou daqui a 100 anos e dia a mesma coisa.
          as comparações são para nos entendermos tempos e datas.

          bom o que eu sei que o estudo e muito forte e valido para que possamos estar atentos a vinda do senhor JESUS.

          e o que vc colocou e muito forte, inclusive estou assistindo outras palestras dele que também fala forte.

          • renato eu não sei se vc conhece esse pastor desse video que vou colocar,
            mas o cara e fera mesmo ele e formado em arqueologia biblica, e também e pastor, o cara e muito inteligente e sabe ensinar assista essa palestra dele. ele chama pastor rodrigo.



            Assine o Canal
          • vai arrebentar

            Logo de cara não ficou difícil de identificar o pastor Rodrigo. No início do vídeo aparece um título chamado O Grande Conflito. O mesmo título do maior livro de doutrinas da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) escrito por aquela que eles consideram a sua e maior profetisa: Ellen Gold Whrite. Fica mais claro quando ele fala das três fases do juízo de Deus. Uma falsa doutrina criada por eles. Vou colocar abaixo um trecho de minha apostila sobre essa doutrina dele:

            As Três Fases do Juízo Final
            Os adventistas inventaram três fases para o Juízo Final. Com isso eles dizem que o Juízo Final já começou. Vejamos as três fases do Juízo segundo os adventistas:

            1ª fase – O Juízo de Investigação. Também chamado de “Juízo Investigativo”. Dizem que esse juízo já começou e, tem como base Ap 14.6,7. Dizem que Deus é o Juiz (Sl 50.6), Jesus é o Advogado de defesa (1Jo 2.1), Satanás é o acusador (Ap 12.9,10), os anjos são as testemunhas (Ap 5.11), os réus são os cristãos justos (1Pe 4.17) e a lei para esse julgamento são os Dez Mandamentos (Tg 2.10-13).

            Refutação.
            A referencia de Ap 14.6,7 jamais diz que o Juízo já começou em nossos dias. Ali foi uma advertência para os habitantes da terra durante a Grande Tribulação para adorar somente a Deus e não ao Anticristo que estará reinado nesse período.

            2ª fase – O Juízo de Comprovação. Segundo os adventistas esse Juízo terá duração de mil anos (o milênio). Dizem que os justos serão os juizes (Ap 20.4; 1Co 6.2,3), não haverá advogado de defesa, o acusador estará preso (Ap 20.1-3), os anjos são as testemunhas, os ímpios são os réus (1Co 6.2,3) e a lei para esse julgamento são os Dez Mandamentos.

            Refutação.
            O milênio será um período em que Jesus reinará na terra e os justo reinarão com ele, entre eles estarão os mártires da Grande Tribulação que serão ressuscitados (Ap 20.4). Será um período de paz na terra.

            3ª fase – O Juízo de Execução. Eles dizem que esse Juízo ocorrerá após o milênio com o julgamento das nações e tem por base desta doutrina Mt 25.31-34,41. Dizem que Jesus será o Juiz (Jo 5.22,27), não haverá advogado de defesa, Satanás será o acusador (Ap 20.3), os anjos são as testemunhas, todos serão réus (Mt 25.34,41), e a lei para esse julgamento são os Dez Mandamentos.

            Refutação.
            Nessa fase do Juízo eles afirmam que todos – justos e ímpios – serão os réus. Essa doutrina é inconcebível pela Bíblia visto que no Juízo Final somente os ímpios serão julgados para a condenação eterna (Ap 2012.13). Esses mortos não fizeram parte na primeira ressurreição, portanto, eles passarão pela segunda morte que é a condenação eterna (Ap 20.15).

            A Bíblia jamais faz alguma divisão do Juízo Final. Essa divisão é totalmente fruto da imaginação dos adventistas. Como pode um primeiro julgamento ter um advogado de defesa e quanto aos outros dois não ter? Como podem os cristãos serem réus se eles já foram justificados por Cristo? (Rm 3.24; 5.1; Tt 3.7). Que julgamento são estes em que os cristãos são julgados separados dos ímpios e depois, num terceiro julgamento, todos são julgados juntos? Ademais, a Lei só serve para base do julgamento para àqueles que vivem na lei e no pecado (Rm 2.12; 3.20,28; 6.14; Gl 2.16; 2Ts 2.12). Portanto a igreja não será julgada pela lei, mas pela graça de Cristo (At 15.11; Rm 3.24).

            Algumas coisas que ele fala é até coerente com a verdade; mas temos que ter muito cuidado com as doutrinas que são enxertadas de forma sutil.

          • vai arrebentar

            Quando ele fala que Constantino obrigou os cristãos a guardarem o domingo, não é verdade. Os cristãos nunca guardaram o domingo; nem antes e nem depois de Constantino. Os cristãos somente faziam a ceia no primeiro dia da semana e faziam seus cultos públicos conforme Atos 20.7 e 1Corintios 16.2.

            Os adventistas usam desse argumento para querer justificar a guarda do sábado. Embora ele esteja falando somente contra a ICAR.

        • Paura vc falou que os cristãso não guardavam o Domingo nem antes e nem depois de Constantino(270-336 DC).Sugiro que busque conhecer melhor os primordios da FÈ cristã.Eis ai um texto muito anterior a Constantino:

          “Depois dessa primeira iniciação, recordamos constantemente entre nós essas coisas e aqueles de nós que possuem alguma coisa socorrem todos os necessitados e sempre nos ajudamos mutuamente. 2Por tudo o que comemos, bendizemos sempre ao Criador de todas as coisas, por meio de seu Filho Jesus Cristo e do Espírito Santo. 3No dia que se chama do sol, celebra-se uma reunião de todos os que moram nas cidades ou nos campos, e aí se lêem, enquanto o tempo o permite, as Memórias dos apóstolos ou os escritos dos profetas. Quando o leitor termina, o presidente faz uma exortação e convite para imitarmos esses belos exemplos. 5Em seguida, levantamo-nos todos juntos e elevamos nossas preces. Depois de terminadas, como já dissemos, oferece-se pão, vinho e água, e o presidente, conforme suas forças, faz igualmente subir a Deus suas preces e ações de graças e todo o povo exclama, dizendo: ?Amém?.
          Vem depois a distribuição e participação feita a cada um dos alimentos consagrados pela ação de graças e seu envio aos ausentes pelos diáconos. 6Os que possuem alguma coisa e queiram, cada um conforme sua livre vontade, dá o que bem lhe parece, e o que foi recolhido se entrega ao presidente. Ele o distribui a órfãos e viúvas, aos que por necessidade ou outra causa estão necessitados, aos que estão nas prisões, aos forasteiros de passagem, numa palavra, ele se torna o provedor de todos os que se encontram em necessidade. Celebramos essa reunião geral no dia do sol, porque foi o primeiro dia em que Deus, transformando as trevas e a matéria, fez o mundo, e também o dia em que Jesus Cristo, nosso Salvador, ressuscitou dos mortos. Com efeito, sabe-se que o crucificaram um dia antes do dia de Saturno e no dia seguinte ao de Saturno, que é o dia do Sol, ele apareceu a seus apóstolos e discípulos, e nos ensinou essas mesmas doutrinas que estamos expondo para vosso exame.” ( Justino de Roma, I Apologia cap 67, cerca de 148-155 d.C.)

          Pra não me acusarem de pegar um exemplo isolado e ja um pouco posterior a morte dos apostolos.Veja outro Vou transcrever abaixo um trecho da epistola de Inacio de Antioquia que foi bispo desta cidade e recebeu os ensinamentos diretamente de Pedro.Será que os leitores acima consideram que ele era um herege,um falsario tambem? Ou um servo da “Igreja que veio de Roma” enviado de volta pra o passado por algum papa ou imperador?

          “Aqueles que viviam na antiga ordem de coisas chegaram à nova esperança, e não observam mais o sábado, mas o dia do Senhor, em que a nossa vida se levantou por meio dele e da sua morte. Alguns negam isso, mas é por meio desse mistério que recebemos a fé e no qual perseveramos para ser discípulos de Jesus Cristo, nosso único Mestre”.[21]Epistola aos Magnesios.

          • Leandro, Tô quase ficando seu fã…Esta pesquisa do ‘domingo’ está ótima. Irrepreensível. queria ver os Adventistas contra argumentando isso. Parabéns.

          • leandro

            Eu me baseio na Bíblia e não em escritos de alguns “cristãos” que respondem por eles e por uns poucos.

            Quando eu falo que a igreja nunca guardou o domingo, me refiro a igreja realmente que serve a Deus e não aos que se prendem a dogmas do homem achando que esses dogmas tem a mesma autoridade da Bíblia.

            Paulo repreendeu os gálatas de guardarem qualquer dia da semana ou época (Gl 4.10,11). Eu creio em um Deus que criou igualmente todos os dias. Portanto, todos os dias é dia do Senhor e não um específico.

            E por falar em guardar dogmas e preceitos dos homens, sugiro que leia Colossenses capítulo 2. Todo o capítulo.

          • paura se basear na Biblia é bom,ainda assim,vc se esqueçe que antes do sec IV NENHUM CRISTÃO USARIA O SLOGAN SOLA BIBLIA.Pelo simples fato de que não havia um canon biblico definido.tivemos protocanons incompletos insinuados por Origenes,Por Irineu de Lion,por Atanasio de Alexandria e pelo Conc de Laodiceia.
            No entanto as duas datas mais marcantes foram
            382 com o papa Damaso I em Roma
            e 393 com o I Conc de hipona ou Cartago
            So a partir dai é que vc poderia falar em Sola Biblia e mesmo na iG Catolica ocasionalmente se reuniam os concilios para discutir a quantidade certa de livros seriam 66 ou 73 ou 70….

            De um modo geral desde 382 a IG Catolica sempre ficava com os 73. Mas se vc quer um estudo ainda mais completo envio este.E não adianta falar que so uma minoria de cristãos seguia o descanso dominical.Na verdade é bem o OPOSTO DO QUE VC FALA.

            A Carta de São Paulo ao Colossenses

            O grande espinho (cf. Pr 26,9) que se encontra na boca dos sabatistas está os seguintes versículos da carta de São Paulo aos colossenses:
            “Ninguém, pois, vos critique por causa de comida ou bebida, ou espécies de festas ou de luas novas ou de sábados. Tudo isto não é mais que sombra do que devia vir. A realidade é Cristo” (Cl 2,16-17).
            Os sabatistas alegam São Paulo ao usar a palavra “sábados” não está se referindo ao sétimo dia, mas aos “sábados cerimoniais”. Como já dissemos em nosso trabalho anterior, São Paulo escreveu esta carta no grego, onde a palavra” sábados” corresponde a “sabbaton”.
            Excluindo a carta de São Paulo aos colossenses, a palavra grega “sabbaton” parece no NT 67 vezes e em 61 versículos.
            Nestas 67 vezes ela possui apenas dois significados:

            1) Em 9 delas a palavra significa “semana”, como por exemplo, em Mt 28,1. A expressão “primeiro dia da semana” é escrita em grego como “mia sabbaton”. No grego toda vez que “sabbaton” é precedida de um numeral ordinal, ela tem o significado de semana;
            2) Em TODAS as 58 vezes, “sabbaton” significa o sétimo dia, isto é, o dia de descanso (cf. Mt 12,1; Mc 1,21; Lc 4,16; Jo 5,9; At 1,12).
            Na Carta de São Paulo aos Colossenses “sabbaton” se enquadra no segundo caso, isto é, significa o sétimo dia da semana, o sábado semanal.
            Ora, se em 58 referências a palavra “sabbaton” refere-se à observância do sábado semanal, por que em Cl 2,16 não?
            A teologia sabatista simplesmente fere todas as regras de exegese e hermenêutica bíblicas em favor de um argumento teológico. Isto é distorcer as Escrituras.
            Os chamados “sábados cerimoniais” eram os dias de festa (“heorte”, as comemorações mensais) e as luas novas (“noumenia”, as comemorações anuais). “Sabbaton” não tem nada haver com tudo isto, e nem com os sacrifícios no Templo, mas com o dia de Sábado, o dia semanal, o dia de descanso.
            Ora, se São Paulo não está ser referindo à observância do sétimo dia, por que então relacionou “sabbaton” à lista das observâncias judaicas que deveriam ser esquecidas pelos Cristãos?
            Mas qual é o argumento teológico o qual os sabatistas tanto se prendem para aplicar à palavra “sabbaton” de Cl 2,16 um sentido que ela não tem?
            A suposta divisão da Lei mosaica em lei cerimonial e lei moral
            Os sabatistas dividiram a Antiga Lei dos Judeus em duas: cerimonial e moral. Onde a lei moral foi proferida por Deus, escrita pelo dedo Deus em tábuas de pedra e colocada dentro da Arca da Aliança; por isso deverá permanecer firme para sempre, não foi destruída por Cristo na Cruz. Ainda segundo eles, a lei cerimonial foi ditada por Moisés, escrita por Moisés num livro, nada aperfeiçoou, foi posta ao lado da Arca; por isso é revogável, foi cravada na cruz.
            Eles referem-se aos Dez Mandamentos como lei moral e ao restante como lei cerimonial.
            A resistência deles quanto ao ensino de Paulo em Cl 2,16, deve-se por acreditarem que nenhuma letra dos dez mandamentos foi revogada por Cristo, onde a observância do Sábado é o quarto.
            Não negamos que em todas as observâncias divinas existe uma Lei Moral, que tem seu núcleo dos Dez Mandamentos. O problema apresentado pela teologia sabatista é que esta faz uma divisão arbitrária da letra, como se não houvesse moral nos ensinamentos mosaicos ou dos profetas.
            Todo cerne desta questão se deve a duas coisas: 1) a falsa não distinção entre as observâncias divinas: decálogo, lei mosaica e os profetas 2) a verdadeira distinção entre a letra e o espírito destas observâncias.
            Sobre o primeiro item, dizemos que todas as observâncias judaicas foram dadas por Deus, e por isso, todas elas foram recebidas com igual reverência, como um único conjunto coeso. Isso é testificado no Êxodo: “O Senhor disse a Moisés: ‘Sobe para mim no monte. Ficarás ali para que eu te dê as tábuas de pedra [10 mandamentos], a lei [Torah escrita] e as ordenações [Torah oral] que escrevi para sua instrução’” (Ex 24,12).
            A distinção que os sabatistas forçam entre o Decálogo (os Dez Mandamentos) e a Torah (Lei de Moisés), não é fruto do pensamento judaico comum:
            “O Talmude, a propósito de um ponto em discussão, lembra: ‘A lei mandava recitar todos os dias os dez mandamentos. Por que não os recitam mais, hoje? Por causa das maledicências dos minim [os dissidentes]; para que estes não possam dizer: ‘Estes somente foram dados a Moisés, no Sinal’ (Talmud Jer. Berakot 1 ,3c). Segundo estes minim, Deus só pronunciou os dez mandamentos (Dt 5,22); as outras leis são atribuídas a Moisés. A recitação diária do decálogo, na oração comunitária, favorecia indiretamente esta idéia de que provocava certo desprezo pelas outras leis. A fim de evitar este mal-estar,o judaísmo ortodoxo – talvez nos círculos de Iabne [ou Jâmnia], no fim do século 1 d.C. -suprimiu do serviço sinagogal cotidiano a recitação do decálogo” (LOPES, 1995).
            Conforme lemos, a distinção proposta pelos sabatistas foi condenada pelos próprios judeus. Mas os sabatistas ensinam que Jesus revogou a lei na cruz, porque esta estava fora da Arca da Aliança.
            Note que quando o jovem rico perguntou a Cristo “Mestre, qual é o grande mandamento na lei?” (Mt 22,36), Jesus não lhe perguntou: “qual lei” A moral ou cerimonial?; tão pouco lhe disse: “você está falando dos Dez mandamentos ou da Lei de Moisés ou dos Profetas?”.
            Ao contrário, o Evangelista nos relata que “Respondeu Jesus: Amarás o Senhor teu Deus de todo teu coração, de toda tua alma e de todo teu espírito. Este é o maior e o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás teu próximo como a ti mesmo. Nesses dois mandamentos se resumem toda a lei e os profetas” (Mt 22,37-40).

            Ora, foi o próprio Cristo que resumiu todo o ensinamento do AT nas palavras acima. Perceberam isso? Toda a lei e os profetas, o Senhor resumiu em duas grandes ordenanças. A primeira delas encontramos no Deuteronômio: “Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças” (Dt 6,5). A segunda está no Levítico: “Não te vingarás nem guardarás ira contra os filhos do teu povo: mas amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o Senhor” (Lv 19,18).
            Com efeito, estas duas ordenanças fazem parte do Livro que foi colocado do lado de fora da Arca da Aliança: “Tomai este livro da lei, e ponde-o ao lado da arca da aliança do SENHOR vosso Deus, para que ali esteja por testemunha contra ti” (Dt 31.26). Entretanto, se a tese dos sabatistas estivesse correta, Jesus ao responder ao jovem rico, escolheria dois itens do decálogo e não da Lei Mosaica; ou ainda; poderia dizer ao Jovem que o que importava eram os Dez Mandamentos porque estavam dentro da Arca.
            Com efeito, estas duas ordenanças fazem parte do Livro que foi colocado do lado de fora da Arca da Aliança: “Tomai este livro da lei, e ponde-o ao lado da arca da aliança do SENHOR vosso Deus, para que ali esteja por testemunha contra ti” (Dt 31.26). Entretanto, se a tese dos sabatistas estivesse correta, Jesus ao responder ao jovem rico, escolheria dois itens do decálogo e não da Lei Mosaica; ou ainda; poderia dizer ao Jovem que o que importava eram os Dez Mandamentos porque estavam dentro da Arca.
            Com efeito, estas duas ordenanças fazem parte do Livro que foi colocado do lado de fora da Arca da Aliança: “Tomai este livro da lei, e ponde-o ao lado da arca da aliança do SENHOR vosso Deus, para que ali esteja por testemunha contra ti” (Dt 31.26). Entretanto, se a tese dos sabatistas estivesse correta, Jesus ao responder ao jovem rico, escolheria dois itens do decálogo e não da Lei Mosaica; ou ainda; poderia dizer ao Jovem que o que importava eram os Dez Mandamentos porque estavam dentro da Arca.
            O próprio Cristo ensinou que não veio revogar a lei ou os profetas (cf. Mt 5,17-18). Com efeito, nos capítulos 5 a 7 do Evangelho segundo São Mateus, encontramos a catequese do Senhor sobre a Lei, isto é, o que a Lei realmente ensina. Aí, o Senhor, restaura o verdadeiro sentido de todas as observâncias dadas no AT. Esta sim é a verdadeira Lei Moral, que na belíssima exposição do Senhor se resume nos dois grandes mandamentos recomendados ao jovem rico (cf. Mt 22,37-40).
            É esta Lei Moral que não foi revogada na Cruz, que possui seu núcleo no Decálogo, não na letra, mas no que Deus queria por ele ensinar. Conforme lemos no Êxodo: “O Senhor disse a Moisés: ‘Escreve estas palavras, pois são elas a base da aliança que faço contigo e com Israel’. Moisés ficou junto do Senhor quarenta dias e quarenta noites, sem comer pão nem beber água. E o Senhor escreveu nas tábuas o texto da aliança, as dez palavras” (Ex 34,27-28) (grifos meus).
            Sendo a Arca o símbolo do Acordo de Deus e Seu Povo, e o Decálogo o núcleo de todo o ensinamento moral que Deus queria transmitir aos judeus, quis o Senhor que as tábuas com “as dez palavras” fossem postas dentro da Arca da Aliança, simbolizando assim a alma do pacto dentre o Senhor e Seu povo: o amor a Deus e ao nosso semelhante (cf. Mt 5,17-18).

          • continuando o artigo
            O que Jesus revogou na Cruz?
            Os sabatistas adoram dizer para nós que observamos o Domingo:” Onde Jesus diz que mudará o Sábado para o Domingo? Onde Ele autorizou tal mudança?”. Aí eu respondo: “no mesmo lugar onde Ele diz que revogará a Lei de Moisés”.

            Nossos contendores dizem que o Decálogo é irrevogável pelas razões que já apresentamos -, e por isso o Sábado é irrevogável. Ora, ordenanças como os sacrifícios do Templo, as observâncias dos dias de festa e luas novas e o Grande Dia da Expiação, por exemplo, foram dadas pelo próprio Deus como irrevogáveis (cf. Lv 23,14; Lv 16,29-34; Ez 46,14; 2Cr 2,4). Então por que os sabatistas não as observam?
            Com efeito, o Profeta Isaías testemunha que toda Lei é irrevogável: “A terra foi profanada por seus habitantes, porque transgrediram as leis, violaram as regras e romperam a aliança eterna” (Is 24,5).
            Antes que alguém se confunda, achando que estamos defendendo para os nossos dias, a observância da Lei de Moisés, a questão será esclarecida pelas palavras de São Paulo:
            “Não há dúvida de que vós sois uma carta de Cristo, redigida por nosso ministério e escrita, não com tinta, mas com o Espírito de Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne, isto é, em vossos corações” (2 Cor 3,3) (grifos meus).
            Aqui São Paulo ensina que a lei que os fiéis trazem em seu coração é mais excelente que a lei que foi escrita em “tábuas de pedra”. Ora, que lei mais excelente é esta? É o Santo Evangelho pregado pelos apóstolos (“sois uma carta de Cristo, redigida por nosso ministério”) confirmado pela ação do Espírito Santo (“escrita, não com tinta, mas com o Espírito de Deus vivo”). Não é este um belo ensino para os guardadores das tábuas de pedra?
            Então São Paulo continua:
            Então São Paulo continua:
            “Tal é a convicção que temos em Deus por Cristo. Não que sejamos capazes por nós mesmos de ter algum pensamento, como de nós mesmos. Nossa capacidade vem de Deus. Ele é que nos fez aptos para ser ministros da Nova Aliança, não a da letra, e sim a do Espírito. Porque a letra mata, mas o Espírito vivifica” (2 Cor 3,4-6) (grifos meus).
            Percebam, amados no Senhor, que o que foi revogado na Cruz foi a letra da Lei e não o seu espírito, isto é, o que a Lei queria ensinar. Por isso Jesus, disse que não veio revogar a Lei, mas dar-lhe seu fiel cumprimento (cf. Mt 5,17-18). Por isso, o Cristianismo é o fiel cumprimento do Judaísmo, não segundo a letra, mas segundo o Espírito.
            São Paulo ainda tem outro recado os observadores das tábuas de pedra:
            “Ora, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, se revestiu de tal glória que os filhos de Israel não podiam fitar os olhos no rosto de Moisés, por causa do resplendor de sua face (embora transitório), quanto mais glorioso não será o ministério do Espírito! Se o ministério da condenação já foi glorioso, muito mais o há de sobrepujar em glória o ministério da justificação! Aliás, sob esse aspecto e em comparação desta glória eminentemente superior, empalidece a glória do primeiro ministério. Se o transitório era glorioso, muito mais glorioso é o que permanece!” (2 Cor 3,7-11).
            Não é este evento referido por São Paulo que encontramos no livro do Êxodo? Vamos conferir:
            “Moisés ficou junto do Senhor quarenta dias e quarenta noites, sem comer pão nem beber água. E o Senhor escreveu nas tábuas o texto da aliança, as dez palavras. Moisés desceu do monte Sinai, tendo nas mãos as duas tábuas da lei. Descendo do monte, Moisés não sabia que a pele de seu rosto se tornara brilhante, durante a sua conversa com o Senhor. E, tendo-o visto Aarão e todos os israelitas, notaram que a pele de seu rosto se tornara brilhante e não ousaram aproximar-se dele” (Ex 34,28-30) (grifos meus).
            Vejam, amados do Senhor, São Paulo chama as ordenanças do Decálogo de “ministério da morte”, “transitório”, “ministério da condenação”, este que “em comparação desta glória eminentemente superior, empalidece a glória do primeiro ministério”. Por acaso São Paulo está ensinando que o Decálogo é irrevogável como crêem os sabatistas?
            Desta forma, o que o Senhor Jesus aboliu na Cruz do Calvário (cf. Cl 2,14) foi a letra de todas as ordenanças do AT e não seu espírito, o que incliu o Decálogo.
            A verdadeira Lei Moral, conforme ensinada por Cristo (cf. Mt 5-7) tem seu fiel cumprimento e excelência na Fé Cristã, na pregação dos Apóstolos, corroborando com as Santas Palavras do Salvador, que afirmou que traria a Lei à perfeição (cf. Mt 5,17).
            Permita também a Misericórdia Divina que nossos contendores percebam que o “descanso Sabático” referido na carta aos Hebreus, não se trata da observância do Sábado semanal, mas do descanso do Justos que morreram na amizade do Senhor.

            Ceia do Senhor, cerimônia de adoração a Deus
            Todos os sabatistas reconhecem que a “Ceia do Senhor” era observada no primeiro dia da Semana, isto é, Domingo. Eles imaginam que esta ceia era uma mera reunião gastronômica, uma espécie de refeição comunitária entre os fiéis.
            Ora, a advertência paulina contra este tipo de pensamento é exatamente o tema do Capítulo 11 de sua primeira carta aos Coríntios: “Desse modo, quando vos reunis, já não é para comer a ceia do Senhor” (1 Cor 11,20).
            Muitos cristãos iam só para comer e beber, e São Paulo os repreende ensinando que a “Ceia do Senhor” não é uma mera refeição, conforme atestamos nos versículos abaixo:
            “porquanto, mal vos pondes à mesa, cada um se apressa a tomar sua própria refeição; e enquanto uns têm fome, outros se fartam. Porventura não tendes casa onde comer e beber? Ou menosprezais a Igreja de Deus, e quereis envergonhar aqueles que nada têm? Que vos direi? Devo louvar-vos? Não! Nisto não vos louvo…” (1 Cor 11,21-22) (grifos meus).
            Toda vez que participamos de um almoço comunitário o objetivo é comermos e bebermos na presença dos irmãos. Mas São Paulo deixa muito claro que a “Ceia do Senhor” não é um almoço comunitário.
            Com efeito, antes destes versículos, São Paulo dá várias instruções de como os fiéis devem se portar na celebração cristã de Culto ao Senhor. Após os versículos 20 a 22 fica mais que claro que o Apóstolo fala da celebração Eucarística, isto é, o oferecimento do Sacrifício de Cristo sob as espécies do pão e do vinho e a comunhão destas espécies entre os fiéis, tal como Jesus ensinou:
            “Então Jesus lhes disse: Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós mesmos. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia. Pois a minha carne é verdadeiramente uma comida e o meu sangue, verdadeiramente uma bebida. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. Assim como o Pai que me enviou vive, e eu vivo pelo Pai, assim também aquele que comer a minha carne viverá por mim. Este é o pão que desceu do céu. Não como o maná que vossos pais comeram e morreram. Quem come deste pão viverá eternamente. Tal foi o ensinamento de Jesus na sinagoga de Cafarnaum” (Jo 6, 53-59) (grifos meus).
            Uma reunião entre fiéis, que possui ministro, manifestação do Espírito Santo, cânticos, leituras, comunhão do Corpo e Sangue do Senhor, isso por acaso se parece com um almoço comunitário?
            A associação da “Ceia do Senhor” como celebração de culto de adoração a Deus é mais que evidente na primeira carta paulina aos Coríntios. Mas para isto os sabatistas fazem vistas grossas.
            É ponto pacífico entre todos os cristãos, imagino – que a “Ceia do Senhor” se dava no primeiro dia da semana.

          • leandro

            Você está me confundido. Eu não sou sabatista e nem guardo o sábado. E nem tão pouco guardo o domingo. Pra mim todo os dias é o dia do Senhor. Guarde o seu longo texto para você mesmo. Querendo se mostrar muito sábio pra mim você não está dizendo nada. Aliás, isso tá me parecendo cópia de Wikipédia.
            Fica na tua que eu fico na minha. Afinal, o diálogo estava entre eu e o vai arrebentar. Que eu me lembre, ninguém te chamou pra conversa.

          • Hora mais que educação “cristã” de sua parte Paura.O assunto tornou-se meu no momento em q vc falou que os cristãos não guardavam o Domingo antes e depois de Constantino.

            Pois esta emitindo opiniões que induzem a um engano sobre o que era o antigo cristianismo.Não tirei nada da Wikipedia e se a ultima parte do texto tivesse entrado.Vc saberia que o mesmo pertence a Alessandro Lima do site veritatis.

            Lamento se te incomoda ver um texto que mostra como muitas de suas certezas não passam de achismos. Tudo ok, é bem mais facil um ‘cristão ” como vc menosprezar e desqualificar do que admitir que pode estar errado.

          • alias, nem me surpreende pois um individuo que tenta desqualificar como sectarios(alguem que representa poucos)ou coloca entre aspas o cristianismo de gente como Inacio de antioquia e Justino, O Martir. Deve se achar demais.

            No dia que vc puder dizer que foi doutrinado e consagrado bispo de antioquia por uma apostolo com pedro e tiver enfrentado os leões numa arena como foi o caso de Inacio e de Justino.Ai vc chame estes homens de cristãos entre aspas.
            Caluniar gente morta sem conhecer antes é pecado de falso testemunho.

          • leandro

            Você acha que vou perder meu tempo em ler esse lomgo texto que você colocou?

            E quando você diz que o assuntou se tornou teu, até parece que você é o dono da verdade.

            Cara, se toca…

          • Leandro.

            Parabéns pelo seu comentário e pelo seu comportamento.
            Observo seus comentários, sempre moderados e com muita educação.
            Sei q vc não é evangélico, contudo se porta melhor que muitos evangélicos, por isso te parabenizo.

            Quanto ao Renato Paúra sempre lhe admirei, contudo mostrou uma grande falta de educação e respeito com sua pessoa, acredito que ele não deveria ter se portado dessa maneira, pois ” nosso testemunho” fala mais alto que nossas palavras.

            Leandro, seu texto foi longo, porém o que se aprende é mais importante do que o tamanho do texto.

            Deus lhe abençoe!

          • Apenas Servo

            Posso ter sido mal educado e reconheço. Mas não faltei com respeito ao Leandro. Faltar com respeito é desmoralizar a pessoa ou ao familiar da pessoa, e isso tenho certeza que não fiz.

            Muitas das vezes eu deixo de comentar aqui justamente por causa dos intrometidos. Não que eu seja contra os palpites, mas um indivíduo vim com um texto do tamanho do mundo com a intenção de embaralhar a nossa mente, isso não aceito.

          • Desejo agradeçer aqui ao joão batista e o Apenas Servo.

            Senhores obrigado pelas palavras de apoio e já estou acostumado a receber algumas ofensas e descortesias be mpiores que as do Paura acima.

            Neste texto que citei devo dar os creditos ao senhor Alessandro Lima editor do site veritatis.Sou leitor assiduo de tudo que sai sobre antiguidade e memoria cristã,mas nunca serei um articulista tão bom quanto ele é.

            Existem muitas difrenças doutrinarias entre catolicos e evangelicos.Porem,temos a mesma ética cristã e os 3 primeiros concilios catolicos são validademente aceitos pelos Pais da Reforma Protestante,assim sendo,parte de nossa teologia tambem é comum(sempre cito a Santissima Trindade e a correta definição da natureza de Cristo).

            É preciso mantermos um pingo de união pois a onda secularista anticristã se abate é quer destruir tudo que Nosso Salvador e seus seguidores nos legaram nos seculos passados.

          • Apoiado, Leandro. primeiros os inimigos em comum, urgentemente. Depois as diferenças doutrinárias.
            Nossa ética é a mesma, e os nossos valores são próximos.
            Vem por aí mau tempo. Estamos no mesmo barco eJesus é o Capitão.
            ………Temo que a troca de papa traga um mudança perigosa. Há boatos de que o novo papa não será contra o casamento gay, pra início de conversa. Ou coisa pior, tipo ser flexível e maleável com a linha neo-liberal do Vaticano.
            ………E aí, como ficamos ? Talvez a coincidência da profecia do santo católico Malaquias ao dizer que este será o último papa, com a do apóstolo João no Apocalipse também afirmar que este próximo será o último ”rei” (soberano do país Vaticano), não seja apenas coincidência…
            ………Tá chegando a hora.

          • João Batista

            Sobre um papa “liberal”(novo nome pra sem vergonha), isto nem chega mais a ser impossivel.Já tentaram o falecido cardeal Martini que era de Milão na ultimo conclave.

            E agora vão tentar de novo com Bertone,talvez Oulett do Canada e o enignatico cardeal da Austria(este não sei pra que lado vai,mas temo o pior).

            Queira Deus que seja um da mesma linha de Bento XVI como o cardeal Nicola Scola,se for este vai ate mandar pro exilio “dourado”(e devia é mandar pra cadeia ou pro inferno) o Bertone.

            Ja fizeram um estrago na Anglicana e em partes significativas da Presbiteriana e da Luterana.Igrejas de tradição e estudo agora dominadas em sua maioria por falsos servos de Cristo.

            É uma vergonha para patriarcas como Lutero,Knoxx e até mesmo um rei desregrado como Henrique VIII(este pelo menos era homem).

    • Renato Paúra

      Esse vídeo é no minimo muito interessante!
      Vamos ver a sequência dos acontecimentos se vai conferir com o que
      foi descrito nesse documentário.

      Shalom Adonai!

  2. Tambem os escandalos de pedofilia da ICAR nao acabam mais…e processo em cima de processo…as pessoas perderam o medo e estao denunciando mesmo… sera que a desculpa que ele deu foi a idade msm e ou sera medo do que ainda esta por vir…so tempo dira ne…pq ninguem renuncia um cargo desses por qualquer coisa…

  3. um ano atras eu vi um video de um lugar onde os pastores gostam de entrevistar demonios uma pessoa supostamente possuida dizer que o lider da igreja concorrente era inspirado pelo diabo e tava pensando em fechar as igrejas e voltar pra aquela que ele foi expulso injustamente. Essa semana o homem adquiriu uma emissora para divulgar ainda mais a igreja dele e está adquirindo mais lugares para por a igreja dele… Isso que dá no desespero ficar ouvindo palavra de demonios… Eles só mentem esses demonios!!! Isso é biblico.

      • 0 edy isso e problema sentimental mal resolvido,
        e dos sérios mesmo.

        mas com respeito ao valdemiro, a maioria do povo que ele tirou da iurd, e da graça estão voltando, a igreja dele na minha cidade, ja voltaram quase a metade, e na cidade vizinha, também esta acontecendo o mesmo.

        e ele entrou em um investimento pesado, por 5 anos, ele terá que gastar todos os seus recursos, ali. e mesmo porque ele não pode simplesmente pegar dinheiro da igreja e injetar lá.
        pois se é um canal aberto significa que é uma concessão que tem que render lucros para o governo também.
        o governo tem a sua pare, se ela não render o governo não renova a concessão.
        foi o que aconteceu com a rede manchete a antiga rede tv. que foi comprada pela renascer, e eles não deram conta de arcar com os compromissos, e tiveram que rescindir o contrato sem direito de pegar de volta o que ja tinha pago.

        o mesmo ia acontecendo com a rede record.
        porem DEUS pôs as mãos, e na época quando trocou a moeda, para o real, primeiro veio a urv, e fez se uma conversão de valores, que a rede record foi paga como um doce de leite.

        a emissora não é so do valdemiro, ela é apenas uma concessão assinada pelo governo.
        então ele esta arriscando tudo que pode.
        resta saber se ele vai comandar ela com 20 horas de programas, da igreja e apenas 4 horas de programas seculares.
        ou vai fazer um mesclado.
        so sei que rede de televisão tem que levar lucros ao governo
        e prestar contas da onde estão vndo seus rendimentos.
        as coisas não são tão fáceis como muitos pensão

          • edy vc não torce pelo ministerio do valdemiro? Se ele quebrar financeiramente por causa dessa ansia de estar na tv vc acha que ele voltaria pra outra da onde ele saiu? Eu acho que não.

        • Vocês perdem tempo discutindo por placa de igreja… provavelmente esta se revelando o falso profeta do apocalipse com o anuncio deste novo papa, e você discutindo por qual igreja vai ter canal de tv ou mais teplo ou dinheiro.
          Pois eu digo pa vocês que provavelmente os lideres de vocês vão ditreto para o inferno pois estão comercializando a fé vendendo amuletos.
          Vão ler a biblia que você vão ver que esteas igrejas neopentecostais estão sendo usadas para que se cumpra o que Jesus disse “achara fé na terra o filho do homem quando voltar?”
          As pessoas estão perdendo a fe em Jesus e colocando a sua fé em toalhas, tijolos, templos biblicos… tudo besteira!!!!
          Abrão os olhos Jesus NÃO SE AGRADA DISSO, porque Jesus não esta em toalhas não esta em tijolos e muito menos habita em templos feitos por mãos de homens….

  4. edy meu amigo lá onde vc congrega eu só aprendi a odiar a globo revista veja folha de sp e outras igrejas. Amor lá mesmo pouco vi. Graças a Deus hj vivo livre. Edy pq vc não mandou email ainda? Pra passar seus serviços? Se eu não usar eu indico pode ficar tranquilo.

    • o jgmix o que é amor para vc?

      e a onde eu ja disse vc e hipersensível, muito sentimental, e as pessoas quando são assim são facilmente dominadas, porque dão ouvidos a vos do coração que é enganoso e corrupto.

      um dia eu levei um primo meu que era da IB na iurd, em um domingo, e quando terminou a reunião no caminho de casa ele me disse:

      HA O POVO DA IURD E MUITO CECO, ELES NÃO CHORAM, NÃO SE ABRAÇÃO, ETC ETC.

      aquelas coisas de ficarem com aquelas comiserações, passando a mão na cabeça um do outro e dizendo JESUS ti ama. coisas essas que nunca mudaram a vida de ninguém.
      ai eu logo vi que ele era uma pessoa que sempre sofreu na vida sentimental, e que queria a atenção dos outros.

      muitas pessoas sofrem por confundir atenção com amor,
      choro com a presença de DEUS.
      e abraçação com amor.

      nada haver crentes sentimentalistas gemem nas mãos do diabo.

      • irmão

        quero ver quando vc não tiver mais utilidade pra eles, se vão te dar tanta atenção assim…

        Lembre-se que hj vc está bem, mas amanhã pode não estar, e quero ver como vc será tratado na sua igreja…

        Já te alertei 2 meses atrás sobre isso, vc vai conhecer seus irmãos e lideres no dia da sua necessidade, aí provavelmente terá de recorrer a uma igreja que vc detesta e receber ajuda dos irmãos que vc vive ridicularizando…

        Já ouvi testemunhos de ex membros da tua igreja nesses moldes…

        Trabalhei com um senhor que foi da sua igreja por 5 anos, ele disse que saiu de lá pior do que quando entrou… hj ele é de uma outra denominação, muito conhecida, e lá ele testemunhou que existe amor que ele não viu na tua igreja.

        medite nesta história:

        ” Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e veio a cair em mãos de salteadores, os quais, depois de tudo lhe roubarem e lhe causarem muitos ferimentos, retiraram-se, deixando-o semimorto.Casualmente, descia um sacerdote por aquele mesmo caminho e, vendo-o, passou de largo.Semelhantemente, um levita descia por aquele lugar e, vendo-o, também passou de largo.Certo samaritano, que seguia o seu caminho, passou-lhe perto e, vendo-o, compadeceu-se dele.E, chegando-se, pensou-lhe os ferimentos, aplicando-lhes óleo e vinho; e, colocando-o sobre o seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e tratou dele.No dia seguinte, tirou dois denários e os entregou ao hospedeiro, dizendo: Cuida deste homem, e, se alguma coisa gastares a mais, eu to indenizarei quando voltar.

        Qual destes três te parece ter sido o próximo do homem que caiu nas mãos dos salteadores?Respondeu-lhe o intérprete da Lei: O que usou de misericórdia para com ele. Então, lhe disse: Vai e procede tu de igual modo” ( lucas 10:30 a 37 )

        Não deixe Deus te ensinar esta lição, da pior maneira possível, na prática!

  5. veja brasil a emoção dessa mulher… Sem resenha…. Ooo doido…. Sou apenas um comedor de angú… To sendo bombardeado… Vem pra cá brasil… Eu to chamando 100 mil pra contribuir com 70 reais… (vai ser isso 20 horas por dia)

  6. Aqui o sentido, que tem sabedoria. As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada.
    E são também sete reis; cinco já caíram, e um existe; outro ainda não é vindo; e, quando vier, convém que dure um pouco de tempo.
    Apocalipse 17:9-10

      • o edy
        vc conhece essa mensagem?

        O PREGO DO DIABO

        Um homem queria muito comprar uma determinada mansão. O Diabo, aproveitando-se da sua obsessão, propôs-se a ajudá-lo:

        – Mas, há uma única condição, disse-lhe o demônio.
        – Qual condição, perguntou o homem, desconfiado.
        – Está vendo aquele prego fincado na parede da sala de jantar?
        – Sim!
        – Eu te ajudo a comprar esta mansão. Ela verdadeiramente será sua, mas, aquele prego será meu. Você nunca poderá arrancá-lo de lá.
        – Só isso?
        – Só isso, confirmou o Diabo.

        O homem aceitou a proposta. Anos depois, ele ofereceu um gigantesco banquete na sua mansão. As pessoas mais importantes de toda aquela região foram convidadas e confirmaram presença.

        Aquele seria um jantar inesquecível, mas, no meio da festa, quando as pessoas iam começar a comer, o Diabo entrou na sala carregando uma carniça fedorenta e a pendurou naquele prego, assustando e acabando com o apetite de todos.

        O dono da mansão tentou argumentar, mas o diabo lhe disse:
        – Lembre-se do nosso trato: aquele prego é meu! E eu vou usá-lo como bem entender.

        Se deixarmos o mal dominar uma área qualquer da nossa vida, por menor que seja, ele infernizará toda a nossa existência.

        …nem deis lugar ao Diabo.
        Efésios 4.27

      • “Muito forte hein muito forte mesmo essa mensagem ta ligado pra arrebentar ja e'” kkkkkkk

        Eles sao programados pra ficar repetindo esses jargoes, sao os robotizados do Macedo., triste coisa e’ o ser humano render a sua capacidade mental e o senso critico..

  7. O próprio Papa Bento XVI. ,[á havia anunciado que o seu tempo seria curto..por isso. ele escolheu este nome. que já tem este significado. O sétimo de acordo com a profecia do apocalipse. foi mais rápido que até eu imaginei. Não o mataram para não ficar muito na cara, porque o mordomo já havia denunciado a trama. De acordo com os ILLUMINATIS (satanistas). o antiCristo se manifestará a parti de março. As profecias estão se cumprindo uma à uma. Ainda é tempo de se arrepender. o Reino de Deus, e a Segunda Vinda dos Reis dos Reis. Jesus o Cristo nosso Senhor e Salvador. está voltando. Glórias à Deus. Amém.

  8. ALELUYAH!!!!ENFIM CHEGOU O DIA DE MAIS UMA PROFECIA!!!
    O ANTI-MESHIACH VEM AI!!!
    CAIU!!!CAIU!!!A GRANDE BABILÔNIA(IGREJA CATÓLICA)!!!!E SUAS FILHAS(IGREJAS PROTESTANTES)!!!
    ESPEREMOS, EM YAHUSHUA,QUE O EX-PAPA SE CONVERTA Á VERDADE TAMBÉM POIS:
    IIPedro 3: 9 – “ … não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao … Pelo contrário, é Seu desejo que ninguém se perca, todavia não pode interferir … Todos tem a oportunidade de se salvar, mas isso é exclusivamente uma … I Timóteo 2: 4 – “O qual deseja que os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento do SALVADOR.

  9. DETALHES IMPORTANTES:
    A BESTA A QUE SE REFERE O APOCALIPSE:JESUS!
    O ANTI-MESSIAH JAMAIS SERÁ UM DESTES FALSOS PASTORES QUE AQUI ESTÃO TODOS OS DIAS NA TV!ELES NÃO POSSUEM TANTO PODER COMO GOSTARIAM KKKK
    OS FALSOS PROFETAS SIM SÃO ESTES PASTORES,MAIS QUE ISSO SÃO LOBOS DISFARÇADOS DE OVELHAS!!!
    OS ILLUMINATIIS ,SIM,SABEM QUE SERÁ O ANTI-MESSIAH!!!
    E NO BRASIL,UM DELES,ESTÁ DENTRO DAS ORGANIZAÇÕES GLOBO!!
    REPAREM”OR-GA-NI-ZA-ÇÕES”NOME SUGESTIVO ,NÃO?

  10. Porque não pensar que o papa, simplesmente, descobriu alguma doença grave e não está querendo repetir a saga de João Paulo II.
    Essa é a hipótese mais plausível até pela idade avançada dele.

    • Como sempre, Mary, uma das vozes mais sensatas e lucidas desse site.

      Para mim, isso significa um ato racional e um passo que traz a igreja catolica para o mundo moderno. O papa caminhando para 100 anos de idade tem o direito humano de se aposentar e morrer dignamente longe dos refletores e das cameras de televisao. O que fizeram com Joao Paulo II foi um crime, fizeram o homem trabslhar ate’ praticamente morrer no balcao da basilica de Sao Pedro, dava pena de ve-lo se esvaindo daquele jeito, foi cruel e desumano. A aposentadoria desse atual e’ uma admissao indireta de que papa e’ um cargo que deve ter um periodo para ser ocupado que nao precisa ser vitaliicio. Isso e’ a igreja catolica entrando no seculo 20, pq do seculo 21 eles ainda estao ha’ 100 anos de distancia..

      • Paulo e Mary .
        Se e por causa da idade então porquê colocou ele assim tão velho?
        Não tinha mais ninguém mais novo?
        Todos os cristãos sabem que por esta porta vem o anti Cristo.
        E naturalmente perto esta o arrebatamento da Igreja.
        Claro todo cuidado é pouco.
        Não e qualquer coisa este evento.
        Aqui o sentido, que tem sabedoria. As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada.
        E são também sete reis; cinco já caíram, e um existe; outro ainda não é vindo; e, quando vier, convém que dure um pouco de tempo.
        Apocalipse 17:9-10.

        • Esse papo furado de que o anti-cristo saira’ da igreja catolica e’ coisa de evangelico tacanho querendo queimar o filme da concorrencia. O anti-cristo pra mim vai sair da Record.

          • vai sair da record, e vai pra onde?

            pra rede globo?

            ainda bem que vai sair da record, não queremos esse cara lá.

            ele esta e sendo expulso de lá.

          • Kkkkk
            Boa vai arrebentar.
            Vai para casa do Paulo que ficou 5 anos na IURD e viajou o mundo inteiro e 5 estados do nordeste e claro uma vida inteira isto.

          • diria que saira(o Anticristo) deste mundo secularista e mundano que cada vez mais da as costas a mensagem de etica e comportamento cristão.É claro que quando igrejas acusam umas as outras de serem o anticristo ai so fazem o trabalho do Demonio semeando duvidas e fazendo o trabalho daqueles que combatem a fé como causador de males e discordias.

          • Kra, vc é muito mau caráter. Muita gente já percebeu que seus interlocutores contumazes são vc mesmo. Falso, enganador, mentiroso. Vc e seus pseudônimos, falando consigo mesmo prá tumultuar a leitura de comentários éticos deste site. Pode enganar a poucas pessoas por algum tempo ou a muitas por pouco tempo, mas não está mais enganado todos o tempo todo. nem percebeu, mas já tá bancando o palhaço. Mercenário de quem ? Globo ? Pelo seu posicionamento geral é o mais provável…

          • Sr.João Batista,
            Me desculpe, mas eu não sou uma personagem criada pelo Paulo.
            Estou aqui há muito mais tempo que ele, os mais antigos me conhecem e já sabem do meu estilo de comentar e até de minha história. Portanto o sr. viajou na maionese… Bem típico de pessoas idólatras.
            Pensa que não li em outro tópico sua defesa insana do pastor Silas Malafaia? Por isso o sr. está se doendo pelos defensores da IURD, porque afinal de contas os iguaIs sempre se defendem, não é?
            Se o sr, quiser que eu o apoie, DEFENDA O EVANGELHO DE JESUS, e terá em mim uma aliada.

          • MARY,
            ……….Eu não disse que VOCÊ era personagem de Paulo. “Portanto a srª”. viajou na maionese… Bem típico de pessoas idólatras.”
            ………”Se a srª, quiser que eu a apoie, DEFENDA O EVANGELHO DE JESUS, e terá em mim um aliado.” E qual Evangelho ? Este :
            ……….: “Dai de mão a estes homens, deixai-os, pois se este conselho ou esta obra é de homens, se desfará. mas se é de Deus, não podeis desfazê-la, para que não aconteça serdes também achados combatendo contra Deus”.(At 5.34 ss)
            ………Porque não seguirmos o conselho de Gamaliel ?

            Somos membros de um só corpo,(Jesus Cristo), como podem membros serem contra os que tb seguram a bandeira com o nome de Jesus? Engraçado que se critica tanto a igreja católica, mas pelo menos nunca vi os padres uns contra os outros.
            ……….Sejamos pragmáticos : a quem aproveita estas discussões/divisões doutrinárias ? A Jesus, não. Sua última oração antes de ser prêso foi pela união dos seus. “Pai santo, guarda-os em teu nome, o nome que me deste, para que SEJAM UM,assim como nós.(…) Eu não rogo sómente por estes, mas também por aqueles que pela tua palavra hão de crer em mim. Para que TODOS SEJAM UM, como Tu, ó Pai, o és em Mim, e Eu em Ti. Que eles também SEJAM UM em nós, para que o mundo creia que Tu me enviaste. Eu lhes dei a glória que Tu Me deste, para que SEJAM UM, como Nós SOMOS UM: Eu nêles e Tu em Mim, para que SEJAM PERFEITOS EM UNIDADE”, (João 17.11b,20,21,23).
            ………. E quando censuraram um ‘seguidor’ de fora do grupo : “Mestre, vimos um homem que em teu nome expulsava demônios, e nós lhe proibimos, porque não nos segue. Jesus, PORÉM, disse : ‘Não lhe proibais. Ninguém há que faça milagre em meu nome e logo a seguir possa falar mal de mim, pois quem não é contra nós é por nós’.”( Mc 9.38 ).
            Então por que estamos brigando ? “Por que Me chamais ‘Senhor, Senhor’ e não fazeis o que eu mando ?” (Lc 6.46)
            ………..
            Concordo que Deve-se examinar tudo à luz das escrituras e reter o bem. Por isto é que cada caso é um caso. Não dá prá condenar automáticamente ‘qualquer coisa’ que venha de um desses pregadores do nome de Jesus, até porque “o espírito sopra onde quer” e os Atos dos Apóstolos, na verdade Atos do Espírito Santo, é o único livro dos evangelhos que não foram ‘fechados’. O ‘Inspirador’ do nosso querido doutor Lucas não quis escrever epílogo nem se despedir, dando a entender que ainda estará sendo escrito até o fim dos tempos.
            ……….Mal ou bem, esses pregadores tem o potencial de atrair almas que o Espírito começará a incomodar, até que mais tarde acabarão vindo até A Verdade, O Caminho e A Vida. Se até um kardecista pode dar o pontapé inicial na espiritualidade de um ateu, que dirá o nome de Jesus proferido com a fé dos simples? Jesus sabia disso : ” ‘Não lhe proibais ( ‘porque não nos segue’) (…) pois quem não é contra nós é por nós’.”( Mc 9.38 ). Para nosso Mestre, importava mais nossa união do que diferenças doutrinárias..
            ………
            “Enquanto os ratos brigavam pelo queijo, veio o gato, comeu os ratos, e ainda levou o queijo de sobremesa”.

          • Perai, perai, perai, agora que minha caiu o JB estava falando de mim??? Que eu tumultuo o site??? Hahahaha

            JB, se vc nao consegue conviver com pontos de vistas contrario ao seus, vc deveria sair daqui e ir pregar para o coral da sua igreja, tenho certeza que todos la’ concordam com vc.

            Eu tenho o meu proprio pensamento e nao hesito em expressa-lo ao fazer um comentario. Compreendo que muitas vezes minha maneira de pensar nao e’ a sua, mas nao espere que eu va’ me suicidar pq vc nao concorda comigo, e pra te ser sincero estou pouco me importando se vc concorda comigo ou nao, eu nao dependo da sua aprovacao pra viver.

            Nunca faltei com o respeito a ninguem, brinco a vezes com o Levi Varela pq penso ter essa liberdade com ele, assim como ele tbm toma certas liberdades comigo… mas se ELE, nao voce, me repreender por isso, pode ter certeza que pararei imediatamente.

            Mas Joao Batista, faz assim o’, quando vc ver o meu nome num comentario nao leia, pule para o comentario seguinte. E’ assim que eu procuro fazer. Tem certas pessoas aqui que eu nao leio o comentario delas, nem tenho ideia do que elas estao comentando, nao leio pq ja’ percebi o carater dessas pessoas e sei que nada do que elas possam escrever ira’ me ascrescentar alguma coisa. Fazendo assim vc ira’ evitar muito aborrecimento e sentimentos raivosos desnecessarios. A vida e’ facil de viver e’ a gente que complica.

  11. Para mim esta notícia é algo inesperado. Até onde sei, o atual papa reforçou a batalha a favor da família. Em um momento em que os grupos de esquerda em todo o ocidente em conjunto com determinados grupos, como o Bilderberg, estão levando coisas como a ideologia de gênero e implantando o socialismo em todo o mundo, destruindo a estrutura familiar e moral da sociedade, a renuncia vem em um momento preocupante. Muito preocupante.

  12. Segundo as conhecida “Profecias de São Malaquias”, o sucessor de Ratzinger será o último papa. Não sei até que ponto essa profecia é crível, mas tenho interesse em saber que será o sucessor do atual papa. Qual será o perfil dele.

      • Ate pode ser um negro mais no momento os mais fortes são o cardeal de Milão e o De Tegucipalga,o cardela Maradiaga.

        Espero que seja bem conservador,não tenho paciencia pra mais um modernista que queira fazer da IG catolica OUTRA ig aNGLICANA.

      • “Seria bom colocar um papa negro pra variar um pouco.”

        Para mim não interesse a cor da pele dele. Se possui mais ou menos melanina no organismo. O que me interesse, e digo o mesmo para qualquer cargo, incluindo presidentes, professores etc, são seus valores, cosmovisão e projetos.

        Paz.

          • Edy e vai Arrebentar, Pinky e Cerebro, um e’ um genio o outro imbecil kkkkk

            Agora definir entre os dois quem e’ o que fica dificil pq eles trocam de posicao a cada minuto kkkkkkkk

            Mas eu nao vi ninguem me batendo, as pessoas se comunicam comigo com muito respeito, exceto vcs dois. E pessoas que pensam tem opinioes divergentes, e’ natural que eu fale algo e alguem nao concordar ou eu nao concordar com alguem, os unicos que aqui se completam como queijo e goiabada sao vcs dois.

            E que estoria e’ essa que eu gosto de bale’? Nao sei de onde vcs tiraram isso, nao que eu tenha nada contra bale’, mas sou neutro por nao entender do assunto… mas ja’ percebi qual a de vcs, com isso querem me tachar de homossexual… vcs sempre tentando atacar a moral das pessoas.. lamentavel..

          • “”PAULO”, vc é muito mau caráter. Muita gente já percebeu que seus interlocutores contumazes são vc mesmo. Falso, enganador, mentiroso. Vc e seus pseudônimos, falando consigo mesmo prá tumultuar a leitura de comentários éticos deste site. Pode enganar a poucas pessoas por algum tempo ou a muitas por pouco tempo, mas não está mais enganado todos o tempo todo. nem percebeu, mas já tá bancando o palhaço. Mercenário de quem ? Globo ? Pelo seu posicionamento geral é o mais provável…

          • Esse Joao Batista que sujeitinho mais pedante..
            O’ encosto, eu ja’ te respondi logo acima, vai la’ ler pq eu nao vou me repetir pra vc. E o’, ve se erra!

  13. “Começaram as especulações na CNN, Fox News, BBC etc. sobre a Igreja Católica escolher um papa não europeu. Citados Brasil, México e África.” Malafaia, Macedo, Waldemiro e RRSoares, ou seja, os Papas Evangélicos já se inscreveram para ocupar o cargo. kkkkkkkkk

  14. Após a saída de Bento XVI que é o Sétimo Rei e Papa o Vaticano se dividirá em 4 governantes, somente após isso virá o Oitavo Rei e Papa. Na verdade não será humano, será um demônio personificando o falecido Papa João Paulo II, que com certeza foi o mais famoso em todos os tempos. Ele supostamente ressussitará voltando da morte para a vida, ele sim será o Oitavo Rei e Papa o verdadeiro anticristo que a Bíblia revela e levará o mundo a perdição (Apocalipse 17.

    Para entender melhor sobre a profecia de Apocalipse 17 eu disponibilizei um estudo interessante: http://www.tempofinal.com/aprimeirabesta.htm

    https://www.facebook.com/luiz.fernandes.94

    ATÉ MAIS….

  15. Que bando de hipocritas ignorantes… O Papa apenas se afastou da função de papado, ele continua fiel a Santa ICAR, vcs ficam falando idiotiasse enquandos seus pastores nem convicção eles tem, ficam feito “macacos”, de igreja em igreja.. “Antes de ficar falando o que não sabem, cuidem dos seus’

    Pablo Vasconcellos – MLS

      • Kra, vc é muito mau caráter. Muita gente já percebeu que seus interlocutores contumazes são vc mesmo. Falso, enganador, mentiroso. Vc e seus pseudônimos, falando consigo mesmo prá tumultuar a leitura de comentários éticos deste site. Pode enganar a poucas pessoas por algum tempo ou a muitas por pouco tempo, mas não está mais enganado todos o tempo todo. Nem percebeu, mas já tá bancando o palhaço. Mercenário de quem ?

        • Joao Batista, eu mau tenho tempo de ser eu mesmo quanto mais criar varios personagens pra ficar debatendo entre si num site de internet kkkkkkkkkk Isso e’ coisa de gente insana e desocupada como vc…
          Nao ficaria surpreso se vc gosse o tal de Pai Das Safadezas que anda por ai’ kkkkkkk
          Mas velho, a sua vida deve ser muito vazia pra vc estar aqui se ocupando comigo..

          • Mentiu de novo. Há alguns dias justificou suas inúneras e intermináveis intervenções venais alegando que ganhara um ‘Ipad’ e agora podia acessar e intervir de qualquer lugar e a qq tempo. Agora muda a história :”Não tenho tempo”…
            Mentiroso, falso, enganador.

  16. Paulo, veja só o chris duran profetizando que valdemiro seria exaltado na tv, e semana passada o valdemiro realmente adquiriu uma emissora. que diferença não? enquanto uns recebem a profecia de homens de Deus, outros preferem consultar o demonio no altar pra saber dos inimigos.

    lembra do caso de saul em 1 samuel 28 ?

    veja abaixo a profecia que Deus deu ao valdemiro através de chris durán…

    http://youtu.be/UJoScOCGpSQ

    • Jgmix, que maravilha esse video. E’ isso que as pessoas querem ouvir na igeja, a palavra profetica e nao demonios gritando como se estivessem num terreiro de macumba. Nao vou dizer que sou o fan numero 1 do Valdemiro, nao pelo seu carater pq eu nao o conheci pessoalmente para fazer esse tipo de juizo, mas pelos apretechos ungidos que ele se inspirou na Iurd, apesar disso fiquei feliz por ele adquirir sua emissora e espero que ele a use para a propagacao do reino de Deus e que tbm de espaco na sua programacao para outras igrejas evangelicas sem o mesmo poder aquisitivo, espero que esse canal nao se torne exclusivista. Que Deus continue abencoando o Valdemiro.

      • Paulo, claro que eu também não confio no valdemiro, mas o destaque fica para a forma que chris duran foi usado por Deus para profetizar.

        Paulo, será que o chris durán está incluso naquela porcentagem de apenas 1 % de cantores gospel que não são endemoniados, segundo o lider de uma igreja que gosta de entrevistar demonios no altar pra saber informações de seus desafetos?

    • so faltou ele da um beijinho nele.

      kkk toda emoção ta ai.

      quantas vezes eu vi dessas profecias em meio as igrejas evangélicas?

      uma fala parara paparara rara.
      e o outro
      eu recebo,
      eu recebo.

      so na emoção mesmo. assim mesmo que o pai nas emoções age.

      so faltou o roberto carlos.

      SÃO TANTAS EMOÇÕES.

          • pois é os lideres da iurd, são 10.000

            e o povo são 15.000.000

            então tem muito mais video do povo recebendo.

            o problema e que vcs como era os fariseus so procuram coisas para nos acusar.

            quando JESUS curou o cego de nascença em dia de sabado.
            os fariseus não estava nem ai para o cego, nem se importava com o grande milagre que tinha acontecido.

            so se preocuparam em dizer que JESUS era pecador.

            mas o cego deu uma neles que deve estar doendo até hoje.

            SE ELE E PECADOR EU NÃO SEI.
            SÓ SEI QUE EU ERA CEGO E AGORA VEJO.

    • NÃO PODEMOS ESQUECER AS MEIAS UNGIDAS AS COLHERES DE PEDREIRO DOS TIJOLOS DAS CHAVES TUDO FARINHA DO MESMO SACO SE MACEDO SE VALDEMIRO SE RECORD SE GLOBO TUDO IGUAL TUDO LEVA PARA O INFERNO

  17. O Próximo papa será aquele que tem o numero da besta 666 no seu nome. o único que já teve e voltará a ter é o … “e sairá do abismo…( do inferno ou da morte) como uma falsa ressurreição (cheia de mentiras); porque o diabo não tem o Poder igual do Espírito Santo. o que pode haver é um clone. ou um filho bastardo. ou ainda receber um espírito imundo. daquele que nega a Cristo. e tentará mudar as leis usando a Nova Ordem Mundial para isto e todos os que não aceitaram a Verdade(Jesus) se fascinarão e o seguirão. E se fôsse possível até os escolhidos pereceriam. mas Deus é Deus Fiel e um Pai de Amor. está sempre nos protegendo.

    • mas meu caro todos os lideres querem dominar o mundo.
      mas o unico que vai conseguir essa façanha e JESUS no milenio.

      PORQUE DEUS AMOU O MUNDO DE TAL MANEIRA QUE DEU SEU FILHO UNIGÊNITO. PARA QUE TODO QUE NELE CRE NÃO PEREÇA MAS TENHA A VIDA ETERNA.

      o desejo de dominar o mundo esta dentro do ser humano seja religioso ou não.

      pois isso que deu foi DEUS, la no jardim do éden.

      E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.
      Gênesis 1:26

      além do mais DEUS prometeu dar esse dominio a ele novamente.

      E ao que vencer, e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações,
      E com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai.
      Apocalipse 2:26-27

      so os evangélicos que não tem visão não querem ganhar o mundo pra JESUS.

      sei que vc vai vim dizer: de que adianta ganhar o mundo e perder a salvação?

      pois é mas uma vez tendo a salvação temos que lutar para ganhar o mundo.

  18. SERA POR CAUSA DOS CRIMES QUE ESTAO OCORRENDO NO MUNDO É A RAZAO QUE FAZ O PAPA RENUCIAR DO SEU CARGO, SE ASSIM FOR ENTAO NAO TOMOU UMA BOA DECISAO, SE FOR POR CAUSA DA SAUDE CONCORDO

  19. Muito boa esta notícia!
    Devo dizer que o “dito cujo” já vai tarde.
    Assim sendo, certamente não haverá aqui no Brasil o tal encontro da juventude católica.
    E tomara que demorem bastante a escolherem o sucessor do senhor saia grande.

  20. As pessoas, não examinam as SAGRADA ESCRITURAS antes de abrir a boca e vem aqui falar coisas que não existe meu DEUS.
    Em JOÃO 14:12,13 ,14 JESUS deixa bem claro
    NA VERDADE VOS DIGO QUE AQUELE QUE CRÊ EM MIM TAMBÉM FARÁ AS OBRAS QUE EU FAÇO E AS FARÁ MAIORES DO QUE ESTAS,PORQUE EU VOU PARA MEU PAI.
    E TUDO QUANTO PEDIRDES EM MEU NOME, EU O FAREI, PARA QUE O PAI SEJA GLORIFICADO NO FILHO

    ELE DEIXA BEM CLARO NO VERSÍCULOS 14
    SE PEDIRDES ALGUMA COISA EM MEU NOME, EU O FAREI.

    JOÃO CAPITULO 14 E 15 JESUS FALA VÁRIAS VEZES É SÓ LER 15:7
    SE VÓS ESTIVERDES EM MIM, E AS MINHAS PALAVRAS ESTIVEREM EM VÓS,PEDIREIS TUDO
    O QUI QUISERDES,E VOS SERÁ FEITO. PORTANTO NÃO PRECISO DE MAIS NINGUÉM,PORTANTO SEU ROGO A OUTRO ISSO CHAMA IDOLATRIA.

  21. O próximo papa será Béchara Pierre Raí do Líbano. País vizinho de Israel, portanto, como o primeiro que foi Pedro para os católicos, o último também será da mesma região.

    Região que a igreja católica deve ter interesse em exercer diplomacia pelo que antes plantou de forma incorreta com suas cruzadas e demais atos.

    Não bastasse, a igreja católica em reunião com outros seguimentos deixou bem clara sua mudança de posição doutrinária, qual seja, não mais atribuir a salvação a atos isolados de bondade/caridade da pessoa, sim decorrente da graça.

    Ou seja, nos moldes que ela sempre se atritou com seu pupilo Lutero, que entendia os atos de bondades como obrigação do cristão convertido, nunca do mérito do homem, pois este tem a natureza por excelência pecaminosa, sendo Cristo o único a não ter pecados, enquanto o homem, mesmo com sua natureza pecadora, deve se espelhar nele visando ao máximo desviar-se do pecado, deixando, pois, o alvo dele ser o pecado, sim a santidade, sim imitador de Cristo como ensinado por Paulo: Sede meus imitadores como eu sou de Cristo.

    • Levi vc ja leu as obras de doutores da igreja como Agostinho, Tomas de Aquino e as atas do concilio de Trento…
      Parece que não.Se vc tivesse lido ja saberia que a Ig Catolica sempre renegou que apenas as obras de caridade ou obras do Bem são capazes de salvar uma alma.Alias,o texto do Conc de Trento feito logo em resposta a Reforma e este tipo de acusação que vcs nos fazem, diz que quem afirma isto de que bastam boas obras é um heretico.

      • Corra e chame a atenção do papa que está saindo, pois ele se equivocou, segundo você, agostinho…

        É que ele, na semana passada, assinou documento quanto a isso, como seja, a salvação via a graça. Corra que você tirar tua igreja de um erro e ainda poderá ser reconhecido, quiçá, papa por relevantes serviços.

        • Equívocos que atravessaram os séculos levaram muitas pessoas a pensarem que a Igreja Católica ensinava que a prática das obras de piedade é que conduzem o crente à salvação, quando na verdade ela nunca deixou de ensinar que alguém que venha a ser salvo será por Graça de Deus, mediante a Fé em Jesus Cristo. Isto significa que o homem não é capaz de salvar-se por si próprio, como ensinam as religiões espiritualistas (hinduísmo, vedas, budismo e etc) e espíritas(kardecismo, umbanda, candomblé e etc).

          No combate àquilo que se julgava ser a doutrina católica, o protestantismo elaborou uma fórmula forense para a salvação, onde se crê que o crente é salvo por decreto de Deus mediante sua crença em Jesus Cristo. Logo existe entre católicos e protestantes um grande mal entendido sobre o que significa ser salvo pela Graça de Deus mediante a Fé em Jesus Cristo.
          No livro de Tiago temos uma outra perspectiva sobre a justificação de Abraão.
          Eu costumava evitar o livro de Tiago e pude claramente entender porque Lutero a chamou de “carta de palha”. Tiago também fala sobre os elementos da fé de Abraão e da resultante justificação. Mas sob a ótica protestante Tiago devia estar confuso. Ele pensava que Abraão não foi justificado em Gn 15 ou 17, mas mais tarde, em Gn 22, quando ele ofereceu Isaac. Ele afirma, “Não foi ele justificado pelas obras, oferecendo seu filho Isaac sobre o altar?” (Tg 2,21). E então Tiago é audacioso o bastante para dizer, “Vedes, pois, que o homem é justificado pelas obras e não pela fé somente” (Tg 2,24). Você pode ver agora porquê Lutero não gostava desta Epístola?

          Eu acredito assim como você que somos salvos pela fé, mas a fé somente é o que eu objeto. E vendo que Romanos não diz que somos justificados pela fé, somente, e Tiago claramente rejeita isto, eu creio que alguém deve se perguntar se está sendo verdadeiro com as Palavras de Deus, ou se estão sendo fiéis às suas tradições (que, neste caso é de somente 400 anos) e, portanto, anulando e alterando a Palavra de Deus. Eu desafio você a achar a justificação pela fé, somente, ensinada em qualquer ponto antes de Huss, Wycliff, Lutero e Calvino.

          • Volto a dizer: Corra que tua igreja está neste momento cometendo um grande erro em voltar atrás com aquilo que sempre pregou.

            A fé sem as obras são mortas, esta é a ordem das coisas, diferente, pois, das obras praticadas é que eu sou posto em patamar de glória.

            Homem algum faz nada se não tiver fé. Uma vez tendo certeza que pode mudar as coisas, aí ele se põe de pé e anda. Assim, sabendo a gente que Cristo morreu, que existe da parte de Deus um plano redentorial, nós nos pomos de fé e damos início a nossa jornada de boas ações, de respeitabilidade, de afeição, da amor, de entrega, de espera pelo provisão divina.

            Abraão primeiro teve que fé em Deus, da sua palavra, do seu comando, crendo nisso, pôs-se de pé e foi à busca duma terra que não sabia onde, para formar sua família lá, por conseguinte gerar uma grande nação.

          • Como disse ai esta o desafio Levi,encontre vc no catecismo catolico,nas atas do conc de Trento ou nas obras de Agostinho e de Tomas de Aquino.

            Isto que vc LEVIanamente afirma ser doutrian catolica de que BASTAM AS BOAS OBRAS PRA NOS SALVAR.Procure muito pois so vai achar isto no dia 30 ou 31 de Fevereiro.

            O mesmo vale pra SALVAÇÃO APENAS PELA FÉ.Nunca dissemos e nunca diremos isto.E como disse acima vc esta tentanto se colocar acima da Epistola de Tiago e outras passagens dos evangelhos.SUA AMBIÇÃO E SEUS ACHISMOS JA TE FAZEM PENSAR QUE É MAIS E MELHOR QUE OS ESCOLHIDOS E DOUTRINADOS POR CRISTO EM PESSOA.

            Rezarei por sua sanidade mental e espiritual e que Deus te perdoa e ilumine.

          • Leandro e Levi, Levi e Leandro (“Pedro e Paulo”, “Paulo e Pedro”…), vcs são o sal da terra entre os comentaristas deste site e sempre aprendemos muito em seus debates e intervenções. Um contra o outro, então, sai ‘chispa’, é briga de cachorro grande, daí pq eu nem devia me meter.
            Mas se me permitem uma leve intromissão, ficou a sensação que vcs estão discutindo por um mosquito enquanto têm em comum um camelo…está havendo uma confusão semãntica entre as ”obras” da Fé as da Lei.
            Proponhp a seguinte questão elucidadtória : Se numa capelania hospitalar um moribundo aceita sinceramente Jesus e imediatamente após vem a falecer, ele foi salvo ou não ? Onde está a sua ”obra” nesta situação ? Foi salvo sem as obras ? Quais seriam ?

        • João Batista,

          O ladrão da cruz, que sequer era uma boa velhinha como você citou no exemplo, do contrário, provelmente ele fosse um ativista político que matou a facadas os soldados romanos, coisa que Cristo não quer que ninguém faça, não praticou obra positiva nenhuma depois que se arrepende e vê em Cristo a graça, mas foi salvo de acordo com as palavras proferidas na cruz.

          Quanto a discussão ser de apenas no campo da semântica, com todo o respeito, foram essas coisas pregadas anos a fio dentro das igrejas católicas contra os evangélicos, ou seja, como se os evangélicos não apenas tinham interpretado errado as palavras da salvação, ou seja, analfabetos funcionais seguidores de um padreco desviado, como ainda eram bárbaros em não deixar de falar nas boas obras e nem fazê-las, tanto que dizem e escreveram várias coisas contra Lutero, contra os protestantes, difamação em dizer que o próximo não presta, modo de excluí-lo e depois lançar pedra no pescoço e jogar ao mar pra provar que é direito.

          Como vê, não é apenas discussões doutrinárias, sim ações e reações em que os protestantes foram mortos, humilhados, desgraçados no mundo afora em igual medida dos do judaísmo que tiveram de mudar de nome, de endereço.

          Apocalipse, 17,18 e 19, o justo juízo, em que ela, como cristã e que já vem pedindo perdão dos seus pecados, tomará um novo rumo e se porá na frente de batalha ao lado de todos os credos para enfrentar as drogas, o desamor, o que foi pregado: um só povo/rebanho e um só pastor, Cristo Jesus/Deus, todos juntos e arrenpendidos de coração e de ações: islamitas, judeus, católicos, protestantes e quantos mais outros que pregam a paz e o amor ao próximo firmado no Deus que criou os céus e terras não pra judeus apenas, católicos apenas, islamitas apenas, à toda criatura, pois como justo juízo vai medir minhas ações independente do credo a que pertença, mas sempre transferindo a cada líde a cegueira de seu povo, todos num mesmo percentual, pois sabia da verdade, qual? O acatar o diferente, o feio, o belo, o rico, o louco, de outro credo religioso, o de outra pátria, o de outra cor, o inimigo, o caluniador, o que diverge comigo, o que me massacra, o que me diz a verdade, tudo como ele demonstrou com os próprios discípulos que chegaram ao ponto não apenas de roubá-lo, mas de vendê-lo como mercadoria. Não julgou Judas em nenhum momento, sim repreendeu quando meteu a mão no dinheiro da evangelização.

          • Ok., Levi, entendi o seu ponto. Quiçá tenha razão. Entendi tb que respondeu à minha hipotética questão com um ‘sim’, haverá salvação para aquele moribundo, ainda que ele não venha a ter oportunidade de vir a fazer nenhum bem a alguém, como aconteceu com o ladrão na cruz.
            Então o que Tiago quis dizer com “sem obras, a Fé é morta” ?
            ………Antes de expor uma solução inspirada que me veio para este impasse, queria saber tb que solução o Leandro daria para o meu caso hipotético (nem tão hipotético assim…) do moribundo na capelania hospitalar.

          • Teria que pesquisar mais pra dar um resposta plenamente de acordo com a teologia catolica.Ainda assim,vamos ao caso do bom ladrão que na verdade seria uma especie de zelote terrorista e não criminoso comum.

            Segundo a Igreja ao pecar sofremos condenação da alma que é a pena eterna e nos priva da face de Cristo no pos morte.A outra pena é a pena temporal.Ou seja a reparação do mal que fizemos aqui no tempo,no seculo.Ex um ladrão que rouba uma quantia e se arrepende necessita fazer a penitência de coração e consciência pra livrar-se da pena eterna e devolver o valor roubado e pedir desculpas a ser dono(pena temporal).

            No caso do bom ladrão ele ja pagara sua pena temporal nos castigosa fisicos que sofreu ao longo da via crucis e redimiu sua pena temporal ali pedindo perdão ao criador e veja que ele confessou que sem auxilio de nenhum amigo ou apostolo e sendo tentado pelo outro crucificado.

            O que eu contesto do Levi é que ele insiste em afirmar que na Ig catolica ensinamos que SOMENTE BOAS OBRAS SALVAM.Isto não é possivel vai contra a biblia e contra a Tradição apostolica.

          • Tá. Esquece por um tempo o ”SOMENTE BOAS OBRAS SALVAM.” e foque no caso do moribumbo desconhecido da capelania hospitalar, que vc acaba de demonstrar cabalmente que não se trata exatamente do mesmo caso do bom ladrão na cruz (confesso que não tinha pensado nisso…).
            ……..Depois exponha seu parecer sobre que tipo de “obras” Tiago estava se referindo, sem as quais a fé é morta.

  22. Com este raio que caiu na Cúpula do Vaticano. nos mostra que a coisa é mais séria do que simples cogitações. O cristão católico sincero e que busca a verdade também é vítima.” E a estátua receberá fôlego de vida e todos ficarão maravilhados”; Comol dizia João Batista “Arrependam-se porque o Reino de Deus está próximo” e o Senhor Jesus está às portas como um juiz”

  23. Nao tenho mais duvidas quanto a espiritualidade de algumas pessoas que afirmam serem de “Deus”.
    É simplesmente incrivel, numa altura que se publica uma noticia de tamanha importancia e merecedora de muita atencao para os que supostamente aguardam pela vinda do Senhor Jesus, ficam falando de igrejas, de pastores, criticando. Se alguem for a ler os comentarios do jgmix, vai arrebentar e outros, sem antes ler a manchete, ate pode ficar com a impressao que a noticia esta relacionada com a iurd ou impd.
    Meu Deus, que tipo de cristaos voces sao?
    Olha, ontem quando tivemos esta informacao, um irmao em cristo me mandou uma mensagem me alertando sobre o assunto e sobre a necessidade de vigilancia. Esse é o caracter do homem de Deus. Mas voces fazem o contrario, nao seria esta a oportunidade de nos exortarmos, nos alegrarmos porque a nossa redencao se aproxim?
    Jgmix, eu tenho controlado os teus comentarios em diversas materias e achava que neste caso a tua postura fosse diferente mas me enganei. Alias, ja sabem que quando e para criticar a iurd podem contar contigo. Que tipo de cristao es tu? Vamos mudar, agora nao interessa igreja nenhuma mas sim a volta de Jesus, sera que é dificil falar disso sem falar da iurd?

    • Mas oque a iurd tem a ver com a renuncia do papa? Voce ja nao frequenta a iurd, porque menciona-la a todo o tempo? Achas que agora interessa alguma denominacao? Porque nao falarmos de coisas que edificam? Porque nunca falas de coisas que levantam? Exemplo: Poxa, temos que buscar mais a Deus, o cerco esta se fechando, Jesus esta voltar. Isso levanta, desperta, acrescenta. Voce entende? Meu Deus voce nao percebe que voce esta mal? De duas uma, ou voce é cristao de fachada ou precisa tirar a iurd do teu coracao. Voce odeia mais a iurd do que o feitico, a macumba, o islao, o diabo e tudo que provem do inferno. Seria esta a postura de um homem de Deus?

  24. tafir pq vc me persegue e me odeia tanto? Vc mora em maputo mesmo? Se eu fosse aí vc me hospedaria em sua casa por uma semana e iria comigo a sua iurd pra mostrar que estou errado?

  25. Meu caro jgmix, pelo contrario, gracas a Deus nao odeio ninguem senao o diabo. O que me entristece em ti é o facto de gastares todo o teu tempo e conhecimento biblico para falares da iurd. Esse nao é caracter de um homem de Deus. Mude de postura, comece a falar e postar coisas que fazem as pessoas reflectirem mais acerca da sua jcomunhao com Deus, vigiarem, fugirem da aparencia do mal, promovam santidade. Tem aqueles videos no youtube sobre o apocalipse, sugira estes videos aos visitantes, coisas de genero. Quando vieres a maputo é so me procurar, sou funcionario da autoridade tributaria, instituicao que tem por missao a cobranca de impostos internos e externos.
    Eu to a seguir-te porque quero que voce mude e deixe de incitar odeio e repudio contra a iurd, nao porque quero defender a iurd mas porque quero te mostrar que nao estas a agir como um homem de Deus.

  26. tafir diversos aqui denunciam a sua igreja. Alguns inclusive usam palavras chulas e torpes. Mas vc só mira no jgmix… Estranho não? Mas eu sei pq vc só tenta calar o jgmix. Pq ele ao inves de falar asneiras usa a propria biblia para comprovar o engano iurdiano. Isso apavora os incautos dessa igreja. Tafir por isso estou sendo ameaçado caluniado perseguido por gente da iurd que quer me calar a todo custo. Até processo judicial falam que farão contra mim. Isso significa que Jgmix está incomodando o diabo pois qdo fazemos a obra de Deus oinferno se levanta. Resta saber de que lado vc está realmente.

  27. Enquanto discutem filosofia religiosa; tradições; dogmas e erros de homens; o diabo aproveita para desviar a atenção para coisas do intelecto e para a política das religiões; enquanto os próprios Illuminatis; já anunciaram para Março/2013 uma Grande Manifestação Terrivel; olha a ovelhinha Dolly vindo aí. ( e darão fôlego de vida a imagem da besta). e terá de poder de descer fogo do céu..
    Ninguém vai poder mudar o que está nas Profecias o importante é seguir a Palavra.

  28. Enquanto discutem filosofia religiosa; tradições; dogmas e erros de homens; o diabo aproveita para desviar a atenção para coisas do intelecto e para a política das religiões; enquanto os estudiosos afirmam para Março/2013 uma Grande Manifestação ; ( olha a ovelhinha Dolly vindo aí.) … e terá poder de descer fogo do céu..
    Ninguém vai poder mudar o que está nas Profecias o importante é seguir a Palavra de Deus..

  29. O ladrão da cruz, que sequer era uma boa velhinha como você citou no exemplo, do contrário, provelmente ele fosse um ativista político que matou a facadas os soldados romanos, coisa que Cristo não quer que ninguém faça, não praticou obra positiva nenhuma depois que se arrepende e vê em Cristo a graça, mas foi salvo de acordo com as palavras proferidas na cruz.

    Quanto a discussão ser de apenas no campo da semântica, com todo o respeito, foram essas coisas pregadas anos a fio dentro das igrejas católicas contra os evangélicos, ou seja, como se os evangélicos não apenas tinham interpretado errado as palavras da salvação, ou seja, analfabetos funcionais seguidores de um padreco desviado, como ainda eram bárbaros em não deixar de falar nas boas obras e nem fazê-las, tanto que dizem e escreveram várias coisas contra Lutero, contra os protestantes, difamação em dizer que o próximo não presta, modo de excluí-lo e depois lançar pedra no pescoço e jogar ao mar pra provar que é direito.

    Como vê, não é apenas discussões doutrinárias, sim ações e reações em que os protestantes foram mortos, humilhados, desgraçados no mundo afora em igual medida dos do judaísmo que tiveram de mudar de nome, de endereço.

    Apocalipse, 17,18 e 19, o justo juízo, em que ela, como cristã e que já vem pedindo perdão dos seus pecados, tomará um novo rumo e se porá na frente de batalha ao lado de todos os credos para enfrentar as drogas, o desamor, o que foi pregado: um só povo/rebanho e um só pastor, Cristo Jesus/Deus, todos juntos e arrenpendidos de coração e de ações: islamitas, judeus, católicos, protestantes e quantos mais outros que pregam a paz e o amor ao próximo firmado no Deus que criou os céus e terras não pra judeus apenas, católicos apenas, islamitas apenas, à toda criatura, pois como justo juízo vai medir minhas ações independente do credo a que pertença, mas sempre transferindo a cada líde a cegueira de seu povo, todos num mesmo percentual, pois sabia da verdade, qual? O acatar o diferente, o feio, o belo, o rico, o louco, de outro credo religioso, o de outra pátria, o de outra cor, o inimigo, o caluniador, o que diverge comigo, o que me massacra, o que me diz a verdade, tudo como ele demonstrou com os próprios discípulos que chegaram ao ponto não apenas de roubá-lo, mas de vendê-lo como mercadoria. Não julgou Judas em nenhum momento, sim repreendeu quando meteu a mão no dinheiro da evangelização.

    • Ok., Levi, entendi o seu ponto. Quiçá tenha razão. Entendi tb que respondeu à minha hipotética questão com um ‘sim’, haverá salvação para aquele moribundo, ainda que ele não venha a ter oportunidade de vir a fazer bebhum bem a alguém, como aconteceu com o ladrão na cruz.
      Então o que Tiago quis dizer com “sem obras, a Fé é morta” ?
      ………Antes de expor uma solução inspirada que me veio para este impasse, queria saber tb que solução o Leandro daria para o meu caso hipotético (nem tão hipotético assim…) do moribundo na capelania hospitalar.

      • Primeiro, se você tomar como parâmetro qualquer assunto terreno para responder tua pergunta, verá que se encaixa e muito bem. Explicando, meu caro, se você não tiver fé, não acreditar em você, tudo que fizer se tornará morto, pois não se entrega de modo suficiente para advir resultados positivos. Já conviveu com gente pessimista? Já conviveu com o otimista? O primeiro nada faz(obras) em vista de que não acredita que conseguirá, já o segundo, face crer em si próprio, ou seja, decorrente de sua projetação mental de alçar um novo horizonte, passa a estudar, a trabalhar, como seja, as obras. Já ouviu o adágio popular que o pior cego é que não quer vê? Ora, de que adianta fazer algo se eu não vou enxergar nada mesmo?

        Quanto à espiritualidade, você pode ter como premissa que alerta quanto a hipocrisia dos que se dizem cristãos. Como seja, dizem que acreditam em Cristo, que são cristãos, mas não agem com bondade, com respeito, com amor ao próximo, não estão nem ai para a salvação do seu próximo. Como posso dizer que sou cristão, mas não faço o que é bom aos olhos de Deus? Então a fé sem obras é morta. O exemplo clássico quanto a isso é que citado pelo próprio Cristo ao enfatizar que o diabo também Crê, mas não faz obras dignas de quem tem fé nas coisas tidas como boas.

        • Ok., Levi,sua resposta está ótima e vai servir bem para ilustrar o que eu queria dizer. Só vou aguardar um pouco e ver se o Leandro se apresenta com o próprio parecer, já que confessa ter que pesquisar antes de opinar (embora ele estivesse ontem à noite opinando em outras páginas deste site…)..
          ……… Talvez os católicos não saibam como “Salvar” um moribundo, mas apenas dar a extremunção…rsrsrs.
          ………Se bem que nos primórdios ”extrema-unção” era uma última tentativa de reavivar o moribundo, com a unção, definitiva, e ás vezes dava certo. Depois perderam a fé a extremunção virou uma despedida ritual…
          ……….Logo mais eu finalizo com leandro ou sem.

          • Eu tentei enviar uma hoje e pelo visto nã oentrou.Meu provedor esta mui lento e instavel.Vamos de novo.
            Antes se vc puder João entre no link de perguntas aqui do gospel e va no sublink de perguntas recentes.Ali vá na pag 2 tem uma pergunta de u mrapaz de nome Warley é sobre livre arbitrio e predestinação.
            Tem uma resp que transcrevi do senhor rafael Viola.

            Fiquei surpreso e se vc pudesse passar pra esta pg eu agradeço.

            Na verdade falar que a ICAR ensina salvação por Fé e Obras ainda fica meio ou muito incompleto.Ha uma predestinação so que em bases diferentes da doutrina de calvino e a necessidade da graça santificante sem a qual ninguem tem forças para praticar obras do bem.

            Sobre este moribundo que vc peeguntou ele ate remiu o principal que é a pena eterna.ontudo ficou devendo a pena temporal e até que tenhamos realizado o sufragio da alma ele permanecerá longe da visão beatifica de Cristo.

          • Leandro,

            Meu caro, meu remédio está fazendo efeito, daí a lentidão para conseguir interpretar o que você quer dizer.

            Não é atoa o adágio: fui e voltei na missa, ou seja, nada inteligível, mas antes tinha razão em face que era dita no latim, mas agora é você que está dificultando o diálogo, necessitando que esclareça dívida x e dívida y, alertando que o que já havia falado acima não se constitui como parte desse ser arremesso final, não.

            Seja didático, sem rodeios, sem discurso, sim direto, enfático, incisivo, sóbrio, lúcido, sem divagações, esmiuçando essa teoria que nunca vi padre algum pregando, Pere aí, você é católico ou é espírita, tem alguma coisa da doutrina espírita aí.

          • Se é que entendi o último parágrafo, Leandro está se refeindo à doutrina do Purgatório, pq o tal moribundo aceitou Jesus e seu sacrifício salvífico do martírio na Cruz, mas ainda não vai estar com Ele no Paraíso, pois faltaria-lhe a tal ‘pena temporal’ para realizar o tal ‘sufrágio da alma’. Coisas que Jesus nunca disse, claro, nem seus discípulos e apóstolos. mas isso é outra discussão.
            ……..O que importa aqui é que a resposta de Leandro foi “não’, o moribundo não será ‘Salvo’ só por aceitar Jesus, independente de ter tido oportunidade de fazer as ”obras” ou não.
            ……..Complicou um pouco porque agora nem com Fé, nem com Fé e ”Obras”…Estamos cada vez mais longe do Logos textual ou é impressão minha ?
            ……..Agora vou compartilhar uma interpretação um pouco solitária :

          • Ao rever a definição do Leandro, verificamos que ele está dizendo que ”obra” é ação, atos, que expressam, no mundo visível, a crença, invisível, pq subjetiva e interior. Bate exatamente com a única definição de fé que nos chegou pelo Evangelho : ”’a certeza (invisível) do que se espera ‘E’ (não ‘OU’) a prova (que tem que ser visível para ser ‘prova’) do ‘que não se vê’ (= invisível = certeza, crença)”.(Hb 11.1)
            ……..Ou seja, Fé não é só a crença, se não estiver acompanhada da ”prova” da crença, ou seja, a ‘obra’ (ação, atos que expressem a crença) da Fé.
            ……..Por isso Paulo usou ‘E’, conjunção, pq uma sem a outra é morta ! “Sem as obras, a fé é morta” ! Tiago está repetindo Paulo, à sua maneira.
            …….A grande confusão está em que se usa a expressão ‘obra’ como sendo a da Lei (cuidar das viúvas e dos órfãos, etc.), as obrigações impostas pelas ordenanças, cuja falta leva a sanções terríveis. Mas o Evangelho está repleto de passagens demonstrando que a ´fé era VISTA. ”Jesus viu s fé …” aparece diversas vezes.
            ………Quando Tiago diz “sem obras a Fé é morta”, ele está falando primeiro, e basicamente , da Fé. Mas aprendemos o conceito de obras da Lei, não o da Fé.
            ……..Na verdade, se prestarem atenção, há alguns conceitos no Evangelho que eram tão comuns no início, e tão usados, tão conhecidos, que os primeiros cristãos nem se incomodaram em definir no Livro. Assim com a palavra ‘crucificação’, por exemplo. Bastava dizer ”fulano foi crucificado !” e imediatamente todos entendiam todos os horrores que ocorreram naquela morte torturante. Por isso não descreveram-na no Evangelho, e só recentemente foi históricamente reconstituído todo o ritual macabro desta sentença de morte.
            …….. ……..Assim tb com termos muito mais importantes, cujos conceitos chegaram até nós sem uma definição explícita.
            O maior destes prejuízos veio com a quase ausência do
            conceito de fé (exceto a de Hb 11.1), que podia e devia ter sido esgotado, por escrito,
            pelos primeiros discípulos, se é que não o foram e seus textos tenham
            se perdido.
            ……..Assim tb com termos muito mais importantes, cujos conceitos chegaram até nós sem uma definição explícita. Temo que, ao lado de ”Justo”, ”Fé”, ”Justiça” também as ”obras” da Fé se confundiram, no tempo, com as ”obras da lei”, daí a confusão entre os conceitos e eis o motivo do debate entre vcs.
            ………Sim, há duas ”obras” na Bíblia. Explico mais um pouco.
            ………No V.T. não se fazia o largo uso do conceito nem da palavra ”fé” que se fêz no N. T., daí que ”obras” eram o trabalho advindo dos atos de obediência às ordenanças de Jeová. Este conceito chegou até nós também.
            …….. Mas Fé, que é a moeda do Reino, que paga o “sedex” do
            milagre que está vindo agora dos confins do universo, do Trono do
            Altíssimo. “Mostre-Me uma moeda, para que a veja” (Mt 22.19, Mc 12.15, Lc 20.24), um pleonasmo indicativo da necessidade da ‘moeda’ ser vista pelo mundo.
            …….. “A fé sem obras é morta”, entendendo ‘obra’ aqui, não como obras da ‘lei’, mas da fé, onde ‘obra’ é aquilo que se ergue de um terreno antes vazio, uma ‘construção’ vista à distância. A ‘ prova’ visível do que não se pode ver no interior da pessoa, seus atos e gestos e comportamentos.
            ……..E quanto ao nosso moribundo na capelania hospitalar ? Foi salvo ? Onde está a ‘obra’ dele, neste caso ? Se não houvesse ele não estaria salvo…
            ……..Mas houve. Quando ele se expressou, aceitando, ou pertando a mão, ou piscando os olhos em assentimento, ou qualquer coisa que o capelão tivesse convencionado com o moribundo para representar sua aceitação. A ‘prova’ (visível) de que ele aceitou (creu = invisível) Jesus.
            ……..Agora a discusão de vcs ficou sem sentido, pq ‘só as obras’ tb podem salvar, já que estamos falando das obras da fé, que vem junto, implicitamente na definição de ‘obras da fé’. Não há como ter a crença sem os atos de crença, e ter a fé…pq ”a Fé é a certeza do que se espera E a prova do que não se vê” (Hb11.1).
            ……..Estaria tudo resolvido, se o Leandro não viesse agora dizer que tem que passar pelo purgatório também…rsrsrs. Mas isto é outra questão.

          • Obrigado, irmão João batista, dentre os daqui, você tentou ser o primeiro. Quanto ao que eu disse e sua explanação última, vejo que similaridade em tudo, em verdade igualdade. Exceto que no final você ter trazido a concepção de que o gesto mímico ou lacônico se constituir numa obra, do que divirjo, aí é apenas uma ação.

            Vamos lá para você não dizer que estou retrucando por retrucar.

            Cristo manifestou, no céu, o interesse de nos trazer as boas novas, aqui veio, aqui cresceu, ou seja, o que existia até este momento é uma manifestação de concordância e anuência com o plano, o redentorial, aliás, Ele e toda a galera do céu, mas isso precisava ser confirmado para Deus/anjos, pois podia recuar, bem assim para os homens.

            Aí é que Ele procura o seu primo, João Batista, como poderia procurar a própria igreja judaica também, para manifestar, como seja, uma ação, e ação muitas fazem mesmo que não tenham fé(orar, ofertar, pregar), nunca o ato de fé em si mesmo, dizendo isso para evitar que depois alguém veja no almoçar, no pregar, no andar puro ato de fé, afinal esta ocorre quando o que buscamos não está materializado e impossível de ocorrer em face das circunstâncias pessoais de cada um.

            Bom, voltando ao exemplo, Cristo pregou, como qualquer um prega, ou seja, não é coisa de fé, depois quando para ser imolado, que poderia desistir da crucificação, eis que Ele não desiste, e é aí que começa o processo de fé dele, inciando com a primeira obra: o aceitar ir pra cruz, entendendo que desse ato poderia o homem desgarrado vir a ser salvo. Nada estava materializado quanto a redenção do homem, do contrário, tudo conspirava contra, pois somente encontrou interesses financeiros, políticos, da matérias(curas), um ou outro que falava em salvação no porvir.

            Voltando para o seu moribundo, se acaso ele não condições de se expressar com a fala, os gestos, mas no coração tivesse ocorrido o arrependimento? Claro que seria salvo, também.

            Aliás, é nisso que creio em relação a Judas, pois sabendo ele da verdade, com certeza deva ter pedido perdão a Deus quando soltou o laço que tirou sua vida, todavia nós criamos um dia para chutá-lo, denegrir sua imagem, como se melhor fôssemos.

            Vejo que trouxe elementos novos à sua discussão, caro João Batista, pois agora citei, no tocante a Judas, obras negativas antecedendo à sua imensa angústia: roubar Cristo, traí-lo e vendê-lo, a bem da verdade muitos fariam o que ele fez, por achar que Cristo daria uma pernada e se faria Rei de verdade para eles judeus, afinal recebeu as mesmas honrarias que o rei recebe, entrar montado num jumento em Jerusalém. Quem não acharia após isso que Cristo haveria, por ser o filho de Deus, de se instalar aqui na terra?

            Ta bom, estou indo muito longe.

          • Obrigado, irmão João batista, dentre os daqui, você tentou ser o primeiro.

            Quanto ao que eu disse e a sua explanação última, vejo que há similaridade em tudo, em verdade igualdade. Exceto no final por você ter trazido a concepção de que o gesto mímico ou lacônico podem se constituir em obras boas, do que divirjo, pois vejo apenas como uma ação.

            Vamos lá para você não dizer que estou retrucando por retrucar.

            Cristo manifestou, no céu, o interesse de nos trazer as boas novas, Aqui veio, aqui cresceu e até esta fase se deram apenas manifestações de anuência com o plano redentorial, mas precisava ser confirmado para Deus/anjos, vez que havia o risco dele no plano de evangelização e talvez de morte de cruz.

            Ele procura o primo, João Batista (poderia ser a igreja judaica também), para manifestar em público, portanto deixa de ser ideia e passa a ser ação, de que vai começar a pregação, por e entender que seria ouvido. Pragar, todos nós fazemos, e muitos sem ter fé de que haja mudanças, cumprindo alertar para fazer bem a distinção senão daqui a pouco, almoçar, tomar banho vão ser considerados obras da fé.

            Bom, voltando ao exemplo, Cristo pregou, como qualquer um prega, repise-se, não é coisa da fé, depois, quando para ser imolado e que haveria risco de desistir da crucificação, Ele não desiste, começo, pois, do processo de fé dele. Primeira obra: o aceitar ir pra cruz, confiando que esse ato poderia levar o homem desgarrado à salvação.

            Alerte-se, que até aquela data, não existia materialização duma mudança do homem, do visto por Cristo, era o contrário. Conspirava sim contra, pois do contato com os judeus percebeu que as coisas giravam e muito sobre interesses financeiros, políticos e matérias(curas), um ou outro que falava em salvação no porvir.

            Voltando para o seu moribundo, indago. Se acaso ele não tivesse condições de se expressar com fala/gestos, mas no coração,do ouvido, o arrependimento seria salvo também? Claro que sim, por isso não acho que a ação é manifestação de uma obra, bastando tomar como exemplo as mulheres citadas por Cristo que de tanta amargura, não oravam, somente balbuciavam.

            Aliás, é nisso que creio em relação a Judas, pois sabendo ele da verdade, com certeza deva ter pedido perdão a Deus quando soltou o laço que tirou sua vida, todavia nós criamos um dia para chutá-lo e denegrir a sua imagem, como se melhor fôssemos.

            Vejo que trouxe elementos novos à sua discussão, caro João Batista, pois agora citei, no tocante a Judas uma obra negativa, o seu suicídio, esquecendo a gente que muitos fariam o que ele fez, por achar que Cristo daria uma pernada e se faria Rei de verdade,pois recebera as honrarias de rei ao entrar em Jerusalém. Quem não interpretaria que Cristo, quando ele o vendeu, não estava instalando um reino na terra ? Feita a besteira, Judas pediu perdão.

  30. desculpa o atrevimento, estou entrando na conversa pq a mesma é publica, gostaria de salientar q jesus afirma q o espirito santo guiaria os sinceros á TODA verdade isso significa algo muito mais extenso q muitos imaginam, alguns conhecem algumas verdades, mas a questao é, sou aceito por acreditar em algumas verdades? a promessa é ser em TODA verdade, talvez se surpreenderá mas a biblia fala em cinco verdades, e é exatamente essa TODA verdade q nos é prometido alcansar

  31. Ok., Levi, entendi o seu ponto. Quiçá tenha razão. Entendi tb que respondeu à minha hipotética questão com um ‘sim’, haverá salvação para aquele moribundo, ainda que ele não venha a ter oportunidade de vir a fazer bebhum bem a alguém, como aconteceu com o ladrão na cruz.
    Então o que Tiago quis dizer com “sem obras, a Fé é morta” ?
    ………Antes de expor uma solução inspirada que me veio para este impasse, queria saber tb que solução o Leandro daria para o meu caso hipotético (nem tão hipotético assim…) do moribundo na capelania hospitalar.
    …….E, irmão Levi, para vc, o que Tiago quis dizer com “sem obras, a Fé é morta” ?

  32. levi varela disse: 15 de fevereiro de 2013 ás 12:50 am
    Primeiro, se você tomar como parâmetro qualquer assunto terreno para responder tua pergunta, verá que se encaixa e muito bem. Explicando, meu caro, se você não tiver fé, não acreditar em você, tudo que fizer se tornará morto, pois não se entrega de modo suficiente para advir resultados positivos. Já conviveu com gente pessimista? Já conviveu com o otimista? O primeiro nada faz(obras) em vista de que não acredita que conseguirá, já o segundo, face crer em si próprio, ou seja, decorrente de sua projetação mental de alçar um novo horizonte, passa a estudar, a trabalhar, como seja, as obras. Já ouviu o adágio popular que o pior cego é que não quer vê? Ora, de que adianta fazer algo se eu não vou enxergar nada mesmo?

    Quanto à espiritualidade, você pode ter como premissa que alerta quanto a hipocrisia dos que se dizem cristãos. Como seja, dizem que acreditam em Cristo, que são cristãos, mas não agem com bondade, com respeito, com amor ao próximo, não estão nem ai para a salvação do seu próximo. Como posso dizer que sou cristão, mas não faço o que é bom aos olhos de Deus? Então a fé sem obras é morta. O exemplo clássico quanto a isso é que citado pelo próprio Cristo ao enfatizar que o diabo também Crê, mas não faz obras dignas de quem tem fé nas coisas tidas como boas.

  33. Obrigado, irmão João batista, dentre os daqui, você tentou ser o primeiro.

    Quanto ao que eu disse e a sua explanação última, vejo que há similaridade em tudo, em verdade igualdade. Exceto no final por você ter trazido a concepção de que o gesto mímico ou lacônico podem se constituir em obras boas, do que divirjo, pois vejo apenas como uma ação.

    Vamos lá para você não dizer que estou retrucando por retrucar.

    Cristo manifestou, no céu, o interesse de nos trazer as boas novas, Aqui veio, aqui cresceu e até esta fase se deram apenas manifestações de anuência com o plano redentorial, mas precisava ser confirmado para Deus/anjos, vez que havia o risco dele no plano de evangelização e talvez de morte de cruz.

    Ele procura o primo, João Batista (poderia ser a igreja judaica também), para manifestar em público, portanto deixa de ser ideia e passa a ser ação, de que vai começar a pregação, por e entender que seria ouvido. Pragar, todos nós fazemos, e muitos sem ter fé de que haja mudanças, cumprindo alertar para fazer bem a distinção senão daqui a pouco, almoçar, tomar banho vão ser considerados obras da fé.

    Bom, voltando ao exemplo, Cristo pregou, como qualquer um prega, repise-se, não é coisa da fé, depois, quando para ser imolado e que haveria risco de desistir da crucificação, Ele não desiste, começo, pois, do processo de fé dele. Primeira obra: o aceitar ir pra cruz, confiando que esse ato poderia levar o homem desgarrado à salvação.

    Alerte-se, que até aquela data, não existia materialização duma mudança do homem, do visto por Cristo, era o contrário. Conspirava sim contra, pois do contato com os judeus percebeu que as coisas giravam e muito sobre interesses financeiros, políticos e matérias(curas), um ou outro que falava em salvação no porvir.

    Voltando para o seu moribundo, indago. Se acaso ele não tivesse condições de se expressar com fala/gestos, mas no coração,do ouvido, o arrependimento seria salvo também? Claro que sim, por isso não acho que a ação é manifestação de uma obra, bastando tomar como exemplo as mulheres citadas por Cristo que de tanta amargura, não oravam, somente balbuciavam.

    Aliás, é nisso que creio em relação a Judas, pois sabendo ele da verdade, com certeza deva ter pedido perdão a Deus quando soltou o laço que tirou sua vida, todavia nós criamos um dia para chutá-lo e denegrir a sua imagem, como se melhor fôssemos.

    Vejo que trouxe elementos novos à sua discussão, caro João Batista, pois agora citei, no tocante a Judas uma obra negativa, o seu suicídio, esquecendo a gente que muitos fariam o que ele fez, por achar que Cristo daria uma pernada e se faria Rei de verdade,pois recebera as honrarias de rei ao entrar em Jerusalém. Quem não interpretaria que Cristo, quando ele o vendeu, não estava instalando um reino na terra ? Feita a besteira, Judas pediu perdão.

    • Irmão Levi,
      ………Perfeito. Tudo entendido. Permita-me apenas um esclarecimento, pois não fui claro quanto ao gesto mímico ou lacônico se constituir numa obra, do que vc divergiu, corretamente, visto que eu é que fui mais lacônico aqui do que o meu moribundo (rsrs..)
      De fato, como foi colocado, é apenas uma ação, “e ação muitas fazem mesmo que não tenham Fé (orar, ofertar, pregar), nunca o ato de fé em si mesmo , quando é sem ‘a certeza do que se espera’(a crença, invisível, subjetiva) . Mas quando preenche ambos os requisitos da definição de Paulo, então, forçosamente, tem que ser ‘Fé ’;
      Suponhamos por exemplo, que o meu moribundo, já sem forças, ouvisse do capelão o apelo a que fizesse um gesto para confirmar o aceite. “Aperte minha mão” – e nada. “Fale ‘aceito”, e nada. “Então apenas pisque os olhos se vc quer aceitar Jesus”, e finalmente ele consegue ao menos isto, mas crendo, com a certeza do que espera ganhar com isto. Aí então deixa de ser um simples gesto, para se tornar ‘’a prova’’ de sua crença, que não se vê.
      Claro que, agora tenho que concordar com vc, se ele não PUDESSE fazer qualquer gesto de aceite, mas em seu íntimo tivesse aceitado seu Salvador, tb seria Salvo, mas por ter incidido em outra regra : “crê no Senhor Jesus, e será Salvo tu e tua casa”(embora aquele carcereiro tb tenha externado seu aceite…).
      Pronto, agora só nos resta resolver o purgatório do Leandro…
      À Paz com o Senhor.

      • Devo confessar como humano e como fraco que sou.

        Se caso indagado nos céus, evidente em processo de votação, votara nesta história do purgatório, pois não quero saber de estar na glória enquanto meus irmãos sofrem eternamente no fogo de enxofre. Não vejo com muita paz um pena eterna. Quero a todos abraçar, inclusive ao que traspassou a espada em Cristo, pois, o próprio o perdoo, talvez por estar cumprindo ordens.

        Ao certo levantarei no céu, meu caro, discussão nesse sentido, independente do lado que eu esteja, cabendo ao Justo Juiz decidir. Aliás, diz a bíblia que vamos julgar até anjos, então temos que ter responsabilidade, pois, entendo que esta passagem da bíblia fala dos anjos caídos, afinal Deus onde estão tantos anjos que foram enganados pela língua de ouro de Lúcifer? Merecem eles dagente, quase tão ruins como eles, o nosso esquecimento?

        • Como dizem no nordeste :”vc é tão bom que não presta”…(rsrs), pois é assim que o nordestino, sertanejo, que “é antes de tudo um forte” (Guimarães Rosa), considera quem não é ´”duro” o suficiente para fazer o que tem que ser feito. Desse jeito vc vai acabar perdoando o diabo em pessoa.
          Felizmente, irmão Levi, o Céu não é uma democracia, mas uma monarquia absolutista vitalícia eterna, onde quem toma as decisões é a mente mais complexa e completa em amor e pragmatismo equânime, da qual não servimos nem para lhe amarrar as sandálias…
          Melhor assim, pois perdoaríamos até aqueles que tem a natureza do escorpião, e deixarámos entrar a mácula no lugar mais perfeito do universo, que o deixaria, por isto, de o ser. Destruiríamos o Céu…como convivas desastrados que põem a casa do anfitreão abaixo…
          Mas não se preocupe com sua consciência em relação aos deixados para trás, pois as coisas vão acontecer como na história do rico e lázaro, onde este, no seio de Abraão, nada podia fazer com relação ao sofrimento do rico, já que um abismo os separava,
          De qq forma não creio que teremos pena, pois está previsto que ali só haverá choro e ranger de dentes, ou seja, raiva, ódio e imcompreensão.
          Confie no Mestre.
          À Paz com o Senhor.

          • João Batista,

            Se nós aqui na terra não costumamos condenar o próximo a uma pena eterna, então, Deus que tudo criou vai ser pior que a gente?

            Não estou sugerindo a impunidade, não, Sugiro aplicação de pena,sim, todavia em caráter eterno como prega a bíblia? Não.

          • Irmão Levi,
            ……….Quem gostou de ler esta sua declaração foi o Leandro…(rsrsrs) e o Purgatório inteiro.
            ………Sem entrar ainda nos argumentos bíblicos, faço uma observação lógica ; o mesmo motivo que separa o joio do trigo impede a existência do Purgatório. Explico.
            ……..Se ainda em nosso plano terreno atual, Deus se revelasse, em toda sua Glória, haveria quem duvidasse de Sua existência ? Haveria quem escolheria não segui-Lo e a seus preceitos e obedecer, sabendo que a penalidade seria ‘ficar de fora’ da Eternidade com Ele ?
            ……..É a DÚVIDA a ‘foice’ (‘?’) que distingue e separa os que amam o Bem e odeiam o mal. Por isso Deus não se faz óbvio. Há que observar quem tem em si a natureza Dele e quem tem a do escorpião, até pq no dia do Julgamento as próprias víboras deporão contra si próprias pelo seu próprio comportamento.
            ……..Em um desejoso Purgatório a etapa da dúvida já teria sido superada, e TODOS concordariam com o Senhor Deus Todo Poderoso, mas pelos motivos errados : mêdo, em sua grande maioria.

          • Explique a quem nós vamos julgar? Pois segundo a bíblia haveremos de julgar anjos.

            Deus quer dar a gente na mesma medida que nós damos aos outros. No momento, nossos juízos são imperfeitos em vista de que não dispomos ainda de todos os elementos para formar uma convicção, mas no céu vamos saber de tudo, daí sermos julgadores, como ocorre no juri popular, em que pessoas do povo julgam criminosos contra a vida, e o juiz dá a sentença, portanto será igual lá no céu, vamos levar em apreço tudo que ocorreu em torno da minha e da tua vida, depois sermos julgados pelos nossos pares, ficando Deus com a palavra última.

            O céu é uma democracia, sim, cujo modelo Cristo deixou conosco: o que a gente decidir aqui, sera aceito, ligado, legalizado, carimbado, avaliado, nos céus.

            A melhor democracia do mundo, tendo o melhor de todos os advogados, Cristo, a nos defender, e o pior de todos os promotores, lúcifer, tudo perante o juiz dos juízes, Deus.

            Democracia, sim, pois, como prova de lá, nos deu um exemplo de como se dá o estado de direito sobre a terra. Primeiro foi Ele, depois foi Cristo, agora o Espírito Santo.

            Democracia, tanto que Lúcifer era padrão de retidão, padrão do bom e do belo, sendo que outros discípulos possuem atividades específicas, prova de delegação de poder.

            Democracia sim, tanto que transferiu essa modalidade de poder aqui para a gente, pois nos deixa fazer como e do modo que queremos em termos de regime de governo.

            Democracia sim, pois nos deu o livre arbítrio, o que me concede a prerrogativa de fazer o que bem eu quiser e quando quiser.

            Ora, se tudo isso ele nos fez nessa pequena célula que é a terra, imagine no seu lar de glória? Vamos fazer sim o que quisermos e teremos as vontades respeitadas, apenas sabendo, justo pelo grau de consciência que alcançamos, que existe um Maioral, um que é o tudo, que pode a qualquer ora fazer o que fez com Lúcifer se eu não me comportar direito, como seja, convidado a se retirar.

            Democracia sim, tanto que fez consulta nos céus de quem queria participar no processo redentorial aqui na terra,

            Democracia sim, tanto que espera pacientemente eu me ajeitar dos meus pecados, tem paciência, não é arbitrário, um paizão mesmo, não se parecendo com nenhum de todos os governantes da terra, aliás, pode juntar todas as qualidades democratas de todos os países e dos seus governantes que mesmo assim não haverá de chegar aos pés da Dele.

            Democracia sim, pois indagou a Maria se aceitava ser mãe de Cristo e também a José, que somente entra no meu coração se eu permitir e que logo sai se eu não mais o quiser.

            Democracia sim, mandando chuva em tempo exato, o sol todos os dias, a água, permitindo meu crescimento no tempo certo e me levando de volta quando do corpo não mais tiver resposta adequada ante a velhice, depois de ter passado por todas as fases belas da vida, bebê, criança, adolescência, juventude, adulta e velhice.

            Democracia, pois se eu quiser da cabo a minha vida eu dou, se quiser ter varias mulheres eu tenho, se não quiser casar, não caso,

            É uma democracia que quase não se sente a sua presença, suas ordens, sua vontade, pois tudo é maneiro, respeitador, suave, diferente das ditaduras, das monarquias, que se julgam boas…

          • Calma, meu bom Levi!

            ………Independente de quem está mais próximo da Verdade, Ela estará lá, imutável, sorrindo de nossos debates, assim como quando discutiam se a terra era plana ou convexa, nunca deixou de ser redonda…

            ……..Em verdade, por mim, tanto faz. Só que o quero é estar para sempre na ‘Presença’.

            ………Mas de fato, vc não deixa de ter suas razões, admito, e até torço para que vc esteja certo, mas tb será apenas ”pensamento desejoso” sem qq fundamento concreto, ainda e até, contrariando a Palavra que diz: “O que os os olhos não ouviram e os ouvidos não ouviram é o que Deus tem preparado para aqueles que o amam”. Então, seja lá o que vier, está além de nossa imaginação.

            ……..Entretanto, como “em parte vemos e em parte profetizamos”, não é pecado especular, e posso expor assim, se me permite, uma análise perfunctória de tuas razões, em que,creio, encontrei alguns vícios.

            ……..” haveremos de julgar anjos.” Sim, e todos “seremos como anjos”, correto, mas vc mesmo disse, os anjos que julgaremos serão os caídos. Não há base bíblica que eu conheça para supormos que julgaremos nossos iguais. É só ‘pensamento desejoso’.

            ……..Vc diz que poderemos julgar pq ” no céu vamos saber de tudo,”… – Será ? Aí não seremos como anjos, mas como Deus, que é o único Oniciente.

            ……..Vc diz :”… seremos julgados pelos nossos pares, ficando Deus com a palavra última.” Parece-me, salvo melhor juízo, que no Tribunal do Júri, com que vc comparou, O Juiz Togado não é quem dá a última palavra, sendo a decisão dos jurados, soberana. Se é Deus quem dará a última palavra, então os ‘jurados’ não julgam nada…

            ……..Também não vi correlação de causa e efeito em : ” O céu é uma democracia (…): o que a gente decidir aqui, sera aceito, ligado, legalizado, carimbado, avaliado, nos céus.”(3ºparágrafo) Veja, se é o que a gente decidir aqui, então é daqui que estamos falando, não de lá, que só está nos mandando autoridade espiritual para agirmos aqui. È delegação de autoridade direta do Rei, logo, Monarquia Celeste…

            ……..No 4º parágrafo vc funde democracia e julgamento, duas coisas independentes. Advogados, promotores e juízes existem em qualquer regime, não sómente nas democracias.

            ……..No 5º parágrafo, vc dá a entender que o estado de direito só pode ser democrático, por excelência ou por definição. Não é bem assim…
            ……..No 6º, vc vincula democracia com delegação de poder, mas delegação existe em qualquer regime, e até em empresas…
            ……..No 7º, vc confunde bondade, vontade permissiva de Deus, com liberdade total. E tb a democracia, como a conhecemos hoje, só veio a existir recentemente (excluo a grega, pois era movida à escravidão e servidão). Se ” transferiu essa modalidade de poder aqui para a gente,” então demorou 4.000 anos para transferir.
            ……..No 8º, o dom individual do livre arbítrio passa a ser exclusividade de cidadãos democratas, como se o ser humano não mantivesse esse dom, individual, sob qualquer regime ou situação.
            …….No 9º, vc diz :” se tudo isso ele nos fez nessa pequena célula que é a terra, imagine no seu lar de glória?”, como se lá a Glória fosse ser nossa, e, não, D’Ele. Além do que, aqui, Ele precisava observar nossas escolhas, a fim de separar o joio do trigo, já “no seu lar de glória”, desde o princípio até os dias de hoje, todos obedecem à Sua Voz.
            …….E esse ” Vamos fazer sim o que quisermos” ta parecendo a promessa das 70 virgens para cada homem, de Maomé…E ” e teremos as vontades respeitadas,”,sim, mas dentro dos limites que Ele, o Rei, impôr.
            …….No 10º vc diz que Ele tem no um regime democrata pq “consultou nos céus de quem queria participar no processo redentorial aqui na terra”, mas se esquece que não deu escolha a Jeremias, nem a Jonas, nem a Oséias, nem a muitos outros…
            …….No 11º, vc não descreve um democrata, mas um ‘Paizão”, concedendo diversas benesses, logo, um Rei.
            …….No 12º, vc INTERPRETA que Maria e José tiveram escolha, mas não sabe se, caso recusassem, teriam o mesmo destino de Jeremias, Jonas, Oséias, etc.
            …… No 13º, vc transforma democracia em SINONIMO de ciclo vital.
            …….No 14°, vc volta a confundir democracia com livre arbítrio, e nem se dá ao trabalho de considerar que, vc pode se matar, sim, adulterar, sim, fornicar, sim…só não pode entrar no Céu depois…
            …….No 15º vc dá uma definição de anarquia para sua ‘democracia’ :” É uma democracia que quase não se sente a sua presença, suas ordens, sua vontade,” e ainda finaliza com o inimaginável :” pois tudo é maneiro, respeitador, suave”…NUMA DEMOCRACIA ?!? Vc está nos escrevendo da onde ? Da Suíça ? (rsrs). Brincadeiras á parte, não encontrei nenhum elemento nessa explanação em que me possa basear para crer numa “democracia celeste”.
            ……..Tanto no Velho quanto no Novo Testamento Deus só é comparado, chamado ou ilustrado como rei, pastor, Leão (rei dos animais), dono da fazenda, dono da vinha,Pai,etc. Não consigo imaginar um pastor que pergunta para suas ovelhas em que direção elas querem ir, já que é Ele que conhece os perigos, os caminhos e o destino de da cada estrada… Ou um reino em que o rei não reina, deixando os súditos fazerem o que bem entenderem.
            ……..Como Pai, sim, há ocasiões em que reúnem seus filhos e permitem escolhas democráticas, tais como :”Querem ir ao cinema? Que filme ? Ok. Vamos votar.” Ou “Passear ? Onde? Ok., vamos votar”. Mas jamais decisões perigosas importantes.
            ……..Um Rei, sim, mas com amor ágape, e TODOS seguirão a Sua Lei..

  34. | Escrito por Rafael Vitola Brodbeck
    A SOBERANIA DA GRAÇA É CONTRARIA AO LIVRE-ARBITRIO?
    Essa é uma pergunta que surge no debate com os protestantes calvinistas. Para eles, a negação do livre-arbítrio é uma decorrência lógica da sustentação da soberania da graça de Deus. Veremos, nesse artigo, como a fé em ambos – graça soberana e livre-arbítrio – não só é teoricamente possível, como é a crença ortodoxa da Igreja de Cristo, com base nas Escrituras e na Tradição dos Apóstolos, tal qual ensinada pelos primeiros Padres. Mais: mostraremos como, em Santo Agostinho, o Doutor da Graça, a quem os luteranos e, especialmente, os calvinistas, sempre invocam como autoridade a pretensamente confirmar suas teses, defende exatamente o contrário. A doutrina agostiniana, pois, ao contrário do apregoado por Lutero, por Calvino e, mais tarde, por Jansênio, não nega o livre-arbítrio nem estabelece uma predestinação divina para a salvação que ignore o concurso da vontade e da liberdade humanas.
    Por predestinação entende-se, em teologia, o ato pelo qual Deus, desde toda a eternidade, amou gratuitamente, elegeu livremente e orientou eficazmente para a salvação aqueles que deveriam ser salvos. Na teologia da Reforma Protestante, essa escolha livre de Deus importa em negação da resposta livre do homem ou do concurso igualmente livre de sua vontade. Daí que a predestinação para Lutero e, mais especialmente, para Calvino é um decreto eterno de Deus que não leva em consideração qualquer participação do homem e de seu livre-arbítrio. Ora, não é esse o ensino ortodoxo da Igreja de Cristo, razão pela qual essa teologia foi condenada como herética.
    Nesse campo da soteriologia, bradam os calvinistas um dos lemas da Reforma Protestante, como que a distinguir sua doutrina daquela professada por Roma: sola gratia.
    Acontece que o sola gratia é profundamente católico, desde que não interpretemos a graça como uma contraposição à liberdade. Nem calvinismo nem pelagianismo, é assim que a Igreja Católica crê. Na verdade, se estudarmos profundamente, veremos, como afirmado no primeiro parágrafo, que João Calvino distorce o pensamento de Santo Agostinho.
    Sim, Deus predestina os salvos. Deus não só produz o agir (o aceitar pela fé) como o querer. Isso é católico. A Igreja não nega, outrossim, que mesmo o primeiro movimento da salvação pertence à graça. Aqui, calvinistas e católicos concordam.
    “Esta predestinação que defendemos segundo a Sagrada Escritura, ninguém a pode contestar, sem erro.” (Santo Agostinho. De Dono Persev., c. XIX, n. 48; PL XLV,1023)
    “Nenhum católico nega a predestinação divina.” (São Próspero da Aquitânia. Resp. I ad object. Gall.; PL LI,157)
    “Crede firmemente que Deus antes da constituição do mundo, predestinou como filhos adotivos todos aqueles os quais quer fazer por sua bondade gratuita vasos de misericórdia.” (São Fulgêncio de Ruspe. De Fide ad Petrum, XXV; PL LXV,703)

  35. Vemos que a fé na soberania divina e na eficácia da graça é plenamente coerente com a afirmação da liberdade humana: basta interpretar a predestinação com base na Tradição da Igreja, e no conjunto das Escrituras, visto que Deus “deseja que todos os homens se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade.” (1 Tm 2,4)
    “Muitos serão os chamados, mas poucos os escolhidos.” (Mt 20,16) É aqui a chave de leitura desse tema. Deus chama a muitos (todos), dando a primeira graça, a graça do querer. Os poucos que aceitam essa graça, dando o concurso de sua livre vontade, são escolhidos, predestinados de antemão, em função da presciência de Deus dos que o aceitarão.
    Relacionado a esse tema está o ensino protestante da certeza da salvação. Ora, o acima exposto é exatamente um desmentido dessa doutrina. Realmente, não há como ter certeza da salvação. Vê-se, pois, que, apesar de elementos de verdade, o calvinismo é um sistema que gira em torno de seus próprios pressupostos e, para justificar algumas doutrinas, cria outras. Uma delas é a tal certeza da salvação, que não encontra eco em nenhum dos Padres da Igreja. “Anátema a quem disser que o homem regenerado e justificado tem o poder de crer que ele está no número dos predestinados.” (Concílio Ecumênico de Trento, Sess. VI, 12; Denz. 1565)
    Não temos certeza da salvação (porque nem presumimos de nossos próprios méritos, nem presumimos da graça de Deus como se não fôssemos livres para resistir a ela). Tampouco, caímos em desespero. O que temos é a virtude teologal da esperança. Esperamos que Deus nos dê a graça e que corresponderemos a ela.
    A tese da certeza da salvação, aliás, é fruto de um equivocado entendimento da virtude da esperança. Ela como que substitui, na teologia protestante, a noção de esperança. E isso por um motivo muito simples: para Lutero, a fé é uma confiança no sacrifício de Cristo, e não uma adesão do intelecto, movido pela vontade e iluminado pela graça, à Revelação de Deus em Cristo. Lutero, pois, confunde a fé com a esperança. Mais, chama de fé aquilo que, exatamente, é mais próprio da esperança. A esperança, então, fica vazia, e é preciso procurar um outro conteúdo para ela. Acha-se a “certeza da salvação”.
    Não, não tenho certeza da salvação. Não porque duvide da graça, mas porque sei que sou fraco e posso, a qualquer momento, cair da graça por decisão pessoal. Tampouco me desespero, achando que Deus não perdoará ou salvará, ou que inevitavelmente irei cair. Tenho, isso sim, duas atitudes, na verdade duas virtudes (todos temos pelo Batismo): a fé e a esperança (claro, e a caridade). Pela fé, creio firmemente que Cristo morreu por mim, que Seu sacrifício foi suficiente para a minha salvação, que Ele me dá a Sua graça para querer a salvação e que, se perseverar, terei a justificação. “Sê fiel até a morte e te darei a coroa da vida.” (Ap 2,10) Isso no campo da fé. Pela esperança, outrossim, confio que Deus não me abandonará e me dará a graça final. Não tenho certeza, apenas confio, espero (no sentido da virtude de esperar, não o esperar no entendimento popular). Se eu me mantiver fiel, minha confiança se transformará, no céu, em realidade. “Por ele é que tivemos acesso a essa graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança de possuir um dia a glória de Deus.” (Rm 5,2) Por isso é que São Paulo nos diz que a esperança cessará, como a fé, permanecendo apenas a caridade: no céu não há lugar para esperança, pois só se espera o que não se tem. Se a esperança fosse certeza da salvação, como sustentam os protestantes, então, no céu ela continuaria (porque a certeza da salvação haverá no céu, aliás, é só ali que haverá), e a Bíblia estaria errada.
    “Que ninguém, nesta vida mortal, tenha a presunção de penetrar no mistério secreto da predestinação divina, a ponto de afirmar absolutamente que ele é do número dos predestinados, como se fosse certo que aquele que é justificado não pode pecar ou que, se pecar, pode prometer seguramente o seu arrependimento. A não ser por uma revelação especial ninguém pode conhecer os que Deus escolheu.” (Concílio Ecumênico de Trento, Sess. VI, 12; Denz. 1540)

  36. Temos fé na salvação no sentido objetivo (Cristo nos salvou a todos, morrendo na Cruz), e esperança na salvação no sentido subjetivo (aproprio-me pela fé e pelos sacramentos dessa salvação).
    Não há dificuldade com a passagem dos vasos predestinados para a salvação e para a perdição (cf. Rm 9,18ss). Todo o problema passa pela compreensão do conceito de predestinação. Para o calvinismo, predestinar é escolher sem qualquer critério e sem a participação do homem. Para a Igreja Católica – com base nos fortes testemunhos dos Padres e da Escritura –, predestinar é escolher, de antemão, com base na presciência de que o predestina aceitará, livremente e pela fé, a graça (nos sistemas molinista e congruísta, de Suárez; já no sistema tomista, embora não falte a presciência dos méritos nem a participação livre do homem na justificação, com o concurso de sua vontade, a predestinação é gratuita; as três escolas têm cidadania na Igreja Católica, e foge ao escopo desse artigo explicar os matizes de suas diferenças).
    “Nós confessamos firmemente a predestinação dos eleitos para a vida e a predestinação dos ímpios para a morte, mas com esta diferença: que na eleição dos que devem ser salvos, a misericórdia de Deus precede o mérito, enquanto que na condenação dos que se perderam, o demérito precede o justo julgamento de Deus. Pela predestinação Deus somente decretou o que ele mesmo deve fazer por sua misericórdia ou por seu justo julgamento. Para os maus Deus previu a malícia deles, porque ela vem deles mesmos. Ele não a predestinou porque a malícia não vem dele.
    Com o concílio de Orange nós lançamos o anátema a todos os que disserem que alguns homens são predestinados para o mal pelo poder de Deus.” (Concílio de Valença, cân. 3; Denz. 628-629)
    O calvinismo pretende que tudo seja obra da graça, negando a liberdade humana. O pelagianismo, ao contrário, pensa que tudo é obra do livre-arbítrio, rejeitando a graça. O semi-pelagianismo, por sua vez, crê na graça, mas coloca ao seu lado a liberdade, de modo que a ação do homem e a de Deus têm o mesmo peso, sendo o primeiro movimento para a salvação proveniente do homem, a partir do qual Deus o salva.
    Geralmente, o que se chama arminianismo – doutrina professada pela maioria dos protestantes ligados a igrejas batistas – é uma espécie de semi-pelagianismo. É comum aos calvinistas entenderem a teologia católica sobre a graça como arminiana ou semi-pelagiana, por terem diante de si somente essa escola teológica como antagônica às suas teses, sem considerar que há espaço para maior entendimento em outro espectro, mais amplo.
    Para o católico, do mesmo modo que os reformados e luteranos, tudo é graça. Ocorre que, se para esses nossos irmãos separados, herdeiros de Calvino e Lutero, a afirmação “tudo é graça” importa em negar a liberdade humana, para o católico não. Para nós, tudo é graça, até mesmo a resposta livre do homem. Tudo é graça porque precisamente a misericórdia de Deus é maior quando Sua graça renova o homem verdadeiramente em seu ser, dando-lhe capacidade de livremente responder ao chamado. O homem só pode dar o concurso de sua vontade a Deus (e assim receber a graça santificante) porque há uma graça atual de Deus que o capacita para tal.
    Para Lutero e Calvino, a graça é uma capa que reveste o justo. Pelo pecado, o homem tornou-se absoluta e irreversivelmente pecador. Ao receber a graça, o homem é declarado justo, com uma justificação externa, forense, judicial. Um vez crendo no sacrifício vicário de Cristo, oferecido na cruz pelos nossos pecados, o pecador obteria a graça de Deus, vindo assim, a ser revestido da mesma. Não se operaria, contudo, uma verdadeira transformação. O pecador continuava com sua natureza pecadora, e assim se apresentaria para sempre, mesmo na glória. Todavia, por causa de sua fé, aos olhos de Deus ele seria considerado justo. A graça era como um revestimento do pecador. Sua justificação se dava por um decreto, um julgamento de Deus: era julgado, pelos méritos de Cristo, como justo, por causa desse revestimento da graça – daí o termo “justificação forense”. Por tal doutrina, surgiu em ambientes protestantes a máxima de que o cristão é simul iustus et peccator (ao mesmo tempo justo e pecador). O homem continua, na essência, pecador, sendo coberto pela graça.
    Na concepção católica, apoiada pela Patrística e pela Escritura, Deus não declara ninguém justo sem, ao mesmo tempo, fazê-lo, de fato, justo. “O Senhor é lento para a cólera e rico em bondade; ele perdoa a iniqüidade e o pecado, mas não tem por inocente o culpado.”(Nm 14,18)
    O Concílio de Trento, convocado para extirpar o erro protestante, proclamou a verdade católica, tal qual sempre foi crida. A fé no sacrifício de Cristo é condição para a obtenção da graça, e nisso todos concordamos. Essa graça, porém, não é um mero revestimento, senão um poder sobrenatural que age no homem de forma interna e espiritual, moldando sua natureza. A graça nos é transmitida, ordinariamente, pelos sacramentos e pela fé. Assim, o Batismo não só introduz o pagão na Igreja, mas realmente apaga seu pecado original. Para Lutero, a graça só cobria o pecador, não mudando sua natureza. Para a Igreja Católica, contudo, a graça atinge a essência do homem. Renascido pelo Batismo, o homem é livre de seu pecado original, de modo que podemos dizer, sem temos, que entre a operação desse sacramento e o primeiro pecado cometido, está o homem não só “com a capa da graça”, mas transformado por ela. Não é declarado ou julgado justo – embora ainda pecador na essência. Ele é realmente justo, pois a essência do pecado é apagada. No luteranismo, o justo, o santo, o é de jure. Na Igreja de Cristo, o justo o é de facto.
    O texto de São Paulo aos Filipenses geralmente é apresentado pelo calvinismo para justificar a eleição divina sem referência à liberdade humana: “porque é Deus quem opera em vós o querer e o executar, segundo o seu beneplácito.” (Fp 2,13)
    Todavia, esse versículo é continuação de outro, de modo que ambos devem ser entendidos como uma só mensagem. O texto não pode ser tirado de seu contexto. O que diz o versículo 12, imediatamente anterior? “Portanto, meus caríssimos, trabalhai na vossa salvação como temor e tremor, não só como na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência.” (Fp 2,12) O texto completo fica: “Portanto, meus caríssimos, trabalhai na vossa salvação como temor e tremor, não só como na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência. Porque é Deus quem opera em vós o querer e o executar, segundo o seu beneplácito.” (Fp 2,12-13)
    No v. 13, São Paulo diz que não só o executar procede da vontade de Deus, mas o próprio querer. O desejar ser salvo, então, é fruto da ação da graça da alma. Com isso, os calvinistas pretendem seja anulado livre-arbítrio: o homem não pode nem querer sem a graça; logo, nesse querer produzido pela graça não há espaço para a liberdade. Mas, no v. 12, o mesmo São Paulo exorta aos cristãos que trabalhem na sua salvação. Ora, se devem trabalhar, isso supõe um esforço humano, naturalmente fruto de um ato livre de vontade. A empreender a interpretação calvinista do v. 13, o v. 12 restaria uma contradição a ele. Na Bíblia não existem contradições. Muito menos em uma frase seguida da outra! A solução é harmonizar o entendimento.
    Realmente, até o querer ser salvo é fruto da graça divina. Porém, ao contrário do ensinado pelo calvinismo, isso em nada abala a crença no livre-arbítrio, uma vez que a graça, para a teologia católica, não é uma simples capa que reveste o pecador (teoria da justificação forense, própria de Lutero e Calvino), mas uma ação de Deus na alma. A graça, para o calvinismo, é extrínseca à alma; para a Igreja Católica, na esteira dos Padres, é uma ação intrínseca: Deus, de fato, justifica o pecador, não só de direito. Ele não apenas declara o pecador justo, e sim o faz justificado, transforma seu coração, purifica mesmo sua alma. Uma graça meramente externa, como uma capa, agindo até no querer humano só lhe pode anular a liberdade. A graça que o transforma, que o muda de fato, mais do que de direito, age no querer humano sem retirar o livre-arbítrio. Deus concede uma graça de querer, só que ela pode ser resistida, dado que não é uma ação extrínseca, meramente declarativa de Deus, senão constitutiva, que muda a própria alma humana. É algo mais sutil e mais profundo. E se a entendermos por declaratória, só o será num sentido real, não fictício: Deus não declara o que não é, só declara justo o que já constituiu justo de antemão.
    Dizia Santo Agostinho, “há alguns que tanto ponderam e defendem a liberdade, que ousam negar e fazer caso omisso da graça de Deus, enquanto outros existem que quando defendem a graça de Deus, negam a liberdade.” (De gratia et libero arbitrio; PL XLIV,881) O Bispo de Hipona, pois, com as claríssimas palavras acima, não pode ter fundamentado a teologia calvinista, que ele refutaria com mais de mil anos de antecipação!
    “É tão grande a bondade de Deus que ele quer que os seus dons sejam os nossos méritos, para os quais será reservada a recompensa eterna.” (São Celestino I. Carta aos Bispos das Gálias, 12)

  37. Desculpem a demora mas so aogra consegui.E em um bom site catolico vai ver os fundamentos biblicos do Purgatorio João.Ah levi espero que depois disto não me tome mais por espirita.

    • Valeu irmão Leandro,
      …………..Vou ler cuidadosamente e dar o retorno. Viu o último comentário do irmão Levi ? Vc está quase ganhando um adepto…(rsrsrs).
      …………….À Paz com o Senhor.

      • O artigo é mais longo e se quiser ver tudo entre no link de perguntas do site aqui e vá na pg 3 do subitem de perguntas recentes.Ou entre no veritatis e no link de apologetica pegueo subitem de FE-Graça e salvação.
        É demasiadamente longo mas o tema tem dividido teologos em seculos e como vê a ICAR chegou numa solução onde a Graça Divina e a Predestinação tem leve predominio sobre as Boas Obras e Livre arbitrio.
        É bem mais parecido com o Calvinismo do que eu imaginava.Acho que so Erasmo de Roterdã acreditava n opredominio das Boas Obras.Contudo,ele nunca foi nossa fonte de elaboração de dogmas.

DEIXE UMA RESPOSTA