Pastor afirma o cristianismo não é uma religião e que Jesus Cristo era uma “pessoa anti-religião”

15

O pastor Ed Young, da Fellowship Church, no estado do Texas, EUA, ministrou recentemente uma série de sermões nos quais, segundo ele, buscou esclarecer de maneira bíblica noções preconcebidas sobre Deus, que a sociedade tende a manter como verdadeiras. Em um desses sermões ele afirmou que o cristianismo na verdade não é uma religião, e que Jesus foi “a pessoa mais anti-religião que já viveu”.

Com o título “Mythbusters” (uma alusão ao programa de TV “Caçadores de Mitos”), os sermões tiveram como um de seus temas centrais a ideia de que Deus não quer que seus seguidores sejam religiosos, ao contrário do que as pessoas pensam.

– Existem algumas semelhanças entre as religiões do mundo, porque todas fazem reivindicações exclusivas, mas Jesus diz em João 14:6: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém chega a Deus, senão por mim”. “Portanto, chamar Jesus apenas de ‘um bom professor’ é ser histórica e intelectualmente desonesto – afirmou Young.

– O que separa o Cristianismo das outras religiões é o fato de que na verdade não é uma religião. Jesus era a pessoa mais anti-religião que já viveu. Religião é um conjunto de fazer e não o fazer criado pelo homem a fim de agradar Deus – completou o pastor, observando que as religiões do mundo são diferentes do cristianismo quando se trata de salvação, da condição humana, da sua história e reivindicações.


Young explicou que as religiões orientais são consideradas esotéricas, ou seja, suas filosofias são baseadas em olhar para dentro de si. Já as religiões ocidentais, como o judaísmo, o islamismo e o cristianismo são exotéricas, pois “Deus se revelou a partir do exterior através da natureza e também por meio de um livro de confiança”, afirmou o pastor.

– Os judeus não estão preocupados com a vida após a morte, eles estão esperando o Messias para dar-lhes de volta a sua terra e o domínio sobre a terra. É muito histórica, é uma religião baseada em obras – afirmou Young.

– O Alcorão foi escrito 580 anos depois da Bíblia, é basicamente uma cópia grosseira do Antigo Testamento. Eles seguem os cinco pilares do Islã e dependendo de quão bem você seguir os pilares, você pode ser punido ou ir para o paraíso eterno. É um jogo de expectativa – ressaltou.

Ao explicar a diferenças de tais religiões com o cristianismo, ele afirmou que “muitos [religiosos] tentam fazer o bem por conta própria, com a esperança de que eles vão conseguir o objetivo final de sua religião. No entanto, a diferença em seguir Jesus em relação ao islamismo e judaísmo é encontrada na Bíblia que diz: [o seu] bom não é bom o suficiente”.

– Na religião está escrito “faça” enquanto no cristianismo está escrito “feito”. Porque o trabalho foi realizado, o preço foi pago, porque Cristo fez algo por nós que jamais podemos fazer por nós mesmo – completou o pastor.

15 COMENTÁRIOS

  1. As doutrinas religiosas e os sistemas criados pelos líderes vão na contra mão do que JESUS CRISTO já fez por nós na cruz pela nossa salvação ( Ele já fez, consumou!) Mas os religiosos querem fazer e levar os seus adeptos a fazerem, isto significa ” substituir ” o que já está feito por Deus no seu Filho Único a favor do perdão e da salvação do ser humano. Por isso Jesus Cristo disse: ” Sem mim, nada podeis fazer ” e somente nele e por Ele voltamos e somos aceitos pelo Pai.
    João 14:6 . Negar o filho, ou buscar outras alternativas sempre nos manterá distantes de Deus e perdidos. 1ª João 5:11-13. Quem tem o Filho de Deus (Jesus Cristo) tem a vida, quem não tem, rejeita o plano de Deus no seu filho, se mantem perdido! Essa é a essência do Evangelho! Todos necessitamos do que JESUS CRISTO fez por nós. Creia, siga e compartilhe do seu amor a todos, independente dos tipos de pecados humanos. O pior deles é rejeitar o Filho de Deus!
    http://www.pibcascavel.org.br

  2. O que não faz sentido é que Religião é o substantivo de religar. OU seja, nós estamos separados de Deus e o jeito com qual nos chegamos a Deus é chamado de religião, estamos novamente nos ligando em Deus. As outras crenças é que não deveriam se chamar de Religião.

    • MARA ELIZA
      Parabéns, está é a única verdade RELIGIÃO = A RELIGAR O QUE ESTEVE LIGADO E AGORA PRECISA SER RELIGADO= A RELIGIOSO= AQUELE QUE ATRAVÉS DE CRISTO CHEGA A DEUS.
      EVANGELHO=BOAS NOVAS=EVANGÉLICO=AQUELE QUE ANUNCIA A CRISTO.

  3. Realmente Jesus Cristo não é uma religião. E o pastor citou muito bem João 14.6. Porém, não concordo com o pastor ao dizer que Jesus era antirreligioso. O apóstolo Tiago escreveu inspirado pelo Espírito Santo que “A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo” (Tg 1.27). Tudo isso Jesus fez e quer que nós façamos também.

    Não podemos confundir religião com fanatismo religioso. Os fariseus, os saduceus eram fanáticos religiosos. Hoje o que mais existe são fanáticos religiosos. Muitos criticam os mulçumanos pelo fato deles perseguirem e matarem quem não concorda com sua religião. Porém, muitos cristãos são iguais ou piores que os mulçumanos. Existem pessoas que perseguem e matam com suas línguas o seu próximo em nome da denominação evangélica. Hoje existe uma verdadeira guerra entre os cristãos em defesa dos dogmas eclesiásticos. Hoje, o que mais se vê são fanáticos religiosos que são incapazes de respeitar o seu próximo. São incapazes de respeitar a decisão que seu próximo tomou ao seguir uma determinada corrente religiosa. Nunca vi Jesus e nem os apóstolos dizerem que devemos ofender quem segue uma religião diferente. Nunca vi Jesus e nem os apóstolos nos mandar acusar, perseguir ou ofender quem frequenta ou não templos. Quem faz essas coisas são verdadeiros fanáticos religiosos.

  4. Jesus não é religião mesmo…se analisarmos “religião” de religiosidade”, realmente não tem nada a ver. Ter vida com Deus é comunhão, desvio da conduta pecaminosa, andar na contramão do mundo. Há uma separação entre aquele que serve a Deus e o que não serve. Não que quem segue a Deus seja melhor do que ninguém, mas por isso mesmo, Ele veio para dar vida e vida em abundância. JESUS DISSE: Quem precisa de médicos ? Os sãos ou os doentes? Ele veio para que tivéssemos vida e um novo pacto com Deus através do seu sangue, não veio para criar uma nova religião.

  5. Que o cristianosmo, mais precisamente o evangelho não é uma religião isso não é novidade, Roma foi quem institucionalizou o cristianismo, através de constantino tendo o monopólio da igreja, aí a igreja se tornou uma organização humana bem diferente da igreja de Atos, e vem assim até hoje e muitos infelizmente até parte do meio evangélico seguiram por esse caminho.

  6. Que o cristianismo, mais precisamente o evangelho não é uma religião isso não é novidade, Roma foi quem institucionalizou o cristianismo, através de constantino tendo o monopólio da igreja, aí a igreja se tornou uma organização humana bem diferente da igreja de Atos, e vem assim até hoje e muitos infelizmente até parte do meio evangélico seguiram por esse caminho.

  7. Até que enfim apareceu alguém para afirmar algo plausível, o que não tem sido lido nem escutado no meio evangélico, ainda que vindo de Pastores e irmãos evangélicos. Parabéns ao Pastor Ed Young.
    Quanto aos irmãos que postam comentários neste site, gostaria de externar minha indignação a respeito da falta de postura e educação de alguns que insistem em utilizar expressões jocosas ao corrigir irmãos e leigos que se utilizam deste espaço para fazer seus comentários, ainda que sem nenhuma base bíblica ou até mesmo ateísta.
    Corrijamos os irmãos conforme está escrito na Carta aos Gálatas, Capítulo 6, verso 1 que diz:
    “Irmãos, se alguém for surpreendido nalguma falta, vós, que sois espirituais, corrigi-o com espírito de brandura; e guarda-te para que não sejas também tentado”.

  8. O plano original de Deus foi influenciar cada um de nós com a cultura do Seu Reino. A Bíblia não trata de religião, ela trata isto sim de uma política de governo! “Por onde forem, preguem esta mensagem: O Reino dos céus está próximo. Curem os enfermos, ressuscitem os mortos, purifiquem os leprosos, expulsem os demônios”. Jesus não veio falar de religião Ele veio implantar o Seu Reino !!!

  9. PASTORES E PADRES, EMBORA TENHAM NASCIDOS DENTRO DA IGREJA, NÃO CONHECEM A DEUS, POIS TEMPO NÃO REVELA DEUS (JO.14:9), MAS A PALAVRA SIM (SL.119:99). ASSIM COMO A LEI ERA ESTRANHA PARA OS JUDEUS, A BÍBLIA É ESTRANHA PARA OS CRENTES. VÁRIOS PREGADORES ANALFABETOS TIRAM VERSÍCULOS ISOLADOS E, ENCIMA DESSES VERSÍCULOS, CRIAM UMA DOUTRINA.

    • Pronto! Agora só os padres católicos que conhecem a Bíblia! Fala sério! Se existe um grupo religioso que mais deturpou a Bíblia foram os papas e todas as lideranças católicas criando doutrinas para escravizar o homem. Doutrinas do tipo: purgatório, venda de indulgências, infalibilidade do papa, etc.

      Como eu disse, sempre respeito qualquer pessoa que escolhe seguir qualquer religião. Não o critico por ser católico romano, é um direito seu. Mas, a partir do momento que você diz aqui que os crentes são analfabeto, você me dá o direito de reprovar essa tremenda ignorância preconceituosa que acabeu de dizer. Respeita para ser respeitado.

  10. Quem mato Jesus foi homens em nome da religião e hoje quem mata pessoas espiritualmente ponto delas não acreditar mais em Deus sãos pessoas que tem seus idealismo e que não aceitam ser confrontado e nem ter suas idéias contrariadas sãos nuvens levadas por todo vento de doutrinas estranha estes que fazem uso da Palavra mas não como Palavra de Deus e sim como letra que mata, cristianismo é sem dúvida uma vida com CRISTO JESUS!!!

  11. Se uma pessoa segurando uma bíblia com o novo testamento não é religião cristã, não sei mais o que é. Esse Pastor não percebeu, mas o simples fato dele se fazer de intermédio entre seus fiéis e jesus já é uma perspectiva religiosa. Há quem seja contra isso e faz leitura bíblia sem interferência de ninguém…

    “Religião é um conjunto de fazer e não o fazer criado pelo homem a fim de agradar Deus”, e a reflexão humana sobre os 10 mandamentos, contextualizados hoje em pleno século XXI, não é religião?

    Por exemplo, Deus não diz que abortar é pecado na palavra, mas o homem refletindo através do mandamento não matar, diz que é, induzido que Deus disse isso, sendo que não está escrito. Em suma, é religião, senão não haveria divergências entre pensamentos de cristãos pró e contra o aborto, por exemplo.

  12. gente eu não sou um filosofo e nem um sabio sobre religiôes mas uma coisa eu quwero lhes propor se o evangelho cristâo ou cristianismo é ou nâo é religiâo eu nâo sei oque sei é que o evangelho é poder de Deus e outra coisa se vc duvida de que Deus nâo existe ou jesus nâo é Deus entâo vou lhe lançar um desafio nâo me xingue depois disto mas reflita e faça como vc sabe se uma laranja ou qualquer fruta é doce ou azeda gostosa ou ruim nâo é provando entâo provce do evangelho por um mês mas leve a serio nâo vá por brincadeira vá de verdade prove do poder de cristo por trinta dias como pra vc ele nâo é nada faça como se fosse uma mercadoria mas uma mercadoria que te levara a uma mudança de vida uma transformação espiritual e vc vai entender o que é evangelho e porque pra muitos é só nescessario crer

DEIXE UMA RESPOSTA