Pastor compara homossexualidade com canibalismo e “assassinato com machado”

20

O pastor norte-americano Kevin Swanson comentou, na última sexta feira, sobre um comercial de TV do biscoito Mel Maid, da Nabisco, comparando o fato de o comercial mostrar um casal homossexual com o canibalismo e até mesmo com o “assassinato com machado”.

O anúncio que motivou a polêmica começa com um homem dando mamadeira a um bebê; instantes depois, outro homem se inclina para frente e beija o bebê na cabeça. O comercial segue mostrando o casal homossexual como pais da criança, e o levando para um passeio. As cenas seguintes mostram também outras famílias, entre elas casais inter-raciais e pais solteiros, e todas elas em cenas alegres em torno de biscoitos Mel Maid Graham ou Teddy Grahams.

– Não importa como as coisas mudem, o que nos torna saudável nunca irá mudar – anuncia o narrador do comercial.

– Biscoitos saudáveis todos os dias, para todas as famílias saudáveis – completa o narrador.


As críticas do pastor do ministério Generations with Vision contra o comercial de TV foram feitas durante um programa de rádio, em que seu co-anfitrião Steve Vaughn classificou como “nojenta” o que ele chamou de uma tentativa da empresa de alimentos para promover a homossexualidade.

Segundo o pastor, o comercial fará com que a empresa perca participação no mercado e tenha seus produtos rejeitados pelos consumidores.

O comercial gerou também críticas por parte de diversas outras pessoas, em sua maioria se opondo ao conceito de família defendido pelo comercial ao mostrar um casal gay. Em resposta a essas críticas, a Nabisco publicou outro vídeo, em que mostra as críticas que recebeu impressas em diversas folhas de papel, que são coladas em uma escultura formando a palavra “Love” (Amor).

As críticas do pastor se estenderam também a esse vídeo resposta. O pastor critica o vídeo perguntando se o próximo anúncio da empresa irá incluir uma “família onde um cão é a esposa, com um marido humano”.

Em suas críticas, Swanson afirmou também que Deus vai opor-se ao anúncio de TV, porque “o problema com essa coisa de ‘amor’ é que você pode defini-lo de qualquer maneira que você quiser. Homossexuais amam seus amigos e canibais amam suas vítimas, que bom gosto”.

Assista ao comercial que motivou a polêmica (em inglês):

Assine o Canal

Por Dan Martins, para o Gospel+


20 COMENTÁRIOS

  1. Não exagera pastor nen tanto baixa a bola.eles são seres humanos em que a natureza teve um contra tempo, sendo assim são aberracoes da natureza.não podemos julgar se estas coisas vão ser salvas ou não.

    • vc deve estar lele’ mesmo rsrs

      Nunca assisti a Record na minha vida e nao penso que hoje vai ser meu primeiro dia, muito menos com uma reportagem escrota como essa hahaha

  2. é isto ai pastor! ser homosexual é opção e náo pode ser injetado um desejo particular na sociedade.
    se um homem quer transar com um homem entram w se vá para seus aposentos e tenham dum intimidade, se uma mulher querer fazer sexo oral em uma égua ela que faça! mas não atentem tornar esta atitude visível e nem tornem isto público dizendo que e normal”

  3. moisés disse: 16 de abril de 2014 ás 11:00 am
    que vergonha g+ que medo tem vcs do clamando, qual proteção dão para stardust, que não deixam minha postagem entrar, que interesse tem vcs de proteger ele, por acaso é sócio, ou sabe algum podre de vcs, que feio devolvam minhas postagens

DEIXE UMA RESPOSTA