Pastor considera perda de tempo fazer blocos gospel no carnaval

Pastor, escritor e um dos principais nomes da Igreja Presbiteriana no Brasil, Augustus Nicodemus Lopes fez duras críticas aos cristãos que fazem "blocos gospel" de carnaval, afirmando que é uma perda de tempo tentar evangelizar dessa maneira

0

A polêmica do “carnaval gospel” ainda gera muita discussão entre cristãos. Alguns argumentam que a criação de “blocos gospel” é uma forma de testemunhar o evangelho através das brincadeiras, músicas, etc. Outros, porém, como o pastor e doutor em Hermenêutica e Estudos Bíblicos, Augustus Nicodemus Lopes, afirmam que é uma tremenda perda de tempo fazer blocos gospel no carnaval.

Augustus Nicodemus é pastor da Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia. Ex-chanceler da Universidade Presbiteriana Mackenzie entre 2003 a 2013, o Pastor que também é Mestre em Novo Testamento, concedeu uma entrevista ao programa “Em Poucas Palavras”, da rádio da igreja na qual é o líder. Na ocasião, o pastor deixou claro:

“Durante o tempo dos apóstolos, havia no Império Romano as famosas orgias, onde as pessoas se embriagavam e praticavam a imoralidade sexual. Eu não consigo imaginar os apóstolos pedindo para, de alguma forma, participar ou chegar perto daquilo sob pretexto de evangelização”, disse ele.

O pastor argumenta que o carnaval tem um propósito específico, onde o próprio termo “carnaval” faz alusão a ele, como “festa da carne”, motivo pelo qual não justificaria o envolvimento de um cristão com sua atividade; “Todo mundo sabe o que o carnaval significa — a própria palavra ‘carnaval’ já tem nela o termo ‘carne’. A festa está associada com nudez, sensualidade, erotização, bebidas, prostituição e adultério. Não tem como justificar a presença de um cristão numa festa dessas”, argumentou.


“Blocos gospel” são perda de tempo – retiro de carnaval é uma opção melhor

Para o pastor Nicodemus, o grande número de pessoas interessadas no carnaval, geralmente em blocos e shows, dificulta a prática do evangelismo. Os evangélicos nesse meio, para ele, são “uma voz perdida e minoritária no meio das vozes que se levantam defendendo temas contrários à palavra de Deus”.

Os retiros de carnaval ou acampamentos como também são chamados, é uma opção melhor para essa época do ano, argumenta o pastor;  “os retiros no período do carnaval são estratégicos. É um tempo bom para a reflexão, preparação e também evangelização”, disse ele, justificando que é melhor convidar as pessoas para essas atividades, fora do carnaval.

O pastor, no entanto, não deixa de acreditar na eficácia do que chamou de “antigo método de evangelização”. Para ele, se um cristão realmente deseja evangelizar no carnaval; “encha uma mochila de folhetos e Bíblias e vai andando, vai conversando com as pessoas, vai testemunhando sobre Cristo sem que você entre na deles”, disse ele.

Recentemente publicamos a iniciativa da Prefeitura de Olinda em criar o “polo gospel” para o carnaval da cidade. No entanto, após duras críticas da bancada evangélica ao Prefeito Lupércio, o “carnaval gospel” de Olinda foi cancelado.

Para ouvir a entrevista com o pastor Augustus Nicodemus, clique abaixo:

Assine o Canal

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA