Pastor é envenenado por muçulmano após pregar que “o verdadeiro Deus é o Senhor Jesus”

0

Um pastor evangélico foi assassinado por envenenamento após um intenso debate teológico com um muçulmano. O caso foi registrado em Uganda.

Micah Byamukama, 61 anos, líder da Igreja Batista Kasecha, morreu por envenenamento após receber o oponente muçulmano em sua casa e oferecer a ele uma refeição.

Ahmed Mupere, o muçulmano com quem o pastor havia debatido teologia de forma intensa, procurou-o em sua casa para dizer que queria fazer as pazes. Quando o pastor serviu as refeições, ele envenenou a comida no prato do líder cristão.

Mupere afirmou que se “chateou” com o pastor porque ele desafiou sua pregação do islamismo em discussões públicas. Byamukama havia frisado que “o verdadeiro Deus é o Senhor Jesus Cristo, que tomou o poder das mãos de Satanás, incluindo do gênio islâmico [uma entidade angelical para os muçulmanos”.


O pastor, que era viúvo e não tinha filhos, vivia sozinho. Cinco dias antes do envenenamento, muçulmanos atacaram-no a facadas, mas os vizinhos interviram e salvaram sua vida, segundo informações do Christian Telegraph.

Testemunhas da morte do pastor disseram que ele, agonizando, relatou a um dos vizinhos que Mupere tinha estado em sua casa: “Ele comeu um pouco de comida comigo e depois parou. Quando perguntei por que ele não iria continuar com a comida, ele disse que tinha comido em sua casa, e que já voltaria porque estava ficando tarde”, disse o líder cristão, antes de falecer.

Com fortes dores estomacais, o pastor foi levado a um centro de saúde da região, mas a morte não pôde ser evitada. Os enfermeiros desconfiam que a substância usada para o envenenamento foi a “organofosforado”, usada para a fabricação de um inseticida altamente tóxico. Agora, com a polícia local realizando investigações, Mupere fugiu da aldeia.

O pastor batista havia sido um seguidor do animismo antes de sua conversão ao Evangelho. Quando passou a seguir a Jesus Cristo, ele mudou seu nome de Mukama para “Byamukama”, que significa “Todos por Deus”.


SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA