Pastor gay diz que não existe “base bíblica para condenar a homossexualidade”

411

Sob o argumento de que os textos bíblicos são apenas registros históricos, um pastor gay quer abrir uma igreja defendendo a tese de que não existe “base bíblica para condenar a homossexualidade”.

A igreja inclusiva Fonte de Água Viva será liderada por Gregory Rodrigues, 23 anos, primeiro homossexual a se casar na Justiça em Belo Horizonte (MG) – e também o primeiro a se divorciar.

“A teologia tem se modificado. As pessoas têm aberto mais o pensamento e visto que aquilo é um conceito histórico. Toda essa pregação [que diz que] Deus não aceita a homossexualidade… Onde está escrito que Deus não aceita a homossexualidade?”, questiona o pastor gay.

Segundo Gregory Rodrigues, “pastores [de igrejas tradicionais] se acham muito donos da verdade em poder falar ‘os gays não são salvos’, ‘os heteros são salvos’”.


Para ele, humanamente não há como definir quem será salvo ou não: “Se nós somos salvos por misericórdia de Deus, não é o pastor que vai me falar se eu estou ou não em pecado”.

O pastor gay diz que o objetivo da nova denominação é que os homossexuais sejam recebidos como os heterossexuais, e vice-versa, sem discriminação: “Ainda nos dias de hoje há uma rejeição [à homossexualidade]. A igreja inclusiva surgiu para tentar trazer essa familiarização do Evangelho, para abrir os olhos para a questão homoafetiva. A igreja tem esse papel, não de ser uma igreja exclusiva para gays, mas de ser para todos e todas”, defende.

Filho de pai militar e evangélico, Rodrigues não revelou sua homossexualidade por opção. Foi descoberto, aos 15 anos, namorando escondido o filho do pastor da igreja que frequentava com a família.

A descoberta resultou em brigas, e o relacionamento com o pai nunca mais foi o mesmo. Por outro lado, Rodrigues passou a buscar conhecer melhor as propostas das igrejas inclusivas, foi estudar teologia em um seminário batista e agora decidiu abrir sua própria denominação.

Rodrigues defende o casamento e a monogamia, é contra o aborto e prega que o sexo antes do casamento não é pecado. Incentiva o uso de preservativos como parte de uma política de saúde pública e afirma que a fidelidade entre os casais, tanto heterossexuais como homoafetivos, é um princípio que deve ser preservado.

“Não recomendamos que as pessoas vivam em saunas, boates, baladas. Quer ir? Ok. Não existe proibição bíblica para isso, mas a igreja não recomenda que isso aconteça. Deus não faz assepsia dos homens, desde que você viva um relacionamento de respeito, de fidelidade”, diz o pastor gay.

A Igreja Inclusiva Fonte de Água Viva fará seu primeiro culto no próximo dia 17, em um salão do Royal Center Hotel, no bairro de Lourdes, na região central de BH, segundo informações do jornal O Tempo.


411 COMENTÁRIOS

  1. Informacao aos homens eternos em Cristo Jesus.O camarada Mauro,um pouco chateado desejou-me uma prole de viadinhos.Eu parei e raciocinei;sera que precisou? Agora, estou retribuindo a ele a resposta que acredito que vcs aprovariam.Vcs conhecem uma especie humana,catalogada de viadinhos.Acho que ele esta cercado do seu proprio preconceito atirando em si mesmo.Morreu

  2. Narciso acha feio o que não é espelho. Se eu vomitasse aqui capítulos e versículos bíblicos, você me acharia o cara mais inteligente do mundo. Lendas e mitologias eu até aprecio, mas não são o meu forte de leituras.

    .

    • RESPOSTA PARA SERVO, a respeito do seu comentário: A minha burrice,vc quer dizer. Olha que vc nao conhece minhas formacoes intelectuais,e ate pelos seu argumentos e colocacoes ,da para qualquer um ver que vc e fraco.

      E digo mais, fracas são as pessoas que não conseguem caminhar com os próprios pés e recorrem a seres imaginários para nortearem seus caminhos. Até aí, tudo bem. O conflito começa quando tentam impor esta mesma condição às pessoas que não necessitam disso para serem felizes.
      .

      • E Mauro vc deveria saber que independencia,nestes casos e morte espiritual,separacao de Deus,e que,condicoes e prazeres na vida sao temporarios.Se o seu imaginario deixar de te abencoar apesar de vc despreza-lo,deixara de existir em segundos.E veja como ele e bom,paciente com pessoas tao limitadas que nao conseguem nem sustentar seus pensamentos,ter alegria em situacoes dificeis,e se preocupar com a situacao do proximo.O egoismo e o Senhor de pessoas como vc que,so se preocupam com o que veem,sem terem a certeza de que vao ver de novo.E a vida em si, que na adversidade cala qualquer pretensioso,e abate qualquer sabio em si mesmo.Mude a si mesmo,se puder, deixe suas prisoes,frustracoes e planos de um futuro que nao lhe pertence.Venca sua morte a cada dia e crie uma esperanca propria.Quanto a vc se referir a imposicao,nao e isso.E que seus limites,como ser humano,e a rebeldia da raca,que e chamada de pecado, so lhe permitem ver o seu orgulho.O verdadeiro amor nao e o que vc conhece,humano e de trocas,onde nao se consegue amar nem a familia,quanto mais o proximo.O verdadeiro amor e doador da propria vida em favor daqueles que nao enxergam o abismo em suas vidas,Joao 3/16.Preocupar-se com a eternidade dos outros e leva-los a um porto seguro.Isto sim, e que e amar.Jesus fez tudo isto,aquilo que eu e vc nao poderiamos e nao podemos fazer para termos uma felicidade eterna.Acredito que vc pensa que felicidade, sao alguns anos, e que somos com animais,caes,gatos,diferenciados apenas por alguns atributos e so.Triste vc se diminuir, e ter uma visao miope do valor do ser humano para Deus,pois dizes;estou rico e abastado e nao preciso de coisa alguma,e nem sabes que tu es infeliz,pobre ,cego e nu.Aconselho-te,que que de mim,compres ouro,refinado pelo fogo para te enriqueceres,vestiduras brancas para te vestires,a fim de que nao seja manifesta a vergonha da tua nudez,e colirio para os teus olhos a fim de que vejas.Esta e a palavra de Jesus.Ap3/18e19.Vc sabe quem foi Salomao o rei mais sabio,rico e poderoso que a terra ja conheceu?Ele disse:Tudo e vaidade debaixo do sol e correr atras do vento.Tudo que vc nao tem, ele tinha,inclusive o ser imaginario que o exaltou.Eu, quando conheci a Jesus, aprendi que vc,e todas as pessoas, sao amadas por Deus como eu,existindo porem, uma diferenca de intimidade, que fara toda a diferenca na eternidade.O advogado esta ai para todos os pecadores, o constituirem,pense nisto;para aquele que esta entre os vivos,ha esperanca; pois mais vale um cao vivo do que um leao morto.eclesiastes 9/4,Salomao.

      • “fracas são as pessoas que não conseguem caminhar com os próprios pés e recorrem a seres imaginários para nortearem seus caminhos. Até aí, tudo bem. O conflito começa quando tentam impor esta mesma condição às pessoas que não necessitam disso para serem felizes.”

        Muito bem, Mauro!

  3. Deus gostou mais do sacrifício de Abel do que dos legumes de Caim. Por que? Bem, nenhuma razão é determinada, mas provavelmente tem algo a ver com a quantia de dor e sangue envolvidos. [Gn 4:3-5]
    Porque Deus gostou mais do sacrifício de Abel do que dos legumes de Caim, este mata seu irmão Abel por ciúmes religioso. [Gn 4:8]
    Deus está bravo. E decide destruir todos os humanos, animais, répteis e aves, “para desfazer toda carne em que há espírito de vida.” Ele planeja afogar todos. [Gn 6:7], [6:17]
    Deus repete a intenção de matar todos. Mas por que Deus mata todos os animais inocentes? O que eles fizeram para merecer a sua ira? [Gn 7:4]
    Deus mata toda substância que havia sobre a face da terra. De bebês recém-nascidos até animais – todas as criaturas, grandes e pequenos. [Gn 7:21-23]

  4. Quanto mais se lê a Bíblia, menos se crê nela. Talvez isso explique porque a Bíblia, da qual os evangélicos se orgulham, é apenas um livro empoeirado na estante de suas casas.

    • “comecei a pregar aos 13 anos de idade, era um ainda um menininho quando subi ao púlpito pela primeira vez para falar sobre a necessidade de paz entre os crentes. Dei muitos estudos bíblicos, fui professor da escola bíblica e ganhei almas para a igreja.”

      Bem… deu aula, pregou a palavra…..

      “Quanto mais se lê a Bíblia, menos se crê nela. ”
      … ceeeeeerto

      ” Depois, ainda bem jovem, fui excluído por ser gay”

      sim… este foi o motivo.

      Grato pela paciencia

  5. Servo, Antonio Henrique e Vanessa: seus comentários dirigidos contra minha pessoa não têm o cheiro de vida para a vida que seria de esperar vindo de pretensos cristãos, mas de morte para a morte, e têm a mesma “força”, “verdade” e “razão” dos argumentos dos fariseus, aqueles que foram tão legalistas, presunçosos, rápidos para julgar e condenar, mas ainda mais rápidos para manifestar interesseira autocomplacência e indulgência para consigo mesmos, como vocês estão sendo agora. Pois eu lhes digo, pelo conhecimento que adquiri nos Evangelhos, “que os primeiros serão os últimos e os últimos serão os primeiros”, e que os publicanos e pecadores – do que vocês me acusam se ser – precederão, no Reino dos Céus. os fariseus que, assim como vocês fazem, julgam o próximo.

  6. Caro Servo, aqui esta uma breve resposta para a sua indagação:

    “… exigem abstinencia de alimentos que Deus criou para serem recebidos com acoes de graca…”

    Eis aqui os alimentos que Deus criou para os seres humanos:

    “E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento. (…) E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã, o dia sexto.” (Gênesis 1:29 e 31)

    Quando Deus retirou Seu povo do Egito, onde comiam carne e outros alimentos prejudiciais, era Seu desejo conduzí-los de volta ao regime original dado no Éden, decorrendo daí alimentá-los no deserto com o maná, que tinha gosto de bolo de mel, e não com carne de animais.

    Como o povo rebelou-se pelo desejo de carne, o Senhor o atendeu, mas fez definhar suas almas. Vamos ao texto. Cap. 11, de Números:

    “E aconteceu que, queixou-se o povo falando o que era mal aos ouvidos do SENHOR; e ouvindo o SENHOR a sua ira se acendeu; e o fogo do SENHOR ardeu entre eles e consumiu os que estavam na última parte do arraial. Então o povo clamou a Moisés, e Moisés orou ao Senhor, e o fogo se apagou. Pelo que chamou aquele lugar Taberá, porquanto o fogo do Senhor se acendera entre eles. E o vulgo, que estava no meio deles, veio a ter grande desejo; pelo que os filhos de Israel tornaram a chorar, e disseram: Quem nos dará carne a comer? Lembramo-nos dos peixes que no Egito comíamos de graça; e dos pepinos, e dos melões, e dos porros, e das cebolas, e dos alhos. Mas agora a nossa alma se seca; coisa nenhuma há senão este maná diante dos nossos olhos. E era o maná como semente de coentro, e a sua cor como a cor de bdélio. Espalhava-se o povo e o colhia, e em moinhos o moía, ou num gral o pisava, e em panelas o cozia, e dele fazia bolos; e o seu sabor era como o sabor de azeite fresco. E, quando o orvalho descia de noite sobre o arraial, o maná descia sobre ele. Então Moisés ouviu chorar o povo pelas suas famílias, cada qual à porta da sua tenda; e a ira do Senhor grandemente se acendeu, e pareceu mal aos olhos de Moisés.
    E disse Moisés ao Senhor: Por que fizeste mal a teu servo, e por que não achei graça aos teus olhos, visto que puseste sobre mim o cargo de todo este povo? Concebi eu porventura todo este povo? Dei-o eu à luz? para que me dissesses: leva-o ao teu colo, como a ama leva a criança que mama, à terra que juraste a seus pais? De onde teria eu carne para dar a todo este povo? Porquanto contra mim choram, dizendo: Dá-nos carne a comer; Eu só não posso levar a todo este povo, porque muito pesado é para mim. E se assim fazes comigo, mata-me, peço-te, se tenho achado graça aos teus olhos, e não me deixes ver o meu mal. E disse o Senhor a Moisés: Ajunta-me setenta homens dos anciãos de Israel, que sabes serem anciãos do povo e seus oficiais; e os trarás perante a tenda da congregação, e ali estejam contigo. Então eu descerei e ali falarei contigo, e tirarei do espírito que está sobre ti, e o porei sobre eles; e contigo levarão a carga do povo, para que tu não a leves sozinho. E dirás ao povo: Santificai-vos para amanhã, e comereis carne; porquanto chorastes aos ouvidos do Senhor, dizendo: Quem nos dará carne a comer? Pois íamos bem no Egito; por isso o Senhor vos dará carne, e comereis;
    Não comereis um dia, nem dois dias, nem cinco dias, nem dez dias, nem vinte dias; Mas um mês inteiro, até vos sair pelas narinas, até que vos enfastieis dela; porquanto rejeitastes ao Senhor, que está no meio de vós, e chorastes diante dele, dizendo: Por que saímos do Egito? E disse Moisés: Seiscentos mil homens de pé é este povo, no meio do qual estou; e tu tens dito: Dar-lhes-ei carne, e comerão um mês inteiro. Degolar-se-ão para eles ovelhas e vacas que lhes bastem? Ou ajuntar-se-ão para eles todos os peixes do mar, que lhes bastem? Porém, o Senhor disse a Moisés: Teria sido encurtada a mão do Senhor? Agora verás se a minha palavra se há de cumprir ou não.
    E saiu Moisés, e falou as palavras do Senhor ao povo, e ajuntou setenta homens dos anciãos do povo e os pôs ao redor da tenda.
    Então o Senhor desceu na nuvem, e lhe falou; e, tirando do espírito, que estava sobre ele, o pôs sobre aqueles setenta anciãos; e aconteceu que, quando o espírito repousou sobre eles, profetizaram; mas depois nunca mais. Porém no arraial ficaram dois homens; o nome de um era Eldade, e do outro Medade; e repousou sobre eles o espírito (porquanto estavam entre os inscritos, ainda que não saíram à tenda), e profetizavam no arraial. Então correu um moço e anunciou a Moisés e disse: Eldade e Medade profetizam no arraial. E Josué, filho de Num, servidor de Moisés, um dos seus jovens escolhidos, respondeu e disse: Moisés, meu senhor, proíbe-lho. Porém, Moisés lhe disse: Tens tu ciúmes por mim? Quem dera que todo o povo do Senhor fosse profeta, e que o Senhor pusesse o seu espírito sobre ele! Depois Moisés se recolheu ao arraial, ele e os anciãos de Israel.
    Então soprou um vento do Senhor e trouxe codornizes do mar, e as espalhou pelo arraial quase caminho de um dia, de um lado e de outro lado, ao redor do arraial; quase dois côvados sobre a terra.
    Então o povo se levantou todo aquele dia e toda aquela noite, e todo o dia seguinte, e colheram as codornizes; o que menos tinha, colhera dez ômeres; e as estenderam para si ao redor do arraial. Quando a carne estava entre os seus dentes, antes que fosse mastigada, se acendeu a ira do Senhor contra o povo, e feriu o Senhor o povo com uma praga mui grande. Por isso o nome daquele lugar se chamou Quibrote-Ataavá, porquanto ali enterraram o povo que teve o desejo da comida dos egípcios.” (Números 11: 1-35)

    Escrevendo a respeito dessa experiência no deserto, assim se expressou Paulo:

    “E não murmureis, como também alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor. Ora, tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos.” (1 Coríntios 10:10,11)

    Observe que Paulo diz que isso é figura e aviso para quem “já são chegados os fins dos séculos”, ou seja, o povo que vive exatamente nos dias de hoje e que faria parte da igreja que esta em Laudicéia. A respeito dessa igreja, assim é descrito o seu anjo, que simboliza o seu ministério e o seu povo: “assim diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus.” (Ap. 3:14), e isso porque essa igreja voltaria às condições do princípio da criação de Deus e onde a alimentação era vegetariana. É por isso que os membros dessa igreja são chamados de “reparadores de roturas” e “restauradores de veredas” (Isaías 58:12), sendo que eles surgiriam “no tempo da restauração de todas as coisas”, como diz Atos 3.21.

    Descrevendo a condição do povo profano quando da proximidade da segunda vinda de Cristo, neste tempo de restauração, assim se expressou o profeta Isaías, nos capítulos 66:17 e 22:12 e 13:

    “Os que se santificam, e se purificam para entrar nos jardins após uma deusa que está no meio, os que comem da carne de porco, e da abominação, e do rato, esses todos serão consumidos, diz o Senhor.” (Isaias 66:17)

    “O Senhor Deus dos exércitos vos convidou naquele dia para chorar e prantear, para rapar a cabeça e cingir o cilício; mas eis aqui gozo e alegria; matam-se bois, degolam-se ovelhas, come-se carne, bebe-se vinho, e se diz: Comamos e bebamos, porque amanhã morreremos.”
    (Isaias 22:12 e 13)

    E para aqueles que insistem em que não há restrições alimentares, como de carnes imundas, observe que João compara a grande babilônia como sendo uma “gaiola de toda ave imunda e aborrecível” (Apoc. 18:2). Ora, se as carnes foram purificadas por Cristo, como é possível que João fale em “aves imundas e aborrecíveis”?

    Há muitos outros argumentos, Servo, mas o espaço não permite nos aprofundarmos neles. Há uma igreja que proclama e vive estes ensinos e princípios, uma igreja da qual nunca fiz parte. Ela se chama Igreja Adventista do Sétimo Dia Movimento de Reforma.

  7. aro Servo, contra as falácias, vamos aos fatos:

    “Tenho autoridade biblica para te confrontar espiritualmente”

    Então apresente as credenciais, e com selo divino!

    “Jesus confrontou os religiosos e a multidao de perseguidores”

    JESUS confrontou, e o fez porque tinha autoridade. Você não é Jesus e não tem autoridade para julgar e condenar seus semelhantes!

    E Paulo não escreveu sobre a homossexualidade como um conceito moderno, ou seja, como uma orientação sexual, pois para Paulo todos os homens são heterossexuais (daí haver dito “… e deixando o uso natual de mulheres…”), e quando fazem sexo entre si o realizam em detrimento de sua heterossexualidade. Esse era o pensamento de Paulo.

    Além disso, os atos de homens fazendo sexo com homens, que Paulo descreveu, se deram entre gregos que praticavam sexo em orgias pagãs e até mesmo com meninos, não tendo qualquer relação com a homoafetividade como a conhecemos hoje, ou seja, de pessoas responsáveis vivendo relações de amor, respeito e fidelidade entre si.

    Dizer que Paulo falou sobre a homoafetividade é cometer anacronismo, é ir além do que ele escreveu. E como Paulo não escreveu sobre a homossexualidade no sentido de orientação sexual, mas com outra visão, conotação ou interpretação, é um erro muito grave tentar aplicar seus comentários em Romanos como válidos para os dias de hoje. Seria o mesmo que dizer que as mulheres devem ficar caladas na igreja e usar véu sobre suas cabeças apenas pelo fato de que Paulo ensinou isso nos dias deles.

  8. O deus tribal dos israelistas andarilhos do deserto, o qual Moisés chama de “homem de guerra” (Êx. 15:3), é mesmo deus que condena atos homossexuais, mas ensina os homens héteros a matar “cada um o seu irmão, e cada um o seu próximo, e cada um o seu conhecido próximo.” (Êxodo 32:27 e 28). Com um deus assim, que pune atos de sexualidade, mas orienta ações de grande selvageria, que necessidade há de um diabo?

    • Decidi revisar e ampliar meu comentário, ficando assim:

      O deus tribal dos israelistas andarilhos do deserto, o qual Moisés chama de “homem de guerra” (Êx. 15:3), é o mesmo deus que condena atos homossexuais, mas ensina os homens héteros a matar “cada um o seu irmão, e cada um o seu próximo, e cada um o seu conhecido próximo.” (Êxodo 32:27 e 28). Com um deus assim, que pune atos de homossexualidade, mas orienta ações de grande selvageria e violência, que necessidade há da existência de um diabo?

  9. Cristãos que se quedam perplexos ante as execuções de infiéis por radicais islâmicos, deveriam se lembrar que estes agem exatamente como Moisés orientou seus soldados a agirem com os povos pertencentes às nações inimigas de Israel. Cristãos só serão cristãos, de fato, no dia em que repudiarem todo o Velho Testamento, ficarem apenas com o Evangelho de Cristo e considerarem os demais livros do Novo Testamento como escrituras piedosas, mas destituídas da mesma inspiração do Evangelho, ou seja, considerando-as da mesma forma como consideram os escritos dos pais da Igreja e que não entraram no Cânone por decisão tomada em Concílios da Igreja de Roma.

  10. A igreja do tempo de Cristo era formada por ladrões, prostitutas, adúlteros, gananciosos, homicidas, e Cristo disse que veio à busca dessas pessoas.

    Se o jovem quer estar próximo de Deus abrindo uma igreja, mas que a população entende que ele não é merecedor, que Deus o julgue no último dia, inclusive todos nós também.

    Melhor que viva numa igreja a estar na frente de uma guerra matando o próximo, se prostituindo numa esquina, se drogando, roubando o dinheiro do próximo ou do público, maquinando o mal.

    Se fosse impedir igrejas em face de suas posturas, a de constantino, coitada, estaria fechada, aliás sequer teria sido aberta. Deus é misericordioso.

    • Levi Varela,

      melhor que esse jovem viva um Evangelho de amor e inclusão a um falso evangelho de industrialização e mercantilização da fé. Enquanto esse jovem busca fundar uma igreja com sinceridade de propósito para incluir pessoas na fé, vendilhões do templo o fazem para enriquecer e satisfazer o ego com poder, fama, luxo e ostentação.

  11. Quanto mais se lê a Bíblia, menos se crê nela. Talvez isso explique porque a Bíblia, que os evangélicos tanto defendem, seja apenas um livro empoeirado na estante da casa deles.

        • Aderir a um grupo de ateus? Só se eles me deixarem defender a existência de Deus. E eu poderia mesmo ir ao sagrado Rio Ganges para comungar, em espírito ecumênico, com os devotos hinduístas que ali adoram o Ser Supremo, aquele a respeito do qual esta escrito no Rig Veda: “No princípio era Brahman, com quem estava o Verbo, e o Verbo é Brahaman.”. Séculos depois, este verso foi copiado pelo autor do Evangelho de João, e não tem problema, pois fala-se do mesmo DEUS, o Ser Supremo a quem cristãos e hinduístas servem. Meu destino? Meu destino é o mesmo que o seu: DEUS.

          Servo, eu gosto muito de você, mesmo sem vê-lo face a face.

    • Por causa da bíblia, muitos se tornam ateus. Só os alienados continuam crendo naquele monte de absurdos, preconceitos e contradições. Ah, e os oportunistas religiosos também, porque fazem da bíblia sua fonte de renda (e que renda!). E esta é a contradição mais forte, afinal, o próprio Jesus diz para não ajuntar tesouros na Terra, no entanto, tem gente milionária às custas da fé alheia.

      .

    • Sandro,e engracado vc que pelo menos se dizia respeitador de cristaos sinceros e tambem da biblia.Esta se revelando cada vez mais incoerente,desprovido de sabedoria,que nao tem a ver com conhecimento,revoltoso, enfim em estado pior do que imaginavamos.E isto que a sua dupla identidade produz?E o seus pecados revelam?Como podes ter paz nesta situacao?As tuas conviccoes nao te deixam ser sereno,equilibrado.Seu exemplo como formador de opiniao e fraco e sem estruturas espirituais definidas,comportamente dubio,e ideias anarquistas e minoritarias em uma sociedade,que ainda doente e mais sadia do que a sua.Cuidado com o que vc esta plantando em Deus,e ainda fala que ja foi Cristao.A cada dia vc provoca risos de fe neste site.Se conhecer a Cristo e isto,era melhor nunca ter ouvido falar dele.Sai da lama, que Jesus te ama.

      • Servo, primeiro que sempre fui e continuo sendo respeitador e até admirador de verdadeiros e sábios cristãos, aqueles que adoram e servem ao DEUS de Jesus, não ao deus “homem de guerra” de Moisés. Segundo, que não sou pastor, padre, fundador de igrejas ou consciência para os demais. Cada um dará contas de si mesmo, então não estou fazendo ou procurando discípulos. Terceiro, que não mudei minhas posições, sendo que sempre deixei claro que creio que a Bíblia contém textos inspirados, como as palavras de Jesus, mas contém também textos não inspirados, como muitas das palavras de Moisés, de outros autores bíblicos e do próprio diabo que também fala na Bíblia, como nos relatos da serpente, de Jó, da tentação de Jesus. Quarto, que sou equilibrado e minhas palavras apresentam coesão, mas não podem ser compreendidas de forma isolada, como você faz. Meu comportamento não é dúbio, mas minhas palavras confundem aqueles que não têm inteligência suficiente para entender meu diálogo com todas as religiões, minha crença no caráter progressivo da compreensão da revelação, minha compreensão de que é preciso distinguir, na Bíblia, o que é Palavra de Deus e o que é palavra do homem, etc. E se provoco risos, não os estou ouvindo ou lendo, mas sei que infelizmente são os crentes fanáticos e fundamentalistas que provocam risos e até revolta na população. E, sim, Jesus me ama, e por me amar nunca me rejeitará ou lançará fora como um dia os crentes me rejeitaram e me lançaram fora da igreja – que continuou e continua cheia de adúlteros, de vendilhões do evangelhos, de hipócritas, de mentirosos, de esgoístas, impuros, etc. – apenas porque eu sou gay. E a lama em que estou é lama medicinal, dessas que fazem bem para a pele.

        • Não adianta, Servo, crentes evangélicos abriram uma ferida muito grande em meu coração, mas Deus me conforta, me consola e me dá seu amor verdadeiro e incondicional, não o amor falso dos crentes que vão às igrejas para servir Mamom e prestar culto a si mesmos.

        • Sandro respeitadores de Jesus nao sao salvos.Existiam tres grupos que seguiam a Jesus 1 multidao,so esmoleiros e interesseiros atras de beneficios e nao de Deus,Joao6/22a40,destaque para vs26,o procuraram porque comeram os paes,e nao porque viram sinais de que ele era o messias o salvador. 2 seguidores ocasionais,dependendo da conveniencia estao com ele, porem na hora de assumi-lo somem,Joao6/57a66,Marcos14/51.3 discipulos que sao aqueles que realmente renunciam a si mesmo e tomam sua cruz recebendo o seu Espirito Santo salvacao e a eternidade,mateus 16/24a26.Se vc procurar ter um coracao ensinavel,e humilde conseguira,ate mesmo perceber seus erros e aproveitar melhor suas virtudes.Falta-lhe humildade.submissao a Deus.

        • Sandro respeitadores de Jesus nao sao salvos.Existiam tres grupos que seguiam a Jesus 1 multidao,so esmoleiros e interesseiros atras de beneficios e nao de Deus,Joao6/22a40,destaque para vs26,o procuraram porque comeram os paes,e nao porque viram sinais de que ele era o messias o salvador. 2 seguidores ocasionais,dependendo da conveniencia estao com ele, porem na hora de assumi-lo somem,Joao6/57a66,Marcos14/51.3 discipulos que sao aqueles que realmente renunciam a si mesmo e tomam sua cruz recebendo o seu Espirito Santo salvacao e a eternidade,mateus 16/24a26.Se vc procurar ter um coracao ensinavel,e humilde conseguira,ate mesmo perceber seus erros e aproveitar melhor suas virtudes.Falta-lhe humildade.submissao a Deus,e as pessoas que realmente podem ajuda-lo.

  12. O deus tribal dos israelistas andarilhos do deserto, o qual Moisés chama de “homem de guerra” (Êx. 15:3), é o mesmo deus que condena atos homossexuais, mas ensina os homens héteros a matar “cada um o seu irmão, e cada um o seu próximo, e cada um o seu conhecido próximo.” (Êxodo 32:27 e 28). Com um deus assim, que pune atos de homossexualidade, mas orienta ações de grande selvageria e violência, que necessidade há da existência de um diabo?

    • Sandro, lembre-se que homens escreveram na bíblia sua interpretação da realidade ao contexto em que viviam. No antigo testamento, Deus ao seu ver mandava matar como forma de manter as tribos de israel intactas, até casamentos entre estrangeiros era estranho para eles.

      Jesus quando veio, notou que queriam um messias guerreiro, e não um hippie pregador da paz e do amor… mais uma vez, má interpretação dos homens de como é Deus…

      O novo testamento prega a salvação e o julgamento por base de fatos – e não achismos – o que não ocorre… muitos se fazem de deuses, agindo de forma etnocêntrica, com o intuito de escrever a moral e os valores de uma pessoa, com base somente no que vêem, o que gerou muitas ações imaturas pela história…

      Queimavam bruxas porque curavam pessoas… queimavam cristãos que tinha imagens…

      O novo testamento prega o amor, antes provado via sofrimento, agora o amor é comodista e faz as pessoas andarem no “caminho”… será mesmo?

      Qual real essência do amor Dele? com a resposta, há outra pergunta:
      O amor dele exclui ou inclui homossexuais? Se sim :
      É necessário as condições expressas no novo testamento aos homossexuais?

      Se a resposta é não, por que essas escrituras tragas pela ICAR e consequentemente tragas pelos evangélicos, é lido até hoje? (levi pira)
      Se a resposta é sim, resta a resposta que um homossexual errar é humano, e parte do livre arbítrio dele seguir ou não o que está escrito, mas nem por isso, deixar de acreditar em Deus. No entanto, após a morte, a escolha não pode ser voltada atrás.

      De um jeito ou de outro, se a cabeça da igreja, cristo, não peca, relembro que os filhos da igreja, dito seus membros e fiéis, pecam, e o preço disso se dará após a morte, com certeza. Todos teremos a ser julgados, não somente no fim dos tempos, afinal, porque livrar do julgamento aqueles que se julgam salvos porque levam a briba no suvaco?

    • Sandro, a sua cegueira espiritual ultrapassou todos os limites que você agora ataca a DEUS,eu lhe falei que você não mim enganava,eis a prova,você citou versículos,para colocar as pessoas contra DEUS,tirou partes isoladas,para mostrar que realmente você nunca foi um filho de DEUS,porque você não falou que foram desobedientes e fizeram o bezerro de ouro? por tal razão o SENHOR, mandou fazer tal coisa! ,é o mesmo que acontece com todo aquele que peca, e não se arrepende diante do Senhor este é o seu fim,então estará livre de DEUS, para entrar no reino do seu pai que é Satanás. Você esta morto espiritualmente,tornou-se um apostata,você chegou ao fim,devo seguir a palavra do Senhor que mim diz: Mateus 7:6 Não deis aos cães as coisas santas,nem deitais aos porcos as vossas perolas,não aconteça que pisem com os pés,e voltando-se,vos despedacem. foi ou não foi o que você fez! então saiba que, DEUS sem você sempre será o mesmo DEUS,mas você sem DEUS esta morto,eu ti avisei.

      • “você agora ataca a DEUS”

        Eu não ataco DEUS, o Ser Supremo, o Pai de Jesus; eu contesto o deus tribal de Moisés, que só existiu na imaginação dos israelitas beligerantes, pois o Deus de amor e compaixão que Jesus apresenta no Evangelho não tem nada a ver, não tem a menor semelhança com o deus “homem de guerra” (Êxodo 15:3) de Moisés. Tanto esse deus tribal não é o Deus do Evangelho, que Jesus falando, em Mateus cap. 5, das leis de talião, assim diz: “Ouvistes o que foi dito aos antigos … EU, porém, vos digo…”, ou seja, Jesus separa claramente Sua pessoa da pessoa do deus de Moisés, e, indo mais além, coloca sua autoridade acima da autoridade do legislador do Antigo Testamento. Se Jesus fosse o deus de Moisés, como é que poderia ter separado Sua pessoa daquele deus e ensinado de forma contrária?

        “tirou partes isoladas”

        Então explique as “partes isoladas”, ou você acha que poderá justificar a ordem que Moisés atribuiu a Deus para matar milhares de pessoas?

        “você não falou que foram desobedientes e fizeram o bezerro de ouro?”

        E desde quando isso justificaria o assassínio de milhares de pessoas? Além disso, o irmão de Moisés, Arão, que também adorou o bezerro, foi poupado. Que deus justo esse seu deus tribal, não é mesmo? Manda matar o povo simples, mas poupa o irmão do poderoso Moisés governante. Acho que já soube de histórias assim, onde parentes de poderosos são poupados. Saiba que Deus não muda, e se Deus disse “Não matarás” (Êxodo cap. 20), como poderia mandar as pessoas matarem “cada um a seu irmão e cada um a seu próximo”? Não atribua a DEUS as fraqueza do homem. Essa ordem para matar os que adoraram o bezerro não foi dada pelo DEUS de Jesus, mas pelo deus “homem de guerra” que Moisés concebeu. Só um néscio não vê isso.

        “é o mesmo que acontece com todo aquele que peca, e não se arrepende”

        É mesmo? Então é por isso que vemos apedrejamentos diários de gays, católicos, espíritas e outros “hereges” que são executados pelos crentes fanáticos e adoradores do deus “homem de guerra” de Moisés?

        “Você esta morto espiritualmente,tornou-se um apostata,você chegou ao fim”

        Quem é você, fariseu, para me julgar e condenar? Por suas palavras você revela claramente o espírito satânico que tem dentro de si e que é o espírito de rebelião a Jesus, aquele que disse:

        “Não julgueis, para que não sejais julgados. Pois com o critério com que julgardes, sereis julgados; e com a medida que usardes para medir a outros, igualmente medirão a vós.” (Mateus 7:1 e 2)

        “Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados.” (Lucas 6:37)

        “Por que reparas no cisco que está no olho do teu irmão e não percebes o tronco que está no teu próprio olho?” (Lucas 6:41)

        Um cristão nunca diz: você esta perdido, porque só Deus pode dizer isso.

        “então saiba que, DEUS sem você sempre será o mesmo DEUS,mas você sem DEUS esta morto,eu ti”

        E em que momento eu disse que sou melhor ou independente de DEUS? Eu amo a DEUS, o Pai de Jesus, e desconheço o deus tribal dos israelistas.

        “eu ti avisei.”

        Não se preocupe, JESUS e DEUS me amam e nunca me abandonarão.

        • Jesus so defende quem o constitui como advogado e o reconhece como Senhor.Na hora do aperto ele serve,mas na hora da obediencia vc cospe nele.Ele sempre te amara porem nunca defendera quem nao o aceita com advogado para seus pecados.Vc esta tao bem que tem problemas, de consciencia e se preocupa com o que Jesus pensa de vc,com um diferenca.Nao e ele que pode te examinar,e corrigir e sim vc mesmo pensando por ele conforme seus interesses.E demais,pensar por alguem que nunca conheceu jamais.

          • “Reconheço, por verdade, que Deus não faz acepção de pessoas; pelo contrário, em qualquer nação, aquele que O teme e faz o que é justo Lhe é aceitável,” (At 10:34 e 35).

        • Sandro,a julgar pelo seu conhecimento e entendimento bíblico,eu imagino se você segue os ensinamento,de seus professores,se for certamente já estão com o seu pai (o diabo) para sempre,se você não os segue,estão envergonhados e não querem nem para ganhar dinheiro,que saiba que um dia,eles ao menos o cumprimentaram certamente se alguém disser, eles ti ensinou alguma coisa eles negarão a qualquer preço, e que Deus tenha piedade daqueles que ouviram tanta imbecilidade da sua boca, vou lhe mostra mais um pouco para lhe comprovar a sua cegueira espiritual João 7:24 Não julgueis segundo a aparência,mas julgai segundo a reta justiça – Mateus 7:21 – Nem todo que mim diz;Senhor Senhor! entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade do meu pai,que estas nos céus. Você faz a vontade do pai de Jesus Cristo? II Tessalonicenses 2:3 NINGUÉM DE MANEIRA ALGUMA VOS ENGANE;PORQUE NÃO SERÁ ASSIM,SEM ANTES VENHA A APOSTASIA,E MANIFESTE O HOMEM DO PECADO, O FILHO DA PERDIÇÃO,( E você é o filho da perdição) Filho das trevas,não se engane como se suas palavras tivesse autoridade para fazer Jesus Cristo e o Meu DEUS aceita você sem que você faça a vontade do Pai OBS: PARA O SEU CONHECIMENTO,EU NÃO JULGUEI A VOCÊ,E NEM A MIM MESMO JULGO,SE EU FOSSE MIM JULGAR,CERTAMENTE DIRIA QUE SOU INOCENTE, ASSIM COMO VOCÊ FAZ,MAS QUEM JULGA A MIM A VOCÊ E A TODOS NOS E A RETA JUSTIÇA QUE É A PALAVRA DO SENHOR,SE FEITA COM FIDELIDADE, NÃO CORREMOS O RISCO DE FAZER USO DAS VONTADES DOS HOMENS,E TODO AQUELE QUE NÃO SE ENQUADRAR NAS VONTADES DO SENHOR ,NÃO ESTARÁ SOMENTE PERDIDO,MAS O LAGO DE FOGO O CONSUMIRA. SEU PAI ENGANA A VOCÊ POQUE NÃO TEM DEUS..

          • É mesmo interessante que você não veja senão “imbecilidades” em minhas palavras, e, no entanto, essas imbecilidades foram dignas de sua atenção e até mesmo de seus comentários. Que legal, vou continuar dizendo imbecilidades para a gente continuar dialogando neste espaço e dando nossa contribuição para o debate das ideias religiosas e a consequente defesa de Deus.

      • A Palavra ” Espada de Dois Gumes”

        Espadas no Velho Testamento

        A 1º menção da espada na biblia está em Gn. 3:24, onde é mencionado uma espada que se resolvia guardando o caminho da árvore da vida. Ao desobedecer a palavra de Deus, esta se voltou como uma espada de dois gumes contra o homem pecador.

        Hb. cap. 4 Ver. 12 “Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração”.

        Em Exôdo Cap. 5 Ver. 3, a espada é vista como um símbolo do juizo divino.

        Em Exôdo Cap. 17 Ver.13, Josué desbaratou a Amaleque e passou a seu povo ao fio da espada.

        Exôdo Cap. 32. Ver. 27, o Senhor ordenou cada um a cingir a sua espada sobre o lado e matar os idolátras.

        Em Neemias Cap. 4 Ver. 18, o povo trabalhava na edificação dos muros de Jerusalém, com a espada à cinta por causa da ameaça dos seus inimigos.

        Salmos Cap. 7 Ver. 12, está ecrito que se o homem não se converter afiará Deus a sua espada.

        Salmos Cap. 149 Ver. 6, nos seus lábios estejam os altos louvores a Deus, nas sua mãos espada de dois gumes.

        Isaias Cap. 34 Vers. 5 e 6, a espada do Senhor se embriagou nos céus para exercer juízo contra as nações rebeldes a começar por Edom ( um dos nomes de Esaú) país dos descendentes de Esaú.

        Isaías Cap 49 Vers 1 ao 3.

        Ver. 2 : E fez a minha boca como uma espada aguda, com a sombra da sua mão me cobriu; e me pôs como uma flecha limpa, e me escondeu na sua aljava;

        Isaías era homem temente e fíel ao Senhor Deus honrava as palavras da boca do seu servo. Na maioria das vezes as palavras de Isaías feria, porque o Senhor usava os seus lábios como uma espada aguda, as palavras do Senhor são como espada de dois gumes (corta dos dois lados) e apta para dividir juntas e medulas.

        O homem e a mulher de Deus tem que estar aptas para manejar essa espada com temor e porque muitos virão em nome de Jesus e pregarão um evangelho frouxo, fraudulento e se ocultarão nas suas próprias concupsciências e enganaram a muitos, fazendo que as ovelhas se afastem do aprisco do Senhor, ensinando doutrinas de demônios e escandalizando o santo nome do Senhor.

        A palavra santa nos diz: Pregue, instrua, admoeste e corrija em tempo e fora de tempo. Certa feita Jesus pregava no monte em meio a multidão e trouxe uma palavra de exortação e correção, a biblía nos diz que a multidão foi se dispersando e um discipulo chega diante do mestre e questiona: Senhor as tuas palavras são duras eis que o povo te deixa  e se afasta de ti; mas Jesus sem titubear reponde: Por ventura vós também não queres ir ?;  Jesus estava dizendo se não querem e não suportam ouvir a verdade, jamais entaram no reino de meu pai. Porque a palavra nos diz: Conhecereis a verdade, e averdade vos libertará.

        A palavra de Deus é verdade; O mundo tem um ditado popular que diz: ” A verdade doí “, mas a verdade de Deus é a vida, em contra partida a não verdade é mentira, e quem mente é do diabo. O deus desse mundo, a saber o ( diabo) cegou o entendimento de muitos. Os verdadeiros homens e mulheres de Deus desta geração tem que pregar a verdade doa a quem doer, ainda que muitas vezes tenhamos que fazer como Elias, correr até a caverna, não para se esconder, mas para buscar refúgio em Deus e renovar as suas forças.

        E me pôs como uma flecha limpa, nenhum arqueiro usa uma flecha suja, enferrujada ou torta. A vida do servo de Deus, Profeta, Pregador…etc, tem que ser como uma flecha com a lança limpa, reluzente e pronta para atingir o alvo. A sua vida tem que ser clara, transparente, tem que ter luz de Cristo, tem que ter testemunho de vida, de amor e sinceridade por onde quer que vá, para que Deus honre as suas palavras.A palavra de Deus é  espada de dois gumes e convence o homem e a mulher do pecado.

        Em Efésios capitulo 6, Paulo mandou o soldado cristão se revestir de toda a armadura de Deus, e tomar a espada do Espirito que é a palavra de Deus.Que o Senhor levante nestes ultimos dias como fez no passado, homens valentes e valorosos, e dispostos a morrer pela verdade de Deus,não se deixando corromper poe esse mundo e suas ilusões.

        • A armadura a que Paulo faz alusão é espiritual.

          Sobre beligerânca, note algo do que Jesus disse:

          “Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus.” (Mateus 5:9

          Quanto Pedro empunhou uma espada para livrar Jesus, Ele disse:

          “Embainha a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão.” (Mateus 26:52)

          É por isso que eu digo: evangélicos fundamentalistas adoram o deus beligerante e implacável de Moisés; cristãos verdadeiros adoram o DEUS amoroso e compassivo de Jesus. Esta é a verdade!

          • Sandro vc usa a biblia que vc nao cre e ataca, para se defender.Nao tem um livro melhor ou uma doutrina formada.Nao adianta se defender daquilo que o ataca e vc e nm ninguem jamais derrubou ou derrubara.Vc esta deturpando o texto analfabeto da biblia.

          • Mas eu não disse, Servo, tantas e tantas vezes, que a Bíblia contém a Palavra de Deus e a palavra do homem? Você quer colocar no mesmo pé de igualdade as palavras de Jesus com as palavra de Moisés? Você não vê que Paulo escreveu com inspiração 1 Cor. 13, mas deu apenas opiniões pessoais – que hoje rejeitamos – quanto ao papel da mulher na igreja e em relação ao homem? E me xingar de analfabeto da Bíblia não o ajudará em sua argumentação. Em tempo: uma pessoa alfabetizada sabe que a palavra Bíblia não se escreve com inicial minúscula, como você faz.

      • Caro Antonio seu comentario procede,e se alinha com o meu abaixo bem como o de Luciano.Sandro esta tao cego que,nao percebe que sua briga agora entrou em outro nivel e eu como vc disse temo isto.Afrontar a biblia e afrontar o proprio Deus e se ele acha que ela nao e a sua palavra deveria pelo menos se calar pois difernte de um ateu que nao faz media ele a coloca dentro de seus interesses.Depois fica chateado quando eu digo que so foi lavado e nunca recebeu o Espirito Santo.Nesta hora ele nao aceita ,e quer se dizer de Deus,nao reconhecendo seu Filho,trocando-o o por outros espiritos,alem jogar a biblia na lama.Eu acho que o lugar dele realmente,e tomando banho no Ganges,com seus Deuses putrefatos.Tenho 29 anos de fe,e nunca vi Deus ser zombado e ficar desta forma.Sinceramente temo por ele,sem estrutura para suportar um terremoto em sua vida.Claro que el vai zombar porem,deveria ter um pouco mais de cuidado pois as pessoas que lhe tem falado conhecem muito mais que ele para lhe avisar.

        • Ainda bem que não estamos no tempo da Inquisição, pois, se estivessemos, meu auto-de-fé já estaria sendo preparado. rs

          Meu caro, Deus é amor, Ele quer salvar as pessoas – e nada do que Deus queira fica sem acontecer, pois, se ficasse, Deus não seria Deus – e não destruí-las, como você sujere. Pense nisso.

        • Servo,pela confissão,destas criaturas,cegas e mortas espiritualmente,fica esclarecido que o único espirito que eles receberam, foi somente o espirito de porco,(sem ofender aos porcos)porque uma criatura, que tivesse a minima esperança da salvação da sua alma,jamais falaria tais coisas,como serão salvos,se não aceitam o salvador! só lhes resta afundarem mais e mais na lama que estão.

          • Como é lindo seu amor cristão, Antonio Henrique. Como você cumpre fielmente estas palavras:

            “Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longani­midade” (Cl 3.12).

            “Agora, porém, despojai-vos, igual­mente, de tudo isto: ira, indignação, maldade, maledicência, linguagem obscena do vosso falar. Não mintais uns aos outros, uma vez que vos des­pistes do velho homem.” (Cl 3.8 e 9).

            “Se não tiver amor, nada serei” (1Co 13.2)

            “Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mt 22.37)

            “Se tiverem amor uns pelos outros, todos saberão que vocês são meus discípulos.” (João 13:35)

    • A tua máscara caiu,eu sabia que além de gay tu era ateu.
      o pior que tu como ja era conhecedor da palavra então você cometeu um erro gravíssimo.
      A Blasfêmia contra o espirito santo não tem perdão,nem comentar mais teus comentários quero mais.

      • Não sou e nunca fui ateu, luciano fariseu. Eu creio no Deus Pai de Jesus, e não no falso deus tribal “homem de guerra” (Êxodo 15:3) de Moisés, um deus que nada mais era do que a projeção do ego dos israelistas andarilhos do deserto, beligerantes seres de longínquo passado.

        A blasfêmia contra o Espírito Santo não é um ato isolado, não é negar esse deus tribal dos israelitas, mas rejeitar, continua, decidida e conscientemnte o verdadeiro DEUS, pois fazendo isso a alma se isola do Criador. Mas esse pecado, como todos os demais, não terá perdão enquanto persistir sem arrependimento, sendo isso o que Jesus quis dizer, pois Deus perdoa todos os pecados em havendo arrependimento. Quanto a não comentar mais o que escrevo, é um direito seu, sendo que não perco nada com isso.

    • Sandro em 1 lugar vc deveria saber que o Deus que vc fala nao e o da biblia haja visto que suas doutrinas e principalmente sua referencias a sua santidade sao distintas de outras religioes,sendo assim incompativel.Porem eu entendo,vc achar que e a mesma coisa afinal, nao sabes nada de teologia,absolutamente nada e so da palpites e comete gafes absurdas.Se vc tivesse pelo menos uma formacao no assunto,acredito que falaria menos besteiras.Mas es corajoso se atrevendo a opinar.Sabes nada cidadao,para dar opinioes vazias e defender suas causas pelo menos no contexto biblico.Por etica eu nao quis expo-lo e zomba-lo teologicamente ,mas ja que vc se considera doutor eu vou lhe dizer em que.Em paganismo que apoia suas ideias,e em filosofia que e pseudo formacao inutil,pra curriculum,curso sem expressao,para pensadores que nao fazem muita diferenca na sociedade pois suas praticas sao puras utopias.Isto que vc sabe, nem e formacao curricular respeitavel,e o um degrau acima do quase nada.E quanto a frase que citei nao era para vc.Criancas e qualquer um sabem que existe um Deus supremo, so que elas e vc nao sabem como identifica-lo.Adianta ou fica muito vago?

      • Servo,

        você não entende nada de ecumenismo, por isso nega a importância das outras religiões, importância que Paulo não negou ao dizer:

        “Reconheço, por verdade, que Deus não faz acepção de pessoas; pelo contrário, em qualquer nação, aquele que O teme e faz o que é justo Lhe é aceitável,” (At 10:34 e 35).

        Ora, sendo que o cristianismo não estava, como ainda não esta, presente em todas as nações, e sendo que em todas elas há quem tema a Deus, então segue-se indubitavelmente que Deus aceita a adoração que lhe é prestada em outras nações e por outras religiões que não apenas a cristã.

        “nao sabes nada de teologia”

        Não desmerecendo o valor da teologia, pergunto: desde quando é necessário saber de teologia para entender e falar sobre Deus? Acaso Deus se tornou propriedade privada de teólogos e estudiosos? A compreensão do Ser Supremo se dá pela revelação desse Ser no coração do homem.

        “Naquele mesmo momento, Jesus exultando no Espírito Santo exclamou: “Ó Pai, Senhor do céu e da terra! Louvo a ti, pois ocultaste estas verdades dos sábios e cultos e as revelaste aos pequeninos. Amém, ó Pai, porque Tu tiveste a alegria de proceder assim.” (Lucas 10:21)

        “Não ouves o que estas crianças estão proclamando?” Ao que Jesus lhes respondeu: “Sim. E vós, nunca lestes: ‘Dos lábios das crianças e dos recém-nascidos suscitaste louvor.” (Mateus 21:16)

        “Tudo me foi entregue por meu Pai. Ninguém sabe quem é o Filho, a não ser o Pai; e nenhuma pessoa sabe quem é o Pai, senão o Filho e aqueles a quem o Filho o desejar revelar.” (Lucas 10:22)

        E mesmo sem homilética, estudos, ensaios, Deus dá ao homem as palavras:

        “Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos, E por mim; PARA QUE ME SEJA DADA, NO ABRIR DA MINHA BOCA, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do evangelho.” (Ef. 6:18 e 19)

        • E verdade nao e so teologia que revela a DEUS,mas tambem o verdadeiro ensino que o o do Espirito Santo ,o qual vc nao conhece.E se nao conhece e possui o Espirito vivera citando a biblia como um homem natural e nao convertido.

  13. Caros amigos 90% do site fala sobre gays e derivados. Papai é tão grande, tão bom. Pra que discutirmos coisas tão fúteis ? Cresci na igreja, hoje tenho 20 anos, fui apresentado, batizado mas sempre soube que eu era gay, desde criança percebemos a nossa diferença, sou HOMEM mas meus sentimentos e desejos não são por mulheres e sim por homens, desde sempre. Sinto a presença de Deus todos os dias, no vento, no sol quando quando saio de casa para trabalhar, em hinos e canções. Ele nos ama de uma forma tão grande mas as pessoas não se acham dignas desse amor. Ele sabe o que penso, como sou e me ama por causa disso, por eu ser assim, diferente de todos. Não acredito que Papai te julgue pela sua CONDIÇÃO sexual (Até porque não escolhi).
    Beijos e abraços e lembrem-se, Papai te ama assim como és, papai não é mau, papai é amor, nunca irá te deixar sozinho nem aqui nem em outra vida. Isso que é chamado de amor incondicional <3

  14. Sandro. E quem disse que Cornelio apesar de ser temente e piedoso,com toda a sua casa,e que fazia esmolas era salvo?O que ele fez chamou a atencao de Deus,que enviou a Pedro e alguns irmaos para esclarece-lo na fe em Jesus.Ele nao conhecia Jesus, era um devoto sincero e religioso nao salvo, e que agradou a Deus a ponto dele enviar pessoas para trazer-lhe entendimento na fe.Vs 34 Deus nao faz acepcao mas faz distincao das pessoas em relacao a seus pecados e que fique claro.Vs35 explica aquele que o teme e LHE FAZ O QUE E ACEITAVEL.Do versiculo 36 a 48 ele relata a Cornelio e os seus que fossem batizados,obs vs 43.Qundo Pedro chegou e lhe relatou o evangelho Cornelio aceitou a Jesus e foi salvo e batizado.Vc nao esta ceitando pois esta contrariando sua palavra que e ele mesmo segundo joao cap 1.

    • No caso de Cornélio, ele foi alcançando pela pregação dos cristãos, mas no caso daquelas milhões de pessoas que não o foram, bem como das que hoje continuam não sendo alcançadas pelas boas novas do Evangelho, vale o que esta escrito, ou seja, que Deus aceita, em cada nação da terra, os que O temem – ainda que através de outras religiões – e fazem o que é justo, porque alma alguma teme a Deus e faz o que é justo se Deus não agir nela, sendo por isso que Paulo diz:

      “Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei; Os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os.” (Romanos 2:14,15)

      • Sandro o texto fala de cumpridores da lei,se ela pudesse ser cumprida por eles.Outra coisa,se refere a pessoas que levadas por consciencia moral conseguem agradar a Deus o que pode existir, porem e quase impossivel,ponha um chip na sua cabeca e revele seus pensamentos a parentes e amigos.Porque todos pecaram e destituidos foram da gloria,presenca de Deus,rm 3/23,dai necessitarem de constituir advogado, junto a Deus que e Jesus.Outra coisa que e para o caso de Cornelio.As pessoas que instintivamente,por natureza,atraves da interacao da consciencia,com a moralidade inata pode resultar em uma vida decente.A estas pessoas,Deus envia o evangelho,atos4/12,rm10/4.1tm 2/5 um so mediador entre Deus e os homens jesus.

        • Servo, vamos ampliar a citação do texto de Paulo para melhor compreensão:

          “Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei; Os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os; No dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho.” (Romanos 2:14-16)

          Observe que Paulo fala do dia em que Deus julgará os segredos dos homens, a consciência de cada um, as intenções do coração.

          Assim, considerando que Deus age na consciência de cada um, pois o Espírito sopra aonde quer, como disse Jesus, e considerando que todos os homens serão julgados com justiça (que justiça haveria na condenação dos que não ouviram as boas novas do Evangelho em face de não ter chegado a eles esse conhecimento, pois “… como ouvirão, se não há quem pregue?” Rom. 10:14), é um gravíssimo erro afirmar que somente os cristãos serão salvos, pois isso significaria limitar a graça de Deus que “… se manifestou salvadora a todos os homens.” (Tito 2.11).

          Observe o que escreveu, em seu exílio na ilha de Patmos, o discípulo João:

          “Depois destas coisas olhei, e eis uma grande multidão, que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, que estavam em pé diante do trono e em presença do Cordeiro, trajando compridas vestes brancas, e com palmas nas mãos.” (Apoc. 7:9)

          Ora, uma vez que estarão na Nova Terra pessoas de “todas as nações, tribos, povos e línguas”, e sendo incontestável o fato de que o cristianismo não chegou a toda essa gente, inclusive porque há nações, tribos e povos que se extinguiram antes que entre eles as boas novas do Evangelho chegassem, fica claro que a salvação não esta restrita ao cristianismo.

    • Sandro ler efesios 2/8e 9,porque pela graca,=favor imerecido=JESUS,sois salvos, mediante a fe;e isto nao vem de vos,e dom de Deus,NAO DE OBRAS,para que ninguem se glorie.

        • Falta-lhe revelacao do Espirito,A graca ou favor imerecido atraves de Jesus se manifesta a toda a humanidade ou seja a oferta de salvacao a todos o que nao quer dizer que ela e aceita por todos.Mas a todos que o receberam,Jesus, deu-lhes o poder se serem chamados filhos de Deus a saber os que creem em su nome.JOAO 1/12.

  15. Sandro,a minha obrigação quando aceitei ao SENHOR JESUS CRISTO,e certamente após a minha conversão,é levar a palavra do MEU SENHOR,onde quer que seja,em tempo e fora de tempo II Timóteo 4:2 Que pregues a palavra,instes a tempo e fora de tempo,redarguas,repreendas,exortes,com toda longanimidade e doutrina. Tito -1:9 -Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina,para que seja poderoso,tanto para admoestar com a sã doutrina,como para convencer os CONTRADIZENTES,AGORA VOCÊ JÁ SABE QUEM SOU CERTO.se assim não fizer de nada adiantará as minhas palavras.

    • Então observe, Antonio Henrique, em suas abordagens missionárias, estes ensinos:

      “Portai-vos com sabedoria para com os que são de fora; aproveitai as oportuni­dades” (Cl 4.5)

      “O coração do justo medita o que há de responder, mas a boca dos perversos transborda maldades.” (Pv 15. 28)

      “a vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um” (Cl 4:6).

      “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem.” Ef 4:29

      “Na multidão de palavras não falta pecado, mas o que modera os seus lábios é sábio.” (Pv 10:19)

      “… a boca fala do que está cheio o coração.” (Mat. 12. 34)

      “As palavras suaves são favos de mel, doces para a alma, e saúde para os ossos.” (Pv 16:24)

      “De uma só boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não é conveniente que estas coisas sejam assim. Acaso, pode a fonte jorrar do mesmo lugar o que é doce e o que é amargoso?” (Tg 3. 10-11)

      • Sandro,admirável o seu grande cinismo somado a sua hipocrisia,antes de citar versículos do livro que você não acredita,fala mal de quem inspirou,de quem escreveu,de quem pratica,vejo que dos cínicos,hipócritas que já vi, você é o maior deles,esta com a cara dia e noite melado com óleo de Peroba,para esta sua tremenda cara de pau, não fique mais lascada,você pode enganar outros iguais a você,sabes que a maioria é diferente de você,esta de estar pescando versículos na internet,para passar a impressão de conhecimento bíblico, é furada,pratique ao menos um versículo, e será melhor que toda sua pescaria na internet,cada vez mais derrotado assim com o seu pai é um derrotado o diabo.Porque persiste tanto em falar do que você não acredita. Obs: O Senhor o meu DEUS,é quem mim da sabedoria e discernimento,das coisas para que não eu não seja enganado, continue tentando,para ir aumentando a sua condenação.

        • Se seu interesse é apenas me xingar e desqualificar, peço, por favor, que não me dirija mais a palavra. Não tenho tempo a perder com gente mal educada e intolerante e que ainda acha que dá testemunho de cristão. Você é apenas mais um fundamentalista fariseu e legalista.

          • Sandro,temos uma imensa,uma grandiosa diferença,eu vivo pela palavra verdadeira de DEUS,você vive uma mentira dos homens,ao chama-lo de cínico, hipócrita por ventura errei,menti em alguma coisa!

  16. Sandro. Uma das melhores pessoas da sociedade judaica era Nicodemos.Suas qualidades eram irrefutaveis para um senhor,participante do Sinedrio dos judeus,extremamente respeitado e bem intencionado.Foi para ele que Jesus disse que era necessario nascer de novo Joao3.Ou seja, so possuia,nascimento carnal e nao espiritual,precisava de se conscientizar da natureza humana pecaminosa rm 5/12,se arrepender e confessar seus pecados,recebendo Jesus como salvador.romanos 10/4.

    • Servo, o nascer de novo não se dá apenas em meio a cristão, pois Deus atua em qualquer lugar do mundo e não é dependente de homem algum. Observe o que João escreveu:

      “Depois destas coisas olhei, e eis uma grande multidão, que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, que estavam em pé diante do trono e em presença do Cordeiro, trajando compridas vestes brancas, e com palmas nas mãos.” (Apoc. 7:9)

      Ora, dado o fato de estarão na Nova Terra pessoas de “todas as nações, tribos, povos e línguas”, e sendo incontestável o fato de que o cristianismo não chegou a toda essa gente, inclusive porque há nações, tribos e povos que se extinguiram antes que entre eles as boas novas do Evangelho chegassem, fica claro que a salvação não esta restrita ao cristianismo.

      • A diferenca dos nascidos do evangelho e grande.Os outros ,se vc quer chama-los de nascidos so nasceram de doutrinas que nao possuem poder de transforma-los.

      • Estarao as que se arrependerem e constituirem o salvador enviado por Deus.ROMANOS 5/1.Os que nao tiverem advogado serao condenados.O texto se refere a salvos em Cristo e nao a salvacao de todo o mundo.O contexto mostra pessoas salvos em todas as nacoes do mundo.

        • Servo, apesar de sua insistência em negar a realidade, a maioria dos cristãos, incluindo os teólogos, creem que não serão apenas os cristãos que serão salvos. É uma pena que você limite tanto o alcance e a eficácia do amor e da graça de Deus.

  17. Eu falei em incapacidade biblica para cita-la,afirma-la e contesta-la.Isto vc nao tem.Outra coisa,que vc nao sabe,eu nunca fiz um curso de computacao e digitacao e nem gosto de mundo virtual,e isto e o suficiente para passar algumas vergonhas.Porem se vc observar e se inteirar vera que eu nao posso ser qualificado de analfabeto pela minha digitacao.Agora, sou formado em Direito advoguei,teologia 4 cursos 2 completos e inumeros seminarios,missiologicos e missoes pelo mundo e por todo o Brasil,29 anos de fe,e ocupo um posto graduado na fe.Acho que consigo falar.

  18. Sandro confesso a vc que nao sou virtual e so uso computador para estudar,alem de nunca ter feito um curso de computacao,e digitacao.Tenho computador so ha 3 anos e uso pouco.Dedilho e nao me preocupo muito com o portugues e sim com as ideias a serem comunicadas.

  19. Jesus apresentou conceitos espirituais inovadores para aquelas comunidades acostumadas aos rígidos ditames da Lei Mosaica. Uma das provas de que os Evangelhos não condenam a homoafetividade é o fato de Jesus nunca ter dito nenhuma palavra contrária para tais relações. Antes, Jesus reconhece a existência de uma diversidade.

    Dentre os textos mais reveladores, temos o relato de Mateus 19.3-12. Aqui, Jesus reconhece alguns pontos da diversidade sexual de sua época:

    10) Disseram-lhe seus discípulos: Se assim é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar. 11) Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido. 12) Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode receber isto, receba-o.” (ACF)

    Nesse texto, Jesus afirma que nem todos estão aptos para receber o conceito do casamento heterossexual indissolúvel (v.11). Em seguida, Cristo explica três razões para isso:

    1) há eunucos de nascença;

    2) há eunucos que foram feitos pelos homens; e

    3) os que se fazem eunucos pelo reino de Deus, ou seja, os celibatários.

    Dessa lista, apenas no terceiro caso Jesus usou o termo de maneira metafórica, figurada. O que mais interessa a esse estudo é a primeira acepção, ou seja, os eunucos de nascença.
    Comumente, os eunucos eram homens intencionalmente castrados para servir nos palácios, principalmente na função de guardar as mulheres sem que pudessem oferecer algum risco sexual a elas. Era imprescindível que os monarcas tivessem a certeza da paternidade dos filhos a fim de que a sucessão real fosse legítima e reconhecida. Exatamente por isso, os eunucos eram respeitados e dignos de total confiança, e em alguns momentos a Bíblia se refere a eles como oficiais da corte (Atos 8.27).
    No hebraico e no aramaico (língua falada por Jesus) não havia uma palavra específica para designar os homossexuais, mas estudos indicam que o termo eunuco era também empregado para se referir aos homossexuais masculinos:

    “O judaísmo conhecia apenas duas categorias de eunucos: Os ‘feitos pelo homem’ (em hebraico sãrïs ‘ãdhãm) e aqueles que nasceram congenitamente incapazes ou sem libido (instinto e desejos sexuais) chamados de ‘natural’ ou ‘eunuco do sol’ (em hebraico sãrïs hammâ)”.

    Dentre as características para se identificar um eunuco de nascença, o Talmude (é uma série de escritos judaicos que compreende as discussões rabínicas sobre a ética, a lei, os costumes e a história do Judaísmo) cita os modos frágeis, pouca barba, a suavidade do cabelo, da pele e a voz efeminada. Nenhum dos seus testes envolve a verificação da presença de defeitos anatômicos nos órgãos reprodutores. Inclusive, tais eunucos eram associados comumente com o desejo homossexual.

    Qualquer Duvida encaminhe um e-mail para wesley_cavalcante@hotmail.com

    Que você possa viver dias de muita alegria,

    Fique na paz

    Wesley Cavalcante Silva

  20. Visto não ser opção então por óbvio não é pecado.

    Homossexualidade pode ser influenciada pela epigenética
    Pesquisa afirma que a orientação sexual pode estar ligada a marcadores epigenéticos que regulam a sensibilidade à testosterona e são transmitidos de pais para filhas e de mães para filhos

    Por: Ricardo Carvalho12/12/2012 às 15:31 – Atualizado em 12/12/2012 às 19:00
    homossexualidade genética epigenética
    Estudo tenta entender qual o componente biológico na definição da orientação sexual das pessoas(iStockphotoItem/VEJA)

    Do ponto de vista evolutivo, o fato de a homossexualidade ser algo bastante comum na sociedade humana, ocorrendo em cerca de 5% da população mundial, é intrigante. Como homossexuais produzem menos prole do que heterossexuais, uma possível variação genética relacionada à homossexualidade dificilmente seria mantida ao longo das gerações. “Isso é muito enigmático a partir de uma perspectiva evolucionária: como a homossexualidade pode existir em uma frequência tão alta a despeito do processo de seleção natural?”, diz em entrevista ao site de VEJA Urban Friberg, do departamento de Biologia Evolutiva da Universidade de Uppsala, na Suécia. Friberg, ao lado de William Rice, da Universidade da Califórnia em Santa Bárbara, e Sergey Gavrilets, da Universidade do Tennessee, ambas nos Estados Unidos, pode ter encontrado uma resposta: o fator biológico ligado à homossexualidade não estaria na genética propriamente dita, e sim em um conceito conhecido por epigenética. Os resultados foram publicados nesta terça-feira no periódico científico The Quarterly Review of Biology.

    A epigenética trata de modificações no DNA que sinalizam aos genes se eles devem se expressar ou não. Esses marcadores não chegam a alterar nossa genética, mas deixam uma marca permanente ao ditar o destino do gene: se um gene não se expressa, é como se ele não existisse.
    CONHEÇA A PESQUISA

    Título original: Homosexuality as a Consequence of Epigenetically Canalized Sexual Development.

    Onde foi divulgada: The Quarterly Review of Biology

    Quem fez: William Rice, Urban Friberg e Sergey Gavrilets

    Instituição: Universidade da Califórnia em Santa Bárbara, Universidade de Uppsala e Universidade do Tennessee.

    Resultado: O artigo estudou um possível componente hereditário para, a partir de um ponto de vista evolutivo, explicar a homossexualidade. Os três autores montaram um modelo segundo o qual uma marca epigenética (epimarca), que regula a sensibilidade à testosterona em fetos, pode ser transmitida de mãe para filho e de pai para filha e influenciar na orientação sexual.

    Essa nova teoria vai ao encontro de outra tese mais antiga, a de que a homossexualidade é definida, ao menos em parte, por um componente hereditário. Pelo menos quatro grandes estudos, publicados em 2000, 2010 e 2011, nos periódicos Behavior Genetics, Archives of Sexual Behavior e PLoS ONE, apontam para esse fator na origem da orientação sexual, a partir de estudos com gêmeos monozigóticos (também chamados de idênticos ou univitelinos, produtos da fertilização de um único óvulo) e dizigóticos (também chamados de fraternos ou bivitelinos, produtos da fertilização de dois óvulos diferentes).

    Epigenética – Imagine o material genético humano como um manual de instruções. Os genes formariam o conteúdo do livro, enquanto as epimarcas ditariam como esse texto deveria ser lido. “A epigenética altera e regula a forma como os genes se expressam”, explica a geneticista Mayana Zatz, do departamento de Genética e Biologia Evolutiva da Universidade de São Paulo (USP). É por meio dos comandos epigenéticos, por exemplo, que o pâncreas fabrica apenas insulina, apesar de as células nesse órgão terem genes para a produção de muitos outros hormônios.

    Acreditava-se que os traços da epigenética não eram hereditários, sendo apagados e recriados a cada passagem de geração. Como pesquisas nas últimas décadas mostraram que uma fração de epimarcas é, sim, passada de pais para filhos, Friberg, Rice e Gavrilets julgaram ter encontrado a peça que faltava para montar o quebra-cabeça.

    Sensibilidade – Os três criaram um modelo segundo o qual uma dessas epimarcas transmitidas hereditariamente é o marcador responsável por regular a sensibilidade à testosterona de fetos no útero materno. Ao longo da gestação, tanto fetos masculinos quanto femininos são expostos a quantidades variadas do hormônio, sendo que o fator epigenético estudado no artigo torna o cérebro dos meninos mais sensíveis à testosterona quando os níveis estão abaixo do normal. Isso acontece para preservar características masculinas, podendo inclusive influir na orientação sexual. O mesmo ocorre, mas inversamente, com as meninas. Quando a testosterona está acima do normal, a epimarca funciona como uma barreira, diminuindo sua sensibilidade ao hormônio.

    A partir desse modelo, a homossexualidade poderia ser explicada pela transmissão de epimarcas sexualmente antagônicas. Ou seja: quando o pai transmite seus marcadores, que tiveram a função de torná-lo mais sensível à testosterona, para uma filha. De igual maneira, esse material hereditário pode ser passado de uma mãe para um filho, tornando-o menos sensível à testosterona.

    “Quando os efeitos desse mecanismos (que regulam a sensibilidade à testosterona) não são apagados entre as gerações, eles se expressam na prole do sexo oposto. Isso pode resultar em indivíduos que desenvolvem preferências sexuais pelo mesmo sexo”, explica Friberg, da Universidade de Uppsala. “O que fizemos foi colocar pela primeira vez o conceito da transmissibilidade epigenética no contexto de desenvolvimento sexual.”

    O pesquisador faz questão de ressaltar que ainda não se pode provar que a epimarca específica da sensibilidade à testosterona é hereditária. Para tanto, testes específicos precisarão ser realizados. “Uma grande solidez do nosso estudo é que o modelo epigenético para a homossexualidade faz predições que são testáveis com tecnologia já existente. Se o nosso modelo estiver errado, pode ser rapidamente descartado”, escrevem os autores no artigo do The Quarterly Review of Biology.

    Outro pesquisador envolvido, Sergey Gavrilets, da Universidade do Tennessee, afirma que mesmo que a teoria da hereditariedade seja respaldada por futuros estudos, o debate está longe de acabar. “A hereditariedade explica apenas parte da variação na preferência sexual. As razões, que podem ser sociais, culturais e do ambiente, permanecerão como um tópico de intensa discussão.”

    “Estudo positivo” – Carmita Abdo é coordenadora do Programa de Estudos em Sexualidade da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Ela destaca que a nova pesquisa é positiva, uma vez que contribui para a melhor compreensão dos fatores biológicos envolvidos na ocorrência da homossexualidade. “O trabalho é importante porque reforça uma ideia cada vez mais prevalente: a de que a genética – no caso a epigenética – tem influência sobre a orientação sexual.”

    Essa compreensão científica tem sido importante, segundo Carmita, no combate a mitos que envolveram o tema e que alimentaram interpretações preconceituosas. “Até pouco tempo atrás, achava-se que a orientação sexual era proveniente de uma escolha, como se deliberadamente o indivíduo optasse por ser homossexual. Muito do preconceito contra os homossexuais advém daí”, afirma, lembrando que até o início dos anos 90 a homossexualidade era tratada como um transtorno de preferência, e não como uma característica. “Observar um fenômeno pelas lentes da ciência muda a compreensão e ajuda a deixar de lado certas discriminações. Nesse caso em particular, você remove da equação a ideia de que o homossexual é responsável por uma opção que muitos veem como negativa, pejorativa.”

    Ela ressalva, entretanto, que ainda existe muita incerteza no campo e que a orientação sexual precisa ser encarada como produto de vários fatores. “O estudo reforça a ideia segundo a qual existe uma predisposição que vai ser confirmada ou não a partir de uma serie de influências que vão ocorrer ao longo da vida, algumas delas de ordem cultural, educacional e social. Ele não consagra uma interpretação determinista, nem diz que tudo depende dos genes”

    “Nosso objetivo é entender como as preferências sexuais se desenvolvem e evoluem”

    Urban Friberg

    Professor do Departamento de Biologia Evolutiva da Universidade de Uppsala, na Suécia

    Qual o principal objetivo da pesquisa?

    Assume-se que indivíduos homossexuais produzem menos prole do que heterossexuais. Qualquer codificação genética para homossexuais deveria, portanto, ser rapidamente removida no processo de seleção natural. Apesar disso, a homossexualidade é relativamente comum entre humanos (cerca de 5%). Além do mais, os melhores estudos disponíveis mostram que há um componente hereditário na homossexualidade. Isso tudo é muito intrigante de uma perspectiva evolucionária: como a homossexualidade pode existir em frequências tão significativas apesar da seleção contra ela? O objetivo da nossa pesquisa foi simplesmente tentar resolver esse enigma, o que nos ajuda a entender como as preferências sexuais se desenvolvem e evoluem.

    Como a mudança de foco de genética para a epigenética pode ser explicada?

    Nossa principal contribuição é trazer uma explicação lógica para o porquê de a homossexualidade ser algo tão frequente – e para tanto nós mudamos o foco, como causa da homossexualidade, de genes para epimarcas. Nossa teoria sugere que a homossexualidade é resultado de um mecanismo que ajuda as pessoas a desenvolver a preferência por indivíduos do sexo oposto. Quando os efeitos desses mecanismos (epimarcas) não são apagados entre as gerações, eles se expressam na prole do sexo oposto. Isso pode resultar em indivíduos que desenvolvem preferências sexuais pelo mesmo sexo.

    Como a comunidade científica lida com genética e homossexualidade?

    Houve diversos estudos nos quais os pesquisadores tentaram encontrar genes associados com a homossexualidade. Tais estudos falharam e nenhum gene foi identificado. O resultado disso tudo é intrigante, uma vez que a homossexualidade tem um componente hereditário. Nossa teoria, porém, é capaz de explicar por que a homossexualidade é tão comum e tem um componente hereditário, sem nenhuma codificação genética para esse traço.

    Encontrar uma possível explicação biológica ajuda a combater o preconceito?

    Atualmente, algumas pessoas acreditam que a homossexualidade é uma escolha pessoal e que indivíduos homossexuais podem ser ensinados a escolher de forma diferente a sua orientação sexual. Eu acredito que encontrar as raízes da preferência sexual mina tais mitos e ajuda as pessoas a melhor entender e aceitar a homossexualidade.

    • isso não me assusta não pq tdo isso está escrito, mas tenha certeza de uma coisa Jesus Cristo está vendo tdas essas coisas e ele vai cobrar daqueles q distorce a palavra dele . Na quele grandioso dia ele vai cobrar e muita gente vai arder no inferno com o diabo

  21. Visto ser de nascimento e não por opção, obviamente não é pecado, acabou povo fariseu.
    Estudo relaciona homossexualidade com alteração na divisão celular
    Área da biologia chamada epigenética pode ter papel nesse processo.
    Cientistas americanos criaram modelo matemático e biológico para análise.

    Do G1, em São Paulo
    saiba mais

    Pinguins gays ‘adotam’ filhote em zoológico na Dinamarca
    Zoo do Canadá vai separar pinguins gays para tentar reprodução
    Homossexualidade é mais aceita por maioria, diz estudo com 31 países
    Antes de morrer, astronauta da Nasa revela em mensagem que era gay

    Possíveis fatores que determinam que uma pessoa seja homossexual têm sido alvo de inúmeros estudos científicos, e uma nova pesquisa americana aponta que uma área da biologia chamada epigenética pode estar envolvida nesse processo.

    A epigenética é diferente da genética, que abrange os genes e a hereditariedade. No primeiro caso, o ambiente favorece mudanças nas divisões celulares, mas que não interferem na sequência de DNA – ou seja, as alterações geralmente ficam apenas com o próprio indivíduo e são produzidas de novo a cada geração.

    Segundo o trabalho do Instituto Nacional de Matemática e Síntese Biológica (NIMBioS) dos EUA, publicado online no periódico “The Quarterly Review of Biology”, interruptores sexuais temporários, que normalmente não são transmitidos e simplesmente se “apagam” entre as gerações, podem levar à homossexualidade quando escapam de serem deletados e acabam passados do pai para a filha ou da mãe para o filho.
    Membros da comunidade filipina de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros (LGBT) lutam pela sua aceitação e direitos iguais no país (Foto: Cheryl Ravelo/Reuters)
    Membros da comunidade filipina de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros (LGBT) lutam pela aceitação e direitos iguais no país (Foto: Cheryl Ravelo/Reuters)

    Do ponto de vista evolutivo, a homossexualidade é uma característica que não seria esperada para se desenvolver e persistir diante da teoria de seleção natural de Darwin. Estudos anteriores mostram que a atração pelo mesmo sexo pode se repetir em uma mesma família, levando pesquisadores a presumir que haja um embasamento genético para a preferência sexual. Apesar dos numerosos trabalhos que buscam uma ligação genética, porém, nenhum gene importante ligado à homossexualidade já foi encontrado.

    Na atual pesquisa, a equipe do Grupo de Trabalho sobre Conflitos Intragenômicos do NIMBioS criou um modelo matemático e biológico para delimitar o papel da epigenética na homossexualidade. Os cientistas juntaram a teoria da evolução darwiniana com recentes avanços no entendimento da regulação molecular por meio da expressão de genes e do desenvolvimento sexual ligado a andrógenos – substâncias que estimulam e controlam as características masculinas em uma pessoa.

    Alguns “marcadores epigenéticos” produzidos no início do desenvolvimento fetal protegem cada sexo de uma variação substancial de testosterona que ocorre mais tarde. Em meninas, esses marcadores impedem que elas se masculinizem demais – e, nos meninos, de menos. Alguns interferem nos órgãos genitais, outros na identidade sexual, e outros na preferência por um parceiro.

    Quando esses marcadores são transmitidos de uma geração para outra, de acordo com o estudo, eles podem causar efeitos inversos, como a feminização de alguns traços em meninos – por exemplo, a orientação sexual – e a masculinização parcial das meninas.

    “A transmissão de marcadores epigenéticos sexualmente antagônicos entre as gerações é o mecanismo evolutivo mais plausível para o fenômeno da homossexualidade humana”, disse o coautor do estudo Sergey Gavrilets, diretor associado do NIMBioS e professor da Universidade do Tennessee, em Knoxville.

    • Andre,entendi o seu relatório,o que esta em questão,é que quem julga o que é ou não é pecado não é a ciência,e sim a palavra de DEUS através da Bíblia Sagrada,basta que venham ler traduções fidedignas das escrituras,e veremos que nunca mudou o conceito de pecado,o homem em si, todos os dias mudam os seus conceitos, conforme a necessidade de cada um, querer obrigar a DEUS mudar,as suas escrituras para favorecer um determinado grupo o qual ele condena, é de fato uma grande insanidade mental,posso lhes afirmar,sem sombras de duvidas, que Ele jamais mudara, porque Ele não é homem para que minta.

      • Creio na Palavra de DEUS, tanto quanto você, e você e eu sabemos que não e existe, termo homossexual, nem efeminado na bíblia e sim “devasso”, o qual os nobres padres do século XV trocaram por “afeminados” e evangélicos do século XX trocaram por homossexuais, ou seja, a tradução está errada, para justificar o ódio.

        • Andre,algo bastante interessante,pois até o presente momento todos os que arrumam argumentos para justificar a causa gay,realmente eles acabam se identificando,como homossexuais,gays,lésbicas e outras coisa do gênero,esta explicado porque tamanha defesa,só que você esqueceu de ler uma tradução confiável,pegou bíblias corruptas,traduzidas de forma a satisfazer a vontade do homem, Procure ler desde a vulgata,até as atuais,que são fieis a palavra de DEUS,e quando lhe for possível responda qual foi a sua descoberta,entre o homem que deita com outro homem,como mulher,o afeminado,que procura praticar somente as coisas de pratica das mulheres, os homossexuais que arranjam os seu parceiros do mesmo sexo dizendo-se casal (mas casal e um macho e uma fêmea, dois do mesmo sexo é dupla par,parceiro(a),párea e qualquer coisa menos casal, gays que garante ser mais mulher que as mulheres, verifique se a mudança de nome mudou a pratica,se o que eles fazia antes e o mesmo que é feito hoje,desde que temos conhecimento,podem até mudar o nome mas a falta de vergonha é a mesma.

  22. IDIOTA SÓ SE FOR SA SUA BIBLIA
    Levítico 18, 22-24 – Disse o Senhor: Não te deitarás com um homem como se faz com mulher; é coisa abominável. Não terás comércio carnal com nenhum animal, contaminando-te com ele. A mulher não se ponha diante de um animal para unir-se com ele: é uma perversão. Não vos contaminareis com nenhuma dessas coisas, porque com todas elas se contaminaram os povos que eu expulsarei de diante de nos.

    Levítico 20, 13 – Se um homem usar com outro homem, como se fosse mulher, ambos cometeram uma torpeza abominável; serão punidos de morte e sua morte recairá sobre eles.

    I Coríntios 6, 9-10 – Acaso não sabeis que os injustos não terão parte no reino de Deus? Não vos iludais: nem fornicadores, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem gananciosos, nem ébrios, nem maldizentes, nem rapaces terão parte no reino de Deus.

    • Levítico não é referência para o povo cristão (se for, trate de cumprir todos os mandamentos que constam desse livro, inclusive o que proíbe usar roupas feitas com mais de um tipo de tecido), e a palavra “efeminado”, de I Coríntios, é um erro de tradução. Observe o texto abaixo:

      “Esta passagem, quando Paulo, para alertá-los de seus erros, lembra aos cristãos de Corinto da Lei Judaica, tem sido alvo de intensas discussões quanto a sua tradução.

      As palavras malakoi e arsenokoitai ao longo dos séculos têm sido traduzidas de forma bem distintas.

      Quanto a palavra malakoi (que literalmente significa “mole”, “macio”) já houve versões bíblicas que a traduziram como “depravados”, “pervertidos”, “efeminados”, “efebos”, “meninos prostitutos” e algumas versões modernas chegaram até mesmo a falar em “homossexuais”. Entretanto, até a Reforma no século XVI pensava-se que tal palavra significasse “masturbadores”. Sabe-se, porém, que para além de seu sentido literal de “mole” ou “macio”, tal termo, quando usado para adjetivar pessoas, pode também ser entendido como “lasso”, “irrefreável”, “devasso” ou mesmo “efeminado”. E é a partir dessa última tradução que se tem entendido por parte dos religiosos tradicionais que, portanto, existiria no texto uma condenação aos homossexuais. Segundo essa concepção um homem lasso, promíscuo e efeminado só poderia se tratar de um homossexual.

      Não obstante, há uma séria contra-argumentação a esse entendimento. Uma grande, e hoje crescente, parte dos estudiosos tem questionado essa interpretação, mostrando que a palavra malakoi, mesmo quando traduzida como “efeminado” jamais pode ser entendida como uma referência a homossexuais. Para tal intento, mostram que tal tradução é ambígua uma vez que o termo “efeminado” filologicamente sempre significou, para além de “pusilânime”, também “mulherengo”, e é esse o sentido que a palavra original tinha nos tempos de Paulo – o que, de fato, é coerente com outras passagens bíblicas que condenam os promíscuos e devassos, como Apocalipse 21:8 e 22:15. Tais críticos lembram também que a palavra “efeminado” só adquiriu conotação de “homossexual” na Modernidade, de modo que inserir essa tradução nos escritos de Paulo seria um gritante equívoco e algo profundamente descabido. No intuito de comprovar tal entendimento, acrescentam que até a era moderna, nunca, em nenhum texto, em nenhuma época sequer a palavra malakoi significou “homossexual” ou conceito semelhante, e desafiam a quem possa mostrar o contrário.

      Já em relação à palavra arsenokoitai a controvérsia é ainda maior. Uma vez que ela, em um intervalo de três séculos, somente aparece em dois escritos de Paulo e, posteriormente, nos Oráculos Proféticos (Sibylline Oracles) e em mais nenhuma outra literatura na história – e em ambos a palavra se encontra dentro de uma lista, de modo a seu significado não poder ser alcançado a partir de um contexto – fica impossível determinar seu significado literal. Há, porém, um certo consenso que esta palavra se trata de um neologismo criado por Paulo, que teria juntado as palavras arsen, que significa “homem” e koiten, que significa “cama”. Vale notar que para alguns religiosos – como os tradutores da NVI e da Bíblia da Linguagem de Hoje – tal dado já seria suficiente para levá-los a crer que tal palavra se referiria, sim, à “homossexual”, uma vez que o pecado que um homem pode fazer na cama seria, em seus pontos de vista, quase certamente, um ato homossexual. Tal entendimento – acusado de simplista e homofóbico pelos liberais – com efeito, não pareceu dar conta de desvendar a palavra em questão para a maioria dos exegetas e acadêmicos.

      Diante da impossibilidade de encontrar o significado literal da palavra arsenokoitai, uma ampla gama de estudos acadêmicos foi feita ao longo do século XX no intuito de compreender de fato o termo e evitar sua tradução de modo precipitado e controverso. É, então, que pelo método histórico-crítico pôde-se, enfim, compreender o que tem sido amplamente aceito como o mais provável sentido do neologismo paulino.

      Arsenokoitai remete ao conceito de prostituição cultual muitíssimo comum no Antigo Testamento, quando meninos eram vendidos como kadeshim, ou “prostitutos cultuais”, para os templos pagãos como os de Dionísio, Baal e Diana, ou mesmo homens livres se faziam sacerdotes sexuais para se dedicarem a esses templos de freqüente idolatria orgiástica. A exatidão dessa teoria se provaria uma vez que a Septuaginta, que eram as escrituras sagradas que Paulo lia à sua época, usa os exatos mesmos termos que o apóstolo usou em Levítico 18:22: Como homem (arsenos), não te deitarás (koiten), como mulher…(Kai meta arsenos ou koimethese koiten…), e o texto se finaliza afirmando que tal ato seria toevah, uma palavra que, como vimos, no hebraico é sempre usada num contexto de ritual religioso, de impureza no sentido religioso, o que é praticamente um consenso entre os hermenêutas veterotestamentários.”

      Fonte: teologia#inclusiva#.word#press#.com#/1#-corintios-6/

      (Remova os símbolos do jogo da velha e cole na barra de navegação da web)

    • 2) LEVÍTICO 18,22 e 20,13
      Pois, com efeito, o mandamento anterior é ab-rogado por causa da sua fraqueza e inutilidade (pois a lei nenhuma coisa aperfeiçoou), e desta sorte é introduzida uma melhor esperança, pela qual nos aproximamos de Deus. (Hebreus 7,18-19).

      Transcrevemos um e-mail que circula na Internet de autor desconhecido muito usado em diversos estudos sobre o tema desta obra. É a resposta a uma locutora homofóbica de uma rádio evangélica norte-americana que adora usar o Livro Levítico para condenar os homossexuais.

      “Querida locutora,
      Gosto muito do Livro de Levítico e concordo que os cristãos devem sim viver debaixo da lei. Afinal, para que um sacrifício único e suficiente em Jesus Cristo? Para que uma Nova Aliança no Espírito deixando todo o conteúdo, rituais, sacrifícios da lei mosaica de lado? Mas tenho alguns problemas em cumprimento da Lei. Será que você poderia me ajudar?
      • Eu sei que quando eu queimo um bezerro no altar, como um sacrifício, o odor que se desprende é cheiro suave e agradável ao Senhor. (Levítico 1, 5-9). O problema são meus vizinhos. Eles dizem que o odor não é nada agradável e ameaçam chamar a Saúde Pública, que também não gosta do odor. Que devo fazer?
      • Levítico 11, 7-8 – diz que ao tocar o cadáver de um porco me torna impuro. Poderei praticar algum esporte com bola feita de pele de porco, caso use luvas?
      • Levítico 11, 12 – diz que comer marisco é abominação. É uma abominação maior ou menor do que a homossexualidade?
      • Eu sei que não devo ter contato com uma mulher durante o seu período menstrual (Levítico 18,19). O problema é; como saber? Sempre que pergunto, a maioria das mulheres se sentem ofendidas.
      • Levítico 19,19 – diz-me que não posso plantar tipos diferentes de sementes no mesmo campo, e nem usar roupas feitas de dois tipos diferentes de material. Devo concluir que serei condenado se tiver uma hortazinha no fundo do quintal com alguns vegetais e temperos, ou se usar uma camisetinha básica, de algodão e poliéster.
      • A maioria das pessoas que conheço corta o cabelo de vez em quando, apesar de que isso é expressamente proibido (Levítico 19, 27). Estaremos todos condenados?
      • Levítico 21,16-20 – declara que eu não posso me aproximar do altar de Deus se eu tiver um defeito físico. Eu uso óculos. Será que Deus faz “vista grossa” para este pequeno detalhe?
      • Levítico 25, 44 – declara que eu posso possuir escravos ou escravas, desde que tenham sido comprados em um dos países vizinhos. Um amigo meu insiste que essa regra se aplica a argentinos e paraguaios, mas não a uruguaios. Poderia me orientar? Por que não me é permitido possuir escravos uruguaios?”

      No Antigo Testamento, a aliança de Deus com o povo de Israel dependia do cumprimento da lei mosaica, que compõem os cinco primeiros livros da Bíblia chamado Pentateuco , e que posteriormente foi compilado pelo filósofo judeu Maimônides em seiscentos e treze mandamentos.

      Hoje, como cristãos, vivemos na Nova Aliança ou tempo da graça e não estamos sujeitos a estas proibições da lei de Moisés; tanto é que, por exemplo, não guardamos os sábados, comemos carne de porco, camarões (Deuteronômio 14,3-21), alimentos com sangue (Deuteronômio 12) etc.

      A lei era por demais austera e disseminava, por isso mesmo muito preconceito, impedindo o livre acesso de todos a uma vida plena com Deus. Veja aqui mais alguns exemplos: “Fala a Arão, dizendo: Ninguém da tua descendência, nas suas gerações, em que houver algum defeito, se chegará a oferecer o pão do seu Deus. Pois nenhum homem em quem houver alguma deformidade se chegará; como homem cego, ou coxo, ou de nariz chato, ou de membros demasiadamente compridos. Ou homem que tiver quebrado o pé, ou a mão quebrada, ou corcunda, ou anão, ou que tiver defeito no olho, ou sarna, ou impigem, ou que tiver testículo mutilado.” (Levítico 21, 17-20).

      Pobre daquele que tivesse o mínimo defeito. Imagine você quem usa óculos, tem o nariz chato, teve uma doença de pele, quebrou a mão ou o pé… um portador de necessidades especiais (cego, coxo, corcunda…), anão, eunuco (que entrasse na categoria mutilação), jamais teriam livre acesso a Deus. Exatamente por esta razão, o Apóstolo Paulo será categórico ao afirmar que a lei em nada aperfeiçoou a vida humana: “Pois a lei nenhuma coisa aperfeiçoou) e desta sorte é introduzida uma melhor esperança, pela qual chegamos a Deus.” (Hebreus 7, 19).

      Certa vez ouvi uma história muito interessante sobre os judeus homossexuais e o cumprimento da lei mosaica através de um amigo judeu e gay. Perguntei ao mesmo sobre como eles faziam para seguir a lei mosaica e a resposta foi: “Pastor Marcos, mesmo os judeus ortodoxos gays tem relacionamentos homossexuais sem muitas dificuldades. Você como advogado sabe que na lei é fácil encontrarmos uma brecha; o texto fala para não se deitar como se fosse uma mulher. Assim muitos judeus gays resolveram o problema não tendo relação com penetração, pois não estaria nenhum dos dois como ‘mulher fosse’, já que assim procedendo, o casal não incorreria nesta questão prevista pela Halachá .

      Por outro lado, como na lei judaica não há referência alguma sobre uma mulher deitando-se com outra mulher, como homem fosse ou coisas do gênero, não há problemas em relação às mulheres lésbicas.”

      Uma lei é passível de ser burlada, entretanto nossa Aliança com Cristo passa necessariamente por uma relação profunda com o Espírito Santo, relação esta impossível de ser burlada, já que ela é a base sobre a qual podemos viver plenamente a mesma Aliança pela justificação que o próprio Cristo nos concede. “E de tudo o que, pela lei de Moisés, não pudestes ser justificados, por ele é justificado todo aquele que crê.” (Atos 13, 39). E a própria homossexualidade está inscrita precisamente nesta justificação.

      Com Jesus nada mais precisa ser burlado, já que vivemos em uma Nova Aliança, pois a letra mata, mas o Espírito do Senhor vivifica (2 Coríntios 3,6); Jesus Cristo trouxe a todos esta nova aliança. Na ministração da Ceia do Senhor, seguindo os ensinamentos de Jesus, verbalizamos e afirmamos estar bebendo o sangue da “Nova Aliança”.

      Isto significa que não precisamos viver no cumprimento dos preceitos e prédicas da lei mosaica, pois temos acesso direto a Deus pela Graça de Jesus Cristo, através deste que é a própria Palavra viva de Deus.

      Assim: “O fim da lei é Cristo para a justiça de todo aquele que crê.” (Romanos 10,4).
      O Senhor Deus nos resgatou da lei, enviando o seu próprio filho Jesus que já pagou nossos pecados (cumprindo a própria lei) para que não fossemos mais subjugados a maldição dos antigos rudimentos mosaicos, afinal: “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós.” (Gálatas l 3,13).

      A Epístola de Paulo aos Gálatas revela que aqueles que insistem na continuidade das práticas da Lei estão em maldição para com Deus. “Pois todos quantos são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque escrito está: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas que estão escritas no livro da lei para fazê-las.” (Gálatas 3,10).

      Veja que a Lei em nada aperfeiçoou a vida dos homens e o propósito do Senhor Deus já era de introduzir uma esperança em um plano mais amplo. “Pois, com efeito, o mandamento anterior é ab-rogado por causa da sua fraqueza e inutilidade (pois a lei nenhuma coisa aperfeiçoou), e desta sorte é introduzida uma melhor esperança, pela qual nos aproximamos de Deus.” (Hebreus 7,18-19).

      A nova lei se estabelece em Cristo a partir do Amor e o fruto da nova aliança no Espírito Santo consiste na própria essência do amor; contra o amor nenhuma lei prevalece. “Mas o fruto do espírito é: o amor (…) contra estas coisas não há lei.” (Gálatas 5,22.23).

      Ultrapassadas estas questões faremos a exegese do texto do livro Levítico 18,22 e mostraremos que mesmo na antiga aliança a relação de amor entre pessoas do mesmo sexo não era condenada.

      Primeiramente, esta era uma lei que tinha como principal objetivo impedir que o povo de Deus se envolvesse em práticas de rituais dos povos circunvizinhos. Lembre-se de que, nesta época, o povo de Israel estava no meio do deserto e se desviava constantemente dos propósitos de Deus, por se misturar com os costumes de outros povos, dentre eles práticas de idolatria, prostituição cultual e sacrifícios sexuais a outros deuses que sempre envolviam a questão do sexo “contra a natureza.”

      Situe-se no contexto: “Não procedereis como se faz na terra do Egito, onde habitastes; não procedereis como se faz na terra de Canaã, para onde os conduzo”. (Levítico 18, 3).

      A partir de uma análise histórica daquela região na Antiguidade, compreendemos que a prática homossexual no Egito e em Canaã estava articulada diretamente à cultos ligados a questão do êxtase e da fertilidade, criando todo um conjunto de exercícios de prostituição ritual abominável aos olhos de Deus.

      Todo tipo de prática sexual era utilizada nestes rituais, incluindo sexo entre pessoas do mesmo gênero, mas não apenas este. Por exemplo, nestes rituais, famílias inteiras de agricultores quando desejavam uma colheita próspera, promoviam cultos de fertilidade nos templos destes “deuses” onde pais, mães, filhos… todos praticavam sexo ao mesmo tempo com os prostitutos cultuais ou os chamados “prostitutos sagrados” em sacrifício.

      O livro do Levítico não estava proibindo formas de relacionamento homossexual em amor (ou seja, o que hoje entendemos como homoafetividade), mas uma condenação a esta forma de adoração a outros deuses e também a esta forma de sacrifício idólatra, que se distanciava da adoração que se recomendava fazer ao Deus de Abraão. Algo que fornece um precioso embasamento aos nossos argumentos é que a própria palavra traduzida como “abominação” (no hebraico “toevah”) nos textos do Antigo Testamento, somente é utilizada num contexto de idolatria em toda a lei.

      Desta forma, podemos ler este texto de Levítico 18,22 como: “Com um homem não te deitarás, como se fosse mulher. É prática de idolatria.”

      Em Deuteronômio 23,17 (também outras passagens, principalmente no livro dos Reis) observamos a confirmação sobre a existência da prostituição cultual e o que o texto do Levítico estava condenando. Veja “Não haverá prostituta sagrada entre as israelitas, nem prostituto sagrado entre os israelitas” (Deuteronômio 23, 17 – versão da Bíblia de Jerusalém ).

      Algumas traduções bíblicas mais tendenciosas do Antigo Testamento trocam a terminologia: “prostituto sagrado” pela palavra “sodomita” já criando uma falsa idéia de que o texto estava se referindo aos homossexuais; aqui encontramos uma clara e mal intencionada manipulação das Sagradas Escrituras Sagradas para construir uma doutrina homofóbica onde o pecado de Sodoma corresponderia proposital e diretamente à homossexualidade.

      Perceba a malícia: “Não haverá prostituta dentre as filhas de Israel; nem haverá sodomita dentre os filhos de Israel.” (Deuteronômio 23, 17).

      A troca só nos ajuda a compreender que há sim uma manipulação da própria semântica bíblica em algumas passagens com a exclusiva finalidade de fomentar preconceito e exclusão.

      Por fim, ao longo desta obra teremos visto claramente que as Escrituras Sagradas jamais fizeram qualquer menção negativa ao relacionamento de amor entre duas pessoas do mesmo sexo. O que as Escrituras condenam realmente são as práticas de prostituição cultual e “sagrada”, a violência, e o abuso sexual e práticas de sexo contra a natureza, ou seja, privadas de contato, afeto e reciprocidade.

      3) ROMANOS 1, 21-28

      Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. (Romanos 8, 1).

      Existe uma expressão muito intrigante que diz: “texto sem contexto é pretexto”. Não resta dúvida que a mensagem bíblica é atemporal, poderosa e eterna; mas sua narrativa necessita naturalmente de uma contextualização apropriada. Aqui nesta passagem da carta do Apóstolo Paulo aos cristãos de Roma devemos indagar questões como: qual tipo de sexo era praticado naquela cultura? A qual tipo de relação sexual estava o apóstolo se referindo?

      No verso 21, encontramos: “não o honraram como Deus” e logo em seguida dos versos 23-25 percebemos que o texto se refere ao pecado da idolatria. Nos versos 26-27, vemos o abandono do seu desejo natural, do seu prazer natural a uma vida de prática sexual desumanizada.

      Mais uma vez o texto trata da relação sexual que não é advinda de um gesto de amor, de complemento, de carinho, de unidade, mas “contra a natureza”.

      Pergunte a um homossexual o que lhe é natural na questão sexual. É amar a uma pessoa do mesmo sexo? Você se complementa em amor com uma pessoa do sexo igual ao seu ou com alguém de gênero diferente? Ao se provocar a situação em que alguém naturalmente homossexual tenha de se relacionar com uma pessoa do sexo oposto, o que se está fazendo na realidade é uma agressão de ordem mental e física, já que isto se choca frontalmente com a natureza daquela pessoa.

      Da mesma forma, converse com um heterossexual sobre o que seria natural para o mesmo. Como o mesmo teria uma vida completa não fugindo da sua natureza? A resposta seria com uma pessoa do sexo oposto.

      Podemos estudar o contexto da carta aos cristãos da igreja em Roma pela história, literatura, filmes de época, bem como outras fontes importantes, como discursos políticos, dramaturgia e a retórica latina.

      Uma das mais fundamentais características da sociedade romana era o seu desprezo pela questão da identidade sexual. Tudo poderia ser revertido, de forma obstinada e compulsiva para uma pluralidade descontrolada de atos sexuais, muitas vezes desumanos e perversos. Um dos personagens mais famosos daquela época era o Imperador Calígula, soberano de Roma exatamente na época em que Paulo escreveu esta epístola.

      Historiadores apontam para aspectos do mundo romano bastante marcantes de seu tempo: a indiferença a questão da natureza sexual dos cidadãos da “civitas”, o apego cada vez maior aos cultos de fertilidade vindos das províncias orientais do Império, a criação de adolescentes pelo aparelho de Estado, distante de suas famílias; neste último caso pode-se observar ainda a prática, de origem grega, do relacionamento sexual entre rapazes mais jovens e homens mais velhos, independente de suas orientações sexuais.

      Em determinada fase da vida eles até se casavam com uma mulher, todavia, o sexo entre homens se inscrevia na questão da honra e da dignidade aristocrática, já que as mulheres ocupavam socialmente a periferia das relações sociais, sendo terrivelmente marginalizadas e muitas vezes consideradas apropriadas exclusivamente para fins de procriação.

      Portanto, duas coisas podemos depreender da sociedade romana que Paulo testemunhou e na qual de uma certa forma viveu, a despeito de sua formação judaica: a misoginia e o abuso.

      Há ainda outro aspecto que precisa ser ressaltado: a forma de relação entre pessoas do mesmo sexo era absurdamente assimétrica, ou seja desigual e injusta, já que envolvia adultos e crianças, velhos e jovens no mesmo ato. Não há dúvida que essas práticas, em sua versão perversa, são absolutamente contra a natureza!

      Concluímos, portanto que a condenação da Carta aos Romanos era a condenação a experimentação de formas sexuais contra a natureza pelo simples desejo ou busca por prazer, sem uma orientação sexual correspondente e inata, estes não tinham a orientação homossexual. Isso nós também, da mesma maneira que Paulo, consideramos pecado.

      4) 1 CORÍNTIOS 6,9-10 E 1 TIMÓTEO 1,10

      O qual nos fez também capazes de ser ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica. (1 Coríntios 3, 6).

      “Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem “malakoi”, nem “arsenokoitai”, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus.”

      Nesta passagem, temos dois termos que chamam a atenção. O primeiro, “malakoi”, foi traduzido pela versão de Ferreira de Almeida, da Bíblia em Português, como “efeminados” e o segundo na mesma versão “arsenokoitai”, como “sodomitas”. Duas palavras equivocadamente traduzidas, em uma clara operação de adulteração das Sagradas Escrituras.

      Também, existem duas versões da Bíblia que fazem traduções para estas duas palavras que podemos chamar de abomináveis, tratam-se da “Bíblia na linguagem de hoje” que traduz “malakoi” como “adúlteros” e “arsenoitoitai” como “homossexuais”; já a “Nova Versão Internacional” – NVI traduz “malakoi” e “arsenoitoitai” como: “homossexuais ativos” e “passivos” respectivamente, o que configura um exercício semântico criminoso e abusivo, ressaltando que estas são as versões da Bíblia preferidas dos homofóbicos religiosos.

      Recomendamos que jamais comprem estas duas versões ou caso vocês já as tenham, risquem em seus exemplares as palavras falsamente traduzidas e coloquem as corretas, como mostraremos neste estudo.

      Veja como é fácil perceber a manipulação Bíblica. As Escrituras Sagradas datam de mais de 2000 anos; como seria possível ter na Bíblia a palavra homossexual se o termo surgiu apenas em 1869, criado pelo escritor e jornalista austríaco Karl-Maria Kertheby?

      Para esclarecermos estas dúvidas precisamos estudar os textos bíblicos em seus idiomas originais. É fácil comprar em qualquer loja de artigos bíblicos, uma versão original da Bíblia, do Novo Testamento em grego e verificar estas palavras. Compre também um dicionário, veja as raízes das palavras no grego e constate o que mencionamos aqui.

      Estas duas palavras podem, de acordo com o contexto em que são utilizadas, ter mais de um significado. Mas, esteja certo que jamais terão qualquer sentido real aplicado ao termo homossexual. Neste sentido elas jamais se aplicarão a um relacionamento de amor e fidelidade entre duas pessoas do mesmo sexo.

      O termo grego “malakoi” literalmente pode ser traduzido como “mole”. E dentro daquela cultura misógina do primeiro século, podemos dizer que uma associação com a feminilidade era vista como negativa em termos morais. Assim, “mole” poderia ser uma descrição de qualquer tipo de comportamento de vaidade exacerbada ou fraqueza de caráter. Um outro sentido para esta palavra poderia ser a referência à prostituição cúltica masculina, que também era muito forte na época e na cultura romanas .

      O termo “arsenokoitai” que foi traduzido como “sodomita” na versão de Ferreira de Almeida, só passou a se referir a prática homossexual na Alta Idade Média. Provavelmente, alguns homossexuais poderiam estar incomodando alguns religiosos que não entendiam o que era de fato ser homossexual!

      “Arsenokoitai” consiste em uma palavra de significado por demais obscuro, lembrando que é grande a quantidade de termos e palavras no grego clássico que significavam “comportamento homossexual”. É preciso lembrar ainda que o Apóstolo Paulo não utilizou nenhuma delas, de onde podemos concluir que ele se referia realmente a algo muito específico.

      Etimologicamente, podemos dizer que o radical linguístico “arsen”, quer dizer macho e “koitos”, quer dizer cama. Este termo não possui nenhum registro na literatura grega antes de ser utilizado pelo apóstolo Paulo. Isto parece ser, portanto um neologismo do próprio Paulo, elaborado na composição desta epístola. Como o significado original deste neologismo pode ter se perdido no tempo, isto favorece interpretações grosseiras, sendo esta a palavra predileta para o arsenal homofóbico e tendencioso. No passado esta palavra antes de “sodomita” foi usada como “masturbadores” por algumas traduções bíblicas.

      Por outro lado, é bom sabermos que nem tudo está perdido, pois hoje temos algumas traduções bíblicas, mais fiéis aos textos no idioma original. Em Português, temos a “Bíblia de Jerusalém” que é atualmente a melhor tradução das Sagradas Escrituras no mundo, onde teólogos judeus, cristãos e protestantes traduziram do hebraico, aramaico e grego para o francês sem intermediações pretensamente tradutológicas que acarretariam em qualquer distorção. Assim, quando queremos uma tradução mais fiel recorrermos à Bíblia de Jerusalém. As palavras que mencionamos de 1 Coríntios 6, 9 foram traduzidas pela Bíblia de Jerusalém da seguinte forma: “malakoi” como “depravados” e “arsenokoitai” como “pessoas de costumes infames”. Já em 1 Timóteo 1,10 a palavra “arsenokoitai” se repete e veio na versão da Bíblia de Jerusalém como “pederastas”, ou seja, adultos que fazem sexo com crianças.

  23. Tem que ser, muito FILHO do diabo, para crer neste excremento religioso fluido destas mentes DOENTES que existe em cada gay.
    Convertam-se: ou todos vocês vão pro inferno mesmo.
    Pois, na vida eterna com DEUS, não herdará quem coabita com alguém do mesmo sexo.
    Que DEUS abençoe a todos os que creem.

    • Jó Gomes, como você quer converter a outros se você mesmo não se converteu? Percebe-se por suas palavras que você não tem o Espírito de Cristo, mas age como um fariseu legalista.

      “O coração do justo medita o que há de responder, mas a boca dos perversos transborda maldades.” (Pv 15. 28)

      “a vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um” (Cl 4:6).

      “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem.” Ef 4:29

      “As palavras suaves são favos de mel, doces para a alma, e saúde para os ossos.” (Pv 16:24)

      “Portai-vos com sabedoria para com os que são de fora; aproveitai as oportuni­dades.” (Cl 4.5)

      • Caro Sandro, referindo-me ao que postei, devo dizer que esta fala não é minha, mas: sim do SENHOR Jesus quando dirigiu a palavra aos homens de sua e época tal qual aos nossos contemporâneos, ” ou seja, os gays que se dizem cristãos”.
        Por favor, achas mesmo que alguém que tenhas um espirito de pomba-gira, vai entrar com este no Reino dos Céus?
        ” E eu que devo me converter?”
        Que DEUS abençoe a Todos.

        • Não acrescente às palavras de Jesus o que ele não disse, Jó Gomes.

          Cristo nunca condenou os homossexuais, pelo contrário até, como se infere de seus ensinos sobre os eunucos de nascença, ou eunucos do sol, e que eram, conforme literatura judaica da época, homossexuais.

          • “espirito de pomba-gira”?

            Como pode você, um cristão, acreditar na existência de “pomba-gira”, uma divindade de religiões africanas e cuja cosmovisão não tem nada a ver com a cosmovisão cristã?

            Vocês, evangélicos, vivem cometendo esse erro, ou seja, de afirmar a axistência concomitante de uma cosmovisão cristã e de uma cosmovisão umbandista, o que se trata de sincretismo religioso, algo inadmissível para a teologia cristã.

  24. Como doutrinas que nao reconhecem pecados,bem como necessidade de um salvador poderao transformar um homem e limpa-lo?Se nao existe pecados,logo se conclui que pode se dispensar um salvador ou ainda que o homem pode se salvar por si mesmo.Negativa do sacrificio de Cristo pela humanidade perdida e distante de Deus.

  25. O que adianta dizer que conhece a Deus e nao ter um estilo de vida que revele.Pela arvore se conhece os frutos e nao e possivel de uma fonte. jorrar agua doce e agua amarga.

  26. 1) SODOMA E GOMORRA (GÊNESIS 18-19)

    “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei”… (Oséias 4, 6)

    A passagem do livro do profeta Oséias (4, 6) é muito séria! Muitos homossexuais e heterossexuais foram enganados simplesmente por falta de conhecimento, porque não se aplicaram em conhecer e estudar a fundo as Escrituras, buscando o direcionamento do Espírito Santo para compreender estas pouquíssimas passagens, que tão facilmente podem ser explicadas. Nesta parte, faremos uma abordagem a todas as passagens intencionalmente interpretadas contra os homossexuais.

    Não pense que as interpretações acerca do pecado de Sodoma e Gomorra foram sempre as mesmas. Na verdade, elas têm sido variadas entre os tempos e por último, para sustentar um preconceito, há alguns séculos os homofóbicos passaram a afirmar que a destruição havia sido por causa da “homossexualidade”.

    Leia os textos dos capítulos 18 e 19 de Gênesis e sem “pré-conceitos” entenda realmente o que aconteceu. Perceberá que os homens daquelas cidades queriam violentar sexualmente os anjos que chegaram à casa de Ló. Caso você nunca tenha ouvido falar, consulte livros de história, enciclopédias, internet… sobre o assunto xenofobia, que é a repulsa a coisas ou pessoas estrangeiras, medo e ódio aos estrangeiros.

    Por que o medo de nações estrangeiras? Lembra dos “espias de Jericó”? Existia uma estratégia de guerra e dominação entre os povos da Antiguidade de enviarem seus espiões para examinar a terra inimiga e voltarem às suas contando sobre todos os procedimentos e andamentos das cidades a serem invadidas. Uma forma de intimidar e refrear o envio de espiões, era violentando sexualmente os “visitantes”.

    Voltando ao contexto, se fosse uma questão de homossexualidade pura e simples, por que haveria Ló de oferecer suas filhas virgens? Ele não seria tão estúpido para oferecer mulheres a um bando de homossexuais abusadores. Se ele ofereceu suas filhas, é porque sabia que os mesmos não eram homossexuais.

    Esta situação de repulsa aos estrangeiros é logo encontrada alguns livros a frente do Antigo Testamento e pouco se fala sobre este texto da Bíblia. “Estando eles alegrando o seu coração, eis que os homens daquela cidade (homens que eram filhos de Belial) cercaram a casa, batendo à porta; e falaram ao ancião, senhor da casa, dizendo: Tira para fora o homem que entrou em tua casa, para que o conheçamos. E o homem, dono da casa, saiu a eles e disse-lhes: Não, irmãos meus, ora não façais semelhante mal; já que este homem entrou em minha casa, não façais tal loucura. Eis que a minha filha virgem e a concubina dele vo-las tirarei fora; humilhai-as a elas, e fazei delas o que parecer bem aos vossos olhos; porém a este homem não façais essa loucura.” (Juízes 19, 22-24).

    Estas histórias apenas confirmam os assuntos que seguem, por isso é importante que você leia com muita atenção. Este tipo de atitude para Deus é degradante. Violentar sexualmente uma pessoa, com o prazer de humilhar uma orientação sexual que não lhe era natural. Isto é exatamente o contrário da vontade de partilhar afetivamente uma vida a dois.

    O profeta Ezequiel revela o verdadeiro pecado de Sodoma: “Eis que esta foi a iniqüidade de Sodoma, tua irmã: Soberba, fartura de pão, e abundância de ociosidade teve ela e suas filhas; mas nunca fortaleceu a mão do pobre e do necessitado.” (Ezequiel 16, 49). Sodoma cometeu abominação por sua constante hostilidade, segregação e agressão ao ser humano. Trazendo esta questão para os nossos dias, podemos afirmar que o papel “sodomita” atualmente é desempenhado pelas próprias igrejas homofóbicas, pelo alto grau de rejeição a seres humanos, vidas, enfim, a toda uma comunidade de pessoas que Deus aceitou em amor.

    Jesus repreende com severidade estas atitudes de rejeição a pessoas: “E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? Ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber. Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então, eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.” (Mateus 25,38-46).

    • Andre,se o povo de DEUS ,não examinar as escrituras assim como em Atos 17:11,poucos escaparão,porque a falta de conhecimento bíblico,e a persuasão dos incrédulos,distorcem textos,versículos completos,palavras,em muitas as vezes dando duplo sentido,com tendência para o pecado,que tudo isto é simplesmente uma forma declarada,de legalizar o pecado e para favorecer aos pecadores,ao invés de leva-los ao arrependimento,para que obtenha o perdão, Você pode mim transcrever Gênesis 19:5 com enfase na ultima frase,dizendo o seu significado,e depois porque Sodoma,o que significa sodomia.E qual o versículo na bíblia que NÂO condena homem deitar com outro homem, ou mulher com mulher,e que seja permito ser afeminado.Aguardo a sua resposta.

    • André as pesquisas apontam que sociedades que eram homossexuais vieram a ruir. Sabemos que Deus não muda e a ordem divina foi “Deixará o homem seu pai e sua mão e uni-se-a a sua mulher”. A propria vida seria impossível se prevalecesse a homossexualidade, tudo aquilo que Deus criou para o homem e os fez perfeitos (Homem e mulher) é na base da heterossexualidade.

  27. Sandro oque você acredita ser “a verdade”, pode não ser aquilo que outros acreditam ser. Ninguém pode te julgar pelas suas opiniões, ou por qualquer coisa que você ache certo, mas da mesma você que não podem você não pode querer expor a sua opinião como se essa fosse a única e total verdade, baseado seja em quem for, o único capaz de julgar tais preceitos e Deus se os mesmos estão ou não certos. Discrepâncias bíblicas podem acontecer pois á textos que foram inspiradas por Deus, mais em outras ocasiões que apenas foram repassadas de uma pessoa a outra, que por sua vez pode ter alterado parte do que antes fora escrito. Da mesma
    forma que se conta uma historia ela acaba mudando pois quem á conta vai expor os fatos a sua maneira, mais sempre, a historia, vindo através de um fato concreto.

  28. Ainda bem q Deus e misericordioso, eu amo muiiiiiiiiiiiiiiiiiito meu Jesus lindo por q ele me molda a cada dia , ele é a minha vida , minha luz, minha esperança é eu creio no poder dele q salva ,cura,transforma e libertador. Eu qro dizer pra tdos q não adianta ninguém tentar convencer ao outro sua religião, seu pensamento, suas práticas e suas teologias, a salvação e individual, Deus é o certo, Deus está vendo tdo e somente os pensamentos dele e q vale .As pessoas são cheias de si, de suas verdades e vazia de Deus, eu estou fazendo minha parte amando o meu próximo como ele é ,por q e pra Deus q eu presta conta e não para os ignorantes desta terra e para o meu Senhor q eu dou glória tdos os dias, e não para o ser humano,como eu.A palavra de Deus e uma só é ninguém pode muda , quem tiver achando ruim vá falar com o meu general JESUS.por que eu já julguei muito as pessoas , eu já descuite, eu já desrespeitei, eu já odiei, eu já maltratei e hoje eu não qro mais ser assim , é não sou mais graças ao meu maravilindo Deus

DEIXE UMA RESPOSTA