Pastores do mundo inteiro, que irão atuar como voluntários na Copa do Mundo, se reúnem em Curitiba

8

Na próxima semana o projeto Ame Brasil, começa a receber líderes religiosos e voluntários que vão atuar na Copa do Mundo nas 12 cidades-sede do evento. O projeto é uma iniciativa de igrejas evangélicas brasileiras e internacionais que irá realizar uma série de trabalhos voluntários nas cidades que receberão os jogos da Copa.

Em Curitiba serão cerca de 50 voluntários, que irão participar das ações promovidas pelo projeto, envolvidas em trabalhos como ações sociais em igrejas, asilos e orfanatos, o ensino de esportes para crianças carentes e ajudar na orientação de turistas que estarão na cidade.

– A partir do dia 4 de junho uma série de líderes religiosos se reúne aqui e teremos um grande evento no dia 7, com cultos e a recepção aos voluntários – explica Lucas Dutra, responsável pelo evento em Curitiba.

O encontro será coordenado pelo pastor brasileiro radicado em Nova York Elias Dantas, e acontecerá na 1ª Igreja Batista de Curitiba, no bairro do Batel.


O Ame Brasil contará com voluntários vindos de várias partes do mundo, como Alemanha, Estados Unidos, Peru, Colômbia, Panamá, Filipinas, Uganda, Ruanda, Austrália, Quênia e Indonésia.

De acordo com o site Bem Paraná, algumas das igrejas envolvidas no projeto, além de atuar nas ações sociais, irão abrir suas portas nos dias de jogos, com telões para receber torcedores que não poderão ir aos estádios.

– As igrejas têm telão, estrutura de som e vão receber muito bem a população interessada em acompanhar as partidas – afirma o representante do Ame Brasil em Curitiba, pastor Fernando Klinger.

Saiba mais sobre o projeto em amebrasil2014.com.br


8 COMENTÁRIOS

      • QUEM sabe por se tratar de uma idolatria, que prende milhares de pessoas em casa, em vez de nos cultos, das agressões, das mortes, da roubalheira, talvez se vc. me mostrar onde deus entra nesta história, eu entenda.

        • Pessoas estão vindo de lugares onde o evangelho é proibido e muitas vezes acabam se convertendo.
          E depois, não é o futebol que ocasiona tudo isso que você relacionou: são pessoas.

          • Não me surpreendo que algumas pessoas achem normal essa “comunhão” entre o sistema evangélico, a fifa, os políticos, etc… Afinal, todos tem o mesmo objetivo, o que todos eles querem, é dinheiro e poder. Piór que trabalhar de graça como “volun otário” na copa, é ser dizimista na nova aliança, onde o dízimo já foi abolido!

  1. Mundo continua emtrando nas igrejas. Que Jesus tem a ver com isto. Tentamos comprar ingresos mas è impossivel mas as industrias de veneno ?(cerveja, refrigerantes, cigarros etc) compram quantos quiserem

  2. Mais palhaçada inutil e tola,fortalecendo os nescios em suas frivolidades e chocarrices.Mais vergonha promovida por estes auto intitulados inuteis lideres.desprovidos de unçao,e nenhuma autoridade,terrena ou divina.Nao sabem diferenciar a mao esquerda da direita.

  3. Fatiminha, antes de falar busque informações… para sua informação existem missionários inclusive brasileiros sofrendo entre os africanos…. e compartilhando as mesmas doenças e tentando ajuda-los… e estes realmente não aparecem na mídia pq tem mto o q fazer….Deus abençoe vcs

DEIXE UMA RESPOSTA