Polícia deve arquivar acusação contra assessor de Feliciano e poderá indiciar Patrícia Lélis; Veja provas

248

A denúncia de Patrícia Lélis contra Talma Bauer, chefe de gabinete do pastor Marco Feliciano (PSC-SP), deverá ser arquivada pela Polícia Civil de São Paulo, que estuda a possibilidade de indiciar a estudante por falsa comunicação de crime.

As investigações feitas pela equipe liderada pelo delegado Luís Roberto Hellmeister encontraram provas que indicam que a estudante de jornalismo não esteve em cárcere privado ou sob coação de Bauer.

Agora, a Polícia considera Patrícia suspeita de ter negociado seu silêncio por R$ 300 mil, divididos em seis parcelas. Os R$ 20 mil apreendidos com o jornalista Emerson Biazon seriam parte do primeiro pagamento.

Os investigadores tentam identificar um homem chamado Artur, do Rio de Janeiro, que teria ajudado Patrícia a intermediar a negociação.


Esse novo personagem da trama foi entregue por Emerson Biazon, que inclusive forneceu prints de tela de seu celular em conversas que teriam sido mantidas com Patrícia e tratando do recebimento dos R$ 300 mil.

Confira:

prints cel emerson biazon

As imagens acima foram entregues por Emerson durante depoimento prestado na tarde da última terça-feira, 09 de agosto. Na delegacia, o jornalista também entregou fotos de um encontro entre ele, Talma Bauer, Patrícia Lélis e um homem chamado Marcelo Machado na churrascaria Boi de Ouro, em São Paulo.

Marcelo Machado é o homem apontado por Patrícia Lélis como um produtor de eventos gospel em sua entrevista coletiva no Senado, na última segunda-feira à noite.

De acordo com informações do jornalista Leandro Mazzini, do Uol, Emerson disse à Polícia que a estudante afirmou que Machado seria seu empresário e teria chegado a ligar para ele, no Rio de Janeiro, pedindo o número de sua conta bancária Pessoa Jurídica para que fossem feitos depósitos mensais. “Ele desconfiou do que se tratava após respostas evasivas dela, e não topou o acordo”, comentou Mazzini em sua matéria.

Confira o almoço na churrascaria:

Emerson Biazon ao lado de Talma Bauer e Marcelo Machado ao lado de Patrícia Lélis durante o almoço
Emerson Biazon ao lado de Talma Bauer e Marcelo Machado ao lado de Patrícia Lélis durante o almoço

B. O.

A decisão de Patrícia em ir à delegacia denunciar Talma Bauer por cárcere e coação teria sido tomada, de acordo com Mazzini, após sua mãe, Maria Aparecida de Souza, ter viajado de Brasília a São Paulo, de surpresa, e convencido a estudante a denunciar a situação.

Maria Aparecida já havia revelado, dias antes, que sua filha havia ligado pedindo uma conta bancária atrelada a um CNPJ, para que fosse feito um depósito. A mãe da estudante afirmou a Mazzini, no entanto, que nenhum valor foi creditado nessa conta.

A Polícia descobriu que Patrícia teria feito compras de alto valor em um shopping, chegando a pagar R$ 700,00 em apenas uma maquiagem em um salão de beleza, antes de gravar o segundo vídeo em que desmentia as acusações contra Feliciano.

“A Polícia conseguiu provas de que houve gastos altos de Patrícia durante sua estadia por SP. O hotel e sua passagem aérea foram pagos por Bauer – o que evidencia que ela já viajara para a capital paulista ciente de que haveria o trato […] Hellmeister já está certo, com as evidências entregues por Emerson Biazon, de que não houve coação e sequestro da jovem”, comentou Mazzini.

Versão de Patrícia

A estudante afirmou, sem entrar em muitos detalhes, que a negociação feita por Emerson Biazon tinha sua anuência, mas que ela não havia feito exigências financeiras.

“Eu não queria dinheiro, nunca quis, e disse que se ele quisesse negociar que não me envolvesse nisso […] Eu só queria ficar em paz e minha vida de volta”, teria dito Patrícia Lélis a Leandro Mazzini, em ligação telefônica realizada na última terça-feira, 09 de agosto.

José Carlos Carvalho, advogado criminalista que atua na assistência a Patrícia, disse acreditar que sua cliente é inocente e que teria sido vítima de agressão e abuso sexual e/ou estupro.

Carvalho afirma que o relato de Patrícia sobre o cárcere privado o convenceu, e que está preparando a defesa da estudante caso a Polícia Civil de São Paulo a indicie por falsa comunicação de crime, que pode render pena de 1 a 6 meses de prisão ou multa, em caso de condenação.

O delegado Hellmeister, do 3º DP paulistano, estuda se deve indiciar Patrícia por falsa comunicação de crime, mas também, diante das evidências, poderá indiciar Talma Bauer na tentativa de silenciá-la mediante pagamento. A Polícia ainda não sabe a origem do dinheiro, incluindo os R$ 20 mil já apreendidos.


248 COMENTÁRIOS

  1. Gostaria de fazer aqui algumas ressalvas, percebi o nervosismo dessa moça ao dar esse depoimento cercado de gestos estranhos peculiar de quem gosta de criar historias, PONTO 01 ela não consegue fixar os olhos em quem está a sua frente coça a mão olha para baixo. PONTO 02 sempre que vai criar uma frase que não aconteceu, alguns gestos a denunciam tapar a região frontal (Nariz e boca) morde os lábios para não rir, quando ela diz que o Pr ofereceu-lhe um salario de 15 mil poe a mão na orelha , coça o olho aos 0:45 segundos do vídeo quando diz que o Pr agarrou-a e dai por diante suas mãos não colaboram com as mentiras, ela coça o rosto mais uma vez, quando vai falar do assessor. PONTO 03 quando percebe que está oscilando coloca as mãos por dentro das mangas da blusa para tentar disfarçar suas mãos que não conseguem combinar com as palavras que saem da boca; pasmem caros leitores ela passa a mão no rosto quando vai falar do Pr Everaldo, suas mãos continuam denunciando quando passa a mão na orelha para dizer que o Pr Everaldo entregou o “dinheiro”, rachem de rir quando ela vai falar do jornalista poe a mão mais uma vez nas vias aéreas evitando assim um sorriso, enlouqueçam! agora poe a mão no nariz mais uma vez quando descaradamente diz que o assessor de Feliciano estava armado e a forçou gravar um vídeo. Desculpem mas, essa jovem não sabe mentir.

  2. Isso se refere a denúncia de cárcere privado apenas, Gospel+ vcs q estão trabalhando pro Psc publiquem a notícia de q o partido ia pagar 300mil pra moça ficar quieta. Estamos esperando como a turma evanjegue vai justificar o fato do partido pagar 300mil pra uma suposta mentirosa e doida.

  3. É simples, há indícios de q ela de fato se encontrou com ele em seu ap, deve ter provas cabais disso, o partido sabendo q ela tinha essas provas ofereceu grana pra ela ficar quieta. Mas afinal oq um santo homem de Deus fazia sozinho com uma moça em seu ap???

  4. Nunca confie numa pessoa que não olha no olho.Nos vídeos essa criatura sempre desviava o olhar,afirmava uma coisa depois retrocedia nas suas palavras.Uma estória ( com e) repleta de contradições. Fora o comportamento que em nenhum momento aparentou abalado com o tal estupro,conforme ela diz.Pelo contrário,sempre bem maquiada e produzida nos vídeos. Vc que tem bom senso acha isso normal?Vejo essa mulher como uma dissimulada,uma artista eficiente para assumir um papel de protagonista.Mulher fria, calculista e mau caráter. Sabemos que estamos nos últimos dias da igreja na terra e alguns escândalos acontecerão para cumprimento da palavra de Deus já outros serão preparados pelo diabo para destruir o povo de Deus e envergonhar a igreja,trago aqui a história de José um homem íntegro,temente a Deus teve que fugir da mulher de Potifar,pois a mesma queria tê-lo a força, não tendo sucesso na sua investida acusou José de estupro e ele foi preso injustamente . Satanás continua agindo da mesma maneira até os dias atuais para matar os mensageiros do evangelho.

  5. Não sou a favor desse “Pastor” pois nem vou com a cara dele, mas sempre que posto minha opinião, vou pelo lado do pensamento de que todos são inocentes até que seja julgado e o processo seja transitado em julgado. agora vou falar do que penso em relação a tudo isso: assim como todo mundo saiu julgando o agora ex-marido daquela tal de Bianca, que diz ser missionária, pastora e apaziguadora de casais, na qual acusou o cara de ter estuprado seu filho, todo mundo meteu a lenha no cara, e agora pelo que me parece as coisas não são bem assim:agora vou falar dessa tal de patrícia Lélis.se observarem ela está toda feliz almoçando, com aquele que logo depois iria denunciar por sequestro e cárcere privado. e daí todo mundo meteu o pau no cara, e agora, agora me parece que as coisas não são bem assim.foi no salão de beleza e gastou $700 só com maquiagens, estranho né?! bem apareceram mais $20mil na conta dela, outra coisa estranha não acham? e as conversas que foram printadas do celular de seu amigo em que mostra explicitamente o valor de $300mil(dinheiro pra cacete) e outras e outras coisas, que tenham certeza ainda vai surgir sobre este assunto. o que pode até ser que o referido “pastor” tenha praticado o que ela alega, mas se alguém tiver que ser processado e condenado, no meu ponto de vista deveriam ser os dois, um pelo suposto estupro ou assédio sexual e a outra (no caso essa patrícia) por suborno,falsa comunicação de crime,e quem sabe ainda outros artigos que poderão ainda ter sido cometidos por ela. pois resumindo se tudo isso for verdade, essa mulher é mais canalha do que seu suposto algoz,pois mulher que tem caráter, não há dinheiro no mundo que pague a sua honra.

  6. o que eu acho é que se não tivesse ocorrido nada, os caras não estavam negociando, o silêncio da garota, é por isso, que continuo afirmando, que o servo de Deus tem é que fugir da mulher sensual, AI, JÁ TÔ CORRENDOOOOO!!!!

  7. O delegado nao pode investigar o feliciano , quem vai votar se investiga ou engaveta o caso e o partido dele , feliciano e o homem que mais tem votos no partido , ele que carregou o partido nas costa , vcs acham que o partido psc vai tirar o cara , eu acho dificil

  8. A justiça divina ainda virá…. e que ela tenham um encontro com Jesus… pois creio na conduta do pastor, e sei que ele deve está com raiva, mas ao mesmo tempo ele deve ter pena dela…
    Falo como a menina que estava na casa de Hama, o gerenel leproso, história bíblica. “Ah, se ela conhece o Deus que servimos! “(Em outras palavras).

  9. Gospel+ e os bodes tudo desesperados preocupados com o ídolo deles…. Eu não acho q foi isso tudo do jeito q ela está relatando mais acredito q Feliciano não está tão inocente assim nessa história não. Se não devia pq iria pagar suborno,pq não denuciou assim q ela começou a chantagear, pq o acessor deu tanta importância a ela… Quem ouviu o áudio de uma hora entre eles dois sabe q tem alguma coisa errada.

  10. Ela foi abusada e subornada tá bem claro isso. Cadeia nessa quadrilha de bandidos . Isso é crime muito grave , ninguém iria dar 300 mil por uma mentira , se fosse eles teriam procurado a polícia ou melhor , como deputado ele mesmo poderia ter dado voz de prisão na moça e prende-la em flagrante.

  11. por que tanto ódio dos evangélicos? em todo lugar tem pessoas boas e pessoas ruins, entre os gays tem pessoas boas e ruins, na igreja catolica, no ateismo etc. não é porque tem algumas pessoas que dão mal exemplos que todos os crentes não prestam , se na propria biblia diz que na igreja tem lobo disfarçado de cordeiro, então acho que não devemos generalizar.

DEIXE UMA RESPOSTA