Polícia fecha rádio gospel pirata e prende dois pastores em flagrante

0

A Polícia Civil do estado de São Paulo prendeu em flagrante dois pastores na última terça-feira, 25 de abril, por manter um programa em uma rádio gospel pirata que funcionava no interior do estado.

A identidade dos pastores, que tinham 43 e 47 anos de idade, não foi revelada, mas a Polícia Civil informou que a emissora, chamada Sintonia FM, operava na frequência 105,5 em Pindamonhangaba (SP).

A investigação sobre a rádio pirata começou há dois meses, após a Polícia receber uma denúncia de interferência em telecomunicação. Ao longo do período destacado, os policiais tentaram identificar a origem do sinal da emissora, e descobriu-se que a antena ficava localizada em um terreno, e o estúdio em outro local.

Rádios piratas voltadas ao público evangélico são extremamente comuns Brasil afora, mas os transmissores dessas emissoras, geralmente, não são homologados pela Anatel, o que pode causar interferências na comunicação de aviões, ambulâncias e outros serviços essenciais, e até, bloqueando sinal de rádios e TVs legalizadas.


De acordo com informações da TV Vanguarda, afiliada da Globo, os pastores apresentavam um programa na hora do almoço, com pregações e músicas gospel. Esse era também o perfil de toda a programação da rádio pirata.

O portal G1 informou que foram apreendidos computadores, antenas e outros equipamentos eletrônicos que eram usados para manter a rádio no ar. Após serem levados para a delegacia e prestarem depoimento, os pastores pagaram fiança de R$ 937 cada um, e vão responder em liberdade ao crime de atividade clandestina de telecomunicação.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA