Internacional

Político egípcio comenta conflitos religiosos no país e diz que “é lícito matar alguns cristãos”

Comments (12)
  1. Paula disse:

    Parece que o Egito já esqueceu do seu passado e de quem é Deus.

    A Bíblia diz:
    Assim executarei juízos no Egito, e saberão que eu sou o SENHOR.
    Ezequiel 30:19

    Acorda gito e se lembra dos dias em que aprisionaram e maltrataram o povo de Deus, O Senhor.

  2. Elias disse:

    Ainda bem que eles são honestos e avisam antes pra galera sair do país! Bem diferente do monstro Cristão Hitler (admirador e executor dos intentos de Lutero).

    1. ronaldo disse:

      ELIAS
      Este foi o nome de um dos maiores profetas de Deus, aceite Jesus como o senhor e salvador da sua vida, ele morreu no madeiro para te salvar,

  3. levi varela disse:

    Moçada,

    Essa turma pode ser tudo, menos filhos de Deus. Tanto um quanto o outro estão ressuscitando Hitler.

    Muçulmano perseguem cristãos no seus países. Agora cristãos afirmam que vão destruir muçulmanos.

    Onde é que fica nessa história não apenas Deus, mas o próprio Abraão, vez que todos descendem de Deus e esses dois aí de Abraão.

    Não esqueçam todos os senhores que há muito se fala numa guerra de religiões antes da vinda de Cristo.

    Nem religião cristã, nem muçulmana e outra aí qualquer vão entrar nos céus, quem vai é o ser humano.

    Aí tem um detalhe, Cristo não falou que matássemos, previu lá no passados brigas e mortes em nome de religiões, como seja, nunca estimulou guerra alguma, aliás se quisesse teria travado luta contra o judaísmo, mas não fez.

    Por isso tudo, ou seja, matar cristãos, judeus,… quem o fizer Deus vai pedir satisfação ao matador, não a religião a, b, c e d.

    Quero vê Deus ter paciência para com os que matam por religião, os que fazem bagunça, os que fazem sua vida uma vingança.

    Deus é amor, portanto não esse Deus de Israel que mandou matar…, sim criação dos judeus pra justificar suas barbaridades. Deus vai cobrar caro dos que mexem um til da sua palavra. Há como vão pagar!!!

  4. cidico disse:

    olha! É como disseram os outros, nós temos que temer a Deus e respeitar a sua criação.
    Deus criou o mundo e fez o homen a imagem a sua semelhança, e fe-lo á governar todas as espécies. mas nao para se tornar o lobo ao próprio homem…

  5. Nilson de Simas disse:

    ESTE É 0 VERDADEIRO horror das religiões, elas criam sub espécies, categorias e gêneros de humanos, onde alguns são especiais e iluminados dentre tantos e o resto é escória que seria bem melhor que não existisse.

    RELIGIÃO ego narcisista, disfarçado de humildade,

  6. J. Lopes disse:

    “Islã-nazista”, povo corrompido pelo mal. Eles agem por Deus e não deixa Deus agir. Patético esse povo.

  7. robles disse:

    Não adianta querer lutar contra o islã , isso temos que deixar para DEUS , agora , que maomé tinha chifres , isso não tenho nenhuma dúvida.

  8. robles disse:

    Aí daquele que mata um ungido de DEUS , esses muçulmanos não sabem com quem estão lidando , eu é que não quero estar na pele deles no dia do juízo final .

  9. Dante disse:

    Parabéns aos muçulmanos.

  10. Mlpaula disse:

    Os cristaos, parece-me, entraram na historia como substitutos dos verdadeiros opositores dos muculmanos: os judeus. Ja que nao tem um judeu disponivel, vamos perseguir um copta, mesmo… Alias, o cristianismo e judaismo sao originarios dali mesmo, oriente medio, mas os muculmanos agem como se fossem representantes dos ocidentais, principalmente os evangelicos e catolicos. Nao posso deixar de bendizer nosso pequeno paraiso de liberdade religiosa, o Brasil, em que padres, rabinos e muculmanos sao amigos. Apesar de todas as mazelas, noss pais eh uma maravilha.

  11. Verdade disse:

    Para o Partido Islâmico Jihad, a única forma de evitar as mortes dos cristãos coptas seria a “conversão, o pagamento do tributo ou deixar o Egito”, segundo informações do Maghreb Chritians.

    O ISLÃ é radical. Não há brecha para deixar as outras religiões livres no ISLÃ.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *