Presidente Dilma desdenha da candidatura de Marina Silva: “Não posso ficar preocupada com qualquer pessoa”

14

A entrada de Marina Silva (PSB) na disputa pela presidência da República nas eleições deste ano foi desdenhada pela candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT). Durante uma entrevista na última terça-feira, 19 de agosto, quando questionada sobre a ex-senadora, a presidente afirmou que não poderia “ficar preocupada com qualquer pessoa”.

A afirmação foi feita após uma visita às obras da hidrelétrica de Santo Antônio, em Rondônia. Dilma vem cumprindo a chamada “agenda casada” durante essa campanha, em que ela aproveita os compromissos oficiais de presidente para pedir votos nas mesmas cidades que visita.

“Eu vou fazer a minha campanha. Tenho muito que mostrar. Eu não posso ficar preocupada com qualquer pessoa ou com o que ela queira fazer. É direito das pessoas concorrerem. E é meu direito, agora, aproveitar esse período que vou ter e apresentar as obras que estamos fazendo”, afirmou Dilma Rousseff.

A candidata do PSB, que substitui o falecido Eduardo Campos, apareceu na pesquisa de intenção de voto feita pelo Instituto Datafolha em segundo lugar, com 21%, empatada com o tucano Aécio Neves, que somou 20%, contra 38% de Dilma.


Numa simulação de segundo turno, Marina Silva aparece com 47% das intenções de voto, contra 43% de Dilma, o que configura empate técnico no limite da margem de erro, que é de dois pontos percentuais.

Os analistas políticos afirmam que Marina atraiu para si não apenas o eleitorado de Eduardo Campos, como também parcela significativa dos eleitores que se diziam sem candidato ou que pretendiam votar em branco/nulo. Em comparação com Eduardo Campos, Marina cresceu 13 pontos, fazendo a candidatura do PSB sair de 8% nas intenções de voto, para 21%.

Marina Silva, evangélica, vem recebendo manifestações de apoio ao longo dos últimos dias. O pastor Silas Malafaia teria decidido apoiar a ex-senadora no segundo turno, caso ela chegue a essa etapa da disputa, de acordo com informações do jornalista Lauro Jardim.

14 COMENTÁRIOS

      • macedo nas eleições de 89 dizia que collor era o candidato escolhido por Deus, e fazia campanha em cima dos palcos da iurd em favor dele, usando inclusive uma camisa alusiva ao candidato.

        Sabemos o que aconteceu depois com o collor…

          • Independente de qualquer credo, qualquer um que se eleger, ou se reeleger não fará diferente do que está sendo feito atualmente no país.

            O continuísmo, e o conformismo são coisas que infelizmente estão enraizados na nossa cultura.

  1. Não sejamos radicais e ingênuos. Parem com essa de ser de Deus. Isso soa como um fanático retardado. Todos nós somos de Deus e temos que fazer a nossa parte, escolhendo alguém que realmente possa mudar o nosso país e livrá-lo das garras das máfias e dos bandidos que lapidam essa nação, causando sofrimento e morte as nossas crianças, velhos e também adulto com a falta de recursos para atendimento adequado na saúde, educação, segurança, além da péssima qualidade de vida que impõem ao nosso povo. Tudo isso devido a corrupção e a incompetência que nossos governantes vem nos sacrificando.
    Tudo indica e nos mostra um caminho que nos causa esperança de um Brasil melhor e mais decente, para todos. Deus, claro, sempre está em nossos pensamentos lhe implorando que nos ajude a tomar uma decisão correta. Porém, a iniciativa é nossa e temos a obrigação de mudar o país, com um novo governo e que não tenha nenhum tipo de compromisso com os que já estão aí. Nossa esperança sem dúvida é a MARINA SILVA. Vamos mudar sem medo e com fé em Deus que essa é a opção correta. Creio que teremos um governo voltado com amor ao povo e ao Brasil. Sem preconceitos, sem discriminação de qualquer tipo. Sendo que um presidente da república tem obrigação de socorrer e atender os mais necessitados em todos os sentidos, independente quem seja, agindo com amor e fé. Principalmente defendendo a nação de todos os seus interesses e levando ao progresso para a boa vivência e conforto da sua população. Alguém somente chega ao sucesso quando tenta alguma coisa. Vamos tentar eleger Marina Silva e tantos outros que acharmos necessário para as mudanças que tanto precisamos. Que Deus esteja com todos nós e principalmente com o nosso futuro governo.

  2. EU SOU A VERDADE…Estou com vc. falou tdo,chega destes que estão ai e nada fazem….Eu e min ha familia votaremos Nela Marina Silva …RUMO A VITÓRIA EM NOME DE JESUS!!!

  3. Ela nem ta muito preocupada,ela sabe que o nordeste vai eleger ela,e vai mesmo.
    a igreja católica do nordeste bem que poderia orientar seus fiéis a não votar na dilma, e explicar para eles que tem mais coisas essenciais do quer o bolsa família.

  4. Sabe que vc esta certo silvio Chega de Dilma, queremos a volta do salario minimo de 67 dólares, queremos inflação de 14%, queremos desemprego de 12 milhões de pessoas, queremos sucateamento da pesquisa e das universidades. Queremos o fim dos médicos cubanos, pois podemos viver sem médicos. Queremos os shopping e aeroportos vazios. Queremos voltar a pedir esmolas ao FMI. Queremos a volta do Procurador Brindeiro, o engavetado da Republica. Chega de PT, queremos que os pobres vivem embaixo das pontes, queremos que o pobres vão paras a ruas pedir esmola. Cansei da Dilma, quero a volta da ciranda financeira, do aumento da desigualdade. Chega de pé tralhas, minha empregada foi embora e esta cursando Universidade. Chega de Dilma,

  5. Temos uma oportunidade unica de dar um chute no traseiro dos Petistas, um governo corrupto,Sem capacidade de administrar uma nação que pode ser uma das mais poderosas do mundo, nada nos falta temos tudo a nossa disposição de recursos naturais a força humana! Acredita Brasil!

    Carpe Diem!

  6. Provavelmente ela ainda não se ligou nas pesquisas do Data folha, quando ela acordar será tarde demais. Marina está crescendo mas não por ela ser evangélica que aliás para mim não importa, o que importa é a postura que ela passa, não fica gaguejando diante das câmeras, responde os questionamentos sem titubear, diferente da atual presidente que nem falar sabe, imagine administrar um país, faliu a Petrobrás e se for eleita, vai falir o Brasil.

  7. Não vejo muitas diferenças entre Dilma e Marina, uma é socialista caviar e a outra “evangélica” com fundamentos do passado vindos da teologia da libertação.

    O país precisa exterminar a corrupção endêmica, diminuir o gigantismo do estado, alavancar a saúde pública sem escravizar ninguém, muito menos os pobres cubanos, e uma política de extrema seriedade na educação. Se der pra encaixar um transporte de massa confortável e barato ficaria quase perfeito.

DEIXE UMA RESPOSTA