Programa de humor zomba de cristãos que se queixam de bullying por parte dos ativistas gays

4

O programa de humor Daily Show, transmitido nos Estados Unidos, fez piada com as reclamações de cristãos que alegam sofrer perseguição dos ativistas gays.

A comediante Samantha Bee fez um esquete, em que entrevistou um jornalista e um pastor, e zombou dos cristãos que se queixam de bullying por parte dos homossexuais.

O pastor Matt Slick afirmou à comediante que existe uma perseguição contra cristãos: “Os cristãos que eu conversei sentem-se intimidados. Eles muitas vezes são intimidados, eles muitas vezes são perseguidos… Apenas por dizer que eles acreditam que a homossexualidade é errada, ou que os homossexuais são pecadores assim como os adúlteros, assim como os pedófilos, assim como os mentirosos, assim como ladrões”, afirmou.

Silck ressaltou que considera os ativistas gays pessoas “intolerantes” e que a imprensa é parcial: “Esses tipos de eventos [bullying contra cristãos] não são divulgados muito bem. Por que não esta sendo coberto?”, questionou.


A comediante Samantha Bee ironizou a queixa do pastor: “Essa violência hipotética que não está sendo coberta, ou registrada, estaria ocorrendo mesmo? Talvez seja porque os números estão sendo abafados pelo Complexo Homossexual-Industrial”, disse.

O jornalista do Huffington Post Todd Clayton, homossexual que se identifica como cristão, afirmou que a proposta do programa de humor era mostrar que não há bullying contra cristãos por parte dos ativistas gays: “A motivação era expor a falácia [dos cristãos anti-LGBT que afirmam serem vítimas de bullying]. Em um país onde todos os presidentes se identificam como cristãos; onde as igrejas estão por toda parte; onde a ‘islamofobia’ é uma empresa; onde o cristianismo é inútil e está amarrado a privilégios e poder… Os cristãos afirmarem que são vítimas de bullying é ridículo”.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


4 COMENTÁRIOS

  1. Falou tudo: * O jornalista do Huffington Post Todd Clayton, homossexual que se identifica como cristão, afirmou que a proposta do programa de humor era mostrar que não há bullying contra cristãos por parte dos ativistas gays: “A motivação era expor a falácia [dos cristãos anti-LGBT que afirmam serem vítimas de bullying]. Em um país onde todos os presidentes se identificam como cristãos; onde as igrejas estão por toda parte; onde a ‘islamofobia’ é uma empresa; onde o cristianismo é inútil e está amarrado a privilégios e poder… Os cristãos afirmarem que são vítimas de bullying é ridículo”.*

    • Cala essa boca Elias essa tua falácia é que já está morta! Tu anda de notícia em notícia deixando esses comentários deploráveis. Tua boca esta em estado de putrefação já, luta sozinho feito um ridículo aqui achando que vai mudar o mundo com esses comentários tendenciosos… Tu pensa que sabe de alguma coisa sobre religião e acha que pode impedir o crescimento cristão? Tu vai morrer tentando meu amigo! A igreja está firmada na terra e fincou suas bases durante anos e gerações, não vai ser agora e de uma hora para outra que ela vai desfazer. Tu pode entender das tuas convicções homossexuais e toda a imundície que tu defende, mais tu nunca vai entender o porque a igreja nunca se abalou em todo esse tempo.
      Você vai minguá tentando feito um retrogrado sem pai e nem mãe, mas você é uma gota num oceano de cristãos e sempre será essa gota que nunca vai contaminar ninguém.
      Cada um faz o que bem entende da vida Elias! E nós escolhemos ser cristãos e ninguém aqui tem culpa de você ter nascido meu amigo! Então quando você realmente tiver argumentos favoráveis e mais contundentes então sim será interessante te dar ouvidos!
      Por enquanto só es mais uma gota!

  2. Fico triste em saber como o ser humano é falho demais… Deus fez o homem e a mulher, não existe esse negócio de homem casar com homem e mulher com mulher, isso é coisa do próprio demônio e as pessoas estão cegas e não enchergam o quanto estão sendo enganadas pelo espírito mal, e coitada dessa comediante Samantha Bee que Deus tenha misericórdia dela por zombar do pastor, pois ele esta falando da palavra de Deus que merece todo o nosso respeito, agora esses homossexuais ficam fazendo bullyng, contra os cristãos, vão ter que chorar muto aos pés de Deus ainda…para que esse demônio deixem eles viver em paz…

  3. A Paz do Senhor.

    Sou cristão, não sou homossexual, mas devido ao aquecimento desse tema de homossexualismo, tive a curiosidade de estudar, e cheguei a alguns questionamentos que fiz a mim mesmo, com base em alguns estudos de igrejas inclusivas que encontrei na internet, e até agora não encontrei quem tivesse rebatido com sabedoria esses argumentos.

    Já que aqui tem vários sábios da Bíblia (JGMIX, Paulo Agnóstico, Sabedoria Cristã, Teologia Católica entre outros, menos: Clamando, Vai Arrebentar, Cassio, Dante e Nilson de Simas), talvez alguém conteste com sabedoria esses argumentos.

    Selecionei 6 motivos pelos quais a homossexualidade não leva alguém à condenação segundo a Bíblia. Ressalto que não estou falando dos que são homossexuais por vício, curiosidade, perversão e promiscuidade, mas que desde antes de saberem o que é sexualidade já se encontravam nessa condição, sem entenderem porque. Os que tem essa condição (esse sintoma da imperfeição humana herdada após a Queda de Adão), mas ainda assim vivem com dignidade e respeito pelo próprio corpo, e para com o próximo. Os que não fazem aos outros o mal que não desejariam que fizessem a eles, os que entendem que todo ser humano tem sentimentos e deseja ser amado, e não usa outros seres humanos para o seu prazer, e que não se aproveita de seres humanos com desvios sexuais para o seu prazer, assim como qualquer hétero deve ser e agir. O que entende que tem um desvio na sua sexualidade como um espinho na carne, que esse não era o ideal de Deus para sua vida, mas que confia na misericórdia de Deus para com a sua condição, e tenta viver da forma mais digna que pode dentro da condição e dos limites em que se encontra.

    Importante: Não estou dizendo que Deus criou alguns para serem homossexuais, ou que ele aprova a homossexualidade. Claro que o desejo de Deus é que homem se relacione com mulher, esse é o seu propósito original, conforme Gênesis, e que um dia será reparado, quando ele eliminar da Terra o pecado e restaurar a perfeição da sua criação. Mas que depois da queda de Adão, a Terra tornou-se maldita, e a morte e suas implicações físicas (doenças físicas e psicológicas), psicológicas (fobias, orgulho exarcebado, vaidade excessiva, egoísmo) e espirituais, entraram no mundo, logo, nem tudo está perfeito como Deus desejou. Há coisas que Deus não aprova, mas tolera, conhecendo os limites do homem. Por exemplo, segundo Gênesis, o ideal de Deus não era que o homem matasse os animais para se alimentar. Mas depois da Queda, ele o permitiu, com algumas ponderações, para preservar o respeito pela vida dos animais.

    Assim, vou expor os motivos pelos quais Deus não necessariamente aprova o homossexualismo, mas o tolera (não a perversão, o vício, a obscenidade, a prostituição e outras depravações, mas o que consiste no amor e respeito ao seu próximo), em função das limitações do homem que vive nessas condições sem ter tido escolha alguma.

    Digo isso porque, toda a Lei e os Profetas consistem em amar a Deus sobre todas as coisas, amar ao próximo como a si mesmo, e não fazer aos outros aquilo que não desejaria que fizessem com você. Isso é o que disse Jesus, então, todo o resto da Bíblia deve ser interpretado com base nesses princípios básicos, ou seja, todo pecado deve violar esses princípios básicos. Assim, matar, levantar falso testemunho, roubar, o adultério, a fornicação, a idolatria, e qualquer coisa que te domina e se torna seu senhor no lugar de Deus (nisso estão o vício do álcool, das drogas, e todo tipo de exagero como orgulho exagerado, vaidade exagerada, ganância), e todos os pecados estabelecidos na Lei estão resumidos nesses princípios.

    Mas dois homossexuais que se amam, se respeitam, e vivem uma vida digna e dedicada a Deus e ao próximo, não violariam esses princípios básicos.

    Antes que vocês argumentem, que como eu digo que Deus toleraria o homossexual, por sua limitação, que ele também deveria tolerar o pedófilo, o que pratica sexo com animais, crianças, etc.. já respondo, que todos esses (pedófilos, que fazem sexo com animais etc.), subjulgam outro ser, ou animal, ou seja, violam o princípio de amar ao próximo como a si mesmo, bem diferente de dois homossexuais que se amam e voluntariamente se dão um ao outro em fidelidade. Esses não são dominados por seu desejo, tendo esse como senhor no lugar de Deus, mas colocam seu desejo sob seu domínio, pois não é só o desejo físico que os leva ao sexo oposto, mas o desejo de amar.

    Talvez vocês argumentem também que a minoria dos homossexuais vivem em tais condições de fidelidade, amor e dignidade. Concordo, mas há ainda os poucos, por isso, quando defendo o homossexualismo nesse texto, estou me referindo a esses poucos.

    Concordo também que a maioria deles tem uma vida infeliz, e que a maioria não queria ser assim. Isso é verdade, um homossexual que seja sincero e honesto, vai admitir que seria mais feliz sendo hétero, constituindo uma família e tendo seus filhos. Mas essa não é a sua realidade, e ele vai procurar viver da forma mais digna possível dentro da sua realidade e das suas limitações, confiando na misericórdia de Deus.

    Leiam com paciência, e leiam tudo, até o final, antes de começarem a me bombardear mentalmente.

    1 – Em nenhum dos 4 evangelhos Jesus condenou a homossexualidade. Como todos sabem, Jesus andava com o que existia de mais marginal na sociedade de seus dias (cobradores de impostos, prostitutas, etc). É difícil imaginar que não existiam homossexuais em Israel naquela época, embora reprimidos pelo julgo religioso e político, e que Jesus não conviveu com nenhum deles. Mesmo assim, Jesus não só nunca condenou a homossexualidade como sempre descarregou suas exortações nos religiosos hipócritas de sua época.

    2 – Segundo o Velho Testamento, a homossexualidade é abominável aos olhos de Deus. É preciso considerar a realidade daquela época e as condições em que as pessoas viviam. A taxa de mortalidade era enorme. Por isso havia a necessidade de se ter altas taxas de natalidade para que o povo continuasse existindo. Quanto a parte em Levítico que diz que devemos condenar a homossexualidade, ela é totalmente avessa aos ensinamentos amorosos de Jesus. Se tomarmos esse versículo ao pé da letra, excluindo ele de seu contexto, teremos que tomar todos os outros versículos do Velho Testamento também ao pé da letra. Teremos que guardar o sábado, sacrificar animais, apedrejar adúlteras, etc.

    A Lei de Deus foi dada, para além de expor os pecados e conduzir os homens a Cristo, como uma Aia, para proteger os homens de si mesmos, e para proteger os fracos dos opressores. Aquele povo tinha origem tribal, e vivia cercado por inimigos sanguinários. Deus não poderia exigir que eles se comportassem como cordeirinhos, e tinha que permitir algumas coisas, mesmo que ele não as aprovasse, para manter a sobrevivência de Israel no meio de seus inimigos. Assim, Deus proibia que os israelistas se matassem, mas não que eles não matassem seus inimigos. Embora ele não aprovasse a matança, ele tolerava, pois caso contrário Israel seria varrida por seus inimigos. Ele permitia a escravidão, embora não aprovasse, mas ainda assim dava leis para a proteção dos escravos. Ele ordenava o dízimo, para obrigar aqueles homens de coração duro a ajudar os levitas, o templo, as viúvas, os órfãos, os estrangeiros e os necessitados. Ele ordenava guardar o sábado, para fazer esse povo de coração duro se dedicar a ele um dia, para dar descanso ao escravo e aos animais. E assim também foi essa lei do Levítico. Vamos ler:

    “Não se deite com um homem como quem se deita com uma mulher; é repugnante.
    “Não tenha relações sexuais com um animal, contaminando-se com ele. Levítico 18:22

    Vejam que o texto não fala de mulher se deitando com mulher. E por que? O pecado era somente homem com homem? Não, o pecado é um homem subjulgar outro homem a essa condição, isso seria uma violência e opressão, e Deus cria leis para defender os oprimidos. Porque a mulher era submissa nessa época, e não tinha espaço para ser opressora. Mas um homem poderia por perversão sujeitar seu escravo e o tomar para o coito. Isso seria violência, opressão, e quem defenderia o escravo? Ou um outro irmão mais fraco? Por isso, Deus criou essa lei, tornando pecador e abominação aquele que fizer isso com algum homem (repare que a condenação é para o componente ativo, que toma outro homem como mulher), impedindo essa violência, tal como protegeu igualmente os animais de serem tomados para o sexo, o que seria uma violência contra estes, e tal como criou diversas leis para proteger as mulheres.

    Sendo o povo de Israel de coração duro, ainda não tinham a consciência de Cristo, e Deus não tinha espaço para diálogos e explicações, porque eles só entendiam as coisas na base da Lei, como crianças, pois ainda eram crianças antes de conhecer Cristo. Por isso, Deus criava leis rígidas para evitar o mal deles mesmos, e a opressão dos fracos. Isso se torna claro, quando se conhece Jesus Cristo e os seus ensinamentos de amor, e sabendo que Deus sempre foi o mesmo, nota-se que as severas leis do Velho Testamento eram para manter crianças rebeldes e violentas sob controle, pois elas só entendiam essa linguagem, protegendo-as delas mesmas, e protegendo as mais fracas das mais fortes.

    3 – Romanos é o texto mais usado para condenar homossexuais:

    “Pelo que Deus os entregou aos desejos de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si…pelo que Deus os abandonou às paixões infames. Até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. Semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, inflamaram-se em sua sensualidade uns para com os outros, HOMEM COM HOMEM, cometendo torpeza, e recebendo em si mesmos a penalidade devida ao seu erro… estão cheios de toda iniquidade, prostituição, malícia, avareza, maldade, inveja, homicídio, contenda, engano e malignidade. Embora tenham conhecimento da justiça de Deus (que SÃO DIGNOS DE MORTE OS QUE TAIS COISAS PRATICAM), não somente as fazem, mas também aprovam os que as praticam” (Romanos 1.24-32).

    Fica claro que essa passagem é totalmente tirada de contexto para condenar os homossexuais. No texto, Paulo critica a promiscuidade da sociedade romana que acabou por fazer com que até homnes deixassem o uso natural deles para se inflamarem com outros homens. Logo, não se trata de homossexuais, mas de heterossexuais que por causa de toda a corrupção e hedonismo da cultura romana resolvem por sua própria vontade mergulharem no pecado.

    Importante ressaltar que aqui Paulo não se refere aos gays de nascimento (supondo que existam), nem aos gays que assim se tornaram pela via de um trauma, mas aqueles que, sendo heteros, conscientemente escolheram viver essas experiências homossexuais também. Digo isto, pois é impossível que se alguém tenha nascido gay, seja já entregue a tais desejos sem nem mesmo dizer se glorifica ou não a Deus.
    No verso 21, encontramos: “não o honraram como Deus” e logo em seguida dos versos 23-25 percebemos que o texto se refere ao pecado da idolatria. Nos versos 26-27, vemos o abandono do seu desejo natural, do seu prazer natural a uma vida de prática sexual desumanizada.

    Mais uma vez o texto trata a relação sexual que não é advinda de um gesto de amor, de complemento de vida, de carinho, de unidade, mas “contra” a natureza. Pergunte a um homossexual o que é natural para o mesmo? É amar a uma pessoa do seu mesmo sexo? Você se complementa em amor igual a você ou com alguém de gênero diferente? O natural para um homossexual é se relacionar com alguém do mesmo sexo.

    E mesmo se você argumentar que o texto mostra que Deus entrega estes para a homossexualidade, estaria dizendo que a causa da homossexualidade é a idolatria, pois é disso que o texto fala em seu contexto, homens que adoraram a criação ao lugar do criador. Ou seja, está definindo que a causa da homossexualidade é a idolatria, o que sabemos que não é verdade, pois uma criança que desmunheca não tem idéia do que seja idolatria, e nem todos homossexuais são idólatras.

    4 – Graças aos últimos avanços da tecnologia, podemos presumir que a homossexualidade é causada em parte pela genética (não estou dizendo que existe um gene gay Sr. Silas, mas que existe uma “influência genética”, tal como existem homens pré-dispostos à violência, ao alcoolismo, e não existe gene violento ou alcólatra, pois o comportamento não é determinado por um único gene, mas por um conjunto de fatores). Por isso, existem casos de bebês com estrutura física totalmente masculina e um funcionamento cerebral feminino – transexual. Se não acreditam nos transsexuais, então dou outro exemplo: os hermafroditas (Explica elas/eles Sr. Silas). Há ainda os que nascem com deficiência em produzir os hormônios do seu sexo (nota-se meninos com estrutura feminina, sem pelos, voz fina, delicados, que sem influência, logo nos primeiros meses já preferem brinquedos femininos, e meninas com porte de homens).

    Mas mesmo assim, até os que se tornaram homossexuais por violência sexual no lar, trauma, abusos na infância, falta de referência de uma figura paterna, ou qualquer explicação psicológica, não escolheram ser estuprados, abusados e não ter um pai. Nenhum homossexual escolhe nascer homossexual, mesmo segundo a tese dos evangélicos de que estes são assim por abusos na infância, afinal, quem escolheu ser abusado? Logo, que tipo de divindade condenaria alguém apenas por ter nascido com determinada orientação ou ter sido imposta a esse comportamento por uma violência traumática na infância? Além de ter sido abusado, estuprado, ter sua orientação desviada por um doente sexual, ele ainda pagaria o preço da violência que sofreu sendo condenado por Deus?

    5 – Muitos julgam a homossexualidade porque acham que os homossexuais são sodomitas. Há diversas definições sobre sodomitas, mas o que é certo é que o termo vem de Sodoma, da cidade de Sodoma, logo, seriam pessoas com comportamento semelhante a esses habitantes depravados que foram condenados por Deus. Vejamos o que a bíblia diz sobre a sodomia. O profeta Ezequiel revela o verdadeiro pecado de Sodoma: “Eis que esta foi a iniqüidade de Sodoma, tua irmã: Soberba, fartura de pão, e abundância de ociosidade teve ela e suas filhas; mas nunca fortaleceu a mão do pobre e do necessitado.” (Ezequiel 16, 49). Sodoma cometeu abominação por sua constante hostilidade, segregação e agressão ao ser humano.

    “Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem “malakoi”, nem “arsenokoitai”, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus.”

    Nesta passagem, temos dois termos que chamam a atenção. O primeiro, “malakoi”, foi traduzido pela versão de Ferreira de Almeida, da Bíblia em Português, como “afeminados” e o segundo na mesma versão “arsenokoitai”, como “sodomitas”.

    Em Português, temos a “Bíblia de Jerusalém” que é atualmente a melhor tradução das Sagradas Escrituras no mundo, onde teólogos judeus, cristãos e protestantes traduziram do hebraico, aramaico e grego para o francês sem intermediações pretensamente tradutológicas que acarretariam em qualquer distorção. As palavras que mencionamos de 1 Coríntios 6, 9 foram traduzidas pela Bíblia de Jerusalém da seguinte forma: “malakoi” como “depravados” e “arsenokoitai” como “pessoas de costumes infames”.

    6 – E para terminar: No evangelho de Mateus, Jesus nos fala que: “Tudo o que vocês desejam que os outros façam a vocês, façam vocês também a eles. Pois nisso consistem a Lei e os Profetas” (Mt 7, 12). Portanto, a Lei do Velho Testamento que dizia que a homossexualidade deveria ser punida com a morte foi substituída pelo amor a Deus e ao próximo. Ou seja, se um homossexual ama um outro homossexual, e o trata com amor, carinho e respeito, ele está fazendo ao outro, aquilo que deseja que façam com ele, obedecendo assim, segundo o princípio de Jesus: TODA A LEI E OS PROFETAS.

    Agradeço desde já pela consideração.

  4. SENHOR Edy Mancebo —vosso colóquio para pessoas se conhecimento de DEUS–parece realmente as mais corretas possível justificativas para a pratica do homossexualismo –deveras para um ser que não tem em se o domínio do ESPIRITO SANTO DO DEUS VIVO–não estou falando de vossa digníssima pessoa de outrem –parece realmente muito convincentes —o homossexualismo -e um estado de pecado contra DEUS –não adianta vocês temtar achar justificativas para tal praticas –um ser humano criança não pratica tais atos –a não ser por estrupo violentadas por adultos como e de conhecimento que tais fato acontece –hum ser umano aos doze anos de idade já não e mais inocente pois o mesmo sabe distinguir o certo do errado –quando o mesmo e nascido em um lar –em que DEUS não tem a primazia com certeza –também não tem a proteção DIVINA–pois os mesmo estão sujeito aos pais idolatras –muitos pais quando a esposa esta gravida –mesmo sem saber o sexo do feto já estão dizendo um dis eu quero uma filha -o feto esta sendo gerado para ser homem –outro do mesmo modo dis eu quero filho homem –o feto esta gerando para ser mulher a mae -faz exame fica sabendo que filho homem –ai dis a eu queria uma mulher outra fica sabendo que o filho sera uma mulher –ai dis a eu queria um filho homem —SENHOR EDY o senhor não tem conhecimento espirituais –os pais são autoridades peramte seus filhos os filhos são submissos aos pais –quando um pai ou a mae -fala ao contrario de um filho esta dando lugar ao maligno —não deis lugar ao diabo –diz a SANTA E GLORIOSA PALAVRA DE DEUS—-tenho por exemplo uma vizinha em minha casa que quando esta gravida de seu filho caçula dizia em vi=os alta e bom som que queria era uma filha mulher –pois já tinha dois filhos homens –os dois primeiros são homens –o terceiro e gey –ela recebeu a merecida punição do seu erro–muitas vezes os culpados são os próprios pais –se você falar para esta mulher que estou citando o porque ela vai dizer –que o diabo não existe –e que o diabo e invenção do homem –pois este e como sem duvidas o maior trunfo do diabo na terra fazer com que as pessoas acreditem que ele o diabo não existe–o diabo veio para roubar matar e destruir–SENHOR EDY –O HOMOSEXOALISMO ESTA NO CAMPO ESPIRITUAL não no campo físico –temos vários testemunhos de crentes hoje que eram homossexuais –e hoje para honra e gloras do SENHOR JESUS estão libertos de tal praticas muitos hoje estão casados e são pais de famílias exemplares —-agora acreditem se quiserem se não acreditarem o problema e seus pois nos os crentes verdadeiros os QUE SOMOS LAVADOS E REMIDOS NO PRECIOSO SANGUE DE JESUS CRISTO E BATIZADOS NO FOGO DO ESPIRITO SANTO DO DEUS VIVO BEM SABEMOS DA VERDADE—e continuaremos a afirmar o homossexualismo e contra os preceitos do DEUS ALTISSIMO–portanto e pecado e como sem duvidas e um dos muitos caminhos que satanás o inimigo dos homens colocou na terra –para levalos para o inferno –o inferno e tao real como suas próprias vidas–SO JESUS SALVA SO JESUS LIBERTA –E TENHO DITO

DEIXE UMA RESPOSTA