Empolgada com sucesso, Record planeja transformar série sobre a vida de Jesus em novela

1

Antes de levar Os Dez Mandamentos ao ar, a TV Record tinha planos de produzir uma minissérie sobre a vida de Jesus, mas deixou o projeto engavetado temporariamente, a fim de entender qual seria a reação do público. Agora, a ideia é contar a história de Jesus em uma novela.

A vitória sobre a Globo na última terça-feira, 10 de novembro, repercutiu de forma tão intensa na mídia e nas redes sociais que a emissora estaria planejando esticar o roteiro do projeto original sobre a vida de Jesus e transformá-lo em uma novela.

De acordo com informações do Blasting News, o diretor Alexandre Avancini, responsável pela produção bem-sucedida de Os Dez Mandamentos, afirmou que ele e a emissora estão empolgados com os resultados alcançados, e que a ideia de uma novela sobre Jesus deverá ser colocada em prática.

“A história de Cristo é fantástica e nunca foi contada em uma novela brasileira. Já tinha um projeto sobre isso. Era uma minissérie, mas ele ficou parado. Agora, acho que podemos retomá-lo e fazer algo maior. É épico, desafiante. Além de um sonho antigo, é um desejo meu”, disse o diretor.


Avancini tem trabalhado na produção da novela A Terra Prometida, que terá Josué como personagem central, e também na segunda temporada de Os Dez Mandamentos, que funcionará como uma ponte entre o final da atual temporada e os eventos da conquista de Jericó.

Ainda não há maiores detalhes sobre custos e tempo de duração da novela sobre Jesus Cristo, mas a levar em consideração os milagres realizados por ele durante seu ministério e a necessidade de efeitos especiais para reproduzi-los em cena, é provável que se aproxime do que foi gasto em Os Dez Mandamentos: R$ 750 mil por capítulo.


1 COMENTÁRIO

  1. Quem nasceu pra viver no Egito, tem que continuar mesmo é dando audiência pra Globo, as imoralidades do ” Babilônico”, que tanto pervertem.

    So assiste as séries bíblicas na Record, quem de fato valoriza a família, os filhos, os bons costumes, a fé etc..

    Quanto aos críticos, só lamento.

DEIXE UMA RESPOSTA