No Pânico, Caio Fábio diz que igrejas viraram “um ramo de negócio lucrativo”; Assista

54

O reverendo Caio Fábio concedeu uma entrevista ao programa Pânico, da rádio Jovem Pan, na última quarta-feira, 11 de novembro, e em meio às suas usuais declarações polêmicas, fez críticas a líderes como Silas Malafaia e Edir Macedo, e disse que há mais de duas décadas alertava a comunidade evangélica sobre riscos de aceitar que igrejas como a Universal do Reino de Deus trariam.

“Se vocês continuarem a consentir que esse pessoal se diga evangélico, vai chegar uma hora em que vocês todos serão identificados a partir deles”, disse Fábio, reproduzindo um conselho que teria dado às lideranças evangélicas que atuavam ao seu lado na antiga Associação Evangélica Brasileira (AEVB)

Questionado pelos humoristas sobre o sinuoso tema dos dízimos e ofertas, Caio Fábio reiterou sua visão neotestamentária da contribuição voluntária e não estipulada: “Acho que tinha que botar a Lava-jato em cima desse pessoal todo [que defendem contribuições obrigatórias], porque é mais do que absurdo, é patético, sobretudo porque isso é feito em nome de Deus, em nome de Jesus. Deus não está de olho no carro de ninguém, não precisa do dinheiro de ninguém. Deus vai bem, obrigado. Sou contra qualquer forma de participação não voluntária. Acho que tem que ser em espírito e vontade, para ter contato com Deus, você tem que chegar nu e não pode propor barganhas”, afirmou.

Sobre os motivos de seu desligamento da AEVB e da Igreja Presbiteriana, após concluir o tempo de afastamento por causa de seu divórcio, Caio Fábio foi enfático: “Eu me desliguei porque cheguei à conclusão de que aquilo [movimento da teologia da prosperidade] era irreversível, porque vi que aquilo tinha se tornado de uma natureza absurda. E nenhum deles me enfrenta por quê? Porque não aguentam me olhar no olho, porque temem o atropelo da verdade”.


Ainda sobre a ‘explosão’ do neopentecostalismo, Caio Fábio lembra que foi nessa época que o foco foi mudando dentro das igrejas evangélicas: “Tornaram-se um ramo de negócios muito lucrativo”, com sua natureza “pervertida” através de líderes como Macedo e Malafaia, de quem disse saber “de muita coisa”, o que garantiria a ele imunidade nas críticas que faz.

Segundo Caio Fábio, “99% desses ‘endemoniados’ que vocês veem na TV são só os condicionados e tem uma quantidade de contratos, porque eu já vi”. O reverendo detalhou sua acusação: “Não tem nada a ver com diabo ou coisa alguma, tem a ver com a cultura afro de incorporação que o Macedo explorou e usa como catarse, de exorcismo. Quanto menos as pessoas são tratadas, mais público eles têm, ao invés de tratar o problema psicológico, isso é apelidado de demônio e servem como entes crônicos que voltam num ciclo de dois em dois meses para ter um surto daquele, se livrar e ficar devendo tal benção. É questão de saúde mental saber disso”.

Papa Francisco

Caio Fábio disse ter afeição pela figura do papa: “Ele é ótimo, um cara muito bom, um ser humano legal. E eu acho que a Igreja católica não precisa de ninguém que seja melhor, superior, a um ser humano. Que não é irreal, inviável, porque a maioria deles sempre foi de figuras de atitudes, no mínimo, não confiáveis, quando não eram perversos”, comentou.

Falando sobre as denúncias recentes de que o clero da Igreja Católica no Vaticano tem resistido às reformas que Francisco pretende levar a cabo, o reverendo disse que espera que o papa “tenha peito para bancar tudo”.

“Eles não aceitam rasgos simples da figura do Francisco, tudo vai ficando muito mais político do que eu acho que ele realmente queria. Mas de duas semanas para cá, ele já começou a soltar as estribeiras e eu espero que ele tenha peito para bancar tudo. Ele vai conseguir transformar as coisas? Não, mas vai dar um alento para muitas pessoas. Foi um sopro de alento para a humanidade. Ele não é um indivíduo arrebatador, mas a gente está precisando de gente prudente, ponderada, que faça essas intervenções suaves e diplomáticas”, opinou.

Assine o Canal

54 COMENTÁRIOS

  1. Muuuuuuuuuuuito lucrativo. Interessante observar que esta tal “teologia da prosperidade” não beneficia mais nem o pastor. Malafaia está quebrando. Ninguém consegue enganar todos por muito tempo. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Igrejas sao empresas, somente isso.
    seus lideres nao tem nenhuma busca espiritual, estao atras somente de poder e dinheiro.
    nao existe nenhuma grande igreja no pais em que seus donos nao sejam milionarios envaidecidos.

  3. Uma coisa que sempre me intrigou foi o fato de Caio Fábio criticar Malafaia e o Malafaia não abrir a boca para contra-argumentar, pois malafaia é conhecido por sua verborragia contra todos os que o criticam e criticam as heresias que ele propaga. Imagino que Caio Fábio sabe de coisas sérias sobre o Malafaia e assim resta ao Silas ficar suportando as criticas do Caio Fábio para não ter coisas piores sobre si divulgadas. É o que está parecendo.

  4. Se os membros dessas igrejas fossem analfabetos, eu até diria que a culpa são dos pastores, que estão pregando para um povo que não sabe ler, mas como a maioria é estudada, tem uma bíblia em casa, geralmente aberta no salmo 91 ou 23, como se fosse um amuleto de proteção, então culpo os membros. Tem acesso a verdade, condição de obter a verdade, hoje em dia, bíblia é barata, tem de graça pra baixar num android desses, que quase todo mundo tem. Então, eles tem os pastores, líderes, apóstolos que merecem ter.

    • Aprenderam tudo na tua igreja católica.

      Aliás, tua igreja sequer permite uso da bíblia.

      Quando se convertem, pense num povo dificultoso pra lê a bíblia, mas depois aprendem.

      O problema é que muitos fincam com o pé na católica, pois muito tempo usado por ela, mau acostumados, a boca torta de tanto usar o cachimbo.

      • Levi, sou da Igreja Quadrangular, desde quando ela é católica? Até onde sei, a quadrangular é evangélica e pentecostal, não aderiu ainda a teologia da prosperidade nem ao cai cai, mantendo-se focada no evangelho puro e simples. De onde tu tirou que sou da católica? Nunca, em meus 33 anos de vida, pisei numa Igreja Católica, não sei o que acontece lá. Sei o que acontece nas evangélicas, pois minha criação foi assim. Se tu fosse viver de vidente, ia passar fome.

        • Bruno,

          Então vamos aos fatos.

          Primeiro, qualquer um que se diz evangélico, mesmo que fique com a bíblia aberta nos versículos que você citou, findam aprendendo, pois as evangélicas é bíblia de manhã, de tarde e de noite, todos os dias, aprende até por osmose, mesmo sem querer, só de ouvir.

          Bom, quanto a prosperidade. Pergunto se tua igreja prega a não prosperidade, inclusive a financeira, não que isso seja o principal, mas fazendo parte de uma gama de bençãos?

          Deus costuma a conceder do modo que apraz a Ele, mas tem certas pessoas, que se seguir a prescrição bíblica de pedir e com insistência, será feito. Se vai cair em desgraça, cada um que cuide de si, O pobre cai em desgraça, o rico cai, o inteligente, o sábio, todos estamos sujeitos.

          Jó não caiu em desgraça nem quando pobre e nem quando rico.

          As igrejas devam ensinar corretamente, não como o faz a católica que prega a pobreza como virtude, mas ela é rica. Mal algum em ter finanças, mas sim em como consegue e em como socializa.

          E o chamei de católico em face de ser constante os católicos lançarem acusações contra os evangélicos de que possuem a bíblia, mas nada sabem, e que fazem uso debaixo do braço pra ir e voltar da igreja, pondo-a em um recanto da casa e ali permanece esquecida.

          • Esse embate católico x evangélico é ridículo, não participo disso. Quanto às bençãos, elas estão disponíveis para nós, não é preciso sacrifícios tampouco pagar preço, ou coisas semelhantes que as neopentecostais pregam. Eu mesmo, sempre fui muito abençoado por Deus, inclusive em questões financeiras, e nunca precisei fazer campanhas ou coisa do tipo, apenas creio e corro atras do que quero. Fatos são fatos, os evangélicos hoje em sua maioria são analfabetos funcionais, leem a bíblia e não entendem, deixando que um monte de espertalhão travestido de pastor, decidam por elas suas vidas.

          • Bruno,

            São maioria analfabetos funcionais de semelhante modo que os demais brasileiros, meu caro, leia mai, mas muito mais que lê, pense mais, principalmente antes de dizer, pois na maioria das vezes a gente aponta pros outros quando somos nós os errados.

            Quem escolhe esses governos que nos põe em estado de não formação universal? Ora, nós mesmos.

            Evangélicos não são ets que divergem dos demais brasileiros, não.

            Quanto a você não precisar de pedir.

            Aí você bateu numa coisa sem fim, meu caro.

            Se a você Deus deu tanto, e que quando falta algo, basta um simples sinal, é que você é do grupo do sangue azul, os craques da vida, como Pelé, reis, ricos, inteligentes, sabidos, espertos, bonitos, charmosos, elegantes, carismáticos, parabéns, meu caro. Deus quis você assim e pronto.

            Sucede que tem uma massa, e olha que essa massa é a maioria dos seres humanos que não possuem nada do que acima citei, inclusive nem mulher, nem filhos, nem casa, nem o centavo do pão, nem o dom pra pedir, nem oratória pra pregar e nem orar.

            Desculpe, você está fazendo as vezes dos que foram repreendidos por criticarem a mulher que apenas balbuciava a boca. Você não sabe o que o sofrimento alheio, inclusive o espiritual(que ao que parece você tem a ponto de entornar).

            Desça do seu pedestal, do seu lar de glória, e venha viver na massa que pede não é riqueza, mas faz tudo pra Deus lhes conceder o pão de cada dia, o matar de um leão, por favor.

            De críticos já basta a horda católica, irmãos evangélicos não venham se juntar a ela, pois eles sempre perseguidos, sempre destratados, pra eles sempre o resto, sempre a zombaria, sempre o olhar distante, sempre a discriminação.

            Quem vive de romaria em romaria são os católicos, de santo em santo, de unção de carro, de casa, de crucifixo na mão, de penduricalhos, de subida de escadas de joelhos, de caminhadas sem fim pra pagar promessas, de idolatrar padres, bispos e papas.

            Por favor, você se diz evangélico, mas o conteúdo é católico, o espírito é romano. E digo isso com todo o respeito, não pra desfazer, mas para que você reflita sobre suas críticas mal pesadas e mal pensadas. Não venha bater em quem sempre esteve de joelhos nesse país, não relegue o seu povo. Peça a Deus uma nova conversão.

          • Bruno,

            São maioria analfabetos funcionais de semelhante modo que os demais brasileiros, meu caro.

            Leia mais, mas muito mais do que lê, pense mais, principalmente antes de dizer, pois na maioria das vezes a gente aponta pros outros quando somos nós os errados.

            Quem escolhe esses governos que nos põe em estado de não formação universal?

            Ora, nós mesmos.

            Evangélicos não são ETS que divergem dos demais brasileiros, não.

            Quanto a você não precisar de pedir.

            Com todo o respeito, mas aí você bateu numa coisa sem fim, meu caro.

            Se Deus deu tanto a você, e que quando falta algo, basta um simples sinal, é que você é do grupo do sangue azul.

            Sangue azul são os craques da vida, como Pelé, os reis, os ricos, os inteligentes, os sábios, os espertos, os bonitos, os charmosos, os elegantes, os carismáticos, parabéns, meu caro,por Deus pô-lo em tão seleto grupo, foi Ele que quis você assim e pronto, até no nascer é diferenciado.

            Sucede que tem uma massa(e olha que essa massa é a maioria dos seres humanos) que não possui nada do que acima citei. Inclusive o básico lhe é garantido como mulher, filhos, casa, o centavo do pão do dia a dia, nem o dom pra pedir(esmolar), nem oratória pra pregar e nem orar.

            Desculpe, você está fazendo as vezes dos que foram repreendidos por criticarem a mulher que apenas balbuciava a boca quando orava no templo.

            Você não sabe o que é o sofrimento alheio, inclusive o espiritual(que ao que parece você tem a ponto de entornar, mas é só aparência).

            Desça do seu pedestal, do seu lar de glória.

            Venha viver na massa que pede não riqueza, mas faz tudo pra Deus lhes conceder ao menos o pão de cada dia, o matar de um leão, por favor.

            De críticos já basta a horda católica.

            Em verdade, irmãos evangélicos não venham se juntar a ela(horda), pois eles sempre perseguidos, sempre destratados, sempre o resto, sempre zombaria, sempre o olhar frio e distante, sempre discriminação.

            Quem vive de romaria em romaria são os católicos, de santo em santo, de unção de carro, casa, crucifixo na mão e penduricalhos, subida de escadas de joelhos, de caminhadas nas estradas sem fim pra pagar promessas, vivem a idolatrar seus padres, bispos e papas.

            Por favor, você se diz evangélico, mas o conteúdo é católico, o espírito é romano.

            E digo isso com todo o respeito, não pra desfazer, mas para que você reflita sobre suas críticas mal pesadas e mal pensadas.

            Não venha bater em quem sempre esteve de joelhos neste país, não relegue o seu povo.

            Peça a Deus uma nova conversão, a sua primeira está vencida.

  5. Ao meu entender Caio Fábio perdeu todo o senso e caráter cristão. Pois pelos os seus frutos se percebe a total soberba e altivez de se achar o cara. Um obreiro que foi reprovado por Deus e que em nada do que ele fala edifica a alguém. (ll Tm. 2.14 – Continue a lembrar essas coisas a todos, advertindo-os solenemente diante de Deus, para que não se envolvam em discussões acerca de palavras, isto não traz proveito, e serve apenas para perverter os ouvintes ). O que este homem tem semeado é apenas dúvidas e dissensões. E no vers. 16 do texto acima diz: Evite as conversas inúteis e profanas, pois os que se dão a isso prosseguem cada vez mais para a impiedade. E o 17 diz: O ensino deles alastra-se como câncer, entre eles estão Himeneu e Fileto. Bem, o Senhor conhece os que lhe pertence e Ele manda que afaste-se da iniquidade todo aquele que confessa o nome do Senhor. JESUS CRISTO ESTÁ VOLTANDO E AQUELE QUE ESTÁ DE PÉ CUIDE-SE PARA QUE NÃO CAIA.

    • Eu gosto de algumas pregações do Caio, outras coisas que ele prega eu acho um absurdo, mas eu acho que a presença dele em programas seculares afasta as pessoas da igreja, por mais que ele pregue Jesus de uma forma muito bonita, mas quando ele toca no assunto evangélicos, ele desce o sarrafo. Acho desnecessário esse tipo de atitude no meio secular, que já é preconceituoso com os evangélicos. Claro, que a Igreja evangélica em geral, está longe de ser o paraíso, muito pelo contrário, mas ele que se diz ou se deixa ser chamado ainda pastor, vai se juntar com escarnecedores, pra escarnecer mais ainda, acaba por aumentar os preconceitos em cima dos evangélicos.

  6. Taí um reverendo de respeito , tanto que merece o respeito de todo o povo cristao.

    Homem sábio sensato , correto é que não se mistura com imundícies protestantes evanjegues .

    Merece sim o respeito de todos os homens de boa vontade.,.

    Paz e bem reverendo.

    • Eu não sou cristão. Mas Caio Fábio é um reverendo que eu consigo respeitar.

      Não concordo com alguma coisas que ele já disse. Mas o respeito pela sua POSTURA e por sua CONDUTA.

      Nota: E tb pelo fato do MALAcheia se cagar de medo dele….

  7. Parabéns, Caio,

    E isso começou com a primeira igreja evangélica, a que primeiro colocou uma placa, a católica. Fez ela do evangelho negócio, poder, dinheiro, muito dinheiro, perseguição, matança.

    Tô com você, caio. Quanto as evangélicas, estas são tampinha perante o que a primeira fez e faz, são discípulas mal aprendidas, ainda bem. Já imaginou se todas as evangélicas tivessem o dna do mal que a católica? O mundo seria uma guerra só.

  8. Ex pastor da Igreja Universal testemunha o submundo das igrejas como ANTRO DE LAVAGEM DE DINHEIRO

    O ex-pastor da Igreja Universal do Reino de Deus André Constantine, 38, presidente da associação de moradores do morro da Babilônia e criador do movimento Favela Não Se Cala. Constantine não demonstrou surpresa com as acusações de lavagem de dinheiro dentro de uma igreja: “O que eu vou falar todo mundo sabe, qualquer pessoa que frequente esses templos ou tem algum cargo, tem a ciência de que esses templos são isentos de impostos. Nenhum templo religioso contribui com imposto pro Estado brasileiro”, afirma.

    “E este é o ponto de partida para toda a picaretagem: como eles são isentos de impostos, viabiliza que ali se lave de dinheiro do narcotráfico, de bicheiro, de político e de milícias. Esses templos religiosos são o melhor lugar para se lavar dinheiro no Brasil”, diz Constantine, que afirma existir muita gente honesta, tanto que frequenta como que tenha cargos eclesiásticos nas igrejas, mas, segundo ele: “A ALTA CÚPULA SABE ATÉ OS OSSOS, ESTÃO ENTERRADOS ATÉ O PESCOÇO NISSO”.

    Além da corrupção e da lavagem de dinheiro, outra característica dessas igrejas e de seus líderes que incomoda Constantine são as aspirações políticas: “O que mais me preocupa, principalmente no segmento religioso protestante, é a intenção que existe nele de obter poder de Estado. Eles elegeram diversos vereadores, deputados estaduais e federais. O Marcelo Crivella (PRB) quase virou governador do Rio. A bancada evangélica é a mais conservadora, vê as alianças que eles fazem: ruralistas, bancada da bala… Na Marcha para Jesus estava o Bolsonaro. Aquilo ali virou carnaval e palanque político. Cada eleição que passa essa bancada cresce mais. Eles alavancam o fascismo e o conservadorismo através do discurso da ‘família brasileira’, mas por trás dele há um discurso machista, homofóbico e racista”, acredita André.

    Questionado sobre se essas denúncias contra Eduardo Cunha ou outras lideranças religiosas evangélicas suspeitas de corrupção abalam a fé dos fiéis, Contantine responde: “ISSO NÃO DIZ NADA AO OUVIDO DOS FIEIS. A mente da maioria deles está tão cauterizada que, infelizmente, não conseguem enxergar as coisas de forma mais abrangente. ELES FAZEM UM TRABALHO MUITO FORTE DE CONDICIONAMENTO MENTAL NESSAS IGREJAS”, defende.

    “Na favela, hoje, quando o morador vivencia um problema existencial, financeiro ou de saúde, existem duas portas sempre abertas para o acolher: a da droga e do crime, e a de um igreja”, afirma o ex-pastor, antes de iniciar uma crítica à interpretação das escrituras nas igrejas neopentecostais: “Eles se utilizam de artifícios bíblicos. Para eles a Bíblia é a inerrante palavra de Deus. O Malafaia que usa muito isso. Eles confiam cegamente nesse livro, E É UM LIVRO MUITO FÁCIL PARA VOCÊ CRIAR DIVERSAS INTERPRETAÇÕES. Eles sempre pegam alguma coisa fora do contexto para fazer a base ideologia deles verdadeira”.

    Constantine afirma que foi a leitura da Bíblia que o fez escolher a apostasia, aos 23 anos: “Eu percebi que estava tudo errado lendo a própria Bíblia, principalmente na questão do dízimo. Na Bíblia ele era recolhido em forma de alimento, e apenas poderia ser recolhido pela tribo de Levi, e só poderia ser destinado às viúvas, aos órfãos e aos estrangeiros. O dízimo era uma parte da colheita separada pra fazer essa distribuição. Aí que eu comecei a contestar. Hoje eles alegam que precisam pegar um dinheiro para a manutenção da obra de Deus. E isso é uma grande deturpação da obra de Deus. Não tem nada de espiritual nisso. Há também as questões naturais, como quando eles falam que pagar dízimo vai repreender o gafanhoto. Eles demonizaram os gafanhotos. Dizem que se você não entregar o dízimo na Igreja, os gafanhotos mexem nas suas finanças. Eles espiritualizam coisas que são do campo natural. Qualquer pessoas racional que leia aquele texto verá o que estou falando. Tudo isso está no Malaquias 3:10, o livro mais utilizado por esse cães gulosos, por esses vagabundos, pata justificar a cobrança de dízimo. Cães gulosos é como o próprio profeta chama os falsos pastores, veja em Isaías”, sugere.

    Questionado sobre se pastores e políticos evangélicos metidos em corrupção têm fé, Constantine é taxativo: “Pra mim esses caras são verdadeiros ateus. É tudo empresa cara, a estrutura toda funciona como empresa. E na lógica do capital a empresa FOCA O LUCRO, ASSIM COMO ESSAS INSTITUIÇÕES RELIGIOSAS. A nossa sorte é que eles ainda são muito fracionados, há interesses pessoais muito grandes envolvidos. Se não estivessem tão fracionados a possibilidade de eleger um presidente evangélico seria muito maior. Olhe o Malafaia: ladrão pilantra e safado. Apoiou o Cunha, e agora sai por aí dizendo que não tem, nem nunca teve, nada com o Cunha. Esse Malafaia é um dos maiores safados e pilantras do Brasil”, acusa o ex-pastor.

    Por Artur Voltolini, para o Favela 247

  9. Ex pastor da Igreja Universal testemunha o submundo das igrejas como ANTRO DE LAVAGEM DE DINHEIRO

    O ex-pastor da Igreja Universal do Reino de Deus André Constantine, 38, presidente da associação de moradores do morro da Babilônia e criador do movimento Favela Não Se Cala. Constantine não demonstrou surpresa com as acusações de lavagem de dinheiro dentro de uma igreja: “O que eu vou falar todo mundo sabe, qualquer pessoa que frequente esses templos ou tem algum cargo, tem a ciência de que esses templos são isentos de impostos. Nenhum templo religioso contribui com imposto pro Estado brasileiro”, afirma.

    “E este é o ponto de partida para toda a pi caretagem: como eles são isentos de impostos, viabiliza que ali se lave de dinheiro do narcotráfico, de bicheiro, de político e de milícias. ESSES TEMPLOS RELIGIOSOS SÃO O MELHOR LUGAR PARA SE LAVAR DINHEIRO NO BRASIL”, diz Constantine, que afirma existir muita gente honesta, tanto que frequenta como que tenha cargos eclesiásticos nas igrejas, mas, segundo ele: “A ALTA CÚPULA SABE ATÉ OS OSSOS, ESTÃO ENTERRADOS ATÉ O PESCOÇO NISSO”.

    Além da corrupção e da lavagem de dinheiro, outra característica dessas igrejas e de seus líderes que incomoda Constantine são as aspirações políticas: “O que mais me preocupa, principalmente no segmento religioso protestante, é A INTENÇÃO QUE EXISTE NELE DE OBTER PODER de Estado. Eles elegeram diversos vereadores, deputados estaduais e federais. O Marcelo Crivella (PRB) quase virou governador do Rio. A bancada evangélica é a mais conservadora, vê as alianças que eles fazem: ruralistas, bancada da bala… Na Marcha para Jesus estava o Bolsonaro. Aquilo ali virou carnaval e palanque político. Cada eleição que passa essa bancada cresce mais. Eles alavancam o fascismo e o conservadorismo através do discurso da ‘família brasileira’, mas por trás dele há um discurso machista, homofóbico e racista”, acredita André.

    Questionado sobre se essas denúncias contra Eduardo Cunha ou outras lideranças religiosas evangélicas suspeitas de corrupção abalam a fé dos fiéis, Contantine responde: “ISSO NÃO DIZ NADA AO OUVIDO DOS FIEIS. A mente da maioria deles está tão cauterizada que, infelizmente, não conseguem enxergar as coisas de forma mais abrangente. ELES FAZEM UM TRABALHO MUITO FORTE DE CONDICIONAMENTO MENTAL NESSAS IGREJAS”, defende.

    “Na favela, hoje, quando o morador vivencia um problema existencial, financeiro ou de saúde, existem duas portas sempre abertas para o acolher: a da droga e do crime, e a de um igreja”, afirma o ex-pastor, antes de iniciar uma crítica à interpretação das escrituras nas igrejas neopentecostais: “Eles se utilizam de artifícios bíblicos. Para eles a Bíblia é a inerrante palavra de Deus. O Malafaia que usa muito isso. Eles confiam cegamente nesse livro, E É UM LIVRO MUITO FÁCIL PARA VOCÊ CRIAR DIVERSAS INTERPRETAÇÕES. Eles sempre pegam alguma coisa fora do contexto para fazer a base ideologia deles verdadeira”.

    Constantine afirma que foi a leitura da Bíblia que o fez escolher a apostasia, aos 23 anos: “Eu percebi que estava tudo errado lendo a própria Bíblia, principalmente na questão do dízimo. Na Bíblia ele era recolhido em forma de alimento, e apenas poderia ser recolhido pela tribo de Levi, e só poderia ser destinado às viúvas, aos órfãos e aos estrangeiros. O dízimo era uma parte da colheita separada pra fazer essa distribuição. Aí que eu comecei a contestar. Hoje eles alegam que precisam pegar um dinheiro para a manutenção da obra de Deus. E isso é uma grande deturpação da obra de Deus. Não tem nada de espiritual nisso. Há também as questões naturais, como quando eles falam que pagar dízimo vai repreender o gafanhoto. Eles demonizaram os gafanhotos. Dizem que se você não entregar o dízimo na Igreja, os gafanhotos mexem nas suas finanças. Eles espiritualizam coisas que são do campo natural. Qualquer pessoas racional que leia aquele texto verá o que estou falando. Tudo isso está no Malaquias 3:10, o livro mais utilizado por esse cães gulosos, por esses vagabundos, pata justificar a cobrança de dízimo. Cães gulosos é como o próprio profeta chama os falsos pastores, veja em Isaías”, sugere.

    Questionado sobre se pastores e políticos evangélicos metidos em corrupção têm fé, Constantine é taxativo: “Pra mim esses caras são verdadeiros ateus. É tudo empresa cara, a estrutura toda funciona como empresa. E na lógica do capital a empresa FOCA O LUCRO, ASSIM COMO ESSAS INSTITUIÇÕES RELIGIOSAS. A nossa sorte é que eles ainda são muito fracionados, há interesses pessoais muito grandes envolvidos. Se não estivessem tão fracionados a possibilidade de eleger um presidente evangélico seria muito maior. Olhe o Malafaia: ladrão pilantra e safado. Apoiou o Cunha, e agora sai por aí dizendo que não tem, nem nunca teve, nada com o Cunha. Esse Malafaia é um dos maiores safados e pilantras do Brasil”, acusa o ex-pastor.

    Por Artur Voltolini, para o Favela 247

    • Lider não ajuda, mas pastor sim, se ler a bíblia e meditar nela verá que isto vem desde os primórdios da humanidade, ainda existem pastores chamados por Deus, mas está dificil de encontrar, tudo vem pelo mal que se chama dinheiro, roubam, enganam e no fim descem a sepultura e vão para o inferno sem levar nada, mas isto vai findar um dia.
      Pregamos a doutrina da bíblia, sem pedir, sem obrigar, amando as almas e não o dinheiro, pois temos que juntar tesouros no céu. Jesus está voltando.
      Pastor Laércio

      • Pastor Laercio, são exatamente esses que o senhor citou que mais posam de bastiões da moral e dos bons costumes. Marco Feliciano era “assim” com o Marcos Pereira. Levou até o devasso pra assistir à primeira reunião da Comissão de Direitos Humanos no Congresso. Depois do escândalo, esqueceu do “amigo”. O mesmo aconteceu com Mala faia em relação ao seu protegido Cunha. Cambada de hipócritas que só vêem os pecados dos outros e se esquecem dos seus próprios, afinal, são ungidos. Só se for pelo capeta. Na atual conjuntura, eu teria vergonha de me declarar evangélico.

  10. Ex pastor da Igreja Universal testemunha o submundo das igrejas como ANTRO DE LAVAGEM DE DINHEIRO

    O ex-pastor da Igreja Universal do Reino de Deus André Constantine, 38, presidente da associação de moradores do morro da Babilônia e criador do movimento Favela Não Se Cala. Constantine não demonstrou surpresa com as acusações de lavagem de dinheiro dentro de uma igreja: “O que eu vou falar todo mundo sabe, qualquer pessoa que frequente esses templos ou tem algum cargo, tem a ciência de que esses templos são isentos de impostos. Nenhum templo religioso contribui com imposto pro Estado brasileiro”, afirma.

    “E este é o ponto de partida para toda a pi-caretagem: como eles são isentos de impostos, viabiliza que ali se lave de dinheiro do narcotráfico, de bicheiro, de político e de milícias. ESSES TEMPLOS RELIGIOSOS SÃO O MELHOR LUGAR PARA SE LAVAR DINHEIRO NO BRASIL”, diz Constantine, que afirma existir muita gente honesta, tanto que frequenta como que tenha cargos eclesiásticos nas igrejas, mas, segundo ele: “A ALTA CÚPULA SABE ATÉ OS OSSOS, ESTÃO ENTERRADOS ATÉ O PESCOÇO NISSO”.

    Além da corrupção e da lavagem de dinheiro, outra característica dessas igrejas e de seus líderes que incomoda Constantine são as aspirações políticas: “O que mais me preocupa, principalmente no segmento religioso protestante, é A INTENÇÃO QUE EXISTE NELE DE OBTER PODER de Estado. Eles elegeram diversos vereadores, deputados estaduais e federais. O Marcelo Crivella (PRB) quase virou governador do Rio. A bancada evangélica é a mais conservadora, vê as alianças que eles fazem: ruralistas, bancada da bala… Na Marcha para Jesus estava o Bolsonaro. Aquilo ali virou carnaval e palanque político. Cada eleição que passa essa bancada cresce mais. Eles alavancam o fascismo e o conservadorismo através do discurso da ‘família brasileira’, mas por trás dele há um discurso machista, homofóbico e racista”, acredita André.

    Questionado sobre se essas denúncias contra Eduardo Cunha ou outras lideranças religiosas evangélicas suspeitas de corrupção abalam a fé dos fiéis, Contantine responde: “ISSO NÃO DIZ NADA AO OUVIDO DOS FIEIS. A mente da maioria deles está tão cauterizada que, infelizmente, não conseguem enxergar as coisas de forma mais abrangente. ELES FAZEM UM TRABALHO MUITO FORTE DE CONDICIONAMENTO MENTAL NESSAS IGREJAS”, defende.

    “Na favela, hoje, quando o morador vivencia um problema existencial, financeiro ou de saúde, existem duas portas sempre abertas para o acolher: a da droga e do crime, e a de um igreja”, afirma o ex-pastor, antes de iniciar uma crítica à interpretação das escrituras nas igrejas neopentecostais: “Eles se utilizam de artifícios bíblicos. Para eles a Bíblia é a inerrante palavra de Deus. O Malafaia que usa muito isso. Eles confiam cegamente nesse livro, E É UM LIVRO MUITO FÁCIL PARA VOCÊ CRIAR DIVERSAS INTERPRETAÇÕES. Eles sempre pegam alguma coisa fora do contexto para fazer a base ideologia deles verdadeira”.

    Constantine afirma que foi a leitura da Bíblia que o fez escolher a apostasia, aos 23 anos: “Eu percebi que estava tudo errado lendo a própria Bíblia, principalmente na questão do dízimo. Na Bíblia ele era recolhido em forma de alimento, e apenas poderia ser recolhido pela tribo de Levi, e só poderia ser destinado às viúvas, aos órfãos e aos estrangeiros. O dízimo era uma parte da colheita separada pra fazer essa distribuição. Aí que eu comecei a contestar. Hoje eles alegam que precisam pegar um dinheiro para a manutenção da obra de Deus. E isso é uma grande deturpação da obra de Deus. Não tem nada de espiritual nisso. Há também as questões naturais, como quando eles falam que pagar dízimo vai repreender o gafanhoto. Eles demonizaram os gafanhotos. Dizem que se você não entregar o dízimo na Igreja, os gafanhotos mexem nas suas finanças. Eles espiritualizam coisas que são do campo natural. Qualquer pessoas racional que leia aquele texto verá o que estou falando. Tudo isso está no Malaquias 3:10, o livro mais utilizado por esse cães gulosos, por esses vagabundos, pata justificar a cobrança de dízimo. Cães gulosos é como o próprio profeta chama os falsos pastores, veja em Isaías”, sugere.

    Questionado sobre se pastores e políticos evangélicos metidos em corrupção têm fé, Constantine é taxativo: “Pra mim esses caras são verdadeiros ateus. É tudo empresa cara, a estrutura toda funciona como empresa. E na lógica do capital a empresa FOCA O LUCRO, ASSIM COMO ESSAS INSTITUIÇÕES RELIGIOSAS. A nossa sorte é que eles ainda são muito fracionados, há interesses pessoais muito grandes envolvidos. Se não estivessem tão fracionados a possibilidade de eleger um presidente evangélico seria muito maior. Olhe o Malafaia: ladrão pilantra e safado. Apoiou o Cunha, e agora sai por aí dizendo que não tem, nem nunca teve, nada com o Cunha. Esse Malafaia é um dos maiores safados e pilantras do Brasil”, acusa o ex-pastor.

    Por Artur Voltolini, para o Favela 247

  11. Ex pastor da Igreja Universal testemunha o submundo das igrejas como ANTRO DE LAVAGEM DE DINHEIRO

    O ex-pastor da Igreja Universal do Reino de Deus André Constantine, 38, presidente da associação de moradores do morro da Babilônia e criador do movimento Favela Não Se Cala. Constantine não demonstrou surpresa com as acusações de lavagem de dinheiro dentro de uma igreja: “O que eu vou falar todo mundo sabe, qualquer pessoa que frequente esses templos ou tem algum cargo, tem a ciência de que esses templos são isentos de impostos. Nenhum templo religioso contribui com imposto pro Estado brasileiro”, afirma.

    “E este é o ponto de partida para toda a p-icaretagem: como eles são isentos de impostos, viabiliza que ali se lave de dinheiro do narcotráfico, de bicheiro, de político e de milícias. ESSES TEMPLOS RELIGIOSOS SÃO O MELHOR LUGAR PARA SE LAVAR DINHEIRO NO BRASIL”, diz Constantine, que afirma existir muita gente honesta, tanto que frequenta como que tenha cargos eclesiásticos nas igrejas, mas, segundo ele: “A ALTA C-ÚPULA SABE ATÉ OS OSSOS, ESTÃO ENTERRADOS ATÉ O PESCOÇO NISSO”.

    Além da corrupção e da lavagem de dinheiro, outra característica dessas igrejas e de seus líderes que incomoda Constantine são as aspirações políticas: “O que mais me preocupa, principalmente no segmento religioso protestante, é A INTENÇÃO QUE EXISTE NELE DE OBTER PODER de Estado. Eles elegeram diversos vereadores, depu-tados estaduais e federais. O Marcelo Crivella (PRB) quase virou governador do Rio. A bancada evangélica é a mais conservadora, vê as alianças que eles fazem: ruralistas, bancada da bala… Na Marcha para Jesus estava o Bolsonaro. Aquilo ali virou carnaval e palanque político. Cada eleição que passa essa bancada cresce mais. Eles alavancam o fascismo e o conservadorismo através do discurso da ‘família brasileira’, mas por trás dele há um discurso machista, homofóbico e racista”, acredita André.

    Questionado sobre se essas denúncias contra Eduardo Cunha ou outras lideranças religiosas evangélicas suspeitas de corrupção abalam a fé dos fiéis, Contantine responde: “ISSO NÃO DIZ NADA AO OUVIDO DOS FIEIS. A mente da maioria deles está tão cauterizada que, infelizmente, não conseguem enxergar as coisas de forma mais abrangente. ELES FAZEM UM TRABALHO MUITO FORTE DE CONDICIONAMENTO MENTAL NESSAS IGREJAS”, defende.

    “Na favela, hoje, quando o morador vivencia um problema existencial, financeiro ou de saúde, existem duas portas sempre abertas para o acolher: a da droga e do crime, e a de um igreja”, afirma o ex-pastor, antes de iniciar uma crítica à interpretação das escrituras nas igrejas neopentecostais: “Eles se utilizam de artifícios bíblicos. Para eles a Bíblia é a inerrante palavra de Deus. O Malafaia que usa muito isso. Eles confiam cegamente nesse livro, E É UM LIVRO MUITO FÁCIL PARA VOCÊ CRIAR DIVERSAS INTERPRETAÇÕES. Eles sempre pegam alguma coisa fora do contexto para fazer a base ideologia deles verdadeira”.

    Constantine afirma que foi a leitura da Bíblia que o fez escolher a apostasia, aos 23 anos: “Eu percebi que estava tudo errado lendo a própria Bíblia, principalmente na questão do dízimo. Na Bíblia ele era recolhido em forma de alimento, e apenas poderia ser recolhido pela tribo de Levi, e só poderia ser destinado às viúvas, aos órfãos e aos estrangeiros. O dízimo era uma parte da colheita separada pra fazer essa distribuição. Aí que eu comecei a contestar. Hoje eles alegam que precisam pegar um dinheiro para a manutenção da obra de Deus. E isso é uma grande deturpação da obra de Deus. Não tem nada de espiritual nisso. Há também as questões naturais, como quando eles falam que pagar dízimo vai repreender o gafanhoto. Eles demonizaram os gafanhotos. Dizem que se você não entregar o dízimo na Igreja, os gafanhotos mexem nas suas finanças. Eles espiritualizam coisas que são do campo natural. Qualquer pessoas racional que leia aquele texto verá o que estou falando. Tudo isso está no Malaquias 3:10, o livro mais utilizado por esse cães gulosos, por esses vagabundos, pata justificar a cobrança de dízimo. Cães gulosos é como o próprio profeta chama os falsos pastores, veja em Isaías”, sugere.

    Questionado sobre se pastores e políticos evangélicos metidos em corrupção têm fé, Constantine é taxativo: “Pra mim esses caras são verdadeiros ateus. É tudo empresa cara, a estrutura toda funciona como empresa. E na lógica do capital a empresa FOCA O LUCRO, ASSIM COMO ESSAS INSTITUIÇÕES RELIGIOSAS. A nossa sorte é que eles ainda são muito fracionados, há interesses pessoais muito grandes envolvidos. Se não estivessem tão fracionados a possibilidade de eleger um presidente evangélico seria muito maior. Olhe o Malafaia: ladrão pilantra e safado. Apoiou o Cunha, e agora sai por aí dizendo que não tem, nem nunca teve, nada com o Cunha. Esse Malafaia é um dos maiores safados e pilantras do Brasil”, acusa o ex-pastor.

    Por Artur Voltolini, para o Favela 247

    • este Andre constantine não passa de um ex-pastor frustrado .
      que na certa não deu frutos e foi arrancado como diz Jesus na passagem da figueira (MATEUS 12 ,vers.33 ) depois sai disparando pra todo lado !
      se ele fosse de Deus realmente , saia quetinho abria uma igreja e daria frutos .
      ou DEUS não estaria com ele para fazer ele crescer ?

      • Com certeza, ele foi arrancado da Igreja Universal porque não deu fruto$!
        Realmente, se ele fosse de Zeus, guardaria o chicote e sairia quietinho.

        CADA DIA QUE PASSA EU APRENDO MAIS COMO É SER EVANGÉLICO…

  12. Levi Varela, mais uma vez você, sem me conhecer, sem nunca ter me visto, ou saber de minha história, me julga. Atitude de fariseu, preocupado com imagem, ritos sem espiritualidade, e taxa qualquer um que vai contra o que você pensa, de não convertido. Primeiro me chamou de católico, sem eu nunca ter sido na minha vida, agora diz que eu faço parte do time de sangue azul, meu amigo, trabalho para me sustentar desde os catorze anos, nunca tive vida fácil, nem papai ou mamãe pra me dar as coisas, sempre corri atrás, no post acima fui claro quanto a isso. Critico movimentos neopentencostais pois colocam satisfação material acima da espiritualidade, e critico, porque procuro conhecer mais de Deus, e sei que o que Deus quer é adoradores verdadeiros, se para você, alguém que defende o evangelho é taxado de católico, então meu querido, sou o maior católico que existe sem nunca de fato ter sido. Procuro primeiro o Reino de Deus, pois sei que as demais coisas me serão acrescentadas. Procuro andar em amor, procuro sabedoria do alto, que é PACÍFICA, acima de tudo. Não ando me digladiando com católicos, num mar de acusações sem fim, que não edifica, só afunda mais no ódio, no despeito, no preconceito, sem um pingo de Jesus ou do Espírito Santo. Te lembra que por tuas palavras será justificado ou condenado, está escrito nos evangelhos, dito por Jesus. Depois tu disse que eu preciso me converter, não entendi, só porque eu disse a realidade, sobre os que se dizem evangélicos, mas ficam atras de satisfação, atras de dinheiro, colocando o “pare de sofrer”, acima do Reino de Deus e Sua Justiça? Eu menti em quê? Exagerei em quê? Você por acaso é cego para a situação atual da igreja evangélica no Brasil? Você supõe que está do jeito que Deus aprovaria? Será que sou eu realmente que de fato precisa se converter? Engraçado, que você me critica por eu criticar esses movimentos da teologia da prosperidade, mas elogia o Caio Fábio, que critica ferozmente todos os movimentos evangélicos, que vai a programas seculares dizer que a igreja evangélica é imbecilizada (concordo com ele nesse ponto). Muito contraditório você que fica batendo tecla com católicos, por vezes usando de palavras chulas pra ofender, Você não tem moral pra dizer que fulano ou sicrano devem se converter. Tira a trave do olho primeiro antes de querer soprar o cisco em olho alheio.

    • Meu caro,

      Não elogiei Caio Fábio, apenas usei um método chamativo para criticara a posição dele, leia melhor.

      Palavras chulas? Nunca o fiz, Quando muito, eu fiz foi responder com a mesma moeda ou mais ácido, pois o que mais gera indigestão é o sujo falando do mal lavado, é o aproveitador de frágeis situações de outrem se aproveitando pra legitimar sua condição de pecador extremo. o tentar se aproveitar da pequena fragilidade do próximo.

      Os interesses das pessoas são diferentes, aprenda respeitar isso. Se uns querem dinheiro, pouco ou muito, respeite. meu caro;

      Ficar falando que os evangélicos andam atrás somente disso, é como se todos do Brasil tivessem ficados imbecilizados. Ora, os evangélicos são a camada pobre deste país, então que não se fique a generalizar, a falar de todos como se fosse comum. Não vejo igreja alguma fazendo isso, ou seja, benças financeiras e em abundância;

      Repito, você trouxe pra si, e o que é pior, o discurso dos íncrédulos. por isso que duvido não de sua conversão, mas sim que seja do grupo, o de evangélicos; Mude seu modo de falar, refaça suas idéias, você parece o que chamam os em guerra de fogo amigo, como seja, matando os da própria força, por erro de interpretação.

      Ora, essas figuras chegam a uma praia, que é este site, pra criticar e de forma sistemática, pejorativa, aí você quer que eu bata palmas?

      Meu caro, mesmo que eu não fosse evangélico, defenderia em nome do que está acima de partidos, a justiça.

      Prefereria que você não se atribuísse evangélico, pois compreenderia como interessado, como partidário.

  13. O anjo cinzento que se disfarça de Luz:
    Por um minuto, apenas um minuto, imagine alguém que passe todo o tempo de sua vida a criticar os outros. Não importa quem seja essa pessoa, apenas imagine alguém assim. O que você pensaria? Acho que não preciso responder! Caio é realmente alguém muito culto, mas Lúcifer também era. Cultura e conhecimento não aproximam o homem de Deus. Passei algumas semanas assistindo diversos vídeos de Caio Fábio e encontrei um homem em profundo estado de comiseração de alma, em profundo estado de vingança contra aqueles que o abandonaram quando ele se deixou “cair”. Hoje, ele transforma esse episódio em seu momento de glória, passa o tempo todo contando em como caiu, conta detalhe por detalhe. Existem centenas de vídeos dele na internet contando essa mesma ladainha que somente a ele interessa. Enquanto sua boca fala da Graça de Deus, suas mãos disparam dados pesados contra tudo e contra todos. Claro que alguns bispos e pastores que ele denuncia são filhos do inferno mas, esqueceu Caio sobre o não julgar, sobre o perdoar sempre? Um filho que se diz da Luz, mas em cada 10 palavras ditas a maioria são lançares de ódio e dardos pesados? Que Luz é essa? Outra coisa que me chamou a atenção é o fato da forma como ele trata as pessoas que ligam para falarem com ele. São tratadas como verdadeiro lixo. Apenas ele, sempre ele, está certo, impensável alguém saber qualquer coisa a mais que ele. Ele humilha as pessoas, as chama de idiotas, deixa claro o tempo todo que não esta nem ai para o que os outros pensam, apenas a sua mensagem é que lhe interessa. Caio Fábio odeia tanto seus denunciados, que sem perceber se transformou no próprio ódio que persegue. Nos programas que aparece na TV, tenta parecer descolado, diz que bebe cerveja, que jesus não condenou ninguém, deixa aberto interpretações e dúvidas sobre o que é pecado, que jesus não falou contra gays e prostitutas, etc. Em um programa do Papo da Graça, disse que eu pai era mais sábio que Moisés, que David, Salomão. Eles eram passado, seu pai era muito melhor que eles. Em um vídeo que me deixou pasmo, ele aparece meio tonto, em sua cama ao lado da esposa, tarde da noite, gravando meio chorando com celular um desabafo aonde cita os nomes de Malafaia, Macedo e outros, em como todos eles estariam perdidos e ele, Caio, gostaria que estes pudessem estar junto dele e salvos na luz. Nunca vi algo tão patético quanto isso, me pareceu que ele estava bêbado ou meio drogado (procurem no youtube o vídeo). Quando Caio é convidado para ir a alguns programas é usado por eles para destruir a igreja, todos os pastores, toda a igreja. Sem perceber, ele esta a trabalho das forças trevosas no planeta nesse momento, porque coloca todo mundo no mesmo balaio de gatos. Caio vive um estado de delírio permanente quanto ao seu próprio conhecimento, ele realmente se considera o João Batista do deserto, apenas não come mel e gafanhotos. Bebe cerveja e adora churrasco. Caio Fábio impressiona leigos e pessoas que se deslumbram ao verem alguém culto falar, mas quem já trilhou algumas jornadas logo percebe seu ego exacerbado. Qualquer idiota pode pegar um microfone e falar horrores da situação da igreja atual, mas sempre foi assim, não é mesmo? E quando foi que existiu uma igreja perfeita na terra se antes mesmo dela nascer Jesus já predizia seus enganos? Aonde esta a novidade disso, amigos? Falar o que esta errado é sempre o caminho fácil, nos exime de termos que fazer o certo, isso é para os outros. Dinheiro para a igreja é muito errado, mas não para a mensalidade de mentoria que Caio lançou, aonde você paga quase R$ 200,00 reais mensais e tem direito a uma consultoria especial com ele. Para Caio Fábio, apenas a Graça salva a todos, não importam os pecados. Se é assim, Caio, saiba que aqueles aos quais você destila tanto ódio, também já estão salvos por esta mesma Graça, não é mesmo? (mais longe do conhecimento que nos ilude, mais perto do amor que nos salva) Luz e paz a todos.

    • Tudo bem, Deus o Criador, sempre abriu as janelas do Céu para aqueles que trabalham e procuram ser justos. O que me causa admiração, as pregações do Macedo, pouco se ouve falar do que é demais precioso: salvação…
      A palavra nos diz: “Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” Mateus 6:33.
      Será que ele pensa diferente: Mas, buscai primeiro todas estas coisas e o reino de Deus será acrescentado? Nada mais é do que uma inversão de valores.

  14. Na minha humilde opinião, grande parte da imagem negativa dos evangélicos no Brasil, em especial, contra a Igreja Universal e seu fundador, Bispo Edir Macedo, se deve a enxurrada de reportagens e programas pré-conceituosos veiculados tendenciosamente na mídia, encabeçada pela Globo.

    Some-se a isso a tradição romano-religiosa que sempre taxou os evangélicos como “fanáticos”, “seitas” e outros termos.

    Mas, a final, de tudo se tira uma lição quando conhecemos, de fato o Deus em quem temos crido. Talvez a nossa maior lição, realmente, seja “entender mais a fundo que não somos nada sem o nosso Deus”, como bem define o próprio bispo Macedo.

    Sempre crescemos em meio as perseguições e lutas, mas em Cristo Jesus, somos mais que vencedores.

    Quantos nesse país ousaram resistir, sem se curvar, diante da munição envenenada da Globo?
    Acostumada a eleger e destronar presidentes, ministros, personalidades ou quem ousasse atravessar seu caminho.

    Alinhados com ela, dezenas de outros se levantam contra a obra de Deus e seus escolhidos, mas o Senhor nunca desamparados nos desamparou.

    Enumeramos aqui, alguns, entre os muitos que tentaram prejudicar a obra de Deus e seus escolhidos.
    Interessante que o destino destes, não foi dos mais promissores.

    O ex-presidente Fernando Collor de Mello; Foi destituído da Presidência da República por um impeachment.

    PC Farias; Foi encontrado morto com sua amante, em Alagoas.

    O empresário José Carlos Martinez; Morreu em um acidente aéreo.

    Leopoldo Collor; Morreu com câncer no pescoço.

    O juiz João Carlos da Rocha Mattos; Foi condenado por venda de sentenças, preso por 8 anos e destituído do cargo.

    O autor global Dias Gomes; Perdeu a vida num trágico acidente de carro.

    O ex-deputado e apresentador Afanásio Jazadi; Caiu no esquecimento. Em 2008 não conseguiu sequer, ser eleito vereador, em São Paulo. Suas tentativas de voltar a TV foram frustradas.

    O ex-senador Romeu Tuma; Faleceu vítima de falência múltipla dos órgãos.

    O ex-reverendo Caio Fábio; Teve envolvimento com escândalos políticos e foi exonerado de sua igreja após assumir uma relação extraconjugal com a secretária.

    O Jornal do Brasil; Faliu e sobrevive apenas na internet.

    A TV Manchete; Também Faliu e foi extinta.

    A TV Globo; Enfrenta quedas sucessivas nas últimas décadas e vive a pior crise de audiência de sua história.

    Gaatamos nossas vidas, enfrentando o diabo e o inferno, porém, agarrados as promessas do Nosso Deus, e até aqui Ele tem sido fiel:

    “E o SENHOR te porá por cabeça, e não por cauda; e só estarás em cima, e não debaixo,..” (Deuteronômio 28:13)

DEIXE UMA RESPOSTA