Ricardo Oliveira batiza colegas de elenco no Santos em cerimônia no templo da AD Brás

13

O atacante e pastor Ricardo Oliveira realizou uma cerimônia de batismo com colegas de elenco do Santos Futebol Clube em sua residência na cidade de Santana de Parnaíba (SP), em uma das unidades do condomínio Alphaville, com trajes da Assembleia de Deus no Brás, em São Paulo (SP).

Oliveira, que frequentemente expressa sua fé e testemunho, é conhecido por sua postura de conselheiro dos colegas de equipe. Diversos jogadores do Santos se reúnem com ele, em folgas ou concentrações pré-jogo, para ouvir as mensagens pregadas por ele sobre o Evangelho.

O artilheiro da atual edição do Campeonato Brasileiro batizou os jogadores Geuvânio, 23 anos, e Thiago Maia, 18, que foram acompanhados por amigos e familiares.

No Instagram, Ricardo Oliveira compartilhou o momento com imagens e um texto sobre a simbologia do batismo nas águas e a importância da cerimônia para os cristãos. Confira:


A doutrina dos batismos tem início quando o Espírito Santo, pelas mãos do sacerdote, batiza o nosso corpo nas águas. Depois Cristo, nos batiza com o Espírito Santo o nosso espírito. E por fim, também Cristo batiza com fogo a nossa alma.

O batismo nas águas é um ato físico que expressa uma verdade espiritual, por meio desse ato dizemos que compartilhamos com Cristo a Sua morte e ressurreição, dando assim, um testemunho público do fato de que nos identificamos com a obra de Cristo Jesus.

O batismo nas águas faz com que a pessoa faça uma aliança com Deus, assim como as águas do dilúvio batizaram a terra da maldade, e foi feito um sinal do céu – o arco celeste – como aliança de Deus com os homens, da mesma forma o batismo no nosso corpo expressa essa aliança para com Deus.

Qualquer pessoa que consiga entender essa verdade está apta para ser batizada, é necessário apenas fé. Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo (Mateus 28:19)

Batismo de jogadores do Santos conduzido por Ricardo Oliveira
Batismo de jogadores do Santos conduzido por Ricardo Oliveira

13 COMENTÁRIOS

  1. Foragido de Brasília por homicídio, pastor é recapturado no interior do PA
    Eron de Souza é acusado de matar um empresário em Brasília. Ele estava foragido desde 2008 e foi ncontrado em Bragança.

    A Polícia Civil prendeu, nesta terça-feira (28), em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, da Justiça do Distrito Federal, o foragido Eronilson Fernandes Lopes de Souza, 32 anos, em Bragança, nordeste do Pará. Natural de Brasília, ele é procurado pela Polícia Civil do DF desde o ano de 2008, quando foi acusado da autoria de um homicídio. Conhecido como Eron, ele foi encontrado na casa onde vivia, no interior de Bragança, onde atuava como PASTOR de uma comunidade evangélica.
    A prisão foi realizada pela equipe da Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) de Bragança. Conforme o delegado Douglas Murilo, o mandado de prisão foi expedido pela Vara Criminal do Tribunal do Júri de Santa Maria, no Distrito Federal. Eron é acusado de matar um empresário da cidade.
    O delegado explica que, há dois meses, a UIPP de Bragança recebeu um telefonema da Polícia Civil do Distrito Federal informando sobre o paradeiro do foragido. A partir da informação, a equipe policial passou a investigar até descobrir o local onde o procurado vivia. Assim, os policiais civis passaram dois dias em campana, às proximidades do local onde Eronilson frequentava no aguardo do melhor momento para abordá-lo. “Ele foi preso no momento em que saía de sua casa”, detalha. Agora, o preso vai ficar recolhido, em Bragança, à disposição da Justiça do DF.
    Fonte: globo.com
    Uma pergunta: será que ele aprendeu a ser pastor em qual penitenciária?

  2. Fiéis tentam sair de igreja e são ameaçados de morte por pastor em MS
    As vítimas queriam parar de frequentar o local
    Um casal procurou a Polícia Civil de Rio Brilhante, cidade a 158 quilômetros da Capital, para denunciar ameaça sofrida pelo pastor de uma igreja. O fato foi registrado na manhã desta terça-feira (28).
    De acordo com as vítimas, de 19 e 26 anos, elas eram frequentadoras da igreja evangélica Pentecostal Esperança e Fé. O casal avisou o pastor Adriano de Souza que deixaria de ir à igreja e afirmam que foram ameaçados. O pastor teria dito que se eles saíssem da igreja, “sentiriam o gosto da ponta de uma faca”.
    Ainda segundo depoimento do casal, o pastor manipula os fiéis. As vítimas ainda relevaram que, na madrugada de segunda-feira (27), a casa delas foi invadida e que o suspeito seria o pastor, que foi visto por uma janela, mas que fugiu ao perceber que foi flagrado.
    O caso foi registrado como ameaça na Delegacia de Polícia Civil de Rio Brilhante.
    Fonte: midiamax
    Uma pergunta: será que ele aprendeu a ser pastor em qual penitenciária?

DEIXE UMA RESPOSTA