Íris Abravanel vai mostrar confronto entre católicos e evangélicos em nova novela do SBT

27

Uma nova novela do SBT, já em fase final de preparativos para a estreia, vai mostrar um confronto entre um personagem evangélico e um católico. A autora, Íris Abravanel, esposa de Silvio Santos (judeu) é evangélica.

Os evangélicos vêm protagonizando discussões sobre conteúdos de novelas, e ajudando a alavancar audiências de projetos como Os Dez Mandamentos, da TV Record, por acharem o conteúdo mais valioso. Porém, quando um evangélico é representado na telinha em uma novela, geralmente a reação não é positiva e há queixas das caricaturas que os autores desenham do comportamento desse público.

No caso do SBT, Íris quer que Cúmplices de um Resgate não cause tensões nos telespectadores, e sim, risadas: “Vamos pelo lado cômico, mas pregando que o amor ao próximo tem de prevalecer. Independentemente da crença, o respeito precisa ser maior”, afirmou a autora.

De acordo com informações do site Notícias da TV, a novela estreará no próximo dia 03 de agosto, e a previsão inicial é que a história seja contada em 250 capítulos, podendo aumentar um pouco caso a audiência esteja satisfatória.


Porém, esse eventual acréscimo de capítulos não será tão expressivo como em Chiquititas, que chegará ao fim com 545 episódios e um filme resultante do folhetim: “Essa história é mais fechada”.

Evangélicos em novelas

Atualmente, uma família evangélica é retratada na novela Babilônia. O trio de autores optou por apresentar esses personagens como corruptos, hipócritas, avarentos e preconceituosos. O resultado: a novela das 21h00 com pior audiência da história da TV Globo.

Em Amor à Vida, o autor Walcyr Carrasco preferiu que os evangélicos fossem representados por personagens “comuns”, de maneira respeitosa, e não houve grandes insatisfações. O cantor Kleber Lucas chegou a gravar uma participação em uma cena de um “culto” da igreja onde os “fiéis” se reuniam.


27 COMENTÁRIOS

  1. Na minha opinião só esta tentando alavancar a audiência, para ganhar dinheiro em cima disso, mas tomara que sirva e que contribua para melhorias de nossa nação .

  2. Será que vão ser daqueles casais que são inimigos no início e se apaixonam? (♥‿♥) Dois amores, separados por sua religião, ai que romântico (♥♥,)

    Luciano e Emanuelle seriam o casal que vive esse romance proibido (♥♥,), e o Levi e o Lopes seriam os pais malvados que desaprovam a união do casal (≧◡≦)

    Amo histórias de amor ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

        • Oi janio, para de xingar menino, você é uma boa pessoa, esses palavrões não combinam com você (✿◠‿◠)

          Pela homofobia do Luciano eu vou tirar ele do papel de mocinho, ele vai passar para o lugar de pai malvado do Levi, e o Levi vai fazer o par amoroso com a Emanuelle (✿◠‿◠)

          [Me sentindo A autora – (¬‿¬) ]

      • LUCIANO

        Engraçado que mesmo a Globo com a pior audiência de novelas das 21hs tem 24 pontos de audência e Moisés da Record com todo apóio dado pelos evangelicos não passa de 15 pontos.
        Só posso deduzir uma coisa, ou estão assistindo a novela da Globo ou o que é mais provável, este público(evangelico) não tem este poder todo, pois Moises até agora não chegou nem perto dos 20 pontos, coisa que qualquer novela da Globo consegue.

      • Seu José anda assistindo muito carrossel.rs
        esta novela vai da problemas pra globo e pra record,celia mulata,vanessa,seu José não vão desgrudar da telinha.

        stardust você é cristão?o Nosforazero merece uma resposta a altura você não acha?

        • O Sr. José é um fofo né Luciano (✿◠‿◠) Você também é, não me leve a mal por te colocar como o pai malvado, não é pessoal, é profissional (◔◡◔)

          Eu não gosto de novelas (mas assisto coisas mais bobas ainda, como Chaves, desenhos japoneses, seriados americanos de comédia rs.), mas essa, com a Emanuelle e o Levi fazendo par romântico, essa a gente não ia perder mesmo (≧◡≦)

  3. Cada coisa, se diz cristã, mas totalmente equivocada, isso é uma forma de usar as coisas de Deus para dar ibope para um mercenário como seu marido, que não importa como, mas faça de td para levantar o ibope, affff, vou morrer eu não vrei td. É que pena investir tanto dinheiro em novela, e tantos precisando de uma cesta básica para sobreviver!!!

  4. Por mim pode passar um cinco quintilhão quatro quatrilhões tres trilhões dois bilhões um milhão mil novicentos e noventa e nove e noventa e nove centavos de quantidades de nuvelas, qui tou pouco ligando não perco tempo com porcarias, perder tempo cum nuvelas e para os catulicos pra os espiritistas ateistas e gays e companhias ltda, e tambem e claro para uns crentolhos mequetrefianos tipos stardustsorianos da vida, e tamos conversados, fui

    • errado Estud, vc tem que incluir nessa lista ai os protestantes DE TODAS AS DENOMINAÇÕES, inclusive a sua, afinal, vc pode ter a mente aberta e saber que assistir novela é uma cultura emburrecedora, mas quase 100% dos protestantes, incluindo ai a tua seita não tem.

      e digo o motivo:

      somando-se os ateus, judeus, budistas, católicos, espiritas, cachaceiros, etc. etc. etc… não conseguiram manter a audiência da novela das “oito” da globo quando os protestantes decidiram boicotar a tal novela por conta da provocação aos evangélicos.

      ou seja, a audiência da novela era movida pelos protestantes.

      e sinceramente… duvido que na tua casa não tenha uma televisão e de vez em quando vcs não dão uma bisbilhotadinha na situação das novelas kkkk

      engraçado vc, jogar a culpa da audiência desses lixos globais para nós ateus, para os espíritas, católicos etc e tal, quando está claro e conciso que são vcs protestantes que movem essa máquina global.

  5. IRIS faz isto não. Se cristãos católicos e evangélicos resolverem que a sua novela a única coisa que acrescenta é a dissenção, o tiro pode sair pela culatra. Será que ibope pra vc vale a qualquer custo?? lamentável esta sua posição.

      • Por que os católicos não leem a Bíblia ?

        Hoje vou falar de um tema que gosto de refletir: porque os católicos não leem a Bíblia? Falo dos católicos, porque sou católica e vivo nessa igreja. Não posso negar, os evangélicos ganham de 1000 a zero nesse quesito. Fico impressionada com o conhecimento que eles possuem, com o estudo biblico e a formação diária que eles adquirem. Há 2 anos estava sentada com um evangélico (um colega) em uma mesa e ele me
        disse: ” Adoro falar sobre a biblia com católicos, porque eles não conhecem. Eles não sabem discutir e debater por falta de conhecimento.” Na hora aquilo não soou muito bem e fiquei enfurecida, mas com 15 minutos de conversa vi que ele estava falando a mais pura verdade. Ele falava com tanta propriedade sobre as passagens da bíblia que ficava envergonhada e pensava: Meu Deus, eu não conheço a Bíblia. Eu não conheço esse livro que Cristo “deixou” para mim. Naquele dia refleti tanto, que pensei: fui catequizada, fiz primeira comunhão, crisma, participei de vários encontros jovens, tinha a bíblia, (sempre ficava fechada
        dentro da minha gaveta – quase nunca era aberta) e não sabia 1% que aquele evangélico sabia. Senti vergonha? Muita. Fiquei constrangida? Totalmente. Daí me perguntei: que tipo de católica eu sou, meu Deus?! É importante ter a humildade de se enxergar. E naquele momento eu estava me enxergando: as minhas falhas, a minha vida e o tipo de relação que tinha com Deus.

        É incrível. Estamos acostumados a ir apenas à missa nos domingos (o mínimo do mínimo de um cristão), escutamos as leituras, o evangelho daquele dia, a homília do padre e
        achamos que isso é o SUFICIENTE.  Que hipocrisia!!! Depois voltamos para casa mergulhar na rotina mundana. Que tristeza! Que mediocridade! Agora eu pergunto: Como podemos dizer que professamos uma fé sem conhecê-la? Como é possível amar aquilo não conhece? Como distinguir o bem e o mal se não conhecemos a Verdade? 

        Passei uma época da minha vida questionando muita coisa. Várias coisas devem ser mudadas e para serem mudadas, antes de tudo, devemos terconsciência do problema. E fazer a seguinte
        pergunta: não lemos a bíblia por qual motivo? Foi falha da Igreja?  Na minha opinião: sim. Os erros de décadas e décadas podem ser consertados; a didática e a metodologia podem ser mudadas. É isso que devemos acordar: mudar a metodologia. Já está mais que na hora despertar em nossas crianças o desejo da leitura bíblica. Catequizar desde pequeno com uma outra didática, um outro enfoque. Estimular desde cedo. Despertar desde cedo. É isso que está faltando em nossa religião: estamos fracos na fé, estamos fracos no conhecimento e consequentemente estamos distante de nosso Pai. Manusear
        a bíblia é fundamental – estudar e refletir as passagens bíblicas, conhecer a fundo o que Cristo ensinou, conhecer a sua história.  Tornar a leitura um hábito diário. Da mesma forma que comemos, dormimos e descansamos. Mudar essa cultura que está tão enraizada. E por estar enraizada estamos cegos e não vemos o problema. Se vemos, não sabemos como agir diante desse cenário.

        Bom, depois daquela impacto forte que tive (conversa com o evangélico) tudo mudou na minha vida. A Bíblia saiu da minha gaveta, as folhas deixaram de ficar
        endurecidas e a cada dia aprofundo nos ensinamentos de Cristo. Se não posso mudar essa cultura hoje em um todo, mudarei a minha forma de agir, de evangelizar. E se possível, despertarei todos os católicos que estão cegos e imaturos na fé, perdendo a oportunidade aqui na Terra de ter em mãos o livro que vai mudar a sua história de vida aqui e na eternidade. 

        Hoje entendo perfeitamente a importância daquele gesto, quando via aquelas placas nas àrvores, nos postes da cidade escrito: Leia a Bíblia. E hoje falo para todos vocês: Não percam tempo, LEIAM A
        BÍBLIA!!!!

    • Olha aí depende de que católicos e de quais envagélicos Você se refere, pois têm católicos que de fato não conhecem muito a Bíblia, porém, tem evangélicos que também não conhecem nada, também só repetem os que os pastores falam e ainda mais, pensam que são os donos razão quando na verdade tem um conhecimento pífio da palavra. Mas ainda ressalto, é importante conhecer a palavra, porém, não basta só conhecer, tem que viver o que a palavra ensina

DEIXE UMA RESPOSTA