Evangélicos fazem campanha nas redes sociais para que o pastor Silas Malafaia seja entrevistado no Programa do Jô

65

A entrevista do pastor Silas Malafaia à jornalista Marília Gabriela tem repercutido não apenas em relação aos temas debatidos no programa transmitido pelo SBT no último domingo, 04 de fevereiro, mas também nas redes sociais.

Uma campanha iniciada no Facebook, através do compartilhamento de imagens, pede que Silas Malafaia seja convidado para uma entrevista no Programa do Jô, da TV Globo.

Jô Soares, jornalista, comediante e apresentador, é tido como um dos mais importantes entrevistadores do Brasil, e seu programa no formato talk show já está no ar pela Globo há treze anos. Anteriormente, o programa era transmitido pelo SBT sob o título de Jô Soares Onze e Meia.

Entre as pessoas ligadas ao meio evangélico que já foram entrevistadas por Jô Soares, estão a ex-ministra e senadora Marina Silva, a pastora Baby do Brasil e o ministro da Pesca, Marcelo Crivella. Alexandre Zambom, pastor gay da Igreja Inclusiva do Brasil, também já passou pelo sofá do apresentador.


A movimentação de evangélicos através do Facebook, para que o pastor Silas Malafaia seja convidado ao programa, contava até esta manhã, com mais de 13 mil compartilhamentos.

Entre os comentários, a usuária Lilian Castelar disse acreditar que o pastor Silas Malafaia pode se sair bem durante a eventual entrevista: “Agora eu quero ver o Jô dar uma de intelectual e debochar do entrevistado, como ele fez com o Crivela! Fiquei decepcionada com a entrevista do Crivela no Jô. Quando o Jô perguntou se homossexualismo era pecado, ele respondeu: ‘eu acho que é, Jô’… ‘Como assim, eu acho que é…?’”, escreveu, lembrando da dificuldade que bispo licenciado da Igreja Universal teve em expressar sua opinião.

Já o usuário Edson Oliveira acredita que o pastor Silas Malafaia não será bem-sucedido, caso haja o convite: “Vai se perder todo, assim como se perdeu De frente com Gabi. Não defendam homens, zelem unicamente pela Verdade”, escreveu.

Veja abaixo uma segunda imagem da campanha no Facebook:

malafaia no jo

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


65 COMENTÁRIOS

  1. edy, cadê o amor ao próximo e a graça de Deus em sua vida. Só CRENTE MASSOQUISTA para gosta desse tipo de liderança. Respeite as pessoas e sua condições e orientações e siga o evangelho genuíno de Cristo. Pois, Jesus não fez a excepção de pessoas. Pelo amor de Deus cresce espiritualmente e aprenda a amar o próximo “menino adolescente”.

  2. Deixa eu te dizer, a vida é feita por diversos discursos, políticos (sobre a vida, social) e quando vc assume uma postura igual as pessoas que profetizam o ódio contra determinado segmento (pe. Silas) infelizmente estará filiando-se a estes discursos proferidos. Na minha família tem um pai que trata o seu filho que é bisexual como se ele fosse um animal, justamente por ele (o pai) estar na religião evangélica, assumindo uma postura de combate ao segmento homossexual… ai eu te pergunto porque esse pai não tem a mesma postura contra os bebados, maldizentes, roubadores, idólatras, adúlteros… citados por vc que encontrou na bíblia… sabe porque? por que é um discurso de ódio utilizado por ele contra apenas um desses segmentos (o homossexual), uma desculpa para um preconceito disfarçad com respaudo em argumentos escritos a milhares de anos, encontrados na bíblia. Creio em Deus, mas o meu Deus é muito mais humano que o seu… tenho certeza disso, pois eu faço o bem as pessoas e nem por isso devo deixar de acreditar em Deus…
    Esse pai que esta na minha familia humilhou o seu filho por conta que ele é gay, utilizando argumentos que Deus não aceita esse comportamento… mas pelo o que eu saiba quem fala isso é a bíblia, aposto que Deus é muito mais do que isso que escreveram na bíblia sobre ele… DEUS É AMOR E A JUSTIÇA A ELE PERTENCE… DESEJO QUE TODOS NÓS SEJAMOS FELIZES… É APENAS ISSO QUE EU QUERO, ENCARAR OS FATOS QUE MUITOS MORRES em nome de interpretações erradas que pessoas fazem da bílbia… e se esse livro deve ser interpretado pela fé e não pela razão, sinto muito, pois num estado laico o que predomina é a razão e E O BEM ESTAR DE TODOS…
    OS DISCURSOS DO ÓDIO DEVEM SER EVITADOS, entendeu agora…TENTE ASSUMIR o discurso da benevolencia, voce é jovem assim como eu e é muito inteligente para entender tudo isso que eu disse… VALEU PELA A ATENÇÃO, NÃO LEVE PARA O LADO RUIM ESTE NOSSO BATE PAPO, AFINALconversando o ser humano evolui…

  3. FUGINDO DOS CRISTÃOS MASOQUISTAS [parte 01]

    Tenho vergonha desses cristãos que desrespeitam as minorias. Pelo amor de Deus, se é para falar do amor de Deus e de sua justiça, usem palavras de exortação e não de discriminação: sejam mais humanos, mais amorosos [ame o próximo como a sí mesmo], Jesus cansou de falar isso em sua trilha terrena. Fico imaginando um filho de vocês (caso ele gay, o fosse), como fosses o tratariam? É por isso que se tem muito homossexual que tira sua vida, que sai dos caminhos do Senhor Jesus, por causa de vocês crentes avarentos, egoístas, arrogantes, cheio de imparfia, blasfemadores pelo que dizem, pelo modo como vocês se comportam, como tratam o próximo, ingratos, desenternurados, descontrolados, desvairados e cruéis, falam de Deus e em nome de Jesus, mas são adversários do bem, eu faço das palavras de Paulo, minhas palavras, quando ele diz a Timóteo: “fuja deles”, pois é, é o que tento fazer, fugir desses CRISTÃOS MASOQUISTAS. Fostes chamado livres, não te tornes escravo de ninguém (nem da opressão do próximo, nem dos dogmas e conceitos da religião impostos pelo homem) ; se foste chamado sendo escravo, aproveita a oportunidade da libertação se ela vier. Mas se não vier, faze o melhor que tu puderes da vida que tu tens. Cada um ande conforme foi chamado. Paulo pregou tanto isso, e vocês não aprenderão ainda?

    Fico imaginando no evangelho de Jesus, quando esteve no meio de nós humanos, se ele tivesse expulsado, desrespeitando e discriminado os avarentos, as prostitutas, os mercenários, os homossexuais (pois, com certeza tinha naquela época , um exemplo disso: são os eunucos por exemplo) de ouvir a mensagem e o seu evangelho de amor e graça. Tenho absoluta certeza que Jesus Cristo não usaria e frases (como por exemplo foi dito num post aqui pela Kátia Nery: “quer enrabar com macho, vai fundo, kkkk”) e palavras que vocês estão utilizando, pensando está denegrindo a imagem dos homossexuais e de outras minorias, mas, na verdade, estão denegrindo a própria imagem de vocês. Esse é o problema das crenças: “ao mesmo tempo em que aproxima as pessoas, afastam as gentes. As pessoas se ajuntam ao redor de suas crenças, gostam de ficar na companhia de quem tem as mesmas ideias, prática os mesmo rituais e se comporta de acordo com as mesmas regras morais. Ou seja, cada um tem o líder que o merece. O problema é que, geralmente, estas pessoas unidas pelas crenças comuns, declaram guerra a todo mundo que não concordam com elas”. A Igreja não é o Espírito Santo, não é o Pai, nem o Filho, e nem a representante do Juízo de Deus na Terra; sendo seu chamado apenas para ser a proclamadora da BOA NOVA de que Deus já se reconciliou com o mundo, em Cristo. E seja qual for o caminho de Deus para a vida humana, saiba: Ele nunca acontecerá em nenhum chão que não seja Verdade.

    Eu acredito com todas as minhas forças que o relacionamento com uma pessoa será sempre maior do que sua descrição, até porque toda pessoa é sempre maior do que as palavras conseguem descrever. E essa é a razão porque o relacionamento com Jesus está na dimensão da fé, não da crença, dos seus dogmas, doutrinas ou preceitos religiosos. Você deveria se tornar um pouco humano(a). Acredito que é isso que lhes faltam. E é como se diz em um texto, um artigo que lí, em que Henry Nouwen diz: “O QUE NOS TORNA HUMANOS NÃO ESTÁ NA NOSSA MENTE, MAS NO NOSSO CORAÇÃO, E NÃO É A CAPACIDADE DE PENSAR, MAS A CAPACIDADE DE AMAR”. É assim que você amam os homossexuais? E não venho aqui os defender, pois o que sinto é compaixão, não julgo a alma de ninguém e nem me afasto de ninguém que seja “diferente”, desde que eu enxergue em sua “essência” a semelhança de Deus e, certamente, verei que ele não é diferente de mim, nem para o bem nem para o mal. Levai as cargas uns dos outros e assim cumprireis a lei de Cristo. Mas, o absurdo que vocês estão fazendo aqui; menosprezando e repudiando o próximo, me faz lembrar do que aconteceu nos campos de concentração na época de Hitler, no nazismo, e isso é um absurdo. Você querem que isso se repita no meio das pessoas que supostamente deveriam pregar o amor e a graça e bondade de Cristo?
    .
    Sabe! Outro dia em minhas pesquisas, encontrei: “há pessoas que nasceram gays (esses são gays de fato); os que foram feitos homossexuais (em geral são vítimas de sexo homossexual com gente mais velha na infância; e vicia, como qualquer outra coisa; posto que o primeiro estímulo erótico objetivo veio de uma relação homossexual, o que, muitas vezes, “fixa” o padrão das pulsões da pessoa naquela área); e os que se fizeram gays (normalmente nem gays são, mas, por razões distintas, “optaram” por aquela inclinação ou desejo mesmo). Nesses três casos, o primeiro é de natureza “HUMANALMENTE IMUTÁVEL”, tão imutável quanto as chances de um hétero teria de se tornar gay: nenhuma. Já na segunda perspectiva, a situação é reversível, não sem muito trabalho e esforço psicoterapêutico; tudo dependendo, é claro, da vontade que a pessoa tenha ou não de enfrentar a si mesma, na forma do vicio que se instalou. De fato, em geral, esses são os mais culpados, pois sabem que não nasceram gays, mas ficaram viciados no sexo por essa via. E, por último, há os que “optaram”, a maioria dos quais por escolha de prazer e por privilegiarem as sensações do sexo chamado “invertido”. Entretanto, esses dois últimos grupos, em geral, não querem “relacionamentos”, mas apenas sexo; posto que somente os gays-gays se apaixonam mesmo”. Concluí-se que no geral somente os que nasceram gays se apaixonam e querem ter uma relação única, estável e monogâmica com o seu parceiro(a). Os demais, também em geral, querem apenas a transa. Daí haver sempre muito mais promiscuidade relacionada a esses dois grupos. Isso porque os gays-gays, mais do que sexo, eles querem é afeto, só que o único tipo de afeto que os inspira é de natureza homossexual. O que Jesus disse dos eunucos serve também para os gays: "uns nascem, outros se fazem, e outros são feitos".

  4. FUGINDO DOS CRISTÃOS MASOQUISTAS [parte 02] continuação e final do artigo

    Acredito como dever ser difícil ser um homossexual, e como deve ser triste o que ele senti: a rejeição, a violência, a discriminação e o desrespeito como ser humano. Não seria mais fácil para ele escolhe ser um heterossexual. É, mas realmente não é tão simples assim. É uma hipocrisia tão grande no meio “povo de Deus”. Quer um exemplo? Pregam-se sempre que não se pode fazer sexo antes do casamento, e, no entanto, muitas irmãzinhas saem por detrás dos muros da igreja, “transa a torto e a direita” e depois acha que isso é normal. E quantas mulheres solteiras engravidam antes de se casarem, e geralmente com filhos de pastores. Mas, isso é encoberto, sempre se acha um jeitinho para não ter o “caça às bruxas”. Está provado que os índices estatísticos da “igreja” (fenômeno humano e histórico), não são em nada diferentes dos do resto da sociedade, o que numa população de uns 30 milhões de evangélicos faria com que uns 3 milhões de evangélicos sejam gays; gays enrustidos, trancados no armário pastoral; ou, muitas vezes, se promiscuindo mais que qualquer promíscuo, pois, não podendo se abrir, a pessoa acaba “fugindo” para encontrar gays, e, nesse caso, acham apenas os gays-pra-consumo, nas boates ou na internet; e, assim, escondem quem são na “igreja”, enquanto, em razão disso, vão se tornando os gays mais descontrolados da praça. Então! Vamos polematizar esse assunto também? Sendo assim, seria muito mais fácil ele ser um heterossexual, pois isso, ninguém fala, não tem polêmica, é encoberto. Por que você não coloca-se no lugar de um homossexual? Ah! Claro que não, vocês não devem conhecer, justamente porque nunca se colocou no lugar de um. Então, pensemos de outro forma: vamos supor seu filho(a) fosse/seja homossexual (gay). O seu sofrimento como pai, mãe, com certeza não seria maior que o seu filho(a), no caso, gay. Manifestaria tanto desgosto, dor e repúdio à condição, que acabaria por transferir tudo para o próprio filho(a), e, assim, o abismo no chão profundo da possibilidade de suicídio, ou, na maior parte das vezes, em grande promiscuidade seria o caminho dele(a). Mas, sabe o que você deveria fazer? Ora, o mais sensato e como cristão que és, que está aos pés e nos caminhos do Senhor Jesus, deverias orar no/em secreto, e, além disso, deveria amar seu filho(a), somente assim, se poderia ajudá-lo(a) em qualquer que seja a configuração ou evolução da situação e evitar para não coagi-lo na sua religiosidade. Outra coisa a se fazer: esquecer o instinto egoísta de encobrir o filho(a) a fim de que o pais não se vejam expostos ao julgamento de milhões de juízes [pessoas desumanas como vocês, com exceção de muitos] de tudo; e até da culpa do pai e da mãe que tiveram tal filho; ou ainda da culpa por serem os pais que não souberam educar bem o filho(a) ou ainda: em razão de que tais pais são postos na posição de escolha entre serem leprosos com os filhos ou afirmarem os filhos como leprosos como “sobrevivência social” para eles. E o que é mais alarmante ainda, há pais que renegam seus filhos(as), assim como os pais do cego de nascença o renegaram, de acordo com a narrativa de João 09. E Para completar a angústia de tais pais ainda existe a condenação imediata do filho(a) ao inferno. Sim! Pois no meio evangélico e católico (e S/A) há certos trigos e joios que já foram separados antes da hora, e, portanto, já se os pode lançar no inferno de antemão; e, entre tais, estão todos os gays. O destino eterno da alma do(a) gay. “Vai pro inferno!”— é o vaticínio da religião. Eu não consigo ver assim. Quando a Bíblia diz que efeminados, adúlteros, feiticeiros, idólatras e outros— irão ter um destino “danado”, ela está falando do "SER" dessas pessoas. Por isto é que ela também fala dos facciosos, arrogantes, invejosos, sem afeição natural, roubadores, mentirosos, covardes, e “juízes” do próximo, como estando no mesmo barco. Ora, se você quer tratar o assunto na base dos “grupos de risco” para o inferno, coloque-se no mesmo barco — você, seu(sua) esposo(a), seus outros filhos(as), seus pastores, a “igreja” e o resto da humanidade — pois, a natureza humana, objetiva ou subjetivamente, é assim: caída. Somos salvos, todos nós, pela Graça de Jesus! A “igreja” não ajuda nessa hora, ela apenas põe sobre o cara as penalidades do inferno, e o torna um potencial do inferno. É por isso que há pais que sofrem tanto, que o filho ou filha gay vêm a se matar a fim de evitar que os pais sofram com sua existência. Tais filhos internalizam o sentimento de que seus pais prefeririam a dor da condenação do suicida à vergonha provocada pela existência de um filho gay. Por isso é tão alta a incidência de suicídios entre gays cristãos, principalmente. Não vamos entrar nesse sistema, e misturar essa situação humana com a relação dele com Deus. A “igreja” também é especialista em afastar de Deus aqueles que ela não quer ter no meio dela. Deus ama seu filho(a), sendo ele(a) gay ou não e saberá lidar com ele, conforme a grandeza de sua Graça.

    Sabe! Existem duas hipocrisias aqui em questão: Uma é a de quem se esconde. A outra é a do sistema que obriga a pessoa a se esconder. Para Jesus, no Evangelho, culpa maior é a de quem exerce o poder coletivo a fim de criar os hipócritas em razão do medo. Encham-se do amor de Deus e não das doutrinas da religião do medo e da culpa, e, assim, logo você sentirá os benefícios de conhecer a Graça como poder pacificador de seu ser; e que também diz ‘basta’ à nossa aflição de ‘cura’, conforme aconteceu com Paulo em II Coríntios 12. "A minha graça te basta; pois o poder se aperfeiçoa na fraqueza". Ou seja: seu pai tem culpa, mas culpa maior é a do sistema religioso que induz a pessoa à mentira e não à verdade, seja ela qual for. Vamos fazer o seguinte, ponha-se no lugar de um homossexual (gay). Honestamente se por no lugar e responder com verdade, é fazer conforme Jesus ensinou: “Vai tu, e procede de igual modo para com ele”. Afinal, o que quereis que os homens vos façam, fazei vós a eles — foi e é o eterno ensino de Jesus.

    Ponha-se num lugar de um gay e responda, são três perguntas simples.
    Se eu fosse gay:
    1. Como gostaria de ser tratado(a) pela minha família?
    2. Como gostaria de ser tratado(a) pela sociedade?
    3. Se você estivesse num relacionamento homoafetivo como gostaria que as pessoas o encarassem, me vissem?

    Jesus certa vez falou do assunto, quando falou dos “eunucos”: “há aqueles que nasceram eunucos. Há os que os homens fizeram eunucos. E há os que a si mesmos fizeram-se eunucos por causa do reino de Deus. Ele, porém, concluiu dizendo: Nem todos estão aptos para este entendimento”. Ou seja, ele quis dizer que uns nascem sem a tendência natural ao desejo, a potência, ou a afetividade heterossexual. Isto sem falar que em alguns casos, alguns nascem sem o próprio órgão sexual ou nascem hermafroditas, fisicamente falando. São muitos os que assim assumiram a vida, a despeito de suas tendências naturais a amarem apenas aqueles que são do mesmo sexo. E muitas vezes amam mais que muitos heterossexuais por aí, demonstrando um verdadeiro amor que sente um pelo o outro. Aqui não estou falando da ideologia, e nem levantando bandeira do “homossexualismo”, pois todos os prefixos “ismos” é sinônimo de uma ideologia, estou falando uma naturalidade e tendência natural humana, assim como o heterossexual. Não gosto e nem apoio esses movimentos gays que tem por aí, nem a promiscuidade seja no meio hetero ou homossexual, e quero deixar bem claro isso; apoio a natureza humana e o respeito pelo ser humano. Seria bom se existisse uma cura para todos os gays que desejassem deixar de se sentirem gays neste mundo. Ah! Nesse caso, todo homem gostaria de mulher; e toda mulher de homem. Pelo menos não iriam passar por essa discriminação e intolerância, e com certeza muitos não morreriam, ou teriam sido levados aos “campos de concentração”, e é o que está se querendo fazer hoje em dia, um tipo de “campo de concentração psicologicamente religioso”. Mas ninguém tem esse poder; assim como nunca vi Jesus curar nenhum eunuco de nascença. Você deve está se perguntando: o que é um eunuco? Um gay? A resposta é: não! Mas é alguém com uma condição genética diferenciada desde o nascimento. Pode ser hermafrodita ou não; mas é um ente geneticamente diferente, e olha que naquela época não se conhecia sobre engenharia genética. Queridos, Jesus se concentrou não em comportamentos, mas em atitudes, sentimentos e caráter. Assim, a ênfase dEle, quando é negativa, é contra a mentira, a hipocrisia, a manipulação, a cobiça, a avareza, as malícias, as maldades, as dissimulações, as invejas, e todo tipo de desumanidade que estão pregando, inclusive aqui nesses posts. Para mim, havendo de tudo à volta de Jesus, o silencio dEle sobre muitos temas, é uma voz de silencio misericordioso.

    Chegou a hora de vocês crescerem como filhos(as), como homem e mulher, como discípulo(a) e como ser humano no mundo! Não perca a chance que o amor de Deus está dando a vocês quanto a crescer na sua infinita GRAÇA, na sua BONDADE, GENEROSIDADE e principalmente no seu e em seu AMOR. Quem ama cobre multidão de pecados não só na vida daquele a quem se ama, mas na nossa própria vida. Amor e amor. Nada além de amor. Nada aquém de amor. Amor é tudo. O amor fala todas as línguas e entende tudo. O amor ajuda em qualquer que seja a viagem. Sem amor, qualquer viagem é morte para qualquer homem. Essa leitura seletiva da bíblia que vocês pregam é perversa e maldita. Me sinto enojado, quem aplaude a desumanização, descreia de Jesus. Nega a graça, pisa na cruz.

    Sem mais,

    Elias

  5. Rosi Ferreira, para finalizar minhas palavras nesses comentários e debates, vou lhe responder com meu último texto que outrora respondi, e com apenas algumas palavras que acrescentei; minhas e de textos e estudos que faço, tanto da bíblia, quanto de artigos e vários textos que leio e os estudo. E mesmo acreditando que esteja perdendo meu tempo, pois parece que você, PRINCIPALMENTE VOCÊ, não lê o que eu escrevo e provavelmente não deve entender o que eu falo; e isso se deve a algum motivo, ou por ignorância ou por estar cega pela religiosidade. E sabe, embora tenha o que mais me ocupe; do que ficar aqui debatendo toda essa polêmica, o que faço agora pela última vez; mesmo que o vício siga o viciado, e eu prometo conseguir falar tudo que eu quero nesse artigo abaixo para não voltar a entrar nessa página novamente.

    Não Obstante, escrevo na intenção de que outros venham ler e achar GRAÇA e AMOR em CRISTO em minhas simples e humildes palavras, ou de palavras de pessoas que acredito ter a mesma visão que a minha. Embora, tenho a certeza que ganharei muito mais estudo a genuína palavra de Deus, filosofia, sociologia, a história, a história da arte e das culturas dos povos e coisas baseadas no evangelho de Cristo que para mim exortam a minha alma, pois estou chegando a uma conclusão que não vale a pena ficar aqui perdendo meu tempo, e utilizando da minha inteligência para pessoas ignorantes [com excessão dos outros que me entendem]. É comprovadamente, perca de tempo, falar com pessoas céticas e ignorantes, e além disso, tenho uma ópera inteira para estudar. Mas, vamos lá, ao meu texto que na realidade acabou virando um artigo da qual intitulo: “fugindo dos cristãos massoquistas” em complementação ao anterior que escrevi, em que você mesmo disse outrora que copiei de outro site. O que na realidade foi uma compilação, mas de fontes confiáveis e que acredito ser as mais humanas possíveis e que estão comprometidas com o verdadeiro evangelho. O fato de você Rosi Ferreira dizer que copiei é um tremendo absurdo, pois estudo minha querida, fato que antes de postar tudo isso aqui, o tirei do meu facebook, do qual foi escrito imediatamente quando terminei de assistir a entrevista do Sr. Silas com a Gabi. Mas, vamos ao texto, ou melhor ao artigo que é o que importa agora para finalizar meus comentários por aqui de uma vez por todas.

    Vou escrevê-lo em duas partes, pois ficou grande o texto e parece que não estava comportando, devido a exceder o número de caracteres. Mas, estar tudo organizadinho e em duas partes. Agora faça o seguinte, leia na sequência: FUGINDO DOS CRISTÃOS MASOQUISTAS [parte 01] e depois para finalizar leia o último texto FUGINDO DOS CRISTÃOS MASOQUISTAS [parte 02] continuação e final do artigo. Não seja omissa, e não tenha preguiça e leia até o fim. E leia com calma, muita calma para você entender, porque parece que você não entende a semântica da coisa. Mas, espero que realmente você leia, especialmente a parte em que você se colocará no lugar de homossexual (gay). Boa leitura!

    Caso, você não entenda Rosi Ferreira, vou lhe explicar com toda a paciência, o porquê do título e do termo “cristão masoquista”.

    O termo masoquista geralmente é utilizado para designa uma pessoa com problemas psicológicos sérios, caracterizando um individuo que sente prazer com o próprio sofrimento. Geralmente, este vocábulo é mais utilizado em conotação de natureza sexual. Eu, contudo, em meus dois artigos: “VOCÊ SE CONSIDERA UM CRISTÃO MASOQUISTA” e “FUGINDO DOS CRISTÃOS MASOQUISTAS”, utilizo o termo masoquista para apontar os cristãos que sofrem das opressões psicológicas dos lideres [pastores, bispos e apóstolos] que abusam da falta de conhecimento, da simplicidade e humildade dos fiés, chicoteando-os com expressões aviltantes, através de dogmas, leis, conceitos, usos e costumes, regras que remontam e fazer o sistema deles [desses lideres religiosos] que muitas vezes está fora de contexto da palavra de Deus e seguem oprimindo essas pessoas [os fiéis de coração], e acabam acreditando que se houver observância aos ditames morais e aos costumes, dentre outras coisas mais absurdas da ‘igreja’ a pessoa se torna santa, e, portanto, superior a todos os demais humanos no planeta [caso não faça nenhuma irregularidade bíblico comportamental e jamais deixe de obedecer ao seu pastor ou líder, se tornando um indivíduo submisso ao pastor ou líder, e que muitas vezes não se humilha nos pés de Jesus Cristo] . E esses cristãos “masoquistas” seguem acreditando nas frases: “Deus trabalha no regime de recompensa”, “a Bíblia” manda que os “pastores” sejam ricos”, uma blasfêmia contra o Evangelho; e por aí vai.

    Mas, sabe, Jesus disse certa feita que carregou todos os nossos jugos, todo a nossa carga. Me diga: Os gentios precisam guardar a Lei de Moisés para serem salvos? Durante um debate, Pedro citou sua experiência com Cornélio, observando que Deus conheceu os gentios como objetos para a salvação como gentios quando concedeu-lhes o Espírito Santo (Atos 15:8). Ele perguntou: “Agora, pois, por que tentais a Deus, pondo sobre a cerviz dos discípulos um jugo que nem nossos pais puderam suportar, nem nós?” (Atos 15:10). Os rabinos da época de Jesus também usaram a palavra “jugo” para referir-se ao “total de obrigações que … uma pessoa deve tomar sobre si” (Hendriksen, Matthew, 504). Falaram sobre o “jugo do Torá” para representar as obrigações da Lei de Moisés. Foi este “jugo” que Pedro disse que ninguém podia suportar. Como Paulo mostrou aos romanos, o pecado usou a lei para matar homens (Romanos 7:8-11). Todos aqueles que viveram sob a Lei de Moisés e não a guardavam perfeitamente achavam que era um “jugo” opressivo que, longe da graça de Jesus Cristo, resultava num fardo insuportável. Os “pais”, por meio de suas tradições, haviam aumentado o fardo do “jugo” que colocaram sobre seus irmãos judeus. Jesus se referiu a este fardo adicional, difícil de agüentar, que os escribas e fariseus colocaram nos ombros dos homens (Mateus 23:4). Em contraste, Jesus descreveu seu “jugo” como “suave”. Ele convidou as multidões: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve” (Mateus 11:28-30). Quanto de fardo e jugo esses lideres, tem-se colocado nas costas dos féis cristãos? Mas, volto a dizer, a igreja cristã evangélica tem o líder que a merece, e como tem crente que gosta de ser masoquista, é necessário um pastor, um líder que o mereça.

    • Cristãos masoquistas né, vc ta falando d+ nisso meu caro, lembre-se q a boca fala do q está cheio o coração. Esse negócio d cristão masoquista cabe bem para os muçulmanos q por não aceitarem os contrários a eles, matam qualquer um q se opor. Cristão masoquista pode ser aquele também q agrada a todos, com o caminho bem largo, bem fácil d seguir q leva diretinho pro inferno. Cristão verdadeiro sabe q no mundo tereis aflições, q o caminho estreito é o q conduz a vida eterna, sem luta não se pode entrar no ceu, todos somos ou seremos provados, é dificil, é uma caminhada penosa, mas no fim, chegaremos no ceu d glória, nosso galardão para a glória d Deus. E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela. Hebreus 12:11

    • Prometi não entrar aqui de novo, mas não adianta. Foi como eu falei antes "parece que o vício segue o viciado". E, realmente, você não leu nada do que eu escrevi. Mas, com toda paciência do mundo, vou escrever o porquê do termo "cristão masoquista". Ah! E aproveita para estudar um pouco de semântica, você está precisando. Mas, então, vamos lá!

      O termo masoquista geralmente é utilizado para designar uma pessoa com problemas psicológicos sérios, caracterizando um individuo que sente prazer com o próprio sofrimento. Geralmente, este vocábulo é mais utilizado em conotação de natureza sexual. Eu, contudo, em meus dois artigos: “VOCÊ SE CONSIDERA UM CRISTÃO MASOQUISTA” e “FUGINDO DOS CRISTÃOS MASOQUISTAS”, utilizo o termo masoquista para apontar os cristãos que sofrem das opressões psicológicas dos lideres [pastores, bispos e apóstolos] que abusam da falta de conhecimento, da simplicidade e humildade dos fiés, chicoteando-os com expressões aviltantes, através de dogmas, leis, conceitos, usos e costumes, regras que remontam e fazer o sistema deles [desses lideres religiosos] que muitas vezes está fora de contexto da palavra de Deus e seguem oprimindo essas pessoas [os fiéis de coração], e acabam acreditando que se houver observância aos ditames morais e aos costumes, dentre outras coisas mais absurdas da ‘igreja’ a pessoa se torna santa, e, portanto, superior a todos os demais humanos no planeta [caso não faça nenhuma irregularidade bíblico comportamental e jamais deixe de obedecer ao seu pastor ou líder, se tornando um indivíduo submisso ao pastor ou líder, e que muitas vezes não se humilha nos pés de Jesus Cristo]. E esses cristãos “masoquistas” seguem acreditando nas frases: “Deus trabalha no regime de recompensa”, “a Bíblia” manda que os “pastores” sejam ricos”, uma blasfêmia contra o Evangelho; e por aí vai.

      Mas, sabe, Jesus disse certa feita que carregou todos os nossos jugos, todo a nossa carga. Me diga: Os gentios precisam guardar a Lei de Moisés para serem salvos? Durante um debate, Pedro citou sua experiência com Cornélio, observando que Deus conheceu os gentios como objetos para a salvação, como gentios quando concedeu-lhes o Espírito Santo (Atos 15:8). Ele perguntou: “Agora, pois, por que tentais a Deus, pondo sobre a cerviz dos discípulos um jugo que nem nossos pais puderam suportar, nem nós?” (Atos 15:10). Os rabinos da época de Jesus também usaram a palavra “jugo” para referir-se ao “total de obrigações que… uma pessoa deve tomar sobre si” (Hendriksen, Matthew, 504). Falaram sobre o “jugo do Torá” para representar as obrigações da Lei de Moisés. Foi este “jugo” que Pedro disse que ninguém podia suportar. Como Paulo mostrou aos romanos, o pecado usou a lei para matar homens (Romanos 7:8-11). Todos aqueles que viveram sob a Lei de Moisés e não a guardavam perfeitamente achavam que era um “jugo” opressivo que, longe da graça de Jesus Cristo, resultava num fardo insuportável. Os “pais”, por meio de suas tradições, haviam aumentado o fardo do “jugo” que colocaram sobre seus irmãos judeus. Jesus se referiu a este fardo adicional, difícil de agüentar, que os escribas e fariseus colocaram nos ombros dos homens (Mateus 23:4). Em contraste, Jesus descreveu seu “jugo” como “suave”. Ele convidou as multidões: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve” (Mateus 11:28-30). Quanto de fardo e jugo esses lideres, tem-se colocado nas costas dos féis cristãos? Mas, volto a dizer, a igreja cristã evangélica tem o líder que a merece, e como tem crente que gosta de ser masoquista, é necessário um pastor, um líder que o mereça.

      Agora, leia direitinho o que está escrito antes de começar falar coisas sem contexto.

      Querida! Não é nada pessoal, ainda mais porque eu não lhe conheço, mas escrevo aqui e diretamente a você sendo a portadora de outras pessoas que tem essas ideias tão pequenas acerca da palavra de Deus. E peço de coração que me perdoe, pois o que faço é tentar falar do amor de Deus, e não da intolerância e do ódio, o que acaba sendo a falta de compaixão e de amor ao próximo, e é por isso que o mundo está do jeito que está. Que Deus o abençoe, lhe dê toda sua sabedoria e lhe ensine o caminho da Graça e do seu Amor.

      Adeus.

    • Exemplo 1°: Eu to la na igreja num domingo anoite, a igreja está abarrotada d gente. Suponhamos q o Pr pessa uma oferta d R$ 50,00 para enviar aos irmãos q estão em missão brasil afora e até fora, mas aqueles q não puderem ofertar com R$ 50,00 façam d acordo com suas condições, se estiver ofertando com amor e sinceridade, não importa o valor Deus vai abençoar do msm jeito, aliás se aquele q ofertar R$ 0,10 o fizer com o coração contrito e disposto a ajudar, Deus reconhecerá a menor oferta caso o irmão q ofertou R$ 50,00, o faça apenas para ter status, se a sua oferta for para ter status, é melhor q nem oferte, pois estará jogando seu dinheiro fora alem d estar entristecendo o coração d Deus com uma postura tão mesquinha. Exemplo 2°: Suponhamos q ao invés do Pr enviar d fato esse dinheiro pra obra missionária ele o enfie no bolso, isto é um problema único e exclusivamente do Pr com Deus, pois nós não sabemos o q ele faz com o dinheiro mas Deus sabe, sem falar q a salvação é individual. Portanto, não me entereça o q o Pr faz com o dinheiro q eu com tanto carinho ofertei para a obra d Deus, tenho completa certeza q msm assim Deus Vai abençoar do msm modo tanto a mim q ofertei quanto ao irmão q não recebeu o dinheiro q era pra o msm se manter, quando ha sinceridade no coração, ais coisas vão muito alem do q os olhos podem ver. O Pr pilantra se for o caso, vai pagar por suas más óbras, sem a menor sombra d dúvidas. AGORA SENDO ASSIM O Q NÃO DÁ, É ESSE NEGÓCIO D FICAREM MAL DIZENDO OS OFERTANTES, CHAMANDO-NOS D IGNORANTES E MANIPULADOS, ISTO TAMBÉM É OFENSA PARA NÓS. Para os evangélicos q vem com 7 pedras na mão para atacar o Pr Silas => ATIRE A PRIMEIRA PEDRA AQUELE Q NUNCA PECOU. Elias gomes, esquecestes q a salvação é individual, a minha salvação não depende do meu Pr, mas apenas d mim.

  6. Olha só o pai do garoto citado o trata como um animal, isso quer dizer humilhação pela sua condição sexual, visto posto que na bíiblia encontra-se escrito que esses não vão de acordo com Deus… Assumir um discurso que dizer que você estará multiplicando tais ações de pura ignorância, pois para mim preconceito é coisa de ignorante, no sentido de não conhecer a vida, como de fato ela é…
    Voce é uma garota inteligente, mas não entendeu minhas palavras, não falei de um pai corrigindo um filho e sim de humilhação, no sentido cruel da palavra… todos os dias, introgetando na cabeça do garoto que ele vai para o inferno, que ele não presta, que ele tem atitudes que o demônio o controla…
    E sabe como esses garoto é, vou te dizer: Ele quando saiu da igreja numa rápida passagem que teve dos 13 aos 14 anos deu a volta por cima, mesmo sendo negro num pís racista como o nosso, ele é professor, não bebe, mal sai às festas, parece muito melhor que algumas pessoas que visitam as igrejas mundo a fora… sabe porque, por que o dialogo dele é com Deus… imagina se esse garoto tivesse dado ouvidos ao pai, em que condições pscicológica estaria e como seria a sua vida, pois nós sabemos que a palavra se multiplica e ecoa dentro de cada um modificando seja para o bem quando semeamos benevolencia, seja para o mal quando semeamos o ódio… ainda bem que Deus deu inteligência a esse garoto…
    APRENDA a condeçar um pensamento para melhor interpretá-lo, sabendo em que discurso social esse argumento ou aquele outro argumento esta inserido, e tome partido… não caia no erro da distirção, pois o exemplo que eu citei do pai e filho foi de humilhação e não de aprendizado moral, pois de ético esse exemplo não tem nada a acrescentar na vida do filho.
    Não critico voce e sim te lanço uma luz(um novo olhar) aos discursos que devemos seguir na vida, pois a ética, o respeito a todos deve ser respeitado, principamente num estado laico (regido pela razão e não pela fé cristã, sem a presença no governo na máquina pública).

  7. Eu creio que Jô Soares irá dá a oportunidade do Pastor Silas Malafaia explicar o que contém na Bíblia, e será uma entrevista maravilhosa, pois, serão duas pessoas sábias conversando e se respeitando. Vamos torcer por essa entrevista, e ensinar a Marília Gabriela como se faz uma.

  8. Tomara que antes de ser preso o Silas maracutaia vá ao programa do Jô e explique estes verciculos psicolo sofista trapasseiro mentiroso enganador.
    Os segredos dos alquimistas e a pedra filosofal.
    I Corintios 10:4 a pedra era Cristo.
    Os cristãos estão sendo enganados:
    Gálatas 3 : 7 Sabei, pois, que os que são da fé, esses são filhos de Abraão.
    Gálatas 3 :16 Ora, a Abraão e a seu descendente foram feitas as promessas; E a teu descendente, que é Cristo.
    Gálatas 3 : 29 E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa (reduzida à escravidão).
    Gênesis 15:13 Então disse o Senhor a Abrão: Sabe com certeza que a tua descendência será peregrina em terra alheia, e será reduzida à escravidão, e será afligida por quatrocentos anos;
    Gálatas 4 :30 Que diz, porém, a Escritura? Lança fora a escrava e seu filho, porque de modo algum o filho da escrava herdará com o filho da livre.
    Hebreus 2: 15 e livrasse todos aqueles que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à escravidão.
    Romanos 4:13 Porque não foi pela lei que veio a Abraão, ou à sua descendência, a promessa de que havia de ser herdeiro do mundo, mas pela justiça da fé.
    14 Pois, se os que são da lei são herdeiros, logo a fé é vã e a promessa é anulada.
    ROMANOS 3:31 Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma, antes estabelecemos a lei.
    Gálatas 2 :21 se a justiça vem mediante a lei, logo Cristo morreu em vão.
    Atos 9:22 Saulo, porém, se fortalecia cada vez mais e confundia os judeus que habitavam em Damasco, provando que Jesus era o Cristo.
    Atos 25:19 um tal Jesus defunto, que Paulo afirmava estar vivo.
    I Corintios 15:13 Mas se não há ressurreição de mortos, também Cristo não foi ressuscitado.
    14 E, se Cristo não foi ressuscitado, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé.
    15 E assim somos também considerados como falsas testemunhas de Deus que ele ressuscitou a Cristo, ao qual, porém, não ressuscitou, se, na verdade, os mortos não são ressuscitados.
    Atos 28:28 Seja-vos pois notório que esta salvação de Deus é enviada aos gentios, e eles ouvirão.

    Hebreus 6:1 Pelo que deixando os rudimentos da doutrina de Cristo,

  9. esse cara precisa voltar para cristo pra mim são aqueles que não consegue
    chegar a onde o pr, cilas chegou e fica todos com dor de cutuvelos vai estudar seu grosso

  10. esse cara precisa voltar para cristo pra mim são aqueles que não consegue
    chegar a onde o pr, cilas chegou e fica todos com dor de cutuvelos vai estudar seu grosso

DEIXE UMA RESPOSTA