Internacional

Padre instala bloqueador de celular na igreja para impedir que fiéis usem smartphones durante a missa

Comments (10)
  1. brado disse:

    Vejam como pode ser isto, aqui não conseguem colocar nos presídios, eles falam a vontade tramam e executam planos de todos os tipos de dentro matam roubam traficam executam vidas, comandam o crime organizado, la na Italia o padre resolveu fácil fácil.

    1. nosferatu disse:

      Brasil!!! kkkkk

      1. levi varela disse:

        Enviar os 27 secretários de segurança dos estados da federação com vistas a aprender como fazer, que marca é o aparelho usado pra barrar a comunicação.

        Outra coisa, a preço tão baixo, poderia ser colocado nos corredores defronte a cada sela, vislumbrando justamente impedir por total a comunicação criminosa com o mundo externo.

        Quem sabe o padre vir a ser o ministro da justiça do governo federal, e nesse cargo, implantar essa medida, mesmo que seja somente esta, cumprindo lembrar que os que lá estiveram e o atual não fizeram nada mesmo.

        Então já é muito um homem com apenas uma ideia.

        Quem venham os michelles e as michelles da vida.

        Mas que sejam rápido, pode não sobrar brasileiros para nem recebê-llos e nem contar a história, de tanta violência, de tando desgoverno.

        Papa libere aí o padre michele, é uma boa causa, qual seja, evitar a extinção de um povo de uma nação chamada Brasil, mas cada vez mais morrendo gente.

        1. nosferatu disse:

          não há interesse político para bloqueio de celulares em prisões no Brasil Levy.

          muitas campanhas são bancadas por narcotraficantes enclausurados nas prisões, e isso prejudicaria seus negócios, prejudicando também o financiamento de campanhas.

          é Brasil!!!!

        2. nosferatu disse:

          e digo mais:

          Não adianta vir padre para cá ou enviar “comissão” para lá.

          a tecnologia já existe e é simples e bem conhecida no Brasil.

          o que não existe, como eu já disse, é interesse POLÍTICO!

          1. levi varela disse:

            Nostafora,

            Claro que eu sei.

            Mas vale a pena ser irônico, ou não?

            Assim como curtem com a nossa cara, temos que em algum momento curtir com a deles, se não a morte por enfarto do miocárdio é certa.

          2. nosferatu disse:

            Já que estamos falando e infarto Levy, morra do coração então: kkkkkk

            LEI No 13.060, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014

            Disciplina o uso dos instrumentos de menor potencial ofensivo pelos agentes de segurança pública, em todo o território nacional.

            A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

            Art. 1o Esta Lei disciplina o uso dos instrumentos de menor potencial ofensivo pelos agentes de segurança pública em todo o território nacional.

            Art. 2o Os órgãos de segurança pública deverão priorizar a utilização dos instrumentos de menor potencial ofensivo, desde que o seu uso não coloque em risco a integridade física ou psíquica dos policiais, e deverão obedecer aos seguintes princípios:

            I – legalidade;
            II – necessidade;
            III – razoabilidade e proporcionalidade.

            Parágrafo único. Não é legítimo o uso de arma de fogo:

            I – CONTRA PESSOA EM FUGA QUE ESTEJA DESARMADA OU QUE REPRESENTE RISCO IMEDIATO DE MORTE OU DE LESÃO AOS AGENTES DE SEGURANÇA PÚBLICA OU A TERCEIROS; e

            II – CONTRA VEÍCULO QUE DESRESPEITE BLOQUEIO POLICIAL EM VIA PÚBLICA, EXCETO QUANDO O ATO REPRESENTE RISCO DE MORTE OU LESÃO AOS AGENTES DE SEGURANÇA OU A TERCEIROS

            Art. 3o Os cursos de formação e capacitação dos agentes de segurança pública deverão incluir conteúdo programático que os habilite ao uso dos instrumentos não letais.

            Art. 4o Para os efeitos desta Lei, consideram-se instrumentos de menor potencial ofensivo aqueles projetados especificamente para,
            com baixa probabilidade de causar mortes ou lesões permanentes,
            conter, debilitar ou incapacitar temporariamente pessoas.

            Art. 5o O poder público tem o dever de fornecer a todo agente de segurança pública instrumentos de menor potencial ofensivo para o uso racional da força.

            Art. 6o Sempre que do uso da força praticada pelos agentes de segurança pública decorrerem ferimentos em pessoas, deverá ser
            assegurada a imediata prestação de assistência e socorro médico aos feridos, bem como a comunicação do ocorrido à família ou à pessoa por eles indicada.

            Art. 7o O Poder Executivo editará regulamento classificando e disciplinando a utilização dos instrumentos não letais.

            Art. 8o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

            Brasília, 22 de dezembro de 2014;

            193o da Independência e
            126o da República.

            DILMA ROUSSEFF
            José Eduardo Cardozo
            Claudinei do Nascimento

          3. levi varela disse:

            Não, Nostafora,

            É o primeiro passo para realmente desarmar a sociedade, como seja, se a polícia vai se afastar das armas de fogo, bandidos e cidadãos também, aí é quando vai ser proibida a comercialização universal. Ou é assim, ou eu vou mudar de pais ou então vou morar em cima duma serra feito bicho.

            Os policiais haverão de ser mortos em maior número se a ação que citei não for tomada logo em seguida, dizendo isso em face de que se a polícia que já não tem segurança alguma e nem salário e é constante morta, imagine eu?

            Se eu for embora, deixo meu computador pros bandidos. Bom, mas o problema será justamente esse. É que sem meu computador, morro de tristeza, vou brigar com quem?

            É que se no comércio estou e alguém me engana, eu não reajo, se não morro, lembra do dono da churrascaria que matou o cliente?

            Se me trazem um prato sem qualidade, como calado, pago e saio correndo com medo.

            Se o governo aumenta as contas ´dos serviços públicos, é que ele está certo.

            Se eu ligo pra reclamar de alguma compra ou serviço, geralmente sou atendido por uma máquina do outro lado, fico com pena dos erros das máquinas, e olha que erram, a bem da verdade só o que fazem é errar, mas são máquinas, né?

            Mas se essa experiência da progressão do desarmamento não vir a der certo, aí vamos apresentar um projeto popular(centenas de assinaturas) ao ao congresso no sentido inverso, qual seja? De todos da população passar a usar armas.

            Sabe? Eu fico imaginando um dia quando os ladrões, por exemplo, num ônibus ao levantar a arma pro motorista, restar surpreendido com 70 revólveres na cara dele?

            O faroeste americano, onde a lei não havia, parece que é o rumo que vamos, ninguém nos afasta disso. Mas é o jeito, vamos evoluir paro o Oeste americano dos séculos que antecederam o XX.

            Imagino ainda os que gostam de incendiar ônibus, sendo surpreendidos por setenta tiros duma vez só, aí quem vai sair pegando fogo são eles não o buzão.

            VAMOS EVOLUIR, vamos andar já com as armas nas mãos, nada de coldre, É como a polícia faz hoje, com as metralhadoras pra fora dos carros.

  2. Servo disse:

    Quanto a missa o padre fez bem porque realmente ficar dentro da igreja na hora da missa e dificil.A liturgia,a palavra e a musica e horrivel.Metade aciona os smartfhones,1/4 dorme e o resto as velhinhas leem folhetins.A missa esta resumida.Quantos aos chamados modernos sera que tal distracao ira edificar alguem?

  3. Lopes disse:

    Certíssimo na santa missa devemos adorar o Cristo no santíssimo sacramento do altar., um local sublime é sagrado., se não respeitam que não vão querem barulho vai no valdaosandiablo., kkkk

  4. Domingos disse:

    Na era da globalização cada um caçando como pode.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *