“The Drop Box”: Trabalho de pastor que acolhe bebês abandonados virou filme; Veja o trailer

5

O filme “The Drop Box” é um documentário que conta a vida e ministério do pastor presbiteriano sul-coreano Jong-rak Lee. Ele e sua esposa acolhem 20 crianças que foram abandonadas pelos pais biológicos.

O título do filme em inglês refere-se a uma caixa colocada pelo pastor em frente à sua casa, onde as mães deixam os bebês.

Segundo Lee, já foram deixados aproximadamente 650 bebês em sua caixa desde que ele começou seu trabalho social, e atualmente, 25 recém-nascidos são entregues a ele todo mês. Nesse período ele adotou 19 crianças, e encaminhou todas as outras para orfanatos parceiros.

A caixa onde os bebês são deixados fica à disposição de mães que querem dar os filhos para adoção anonimamente. A ideia é muito semelhante à “roda dos enjeitados”, comum na França do século XII e que acabou sendo adotada em conventos no Brasil séculos depois.


Antes de encaminhar para a adoção, o pastor e os obreiros de sua igreja providenciam exames médicos para ter conhecimento das condições de saúde das crianças.

Em uma entrevista ao Christian Post, Lee contou que quando seu filho biológico nasceu, descobriu que ele tinha deficiências, e a partir daí, ele se tornou “capaz de ver a dor dos outros” e descobriu o valor dessas crianças: “Deus me permitiu ver como elas [as crianças abandonadas] são preciosas aos olhos d’Ele”, resumiu.

O documentário foi produzido com o suporte do ministério Focus On The Family, e relata desde o começo do ministério social do pastor Lee, até sua rotina atual e o reconhecimento do trabalho.

Humilde, o pastor diz que não planejou manter um trabalho como o que faz, mas foi impelido a ajudar os bebês abandonados: “Era doloroso ver a realidade, mas eu precisava fazer o que fiz. Não é algo que planejei. Não é algo que fiz porque sou uma pessoa boa. Foi realmente Deus quem orquestrou e me levou a este caminho”, disse Lee.

Assista ao trailer do documentário:

Assine o Canal

5 COMENTÁRIOS

  1. Uma pena que eles tenham que ter feito essa solução de fazer a caixa para receber bebês abandanados, não por causa da atitude louvável desse senhor, e sim do grande volume de pais que os abandonam.
    Que essa atitude possa inspirar mais pessoas que tenham condições de acolher essas pequenas vidas que começaram desafortunadas, mas que eu espero que possam vencer os desafios da vida. Amém.

  2. Quero ver agora os petecas afirmarem aos quatro ventos que presbiterianos não foram batizados com o Espírito do Nosso Senhor e que não fazem nada pela causa do evangelho…

  3. Fora da caridade não há salvação…
    A ação desse casal é digna de aplausos e a ação do bem independe de crença religiosa….A Fé sem obras é Morta… e lembrando que não saiba a vossa mão esquerda o que dá a mão direita.

  4. Lindo trabalho! Mas não vejo aqui os críticos de plantão reconhecerem o excelente trabalho desse Pastor. É por isso que não devemos parar de crer e parar de fazer o que Deus nos manda, pois cada um dará conta de si mesmo a Deus.

  5. Toda ação iluminada é digna de aplausos., e isso independe da questão religiosa. A Fé sem Obras é Morta. Fora da Caridade não há salvação.

DEIXE UMA RESPOSTA