Traficantes ocupam monte e impedem evangélicos de orarem no local após morte de Fat Family

0

Um monte usado por evangélicos da cidade de São Gonçalo (RJ) para realização de vigílias foi tomado pelo tráfico, que impediu os fiéis de realizarem suas reuniões no local em protesto pela morte de Nicolas Labre Pereira de Jesus, 28 anos, conhecido como Fat Family por pesar 140 Kg.

O monte, chamado de Oliveira, fica no bairro Amendoeira, e toda última terça-feira do mês aproximadamente 50 fiéis, de dez congregações da Igreja Alcançando Vidas, se reúnem no local para orar.

A peregrinação – comum na maioria das igrejas evangélicas pentecostais no Brasil – foi interrompida pelo tráfico de drogas, de acordo com informações do jornal Extra.

“Fiéis que moram na vizinhança do monte nos alertaram do risco. Por conta da morte de um traficante famoso (Fat Family), alguns homens subiram e acamparam lá para se esconder. Para preservar os irmãos, optamos por um lugar mais central, e oramos pela cidade”, disse um dos pastores, que optou por se manter anônimo, explicando o motivo de a oração ter sido realizada em frente à sede da prefeitura da cidade.


Cientes da conduta dos traficantes, os evangélicos preferiram não pedir auxílio à Polícia para subir ao monte. Ao ser informado pela imprensa de que havia uma limitação do acesso ao local, o comandante Samir Vaz, do 7º BPM da cidade, prometeu tomar providências.

“Não recebemos qualquer informação sobre isso, mas a Polícia Militar vai apurar o que está acontecendo no local”, afirmou.

Uma fiel afirmou que cada vez mais pessoas passaram a ir ao local para orar depois que as ruas de acesso ganharam asfalto e iluminação. “Eu frequento há muito tempo e nunca vi nada demais. A gente sabe de coisas que acontecem na área, mas nunca presenciei conflito lá. É uma coisa nova para mim. Muito me entristece a situação”, desabafou, sem se identificar.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA