Universal leva guerreiro tribal ao Templo de Salomão e recebe críticas: “Desrespeito à cultura”

15

A Igreja Universal do Reino de Deus exibiu, semanas atrás, uma matéria com o testemunho de um guerreiro de uma tribo africana, no Quênia, que foi evangelizado por missionários da denominação. Porém, nas redes sociais, houve críticas à iniciativa.

O bispo Marcelo Pires, responsável pelo projeto, disse que a aproximação com a tribo foi cautelosa: “O bispo Macedo nos deu a direção para evangelizarmos as tribos. E nós, então, conseguimos chegar à tribo Maasai, que foi um grande desafio, porque eles não estão acostumados a conviver ou andar com o homem branco”, afirmou.

O guerreiro levado pela Universal ao Templo de Salomão é parte da tribo Maasai, a única no continente africano que mantém, ainda hoje, as tradições de seus antepassados, de acordo com informações do site oficial da denominação.

Os maasai vivem na selva africana e sobrevivem através do cultivo de rebanhos, como ovelhas, cabritos e vacas. “Pelo menos uma vez por mês, eles precisam realizar um furo no pescoço de uma vaca, sem tirar a vida dela, para se nutrirem do sangue. Não é um ritual, é uma necessidade por causa dos poucos recursos alimentares que eles dispõem”, diz o texto no site da Universal.


A alimentação dos tribais se baseia no leite que podem extrair da criação e na carne crua, pois sem tecnologia para o preparo da carne, terminam por consumi-la da forma como a natureza os fornece.

Vez ou outra os maasai têm o rebanho atacado por leões, e para isso, a tribo seleciona e treina guerreiros, como o levado ao culto, para caçar os felinos e afugentá-los: “Eles não aceitam, ficam revoltados com isso. Eles vão e caçam os leões. Chegam até a matar, se necessário. Por que, se eles permitirem que seus rebanhos venham a ser dizimados, como é que eles vão sobreviver? Eles vivem na selva, não tem dinheiro na selva, então, eles fazem a troca de animais por vestimentas, entre outras coisas que eles necessitam, por isso, há essa cultura dentro deles de sempre ter um grupo de guerreiros”, contou o bispo.

Pires destacou ainda que o guerreiro levado ao Templo de Salomão, chamado Moisés, “teve que matar um leão”, e isso o promoveu internamente: “Hoje, ele é um formador de guerreiros. A cada 15 anos, jovens da idade de 15 anos, vão com ele e vivem na selva por 7 anos. Ele treina os jovens para defenderem a família”, acrescentou. A viagem de visita ao Templo de Salomão foi a primeira da vida de Moisés, que nunca havia deixado a tribo.

De acordo com informações do jornal Diário de Pernambuco, a exibição da história do guerreiro tribal foi criticada nas redes sociais. Alguns internautas, demonstrando um raciocínio influenciado por ideais comunistas e conceitos pós-modernos, afirmaram que o trabalho missionário destrói a cultura milenar dessas tribos, que vivem isoladas do mundo.

“Custe o que custar pra mim significa à força, e o que se tem que fazer à força nunca é bom”, criticou uma internauta no Facebook, referindo-se a uma frase usada pela denominação na postagem original, que dizia não medir esforços para alcançar essas tribos. “Isso é um completo desrespeito a cultura de outros povos. Vocês agem de forma etnocêntrica, arrogante e racista. Uma vergonha para o Brasil”, afirmou outro.

“Respeitem a fé dos outros, isso é uma violência cultural e religiosa sem tamanho!”, rebateu outro usuário.

Assista ao programa com o guerreiro tribal no Templo de Salomão:

Assine o Canal

15 COMENTÁRIOS

  1. Por que agora tudo virou comunismo, criticar a ação de alguem ou de uma instituição, pronto, ja é comunista e deve ser criticado ou pior hostilizado.
    Esta se perdendo a razão e parece uma paranoia das pessoas, e é doentio, dizer que é isto ou aquilo, apenas para diminuir a pessoa ou a critica, respondam as criticas de uma forma inteligente, pois ja vi muitos responderem perguntas apenas com “voce é comunista e não merece resposta”.
    A critica quanto ao tribo é, a maioria dos governos do mundo não apoiam a interação de tribos isoladas com missionarios, não importando a religião, por isto foi criticada a ação desta igreja, não tendo relação alguma com comunismo ou qualquer outra coisa.

  2. esses merdas desses missionários ganham rios de $$$ na Africa explorando o povo,
    cambada de gente,
    acham que Deus só olha para evangelicos
    gente de outras raças e credos não são filhos de Deus?

    vá procurar algo pra fazer em vez de ficar destruindo a cultura dos povos

  3. A bíblia fala que pessoas de Todas línguas e Todos os povos estarão em pé diante do Cordeiro – será que não se inclui nisso a tribo Maasai? O interesse em que essas pessoas não sejam evangelizadas não é por causa de cultura, não se enganem. Não entendo como tem pessoas que se dizem cristãs e que são contra a evangelização dessas pessoas.

  4. “Alguns internautas, demonstrando um raciocínio influenciado por ideais comunistas e conceitos pós-modernos… ” Ideais comunistas? Dizer que são comunistas pessoas que classificam como etnocentristas e teocentristas as atitudes dessa igreja é no mínimo muita ignorância do redator desse texto. Sou de centro-direita, fiz parte da IURD por 11 anos e saí dessa igreja porque sei que esses pensamentos que dizem que a “palavra de deus” não pode ser questionada, já não tem espaço na nossa sociedade. E a princípio, o argumento desse texto que cita pejorativamente como sendo comunistas Pós-modernos é uma falácia Ad hominem, porque você ataca o caráter ou traços dos que criticaram em vez de refutar o argumento dele, ou seja, associar o comunismo à desaprovação da atitude em questão, mostra o despreparo do redator.

  5. Por que agora tudo virou comunismo, criticar a ação de alguem ou de uma instituição, pronto, ja é comunista e deve ser criticado ou pior hostilizado.
    Esta se perdendo a razão e parece uma paranoia das pessoas, e é doentio, dizer que é isto ou aquilo, apenas para diminuir a pessoa ou a critica, respondam as criticas de uma forma inteligente, pois ja vi muitos responderem perguntas apenas com "voce é comunista e não merece resposta".
    A critica quanto ao tribo é, a maioria dos governos do mundo não apoiam a interação de tribos isoladas com missionarios, não importando a religião, por isto foi criticada a ação desta igreja, não tendo relação alguma com comunismo ou qualquer outra coisa.

    • ZEZE

      Incrível, nem selvagens lá dos confins da África escapam…
      Agora eles vão ter de dar 10% dos animais para “Deus”, fora as ofertas.
      Cães gulosos…
      Só mesmo na Inganação Unifernal dos Rios de Dinheiro.
      A tribo já é pobre e com a IURD vai ficar ainda mais pobre…

  6. esses merdas desses missionários ganham rios de $$$ na Africa explorando o povo,
    cambada de gente,
    acham que Deus só olha para evangelicos
    gente de outras raças e credos não são filhos de Deus?

    vá procurar algo pra fazer em vez de ficar destruindo a cultura dos povos

  7. A bíblia fala que pessoas de Todas línguas e Todos os povos estarão em pé diante do Cordeiro – será que não se inclui nisso a tribo Maasai? O interesse em que essas pessoas não sejam evangelizadas não é por causa de cultura, não se enganem. Não entendo como tem pessoas que se dizem cristãs e que são contra a evangelização dessas pessoas.

  8. "Alguns internautas, demonstrando um raciocínio influenciado por ideais comunistas e conceitos pós-modernos… " Ideais comunistas? Dizer que são comunistas pessoas que classificam como etnocentristas e teocentristas as atitudes dessa igreja é no mínimo muita ignorância do redator desse texto. Sou de centro-direita, fiz parte da IURD por 11 anos e saí dessa igreja porque sei que esses pensamentos que dizem que a "palavra de deus" não pode ser questionada, já não tem espaço na nossa sociedade. E a princípio, o argumento desse texto que cita pejorativamente como sendo comunistas Pós-modernos é uma falácia Ad hominem, porque você ataca o caráter ou traços dos que criticaram em vez de refutar o argumento dele, ou seja, associar o comunismo à desaprovação da atitude em questão, mostra o despreparo do redator.

  9. Rita…O continente africano é explorado anos e anos por homens sem coracão bastou a igreja evagélica se instalar por lá e apresentar cristo a essas tribos que praticam muitas das vezes rituais macabros em nome de seus deuses tendo tais praticas como cultaral,daí vem você e um bando de sem noção colocar a culpa dessa exploração em nós evangelicos?caramba…

DEIXE UMA RESPOSTA