Viciado por 20 anos, ex-drogado usa trabalho evangelístico para livrar atletas da dependência química

Conheça a história de Dirk Eldredge, ex-viciado que por 20 anos foi escravo das drogas, mas que encontrou em Cristo a chance de se libertar da dependência química e levar esperança para outras pessoas

0

Dirk Eldredge é mais um caso de superação da dependência química através do amor e misericórdia de Deus. Viciado por 20 anos, mas agora liberto das drogas, ele usa trabalho evangelístico como ajuda para livrar atletas de futebol americano dos times Trojan e ‘Seahawks’ do uso abusivo de entorpecentes.

Dirk Eldredge recebeu os valores cristãos da sua mãe, apesar do pai ter sido um ateu pelo resto da sua vida. Mas como muitos jovens que entram em colégios e universidades, passando a conhecer as ofertas de drogas, Dirk foi seduzido pelo uso do álcool e outros narcóticos, se desviando do evangelho já na faculdade.

“Assim que fiz meu primeiro uso de maconha, aquilo se tornou uma automedicação para uma criança com déficit de atenção e dislexia, o que não era confortável para mim. Ela acalmava a minha cabeça e me entorpecia, então eu ficava temporariamente confortável. Na época eu não tinha ideia da escuridão que eu estava entrando”, disse Dirk em publicação na agência God Reports.

Mesmo tendo sido expulso da faculdade, Dirk conseguiu se formar e conseguir um emprego na IBM, onde seu pai havia sido um importante executivo. Seu foco no momento era apenas material. Eldredge conseguiu ser um “dependente funcional”, realizando suas atividades profissionais sem deixar que isso atrapalhasse por completo seu sucesso.


Consequências da dependência química e o retorno ao evangelho

Após um tempo dedicando sua vida a trabalhar e sustentar o vício em drogas, o corpo de Dirk começou a colapsar; “eu não senti os efeitos até que eu fui para o hospital, porque eu acabei ficando doente aos 30 anos”, desse ele, que se submeteu ao primeiro tratamento por apenas 30 dias, surpreendendo os familiares pela decisão em querer ficar curado.

Após esse breve período, porém, Dirk sofreu uma recaída ao voltar para o trabalho, assumindo o mesmo padrão abusivo no uso de drogas. Todavia, ele considera que Deus decidiu lhe dar mais uma chance quando ficou novamente doente; “depois eu fiquei gravemente doente e fui internado na emergência do Hospital Torrance Memorial”, disse ele.

Ameaçado de divórcio e desolado pelas drogas, a vida de Dirk começou a mudar significativamente com a visita de alguns amigos da faculdade, que decidiram não assistir sua autodestruição. Kenny Stokes e Wayne Hughes Jr. foram até a casa de Dirk e tiveram uma conversa com ele; ““Nós sabemos que você está ajoelhado diante das drogas e do álcool. Você vai morrer se não conseguir ajuda. Nós não queremos ficar de pé e ficar apenas assistindo”, disseram eles ao velho amigo.

Dirk então foi levado a uma nova clínica de recuperação para dependentes químicos chamada Creative Care. Ao chegar na porta, Dirk caiu em prantos, chorando como uma criança, pedindo ajuda ao terapeuta que lhe recebeu. Nesse momento, os amigos se ajoelharam ao seu redor e fizeram uma oração de libertação por Dirk, quando um milagre aconteceu:

“Enquanto meus amigos estavam orando comigo na porta da frente, Deus suspendeu minha compulsão pelo álcool e outras drogas. Foi um milagre evidente. Ele a tirou de mim. Este foi um problema que me dominou durante 20 anos. Aquilo absolutamente dominava o meu coração e a minha alma”, disse Dirk Eldredge.

A libertação da dependência química e o trabalho evangelístico com atletas de futebol americano

Após ter pedido a Cristo para habitar novamente em sua vida, já faz 14 anos que Dirk Eldredge não foi mais tomado pela compulsão de utilizar drogas. Invés disso, ele passou a desenvolver um trabalho de apoio e orientação a jogadores de futebol americano, tendo como mentor o Psicólogo Dr. Ed Storti, responsável pela criação do “Método Storti” de reabilitação, focado num trabalho relacional e específico para cada indivíduo.

Tendo feito capacitações na área de intervenção e orientação para dependentes químicos, Dirk Eldredge foi contratado pelo técnico de futebol americano Pete Carroll, para trabalhar com os jogadores do seu time; “ele me contratou para ser o ‘treinador da vida’ dos atletas do Trojans e, em seguida, dos Seahawks de Seattle, trabalhando com jogadores da Liga de Futebol americano, fazendo intervenções sobre drogas”, disse Dirk.

Desde então, Dirk tem viajado pelo mundo dando palestras e fazendo intervenções na área sobre dependência química, utilizando o mesmo trabalho evangelístico baseado no amor e acolhimento que seus amigos fizeram com ele, para salvar vidas da autodestruição:

“Pela primeira vez em minha vida, eu estava fazendo o que Deus me projetou para fazer, que é ministrar o amor sobre as pessoas que estão em crise e levar o amor de Deus para cada lar”, contou.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA