Vítima do pastor Marcos Pereira afirma que teve casa invadida por homem encapuzado

5

Na última semana uma das suposta vítimas do pastor Marcos Pereira da Assembleia de Deus dos Últimos Dias, de estupro, procurou ontem a 64ª DP (São João de Meriti) para relatar que sua casa foi invadida três vezes por um homem encapuzado.

– A primeira vez que essa pessoa apareceu na minha casa foi na madrugada de terça para quarta-feira da semana passada, às 4h. Meu marido estava se preparando para sair de casa e viu esse homem pulando o muro de nossa casa. O homem fugiu. Dois dias depois, vi o mesmo homem, de capuz, no mesmo local. A última vez, nesta terça-feira, às 22h, estávamos chegando em casa e vimos ele no quintal. Ele correu para os fundos do terreno e conseguiu fugir. Chamamos a polícia, que não conseguiu encontrá-lo – declarou a mulher, segundo o jornal Extra.

Moradora do bairro do Éden, em São João de Meriti, próximo à igreja liderada por Pereira, a mulher registrou ocorrência e suspeita que o invasor seja alguma pessoa ligada ao pastor tentando intimidá-la. Ela também acusa o religioso de tê-la coagido no curso das investigações.

Além de Marcos Pereira, que está preso preventivamente desde o início de maio acusado de vários estupros, e outros crimes, dois fiéis da igreja também já foram presos, acusados de terem coagido uma vítima que diz ter sido estuprada pelo pastor.


O pastor é investigado em três ações diferentes: dois por estupro e um por coação no curso do processo.

Por Dan Martins, para o Gospel+


5 COMENTÁRIOS

  1. Homem encapuzado? E ela já sabe a fonte? O pastor marcos pereira! amigos… tem uma coisa que eu não me esqueço e é o cheiro de calunia, e mentira! Não estou defendendo o amado pastor, mas também não o condeno. Mais se esta suposta vitima sofrer um assalto? E então quem mandou?se ela cair e quebrar a perna? que a derrubou? Vai ser a mesmo coisa: FOI O PASTOR MARCOS PEREIRA! Xô satanás!!

  2. […] O relator observou ainda que constam no processo depoimentos de outras mulheres que teriam sido sexualmente violentadas pelo pastor, em condições semelhantes. Além disso, ele observa que a prisão de Marcos Pereira é necessária para a garantia da ordem pública e da instrução criminal, já que, no decorrer das investigações, surgiram notícias de que ele estaria envolvido em outros delitos graves e estaria ameaçando várias testemunhas do caso. […]

DEIXE UMA RESPOSTA