Home » Destaque, Internacional

Arqueologo diz que supostos restos da Arca de Noé encontrados por evangélicos são falsos

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Um arqueólogo que visitou o Monte Ararat com a equipe da expedição chinesa e turca diz que tem mais razões para acreditar que a “descoberta” da Arca de Noé é falsa. Ele afirma que tem provas que a descoberta não é real.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Entre as provas estão as fotos do interior da Arca, que mostram teias de aranha nos cantos das vigas. “Algo que simplesmente não é possível nestas condições”, disse.

“Tudo isso é relatado para ser uma farsa”, informou Dr. Randall Price, presidente do Ministério Mundial da Bíblia, em um e-mail para os adeptos do seu ministério, após o anúncio da semana passada da descoberta da Arca.

No último domingo, uma equipe da expedição da Arca de Noé Ministério Internacional (NAMI, na sigla em inglês), que explorou o monte Ararat anunciou que as amostras de madeira recuperadas no ano passado a partir da “grande estrutura de madeira” são datadas com 4800 anos de idade. Data que se aproxima da época do dilúvio.

Apoiados por funcionários do governo turco e seu próprio grupo de especialistas, Yuen Man-fai, representante NAMI, disse: “Nós acreditamos que a estrutura de madeira é a mesma estrutura registrada em relatos históricos”.

Dr. Randall Price, no entanto, diz que foi informado por um parceiro local na aldeia, no sopé do Monte Ararat, que dez trabalhadores curdos foram contratados para orientar a equipe da expedição no final do verão de 2008 para o transporte de madeira e colocar grandes vigas de uma velha estrutura na região do Mar Negro no Monte Ararat.

Price havia planejado verificar as descobertas em 2008, mas não conseguiu por razões não claramente relatadas. “Durante a expedição, o guia que alegou ter encontrado a Arca estava sempre bêbado e depois de um mês esperando a expedição não aconteceu”, informou.

Embora muitos tenham concluído que o arqueólogo cristão acredita que o guia curdo e seus companheiros apenas extorquiram dinheiro dos cristãos chineses e evangélicos pertencentes ao NAMI, o líder do ministério chegou a afirmar sua conclusão dizendo apenas que acredita que quanto maior o pedido, a maior das provas deve ser o apoio.

Price ainda não acredita totalmente que as provas encontradas na expedição sejam verdadeiras. Ele acredita que é preciso esperar até que se faça um exame no local para descobrir a veracidade das provas.

Em outra nota, Price havia informado que planeja procurar o homem que escalou o Monte Ararat 33 vezes e pretende saber a localização de um pedaço da Arca.

Além de ser o presidente e fundador do Ministério Mundial da Bíblia, Price é o diretor-executivo e professor emérito de Estudos Judaicos da Universidade da Liberdade.

Price tem formação acadêmica da Universidade Estadual do Texas, em Dallas no Seminário de Teologia e na Universidade do Texas em Austin. Ele também é membro da Sociedade Evangélica Teológica, a Sociedade de Literatura Bíblica e da Sociedade Arqueológica Oriente.

Traduzido pelo Gospel+ do Christian Post



PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

10 comentaram, comente você também!

  1. esse cara mente pior que menininha de colegial.se ele foi junto com a expedição mesmo,bastaria dizer:”os expedicionários estão mentindo não tem nada lá eu estava junto com eles”.agora vem basear-se em fotos.esse aí é pior do que ateu!

  2. O maior absurdo dos comentários acima é que não foi provado nem a veracidade tanto de um quanto de outra reportagem e já estão jogando pedra…hehe…eta povinho incrédulo !!!

  3. Acretido q eles tem q ter certeza do se trata esta tao arca ondes ele querem saber se a arca de noe pois e for mesmo sera uma otima demostraçao p/acqueles n acretida nas historia biblica sera mais um passo p/ as pessoas acretidarei q JESUS esta aporta e bate.torce muito p/q vcs consiga descruir o vendadeiri sentido dessa arca se e ou nao a de NOE de mais de 4.800 anos …

  4. Carlos Roberto, seu comentário é muito interessante. Confesso que eu gostei dos filmes de Indiana Jones, mas não me leve a mal. OK?

  5. Será que essa arca foi mesmo abandonada por Noé? Você deixaria para traz algo tão valioso onde teve tanto esforço e gastou um bom tempo de sua vida? Será que Noé não utilizou a madeira para outros fins, afinal, naquele tempo seria bem provável, pois não se menciona a existência da arca no resto da historia bíblica.

  6. Reconheço que fui nessa onda da “boa notícia”…

  7. Geraldo M.Souza disse:

    Concordo com o arqueólogo que diz ser falso a “descoberta” dos restos da Arca de Noé.Mesmo porque, bíblicamente, o monte Ararat em questão está completamente fora do contexto da Terra Santa de Israel. Em segundo lugar, as madeiras da Arca foram calafetadas por dentro e por fora com betume(Gênesis 6.14.). Não há nenhum indício local neste material encontrado.
    Entendo que estão buscando os restos da Arca de Noé aonde ela nunca poderia ser encontrada, realmente.
    Se os arqueólogos voltarem os olhos da fé para “os montes de Ararate”(Gênesis 8.4); a encontração, realmente!…
    Disse Jesus:”Não há nada encoberto que não venha ser revelado.”

  8. são convicões diferentes,nao significa que seja ou não,ninguem provou nada ainda,mas o fato é que seria muito facil de um país( os EUA por ex) fazer uma grande pesquiza na area,com equipamentos de ultima geração,mas é ae que ta o problema,ninguem se interessa pelo assunto,é mais facil acharem provas de que não é a arca,só para desmentir a biblia do que assumirem que é verdade,pois o mundo jas no maligno,e eles nao vao crer mesmo que a evidencia esteja embaixo dos narizes deles,e olha que ja existem muitas!
    eles preferem esperar a evidencia maior,que virá nas nuvens,ae será tarde demais…

  9. Carlos Leão disse:

    Sinceramente quando saio as noticias e a primeira imagem desconfiou.
    Muito prematuro afirmar com tal precisão de um fato que ocorreu há 4800 anos.
    Isto mostra como o povo e vulnerável, maria vai com as outras, acredita em tudo, teve gente que já disse aleluia, gloria a Deus e acharam a arca de Noé.
    Se realmente for a arca, por que este segredo ficaria guardado por quase um ano?
    Não é interesse só de um classe de pessoas.

  10. Carlos Roberto disse:

    O QUE EU DISSE…?

    MUITO BOA ESTA NOTÍCIA…

    Realmente, é excelente para mostrar qual é a preocupação que move os cristãos mundernos. Gastam milhões em “CAÇA AO TESOURO”, ou melhor a “ARCA PERDIDA” enquanto milhões de almas estão morrendo sem Cristo e sem salvação. Tem mais, quantas vidas poderiam ser alcançadas minimizando a fome e o sofrimento se esta grana fosse aplicada em ação social? Não é só isto, preferem gastar tempo e dinheiro com pesquisas a acreditarem nas evidências e nas VERDADES contidas nas Escrituras. Confiam em alguma coisa, mas desconfiam de tudo, assim precisam buscar provar duvidosas para sustentarem as suas crenças. São coisas básicas que nos remetem a pensarmos que vivemos um evangelho dependente de comprovações materiais para que o povo possa crer na mensagem da cruz. Isto é lamentável… É um menosprezo generalizado a tudo que foi feito na cruz do calvário… Porque será que nenhum dos Apóstolos criou um grupo de pesquisadores e exploradores para localizar vestígios de nada? O que lês tinha de diferente nas suas pregações e nas suas vidas? Ou será que não conheciam a história de Noé?

    Da dó ver como a fé de nosso povo anda em baixa, como estão preocupados com a materialização da fé deixando a espiritualidade jogada a sua sorte. Perde-se tempo, dinheiro e oportunidade na busca de provas enquanto o escritor aos Hebreus diz: “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem. Porque por ela os antigos alcançaram testemunho. Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente. Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam” – Hebreus 11: 1 a 6. Recordo-me de Arão, quando estava no monte e teve que descer às pressas para construir um BEZERRO de ouro para atender às necessidade do povo em ver Deus… Hoje querem ver a “ARCA” como prova material do poder de Deus…

    Lembro-me do arqueólogo Indiana Jones – Harrison Ford – contratado para encontrar a Arca da Aliança, que segundo as escrituras conteria “Os Dez Mandamentos” que Moisés trouxe do Monte Horeb. Mas como a lenda diz que o exército que a possuir será invencível… Talvez seja esta a idéia dos crentes munderno, ao descobrirem a ARCA DE NOÉ passaram a contar com um trunfo imbatível na pregação do Evangelho…

    Só espero que depois de encontrarem a tal “ARCA” eles não iniciem uma grande pescaria para encontrarem o PEIXE do qual Jesus mandou que tirassem de sua boca as moedas para pagar o tributo… Sério, do jeito como a coisa anda, já tem igreja promovendo rituais do antigo testamento como forma de conduzir o homem a Deus… A cruz não faz sentido e na move ninguém a nada… Tem que ter rituais, mesmo que macabros para que o povão possa se aproximar de alguma divindade, pois de Deus isto é impossível, Pois Jesus rompeu com qualquer ritual, ele trouxe para nós uma nova aliança quebrando todos os costumes e práticas fundamentadas nas leis mosaicas. Quem duvidar ou quiser saber mais, leia o livro de Gálatas, Paulo vai dar uma mãozinha no entendimento do assunto.

    Carlos Roberto Martins de Souza

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 408,767 comentários no Notícias Gospel.