Mais 350 cristãos são mortos pelos extremistas muçulmanos do Boko Haram na Nigéria; Ore

4

Os extremistas muçulmanos nigerianos do Boko Haram continuam perseguindo e matando cristãos no país. Na última semana, outros 350 fiéis foram mortos.

A investida dos radicais contra os cristãos forçou o fechamento de um Instituto Bíblico e diversas igrejas. A situação é considerada alarmante e as lideranças cristãs acreditam que se nenhuma providência for tomada, o Boko Haram poderá conseguir erradicar os cristãos do país.

Samuel Dalí, presidente da Igreja Nigeriana dos Irmãos (EYN) lamentou o genocídio de cristãos no país: “A violência do Boko Haram contra os cristãos vem ficando cada dia pior e nossos membros estão fugindo aos milhares da região [atacada]. Os recentes ataques em Borno e Adamawa , estados onde as nossas igrejas têm visto Boko Haram fizeram da região a base do Exército [terrorista]. Como resultado, cerca de 350 cristãos foram mortos”, narrou Dalí em entrevista ao jornal local Morning Star News.

Recentemente o líder do Boko Haram, Abubakar Shekau , informou que o estabelecimento de um califado islâmico em Damboa e Gwoza, cidades dos estados de Borno e Yobe, respectivamente, além de um no estado Buni Yadi, incluindo as suas aldeias.


“Boko Haram já matou mais cristãos e queimou várias igrejas. A cada noite na sede [da entidade] nossos funcionários e suas famílias vão para a cama com corações unidos, temendo por suas vidas”, relatou o líder cristão.

A consequência da violência perpetrada pelos extremistas muçulmanos levou os cristãos a viverem em alerta máximo, em frequente expectativa de fuga: “Isto forçou-os a estar pronto para fugir a qualquer momento, antes de um possível ataque, o que geralmente ocorre durante a noite, no escuro”, explicou Dalí.

O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários informou recentemente que cerca de 5 milhões de nigerianos foram forçados a fugir de suas casas por causa dos ataques de Boko Haram em Borno, Yobe e Adamawa, regiões onde o governo nigeriano declarou um estado de emergência.

Segundo a imprensa local, líderes das igrejas nos três estados afetados Manhã contaram que a maioria dos desabrigados são cristãos.


4 COMENTÁRIOS

    • Não vai parar,ja estamos participando dos últimos anos da vinda de jesus.
      logo logo vai chegar ao ocidente,prepara teu pescoço e ver se morre como homem não negando sua fé.

      • tradução: morra igual um porco, deixe cortarem sua jugular… não vai na ideia desse imbecilóide desse luciano não, temos que defender nossa terra ou o mau triunfará.

      • “ver se morre como homem não negando sua fé.”

        a “fé” não salvou nem os palestinos das investidas dos sionistas que dirá de um crente pós-moderno igual vc.

        tenha a decência de não incentivar as pessoas a esperarem a própria morte porque isso é coisa de gente xarope e candidata a terrorista….

  1. Não vai parar,ja estamos participando dos últimos anos da vinda de jesus.
    logo logo vai chegar ao ocidente,prepara teu pescoço e ver se morre como homem não negando sua fé.

    • morra vc sozinho como um verme! não me lembro dos hebreus se entregarem a morte “como homens”. até porque nenhum homem se entrega a morte, e sim luta pra sobreviver.

      vc fala como se muçulmanos tivessem o direito de tirar a vida alheia, tá cagando na cara do seu deus fera?! deixe de ser idiota.

DEIXE UMA RESPOSTA