Livramento: bombas não explodem e igreja evangélica escapa de atentado terrorista

2

Uma igreja inteira vivenciou um livramento quando duas bombas feitas por extremistas para matar os fiéis durante o culto foram encontradas a tempo de evitar mortes. O caso, registrado na Nigéria, serviu de alento aos cristãos do país, que sofrem com uma implacável perseguição por parte do Boko Haram.

A Igreja Winning All, localizada em Jos, próximo à capital do país, Abuja, foi alvo de um atentado terrorista fracassado. O pastor Ezekiel Omidiji encontrou o dispositivo armado para explodir em um banheiro do templo e agiu rápido para evitar uma tragédia.

“Quando vi o artefato o abri e ainda vibrava, o peguei sai rapidamente do banheiro e joguei em um campo de futebol nas proximidades da igreja, então o artefato explodiu”, disse o pastor ao Mornig Star News.

Os membros da igreja, que testemunharam a situação, contaram que a explosão causou medo, mas que todos ficaram calmos e se ajudaram mutuamente, para que ninguém passasse mal.


O pastor conta que logo em após ter jogado a bomba no campo, chamou as autoridades locais, que fizeram uma varredura no templo e encontraram outra bomba, que também não explodiu.

Os policiais removeram a bomba para um local longe do templo, e assim, os fiéis passaram a celebrar o livramento que vivenciaram. O culto foi celebrado sem o registro de novos incidentes, segundo relatos da mídia local.

O atentado, fracassado, foi reivindicado pelos terroristas do grupo radical islâmico Boko Haram, que luta para formar um califado no país, mesmo que a população nigeriana, seja, em sua maioria, cristã.

Dados revelam que os cristãos correspondem a 158,2 milhões de nigerianos, o que representa 51,3% da população. Já os muçulmanos são 45% do total, e nem todos são adeptos da forma que o Boko Haram interpreta o corão.


2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA