Campanha de evangelismo mostra Jesus no corredor da morte: “Essa foi a experiência que Ele teve”, diz idealizador; Assista

1

Uma campanha de evangelismo chamada “Jesus no corredor da morte” está causando burburinho entre cristãos por conta da forma incomum e direta que comunica o sacrifício do Filho de Deus pela salvação de todos os homens.

Criada por David Miller, da organização Little Pencil, a campanha afirma que Jesus, enquanto estava na Terra, era o “pior criminoso de todos”, pois assumiu para si os pecados de toda a humanidade.

“Nós nos comunicamos de maneira muito direta que Cristo se tornou o pior criminoso da história a partir do momento em que ele assumiu todos nossos erros como seus. A segunda mensagem é que somos todos igualmente indignos da Graça de Deus”, disse Miller à rede de TV NBC.

A proposta da campanha é fazer as pessoas pensarem sobre o sacrifício de forma literal: “Quando as pessoas pensam sobre Jesus, elas não pensam nele como quem está no corredor da morte, mas se você pensar sobre o que ele fez quando ele estava na terra, foi realmente a experiência que ele teve”, conceituou o criador da campanha.


Parte do vídeo mostra um homem representando Jesus, vestido com um uniforme de presidiário, sendo espancado. Outro trecho o mostra correndo e sendo seguido por outros presos, que encontram a libertação.

Sobre as críticas que recebeu por fazer uma campanha com princípios de marketing para divulgar o Evangelho, Miller diz não se importar: “As empresas gastam uma quantidade enorme de dinheiro de marketing qualquer que seja seu produto é, e não há nada de errado com isso. Nós acreditamos que, neste caso, temos algo muito melhor, um [“produto”] que é eterno, de mudança de vida, e por isso é certamente digno de tudo o que investirmos nele”.

“Eu sou um pequeno lápis na mão de um Deus que escreve, e envia uma carta de amor para o mundo”. A frase pertence a madre Teresa de Calcutá e serviu de inspiração para Miller na escolha do nome da entidade que ele dirige, Little Pencil (“pequeno lápis”, em tradução do inglês).

Assista:

Assine o Canal

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA