Casal vietnamita que aceitou a Jesus é espancado pela polícia e tem casa destruída

10

A perseguição religiosa é uma rotina triste para quem entrega sua vida a Jesus em muitos países do mundo. O relato mais recente conta a história de um casal vietnamita que se converteu e sofreu espancamentos.

De acordo com a Missão Portas Abertas, Dohn (nome modificado para garantir a integridade física) e sua esposa vivem em uma aldeia onde se pratica diversos rituais sacrificiais das mais diversas crenças.

Quando eles decidiram parar de participar dessas cerimônias, passaram a ser ameaçados pelos demais aldeões. “Primeiro eles passaram a nos rodear, tentando nos fazer desistir da nova fé. Depois de usarem todos os argumentos, passaram a agir com violência, então destruíram nossa casa, atacaram nossas colheitas e, por final, nos expulsaram da aldeia”, relatou Donh.

De acordo com um dos missionários que testemunhou o caso, Dohn foi agredido de forma extremamente violenta por quem deveria garantir sua segurança: “Um policial agrediu Donh pelas costas e bateu muito em sua cabeça. Havia cerca de vinte jovens junto com o policial, todos armados com facas grandes, e eles gritavam ‘ele é um seguidor de Jesus’. Quando os agressores foram embora, pensaram que Donh estava morto”, afirmou.


Dohn e a esposa decidiram abandonar a aldeia antes que fossem mortos, mas passaram a compartilhar o Evangelho com amigos e familiares. Ele ainda sofre com dores de cabeça, mas está feliz porque três famílias já conheceram Jesus depois que passou a evangelizar.

Os homens que integram essas famílias de novos convertidos foram convocados a prestar depoimento na delegacia, mas chegando lá receberam ultimatos de que deveriam abandonar a Jesus. Como não aceitaram, foram espancados, assim como Dohn.

A Portas Abertas destaca que mesmo nesse ambiente violento, os cristãos vietnamitas têm se mantido fiéis.


10 COMENTÁRIOS

  1. O que me alegra no Evangelho do Senhor Jesus não é o ôba, ôba parafraseado 32.000 crentes mas, coragem, a vigiência e o despego dos bens materiais dos 300. O mundo está apodrecido, contaminado. Até quando vamos beber a mesma água clorada? até quando o mundo vai respirar o oxegênio contaminado com desoxiribose de carbono,? até quando frutas e verduras com agrotóxicos? O homem está morrendo de aids, câncer, zica, bactérias carnívoras, parasitas. Hoje não existe alimentação saudável, isso é propaganda pra vender produtos. Carne contaminada que transmitem doenças, sem falar nos excessos de hormônio para animais e aves acelerar crescimento e engorda para consumo; Resultado é terrível principalmente para mulheres: câncer de mama, cisco, endomentriose, má formação do bebê, gravidez de risco, crianças siamesas, deficientes e por ai vai. Nós apegamos à pessoa de Jesus porque, o primeira mudança que ocorre à seu contato conosco, é um milagre. Aquele milagre pessoal onde, só o paciênte e o médico dos médicos conhecem o problema, a dor ou aquele sintoma da alma, impossível aos olhos humanos. SE fosse apenas um nome qualquer, uma pessoa qualquer, uma biblha qualquer, não aconteceria nada… Seríamos discipulos de Sócrates, Darwin, Jung, Platão ou adoraríamos os deuses da mitologia, ou Alá… mas com Jesus é diferente. Não é uma pessoa falando, não é voce lendo mas começa mais que um despertamento, uma necessidade, uma busca por ele até o dia do encontro. Quem quer encontrar-se com Jesus para interpelar Ele, desafiá-lo, tentá-lo, desacreditar seu nome, seus escritos,, gritar aos berros que quer que Ele prove sua existência, é totalmente vão. Não é Deus quem precisa de nós e sim o contrário. Deus sem nós continua sendo Deus e nós sem Ele, somos nada. Por isso Deus resiste aos soberbos, aos zombeteiros, aos escarnecedores, ao sábio, aos poderosos, mas dá graça ao humilde. Deus se aproxima e se revela de quem dEle se aproxima. Isso já fala tudo. Rev. Washington Albernaz.

  2. Para quem crê em Deus, morrer é ganho. Ganho da vida Eterna. Quem não crê, quando morre, sua alma segue destino, o destino que não vai terminar no purgatório, numa caverna escura e nem num inferno cheio de danças, festas e bebidas onde rola sexo e drogas. Apocalise fala tudo sobre isso. Lamentável que muitos que bradaram a voz nesse mundo, fizeram e aconteceram, hoje estão lá onde há choro, lamentos e ranger de dentes e onde o bicho nunca morre e de onde não há mais volta, solução, arrependimento, perdão… absolutamente nada. Enquanto há vida, há esperança. Acabou=se a vida, segue-se o juizo divino. A oportunidade do homem com Deus cessa no caixão. Rev. Washington Albernaz

  3. O que me alegra no Evangelho do Senhor Jesus não é o ôba, ôba parafraseado 32.000 crentes mas, coragem, a vigiência e o despego dos bens materiais dos 300. O mundo está apodrecido, contaminado. Até quando vamos beber a mesma água clorada? até quando o mundo vai respirar o oxegênio contaminado com desoxiribose de carbono,? até quando frutas e verduras com agrotóxicos? O homem está morrendo de aids, câncer, zica, bactérias carnívoras, parasitas. Hoje não existe alimentação saudável, isso é propaganda pra vender produtos. Carne contaminada que transmitem doenças, sem falar nos excessos de hormônio para animais e aves acelerar crescimento e engorda para consumo; Resultado é terrível principalmente para mulheres: câncer de mama, cisco, endomentriose, má formação do bebê, gravidez de risco, crianças siamesas, deficientes e por ai vai. Nós apegamos à pessoa de Jesus porque, o primeira mudança que ocorre à seu contato conosco, é um milagre. Aquele milagre pessoal onde, só o paciênte e o médico dos médicos conhecem o problema, a dor ou aquele sintoma da alma, impossível aos olhos humanos. SE fosse apenas um nome qualquer, uma pessoa qualquer, uma biblha qualquer, não aconteceria nada… Seríamos discipulos de Sócrates, Darwin, Jung, Platão ou adoraríamos os deuses da mitologia, ou Alá… mas com Jesus é diferente. Não é uma pessoa falando, não é voce lendo mas começa mais que um despertamento, uma necessidade, uma busca por ele até o dia do encontro. Quem quer encontrar-se com Jesus para interpelar Ele, desafiá-lo, tentá-lo, desacreditar seu nome, seus escritos,, gritar aos berros que quer que Ele prove sua existência, é totalmente vão. Não é Deus quem precisa de nós e sim o contrário. Deus sem nós continua sendo Deus e nós sem Ele, somos nada. Por isso Deus resiste aos soberbos, aos zombeteiros, aos escarnecedores, ao sábio, aos poderosos, mas dá graça ao humilde. Deus se aproxima e se revela de quem dEle se aproxima. Isso já fala tudo. Rev. Washington Albernaz.

  4. Para quem crê em Deus, morrer é ganho. Ganho da vida Eterna. Quem não crê, quando morre, sua alma segue destino, o destino que não vai terminar no purgatório, numa caverna escura e nem num inferno cheio de danças, festas e bebidas onde rola sexo e drogas. Apocalise fala tudo sobre isso. Lamentável que muitos que bradaram a voz nesse mundo, fizeram e aconteceram, hoje estão lá onde há choro, lamentos e ranger de dentes e onde o bicho nunca morre e de onde não há mais volta, solução, arrependimento, perdão… absolutamente nada. Enquanto há vida, há esperança. Acabou=se a vida, segue-se o juizo divino. A oportunidade do homem com Deus cessa no caixão. Rev. Washington Albernaz

  5. Paulo tavares Junior, amigo só tem uma maneira de você saber realmento se é assim ou não, sabe qual é? você viaja para lá, eu acho que você não é de Jesus, você chega lá aceita Jesus lá e dá testemunho de que aceitou Jesus e você vai ver o que acontesse ralmente.
    Um abraço.

    "Jesus disse: No mundo vocês vão passar por afliçõs, porém tenham bom ânimo que eu venci o mundo"

DEIXE UMA RESPOSTA