Governo da Coreia do Norte liberta missionários que haviam sido presos por pregarem o Evangelho

1

Os missionários norte-americanos Kenneth Bae e Matthew Todd Miller, que estavam presos na Coreia do Norte, foram libertados pelo governo do país após meses de intensa negociação protagonizada pela diplomacia norte-americana.

De acordo com a CNN, as famílias do pastor Bae e do missionário Miller expressaram alegria e gratidão a Deus pelo desfecho do caso, que foi acompanhado de perto pelo diretor da agência de Inteligência Nacional Americana, James Clapper.

Clapper foi quem anunciou à imprensa a libertação dos missionários e os acompanhou na viagem de volta para casa.

Kenneth Bae, sul-coreano naturalizado norte-americano, 46 anos, foi preso em 03 de novembro de 2012 em Rason, cidade na região nordeste da Coreia do Norte, acusado de usar a entidade Jovens Com Uma Missão (JOCUM) para subverter os norte-coreanos contra o governo do país através da pregação do Evangelho.


As autoridades do país se recusavam a libertá-lo pois entendiam que o missionário planejava um “golpe religioso contra o Estado”. Julgado em tempo curtíssimo, Bae foi condenado a 15 anos de trabalhos forçados em uma fazenda.

Nos dois anos em que esteve preso, Bae sofreu problemas de saúde e levou preocupação a seus familiares por conta das condições em que vivia.

Ao desembarcar nos Estados Unidos, Bae concedeu entrevista coletiva e afirmou que estava agradecido ao presidente Barack Obama e sua equipe de governo pelo empenho nas negociações para sua libertação.

O pastor também agradeceu aos funcionários da Coreia do Norte pela disposição em negociar com os Estados Unidos e aos irmãos em Cristo que oraram por sua libertação, e afirmou que considerava o tempo em que esteve preso como um “calvário”, e afirmou que a experiência serviu para fortalecê-lo: “Eu aprendi muito. Eu cresci muito. Perdi muito peso, em um bom caminho. Eu estou de pé forte por causa de vocês”.

Já o missionário Matthew Miller preferiu o silêncio, e ainda não conversou com a imprensa sobre seu tempo como prisioneiro das autoridades norte-coreanas.

Recentemente o governo da Coreia do Norte libertou o cristão Jeffrey Fowley, que foi preso em maio deste ano sob acusação de fazer proselitismo religioso por ter deixado uma Bíblia Sagrada no quarto do hotel onde estava hospedado.

1 COMENTÁRIO

  1. Isso é lamentável ! Porém, sabemos que Satanás está por tráz dessa perseguição e tudo indica que isso não vai parar. Os homens se deixam ser instrumentos de satanás e por isso praticam todo tipo de maldade contra quem crê em Cristo – o que fazer ? só há um caminho: suplicar em oração para que Deus tenha misericórdia de nossos missionários para que continuem firmes mesmo no sofrimento e que o Espírito Santo atue nos norte-coreanos que tem seus corações sinceros e desejosos de conhecer o verdadeiro Deus e Senhor.

DEIXE UMA RESPOSTA