Após denúncia, igreja é flagrada furtando energia elétrica com “gato”

0

Uma igreja evangélica teve o fornecimento de energia suspenso após a concessionária descobrir, com ajuda da polícia, que havia um “gato” no relógio de medição, desviando a corrente elétrica antes de o consumo ser registrado.

A empresa fornecedora de energia em Manaus é a Eletrobras Distribuição Amazonas, que recebeu uma denúncia anônima sobre o furto de energia da igreja evangélica, que não teve seu nome divulgado.

O templo, localizado na zona norte da capital amazonense, recebeu uma vistoria após a denúncia, e os peritos da empresa distribuidora constataram, com auxílio de um perito do Instituto de Criminalística (IC) e investigadores da Delegacia Especializada no Combate Ao Furto de Energia, Água, Gás e Serviços de Telecomunicações (DECFS), que havia realmente furto de energia no imóvel.

Segundo informações do G1, foi encontrado no local um ramal trifásico clandestino, que alimentava o templo através do desvio, feito antes do medidor. Após a certificação de que as irregularidades existiam, foi feito um procedimento de abertura do termo de ocorrência e inspeção, para conferir o levantamento da carga instalada, o que permitiu contabilizar o prejuízo da fornecedora de energia em R$ 45 mil.


Os policiais notificaram o responsável pela igreja a comparecer à delegacia e esclarecer o furto de energia, que é tipificado crime nos artigos 155 e 171 do Código Penal. O templo teve o fornecimento de energia elétrica suspenso imediatamente, conforme o artigo 170 da Resolução 414/2010 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).


SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA