“Desafio do Charlie” é jogada de marketing para promover filme de terror; Veja o trailer

64

A suposta invocação de demônios na “brincadeira” do Charlie começou com uma jogada de marketing da equipe de divulgação do filme “A Forca”, que deverá chegar aos cinemas brasileiros no dia 30 de julho.

A empresa Blumhouse Productions, produtora responsável pelo filme, foi quem lançou a brincadeira no Twitter com um vídeo, no dia 26 de maio. O responsável pelo longa-metragem é  Jason Blum, o criador de filmes como “Atividade Paranormal”, “Sobrenatural” e “Uma Noite de Crime”.

No roteiro do filme – assim como na suposta invocação de demônios que se espalhou pelas redes sociais – Charlie era um menino mexicano que teve uma morte horrível e se tornou em um espírito maligno que, quando invocado, perseguia quem o perturbava.

Muito se comparou o “desafio do Charlie” com “brincadeiras” como a tábua de Ouija, ou do copo e/ou do compasso.


O ritual que se espalhou pelas redes sociais, e que teria desencadeado possessões coletivas de adolescentes em escolas públicas, envolvia o uso de dois lápis e uma folha de papel com uma cruz desenhada e as palavras “sim” e “não” em lados opostos.

Após o bem-sucedido viral de divulgação do filme “A Forca”, agora a produtora resolveu aproveitar de vez o interesse do público na história e divulgou trailers.

Assine o Canal

Demônio poliglota

O colunista Daniel Simoncelos publicou um vídeo no canal The Way comentando as questões em torno do viral que se formou nas redes sociais, e ironizou questões que formariam pontos de contradição.

“Quem é Charlie? Dizem ser um demônio mexicano (mas com esse nome americano?), que gosta de aparecer, é poliglota, só responde sim ou não, e por incrível que pareça, é onipresente (está em todos os lugares do mundo que perguntam se ele está lá)”, escreveu Simoncelos, resumindo o que havia de controverso na história.

Por fim, o colunista orienta que, apesar de o tal Charlie não existir, desafiar o mundo espiritual não é boa ideia: “Qual o motivo do meu artigo? Primeiramente para tranquilizar você que está preocupado se o Charlie está na sua casa. Com certeza não. Contudo, sabemos que existem demônios no mundo espiritual que estão por aí procurando oportunidades para trazer destruição e morte a todos que puderem e lhes derem abertura para isto”.

Assista o vídeo em que ele comenta a “brincadeira”:

Assine o Canal

64 COMENTÁRIOS

  1. Imaginei de outra forma quando começou essa estória de Charlie, que isso renderia um bom filme, a trama giraria em torno de um espírito que foi invocado e se recusava a voltar para o mundo dos capetas… ou algo assim..

  2. Não é só o Charlie que é um brincalhão. Tem muito curandeiro evangelista brincalhão por aí – eles brincam de curar pessoas, deixar crente rico e mendigo empresário. Eles só não brincam na hora de falar de suas contas bancárias milionárias e de suas vidas luxuosas – aí eles mentem mesmo. Eles dizem “Oh, sou pobre, não tenho nada disso, é tudo da igreja.”

    • Cara vc acertou em cheio, a Biblia condena estas praticas, e são curandeiros, brincam com o mundo espiritual, que a propria biblia nos alerta. Jesus expulsava os demonio , sai, ou está liberto, está curado….. assim simples assim, sem teatros ou brincadeirinhas . em meu nome expulsara demonios…… está liberto em nome de Jesus…. e acabou.
      Nã há na Biblia nada que diga que seremos ricos ao professar ou aceitar a Jesus. E ainda fala que neste mundo passará por dificuldades etc…. Jesus morreu crucificado , os apostolos,muitos tambem foram apedrejados etc……. O que a Biblia fala que neste mundo não junteis tesouros, o verdadeiro tesouro é na salvação. e assim segue …….

  3. Existem coisas que não se pode fazer, nem mesmo brincando. Demônios existem, e só espera uma oportunidade para entrar na vida de qualquer um que dê uma brecha.Eu conheço um cara que ficou com um defeito na perna, a perna dele ficou atrofiada depois que ele deu um chute em um despacho que estava na esquina, ele simplesmente fez isso com a intenção de se aparecer, mas acabou se dando mal, pois ele não fazia idéia das forças espirituais que ali estavam. Agora depois de muitos anos ele foi curado, pois aceitou a Jesus e foi liberto daquela enfermidade . enfim não podemos brincar com coisas sérias.

    • Não tem vergonha de manifestar tamanha ignorância, Vanessa? Primeiro, que é muito mais razoável supor que o problema na perna se deveu a causa natural, sendo uma coincidência ter acontecido logo após o suposto vilipêndio de objeto de culto; segundo, que você esta atribuindo poderes a símbolos fetichistas, o que revela que você não é cristã, mas animista; terceiro, que o próprio apóstolo Paulo disse que os ídolos não são no mundo; quarto, que você acaba de estabelece sincretismo entre o cristianismo e religiões de matriz africana, reconhecendo seus ídolos e a existência de um poder espiritual vinculado aos mesmos; quinto, que você não citou a fonte para verificarmos da veracidade dessa estória, inclusive ouvindo o protagonista.

  4. Eu sei que aqui em manaus tem havido inúmeros acontecimentos de possessão demoníaca entre jovens estudantes..eu mesmo presenciei algumas colegas de adolescentes fszendo essas loucuras e foram longe ate demais. .hoje uma delas com seus 40 anos nunca mas teve uma vida normal. .sua fisionomia é bastante perturbadora e sombria como uma esquizofrênica

      • Celia Mulata, eu só estava contrapondo o argumento dos evangélicos. Mas eu também cai na brincadeira. Nós, religiosos, precisamos ter muita sabedoria e discernimento.

        • E os espíritos dos mortos realmente aparecem e interferem no mundo dos vivos. Inclusive é possível, via aparelhagem eletrônica, gravar suas vozes. Eu mesmo gravei, em um aparelho celular bem antiguinho, um lindo coral espiritual. Era uma noite bem calma, e eu pedi a eles, os bons espíritos, com muito amor no coração,que enviassem uma prova de sua existência. Aí deixei o gravador do celular ligado por um tempinho. Minutos depois desliguei o mesmo e passei a ouvir a gravação. Nada aparecida até que, num certo ponto da gravação, apareceram lindas vozes cantando, e olha que não havia a menor possibilidade de interferência.

          • Eu mostrei a gravação a dois amigos e eles também ouviram as vozes espirituais cantando. Foram poucos segundos, mas suficientes para perceber que era claramente um coral cantando uma música sacra.

          • Esse fato que ocorreu comigo é comum entre os que pesquisam a transcomunicação. No Brasil, por exemplo, temos uma pesquisadora chamada Sonia Rinaldi. Ela fez muitas gravações e as tornou públicas.

            Um dos lindos casos reporta um senhor que deixou na caixa postal do celular de sua esposa, horas após haver falecido, a mensagem “eu te amo”. Ela reconheceu insofismavelmente a voz de seu esposo. Assim, muitos casos têm sido reportados no mundo inteiro de mortos que falam via equipamentos eletrônicos, inclusive enviando imagens de si mesmos e do mundo espiritual, sendo que muitos deles habitam um grande planeta chamado Marduk. Pesquisadores desenvolveram até mesmo um aparelho chamado SPIRICOM. Pesquise o trabalho destes dois grandes pesquisadores: Konstantin Raudive e Friedrich Jürgenson.

          • Aliás procurei as referências dos pesquisadores que me deu, e como previsto, a comunidade científica os leva tão a sério quanto leva os cientistas criacionistas. Sugiro a você ler O Mundo Assombrado Pelos Demônios – Carl Sagan.

            Assim como você trata os temas bíblicos (a verdade por trás da Bíblia e blá blá blá), a ciência tem explicação para as suas crenças “seletivas”. Pesquise por:

            – A Neurologia das Experiências de Quase Morte
            – O dióxido de carbono pode explicar o fenômeno de experiências de quase morte
            – Reativação cerebral explica experiência de quase morte

          • “Sandro você está tomando seus remédios?”

            Celia, você acaba de usar o mesmo insulto de muitos céticos e ateus.

          • “Assim, muitos casos têm sido reportados no mundo inteiro de mortos que falam via equipamentos eletrônicos, inclusive enviando imagens de si mesmos e do mundo espiritual, sendo que muitos deles habitam um grande planeta chamado Marduk”.

            Então os mortos também estão na moda do selfie? Que chic..

          • A comunidade científica em geral é cética, não aceitando nada que contrarie seus postulados. O importante é você estudar tais assuntos por si mesma, e não submeter jamais sua mente a outros homens. Lembre-se que toda mudança de paradigma enfrenta forte oposição.

          • As explicações simplista para as EQM’s, como dióxido de carbono, alucinações, etc., já foram tão categoricamente refutadas que eu posso afirmar com ABSOLUTA CONVICÇÃO que você não conhece as refutações, bem como a poderosas provas a favor das EQM’s.

          • Cada um no seu quadrado Sandro, se quiser discutir ciência, a autoridade é sim a comunidade científica, e eles riem das EQM´s como riem do Dilúvio.

            Não seja incoerente. Se você disser: “É uma questão de fé”, estará sendo honesto consigo mesmo e com o próximo. Você só pensa cientificamente quando o assunto é Bíblia, e principalmente para descartar o que para você não é conveniente nela.

          • O fenômeno da transcomunicação já tem várias décadas, Celia. Se você estudar com imparcialidade e isenção, verá que não há como negar os fatos que os pesquisadores demonstraram, pesquisadores que observam métodos científicos rigorosos e controlados para o descarte de fraudes e outras explicações naturais. Os mortos comunicam-se por aparelhos eletrônicos, enviam vozes, imagens e fazem descrições do mundo onde vivem e que é muito melhor do que este em que vivemos, sendo que os espíritos que ali chegam, rejuvenescem até ficar com a aparência que tinham por volta dos 25 anos, e as crianças crescem até chegar a essa mesma aparência. Nesse mundo habitam também seres que vieram de outros planetas, sendo sua população estimada em algo em torno de 50 bilhões de habitantes. As paisagem ali lembram cenas de contos de fadas, tamanha a beleza que existe para deleite dos espíritos, apesar de que há também mundos inferiores e para onde vão os que na terra não aprenderam a amar seus semelhantes, tendo vivido apenas para a hostilidade, o materialismo e o sensualismo. Mas estes também são alcançados pelo amor divino, que não esquece ninguém.

            Estes livros impactaram fortemente minha convicção:

            “Ponte Entre o Aqui e o Além”, de Hildegard Schäfer,

            “Telefone para o Além”, de Friedrich Jüergenson

            Veja um resumo do tema:

            bvespirita. com/Transcomunicação Instrumental (autoria desconhecida).p d f

            Copie e cole na barra de navegação.

          • Ah, e eu já li o livro “O Mundo Assombrado por Demônios”, inclusive tenho ele em casa. Mas, como faço com toda leitura, filtrei e não o tive na conta de livro inerrante e infalível.

          • Celia, a respeito da Bíblia eu sempre afirmei e continuo afirmando:

            que ela contém tanto a palavra de Deus quanto a do homem.

            São as palavras dos homens que eu nego que sejam inspiradas.

          • E li e tenho em casa “Deus, um delírio”. Um livro que diz muitas verdades, mas que não prova que Deus não existe. Aliás, como um ser humano é capaz de tamanha presunção, ou seja, dizer que Deus não existe? Quem Dawkins pensa que é para fazer tão grave afirmação?

          • Sandro,e qual e a sua experiencia trabalhando com o mundo espiritual?E apenas um leitor curioso,e sem pratica.Vc confunde sabedoria,experiencia espiritual e maturidade com Deus com conhecimento.Ninguem discute espiritos atuando ou se revelando ,mas sim a fonte destes espiritos que nao agem de acordo com biblia.Por isto ela mesma,nos leva a fazer prova destes espiritos.1Jo4/1a3.E nao e de se admirar,porque o proprio Satanas se transforma em anjo de luz.Nao e muito,pois que seus proprios ministros se transformem em ministros de justica;e o fim deles sera conforme suas obras.1co11/14e15.Eu sugiro que conforme o que eu citei vc faca prova destes espiritos.Vou dar um exemplo bem pratico, pois vc so imagina saber, nao tem pratica, e nem discernimento de espiritos que e um dom espiritual,1co12/10.Va a uma sessao mediunica,ou quando tiver uma oportunidade de acesso a uma entidade indague-a.Quando se manifestarem entidades,peca autorizacao para indaga-las da seguinte forma.Vc cre que Deus enviou Jesus e este veio e em carne, ou seja se encarnou para nos salvar de nossos pecados.Vc cre que ele e o Filho de Deus?Devo confessa-lo como meu salvador?Isto e so um exemplo estou te ensinando uma forma pratica de testar espiritos,porem sei que vc nao tem como me apresentar uma prova de que eles sao de Deus,por ser apenas um curioso e claro com algumas experiencias interessantes, porem sem entende-las apenas imaginando que sao boas.Ainda me lembro de uma experiencia de uma pessoa que comecou a se envolver em um mundo espiritual mistico, nao biblico atraves de seitas espiritualistas.Ele depois testemunhou que no inicio, e ate um certo tempo ou anos as visoes e experiencias que teve foram maravilhosas,com visoes lindas e espiritos idem.Porem a medida que se aprofundava estas visoes e revelacoes comecaram a se transformar em figuras tenebrosas e ele quis sair.Entao sofreu ameacas ,nao tinha mais paz,e estava subjugado por elas.Tornou-se um escravo.Enfim quem disse que o diabo nao vai fazer graca,e ate dar uma forcinha, para qualquer um ainda que este o faca com boas intencoes ou nao creia nele.Quando estamos buscando o mundo espiritual,dando legalidades a ele, ele ira nos respondera de um lado ou de outro, e com poder e sinais.O problema e nao experimentar paz verdadeira,nao experimentar resultados reais de comunhao e transformacao e ser cobrado depois,e com consequencias eternas.Na epoca de Joao o gnosticismo era um grande obstaculo para o evangelho e eles tinham ideias assim; 1Que o conhecimento era superiror a virtude,2 Que o sentido correto das escrituras,e o nao literal e so pode ser entendido por uma minoria seleta 3 Que a presenca do mal no mundo desmente o conceito de que Deus e o unico criador, 4 Que a encarnacao e um fenomeno inacreditavel,pois a divindade jamais poderia se unir a algo material como o corpo humano,docetismo,5 Que nao ha ressurreicao da carne.Os padroes eticos de muitos gnosticos eram baixos,e por isto Joao enfatizou a realidade da encarnacao e o padrao etico elevado da vida terrena de Cristo.Se vc pesquisar vera que muitas destas ideias estao no contexto espirita ,espiritualista.Faca provas porque estas eu nao posso fazer por vce sim apenas alerta-lo com base em minha vivencia.

          • A Bíblia contém as palavras do homem e de Deus.

            Na Ciência existem cientistas céticos e imparciais e cientistas religiosos e parciais (espíritas, etc.). Por que não usa o mesmo raciocínio nos dois casos?

            Já reparou Sandro, que a maioria da comunidade científica não acredita em vida após a morte? Se suas evidências fossem tão esmagadoras eles não existiriam né?

            “É interessante notar que quase sempre os que estão lutando pela veracidade das EQM como uma “prova” da sobrevivência da alma são pessoas que são qualquer coisa, menos neurologistas. Ou seja: são como jogadores de hóquei no gelo opinando sobre jogadas de xadrez”.

            Todas as evidências científicas apontam causas racionais e não espirituais para as EQM, e mesmo que nós não tenhamos todas as respostas hoje não significa que não tenhamos todas as respostas amanhã, nem justifica uma resposta supersticiosa. O fato de os homens do passado não saberem o que causava os raios não justificava que a resposta fosse “os deuses”. O fato de não termos certas respostas hoje no campo da neurologia não justifica que a resposta seja “a alma”.

          • Celia Mulata,

            “Na Ciência existem cientistas céticos e imparciais e cientistas religiosos e parciais (espíritas, etc.). Por que não usa o mesmo raciocínio nos dois casos?”

            Porque não me baseio em homens e sua pretensa autoridade, mas em evidências e provas. Em outras palavras, eu me baseio em fatos, não em homens.

            “Já reparou Sandro, que a maioria da comunidade científica não acredita em vida após a morte? Se suas evidências fossem tão esmagadoras eles não existiriam né?”

            Há um erro grave em seu raciocínio: supor que apelo para a falácia da autoridade. O que esta em questão não são as pessoas e o que elas creem, mas as evidências, os fatos.

            Além disso, a maioria dos cientistas – presumindo-se que seja mesmo a maioria – não afirma e também não nega a existência da vida após a morte: eles são céticos.

            “É interessante notar que quase sempre os que estão lutando pela veracidade das EQM como uma “prova” da sobrevivência da alma são pessoas que são qualquer coisa, menos neurologistas. Ou seja: são como jogadores de hóquei no gelo opinando sobre jogadas de xadrez”.

            Mais uma vez a falácia da autoridade. As EQM’s foram e são investigadas e analisadas por médicos, psicológos e outros estudiosos de reputação ilibada, e o estudo das EQM’s não dizem respeito apenas ao campo da neurologia, mas é um tema de estudo interdisciplinar. O que temos de examinar, repito, são as evidências, não os homens que as defendem ou rejeitam. O Dr. Raymond Moody, por exemplo, publicou livros onde examina e defende minuciosamente o tema das experiências próximas da morte, inclusive analisa e refuta os argumentos dos céticos. Da mesma forma o fazem outros autores. Eu examinei os dois lados e decidi pela veracidade do fenômeno.

            “Todas as evidências científicas apontam causas racionais e não espirituais para as EQM”

            Com tanta presunção – fala de “todas as evidências científicas” como se de fato as conhecesse! -, acha que convence a quem? Você nem examinou o outro lado!

            “e mesmo que nós não tenhamos todas as respostas hoje não significa que não tenhamos todas as respostas amanhã, nem justifica uma resposta supersticiosa.”

            Argumento que absolutamente nada prova, pois se baseia em hipótese futura de resultado desconhecido – pelo mesmo raciocínio, o futuro também poderá trazer as provas que os céticos aceitarão -, e que comete o erro de supor que não temos hoje dados, evidencias e provas que esclarecem e comprovam a realidade das EQM’s.

            Quanto à expressão “resposta supersticiosa”, trata-se de um juízo de valor depreciativo visando atingir a reputação daqueles que defendem as EQM’s e sua conexão com a existência da alma por apresentar essas pessoas como idiotas que creem em supersticões, ou seja, a velha falácia ad hominem apresentada sob disfarce.

            “O fato de os homens do passado não saberem o que causava os raios não justificava que a resposta fosse “os deuses”. O fato de não termos certas respostas hoje no campo da neurologia não justifica que a resposta seja “a alma”.”

            Ora, mas você não acabou de dizer que “todas as evidências apontam para causas racionais”? Se “todas as evidências” apontam para a não realidade da EQM’s, então hão há mais dúvidas, ok? Seu argumento revela sua própria dúvida e insegurança.

            Além disso, proponho a você o seguinte desafio: explique a consciência. Demonstre como uma massa branca produz pensamentos, produz sentimentos como o amor. Os pensamentos são feitos de que espécie de matéria, senhora materialista? É para ter matéria, afinal eles não veem de uma massa de matéria branca? Pois sabia que a ciência materialista não explica a consciência e jamais explicará, pois a consciência é a manifestação da alma que usa o cérebro como transmissor, da mesma forma que o rádio apenas manifesta a voz do locutor, mas o rádio não origina a voz do locutor.

            Celia Mulata, não seja pedante. Admita que não estudou o tema com a isenção de ânimo e imparcialidade que deve caracterizar o pesquisar ou estudante sério.

            Você talvez seja desses cristãos que não acreditam na alma, então se vê, nessas atuais contingências, obrigada a apelar para a pretensa autoridade de cientistas materialistas.

            Você não analisa as EQM’s a partir das evidências, provas e fatos; do estudo e análise imparcial do tema, mas a partir de sua crença pessoal negadora da alma. Lamentável.

    • O Fato não é apenas que era um propaganda, mas sim oque queriam passar para as pessoas ou jovens etc. Se tentassem passar um viral incentivando praticas de consulta ou contato a demonios , nunca daria certo, então o diabo inventa táticas, como esta . Depois vem a explicação , assim além de várias pessoas experimentarem por curiosidade levando o contato com o sobrenatural, ou melhor demonios , depois vem a chacota , que era brincadeira. Se assim fosse , não haveria invocação do demonio ou espiritos demoniacos , praticado por seitas etc. A idéia foi lançada, praticada, com engano e desvios de satanas. Mas no fim deu certo. quando alguem quer saber quais são os planos do inimigo ,é só ver quais são os fins, os meios podem ser os mais variados possíveis.

      Fiquem com o amor de Jesus

  5. A humanidade sempre esteve envolta com o ocultismo e suas muitas formas de expressão (magia, adivinhação, feitiçaria, espiritismo, astrologia, etc). Vendo o perigo que seus filhos corriam, Deus precisou dizer-nos:

    “Não vos dirigireis aos que evocam os espíritos, nem aos adivinhos; não os consultareis, para que não vos torneis contaminados por eles. Eu sou o Senhor, vosso Deus.” (Lev 19,31)

    A evocação (ou seja, o chamado) dos mortos é algo muito sério e grave, que nunca deveria ser feito. Isto por dois motivos principais: 1)leva a pessoa a deixar Deus de lado, buscando apoio em superstições e 2) expõe ao perigo de abrir espaço para a ação do mal, ou seja, sermos “contaminados”. Para entendermos isso, precisamos ser iluminados por outro texto bíblico:“…o próprio Satanás se disfarça em anjo de luz.” (II Cor 11,14).

    O que São Paulo está nos dizendo é que o demônio pode se apresentar como alguém bom (um pai, uma mãe falecida), mas é ele quem está lá, enganando as pessoas. Aqui vale aquele ditado: “a curiosidade matou o gato”.

    Vale lembrar que o espiritismo nasceu de uma mentira nos EUA em 1848: uma família com o sobrenome Fox disseminou a notícia de estarem comunicando-se com os mortos, que respondiam com golpes na mesa, quando solicitados. O pretenso contato da família Fox com os mortos espalhou-se pelo mundo, rendendo-lhes fama e dinheiro. No entanto, logo as filhas do casal vieram a público desmentir tudo, confessando que tudo não passava de uma mentira acompanhada de fanatismo.

    Esta “brincadeira”, como dito, não é nova, mas, com o poder da internet, tende a ganhar nova força. Além disto, vemos os jovens serem alvo de um ataque ferrenho em nossos tempos: para eles foram escritos livros de ocultismo, como a série Harry Potter; para eles filmes como a série Crepúsculo são disseminados. Há uma indústria de engano dos jovens, que visa o lucro e também a destruição de sua fé cristã.

    Real Problema espiritual?

    Mas será que esta “brincadeira” tem mesmo a presença do demônio? Temos que tomar cuidado para não criar um clima de histeria sobre isso. O demônio, como diz Santo Agostinho, ” é um cão feroz, acorrentado. Faz muito barulho, late, rosna. Mas ele só morde se chegarmos perto” . A grande maioria das vezes que alguém evocar o “Charlie”, só vai ficar nisto: uma brincadeira sem nada de mais, a não ser alguém assoprando o papel ou empurrando a mesa, pra fazer medo.

    Há ainda outro ponto a ser levado em conta: os jovens, adolescentes principalmente, ainda não sabem como lidar com certas circunstancias de tensão. Uma ação desta, em um grupo, pode desencadear momentos de histeria, medo, ainda que causada pelo sopro de um papel. Aqui não seria necessariamente algo espiritual, mas no campo emocional mesmo.

    Todavia, ainda assim não é uma brincadeira inocente, pois pode levar alguns a aceitarem e evocação de mortos e, daí, da confiança em Deus para a magia, adivinhações, etc. No entanto, é possível sim que o inimigo, em alguns casos se manifeste. Além disto, algumas pessoas que estejam participando destas brincadeiras podem ter participado de outras formas mais graves de interação com o mal: bruxaria, magia negra, etc. Neste caso, o inimigo poderia sim se manifestar ali e até mesmo nas pessoas.

    Brincar com evocação de espíritos não é de forma alguma algo simples, inocente e normal. Por isso a Igreja no orienta:

    “Todas as formas de adivinhação hão de ser rejeitadas: recurso a Satanás ou aos demônios,evocação dos mortos ou outras práticas que erroneamente se supõem “descobrir” o futuro. A consulta aos horóscopos, a astrologia, a quiromancia (leitura das mãos), a interpretação de presságios e da sorte, os fenômenos de visão (bolas de cristais)…” (cf.: Catecismo da Igreja Católica, nn. 2116 e 2117)

    Momento para a reflexão

    É verdade que o momento em que vivemos, no tocante à fé, é muito difícil; estamos sendo atacados por todos os lados, tentativas de nos afastar da fé que nos salva. Algumas coisas são bem “pesadas”, outras aparentemente inocentes; as últimas tendem a preparar o terreno para as primeiras.

  6. Na Ciência existem cientistas céticos e imparciais e cientistas religiosos e parciais (espíritas, etc.). Por que não usa o mesmo raciocínio nos dois casos?”

    Porque não me baseio em homens e sua pretensa autoridade, mas em evidências e provas. Em outras palavras, eu me baseio em fatos, não em homens.

    “Já reparou Sandro, que a maioria da comunidade científica não acredita em vida após a morte? Se suas evidências fossem tão esmagadoras eles não existiriam né?”

    Há um erro grave em seu raciocínio: supor que apelo para a falácia da a u t o r i d a d e. O que esta em questão não são as pessoas e o que elas creem, mas os fatos.

    Além disso, a maioria dos cientistas – presumindo-se que seja mesmo a maioria – não afirma e também não nega a existência da vida após a morte: eles são c é t i c o s.

    “É interessante notar que quase sempre os que estão lutando pela veracidade das EQM como uma “prova” da sobrevivência da alma são pessoas que são qualquer coisa, menos neurologistas. Ou seja: são como jogadores de hóquei no gelo opinando sobre jogadas de xadrez”.

    Mais uma vez a falácia da autoridade. As EQM’s foram e são i n v e s t i g a d a s e analisadas por médicos, psicológos e outros estudiosos de ilibada r e p u t a ç ã o, e o estudo das EQM’s não dizem respeito apenas ao campo da neurologia, mas é um tema interdisciplinar. O que temos de examinar, repito, são as evidências, não os homens que as defendem ou rejeitam. O Dr. R a y m o n d M o o d y, por exemplo, publicou livros onde examina minuciosamente e defende o tema das e x p e r i ê n c i a s próximas da morte, inclusive analisa e refuta argumentos de céticos. Da mesma forma o fazem outros autores. Eu examinei os dois lados e decidi pela veracidade do fenômeno.

    “Todas as evidências científicas apontam causas racionais e não espirituais para as EQM”

    Com tanta presun ção – fala de “todas as evidências científicas” como se de fato as conhecesse! -, acha que convence a quem? Você nem examinou o outro lado!

    “e mesmo que nós não tenhamos todas as respostas hoje não significa que não tenhamos todas as respostas amanhã, nem justifica uma resposta supersticiosa.”

    Argumento que absolutamente nada prova, pois se baseia em hipótese futura de resultado desconhecido – pelo mesmo raciocínio, o futuro também poderá trazer as provas que os céticos aceitarão -, e que comete o erro de supor que não temos hoje dados, evidências e provas que esclarecem e comprovam a realidade das EQM’s.

    Quanto à expressão “resposta supersticiosa”, trata-se de um juízo de valor depreciativo visando atingir a r e p u t a ç ã o daqueles que defendem as EQM’s e sua conexão com a existência da alma por apresentar essas pessoas como tolos que creem em supersticões, ou seja, a velha falácia ad hominem ainda que apresentada sob disfarce.

    “O fato de os homens do passado não saberem o que causava os raios não justificava que a resposta fosse “os deuses”. O fato de não termos certas respostas hoje no campo da neurologia não justifica que a resposta seja “a alma”.”

    Ora, mas você não acabou de dizer que “todas as evidências apontam para causas racionais”? Se “todas as evidências” apontam para a não realidade da EQM’s, então hão há mais dúvidas, ok? Seu argumento revela sua própria dúvida e i n s e g u r a n ç a.

    Além disso, proponho a você o seguinte desafio: explique a consciência! Demonstre como uma massa branca produz pensamentos, produz sentimentos como o amor. Os pensamentos são feitos de que espécie de matéria, senhora materialista? Afinal, seria para ter matéria se eles se originam de uma massa de matéria branca! Pois sabia que a ciência materialista não explica a consciência e jamais explicará, pois a consciência é a manifestação da alma que usa o cérebro como intermediário entre dois mundos, da mesma forma que o rádio manifesta a voz do locutor mas não origina a voz do mesmo.

    Celia Mulata, não seja pedante. Admita que não estudou o tema com a isenção de ânimo e a imparcialidade que deve caracterizar o pesquisar ou estudante sério.

    Você talvez seja desses cristãos que não acreditam na alma, então se vê, em certas contingências, obrigada a apelar para a pretensa autoridade de cientistas materialistas.

    Você não analisa as EQM’s a partir das evidências, dos fatos; mas a partir de sua crença pessoal negadora da alma. Lamentável.

    • “A ciência materialista não explica e nem nunca explicará a consciência”,acho que temos um vidente aqui.” pois a consciência é a manifestação da alma que usa o cérebro como intermediário entre dois mundos.De onde você tirou essa afirmação, certamente de um centro espírita pois do meio cientifico é que não foi.Nada mais que pura fé, ora alguém que se diz cético jamais viria com tais afirmações,e sim,se a comunidade científica em sua extrema maioria não aceita como factual a existência da alma é que pelos menos por hora não existe provas/evidências conseguidas através do método científico sobre sua existência existência.De forma alguma é apelo a autoridade afinal cientistas tem mais a dizer sobre ciência que teistas que sustentam suas crenças apenas pela fé.A não ser que os livro dos espíritos tenha finalmente sua altenticidade comprovada,e até agora os estudos sobre eqms e outros fenômenos não tem pendido pro sobrenatural como alguns pressupõem.

  7. Celia Mulata,

    “Na Ciência existem cientistas céticos e imparciais e cientistas religiosos e parciais (espíritas, etc.). Por que não usa o mesmo raciocínio nos dois casos?”

    Porque não me baseio em homens e sua pretensa autoridade, mas em evidências e provas. Em outras palavras, eu me baseio em fatos, não em homens.

    “Já reparou Sandro, que a maioria da comunidade científica não acredita em vida após a morte? Se suas evidências fossem tão esmagadoras eles não existiriam né?”

    Há um erro grave em seu raciocínio: supor que apelo para a falácia da a u t o r i d a d e. O que esta em questão não são as pessoas e o que elas creem, mas os fatos.

    Além disso, a maioria dos cientistas – presumindo-se que seja mesmo a maioria – não afirma e também não nega a existência da vida após a morte: eles são c é t i c o s.

    “É interessante notar que quase sempre os que estão lutando pela veracidade das EQM como uma “prova” da sobrevivência da alma são pessoas que são qualquer coisa, menos neurologistas. Ou seja: são como jogadores de hóquei no gelo opinando sobre jogadas de xadrez”.

    Mais uma vez a falácia da autoridade. As EQM’s foram e são i n v e s t i g a d a s e analisadas por médicos, psicológos e outros estudiosos de ilibada r e p u t a ç ã o, e o estudo das EQM’s não dizem respeito apenas ao campo da neurologia, mas é um tema interdisciplinar. O que temos de examinar, repito, são as evidências, não os homens que as defendem ou rejeitam. O Dr. R a y m o n d M o o d y, por exemplo, publicou livros onde examina minuciosamente e defende o tema das e x p e r i ê n c i a s próximas da morte, inclusive analisa e refuta argumentos de céticos. Da mesma forma o fazem outros autores. Eu examinei os dois lados e decidi pela veracidade do fenômeno.

    “Todas as evidências científicas apontam causas racionais e não espirituais para as EQM”

    Com tanta presun ção – fala de “todas as evidências científicas” como se de fato as conhecesse! -, acha que convence a quem? Você nem examinou o outro lado!

    “e mesmo que nós não tenhamos todas as respostas hoje não significa que não tenhamos todas as respostas amanhã, nem justifica uma resposta supersticiosa.”

    Argumento que absolutamente nada prova, pois se baseia em hipótese futura de resultado desconhecido – pelo mesmo raciocínio, o futuro também poderá trazer as provas que os céticos aceitarão -, e que comete o erro de supor que não temos hoje dados, evidências e provas que esclarecem e comprovam a realidade das EQM’s.

    Quanto à expressão “resposta supersticiosa”, trata-se de um juízo de valor depreciativo visando atingir a r e p u t a ç ã o daqueles que defendem as EQM’s e sua conexão com a existência da alma por apresentar essas pessoas como tolos que creem em supersticões, ou seja, a velha falácia ad hominem ainda que apresentada sob disfarce.

    “O fato de os homens do passado não saberem o que causava os raios não justificava que a resposta fosse “os deuses”. O fato de não termos certas respostas hoje no campo da neurologia não justifica que a resposta seja “a alma”.”

    Ora, mas você não acabou de dizer que “todas as evidências apontam para causas racionais”? Se “todas as evidências” apontam para a não realidade da EQM’s, então hão há mais dúvidas, ok? Seu argumento revela sua própria dúvida e i n s e g u r a n ç a.

    Além disso, proponho a você o seguinte desafio: explique a consciência! Demonstre como uma massa branca produz pensamentos, produz sentimentos como o amor. Os pensamentos são feitos de que espécie de matéria, senhora materialista? Afinal, seria para ter matéria se eles se originam de uma massa de matéria branca! Pois sabia que a ciência materialista não explica a consciência e jamais explicará, pois a consciência é a manifestação da alma que usa o cérebro como intermediário entre dois mundos, da mesma forma que o rádio manifesta a voz do locutor mas não origina a voz do mesmo.

    Celia Mulata, não seja pedante. Admita que não estudou o tema com a isenção de ânimo e a imparcialidade que deve caracterizar o pesquisar ou estudante sério.

    Você talvez seja desses cristãos que não acreditam na alma, então se vê, em certas contingências, obrigada a apelar para a pretensa autoridade de cientistas materialistas.

    Você não analisa as EQM’s a partir das evidências, dos fatos; mas a partir de sua crença pessoal negadora da alma. Lamentável.

    • Conheça o portal “Fundação de Pesquisas Sobre a Experiência de Quase Morte”:

      w#ww.nderf.o#rg/Portuguese/

      (copie, cole na barra de navegação, retire o símbolo de jogo da velha e dê enter)

      Site e sugestões de livros sobre transcomunicação:

      redetcibrasil.#net/livros-recomendados-e-sinopse-sobre-transcomunicacao-instrumental/

      (copie, cole na barra de navegação, retire o símbolo de jogo da velha e dê enter)

      • E já que você gosta de testemunhos de autoridades, pesquise no Google, por:

        “Neurocirurgião escreve livro sobre sua experiência de quase morte e garante: o Paraíso existe”

        • Sandro, não é falácia da autoridade, é ciência. Quando a ciência “ainda” não consegue explicar algo, antigamente vinham os supersticiosos e criavam explicações envolvendo deuses e outras criaturas místicas. Hoje, quando a ciência “ainda” não consegue explicar algo, vem esses cientistas místicos com EQM´s e criacionismo. Veja bem, você é evolucionista, mas há inúmeros trabalhos científicos, um grande número de cientistas sérios que se dedicam ao criacionismo. Francis Collins é um dos homens mais poderosos da ciência americana, e uma das maiores autoridades em genética, e é um ferrenho defensor do criacionismo. Assim também, existem cientistas defensores das teorias espíritas. Existem cientistas ufólogos também. Talvez daqui a alguns dias também apareçam cientistas bruxos. Entendeu?

          Você quer acreditar na existência da vida após a morte Sandro, e seu cérebro vai te condicionar a aceitar com menor ceticismo as pesquisas nesses campos, ainda que não aceitas pela comunidade científica cética. Do outro lado, quando se tratar dos mesmos cientistas supersticiosos, mas de outro campo (criacionismo por exemplo), seu julgamento já será mais cético. Isso é da natureza do ser humano é há inúmeros estudos sobre isso.

          Mas quando se trata de ciência, tem que ser cético e imparcial, e aprender a usar as palavrinhas mágicas da humildade científica: “eu não sei”, “ainda não sabemos”, “ainda não há explicação” etc..

          Há coisas que são debatidas pela comunidade científica, e há fatos que são aceitos. A evolução é fato, a teoria da evolução não é, mas é amplamente aceita pela comunidade científica. A gravidade é fato, a teoria da gravidade e como funciona a gravidade tem sido debatido etc.

          A questão da alma, não tem um fato, o debate, as pesquisas e os experimentos acontecem em torno de algo que não é fato provado pela ciência (não é como discutir o funcionamento do átomo, da gravidade, da evolução etc.). Vou te dar um exemplo:

          As EQM´s são baseadas no que contam as pessoas que passam por essa experiência (e não no objeto “alma” em si, ou no fato “gravidade” em si). Você como crente, logo conclui que a alma dela saiu do corpo, e começa a fazer experimentos para mostrar que ela não poderia saber de certas coisas estando naquele estado de quase-morte. Mas peraí, tá provada a existência da alma para você partir para esse pressuposto? Então se você é um cientista sério, não partiria desse pressuposto que não tem base científica, ou sua pesquisa já vai ser direcionada à ser tendenciosa ao que você acredita.

          Você tem inúmeras explicações de neurologistas céticos para os casos de EQM´s. E tem refutações e explicações de cientistas espíritas. O mesmo se dá no longo debate criacionista x evolucionista. A diferença, é que os cientistas supersticiosos tem como pressuposto de suas argumentações algo que não é provado cientificamente (a existência de Deus ou da alma). Dois grupos de cientistas debatendo se a alma saiu do corpo ou foi um fenômeno natural, não é como dois grupos de cientistas debatendo a teoria da gravidade, porque a gravidade é fato, a existência da alma ou de Deus não. Como você mesmo diz, é provar a Bíblia usando a própria Bíblia, o mesmo se dá, provar a alma usando a própria alma como pressuposto.

          Eu não vou continuar insistindo, porque você quer acreditar na vida após a morte e vai sempre ser menos cético nesse assunto, é compreensível. Mas a ciência não, ela é cética e imparcial, e tem que ser assim, e quando se trata de ciência devemos sim dar prioridade à comunidade científica, pois caso contrário você também estará dando ouvidos a homens, mas não a homens céticos, mas homens já condicionados a te levar a acreditar em certa corrente supersticiosa que você mesmo crer acreditar (seja criacionista, espírita, ufologia etc.).

          Eu creio em Deus com todo meu coração, com toda a minha alma, creio em toda a Bíblia Sagrada, e isso não limita meu raciocínio cético, porque para mim é impossível ser cética em relação a Deus porque ele se prova em minha vida todos os dias, as palavras da Bíblia não são histórias de outras pessoas, são histórias que acontecem todos os dias diante de mim. Não há homem que possa tirar isso de mim, é a minha fé. Mas devo ser honesta intelectualmente para dizer que isso é fé, e que não pode ser debatido no campo científico.

          • Celia Mulata,

            sinceramente, depois de você negar a existência da alma apelando para a falácia da autoridade, ou seja, escorando-se em cientistas que negam a existência da alma como se isso provasse a inexistência da mesma, apelar para fatos ainda não esclarecidos e que, a rigor, valem para qualquer teoria, fazer malabarismos mentais e semânticos com o fim de refutar as provas das EQM’s que você sequer sabe quais são, pois as condena a priori, sem se dar ao trabalho sequer de examiná-las com atenção e isenção de ânimo antes de emitir opiniões; depois de dizer meias verdades a respeito do cientista Francis Collins, pois não revelou ao leitores do gospelmais que ele é um cientista DARWINISTA TEÍSTA, longe, portanto, de ser um criacionista da terra jovem e que crê no deus “homem de guerra” (Êxodo 15:3), em Adão e Eva e sua cobra falante, sim, depois de tudo isso, você se sai com essa pérola que mostra, ou a confusão mental em que você se encontra, ou sua completa falta de sinceridade e até de seriedade no debate:

            “Eu creio em Deus com todo meu coração”

            “creio em toda a Bíblia Sagrada, e isso não limita meu raciocínio cético” (SIC!)

            Assim, depois de desqualificar, com argumentos materialistas, a existência da alma e sua conexão com as EQM’s, mas afirmar sua crença nas lendas do Antigo Testamento, você se sai com mais essa pérola:

            “Mas devo ser honesta intelectualmente para dizer que isso é fé, e que não pode ser debatido no campo científico.”

            Ora, Celia Mulata, se você crê que sua crença na Bíblia e sua interpretação adventista da alma não são objeto de análise científica, então segue-se que todas as suas objeções contra a EQM, com base justamente em em argumentos de cientistas materialistas, não têm a menor importância probatória, e você sequer deveria ter mencionado ciência aqui.

            Você é muito falaciosa, Celia Mulata, e não se dá conta disso, pois se estriba em argumentos de materialistas para negar a existência da alma, mas depois candidamente vem dizer que sua crença “em Deus” e em “toda a Bíblia Sagrada” justifica-se apenas com base em sua “fé”, ou seja, apenas porque você quer, e como você não encontra argumentos científicos para defender Adão, Eva, cobra falante, torre de babel, dilúvio de Noé, Jonas engolido e vomitado vivo por uma baleia três dias depois, então você quer enfiar no mesmo saco de suas crendices bíblicas aqueles temas que são, sim, objetos de estudos científicos, como as EQM’s e a Trancomunicação.

            no caso em questão, dos ciêntistas materialistas que negam a existência da alma, você vem com uma peróla do tipo “Eu creio em Deus com todo meu coração, com toda a minha alma, creito em toda a Bíblia Sagrada, e isso não limita meu raciocínio cético.

          • Sandro, se você tem alguma faculdade, deve ser na área de humanas, vou tentar organizar em tópicos resumidos para ficar mais fácil para você entender.

            1- Evolucionismo Teísta é uma idéia filosófica CRIACIONISTA. Eu não disse que Francis Collins acredita em Adão e Eva disse? Pode colar aí onde eu disse isso? Colocando palavras na boca dos outros Sandro?

            O criacionismo não se resume à uma única corrente, há os criacionistas que por exemplo acreditam na Evolução, mas que a Evolução é um instrumento de Deus para a criação, sendo Deus ainda a causa da criação, é uma teoria criacionista. O criacionismo da terra jovem não é a única corrente do criacionismo, mas para a comunidade científica cética são tudo farinha do mesmo saco, porque tem como pressuposto de suas teorias o elemento “Deus”.

            2 – Eu não nego a existência da alma, pois eu não preciso provar a inexistência da Alma, é quem acredita que precisa provar a existência da mesma (o mesmo vale para Deus). Até agora eu não vi ninguém ganhar um prêmio Nobel por isso (e olha que mereceria heim?). Portanto realmente eu não vou me dar ao trabalho de me debruçar em estudos sobre alma, deus, duendes, ufos, fadas etc..

            3 – Não sendo um “fato incontestável” a existência da Alma (se não entendeu, volte ao item anterior), quaisquer experimentos acerca dela são como “provar a alma pela própria alma” (ou a Bíblia pela própria Bíblia como você gosta de dizer).

            4 – Não sou eu que coloco ufologia, magia, alma, músicas celestiais gravadas no celular (essa foi boa), mortos tirando selfie (essa foi melhor), no mesmo pacote de Arca de Noé e cobras falantes, é a comunidade científica cética. Se não entendeu o por quê, volte ao tópico acima.

            5 – Minha fé não tem pressuposto científico (senão não seria fé), minha capacidade analítica sim. Se fé fosse baseada na ciência e na lógica, não seria fé (por exemplo, você não precisa ter fé na existência da gravidade). Entende isso ou preciso fazer um tópico só para isso?

          • Celia Mulata, você pensa enganar a quem seus performáticos malabarismos mentais e semânticos? Sei muito bem que há vários modelos de criacionismo, mas mencionei o caso de Collins em razão de você não haver, em seu comentário, esclarecido que o mesmo é criacionista, sim, mas criacionista DARWINISTA, e, com sua falta de esclarecimento, induzir ao erro leitores menos atentos, assim como faz Malafaia ao citar Collins para dar a impressão que o mesmo crê em Adão e Eva.

            Além disso, quanto mais você tenta conciliar seu “ceticismo” e sua crença na Bíblia como livro inerrante e infalível, mais você se torna incoerente. Ademais, você têm da ciência uma visão ou imagem popular e imprecisa, ou seja, a visão de cúpula ou templo onde cientistas se reúnem, como os arcebispos no Vaticano, para decidir o que é ciência e o que não é ciência, o que é verdade e ou que não é verdade. Quando eu digo, por exemplo, que as EQM’s e a transcomunicação são objetos de estudo, investigação e análise da ciência, eu estou dizendo que o MÉTODO CIENTÍFICO se aplica a essas questões, não que a comunidade científica deva se reunir para dar “parecer”, “aval” sobre essas questões, Mas você pensa, ingenuamente, que a ciência se constitui nos cientistas que formariam uma organização global semelhante a uma igreja e através da qual se editam leis e se excluem todos quantos não obedeçam aos dogmas e mandamentos da ciência, e, como se não bastasse, você confunde ciência com cienticismo. Isso tudo é patético.

          • Sandro,

            1) Você só está dizendo Célia você faz isso, Célia você pensa isso, Célia você faz malabarismos etc., Tente se concentrar nos meus argumentos e não na minha pessoa. Acabaram os argumentos e agora vai começar a me atacar?

            2) Eu não citei Collins para dizer que ele acredita em Adão e Eva, citei como exemplo de cientista que defende algo que não tem embasamento científico (a existência de Deus). Se concentre no tema (ciência cética x ciência espírita, criacionista etc.).

            3) Em nenhum momento tentei conciliar meu ceticismo com minha crença na Bíblia (tem certeza que está lendo direito o que eu escrevo?), pelo contrário, eu estou a todo momento afirmando que ambos não são conciliáveis (deixei claro que fé não se baseia em lógica e pensamento científico, e que creio na Bíblia por fé, e não por lógica ou ciência).

            4) Eu conheço o método científico e deixei bem claro na minha resposta anterior como esse método encara questões como “alma”, “deus”, “fadas”, “ufologia”, “música celestial no celular”, “mortos tirando selfie” etc. Não precisa de um Concílio do Vaticano para saber que essas coisas não podem ser cientificamente levadas a sério.

            5) Você pode utilizar o método científico até para estudar o saci pererê (

        • Sandro, o neuro apenas comprovou aquilo que o ladrao da cruz provou ao dizer para Jesus;Senhor lembra-te de mim quando vieres no teu reino.Jesus disse; ainda hoje estaras comigo no paraiso=seio de Abraao,estado intermediario onde os salvos,mortos em Cristo aguardam a volta de Cristo no arrebatamento,nas nuvens para subirem as bodas do cordeiro,em corpos celestiais,estado definitivo.lc23/42e43.Em lucas 16/23 estando o rico, no inferno, em tormentos, e nao no paraiso, pois ele nao morreu salvo, clama a Abraao e Lazaro que esta no seu seio=paraiso,para que tenha misericordia dele.Vs 26 diz que existe um grande abismo entre o rico e Lazaro e Abraao,de sorte que os que querem passar daqui para ai nao podem ,e nem os que os de la passar para ca.vs27,o rico implora que o Pai,Abraao o mande a sua casa paterna,porque tinha 5 irmaos,para lhes dar testemunho, a fim de nao irem para la.Abraao responde;Eles tem Moises e os profetas,palavra escrita;oucam-nos.Mas ele insistiu ;Nao Pai Abraao;Se alguem dentre os mortos for ter com eles,arrepender-se-ao.Abraao,porem,lhe respondeu;se nao ouvem a Moises,e os profetas,tampouco se deixaram persuadir,ainda que RESSUSCITE alguem dentre os mortos.Ver 2co 12/4.

  8. Caro Servo, em seu longo texto (proponho fazermos intervenções mais curtas, objetivas, porque, do contrário, as respostas ficam ainda mais longas), você parte do princípio que a Bíblia condena o Espiritismo (do qual sou apenas um estudante independente), e o faz citando versículos para os quais existem outras interpretações diferentes daquelas que você apresenta. Se você estudar “Teologia Espírita”, por exemplo, conhecera as bases do Espiritismo inclusive na Bíblia e no Evangelho.

    Em seu texto, você sugere testar os espíritos, mas a Bíblia já traz um teste:

    “Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes, provai os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora. Nisto reconheceis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus.” (1 João 4:1-10)

    Ora, basta saber se o Espiritismo crê que Jesus veio em carne. E sabe qual a resposta? Sim, o Espiritismo crê que Jesus veio em carne, sendo esta a mensagem dos espíritos de luz que guiaram o grande mestre Allan Kardec. Observe, ainda, que os falsos profetas a que João se refere, nada mais são que os falsos médiuns que, justamente por serem falsos ou não terem a necessária elevação espiritual, são instrumentos de espíritos do mal e que atuam enganando e mentindo, como possivelmente aconteceu com seu amigo, o qual provavelmente não era vinculado a Federação Espírita Brasileira.

    Quanto ao diabo, não se trata nunca de um ser real (a crença no diabo como ser real e individual remete ao sincretismo judaico com o zoroastrismo), mas, no muito, de um símbolo do mal, sendo neste sentido que Jesus dele fala. Há um argumento espírita que considero muito bom: Jesus disse que uma árvore boa não pode produzir fruto ruim. Ora, sendo Deus, simbolicamente falando, um árvore boa, jamais poderia produzir um fruto ruim, como o diabo. Peço a você, por favor examinar este esclarecedor texto que encontrei em um blog que o publicou a partir de uma fonte espírita:

    saindodamatrix. com. br/ archives/2005/12/lucifer_satanas.h t m l

    • Sandro sendo suscinto.1 ciencia,nao religiao.O que e espiritismo?26 Ed cap1 terceiro dialogo,o padre pag 130.Controversia,como religiao instituira a verdadeira religiao ,obras postumas 19ª ed 2 parte pag299. 2 Deus esta longe,livro dos espiritos 57 Ed 57 primeira parte cap 1 atributos da divindade,pergunta 11 pag 54.Nega a divindade de Jesus,obras postumas 19 ed 1 parte cap111 pag 134,O espiritismo nao cre que o ES e Deus,Evangelho segundo o Espiritismo 106 ed cap 1 item 6 pag 57,sendo a 3ª revelacao,o proprio espiritismo 3 Reencarnacao e questao de logica e nao por revelacao dos espiritos 57 ed parte 2ª,cap 5.Salvacao por obras,nao por Cristo efesios2/8e9,rm 3/23a25,atos4/12,nao se aplicando o perdao de Deus para nossas vidas atraves do sangue de Jesus 6 Adao nao e o 1 homem,surgiu em varios lugares,ferindo o criacionismo de Deus a partir de 1 homem feito sua imagem e semelhanca. 7 Quanto ao diabo podemos debater suas doutrinas bem como a dos demonios pois elas fazem parte das doutrinas biblicas. E nao se esqueca de fazer o teste,pois afirmacoes sao uma coisa realidades outra,e afirmacoes humanas sao dificeis de serem comprovadas se nao for pela pratica.Tem muito mais ,isto e so um confe.

      • Sandro,interessante usar o texto pela arvore se conheco fruto.Ora as vezes muitos frutos sao aparentes e demoram realmente a se mostrar como sao.Mediunidade e extremamente condenada na biblia,pois segundo ela nao existe contato de vivos com mortos.Existe uma manifestacao e dons a partir de entidades,espiritos e manifestacao de dons a partir do ES.E diferente,as origens nao sao as mesmas.O Rei Saul foi orto na biblia por exemplo por consulta uma medium,quando Deus ja nao o respondia por suas desobediencia.1sm1/28,diz que ela ve um deus com d minusculo,depois fala de um anciao,vaguissimo e todo mundo conhecia Samuel,vs 15 leia,Deus ja nao o respondia.vs 16,a profecia nao se cumpriu sobre a morte de todos os seus filhos.1cr 10/13e 14 morreu por consultar necromante.Se depois lhe interEssar fala sobre as farsas de Chico Xavier,inclusive relatadas por uma de suas empregadas e participantes das sessoes onde ele encenava aparicoes, e as postulacoes de ser ele reencarnacao de Kardec,tendo na briga Alziro Zarur.O espaco e pequeno.

          • Pesquisar o que conheco ha 29 anos e quase destruiu minha familia.Meu amigo eu nao sou teorico como vc conheco isto de dentro para fora e de fora para dentro.Vc nunca teve cara a cara com espiritos demoniacos e fala como se fosse autoridade.Estas buscando um rumo e nao achas.O dia que vc se libertar e eu nao preciso nem me referir a questao homosexual nao.Eu observo e vejo que vc tem problemas muito maiores que isto e pensa que um sabio.

  9. PATÉTICO – “Quem é Charlie? Dizem ser um demônio mexicano (mas com esse nome americano?) – Demônios têm nacionalidade ? rsrsrsrs , eles nascem e são desse universo natural ? kkkkkkk . Entendi , e esse demônio só fala em espanhol neh ? rsrsrsrsr……

  10. – OS DEMÔNIOS CRISTÃOS –

    Somente na MODERNIDADE é que o termo "DEMÔNIO" se tornou sinônimo de MONSTROS ESPIRITUAIS SEMELHANTES Á SATÃ ou seus ANJOS.

    O termo: Demônio foi retirado do grego (DAIMON) que significa "gênio sobrenatural", "espírito", bom ou mal e, por vezes, designa um herói.

    Para os gregos, os demônios significavam as almas dos mortos assimiladas às das divindades … foram confundidas com as manes, os lares, os gênios latinos.
    —————————–

    – Essa crença foi incorporada pós exílio babilônico, nas tradições judaicas.

    Satã significa "o adversário", "o acusador". O termo "acusador" existia no Império Persa, cuja função era a de percorrer secretamente o reino e fiscalizar tudo o que estava sendo feito de mal no sentido de apresentar denúncias diante do Imperador, que mandava chamar os funcionários faltosos e os castigava.

    Satã não é Lúcifer. Ele não é um anjo que se revoltou contra o Senhor. Ele é apenas um acusador., ou seja, um dos olhos (ESPÍRITO) do Senhor, que anda pela Terra e comparece perante o Senhor para acusar.

    Como descrito no LIVRO DE JÓ !

  11. Livro gratuíto – TODO CRISTÃO DEVERIA LER ESTE LIVRO! Você dará Graças a Deus, depois que conhecer os mistérios desvendados por este Livro gratuíto. (DESCUBRA O MOTIVO). – Vamos aplainar os Caminhos, para a breve volta do Senhor Jesus Cristo? – Leia, comprove e divulgue este Livro! – “AS 7 CHAVES DA VITÓRIA” – link: http://goo.gl/SN0UW6
    Programa GRÁTIS para Leitura: ADOBE DIGITAL EDITIONS 4.0, no seguinte link: http://goo.gl/oPAfyZ

  12. Livro gratuíto – TODO CRISTÃO DEVERIA LER ESTE LIVRO! Você dará Graças a Deus, depois que conhecer os mistérios desvendados por este Livro gratuíto. (DESCUBRA O MOTIVO). – Vamos aplainar os Caminhos, para a breve volta do Senhor Jesus Cristo? – Leia, comprove e divulgue este Livro! – “AS 7 CHAVES DA VITÓRIA” – link: http://goo.gl/SN0UW6
    Programa GRÁTIS para Leitura: ADOBE DIGITAL EDITIONS 4.0, no seguinte link: http://goo.gl/oPAfyZ

  13. Livro gratuíto – TODO CRISTÃO DEVERIA LER ESTE LIVRO! Você dará Graças a Deus, depois que conhecer os mistérios desvendados por este Livro gratuíto. (DESCUBRA O MOTIVO). – Vamos aplainar os Caminhos, para a breve volta do Senhor Jesus Cristo? – Leia, comprove e divulgue este Livro! – “AS 7 CHAVES DA VITÓRIA” – link: http://goo.gl/SN0UW6
    Programa GRÁTIS para Leitura: ADOBE DIGITAL EDITIONS 4.0, no seguinte link: http://goo.gl/oPAfyZ

  14. Livro gratuíto – TODO CRISTÃO DEVERIA LER ESTE LIVRO! Você dará Graças a Deus, depois que conhecer os mistérios desvendados por este Livro gratuíto. (DESCUBRA O MOTIVO). – Vamos aplainar os Caminhos, para a breve volta do Senhor Jesus Cristo? – Leia, comprove e divulgue este Livro! – “AS 7 CHAVES DA VITÓRIA” – link: http://goo.gl/SN0UW6
    Programa GRÁTIS para Leitura: ADOBE DIGITAL EDITIONS 4.0, no seguinte link: http://goo.gl/oPAfyZ

  15. Celia mulata ,só obrigado a dizer que fiquei realmente impressionado pelo fato de mesmo sendo teísta você saber dissociar aquilo que é fé e o que constatação cientifica, quem lê até acha que você é agnóstica ou atéia.

DEIXE UMA RESPOSTA