Dízimos e ofertas de fiéis movimentam R$ 27 milhões por mês somente no Espírito Santo, diz pesquisa

269

As igrejas evangélicas, baseadas na doutrina do dízimo, movimentam uma grande quantia financeira mensalmente, e um estudo realizado no estado do Espírito Santo mensurou esse valor em mais de R$ 27 milhões por mês.

O levantamento foi feito pelo Instituto Mercato e chegou à conclusão de que, em média, as famílias capixabas evangélicas tem renda mensal de R$ 1.448,00.

Esse valor é abaixo da renda média individual dos trabalhadores brasileiros, que gira em torno de R$ 1.651,00, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios (PNAD), apresentados recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o estudo do Instituto Mercato, as famílias do Espírito Santo contribuíram com aproximadamente R$ 27,4 milhões em dízimos e ofertas. Os dados usados para o levantamento levam em conta o ano de 2013


A população evangélica na região metropolitana de Vitória, capital do estado, é de 600 mil pessoas, o que corresponde a 32,2% da população. Em todo o estado, 1,5 milhão de pessoas se declaram evangélicos, num universo de 3,8 milhões de moradores.

De acordo com informações do G1, a pesquisa também fatiou a renda das famílias evangélicas capixabas. 39,8% das famílias têm renda mensal de até R$ 1.448; 36,9% ganham entre R$ 1.449 e R$ 2.896; 10,9% ganham entre R$ 2.897 e R$ 4.344; 2,8% arrecadam entre R$ 4.345 e R$ 5.792; 1,1% ganham entre R$ 5.793 e R$ 7.240; e por fim, 1,5% das famílias ganham acima de R$ 7.241.

Os que preferiram não declarar a renda, ou não souberam responder, somaram 6,9%. O estudo foi encomendado ao Instituto Mercato por uma revista especializada no público evangélico.

O número de fiéis evangélicos no Brasil tem registrado um crescimento significativo desde o início dos anos 2000. Na primeira década deste século, o IBGE registrou um crescimento superior a 60%, e hoje mais de 22% da população evangélica se declara cristão evangélico.


269 COMENTÁRIOS

  1. e isso ainda é pouco.
    Pois se realmente os que se declaram cristãos fossem dizimistas fieis mesmo.
    O evangelho ja estaria tomando conta de brasil, em massa.
    as maiores redes de radios, e graficas, e a midia ja estaria nas mãos dos evangelicos.
    e a pregação do evangelho se daria muito mais rapido.

    Mas infelizmente a maioria dos que se dizem evangélicos ou cristãos.
    ROBÃO A DEUS DESCARADAMENTE.

    POIS DEUS DEIXOU CLARO:
    A MIM ME ROUBAIS, VOS A NAÇÃO TODA.

    CREIO QUE DAQUI A ALGUNS ANOS sera bilhões, e bilhões.
    e que o salario do povo de DEUS, venha triplicar e venha crescer 10 20 vezes mais.
    Pois ganhar 1400,00 reais.
    ISSO É UMA MISÉRIA PARA AQUELES QUE SE DIZEM FILHOS DO DONO DO MUNDO.
    Como pode um filho de DEUS, viver na miséria?

    • Estudo disponível em evangelismo.blog.br:

      O dízimo, segundo a Bíblia Sagrada.

      “O coração do entendido adquire o conhecimento, e o ouvido dos sábios busca a sabedoria.” (Provérbios 18:15)

      O objetivo desse estudo é mostrar que o dízimo, de acordo com a Palavra de Deus, nunca esteve associado a dinheiro, e que não é ordenança para a igreja, ou seja, as pessoas que fazem parte do corpo de Cristo, as quais podem colaborar com a obra de Deus seguindo critérios bem definidos, que serão abordados no decorrer do texto.

      Antes de efetuar algum juízo antecipado, recomendo a leitura completa desse texto, acompanhando em sua própria Bíblia todas as referências indicadas, para que o seu entendimento possa ser completo.

      A fim de facilitar o estudo, esse texto foi dividido em quatro capítulos distintos: Dízimo antes da lei, Dízimo durante a lei, Dízimo no período da graça e Frases incorretas sobre o dízimo.
      Dízimo antes da lei

      Antes do período da lei, Abrão (mais tarde chamado Abraão) deu os dízimos dos despojos que havia conquistado dos inimigos durante uma batalha (Gênesis 14:16-20). Melquisedeque saiu ao encontro de Abrão porque era rei de Salém, e recebeu o tributo, que lhe era devido. Não há outro registro informando que Abrão tenha dizimado novamente, apesar de ter vivido 175 anos (Gênesis 25:7).

      Além de Abraão, sabemos que Jacó prometeu dar a Deus dízimos de tudo que recebesse (Gênesis 28:22). A Bíblia não relata se essa promessa foi cumprida e com qual frequência.
      Dízimo durante o período da lei

      Quando a Palavra de Deus começou a ser escrita (por volta do ano 1500 antes de Cristo), o dinheiro (em hebraico כסף) já existia, como vemos em Gênesis 17:12, Deuteronômio 14:25, Êxodo 12-44, Números 3:49, 1 Reis 21:2, etc. Apesar disso, a lei de Deus determinava que o povo deveria dizimar apenas dos rebanhos e cereais, conforme Deuteronômio 14:22, Levítico 27:30, Êxodo 34:2; 26, 1 Samuel 8:17, etc.

      “Também todas as dízimas do campo, da semente do campo, do fruto das árvores, são do SENHOR; santas são ao SENHOR.” (Levítico 27:30)

      Em razão disso, as pessoas que exerciam outras profissões, tais como artesãos (Êxodo 31:3-5), copeiros e padeiros (Gênesis 40:1-2), carpinteiros e pedreiros (II Samuel 5:11), músicos (I Reis 10:12), alfaiates (Êxodo 28:3), mestres-de-obras (I Reis 5:16), ourives, pescadores, mercadores, coletores de impostos, guardas, cozinheiros, não poderiam ser dizimistas, pois não eram pessoas do campo.

      Apesar de não serem dizimistas, essas pessoas poderiam ofertar voluntariamente ao Senhor (Esdras 3:5;7, Deuteronômio 16:10, Êxodo 35:29, 1 Crônicas 29:5-9). O dízimo era obrigatório; as ofertas, porém, voluntárias, pelo menos a maioria delas.

      “E o povo se alegrou porque contribuíram voluntariamente; porque, com coração perfeito, voluntariamente deram ao Senhor; e também o rei Davi se alegrou com grande alegria.” (1 Crônicas 29:9)

      “E disse Joás aos sacerdotes: Todo o dinheiro das coisas santas que se trouxer à casa do Senhor, a saber, o dinheiro daquele que passa o arrolamento, o dinheiro de cada uma das pessoas, segundo a sua avaliação, e todo o dinheiro que trouxer cada um voluntariamente para a casa do Senhor” (2 Reis 12:4)

      Além do dinheiro, as pessoas poderiam ofertar alimentos, incenso, utensílios (Neemias 13:5). Algumas ofertas, no entanto, deveriam ser feitas obrigatoriamente em dinheiro, como a do arrolamento citado na referência acima (2 Reis 12:4), em obediência ao escrito em Êxodo 30:13-16.

      Depois de ler a Bíblia de Gênesis a Apocalipse, perceberá que não há registros de que alguém tenha dizimado em dinheiro. Eles poderiam ofertar voluntariamente, ou entregar os dízimos dos grãos e animais. Nem todos os dízimos eram entregues, mas alguns eram comidos pelos próprios dizimistas. Observe:

      “Separem o dízimo de tudo o que a terra produzir anualmente. Comam o dízimo do cereal, do vinho novo e do azeite, e a primeira cria de todos os seus rebanhos na presença do Senhor, o seu Deus, no local que ele escolher como habitação do seu Nome, para que aprendam a temer sempre o Senhor, o seu Deus. Mas, se o local for longe demais e vocês tiverem sido abençoados pelo Senhor, pelo seu Deus, e não puderem carregar o dízimo, pois o local escolhido pelo Senhor para ali pôr o seu Nome é longe demais, troquem o dízimo por prata, e levem a prata ao local que o Senhor, o seu Deus, tiver escolhido. Com prata comprem o que quiserem: bois, ovelhas, vinho ou outra bebida fermentada, ou qualquer outra coisa que desejarem. Então juntamente com suas famílias comam e alegrem-se ali, na presença do Senhor, do seu Deus.” (Deuteronômio 14:22-26)

      A orientação é clara: Deus não aceitaria a prata no lugar do dízimo, ou seja, o dinheiro no lugar dos frutos do campo, mas permitiria, por causa de uma longa distância, a troca do dízimo por prata, por ser fácil de transportar, mas com a condição de o dizimista (homem do campo), já no local indicado por Deus, comprar o que quiser para ali “comer do seu dízimo” e se alegrar na presença do Senhor Deus, o nosso mantenedor.

      No Novo Testamento, mas ainda durante o período da lei, a palavra dízimo aparece no evangelho. Observe

      “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas.” (Mateus 23:23)

      Teria o Senhor Jesus Cristo ordenado à igreja a observância desta prática?

      Em primeiro lugar, Jesus está se dirigindo aos escribas e fariseus, e não à igreja. Nessa passagem, o Senhor repreendeu duramente os escribas e os fariseus por se preocuparem com as coisas mínimas, como dizimar do endro, do cominho e da hortelã, mas desprezarem as que importavam mais: o juízo, a misericórdia e a fé.

      Jesus disse que eles não poderiam omitir aquelas coisas, ou seja, ser omissos na separação do dízimo para Deus. Observe, porém, que o dízimo era constituído apenas de produtos do campo. O Senhor Jesus não incluiu o dinheiro na relação, apesar de haver grande circulação de moedas romanas naquele tempo (Mateus 22:19-21).

      O dízimo realmente era uma obrigação, no período da lei, mas o dízimo dos frutos da terra; jamais do dinheiro.

      Lembre-se de que o período da graça, no qual estamos agora (Efésios 2:8, Atos 15:11), iniciou apenas após a morte e ressurreição corpórea de Jesus Cristo, quando finalmente os apóstolos foram cheios do Espírito Santo (Atos 2:4) e puderam testemunhar acerca do Senhor Jesus Cristo até os confins da terra (Atos 1:8), e não apenas em Israel (Mateus 10:6).

      Considerando que o dízimo só poderia ser dado por agricultores e criadores de rebanhos, que o dízimo só poderia ser recebido por sacerdotes pertencentes à tribo de Levi (Hebreus 7:5), e que o Senhor Jesus Cristo cumpriu toda a lei com perfeição, sem cometer qualquer tipo de pecado, é fácil concluir que Jesus não dizimou no templo e nem recebeu dízimos de qualquer pessoa por dois motivos muito simples: o primeiro é porque Ele exerceu o ofício de carpinteiro (Marcos 6:3), e não de produtor rural; o segundo é porque não pertenceu à tribo de Levi, mas a de Judá.

      “Visto ser manifesto que nosso Senhor procedeu de Judá, e concernente a essa tribo nunca Moisés falou de sacerdócio.” (Hebreus 7:14)
      Dízimo no período da graça

      Não existe qualquer mandamento para a igreja no sentido de arrecadar dízimos e muito menos que esses dízimos sejam devolvidos em dinheiro.

      Ao observarmos o livro de Atos, que registra, entre outros assuntos, as ações dos apóstolos durante o período da igreja primitiva, não encontraremos qualquer indício de que os membros dizimassem, nem em frutos do campo e muito menos em dinheiro, como acontece agora.

      A igreja, em seu princípio, funcionava assim:

      “E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos. E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister.” (Atos 2:42-45)

      Quando chegava um novo convertido, este vendia suas herdades, apresentava o valor diante dos apóstolos e dos demais e imediatamente o valor era dividido entre todos, inclusive entre os membros, de acordo com a necessidade de cada um, o que justifica o fato de não haver necessitado na igreja, naquele período (Atos 4:34). Isso é muito diferente do modelo atual.

      Nas Cartas aos Coríntios, estão definidas as regras para quem vai colaborar com a obra de Deus. A escolha da contribuição é de foro íntimo, ou seja, decisão pessoal (2 Coríntios 9:7), conforme a renda (1 Coríntios 16:2), liberal (2 Coríntios 9:5) e, por mais incrível que pareça, dentro das possibilidades financeiras (2 Coríntios 8:12), a fim de que não se sobrecarregue financeiramente (2 Coríntios 8:13).

      Para sustentar a arrecadação por pagamento de dízimos, alguns pregadores insistem em dizer que essas regras se aplicam às ofertas e que os dízimos ainda devem ser pagos pelos crentes, embora isso esteja flagrantemente em desacordo com as Escrituras Sagradas, pois, conforme Deuteronômio 14:22-26, e as outras referências citadas nesse estudo, o próprio Deus Altíssimo não concordou com o fato de receber dinheiro no lugar dos dízimos (frutos do campo).

      Na atual dispensação, período da graça, todos podemos colaborar com a obra de Deus e com o ministério em que congregamos. Esses recursos podem ajudar a alimentar e vestir os mais carentes, primeiramente dentro da congregação (Gálatas 6:10), adquirir e distribuir exemplares da Bíblia e mensagens de evangelismo, possibilitar a pregação da Palavra de Deus nos locais mais distantes, permitir o funcionamento dos locais de reunião (limpeza, água, luz, aluguel), custear a vida sem extravagâncias de obreiros (Mateus 10:10; 1 Timóteo 5:18) que se dediquem integralmente à obra de Deus.

      Se o obreiro já possui emprego, e a renda já é suficiente, não há que se falar em prebenda para esse pastor. Há recomendação bíblica para que ele não sobrecarregue a igreja, mas a abençoe (2 Coríntios 12:14). Tudo deve ser feito com muita transparência e temor a Deus.

      O dízimo no período da graça foi instituído pela Igreja Católica em 567 d.C. Em 585 d.C., no Concílio de Mâcon, a Igreja Católica resolveu ameaçar com excomunhão as pessoas que não dessem dízimos. É importante lembrar que a igreja evangélica surgiu da católica, o que justifica o fato de esse procedimento ter sido preservado em muitas denominações evangélicas.

      No Brasil, é fácil encontrar uma congregação que inclua entre os seus ensinamentos o pagamento de dízimos em dinheiro (copiando o exemplo da Igreja Católica), MAS ISSO NÃO É MOTIVO PARA NÃO CONGREGAR.

      No entanto, evite congregar em locais onde o dinheiro é o tema principal da pregação e a Palavra é usada para fins lucrativos, onde os “maiores dizimistas” recebem tratamento diferenciado, onde ocorrem vendas de oração, de bênçãos, de produtos ungidos, onde os valores das ofertas são predeterminados, onde o púlpito é utilizado para fazer campanha política, onde se encontra de tudo (estacionamento amplo, seguranças, elevador, telão, ar-condicionado, poltronas acolchoadas), menos a real presença de DEUS.

      Essa congregação tem tudo para ser uma igreja igual a de Laodicéia:

      “Ao anjo da igreja em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus: Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; oxalá foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és quente nem frio, vomitar-te-ei da minha boca. Porquanto dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um coitado, e miserável, e pobre, e cego, e nu; aconselho-te que de mim compres ouro refinado no fogo, para que te enriqueças; e vestes brancas, para que te vistas, e não seja manifesta a vergonha da tua nudez; e colírio, a fim de ungires os teus olhos, para que vejas. Eu repreendo e castigo a todos quantos amo: sê pois zeloso, e arrepende-te.” (Apocalipse 3:14-19)

      Antes de encerrar esse estudo, é importante apontar alguns erros comuns, cometidos, muitas vezes, por falta de conhecimento das Escrituras Sagradas. Existem paradigmas difíceis de serem quebrados, mas a melhor arma para combater o engano é a verdade. Como bem disse o Senhor Jesus Cristo:

      “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8:32).

      Frases incorretas sobre o dízimo

      1 – “O DÍZIMO NÃO ERA DADO EM DINHEIRO PORQUE AINDA NÃO EXISTIA O DINHEIRO”:

      O dinheiro é mais antigo do que as Escrituras Sagradas, que começaram a ser registradas por Moisés.

      “Passando, pois, os mercadores midianitas, tiraram e alçaram a José da cova, e venderam José por vinte moedas de prata, aos ismaelitas, os quais levaram José ao Egito.” (Gênesis 37:28)

      A Bíblia não associa o dízimo ao dinheiro, mas com a parte que cabia a Deus, das novidades do campo. Em Cristo, nós temos liberdade para dar mais ou menos que 10% de nossa renda, conforme a nossa capacidade e segundo aquilo que estiver proposto no coração, lembrando sempre que a nossa confiança não pode estar no dinheiro, mas em Deus.

      2– “O DEVORADOR É UM DEMÔNIO”:

      O devorador não é um demônio, como pensam alguns, mas sim uma espécie de gafanhoto. Por isso, o profeta Malaquias afirmou que o devorador não destruiria os frutos da terra. Como sabemos, dependendo da quantidade, o gafanhoto pode ser uma praga terrível até mesmo para uma enorme plantação.

      “E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o Senhor dos Exércitos.” (Malaquias 3:11)

      “O que o gafanhoto cortador deixou o gafanhoto peregrino comeu; o que o gafanhoto peregrino deixou o gafanhoto devastador comeu; o que o gafanhoto devastador deixou o gafanhoto devorador comeu.” (Joel 1:4) Nova Versão Internacional.

      3 – “QUEM NÃO DÁ DÍZIMOS ESTÁ DEBAIXO DE MALDIÇÃO”:

      Algumas pessoas acreditam que podem ser amaldiçoadas se não destinarem 10% da renda a uma denominação. Isso, além de ser um engano, é uma grande demonstração de ingratidão para com o Senhor, que morreu justamente para nos salvar, e nos livrar da maldição da lei:

      “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro;” (Gálatas 3:13)

      De fato o devorador (gafanhoto) era uma maldição terrível que acometia a nação de Israel por causa da desobediência. Porém, com a morte de Cristo, segundo a Palavra de Deus, todas as maldições já foram desfeitas, pelo menos para quem permanece em Cristo.

      Quando o crente ainda deseja se justificar pelo cumprimento das obras da lei, o tal permanece sob efeito da maldição:

      “Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.” (Gálatas 3:10)

      Isso explica o fato de o dizimista sofrer uma série de tribulações na área financeira, quando falha na entrega do dízimo. Isso é uma evidência de que essa pessoa não desfruta da graça de Cristo, mas está presa ao rigor da lei, ficando assim debaixo da maldição.

      Se a pessoa está presa a uma maldição, é porque aniquilou a graça de Deus, e isso significa que Cristo morreu debalde para essa pessoa, ou seja, em vão:

      “Não aniquilo a graça de Deus; porque se a justiça provém da lei, segue-se que Cristo morreu debalde.” (Gálatas 2:21)

      4–“QUEM NÃO DÁ DÍZIMOS ESTÁ ROUBANDO A DEUS”:

      Acreditar nessa falsa declaração é dar um passo para trás na fé.

      Isso só seria possível se alguns requisitos fossem cumpridos, dentre os quais destacam-se:

      – Pertencer à nação de Israel, pois o dízimo não foi ordenança aos demais povos, mas apenas a nação de Israel, quando diz:

      “Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação.” (Malaquias 3:9)

      – Ser homem do campo, produtor rural, pois nunca houve dízimo da prata, do ouro e do dinheiro; (Deuteronômio 14:22)

      – Viver sob o jugo da lei, como no antigo concerto; (Gálatas 3:12)

      5 – “PASTOR PODE PEDIR OU RECEBER O PAGAMENTO DE DÍZIMOS”:

      De acordo com Escrituras Sagradas, somente quem tem legitimidade para receber dízimos do povo são alguns dos integrantes da tribo de Levi.

      “E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, de tomar o dízimo do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão.” (Hebreus 7:5)

      Atualmente nenhum ser humano em todo o mundo tem autorização de Deus, segundo a lei, para tomar dízimos do povo. Nem mesmo entre os judeus legalistas em Israel, pois não há mais templo e consequentemente levitas servindo como sacerdotes.

      Os sacerdotes são os homens responsáveis por, dentre outras coisas, fazer interação entre o povo e Deus e Deus e o povo, como Arão, irmão de Moisés. O sacerdote é escolhido por Deus para esse ofício.

      O capítulo 7 de Hebreus discorre sobre Melquisedeque e sobre a semelhança do sacerdócio de Jesus Cristo com o dele. Nesse capítulo, há informação de que Abraão foi ao encontro de Melquisedeque e deu os dízimos de tudo (despojos de guerra), porque Melquisedeque era rei de Salém e sacerdote do Deus Altíssimo.

      De acordo com Hebreus 7:17, Jesus Cristo é sacerdote eternamente, segundo a ordem de Melquisedeque. Então, por uma questão lógica, Jesus também pode receber o dízimo de tudo. Mas a Palavra não fala sobre homens recebendo o dízimo de tudo no lugar do Senhor Jesus Cristo.

      Mas como dar algo ao Senhor Jesus Cristo?

      “Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver. Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.” (Mateus 25:34-40)

      Sempre que alguém ajuda as pessoas, seja doando alimentos, roupas, atenção para os doentes, visitando os presos, na verdade essa pessoa está fazendo algo para o Senhor Jesus Cristo.

      Por tudo isso, jamais encontraremos na Bíblia qualquer registro de que os apóstolos arrecadaram dízimos da igreja primitiva.

      Porém isso não proíbe o cristão de contribuir voluntariamente, de acordo com os critérios definidos para a igreja, já no período da graça.

      6– “O DIZIMISTA ENRIQUECE”:

      As Escrituras Sagradas nos alertam para a possibilidade de passarmos por algumas dificuldades, inclusive financeiras. Na prática, isso aconteceu na vida do apóstolo Paulo, que escreveu:

      “porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade.” (Filipenses 4:11-12)

      O motivo disso é que o profeta Malaquias jamais se dirigiu à igreja, quando disse que Deus abriria as janelas do céu para que viesse a maior abastança (Malaquias 3:10), caso o povo entregasse os dízimos dos frutos do campo.

      Não há harmonia entre a promessa de Deus a Israel, naquele contexto, e a ordem direta de Jesus: “Não ajunteis tesouros na terra (…)” (Mateus 6:19), para tristeza daqueles que defendem a falsa teologia da prosperidade.

      Além disso, a casa do tesouro, citada em Malaquias 3:10, não pode ser confundida com igreja (que somos nós, pessoas) nem com o salão (alugado ou próprio), em que as pessoas se reúnem para adorar a Deus.

      “Nós somos loucos por amor de Cristo, e vós sábios em Cristo; nós fracos, e vós fortes; vós ilustres, e nós vis. Até esta presente hora sofremos fome, e sede, e estamos nus, e recebemos bofetadas, e não temos pousada certa, e nos afadigamos, trabalhando com nossas próprias mãos. Somos injuriados, e bendizemos; somos perseguidos, e sofremos; somos blasfemados, e rogamos; até ao presente temos chegado a ser como o lixo deste mundo, e como a escória de todos.” (1 Coríntios 4:10-13)

      Pedro não era um homem rico, apesar de ser uma das colunas da igreja (Gálatas 2:9). O motivo disso é que Ele obedeceu a seguinte ordem de Jesus:

      “não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos” (Mateus 10:9).

      Mais tarde, Pedro nos mostrou que foi obediente à ordem de Jesus:

      “E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda.” (Atos 3:6)
      Considerações finais

      Quem vai a Cristo esperando receber DELE apenas prosperidade nesse mundo vil está perdendo tempo. A maior riqueza que Jesus pode nos dar é o perdão dos pecados e a vida eterna no reino dos céus. Ele pode enriquecer ou empobrecer aqueles que se aproximam DELE, mas isso depende da perfeita e, algumas vezes, incompreensível vontade de Deus (1 Samuel 2:7, Romanos 11:34).

      O dízimo, de acordo com as Escrituras Sagradas, era anual (Neemias 10:35), dos frutos do campo (Levítico 27:30) e poderia ser comido pelo próprio dizimista (Deuteronômio 14:22-26).

      Se você é verdadeiramente servo de Deus, então faça pelo Senhor o que você puder. Porém lembre-se de que Ele não exige sacrifício, mas misericórdia, conforme Oséias 6:6 e Mateus 12:7.

      O objetivo desse texto é libertar as pessoas do falso ensino de que estamos sujeitos a maldição do devorador, caso não entreguemos 10% da renda em uma determinada denominação.

      “Reparte com sete, e ainda até com oito, porque não sabes que haverá sobre a terra.” (Eclesiastes 11:2)

      “manda aos ricos mal deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a sua esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que nos concede abundantemente todas as coisas para delas gozarmos;”(1 Timóteo 6:17)

      Que Deus continue acrescentando mais conhecimento acerca da Palavra, para usar a sua vida, de modo que muitos outros venham a se render ao amor do Senhor e Salvador Jesus Cristo.

      Amém!

        • O dízimo é a maior mentira da religião evangélica.

          Em conversas com alguns evangélicos tenho reparado que muitos deles já tem tido a percepção de que o dízimo da forma que é ensinado em muitos lugares (especialmente a iurd) está totalmente fora da bíblia.

          Não há mandamento para que cristãos deem 10% de sua renda todos os meses, isso eles geralmente concordam.

          É bom saber que esse ensino ganancioso tem caido cada vez mais. glória a Deus!

        • César R7,

          O estudo procede e é verdadeiro, e com certeza você não leu porque ainda insiste com o argumento “infantil e pobre” de “roubar à Deus”. O ladrão, mentiroso, traidor de Cristo é quem deturpa as Sagradas Escrituras para deleitar-se nos prazeres do mundo às custas dos incautos; sugiro que TOME VERGONHA NESSA SUA CARA, ajoelhe-se e peça perdão ao Senhor enquanto há tempo, Ele é miserisordioso ,e talvez faça com que você trabalhe honestamente, sem ganância, fazendo entender que somos peregrinos nesse mundo e que nada levaremos dele, porém as nossas atitudes nesse mundo são determinantes para definir onde passaremos a eternidade, é o livre arbítrio.

          • antonio

            o césarr7 serve ao macedo, e é claro que jamais dirá a verdade sobre a farsa que é esse dízimo evangélico, a maior mentira dessa religião. Macedo fez fortuna com o dízimo, fora outras invencionices iurdianas como fogueira santa. agora macedo mora num apartamento de 1000m² no topo do templo do macedão com todo luxo.

            O apelido dele (r7) mostra que ele quer servir as organizações macedo.

          • O antonio desse dai rapaz.
            SE VOCÊ NÃO GOSTOU ENTÃO RASGUE DA SUA BIBLIA O QUE ESTA ESCRITO:

            PORQUE A MIM ME ROUBAIS.
            Quem disse isso foi o proprio DEUS. não fui eu quem disse.
            agora você fica nervosa, porque você ama o dinheiro e idolatra ele.

            Você dá oferta em sua igreja? você ajuda nas missões?
            DUVIDO QUE VOCÊ DE MAIS DE 10% de oferta na sua igreja, ou para a ajuda missionaria duvido.
            AI VOCÊ VÊ QUE QUALIDADE DE CRISTÃO QUE VOCÊ É diz que ama a DEUS, e não tem coragem de dar nem dez por cento de oferta para ajudar na pregação do evangelho.
            MAS QUE AMOR MAIS FAJUTO ESSE seu em cara.
            é para pessoas como você que JESUS disse: esse povo me honra com os lábios mas seu coração esta longe de mim.
            SEU AMOR POR JESUS É CONVERSA FIADA… É só olhar para a sua vida e vera que nela não tem a mão Dele.
            ZAQUEL TERIA VERGONHA DE VOCÊ;
            Pois ele disse: SE TENHO ROUBADO ALGUÉM RESTITUO 4 VEZES MAIS.

            E você tem a coragem de dizer que não devolve a DEUS, o que vem roubando…

            QUANDO A PESSOA SE CONVERTE ELA PARA DE ROUBAR NA HORA…

          • César R7,

            Também está na bíblia a circuncisão(Gn17:9-13) e o sábado(Ex31:15-16), os quais o Senhor tipifica como estatutos perpétuos, diferentemente do dízimo; sendo assim, seguindo a sua “limitada” linha de raciocínio, creio que você é circuncidado e também observador do sábado, porque caso contrário, estarás também desobedecendo a Deus.
            Enfim, você não passa de um mentiroso, enganador, que tem uma vida medíocre pautada na posse de coisas inanimadas, TOMA VERGONHA NESSA SUA CARA, ajoelhe-se e peça perdão a Deus, peça para que Ele lhe dê coragem para um dia você apresentar-se diante Dele como um homem íntegro, faça isso! Porque o Senhor é misericordioso para restaurar a sua alma perdida.

        • Cesarr você até agora não refutou o estudo completo.
          Se você gosta tanto de dar dinheiro pro macedo, problema é seu porque quer tanto convencer a todos? Você é pastor da IURD? Está ficando estranha esta defesa toda. Você ganha salário da IURD? Podemos bater um papo pessoalmente qual IURD você frequenta? Só bate nas mesmas teclas da mentira do roubará a deus pra justificar dar dinheiro pro deus macedo?

        • Pelo fato de ter sido chamado apenas de idiota, devo comemorar. Meu Senhor Jesus já foi chamado de coisa pior.

          César R7, queira me mostrar algum exemplo bíblico de alguém que tenha devolvido dízimos em dinheiro.

          César R7, como conciliar a promessa de prosperidade em Malaquias 3 com a seguinte ordem: “não ajunteis tesouros na terra” ou ainda “não possuais ouro nem prata, digno é o operário do seu alimento”?

          De acordo com a Bíblia, apenas os levitas que recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, para tomar os dízimos (frutos do campo) dos povos. Nesse sentido, pergunto ainda: como um pastor, que nem judeu é, pode alegar possuir o mesmo direito de tomar os dízimos do povo, e o pior, dízimos em dinheiro?

          Não tenho a menor esperança de que consiga me responder essas coisas utilizando a sua Bíblia.

          Você pensa dessa forma porque no século V d.C. a Igreja Católica resolveu instituir a cobrança de “dízimos em dinheiro”, assim como também inventou a indulgência (venda do perdão), tudo isso por amor ao dinheiro. Não havia dízimo (nem de frutos do campo e nem do dinheiro) no período da igreja primitiva.

          Em Mateus 23:23, além do fato de Jesus ter citado apenas frutos do campo, todos devem saber que, naquele momento, ainda vigorava o período da lei. Obviamente ainda não havia surgido a igreja (o corpo de Cristo na Terra), porque Jesus ainda não havia sido recebido em cima.

          Por fim, quero esclarecer que sou absolutamente favorável às contribuições financeiras para a obra de Deus. Deus conhece a obra de cada um aqui e também o motivo pelo qual cada um se aproximou dEle.

          Porém eu sou contra a utilização de ensinamentos flagrantemente opostos à verdade bíblica para alcançar os objetivos mesquinhos pessoais. Ameaças descabidas do tipo “se você não dá dízimos, será amaldiçoado!”, isso quando Cristo já nos resgatou da maldição da lei (Gálatas 3:13).

          Não é a toa que muitos estão abdicando da graça de Cristo para se meterem novamente debaixo da servidão.

          Espero sinceramente que o Espírito Santo abra o seu entendimento para esse assunto. Que o Deus Todo-Poderoso te abençoe e te guarde.

    • “Como pode um filho de DEUS, viver na miséria?”

      Porque vc não pergunta isso ao próprio Filho de Deus, Jesus, que afirmou:

      “As raposas têm seus covis, e as aves do céu, ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça.” (Mateus 8:20)

  2. O dízimo da graça versus o dízimo da lei

    O autor da epístola aos Hebreus no capítulo sete fala do sacerdote Melquisedeque como um tipo de Jesus Cristo. Abraão, o pai da fé, deu o dízimo a Melquisedeque de forma voluntária e agraciado a Deus pela vitória sobre os inimigos (Gn 14.20). Nesse tempo Deus não havia estabelecido a lei mosaica, pois, esta veio quatrocentos e trinta anos depois (Gl 3.17). Por outro lado, o povo de Israel era obrigado pela lei de dar o dízimo aos levitas (Hb 7.5). E a lei punia quem não dava o dízimo (Dt 28.15; Ml 3.8, 9).

    O dízimo de Abraão é o dízimo da graça. O dízimo de Levi é o dízimo da lei. Qual o dízimo que o cristão deve dar?

    Se o cristão der o seu dízimo sob pressão, sob ameaça de ir pro inferno se não der, de forma obrigatória, barganhando com Deus, ele está debaixo da lei. O cristão não deve estar debaixo da lei (Gl 3.6-14). O cristão deve dar o dízimo pela graça como fez Abraão, de forma voluntária e agradecido a Deus pelas bênçãos dadas por Ele.

    Infelizmente, a maioria dos líderes cristãos têm distorcido a Bíblia, usando textos isolados para obrigar os cristãos a darem o dízimo. Muitos desses líderes ainda estão debaixo da maldição da Lei.

    Vamos ponderar algumas coisa. Quando Jesus esteve com o jovem rico e este lhe perguntou o que faria para herdar a vida eterna, Jesus citou algumas das leis a saber: “Não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho; honra teu pai e tua mãe, e amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mt 19.18,19). Por que Jesus não citou o dízimo? Logo ele que tinha muita riqueza?
    Ainda se tratando do jovem rico, quando ele disse que cumpria tudo o que Jesus falou, Jesus disse: “… vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me” (Mt 19.21). Por que Jesus não mandou ele separar o dízimo?

    Não sou contra o dízimo. Sou contra da forma que se pede (quando se faz sob pressão, obrigando, punindo quem não dá, fazendo barganha com Deus, amedrontando as pessoas dizendo que se não der vai ficar na miséria, etc.)
    Sou a favor do dízimo se os líderes cristãos fizessem como os irmãos de Atos faziam, quando eles repartiam os seus bens com quem precisava. Se os líderes cristãos fizessem isso, não tinha irmão morando de aluguel, não tinha família cristã vivendo com dificuldade financeira, etc.

    • Irmão… Você tem certeza disso que está pregando? Você tem consciência do que está mandando o povo fazer?
      O DIZIMO DE ABRAÃO É O DIZIMO DA GRAÇA?
      O PADRÃO CORRETO DE DIZIMO É O DIZIMO QUE DEU ABRAÃO PARA Melquisedeque?

      Você sabe que o dizimo que Abraão deu a Melquisedeque foi fruto do ROUBO dos despojos dos REIS que ELE MATOU? O que era dos outros reis, abraão devolveu, mas o que sobrou dos despojos, ele ficou pra ele, e deste despojo do ROUBO ele dizimou. Mesmo que os Reis que Abraão matou fossem maus, então eu devo hoje seguir como você diz que é o PADRÃO DE DIZIMO DA GRAÇA, o exemplo de abraão, ou seja matar alguns bandidos, maus, pegar o dinheiro do tráfico, e roubo para dar o dizimo na sua igreja? Será que tenho eu que matar então alguns bandidos pra pegar dinheiro de roubo para dar na sua igreja?
      É ESTE O DIZIMO DA SUA GRAÇA!? QUE GRAÇA É ESTA HOMICIDA? VOCÊ DIZ QUE O MESSIAS ACEITA DIZIMOS DESTE TIPO??? QUANTA BLASFÊMIA!

      DIRETAMENTE OU INDIRETAMENTE VOCÊ QUER ENSINAR NOS A SER ASSASSINOS PARA DIZIMAR MAIS NA SUA IGREJA? PRESTA ATENÇÃO É ISSO QUE VOCÊ ESTÁ ENSINANDO DIRETA OU INDIRETAMENTE, SEGUINDO CÃES GULOSOS!

      Para de repetir o engano do que os cães gulosos lhe ensinam, abra os olhos para o Messias. o MESSIAS NUNCA COBROU DIZIMO e MUITO MENOS OS APÓSTOLOS. Ele condenou o Mercenário/ Assalariado (JOÃO 10). O tema e todo o contexto da carta inteira de Hebreus é para que os Hebreus, NÃO VOLTASSEM PARA AS PRÁTICAS DA LEI, pois se o fizerem PISAM NO MESSIAS o que é gravíssimo e ele mesmo diz que não há retorno para estes que caem. Em nenhum momento na carta inteira ele usa nenhum pretexto para cobrar dizimo dos Hebreus.

      Isaías 56:9-11 Vós, todos os animais do campo, todos os animais dos bosques, vinde comer.
      Todos os seus atalaias são cegos, nada sabem; todos são cães mudos, não podem ladrar; andam adormecidos, estão deitados, e gostam do sono. E ESTES CÃES SÃO GULOSOS, não se podem fartar; E ELES SÃO PASTORES que nada compreendem; todos eles se tornam para o seu caminho, cada um para a sua GANÂNCIA, cada um por sua parte. Isaías 56:9-11

  3. Ser um dizimista fiel e para aqueles seres humanos de sobre a face da terra que dobraram seus fracos joelhos um dia e arrependidos aceitaram o sacrificio expiatorio do Senhor da Gloria a saber JESUS CRISTO O FILHO DO DEUS VIVO, Senhor absoluto sobre todas as coisas das existentes nos ceus das existentes na terra das invisiveis e das visiveis das que ao ser humano foi dado o poder de ver enchergar e das que ao homem não foi dado o poder de enchergar, DEVOLVER O DIZIMO com alegria e com coração aberto para o progresso do Santo Evangelho e para que sua igreja esteja de portas abertas para a propragação do Santo Evangelho e sim para os verdadeiros crentes e para aqueles que verdadeiramente tem sim comprometimento com o Santo Evangelho do Senhor Jesus, agora os cristãos com c minusculuzinho estadustianos do planeta estes são sim aqueles descomprometidos e que insistem em se alto denominarem como cristãos, mas que no fundo são apenas Espiritos de Contradições, Espiritos de contradições são o que eles são, ao emves de estarem preocupados com a Salvação de Almas e a propragar o Santo Evangelho, estão sim preocupado com os que felizes e agradecidos tanto com Deus com o Senhor Jesus por suas libertações e por isso em gratidão devolvem seus Dizimos em suas igrejas, aos cristãos stardustianos do planetas aconselho-os a se preocuparem com suas proprias salvação, e deixem os dizimistas que os mesmos não estão nem ai para suas parodias esquizofrenicas e sem conteudo algum são mais vazias que palavras jogadas ao vento, Sou sim um dizimista fiel e o quero ser por toda minha vida em agradecimento ao meu querido e AMADO SENHOR JESUS, que um dia abriu o caminho para mim Amem

  4. ESTUDO BÍBLICO:

    “AS 10 MAIORES MENTIRAS SOBRE OS 10 POR CENTO DOS DÍZIMOS”

    Muitas igrejas insistem no ensino errôneo de que os dízimos ainda são obrigatórios mesmo para os cristãos que vivem debaixo da graça de Jesus Cristo, e se utilizam de argumentos que se tornaram verdadeiros mitos dentro da comunidade evangélica, porém como eles dizem que o dízimo é 10 por cento, vamos usar o mesmo princípio numérico e verificar biblicamente as 10 argumentações mentirosas mais difundidas a respeito do dízimo.

    1º MENTIRA – “O DÍZIMO FOI ORDENADO POR DEUS NO JARDIM DO ÉDEN, POIS A ÁRVORE DO CONHECIMENTO REPRESENTA O DÍZIMO”

    Na verdade, biblicamente o dízimo foi ordenado no monte sinai (levíticos 27:30-32; Números 18:21-24) e portanto, não foram instituidos no Jardim do Éden, pois sequer é mencionado que Adão e Eva receberam o mandamento de dizimar. A associação que muitos religiosos que insistem em receber dízimos fazem de que a árvore do conhecimento do bem e do mal (Gênesis 2:9), pois não era permitido a Adão e Eva comer dela (Gênesis 2:17) portanto ela seria segundo eles um “símbolo” do dízimo, mas isso é uma associação esdrúxula, pois sequer há um texto bíblico que faça uma ligação entre essa árvore do Jardim do Éden e o dízimo da lei de moisés, sequer se diz que a árvore ocupava 10% do espaço do Jardim do Éden. Trata-se portanto de mais um argumento ridículo usado pelos líderes religiosos para levar o povo a acreditar que o dízimo não era somente obrigatório perante a lei de moisés.

    2º MENTIRA – “O DÍZIMO SEMPRE FOI OBRIGATÓRIO MESMO ANTES DA LEI DE MOISÉS”

    O dízimo antes de sua ordenança no Sinai era voluntário, sendo mencionado apenas 2 vezes antes de se tornar obrigatório, Abraão deu uma única vez um dízimo do despojo de guerra quando resgatou seu sobrinho ló e jacó fez um voto a Deus (gênesis 14:17-20, gênesis 28:20-22)

    Pelas seguintes razões, Gênesis 14:20 não pode ser usado como exemplo para os cristãos dizimarem: 1º – A Bíblia não diz que Abraão deu obrigatoriamente esse dízimo. 2º – O dízimo de Abraão não foi um dízimo santo, da Terra Santa de Deus, produzido pelo povo santo de Deus. 3º – O dízimo de Abraão foi somente do despojo de guerra (hebreus 7:4). 4º – O dízimo de Abraão a Melquisedeque aconteceu apenas uma vez e Abraão mudava sempre de lugar. 5º – O dízimo de Abraão não proveio de sua riqueza pessoal. 6º – O dízimo de Abraão não é mencionado em nenhuma parte da Bíblia, seja no velho ou no novo testamento a fim de respaldar o ato de dizimar. 7º – Visto como nem Abraão nem Jacó tinham um sacerdócio levítico para manter, eles não tinham lugar algum onde entregar os dízimos, durante os seus muitos deslocamentos.

    No caso específico de Jacó, lemos o seguinte: “Fez também Jacó um voto, dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta jornada que empreendo, e me der pão para comer e roupa que me vista,de maneira que eu volte em paz para a casa de meu pai, então, o SENHOR será o meu Deus;e a pedra, que erigi por coluna, será a Casa de Deus; e, de tudo quanto me concederes, certamente eu te darei o dízimo” (Gênesis 28:20-22). O texto bíblico é claro, que Jacó fez um propósito particular (um voto) de que se Deus fosse favorável à ele, que ofereceria à Deus o dízimo. Não se vê também neste caso nenhuma ordem explicita de Deus ou algum sacerdote a mando Dele, para que Jacó dizimasse, e vemos que foi uma promessa de Jacó para Deus, não há relatos posteriores na Bíblia que ele tenha de fato dizimado, apenas se observa a sua promessa, seu compromisso de entregar o décimo de tudo que viesse a obter daquele momento em diante. Outra vez, não vemos na Bíblia nenhuma passagem em que vemos escrito que devemos dizimar como Jacó fez, portanto trata-se de mais uma mentira que os líderes criaram para tentar fazer parecer que os dízimos eram obrigatórios antes mesmo da lei de moisés.

    3º MENTIRA – “O DÍZIMO DOS ALIMENTOS DO VELHO TESTAMENTO FOI SUBSTITUÍDO POR DÍZIMO DO DINHEIRO NOS DIAS ATUAIS”

    Não há um versículo na biblia informando que dízimo obrigatório da lei de moisés possa ser ouro, prata, moeda, dinheiro, etc. Dízimo sempre foi apenas alimento do campo vegetal ou animal (levíticos 27:30 e 32) mesmo quando havia metais preciosos como moeda corrente. Abraão no seu tempo comprou uma sepultura para sua esposa por 400 ciclos de prata (gênesis 23:16)

    Embora já existisse dinheiro, a substância do dízimo divino jamais foi dinheiro. Ele era o “dízimo do alimento”. Isso é muito importante. Os verdadeiros dízimos bíblicos eram sempre somente o alimento proveniente das fazendas e rebanhos, somente dos israelitas que vivessem exclusivamente dentro da Terra Santa de Deus, as fronteiras nacionais de Israel. A fartura provinha de Deus e não da manufatura ou habilidade do homem.

    Existem 15 versículos de 11 capítulos e 8 livros, de Levítico 27 a Lucas 11, que descrevem o conteúdo do dízimo. E o conteúdo jamais, repito, jamais incluía dinheiro, prata, ouro ou qualquer outra coisa, além de alimento. Mesmo assim, a definição incorreta de “dizimar” é a maior mentira que está sendo pregada sobre esse ato, hoje em dia. (Veja Levítico 27:30,32; Números 18:27,28; Deuteronômio 12:17; 14:22, 23, 26; 2 Crônicas 31:5; Neemias 10:37; 13:5; Malaquias 3:10; Mateus 23:23 e Lucas 11:42).

    Não se observa portanto em toda a bíblia, alguém entregando dízimo em dinheiro, pois dízimo era décima parte dos alimentos ( agropecuários ou agrícolas ), e jamais foi entregue em dinheiro. E o dinheiro já era corrente nos tempos bíblicos, pois o próprio moisés que recebeu a lei para o povo lidou com dinheiro: “Então, Moisés tomou o dinheiro do resgate dos que excederam os que foram resgatados pelos levitas.Dos primogênitos dos filhos de Israel tomou o dinheiro, mil trezentos e sessenta e cinco siclos, segundo o siclo do santuário. E deu Moisés o dinheiro dos resgatados a Arão e a seus filhos, segundo o mandado do SENHOR, como o SENHOR ordenara a Moisés” (Números 3:49-51)

    Mais uma prova de que o dízimos sempre foram alimentos podem ser vista nessa passagem bíblica: “DOS DÍZIMOS NÃO COMI no meu luto e deles nada tirei estando imundo, nem deles dei para a casa de algum morto; obedeci à voz do SENHOR, meu Deus; segundo tudo o que me ordenaste, tenho feito” (Deuteronômio 26:14)

    Portanto, mais uma mentira dos líderes que ensinam sobre a obrigatoriedade dos dízimos é revelada, quando dizem que nos tempos bíblicos dízimos eram entregues em alimentos porque dinheiro ainda não existia, mas abraão e até moisés lidavam com dinheiro, e mesmo assim na obrigatoriedade da lei de moisés nunca se pagava dízimos em dinheiro, pois dízimo sempre foi a décima parte dos alimentos, do campo e animais, e nada tem a ver com a exigência de entrega de 10% do dinheiro que os cristãos recebem para esses líderes que ensinam erradamente sobre dízimos. Dízimo nunca foi pago em dinheiro, apenas em alimentos. Se o seu pastor ou líder insistir em dizer que pode ser pago em dinheiro exija que ele mostre alguém dizimando em dinheiro na bíblia, pois dinheiro já existia e era usado naquela época.

    4º MENTIRA – “O DÍZIMO FOI DADO POR DEUS AOS LEVITAS DA VELHA ALIANÇA E HOJE OS PASTORES DA NOVA ALIANÇA SUBSTITUIRAM ESSES LEVITAS PORTANTO DEVEM RECEBER DÍZIMOS”

    O dízimo foi dado aos levitas, mas para que eles fizessem todo o trabalho da tenda da congregação (Números 18:21-23). Se hoje os membros leigos fazem mais de 90 % do trabalho e os pastores recebem todo o dízimo isso não é biblico, é humano. Na igreja primitiva de atos, um levita, chamado josé de sobrenome barnabé dava ofertas ao invés de receber dízimos dos apóstolos e membros da igreja cristã: “José, a quem os apóstolos deram o sobrenome de Barnabé, que quer dizer filho de exortação, LEVITA, natural de Chipre, como tivesse um campo, vendendo-o, trouxe o preço e o depositou aos pés dos apóstolos” (atos 4:36-37) Portanto fica evidente que com a mudança do sacerdócio mudou a lei: “Pois, quando se muda o sacerdócio, necessariamente há também mudança de lei” (hebreus 7:12)

    Na economia hebraica, o dízimo era usado de maneira totalmente diferente da que hoje é pregada. Mais uma vez, os levitas que recebiam o dízimo inteiro nem sequer eram ministros ou sacerdotes – eles eram apenas servos dos sacerdotes. Números 3 descreve os levitas como sendo carpinteiros, fundidores de metal, artesãos de couro e artistas, que mantinham o pequeno santuário. E 2Crônicas 23-27, durante o tempo dos reis Davi e Salomão, os levitas também foram peritos artesãos, os quais inspecionavam as obras do Templo. Vinte e quatro mil deles trabalhavam no Templo como construtores e supervisores; seis mil eram oficiais e juízes; quatro mil eram guardas e quatro mil eram músicos. Como representantes políticos do rei, os levitas usavam o seu dízimo para servir aos oficiais, juízes, coletores de impostos, tesoureiros, guardas do Templo, músicos, padeiros, cantores e soldados profissionais (1Crônicas 12:23,26; 27:5). É obvio que esses exemplos do uso bíblico da entrada do dízimo nunca se tornam exemplos para a igreja de hoje. É importante saber que na Antiga Aliança os dízimos nunca eram usados para evangelizar os não israelitas. Neste ponto o dízimo falhou. Vejam Hebreus 7:12-19. Os dízimos jamais estimularam os levitas e sacerdotes da Antiga Aliança a estabelecer uma única missão fora do país, para encorajar um só gentio a se tornar israelita (Êxodo 23:32; 34:12,15; Deuteronômio 7:2). O dízimo da Antiga Aliança era motivado e exigido por lei, não pelo amor. De fato, durante a maior parte da história de Israel, os profetas foram os principais portadores da Palavra de Deus e não os levitas e os sacerdotes que recebiam o dízimo.O falso ensino é que os anciãos e pastores da Nova Aliança estão simplesmente continuando de onde os sacerdotes da Antiga Aliança deixaram e por isso devem receber o dízimo. A função e o propósito dos sacerdotes da Antiga Aliança foram substituídos, não pelos anciãos e pastores, mas pelo sacerdócio de todos os crentes. Como outras ordenanças da Lei, o dízimo foi apenas uma sombra temporária, até a vinda de Cristo (Efésios 2:14-16; Colossenses 2:13-17; Hebreus 10:1). Na Nova Aliança cada crente é um sacerdote de Deus (1 Pedro 2:9-10; Apocalipse 1:6; 5:10). E como sacerdote cada crente oferece sacrifícios a Deus (Hebreus 4:16; 10:19-22; 13:15-16). Então, cada ordenança que havia sido previamente aplicada ao antigo sacerdócio foi anulada no Calvário. Visto não pertencer à Tribo de Levi, até mesmo Jesus Cristo foi desqualificado. Desse modo, o propósito original de dizimar já não existe (Hebreus 7:12-19; Gálatas 3:19, 24, 25; 2Coríntios 3:10).

    Portanto, não há nenhum mandamento no novo mandamento do cristão entregar os dízimos aos pastores, pois o dízimo somente podia ser recebido pelos levitas: “Ora, os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm mandamento de recolher, de acordo com a lei, os dízimos do povo, ou seja, dos seus irmãos, embora tenham estes descendido de Abraão” (hebreus 7:5), e os levitas só existiam na velha aliança da lei de moisés, pastores não são substitutos deles pois são ministros de Deus (I Coríntios 4:1) e nem sequer é ordenado que se deva entregar dízimos em favor da obra de Deus, pois ela é sustentada pelas ofertas voluntárias (2Coríntios 9:7).

    5º MENTIRA – “O DÍZIMO RECEBIDO É SOMENTE PARA USO DOS PASTORES”

    Biblicamente, o dízimo pertencia aos levitas (números 18:21-23), mas também para se fazer um festival ao Senhor (deuteronômio.14:22-27) e a cada terceiro ano, para os levitas, órfãos, viúvas e estrangeiros, os quais comiam o dízimo ajuntado dentro das suas portas (deuteronômio14:28-29). Se ofertas e dízimos eram sagrados ao Senhor e não podiam ser comidos por pessoas comuns neste caso Deus abre um exceção, visto que para ele misericórdia é melhor que sacrificio (Oséias 6:6; Mateus 12:7), a vida dos carentes é preciosa ao senhor (veja um exemplo disso em Lucas 6:1-10)

    Portanto mais uma vez, é biblicamente demonstrado que os dízimos recebidos pelos levitas não eram de uso exclusivo deles… os necessitados ( órfãos, viúvas e os de fora de israel ), também se beneficiavam dos dízimos dos alimentos recebidos pelos levitas. Essa conversa de que só os pastores e líderes religiosos podem hoje usufruir dos dízimos não encontra respaldo bíblico. Trata-se de mais uma doutrina de homem.

    6º MENTIRA – “CRISTÃO QUE NÃO DÁ O DÍZIMO SERÁ VITIMA DO “DEVORADOR”
    Se você é evangélico provavelmente já deve ter ouvido alguém falar a respeito do devorador. Muitas igrejas pregam a respeito desse ser. Mas o que os líderes religiosos gananciosos não fazem é mostrar aos membros que a admoestação de Malaquias é dirigida somente à nação de Israel, e não aos cristãos de hoje que não dizimam:

    “Sentença pronunciada pelo Senhor CONTRA ISRAEL contra Israel, por intermédio de Malaquias” (Malaquias 1:1)

    e, se destina especificamente, aos SACERDOTES CORRUPTOS:

    “Agora, ó sacerdotes, para vós outros é este mandamento.Se o não ouvirdes e se não propuserdes no vosso coração dar honra ao meu nome, diz o SENHOR dos Exércitos, enviarei sobre vós a maldição e amaldiçoarei as vossas bênçãos; já as tenho amaldiçoado, porque vós não propondes isso no coração” ( Malaquias 2:1-2)

    Eles estavam ofertando ANIMAIS coxos, cegos mudos, e defeituosos:

    “Ofereceis sobre o meu altar pão imundo e ainda perguntais: Em que te havemos profanado? Nisto, que pensais: A mesa do SENHOR é desprezível. Quando trazeis animal cego para o sacrificardes, não é isso mal? E, quando trazeis o coxo ou o enfermo, não é isso mal? Ora, apresenta-o ao teu governador; acaso, terá ele agrado em ti e te será favorável? – diz o SENHOR dos Exércitos.” (Malaquias1:7-8)

    Quanto a Malaquias 3, notamos que Deus manda trazer somente “DÍZIMOS” para as câmaras do depósito do templo, para que haja “comida” ( alimento, ou mantimento ) em minha casa. Isto é , mantimento = produtos alimentares (ver dicionário da língua portuguesa)

    O texto mais famoso citado para falar a respeito do devorador é Malaquias 3:11, que diz: “Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.” Esse texto é a continuação de Malaquias 3:10, o tão famoso texto que fala a respeito de dízimos no Antigo Testamento. os líderes gananciosos dizem que o “devorador” mencionado nesse texto é um demônio que destrói as finanças daqueles que não dão os 10%, ou seja, que não são dizimistas. As pessoas que pregam nessa linha trazem ameaças de destruição financeira aos seus ouvintes se os mesmos não forem dizimistas fiéis.

    O DEVORADOR É MESMO UM DEMÔNIO? A resposta é não! Os que afirmam que esse devorador citado no texto é um demônio, no mínimo, faltaram em algumas aulas de interpretação da Bíblia. A primeira coisa a sabermos é que no Antigo Testamento, a aliança que vigorava era uma aliança baseada na obediência. Se o povo fosse obediente às leis de Deus seriam abençoados. Essas bênçãos eram visivelmente mandadas em forma de paz e boas colheitas e prosperidade. Se fossem desobedientes, seriam amaldiçoados. Falta de paz e colheitas ruins estavam em vista aqui. (Deuteronômio 28). Em uma das ameaças de maldições em suas colheitas, que Deus manda ao povo através do profeta Joel, vemos que: “O que deixou o gafanhoto cortador, comeu-o o gafanhoto migrador; o que deixou o migrador, comeu-o o gafanhoto devorador; o que deixou o devorador, comeu-o o gafanhoto destruidor.” (Joel 1:4). Uma maldição que tinha em vista a destruição da lavoura.

    O texto de Malaquias 3:11 diz a mesma coisa: “Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.”. Esse devorador certamente se tratava de um tipo de gafanhoto altamente destrutivo ou outro “bicho” que acabava com as plantações (que eram a base da economia do povo de Israel). A ação devastadora desse “ser” acabava com a prosperidade do povo em pouco tempo atacando suas lavouras. Quando o povo era obediente a Deus e cumpria a Sua lei, que no caso desse texto é a lei de dizimar, Deus abençoava suas colheitas e negócios. Esse é o sentido desse texto. Assim, não faz sentido usar esse texto para afirmar que o devorador era um demônio ou coisa parecida. Nem faz sentido ameaçar as pessoas hoje em dia com esse “devorador”

    “repreenderei o devorador” Versículo 11 (Não é dinheiro que faz isto, é o próprio Deus)

    Devorador, segundo a bíblia, nunca foi demônio, e sim, gafanhotos, que Deus enviava como pragas a terra para castigar o povo, e estes gafanhotos, Deus os chamavam de “O meu grande exercito” (Joel 2:22-27) …”repreenderei o devorador ” significa… espantarei a praga do meio da vossa plantação (gafanhotos), veja também Levítico 11:22 e Naum 3:16.

    Os líderes gananciosos que ensinam que esses “devoradores” são demônios que irão causar doenças na família, o carro vai viver quebrando etc, aproveitam o desconhecimento dos cristãos do verdadeiro devorador ao qual Malaquias se refere, o gafanhoto que devorava as colheitas da nação de israel. Não há confirmação nenhuma no novo testamento de que quem não dizima será vitima desse “devorador”… quando um ladrão quer tomar o dinheiro de uma pessoa, ele a ameaça, pois se pedir provavelmente a vítima não entregará o seu dinheiro, e por conta disso o ladrão usa o recurso da ameaça, para forçá-la, da mesma forma agem esses pastores que insistem em receber dízimos pois usam um texto fora de seu real contexto para ameaçar dizendo que o mesmo “devorador” que viria sobre a nação de israel se não dizimasse virá para aqueles que não entregam seus dízimos a eles.Trata-se portanto de mais um ensino distorcido da bíblia para forçar os cristãos que não estudam a bíblia a dizimarem.

    Hoje em dia, a classe mais pobre é a que mais contribui para beneficência. E, mesmo assim, ela permanece na pobreza. Os dízimos não são uma garantia para alguém enriquecer depressa, em vez da educação, da determinação e do árduo trabalho. Se Malaquias 3:10 funcionasse realmente com os cristãos da Nova Aliança, nesse caso milhões de cristãos dizimistas já teriam escapado da pobreza e se tornado o grupo mais rico do mundo, em vez de continuar sendo pobre. Portanto, não existe evidência alguma de que a vasta maioria dos pobres “pagadores do dízimo” tenha sido abençoada pelo mero fato de o entregar. As bênçãos da Antiga Aliança já não estão em efeito (Hebreus 7:18-19; 8:6-8,13).

    Portanto, não há nenhuma possibilidade de um cristão ser vítima do “devorador” (demônio) por causa de não ser dizimista, pois nenhuma maldição da antiga aliança pode atingir aos cristãos da nova aliança em Jesus ( gálatas 3:13 )

    7º MENTIRA – O DÍZIMO SERVE PARA MANTER A IGREJA FÍSICA HOJE, POIS ELA SUBSTITUIU O TEMPLO JUDAÍCO ONDE SE ENTREGAVAM OS DÍZIMOS.

    Nada poderia estar mais longe da verdade. Trata-se de outro falso ensino os religiosos que exigem dízimos de que os edifícios chamados “igrejas”, “tabernáculos” ou “templos”, substituíram o Templo do Velho Testamento como locais de habitação divina.

    A Palavra de Deus jamais descreve os grupos da Nova Aliança como ”tabernáculos”, “templos” ou “edifícios”. Os cristãos não “vão à igreja”. Eles se “reúnem para adorar”. Também, visto que os sacerdotes do Velho Testamento pagavam o dízimo, então, logicamente, o dízimo não pode continuar. Nesse caso, é errado chamar um edifício de “armazém do Senhor” para receber os dízimos (1 Coríntios 3:16-17; 6:19-20; Efésios 1:22-23; 2:21; 4:12-16; Apocalipse 3:12). Com respeito à palavra “armazém” comparem a 1 Coríntios 16:2 com a 2 Coríntios 12:14 e Atos 20:17, 32-35. Durante vários séculos após o Calvário, os cristãos nem mesmo possuíam um edifício próprio (que chamassem de armazém), visto como o Cristianismo era uma religião ilegal e sofria perseguições.

    Após o sacrifício de Jesus, o véu do santuário se rasgou: “E o véu do santuário rasgou-se em duas partes, de alto a baixo” (Marcos 15:38) e hoje, cada cristão é um santuário onde habita o Espírito Santo: “Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” (I Coríntios 3:16) Não há sequer um Templo ou santuário físico para que os cristãos levem os dízimos pois: “O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em santuários feitos por mãos humanas” (Atos 17:24). Jesus sequer fundou uma igreja física, pois a verdadeira igreja é espiritual.

    1. Que autoridade nos dá a Palavra de Deus para estabelecermos igrejas denominacionais ou não denominacionais em meio ao testemunho cristão, quando as Escrituras condenam a criação de divisões entre os crentes? (1 Coríntios 1:10; 3:3; 11:18-19)

    2. Com que autoridade vinda de Deus os cristãos denominam suas assim chamadas “igrejas” como Presbiteriana, Batista, Pentecostal, Aliança, Cristã Reformada, Anglicana etc., quando não há na Bíblia instruções para nos reunirmos em qualquer outro nome além do nome do Senhor Jesus Cristo? (Mateus 18:20; 1 Coríntios 5:4)

    3. Será que existe qualquer base na Palavra de Deus para chamar esses edifícios de “igrejas”? A definição bíblica de “igreja” é de uma reunião de crentes que, pelo evangelho, foram chamados para fora, tanto dentre os judeus como dentre os gentios, e são unidos em um único corpo a Cristo, sua Cabeça no céu, pela habitação do Espírito Santo. (Atos 11:22; 15:14; 20:28; Romanos 16:5; 1 Coríntios 1:2; Efésios 5:25)

    4. Onde há no Novo Testamento uma referência mandando os Cristãos construírem templos e chamarem esses locais de “Cada de Deus”, sendo que Deus não habita em templos feito por mãos humanas? (Atos 7:48 e 17:24).

    Dizer que os dízimos são necessários para manter a igreja e sustentar os pastores e líderes não tem fundamentação bíblica neotestamentária, O apóstolo Paulo estava entre os que insistiam em trabalhar com as próprias mãos pelo seu sustento (Atos 18:3; 1Tessalonicenses 2:9-10; 2Tessalonicenses 3:8-14). Embora ele não tenha condenado os que recebiam sustento pela obra em tempo integral, também não ensinou que tal sustento fosse ordenado por Deus, para difusão do Evangelho. (1 Coríntios 9:12). De fato, duas vezes em Atos 20:29, 35 e também em 2 Coríntios 12:14, ele até mesmo encoraja os anciãos da igreja a trabalharem para manter os necessitados da igreja (Eu só queria ver um dos pastores atuais trabalhando para ajudar os pobres da igreja!).

    Para Paulo, a expressão “viver do evangelho” significava “viver segundo os princípios da fé, do amor e da graça” (1 Coríntios 9:14). Conquanto verificasse ter “direito” a alguma ajuda, ele concluía que a “liberdade” de pregar o seu evangelho era mais importante, a fim de cumprir a sua vocação de Deus (1 Coríntios 9:15; 11:7-13; 12:13,14; 1 Tessalonicenses 2:5-6). Enquanto trabalhava como artesão de tendas (atos 18:3), Paulo aceitou uma certa ajuda, porém se gloriava de que o seu pagamento ou salário era o fato de poder pregar livremente, sem se tornar um fardo para os outros (1 Coríntios 9:16-19).

    Em nenhum lugar desde Atos 7:58 (onde Paulo é mencionado pela primeira vez) até suas epístolas, não vemos o apóstolo Paulo orientando alguém a dizimar nem recebendo dízimos dos cristãos, portanto uma prova clara que a igreja primitiva não tinha o dízimo como uma doutrina cristã e inquestionável como se vê hoje nessas igrejas que dizem seguir fielmente as Escrituras.

    Paulo deixou claro que os que pregavam o evangelho tinham todo o direito de serem supridos com as ajudas e doações voluntárias dos cristãos (I Coríntios 9:11 e 14, Filipenses 4:18 ), mas nunca disse que seria dos dízimos! Sequer há mandamento seja do Senhor Jesus ou de seus apóstolos dos cristãos entregarem seus dízimos nos “templos” que hoje conhecemos como igreja, pois Jesus nunca fundou uma igreja física, nem ordenou que se fizessem construções para ali os seus seguidores se reunirem! Se o dízimo fosse tão necessário e importante como esses líderes gananciosos querem fazer parecer, teria o apóstolo Paulo esquecido de mencionar algo tão importante? obviamente que não, pois ele é categórico ao dizer: ” jamais deixando de vos anunciar coisa alguma proveitosa e de vo-la ensinar publicamente e também de casa em casa” e ” porque jamais deixei de vos anunciar todo o desígnio de Deus” (atos 20:20 e 27)… ou seja, tudo que era necessário ele, Paulo, ensinou e o Apóstolo Paulo nunca incentivou ou ensinou os cristãos a dizimarem!

    Portanto comprovadamente os dízimos não são obrigatórios serem entregues, muito menos nas igrejas físicas de hoje.

    8º MENTIRA – “DAR OFERTAS, MESMO ACIMA DE 10% DA SUA RENDA, NÃO TEM O MESMO VALOR ESPIRITUAL, POIS QUEM NÃO DÁ O DÍZIMO ROUBA A DEUS E NÃO SERÁ SALVO POIS ESTÁ DEBAIXO DE MALDIÇÃO”

    Tanto a bênção como a maldição de Malaquias 3:9-11, perduraram somente até o término da antiga Aliança, ou seja, até o Calvário. A audiência de Malaquias havia voluntariamente reafirmado a Antiga Aliança (Neemias 10:28-29. “Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo. E todo o povo dirá: Amém” (Deuteronômio 27:26, citado em Gálatas 3:10). E Jesus Cristo deu um fim a essa maldição, conforme Gálatas 3:13: “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro”. Portanto nenhuma maldição proveniente da não observância da lei de moisés (e o dízimo pertencia a ela) atinge aos cristãos. Mas os lideres gananciosos que recebem dízimos escondem isso dos membros.

    Mas não é porque o Cristão não seja mais obrigado a dizimar que ele esteja isento de ajudar na propagação do evangelho e em favor dos necessitados pois: “Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria” (2coríntios 9:7).

    “Também, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus concedida às igrejas da Macedônia; porque, no meio de muita prova de tribulação, manifestaram abundância de alegria, e a profunda pobreza deles superabundou em grande riqueza da sua generosidade.Porque eles, testemunho eu, na medida de suas posses e mesmo acima delas, se mostraram voluntários” (2coríntios 8:1-3) Essa era a prática da igreja de Deus que Cristo estabeleceu.

    Os princípios de dar no Novo Testamento, na 2Coríntios capítulos 8 e 9 são superiores ao dizimar, que não é obrigatório aos cristãos.

    Os seguintes princípios de dar voluntariamente na Nova Aliança estão fundamentados na 2 Coríntios 8 e 9 (1). Dar é uma “graça”. A 2 Coríntios 8 usa oito vezes a palavra “graça”, referindo-se à ajuda aos santos pobres (2). Dar primeiro a Deus (8:5). (3) Dar-se a si mesmo para conhecer a vontade de Deus (8:5) (4) Dar em resposta ao dom de Cristo (8:9 e 9:15). (5) Dar com desejo sincero (8:8, 10, 12 e 9:7) (6) Não dar por causa de mandamento algum (8:8,10; 9:7). (7) Dar além de sua capacidade (8:3, 11, 12) (8) Dar para produzir igualdade. Isso quer dizer que os que têm mais devem dar mais, a fim de suprir a incapacidade dos que não podem dar mais (8:12,14) (9) Dar com alegria (8:2). (10) Dar porque está crescendo espiritualmente (8:3,4,7). (11) Dar porque deseja crescer espiritualmente (9:8, 10, 11). (12) Dar porque está ouvindo o Evangelho ser pregado (9:13).

    9º MENTIRA – “JESUS MANDOU OS CRISTÃOS DAREM O DÍZIMO NO NOVO TESTAMENTO”

    O falso ensino é que Jesus ensinou a dizimar, em Mateus 23:23, dizendo que isso está claro no Novo Testamento.

    Em primeiro lugar, A Nova Aliança (o novo testamento) não teve princípio no nascimento de Jesus, mas na Sua morte (Gálatas 3:19, 24, 25; 4:4). O dízimo não é ensinado na igreja, depois do Calvário. Quando Jesus falou sobre o assunto em Mateus 23:23, Ele estava simplesmente ordenando a obediência às leis da Antiga Aliança, a qual ele endossou e obedeceu até chegar ao Calvário.

    Não existe um único texto do Novo Testamento que ensine a dizimar após o período do Calvário. (Atos 2:42-47 e 4:32-35 não são exemplos para se dizimar, a fim de sustentar os líderes da igreja). Conforme Atos 2:46, os cristãos judeus continuavam a adorar no Templo. E conforme Atos 2:44 e 4:33,34, os líderes da igreja compartilhavam igualmente o que recebiam com todos os membros da igreja (o que hoje os líderes gananciosos que recebem dízimos não fazem).

    Aliás, Jesus sequer é mencionado dizimando ou recebendo dízimos… e porque os líderes gananciosos pedem dízimos em nome de Jesus sendo que o próprio Jesus disse: “em meu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas;pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados” (Marcos 16:17-18)… Ele nunca disse ” em meu nome receberão dízimos…”

    Portanto comprovadamente mais uma mentira desses homens que se dizem ordenados por Deus a exigirem dízimos dos cristãos incautos foi desmascarada! Jesus nunca ordenou que os seus discípulos e futuros apóstolos recolhessem dízimos… e porque esses líderes acham que podem fazer diferente? Bem o Senhor Jesus profetizou sobre esses tipos: “Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores” (Mateus 7:15)

    10º MENTIRA – “JESUS RECEBE DÍZIMOS DOS CRISTÃOS CONFORME HEBREUS 7:8″

    O início do capítulo 7 de hebreus é apenas citação do Antigo Testamento, onde fala do sacerdócio de Melquisedeque. Em Hebreus 7:5 diz: ” E os que dentre os filhos de Levi receberam o sacerdócio tem ordem, segundo a lei, de tomar os dízimos do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão”

    A lei foi dada por intermédio de Moisés, ao povo, direcionada aos filhos de Levi, especificamente aos que receberam sacerdócio para trabalhar nas tendas das congregações ( montagem e desmontagem de tendas no deserto), os quais tinham ordem, segundo a lei de receber os dízimos dos seus irmãos. Agora note o relato do versículo 11 e 12:

    Hebreus 7:11: De sorte que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio Levítico (porque sob ele o povo recebeu a lei), que necessidade se havia logo de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque (referindo-se ao Salvador) e não fosse chamado segundo a ordem de Arão? (menção a Moisés, o qual introduziu a lei ao povo).

    Hebreus 7:12: Porque mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança na lei.

    Meditando no texto acima, especificamente nestes versículos, onde a palavra assegura que os sacerdotes Levíticos recebiam os dízimos segundo a lei (Hebreus 7:5), Porque através deles (sacerdotes Levíticos) o povo recebeu a lei (Hebreus 7:11) e mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também, mudança na lei (Hebreus 7:12), porque se a perfeição fosse pelo sacerdócio Levítico (pelo qual o povo recebeu a lei), qual a necessidade de que enviasse outro Sacerdote? Mudou o Sacerdócio, necessariamente se faz mudança na Lei.

    A lei dos dízimos foI direcionada especificamente aos filhos de Levi, aos que receberam o sacerdócio e não havendo mais “Levitas”, nem “templo”, nem sacerdote a oferecer sacrifícios, pois O Salvador já o fez, logo,se aplicada aos crentes hoje, ela torna-se intempestiva e ilegítima, porque os “pastores” de hoje não são levitas nem foram proibidos de trabalhar, nem menos tiveram promessas de herança de dízimos para sustento por não ter tido herança nas distribução de terras prometidas ao povo israelita por herança.

    Outra particularidade, no capítulo 18 do livro de Números, o Senhor Deus adverte aos sacerdotes levitas dizendo: Na sua terra, possessão nenhuma terás, e no meio deles nenhuma parte possuirás; eu sou a tua parte e a tua herança no meio dos filhos de Israel.

    Gostaria de recomendar aos pregadores contemporâneos (os que querem se assemelhar aos sacerdotes levitas que recebiam dízimos), seria bom que guardassem os mandamentos do Senhor para aquela tribo, os quais não possuíam bens materiais, pois o Senhor era a herança dos sacerdotes levitas.

    Recapitulando: Hebreus 7 apenas faz a menção pós-Calvário de dizimar, numa explanação de porque o sacerdócio levítico deve ser substituído pelo sacerdócio de Cristo, porque o sacerdócio levítico era fraco e ineficiente. Estude Hebreus 7 e sigam a progressão do versículo 5 ao versículo 12 e ao versículo 19.

    Porém, líderes gananciosos insistem em apenas mostrar hebreus 7:8 aos membros, onde segundo eles, Jesus receberia dízimos dos cristãos: “Aliás, aqui são homens mortais os que recebem dízimos, porém ali, aquele de quem se testifica que vive” (hebreus 7:8)

    Apenas mostrando esse versículo isoladamente aos membros desavisados, querem dar a entender que esse versículo manda os cristãos ainda dizimarem, sem ler todo o real contexto do capítulo 7 de hebreus.

    Portanto hebreus 7:8 não fala de Jesus recebendo ainda dízimos dos cristãos, pois o contexto do capítulo 7 de hebreus fala na verdade da superioridade do sacerdócio de melquisedeque em relação ao levítico que era sustentado pelos dízimos. Cristãos não tem o mandamento bíblico de dizimarem.

    Considerações finais:

    Em Hebreus 7,8,9 e 10, neste 4 capítulos deixa bem claro a questão do sacerdócio perfeito, que, quando mudado o sacerdote Levítico, veio o Cristo, e mudando o sacerdócio se muda a lei ( Hebreus 7:12 ) portanto, notamos, que no novo testamento, não há ninguém dando dizimos em dinheiro, sendo que já existia, porque, Jesus foi traído por moedas, e a viúva ofertou moedas, mas dízimos, foi mencionado em alimentos, hortaliças ( Mateus 23.23 ) jamais em dinheiro, e o próprio Senhor Jesus, relatou que o dízimo era da lei para o povo de Israel , …”o mais importante DA LEI “. (Mateus 23:23)

    Paulo não mencionou dízimos, nem outro apóstolo qualquer deixou exemplo de tal prática. Em Corintios 9, Paulo pede donativos para suprir necessitados e não para manter despesas de instituições religiosas. Em Atos 4:32 em diante, notamos a generosidade dos irmãos,vendendo tudo e depositando aos pés dos apóstolos, para que se fosse feita DISTRIBUIÇÃO AOS NECESSITADOS, de forma a não haver necessitados entre eles ( esta é a justiça que excede a dos fariseus religiosos que apenas punham seus dízimos das hortaliças e achavam que estava, cumprindo sua parte) em Mateus 23:23 e Lucas 18:12. Tal prática dos fariseus, mostra religiosidade e eles não praticavam a fé, de fato, que , quem diz que dizimar é um ato de fé, é engano, porque os fariseus dizimavam , mas não praticavam a fé. O jovem rico, não foi indicado por JESUS a dizimar, e sim, vender e REPARTIR com os pobres. Jó nunca dizimou, e mesmo assim era próspero.

    Abraão só deu o dízimo uma só vez, e não foi em dinheiro, foi despojos, sobras de conquistas de guerra, dizimo de sangue, após matar os reis e tomar seus bens.

    Jacó prometeu dar o dízimo, ( um voto particular dele ) em Gênesis 28:20-22 , mas a bíblia não fala que ele cumpriu…

    Abraão não foi a “suposta” casa do tesouro ( igreja ) mas Melquisedeque lhe saiu ao encontro para receber sua parte, devido ser rei de Salém e receber por que passava em tal parte, imposto semelhante ao que Jesus nos ensinou a pagar a César (Mateus 22:21). Isto é, JESUS mandou sermos fiéis ao estado e não sonegar impostos.

    Os cobradores de impostos ao se converter, restituíram 4 vezes mais aos que haviam defraudado, e foi nisto que Jesus afirmou: “hoje houve salvação nesta casa” (Lucas 19:9)Repare que o Salvador não o mandou dar dízimos.Todas as vezes que você quiser dar algo á Deus, e restituir a Deus com gratidão, faça isto dando ao seu próximo, pois assim,estará cumprindo a palavra na íntegra, conforme Mateus 25 deixa bem claro esta questão.

    No sétimo ano, Israel, não trazia dízimos, devido ser o ano sabático,a terra descansava (Levítico 25:4) Mas e será que a igreja atual faz isto? Fica sem receber dizimos no sétimo ano?

    O DÍZIMO era vendido POR DINHEIRO,devido a distância de levar onde o Senhor escolhera, para santificar seu nome, e o próprio dizimista COMIA DOS SEUS DÍZIMOS, administrava o dízimo, hoje em dia quem come dos dízimos são os pastores, que administram os dízimos, dando ordem quê e no que será empregado os dízimos do povo. Estes ditos “sacerdotes” ( pastores) não são levíticos, nem exercem função sacerdotal superior a qualquer irmão que seja, e muito menos têm eles o direito de administrar o dízimo pessoal de cada um.

    Quanto a sacerdotes, sabemos todos nós somos, depois de Cristo nos fazer um sacerdócio real, nação santa , povo eleito de DEUS, passamos a ter livre acesso ao Pai através de CRISTO que , na sua morte, o que nos separava foi rasgado do alto abaixo, a saber o véu que separava o lugar santo,( local onde entravam os sacerdotes) do lugar santíssimo (onde só entrava o sumo sacerdote 1 vez por ano para pferecer acrificio pelo pecado do povo).

    Paulo recebeu muitas vezes ajuda da igreja, mas era para se manter, e não era salário mensal como se estivesse numa empresa. Paulo trabalhava (atos 18:3) , e em nada pesava os irmãos e a igreja.

    Se Paulo disse: “sede meus imitadores como eu sou de Cristo”, será que nesta parte, os pastores que exigem dízimos imitam à Paulo? Vemos Jesus ou Paulo recolhendo ou ensinando sobre dízimos?Em 2Coríntios 9:9, Paulo cita o salmo 112:9, onde fala da generosidade com os mais pobres: “Conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; A sua justiça permanece para sempre”. (2 Coríntios 9:9)

    Nada falou de dízimos em dinheiro, e sim, contribuições voluntárias , para “suprir” os que não tem, algo que, é totalmente visto por Deus. Paulo faz uma coleta para “DISTRIBUIR”, hoje em dia se faz uma distribuição (de envelopes) para ajuntar, não para os pobres, mas, para os cofres de uma instituição, que se preocupa mais com a posição social, status, templos, fama, nome, competição, horários de TV, rádios, sites, eventos, shows, viagens, lazer para líderes, carrões, mansões, aviões, e ainda se diz que é expansão da obra de Deus…

    Cada dia os patrimônios religiosos estão ainda maiores, e o evangelho mais distante do que a igreja primitiva pregava e vivia, tudo por causa de dinheiro. A biblia fala para não reter e sim dar. Será que a igreja faz isto? Ou antes retém,para construir seu império e se fortalecer mais e mais, visando dominar a maior parte possível do globo terrestre, e arrebanhar o maior número de pessoas possível, como se tudo fosse uma partida de competição: “Quem tiver mais membros é o vencedor”

    Paulo afirma: “Porque nós não estamos, como tantos outros, mercadejando a palavra de Deus; antes, em Cristo é que falamos na presença de Deus, com sinceridade e da parte do próprio Deus” (2Coríntios 2:17)

    Deus abençoe a todos que leram este estudo e que o Espírito Santo tenha conduzido a leitura e o entendimento para compreender que dízimos não são mais obrigatórios.

    “Antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno” (2Pedro 3:18)

        • MAS precisa de um estudo deste tamanho para justificar porque rouba a DEUS?

          Todo ladrão gosta de ficar se justificando mesmo.
          se deixar ele fala com o delegado a noite inteira dizendo o porque roubou, ou esta no mundo do crime…
          MAS AS JUSTIFICATIVAS NÃO SÃO ACEITAS,
          Continua roubando e por isso vive preso na frustração.

          • Nós não roubamos a Deus pois jamais um cristão poderá ser enquadrado como ladrão apenas porque não deu 10% de seu salário numa organização evangélica.

            Agora, é evidente que os que tomam os falsos dízimos querem fazer parecer que se vc não fizer o que eles querem vc está roubando a Deus, afinal, ninguém fica na lista da forbes a toa.

            Dos 5 religiosos mais ricos da forbes, todos ensinam a mentira do dízimo a moda evangélica… edir macedo já é até dono de banco!

          • Meu DEUS, não precisa do dinheiro.
            Ele é dono de todo dinheiro.
            ELE MESMO DISSE:
            MINHA É A PRATA E MEU É O OURO.
            E quando o homem não devolve o que é dele,
            então ele chamou isso DE ROUBO….

            Nunca vi até hoje um que se diz cristão e rouba a DEUS nos dízimos ser abençoado.
            ATÉ HOJE NINGUÉM ME MOSTROU UM SEQUER.

            E Eu duvido que Um cristão verdadeiro se negue a ser dizimista.
            AQUELE QUE SE NEGA A ISSO, São crentes piratas, são mundanos, filhos do diabo, por isso assim como ele roubam ….
            A pessoa diz que cre em DEUS, mas rouba dele.
            A ONDE ESTA PELO MENOS UM CRENTE QUE NÃO É DIZIMISTA E É ABENÇOADO?
            CADE ELE? ONDE ELE ESTA?
            AH Sim esta vivendo na maldição, Pois uma vez descobrindo a verdade permanece no erro, roubando aquele que morreu por ele na cruz,
            assim como judas, que morreu enforcado, esses também estão enforcados em suas mazelas.

          • ATENÇÃO: DEVIDO A REPERCUSSÃO DO ESTUDO QUE DESMASCARA A FARSA DOS DÍZIMOS TER CAUSADO POLÊMICA E ATAQUES FEROZES DOS QUE SE RECUSAM A ACEITAR A VERDADE BÍBLICA SOBRE ESSA DOUTRINA MERCANTILISTA, VAMOS FAZER UM DESAFIO AOS “PRÓ-DÍZIMOS”…

            A falsa doutrina dos dízimos nos dias de hoje, ensina basicamente isso: Que todo cristão tem o mandamento bíblico de separar 10% de sua renda ( salários e ganhos diversos ) e entregar numa denominação evangélica aos cuidados de um suposto homem de Deus (notadamente, um pastor ou similar). A não entrega desse valor, chamado por eles de dízimo, pode acarretar, segundo essa doutrina, a sujeição do cristão aos ataques de um demônio chamado “devorador”, ser espiritual este, segundo ainda esta doutrina o mesmo mencionado em malaquias 3:11. O que não se sujeita a entregar os dízimos conforme especificado acima, também estaria pondo sua própria salvação em risco, pois ainda segundo essa doutrina, quem não dá dízimo é ladrão.

            Agora, porém, em confronto com essa doutrina de dízimos ainda perdurar e segundo eles ser obrigatória aos cristãos, estaremos fazendo 10 perguntas que os pastores que insistem em receber dizimos não conseguem responder:

            1 – Dízimo na bíblia sempre foi alimento (Levíticos 27:30,32 ; Deuteronômio 12:17)… aonde na bíblia ele se tornou dinheiro?

            2 – Dízimo era mandamento do velho testamento somente para os israelitas ( Levíticos 27:30-34) … aonde no novo testamento da bíblia, foi confirmado esse mesmo mandamento aos cristãos?

            3 – Dízimo deveria ser entregue somente aos sacerdotes levitas (Números 18:26, hebreus 7:5)… aonde na bíblia, os pastores de hoje substituiram esses sacerdotes levitas para poderem tomar dízimos?

            4 – Dízimo era destinado ao sustento dos levitas, dos órfãos, estrangeiros e viúvas (Deuteronômio 26:12)… aonde na bíblia ele se tornou exclusivo dos pastores e bispos das denominações evangélicas?

            5 – Se o mandamento do dízimo é anterior a lei de moisés, e abraão é exemplo de “dizimista fiel” antes da lei, então porque Abraão entregou dízimo somente dos despojos da guerra que ele venceu ( genesis 14:20; hebreus 7:4 ), e não de toda a sua riqueza já acumulada? (genesis 13:2 )

            6 – Se ” a césar o que é de césar e a Deus o que é de Deus “, é uma citação de Jesus sendo favorável ao pagamento de impostos desse mundo e da mesma forma pagamento de dízimos à Deus, então porque Jesus mencionou o pagamento do imposto de césar antes do “imposto de Deus”, visto que o dízimo deveria ser a primeira coisa a ser separada? Jesus disse ” a césar o que é de césar” e Jesus deu exemplo disso, ao pagar o imposto de césar (Mateus 17:24-27), para dar o exemplo que se deve pagar o imposto de césar ( impostos desse mundo ) mas se “a Deus o que é de Deus” se refere à dízimo, aonde Jesus devolveu dízimo, para nos esse exemplo, da mesma forma que fez ao pagar o imposto de césar?

            7 – Se devemos dizimar porque Jesus não falou nada contra o dízimo, então devemos nos circuncidar também? visto que Jesus também não falou contra a circuncisão aos israelitas e a circuncisão também é mencionada antes da lei de moisés (genesis 17:10).

            8 – Se quem é dizimista será salvo, então porque o Senhor Jesus precisou vir aqui na terra, cumprir a lei de moisés e morrer pelos nossos pecados? os israelitas já tinham o mandamento de dizimar (levíticos 27:30-32)… não bastava eles somente continuarem dizimando para serem salvos? quem nos dá a salvação? Quem salva é Jesus ou o dízimo ?

            9 – Aonde vemos Jesus e/ou os apóstolos, recebendo dízimos dos cristãos para que a obra de Deus fosse feita? aonde vemos no novo testamento que o dízimo é obrigatório para manutenção de um templo físico ?

            10 – No velho testamento vemos claramente os israelitas recebendo o mandamento de dizimarem e entregando o dízimo ( Levítico 27:30-32; II Crônicas 31:6; Neemias 13:12 ), Mas aonde no novo testamento vemos os cristãos recebendo a ordem de dizimar e um seguidor de Jesus, ou seja, um cristão dizimando?

            CONCLUSÃO: Eu já fiz estas 10 perguntas à vários pastores que insistem no erro de ensinar que dízimos são obrigatórios para os cristãos, mas nunca obtive uma resposta. O que comprova que realmente, essa doutrina mercantilista dos dízimos não passa de doutrina criada por homens, sem embasamento bíblico.

            O Senhor Jesus já advertiu sobre esse tipo de erro: “E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens” (Marcos 7:7)

            Mas graças a Deus, cada vez mais as pessoas estão conhecendo a verdade sobre a mentira que é a doutrina do dízimo, e deixando de dizimar por obrigação conforme malaquias 3:10, que era uma advertência que dizia a respeito somente ao povo de israel e passando a ofertar por amor e liberalidade conforme 2 corintios 9:7.

          • Este discurso de terror dos mercenários não cola com quem conhece o bom Criador de tudo que há.
            A grande babilônia está caindo e quem ama a verdade está saindo e se salvando.

          • este deus é dono de ouro e fica pedindo esmola aos aos mortais? Que piada. E aí misteriosamente os mortais tem que dar na mão do macedo macedo? O macedo agora é da tribo de Levi dos hebreus? Cade a certidão? Quanta blasfêmia. Se fazendo de judeu!
            Caiu a babilônia, ninguém acredita mais nas suas mentiras.

          • VERDADE
            Aqui é que temos a certezq de que o capeta está solto na vida de vcs. assim como no paraíso a serpente transformou a

          • VERDADE
            Aqui é que temos a certeza de que o capeta está solto na vida de vcs. assim como no paraíso a serpente transformou a ““`VERDADE´´´´ em mentira desviando eva da palavra do senhor.
            Aqui podemos ver vcs. ladrões e desviados ateus pagos para adulterar a palavra, dízimo anterior a lei PELA GRAÇA E AMOR, dado por Abraão como testemunho da verdade , sem ser requerido por deus, mas por espontaneidade.
            O pai da fé dando o exemplo, claro que isto requer que a pessoa ame a deus , seja liberal e creia na palavra.
            COISA QUE ESTA VERDADE PASSOU LONGE.

    • STARDUST

      1º item
      Essa história de que a arvore da ciência era o dízimo só é dito na IURD. Eu, pelo menos, nunca vi outra denominação evangélica dizer isso. No entanto, essa comparação é mesmo absurda.

      2º item
      Concordo que o dízimo antes da lei era voluntário. Só discordo quando se diz que o dízimo de Abraão nunca é mencionado no NT. Em Hebreus 7.1-4 fala disso sim.

      3º item
      Aqui se diz que dízimo nunca foi pago em dinheiro. Discordo. Havia, sim, uma possibilidade do dízimo ser pago em dinheiro. Quando um judeu não tivesse condição de transportar o dízimo por ser longe o local, ele teria que vender a mercadoria e levar o valor do dízimo em dinheiro (Dt 14.24-26).

      4º item
      Pastor que fala que substituiu os levitas, que é sacerdote da Nova Aliança, esse pastor precisa se converter de verdade e estudar mais a Palavra de Deus. Pastor não é sacerdote; pastor é um guia espiritual (Hb 13.7,17). Sacerdote oferece sacrifícios e pastor não faz isso, pois, Jesus já ofereceu seu sacrifício perfeito.

      5º item
      É o que eu disse no meu comentário. Se o valor do dízimo que a igreja hoje dá fosse para ajudar os carentes, não haveria irmão pagando aluguel, passando necessidade, as viúvas e os órfãos que recebem do governo esse salário que mal dá para comprar remédios, teriam uma qualidade de vida melhor.

      6º item
      Concordo com tudo que foi dito. Devorador nunca foi sinônimo de demônio. Isso é mais uma forma de manipular a Palavra de Deus e de amedrontar os irmãos para dar o dízimo.

      7º item
      Nesse item há várias conclusões precipitadas. Vejamos:

      1) Dizem que Jesus não fundou uma igreja física. Fundou uma igreja espiritual. Se for assim, não deveríamos está na terra; deveríamos estar no céu. Se o nosso corpo é físico, então a igreja é física.

      2) Ninguém se reúne em nome da denominação. Nós nos reunimos em nome de Jesus. O fato de haver denominações evangélicas com nomes diferenciados, nunca foi impedimento para adorar ao Senhor.

      3)O edifício é chamado de igreja pelo fato da igreja ali se reunir. Quando Jesus diz para nós nos reunirmos, Ele nunca especificou o local. Então, qual o problema em construir um edifício e se reunir ali para adorar o Senhor? Paulo, quando escreveu a Filemon disse: “… à igreja que está em tua casa” (Fl 1.1). E casa não é um edifício?

      4) Eu, particularmente, não chamo o templo de pedra de casa de Deus. Porém, alguns se baseiam nesse versículo de At 7.48; 17.24 para dizer que não se deve construir templo. Se fosse assim, Salomão também não deveria construir o templo, pois, ele também reconhecia que Deus não habita em templos feitos por mãos de homens (2Cr 2.6; 6.18). No entanto, Deus aprovou (2Cr 7.1,2).

      8º item
      Concordo que nós devemos contribuir voluntariamente. Inclusive com relação ao dízimo como fez Abraão. E quem diz que quem não dar o dízimo vai perder a salvação está caindo na mesma doutrina católica da indulgência (pagar pra ser salvo). A salvação é gratuita mediante a fé e não por pagamentos de dízimos (Ef 2.8,9).

      9º item
      A única coisa que eu questiono (não que eu discorde) é que quando se diz: “Não existe um único texto do Novo Testamento que ensine a dizimar após o período do Calvário”. Aí eu pergunto: Existe algum texto no NT que diz claramente que não se deve dar o dízimo?

      10º item
      Ora! Se Melquisedeque era um tipo de Cristo (Hb 7.3) e Abraão deu o dízimo voluntariamente, porque nós não podemos fazer também? Não vejo nada de errado nisso. Desde que seja de forma voluntária como eu disse no meu comentário e expus os versículos. Realmente o sacerdócio levítico foi substituído pelo sacerdócio de Cristo. E, se Cristo é sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque e Abraão deu o dízimo a Melquisedeque que é um tipo de Cristo, então, podemos fazer isso.

      Essas são minhas considerações. Não quero de forma alguma dizer que você está errado. Até porque, ninguém é dono da verdade. Deus te abençoe.

      • Renato paúra

        Finalmente, depois de quase um ano alguém se dispôs a responder a cada item do estudo que desmascara a farsa do dízimo a moda evangélica… só que no seu caso foi mais para concordar ou fazer algumas observações… até quando vou ter de esperar algum defensor dessa heresia se dispor a contradizer o estudo?

        Pois bem, enquanto não aparece alguém capaz de fazer isso, vou fazer minhas observações em cima de suas observações.

        1 – sim, Essa conversa de que dízimo tem relação com a arvore do éden é difundida principalmente pela iurd… mas parece que já está ecoando em outros segmentos evangélicos que amam tomar 10% dos incautos…

        2 – vc menciona: “Só discordo quando se diz que o dízimo de Abraão nunca é mencionado no NT. Em Hebreus 7.1-4 fala disso sim.” creio que vc não leu ou entendeu direito o segundo tópico… reveja lá e vc verá 2 trechos em que eu menciono: “. 3º – O dízimo de Abraão foi somente do despojo de guerra (hebreus 7:4)”, ou seja, eu reconheço que hebreus 7, novo testamento portanto, fala do dízimo de abraão. E também: “6º – O dízimo de Abraão não é mencionado em nenhuma parte da Bíblia, seja no velho ou no novo testamento a fim de respaldar o ato de dizimar.”, ou seja, NÃO HÁ MANDAMENTO DE QUE O DÍZIMO DE ABRAÃO TENHA DE SER REPETIDO PELOS CRISTÃOS. Isso foi o que eu quis dizer, e não que ele nunca tenha sido mencionado, ok?

        3 – Em dt 14, o dízimo (colheita/animal) era vendido, e a pessoa tomava o dinheiro e gastava consigo no local aonde Deus havia escolhido, ora, se o dízimo era trocado por dinheiro, é obvio que dízimo não é/era dinheiro!

        4 – de acordo.

        5 – concordo.

        6 – exatamente.

        7 – 1) Existe aí uma confusão de entendimento. A igreja de Cristo é invisível, isso que chamam por aí de igreja, na verdade é uma denominação evangélica.
        – 2) Existem sim pessoas se reunindo em nome da congregação… vc nunca viu uma propaganda de “eu sou a universal?” quer exemplo melhor que esse?
        – 3) A casa é uma construção feita originalmente para a moradia, o que a religião evangélica propõe são edificios com suas placas denominacionais, o que não é mandamento cristão e quer que isso seja sustentado com 10% da renda dos incautos, outro erro.

        8 – É isso aí.

        9 – O que está em questão é o ensino de que o dízimo é obrigatório. Se o NT não diz que é obrigatório, então não é.

        10 – Podemos dar 10% de nossa renda sim… mas a título de oferta, nunca como o dízimo da lei de moisés. E se fizermos, que tal fazer isso do jeito que Cristo e os apóstolos ensinaram? E a quem merece receber nossa ajuda de direito?

        Apenas pense nisto.

        • STARDUT
          Como eu fiquei muito tempo sem comentar e ver as notícias, talvez seja por isso que eu não tenho visto você colocar esse post em outras ocasiões.

          Eu não sabia que outras denominações estaria usando a árvore do conhecimento como símbolo do dízimo. Se isso já está acontecendo é porque o negócio está feio mesmo. Aliás, heresia é igual a fermento mesmo – se espalha rápido.

          No item 2 eu não disse que o dízimo que Abraão deu tinha que ser repetido pelos cristãos. Eu sempre digo que se Abraão deu o dízimo voluntário, nós podemos fazer assim também. Mas, se u irmão também não der Deus jamais vai tratar essa pessoa com diferença ou vai amaldiçoá-la. Afinal Deus não faz acepção de pessoas (Rm 2.11)

          Realmente eu havia me esquecido que a IURD faz propaganda dessa natureza. Quanto a casa de Filemom que eu citei, eu sei que casa é construída para moradia. No entanto, ali era um local também de reunião para adoração. Os discípulos se reuniam no templo mesmo após a morte e ressurreição de Cristo, Paulo várias vezes frequentava sinagoga para ensinar as Escrituras, outros discípulos se reuniam em catacumbas, etc. Quando Jesus disse que quando estiverem dois ou três reunidos em Seu nome, Ele não especificou qual ou como deveria ser o local. Pode ser numa praça, numa casa, num templo de pedra, etc. Eu não vejo problema nenhum em construir templos. Não existe nada no NT proibindo de fazer templo para se reunir em nome do Senhor.

          É o que sempre digo. Se quer dar o dízimo, que seja de forma voluntária. Quanto aos pastores, todos deveriam fazer com os dízimos e as ofertas o que a igreja primitiva fazia. E uma coisa que eu não coloquei no meu comentário. Eu, particularmente, sou contra a envelopes de dízimos onde a pessoa coloca seu nome e o valor. Primeiro, ninguém tem que saber quanto eu ganho. Segundo, isso é um ato pessoal entre a pessoa e Deus, ninguém tem que saber se dá ou não.

          Onde eu congrego, eu ensino tudo isso.

        • Stardust.

          Não senhor, não é obrigatório.

          As igrejas evangélicas processam e manda pra prisão quem não paga dizimo.

          Possuem agora até uma lei.

          É proibido não pagar dízimo, pena de cinco anos de prisão, isso apenas para os que não apresentarem o recibo, e dez anos em caso de comprovação, após processo sumário de investigação, pagando ainda dez cestas básicas de alimentos, e limpar a igreja por seis meses.

          Tá vendo, agora é obrigatório, inclusive se estão exigindo declarar no imposto de renda.

      • RENATO PAURA
        1º ITEM= GÊNESIS 2:9 E O SENHOR DEUS FEZ BROTAR DA TERRA A ÁRVORE AGRADÁVEL À VISTÁ. e boa para comida; e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal.
        Mateus-7: 17 a 23 – Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.

        Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons. Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.

        Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.

        Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.
        Finalmente concordo, não existir nenhuma referencia ou exegese sobre isto. Realmente citando o star ainda não vi e desconheço qualquer outra denominação que faça esta comparação.
        2º ITEM: = Sim o dízimo é anterior a lei perto de 350 a 400 anos antes da lei, feito primeiro por Abraão, designado por deus como pai da fé, e este sem nenhuma referencia bíblica sem exegese nominativa ao caso, simplesmente o fez, mas note aquele quem recebe, Melquizedeque, e agora sim é preciso exegese, diz sem começo ou fim de dias ( sub- entenda eterno) sem genealogia ( sub- entenda sem pai e nem pai) primeiramente se interpreta rei da justiça e depois rei da paz feito semelhante ao filho de deus, então quem conhecemos que é eterno, sem pai e nem mãe e semelhante ao filho de deus, a não ser o próprio deus.
        Outra dica bem legal e sombra das coisas futuras, da qual a bíblia sagrada é formada, e onde nos ajuda a interpretar passado futuro e também o presente, é o significado de quando depois de dízimar, melquizedeque entrega, para Abraão pão e vinho, simbolos do Cristianismo santa ceia.E para encerrar uma exegese que fica mais adiante de como alguém ensinou para abraão que para ser prospero e obter segurança e paz em todas as areas da vida, vemos seu neto jacó fazendo um voto com deus, que vc. conhece bem…conclusão não existe escrita de quem mandou mas a exegese deixa clara que tanto avo e neto deixaram a dica, que mais tarde aperfeiçoando para que todos fossem abençoados colocou na lei.
        perdão mas só vi agora e comecei a postar , mas devo cumprir uma agenda, mas volto aqui para poder falar sobre este assunto pertinente e abençoado fidelidade e dizímo.

        • 3º item= realmente, nos primórdios desta civilização, o SENHOR Deus cuidou de guardar, que nada faltasse aos levitas, tribo que ficou com os encargos espirituais de toda nação, e como a circulação de dinheiro em espécie não era muito e para que nada fazer falta determinou da colheita e da procriação de seus animais, mas vemos seguindo Abraão deu dos despojos, que certamente, não eram grãos.
          e fica claro que está mudança para dinheiro se da dentro do povo judeu, ficando claro pois quando o traidor judas, recebeu as moedas do sacerdote, também na passagem da viuva pobre e da maior oferta registrada , nada mais nada menos que pelo próprio SENHOR JESUS, ficando claro que não só cereais recebia os sacerdotes, pois senão o SENHOR teria deixado bem claro que aquilo era errado, e mais ainda ele cita que aqueles que vão ao gazofilacio depositar, colocavam o que sobrava, e não oferta como a dela.
          exegese está ai, vc. citou bem quando o fez em deuteronomio, mas querido irmão esqueceu estes, que estão ai e fazem parte de um compendio.
          4º item = novamente tenho que discordar sacerdote Antes de considerar os vários aspectos bíblicos do sacerdote, é necessário mostrar quais são as características essenciais do sacerdócio. Que devia o sacerdote fazer, na sua qualidade de sacerdote, que nenhum outro pudesse realizar sob quaisquer circunstâncias? A mais exata definição de sacerdote acha-se em Hb 5.1. O sacerdote era ”constituído nas coisas concernentes a Deus a favor dos homens”. Quer isto dizer que ele apresentava ao Senhor coisas, dons e sacrifícios, ofertas do homem a Deus; e o seu trabalho era realmente oposto ao do profeta, que devia revelar Deus ao homem.
          No Novo Testamento, as poucas passagens nos evangelhos em que ocorre a palavra sacerdote referem-se apenas ao sacerdócio judaico. Em relação com o Cristianismo, o termo “sacerdote” nunca é aplicado senão a Jesus Cristo. As funções sacerdotais, relacionadas com o sacrifício e a intercessão, acham-se, freqüentemente, no Novo Testamento em conexão com Jesus Cristo (Mt 20.28; Rm 8.34; Ap 1.5); mas somente na epístola aos Hebreus, é que estas funções lhe são atribuídas como sacerdote. O sacerdócio de Cristo é a nota tônica da epístola aos Hebreus, e emprega-se para mostrar a diferença entre a imaturidade e a maturidade espiritual.
          > Seus serviços:
          a) Tomar conta do tabernáculo, etc Nm 18:1,5.7
          b) Cobrir os objetos sagrados do santuário antes de sua remoção. Nm 4:5-15
          c) Oferecimento de sacrificio.. Lv cap. 1 a 6; 2 Cr 29:34: 35:11
          d) Acender e conservar em ordem as lâmpadas do santuário. Ex 27:20.21; Lv 24:3.4
          e) Conservar sempre aceso, o fogo do altar, Lv 6:12.13
          f) Queimar o Incenso. Ex 30:7.8: Lc 1:9
          g) Colocar e remover os pães da proposição. Lv 24:5-9
          h) Oferecer os primeiros frutos. Lv 23:10.11; Dt 26:3.4
          i) Abençoar o povo. Nm 6:23-27
          j) Purificar os imundos.. Lv 15:30.31
          k) Decidir os casos de ciúme. Nm 5:14.15
          l) Decidir os casos de lepra. Lv 13:2-59: 4:34-45
          m) Julgar os casos de controvérsia. Dt 17:9-13; 21:5
          n) Ensinar a lei. Dt 33:0.10: Ml 2:7
          o) Tocar as trombeta em várias ocasiões. Nm 10:1-10: Is 6:3.4
          p) Transportar a arca. Js 3:6.17; 6:12
          q) Encorajar a povo, ao irem à guerra. Dt 20:1-4
          r) Avaliar as coisas devotadas. Lv 27:8
          s) Tinham de viver do altar, visto que não possuíam herança. Dt 18:1.2; 1 Co 9:13
          como ve ele não só servia os holocaustos, mas tinha muitas funções.

          • 5º ITEM= Veja bem por esta ótica deveriam então fazer como nos tempos dos apóstolos, vender tudo que temos, entregar aos apóstolos e eles constituirem diáconos para distribuir o pão para que ninguém tenha falta, duas coisas complicariam nos dias de hoje, para os de pouca fé, primeiro não existem mais apóstolos, pois estes deveriam ter andado com JESUS indo a seu batismo até sua ressurreição. coisa impossível, e também a capacidade de pessoas em entender a bíblia tempo da lei e da graça.
            claro para aqueles que são sábios que possuem fé sabem que depois da morte de CRISTO Pedro deixou de ser apóstolo para ser presbítero, logo fique a vontade, venda o que tens e deposite a seus pés.
            Não tem fé para isto de o dízimo sirva a Deus pela fé e pelo amor.

            6º ITEM = vamos entender locusta do gafanhoto do pulgão da lagarta
            cortador migrador devorador destruidor, pragas que vinham sobre as colheitas, sim praga da natureza, mas aqui o que vale e que deixa claro, que só Deus pode repreender, entendeu, vamos adiante nos dias de Jesus, havia uma mulher que havia gasto tudo o que tinha com os médicos, mas por nenhum pode ser curada, quer dizer influência maligna, doença espiritual, ao tocar no mestre foi curada.
            Assim como Deus repreende as pragas na antiguidade e ele sempre foi Deus e claro muito maior que satanás porque simplesmente não o fazia, era necessário devolver o dízimo.
            Porque esta mulher gastou tudo e não pode ficar curada?

          • 7º ITEM= CONCORDO E RECONCORDO COM OS Nº 1 2 3 4, PARABÉNS MUITO BEM COLOCADO.

            8º ITEM = Concordo novamente com vc. deve ser por fé e por amor, nunca por obrigação ou por pressão.

            9º ITEM= Sim existe texto claro Hebreus 7.11: De sorte que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio Levítico (porque sob ele o povo recebeu a lei), que necessidade se havia logo de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque (referindo-se a Jesus Cristo) e não fosse chamado segundo a ordem de Arão? (menção a Moisés, o qual introduziu a lei ao povo) logo ele agora aperfeiçoou a lei, os outros morreram, mas ele permanece.
            “Mas ai de vós, fariseus! Porque dais o dízimo da hortelã, da arruda e de todas as hortaliças e desprezais a justiça e o amor de Deus; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas”. Lucas 11:42, quer dizer estava ele pregando pela lei ou pela graça, se veio pregar a graça e tivesse abolido o dízimo nunca faria esta referencia nem no da viúva pobre, deixaria claro que seria abolido na graça, fácil só quem falta fé e amor é que tem seu amor no dinheiro, não consegue entender, fazer uma e também a outra.

          • 10º ITEM= CONCORDO E RECONCORDO CONTIGO, É ISTO MESMO BENÇÃO DE DEUS.
            DESCULPE POR EM PARTES MAS SEGUIDO ALGUÉM ME CHAMA E DEVO ATENDER, PAZ E GRAÇA.

  5. Dizimar é um imbróglio nojento, uma obrigação imposta a consciência de cada um, com o terrorismo de que não for não terá salvação eterna, isto sim é uma doutrina diabólica.


    Assine o Canal
  6. Todos os seus atalaias são cegos, nada sabem; todos são cães mudos, não podem ladrar; andam adormecidos, estão deitados, e gostam do sono.
    E estes cães são gulosos, não se podem fartar; e eles são pastores que nada compreendem; todos eles se tornam para o seu caminho, cada um para a sua ganância, cada um por sua parte.
    Isaías 56:10-11

  7. DUVIDO QUE UM CRISTÃO AUTENTICO , Vai negar ao SEU SENHOR JESUS CRISTO 10% DE sua renda.
    DUVIDO, EU DUVIDO.
    ANTES ELE ENTREGA TUDO, SE PRECISO FOR.
    Como disse o apostolo paulo:
    NÃO MAIS VIVO EU, MAS CRISTO VIVE EM MIM, E A VIDA QUE AGORA VIVO NA CARNE, VIVO A, NA FÉ……

    Se cristo vive em mim, JAMAIS TEREI DIFICULDADE EM DEVOLVER A DEUS, 10%.
    Pois ele tem tudo o que quiser, seja 10, 20 30 %
    ele tem 100%. de tudo.

    • O problema não é dar 10% pra Deus. Afinal Ele é o Senhor e merece muito mais… mas o problema é o macedo querer ser o intermediário desse valor entre a pessoa e Deus.

      Macedo não ficou bilionário e se tornou empresário a toa. Ou dá ou desce!!!

      • Irmãos! Estes falsos profetas tem enganado a muitos. Saiam da Babilonia e busquem o criador. Cada um prestará contas individualmente ao Criador. Não vai adiantar falar que deu pro macedo porque ele é grande e riquíssimo. Quando o povo estiver diante do criador e o criador perguntar como em Mateus 25:31-46 não vai adiantar culpar o pastor que lhe ensinou errado. Não adiantou Adão culpar eva, você acha que vai poder dizer ” Ah deus, mas o pastor me enganou eu dei pra ele!!! Ele não te deu?? Não tenho culpa”

        ** Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;
        Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;
        Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes.
        Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos?
        Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.
        E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.

  8. stardust
    Ladrão
    O mundo religioso tem seu mais novo personagem: o evangélico não praticante. A informação aparece nos resultados das últimas pesquisas realizadas pelo Centro de Estatísticas Religiosas e Investigações Sociais (Ceris) e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgadas pela reportagem O novo retrato da fé no brasil

    Os evangélicos não praticantes são definidos como “os fiéis que creem mas não pertencem a nenhuma denominação”, sendo cada vez maior o número de pessoas que “nascem em berço evangélico – e, como muitos católicos, não praticam sua fé”. Os dados revelam que “os evangélicos de origem que não mantém vínculos com a crença saltaram, em seis anos, de 0,7% para 2,9%. Em números absolutos, são mais de 4 milhões de pessoas nessa condição”.

    As pesquisas apenas confirmaram uma tendência há muito identificada, a saber, o crescente número de pessoas que buscam espiritualidade sem religião, e deseja a experiência da fé sem a necessidade de submissão às instituições religiosas. É o fenômeno da fé privatizada, em que cada um escolhe livremente o que crer, retirando ingredientes das prateleiras disponíveis no mercado religioso.

    O novo cenário faz surgir perguntas que exigem respostas urgentes: Para que serve a igreja? Qual a função da comunidade cristã na sociedade e na experiência pessoal de peregrinação espiritual?

    A experiência dos cristãos no primeiro século, no dia seguinte ao Pentecostes, narrada no livro dos Atos dos Apóstolos [2.42-47; 4.32-35], serve de referência para a relevância da vivência em comunidade.

    Para que serve a igreja? A igreja serve para manter viva a memória da pessoa e obra de nosso senhor Jesus Cristo: “Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos”. Em tempos chamados pós modernos, quando as crenças são desvalorizadas e as verdades se tornam subjetivas e particulares, é importante saber não apenas em quem se crê, e os cristãos compreendem a fé como confiar em uma pessoa, Jesus Cristo, mas também saber o que se crê, e por isso os cristãos chamam de fé também um conjunto de crenças e afirmações a respeito do Deus em quem crêem–confiam. O Evangelho é uma boa notícia, e os cristãos devem saber qual é essa notícia. A igreja é a comunidade que preserva a memória de Jesus, sua pessoa e obra.

    Para que serve a igreja? A igreja serve para manter viva a esperança que se fundamenta na abertura para o mistério divino: “Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos […] com grande poder os apóstolos continuavam a testemunhar da ressurreição do Senhor Jesus”.

    Em tempos de banalização do sagrado, as pessoas perdem a noção do que Rudolf Otto chama “mysterium tremendum”, isto é, já não têm na alma o temor que coloca o homem de joelhos diante da manifestação do divino e nem mesmo esperam que tal aconteça. A igreja é a comunidade que preserva a expectativa de que o céu se abra, de que o favor divino se derrame sobre a terra.

    Enquanto o mundo vai se tornando cada vez mais frio e fechado, condenado às estreitas possibilidades da racionalidade e dos limites do poder humano, a igreja fala do milagre como possibilidade real e os cristãos se dedicam às orações.

    Para que serve a igreja? A igreja serve para manter viva a oferta do amor de Deus em resposta à solidão humana: “Eles se dedicavam à comunhão, ao partir do pão […] Todos os que criam mantinham se unidos e tinham tudo em comum. Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um conforme a sua necessidade […] Da multidão dos que creram, uma era a mente e um o coração. Ninguém considerava unicamente sua coisa alguma que possuísse, mas compartilhavam tudo o que tinham.

    Não havia pessoas necessitadas entre eles, pois os que possuíam terras ou casas as vendiam, traziam o dinheiro da venda e o colocavam aos pés dos apóstolos, que o distribuíam segundo a necessidade de cada um”. Em tempos de individualismo, egoísmo, segregação, e competição darwinista, a igreja é a comunidade da fraternidade, da partilha, da solidariedade e da generosidade. A igreja é a comunidade da aceitação, do perdão e da reconciliação. É na igreja que se concretiza a oração de Jesus a respeito de Deus e os homens: “que sejam um”.

    Para que serve a igreja? A igreja serve para manter vivos os sinais do reino de Deus na história: “grandiosa graça estava sobre todos eles”. Conforme Jung Mo Sung, “a igreja é o povo de Deus a serviço do testemunho da presença do Reino de Deus”, que se completa com a afirmação de Ariovaldo Ramos: “a igreja deve viver o que prega para poder pregar o que vive”. A igreja é a comunidade em que o anúncio da presença do Reino de Deus entre os homens é seguido do convite desafio: “Vem e vê”, pois o Evangelho de Jesus Cristo não é apenas uma mensagem em que se deve crer, mas principalmente um novo tempo em que se deve viver.

    Para que serve a igreja? A igreja serve para manter viva a esperança da ressurreição: “Com grande poder os apóstolos continuavam a testemunhar da ressurreição do Senhor Jesus”. Quando o lacre romano do túmulo de Jesus foi rompido no domingo da ressurreição, a vida afirmou sua vitória sobre os agentes promotores e mantenedores da morte, sobre os processos de morte, que serão enfrentados pela esperança de que um dia a própria morte, último inimigo, cairá de joelhos diante do Senhor da vida.

    A igreja é a comunidade dos que se rebelam contra a morte em todos os lugares e todas as dimensões, e contra ela lutam com todas as forças que recebem do doador da vida.

    A igreja é a comunidade dos que já não vivem com medo da morte (Hebreus 2.14), dos que anunciam e vivem dimensões da vida, e dos que profetizam a ressurreição até o dia quando, aos pés do Cristo de Deus, celebrarão a vitória daquele que no Apocalipse diz: “Não tenham medo. Eu tenho as chaves da morte e do inferno”, pois “Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o último. Sou aquele que vive. Estive morto mas agora estou vivo para todo o sempre!”. Amém.

        • Este seu deus que precisa de dinheiro humano eu não quero saber não.

          Eu amo ao Criador fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas. Quando a Samaritana perguntou se tinha que adorar no Templo o MESSIAS respondeu que o PAI busca adoradores que o adorem em espírito e em verdade. Não no templo, nem no monte.

          Você quer pregar a LEI de Moisés pra cima de mim…

          O povo do Criador está acordando. E a babilônia caindo….
          E você ainda aí? Ousando se colocar como SACERDOTE DA LEI DE MOISÉS! RENEGANDO A NOVA ALIANÇA E PISANDO NO MESSIAS?

          Aquele que transgride a Lei de Moisés, sendo-lhe provado com duas ou três testemunhas, morre sem misericórdia; de quanto mais severo castigo, pensais vós, será julgado digno aquele que calca aos pés o Filho de Deus e tem em conta de profano o sangue da aliança, com que foi santificado, e ultraja ao Espírito da graça? Hebreus 10:28-29

          Acorda irmão… Busca o Eterno. Não existe mais intermediários entre nós e o criador. Porque você quer um pecador no meio, entre você e o Criador? Rejeite o homem, aceite o pastor único e verdadeiro o Messias. Ele lhe ensinará todas as coisas.

          Respondeu-lhe Jesus: Se alguém me ama, guardará a minha palavra e meu Pai o amará, e nós viremos a ele e nele faremos nossa morada.
          Aquele que não me ama não guarda as minhas palavras. A palavra que tendes ouvido não é minha, mas sim do Pai que me enviou.João 14:21-24

  9. I – O Dízimo está na lei de Deus. 1.300 anos antes de Cristo. Deus ordenou que seus filhos trouxessem o Dízimo, oferta alçada, oferta voluntária, holocaustos e outros votos, ao lugar de culto. Deuteronómio 12:5/6, Deuteronómio 12:11; Deuteronómio 14:22.

    II – O Dízimo está nos profetas. 800 anos mais tarde, ou 500 anos antes de Cristo. O profeta do Senhor confirma e actualiza a lei, não só em relação ao Dízimo, mas também sobre ofertas alçadas, dizendo mesmo ser roubo não pagá-los e declarando, em nome do Senhor, haver maldição ao infractor. Malaquias 3:7/10.

    III – O Dízimo está nas palavras de Jesus Cristo. 600 anos após o profeta e 1.300 depois da lei, Jesus Cristo, nosso único mestre Mateus 23:7/10, confirma a lei e os profetas, e afirma que NINGUÉM DEVE DEIXAR DE PAGAR O DÍZIMO. Mateus 23:23; Lucas 11:42. Portanto, deixar de pagar o Dízimo é ir de encontro à Palavra de Cristo, é desobedecer a Cristo, é discordar de Cristo, é renegar o ensino de Cristo.

    IV – O Dízimo está antes da Lei. 2.000 anos antes de Cristo e 700 anos antes da Lei. Abraão, o patriarca, pagou o Dízimo de tudo ao sacerdote Melquisedec, rei de Salém, rei da Justiça. Hebreus 7:1/2; Génesis 14:18/20.

    V – O Dízimo está em vigor até a volta de Cristo. Jesus Cristo é sacerdote segundo a ordem de Melquisedec o qual recebeu Dízimo, e não segundo a ordem levítica. Os filhos de Levi têm ordem, segundo a Lei, de tomar Dizimo, do povo isto é, dos seus irmãos Hebreus 7:5. Estes, “certamente tomam dízimos homens que morrem”. “ali”, (Jesus Cristo, o qual toma Dízimo também). “Aquele de quem se testifica que vive” Hebreus 7:8. Pelas palavras do escritor da carta aos Hebreus, 60 anos depois da palavra de Cristo, vemos o Dízimo pertencendo ao sacerdócio de Levi e ao sacerdócio de Melquisedec, e Jesus segundo a ordem de Melquisedec Hebreus 7:21, isto é sacerdote eterno Hebreus 7:24, cujo sacerdócio está até hoje e para sempre. O Dízimo segundo Hebreus capítulo 7, foi antes do sacerdócio levítico, durante o mesmo e continua depois do mesmo; é mandamento portanto da lei e da graça: da velha e da nova dispensação de que Cristo é o Sumo Sacerdote. Logo o Dízimo é mandamento de Deus, para todos seus filhos, em vigor, até à volta de Cristo.

    CONCLUSÃO:
    Quem não paga o Dízimo é porque não concorda com Cristo e Sua Palavra.
    Quem não paga o Dizimo não ama a Cristo, João 14:21/24; João 15:14, pois é o melhor modo que Nosso Senhor achou para seus discípulos contribuírem.
    Quem não paga o Dízimo sofrerá o que está escrito em Mateus 7:21/27; 1ª Coríntios 16:22.

    • ATENÇÃO: DEVIDO A REPERCUSSÃO DO ESTUDO QUE DESMASCARA A FARSA DOS DÍZIMOS TER CAUSADO POLÊMICA E ATAQUES FEROZES DOS QUE SE RECUSAM A ACEITAR A VERDADE BÍBLICA SOBRE ESSA DOUTRINA MERCANTILISTA, VAMOS FAZER UM DESAFIO AOS “PRÓ-DÍZIMOS”…

      A falsa doutrina dos dízimos nos dias de hoje, ensina basicamente isso: Que todo cristão tem o mandamento bíblico de separar 10% de sua renda ( salários e ganhos diversos ) e entregar numa denominação evangélica aos cuidados de um suposto homem de Deus (notadamente, um pastor ou similar). A não entrega desse valor, chamado por eles de dízimo, pode acarretar, segundo essa doutrina, a sujeição do cristão aos ataques de um demônio chamado “devorador”, ser espiritual este, segundo ainda esta doutrina o mesmo mencionado em malaquias 3:11. O que não se sujeita a entregar os dízimos conforme especificado acima, também estaria pondo sua própria salvação em risco, pois ainda segundo essa doutrina, quem não dá dízimo é ladrão.

      Agora, porém, em confronto com essa doutrina de dízimos ainda perdurar e segundo eles ser obrigatória aos cristãos, estaremos fazendo 10 perguntas que os pastores que insistem em receber dizimos não conseguem responder:

      1 – Dízimo na bíblia sempre foi alimento (Levíticos 27:30,32 ; Deuteronômio 12:17)… aonde na bíblia ele se tornou dinheiro?

      2 – Dízimo era mandamento do velho testamento somente para os israelitas ( Levíticos 27:30-34) … aonde no novo testamento da bíblia, foi confirmado esse mesmo mandamento aos cristãos?

      3 – Dízimo deveria ser entregue somente aos sacerdotes levitas (Números 18:26, hebreus 7:5)… aonde na bíblia, os pastores de hoje substituiram esses sacerdotes levitas para poderem tomar dízimos?

      4 – Dízimo era destinado ao sustento dos levitas, dos órfãos, estrangeiros e viúvas (Deuteronômio 26:12)… aonde na bíblia ele se tornou exclusivo dos pastores e bispos das denominações evangélicas?

      5 – Se o mandamento do dízimo é anterior a lei de moisés, e abraão é exemplo de “dizimista fiel” antes da lei, então porque Abraão entregou dízimo somente dos despojos da guerra que ele venceu ( genesis 14:20; hebreus 7:4 ), e não de toda a sua riqueza já acumulada? (genesis 13:2 )

      6 – Se ” a césar o que é de césar e a Deus o que é de Deus “, é uma citação de Jesus sendo favorável ao pagamento de impostos desse mundo e da mesma forma pagamento de dízimos à Deus, então porque Jesus mencionou o pagamento do imposto de césar antes do “imposto de Deus”, visto que o dízimo deveria ser a primeira coisa a ser separada? Jesus disse ” a césar o que é de césar” e Jesus deu exemplo disso, ao pagar o imposto de césar (Mateus 17:24-27), para dar o exemplo que se deve pagar o imposto de césar ( impostos desse mundo ) mas se “a Deus o que é de Deus” se refere à dízimo, aonde Jesus devolveu dízimo, para nos esse exemplo, da mesma forma que fez ao pagar o imposto de césar?

      7 – Se devemos dizimar porque Jesus não falou nada contra o dízimo, então devemos nos circuncidar também? visto que Jesus também não falou contra a circuncisão aos israelitas e a circuncisão também é mencionada antes da lei de moisés (genesis 17:10).

      8 – Se quem é dizimista será salvo, então porque o Senhor Jesus precisou vir aqui na terra, cumprir a lei de moisés e morrer pelos nossos pecados? os israelitas já tinham o mandamento de dizimar (levíticos 27:30-32)… não bastava eles somente continuarem dizimando para serem salvos? quem nos dá a salvação? Quem salva é Jesus ou o dízimo ?

      9 – Aonde vemos Jesus e/ou os apóstolos, recebendo dízimos dos cristãos para que a obra de Deus fosse feita? aonde vemos no novo testamento que o dízimo é obrigatório para manutenção de um templo físico ?

      10 – No velho testamento vemos claramente os israelitas recebendo o mandamento de dizimarem e entregando o dízimo ( Levítico 27:30-32; II Crônicas 31:6; Neemias 13:12 ), Mas aonde no novo testamento vemos os cristãos recebendo a ordem de dizimar e um seguidor de Jesus, ou seja, um cristão dizimando?

      CONCLUSÃO: Eu já fiz estas 10 perguntas à vários pastores que insistem no erro de ensinar que dízimos são obrigatórios para os cristãos, mas nunca obtive uma resposta. O que comprova que realmente, essa doutrina mercantilista dos dízimos não passa de doutrina criada por homens, sem embasamento bíblico.

      O Senhor Jesus já advertiu sobre esse tipo de erro: “E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens” (Marcos 7:7)

      Mas graças a Deus, cada vez mais as pessoas estão conhecendo a verdade sobre a mentira que é a doutrina do dízimo, e deixando de dizimar por obrigação conforme malaquias 3:10, que era uma advertência que dizia a respeito somente ao povo de israel e passando a ofertar por amor e liberalidade conforme 2 corintios 9:7.

  10. VEJAM COMO AGE O DEVORADOR O FAMOSO DEMONIO, QUE HOJE ATENDE POR STARDUST.
    A doutrina do dízimo é inaceitável para aqueles que ainda não tiveram uma experiência pessoal com Jesus Cristo. Isto porque não foram ainda marcados pela consciência da causa de Deus nem pela prioridade do Seu Reino.
    No Novo Testamento a palavra DÍZIMO aparece 9 vezes e ligadas a duas situações:

    1) Mt 23.23 = Partindo dos lábios de Jesus em relação aos fariseus. Jesus aqui reafirma a necessidade do dízimo, ao mesmo tempo que denuncia sua prática como demonstração de piedade exterior (Lc 18.12) – “Jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de tudo quanto ganho.” Também Jesus denuncia a prática do dízimo como substituição de valores do Reino tais quais: justiça, misericórdia e fé (Lc 11.42).

    2) Hb 7. 1-10 = Eis as lições desse texto: a) O Pai da fé deu dízimo de tudo – v. 2; b) O pai da fé deu o dízimo do melhor – v. 4; c) A entrega dos dízimos se deu não por pressão da lei, uma vez que o povo israelita ainda não existia e, portanto, muito menos a lei judaica – v. 6; d) Hebreus nos faz perceber e reconhecer a superioridade do valor do dízimo que é dado a Cristo (imortal) em relação ao dado aos sacerdotes (mortais) – v. 8; e) O autor destaca que os que administram os dízimos também devem ser dizimistas – v. 9.
    Ser ou não ser dizimista é uma questão de acreditarmos na causa que abraçamos, na “pérola que encontramos.”
    Hoje muitos crentes não são fiéis a Deus na entrega dos dízimos. Para justificar esta atitude criam vários justificativas e desculpas. Se dependessem deles a igreja fecharia as portas. Não existiria templos, nem pastores, nem missionários, nem bíblias distribuídas, nem assistência social.
    Eis as justificativas clássicas dos não-dizimistas:

    I. JUSTIFICATIVA TEOLÓGICA
    Ah, eu não sou dizimista, porque DÍZIMO é da lei. E eu não estou debaixo da lei, mas sim da graça.
    Sim! O dízimo é da lei, é antes da lei e é depois da lei. Ele foi sancionado por Cristo. Se é a graça que domina a nossa vida, porque ficamos sempre aquém da lei? Será que a graça não nos motiva a ir além da lei?
    Veja: a lei dizia: Não matarás = EU PORÉM VOS DIGO AQUELE QUE ODIAR É RÉU DE JUÍZO
    a lei dizia: Não adulterarás = EU PORÉM VOS DIGO QUALQUER QUE OLHAR COM INTENÇÃO IMPURA…
    a lei dizia: Olho por olho, dente por dente = EU PORÉM VOS DIGO: SE ALGUÉM TE FERIR A FACE DIREITA, DÁ-LHE TAMBÉM A ESQUERDA.
    A graça vai além da lei: porque só nesta questão do dízimo, ela ficaria aquém da lei? Esta, portanto, é uma justificativa infundada.
    Mt 23.23 = justiça, misericórdia e fé também são da lei. Se você está desobrigado em relação ao dízimo por ser da lei, então você também está em relação a estas virtudes.

    II. JUSTIFICATIVA SENTIMENTAL
    Muitos dizem: A bíblia diz em II Co 9.7 “Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria” = espontânea e com alegria.
    Só que este texto não fala de dízimo e sim de oferta. Dízimo é dívida. Não pagar dízimo é roubar de Deus.
    Perguntamos também: O que estará acontecendo em nosso coração que não permite que não tenhamos alegria em dizimar? Em sustentar a Causa que abraçamos e defendemos?

    III. JUSTIFICATIVA FINANCEIRA
    “O que eu ganho não sobra ou mal dá para o meu sustento.
    1) O dízimo não é sobra = Dízimo é primícias. “Honra ao Senhor com as primícias da tua renda.” Deus não é Deus de sobras, de restos. Ele exige o primeiro e o melhor.
    2) Contribua conforme a tua renda para que a tua renda não seja conforme a tua contribuição = Deus é fiel. Ele jamais fez uma exigência que não pudéssemos cumprir. Ele disse que abriria as janelas dos céus e nos daria bênçãos sem medidas se fôssemos fiéis. Ele nos ordenou a fazer prova Dele nesta área. Ele promete abrir as janelas do céu! Ele promete repreender o devorador por nossa causa.
    3) Se não formos fiéis, Deus não deixa sobrar = Ageu diz que o infiel recebe salário e o coloca num saco furado. Vaza tudo. Foge entre os dedos. Quando somos infiéis fechamos as janelas dos céu com as nossas próprias mãos e espalhamos o devorador sobre os nossos próprios bens.

    IV. JUSTIFICATIVA ASSISTENCIAL
    “Prefiro dar meu dízimo aos pobres. Prefiro eu mesmo administrar meu dízimo.
    “ A Bíblia não nos autoriza a administrar por nossa conta os dízimos que são do Senhor. O dízimo não é nosso. Ele não nos pertence. Não temos o direito nem a permissão nem para retê-lo nem para administrá-lo.
    A ordem é: TRAZEI TODOS OS DÍZIMOS À CASA DO TESOURO PARA QUE HAJA MANTIMENTO NA MINHA CASA. A casa do Tesouro é a congregação onde assistimos e somos alimentados.
    Mas será que damos realmente os “nossos” dízimos aos pobres? Com que regularidade? Será uma boa atitude fazer caridade com a parte que não nos pertence?

    V. JUSTIFICATIVA POLÍTICA
    “Eu não entrego mais os meus dízimos, porque eles não estão sendo bem administrados.”
    Não cabe a nós determinar e administrar do nosso jeito o dízimo do Senhor que entregamos. Se os dízimos não estão sendo bem administrados, os administradores darão conta a Deus. Não cabe a nós julgá-los mas sim Deus é quem julga. Cabe a nós sermos fiéis.
    Não será também que esta atitude seja aquela do menino briguento, dono da bola, que a coloca debaixo do braço sempre que as coisas não ocorrem do seu jeito?
    Deus mandou que eu trouxesse os dízimos, mas não me nomeou fiscal do dízimo.

    VI. JUSTIFICATIVA MÍOPE
    “A igreja é rica e não precisa do meu dízimo.”
    Temos conhecimento das necessidades da igreja? Temos visão das possibilidades de investimento em prol do avanço da obra? Estamos com essa visão míope, estrábica, amarrando o avanço da obra de Deus, limitando a expansão do Evangelho?
    AINDA, não entregamos o dízimo para a igreja. O dízimo não é da igreja. É DO SENHOR. Entregamo-lo ao Deus que é dono de todo ouro e de toda prata. Ele é rico. Ele não precisa de nada, mas exige fidelidade. Essa desculpa é a máscara da infidelidade.

    VII. JUSTIFICATIVA CONTÁBIL
    “Não tenho salário fixo e não sei o quanto ganho.”
    Será que admitimos que somos maus administradores dos nossos recursos? Como sabemos se o nosso dinheiro dará para cobrir as despesas de casa no final do mês?
    Não sabendo o valor exato do salário, será que o nosso dízimo é maior ou menor do que a estimativa? Porque ficamos sempre aquém da estimativa? Será auto-proteção? Será desinteresse?

    VIII. JUSTIFICATIVA ECLESIOLÓGICA
    “Não sou membro da igreja”
    Acreditamos mesmo que os nossos deveres de cristãos iniciam-se com o Batismo e a Profissão de Fé ou com a inclusão do nosso nome num rol de membros?
    Não será incoerência defendermos que os privilégios começam quando aceitamos a Cristo: (o perdão, a vida eterna) e os deveres só depois que nos tornamos membros da igreja? Somos menos responsáveis pelo crescimento do Reino de Deus só porque não somos membros da igreja?

    CONCLUSÃO
    É hora de abandonarmos nossas evasivas. É hora de darmos um basta às nossas desculpas infundadas. É hora de pararmos de tentar enganar a nós mesmos e convencer a Deus com as nossas justificativas.
    É hora de sermos fiéis ao Deus fiel. É hora de sabermos que tudo é de Deus: nossa casa, nosso carro, nossas roupas, nossas jóias, nossos bens, nossa vida, nossa saúde, nossa família. TUDO É DELE. Somos apenas mordomos, administradores. Mordomos e não donos. Deus quer de nós obediência e não desculpas. Fidelidade e não evasivas.
    Que atitude vamos tomar? Nosso coração está onde está o nosso tesouro. Se buscarmos em primeiro lugar o Reino de Deus, não vamos ter problemas com o dízimo. Amém.

      • DEVORADOR STARDUST
        Sim és o devorador e pai da mentira, se esconde falsifica adultera , mente tua primeira fuga, é associar a minha pessoa com o clamando.
        Não te esqueça assim como eu pesquisei a primeira vez quando me chamou de clamando, os outros que estão a mais tempo aqui, sabem muito bem discernir qual é qual, clamando nunca postou como eu posto.
        DEVORADOR STARDUST PAI DA MENTIRA, CONTINUE AUMENTANDO TUA LISTA.

        • clamando

          quando vc posta como josécarvalho vc tenta disfarçar, mas vc já deu vários deslizes comprovando que quem está por trás de mais este nick é o notório clamando.

          fernando, não adianta vc escrever como clamando ou josecarvalho… as bobagens que vc escreve são as mesmas… porque usar tantos nicks ao mesmo tempo? pra parecer que não é só vc que pensa assim?

          atitude ridícula de sua parte. Aceita a Jesus que dá tempo.

    • Irmão me explica melhor esta sua doutrina para eu não pecar?
      1 Quando se inicia a nova aliança (novo testamento) não é após a morte do testador conforme hebreus?
      2 Se ainda assim houvesse nesta nova aliança o dizimo como na lei, como premissa de salvação, não deveriam os evangelhos terem enfatizado este quesito? Não deveriam as cartas de paulo enfatiza-lo para que as pessoas não percam sua salvação?
      3 No lugar disso, no novo testamento vemos que o modelo de sacerdócio da LEI foi abolido pois agora temos um único sacerdote o MESSIAS que dá acesso direto ao PAI a todos.Quem poderia fazer o absurdo de se fazer sacerdote no lugar dele e tomar dízimos como na velha aliança??

      Exemplo: Hebreus explica muito bem o dizimo como preceito da Lei que os sacedotes da tribo de levi tinham o direito de tomar dos irmãos filhos do lombo de abraão… porém agora estamos em uma nova aliança e só há um sacerdote…. que o MESSIAS.

      veja: Com efeito os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio, têm mandamento de receber, segundo a Lei, dízimos do povo, isto é, de seus irmãos, embora estes tenham saído dos lombos de Abraão;

      Segue mostrando que a LEI é FALHA: Mas agora podemos ir direto ao criador sem sacerdócio!
      Pois, na verdade, é ab-rogado o mandamento prévio por causa da sua fraqueza e inutilidade
      (pois a Lei nada fez perfeito), e é introduzida uma melhor esperança, pela qual nos chegamos a Deus. Hebreus 7:18-19

      AB-ROGADO… abolida. Acabou! Porque agora temos o verdadeiro sacerdote! O Messias!

      Porque tinham muitos sacerdotes? porque morriam! Mas se o filho é eterno agora não são necessários mais sacerdotes , pois há apenas um único. O Messias

      Veja: Hebreus 7:5 Aqueles, na verdade, foram feitos sacerdotes em GRANDE NÚMERO, porque a MORTE NÃO PERMITIU que permanecessem; mas este, porque permanece para sempre, tem o seu sacerdócio inviolável; por isso também pode salvar completamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles.

      Ou seja, somente se temos este sacerdote que é eterno temos a salvação!
      VEJA: Pois nos convinha tal sumo sacerdote santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores e feito mais alto que os céus, que não tem necessidade, como aqueles sumos sacerdotes, de oferecer sacrifícios diariamente, primeiro pelos seus próprios pecados e depois pelos do povo; porque isto fez uma só vez para sempre, quando se ofereceu a si mesmo.
      Pois a Lei constitui sumos sacerdotes a homens que têm enfermidades, mas a palavra do juramento que veio depois da Lei, constitui ao Filho, para sempre aperfeiçoado. Hebreus 7:23-28

      ¶ No que estamos dizendo, o ponto principal é este: Temos um tal sumo sacerdote que se assentou à destra do trono da Majestade nos céus, ministro do santuário, e do verdadeiro tabernáculo, que o Senhor armou, e não o homem. Hebreus 8:1-2

      ¶ Mas agora este tem conseguido tanto melhor ministério, quanto é Mediador ainda de uma melhor aliança, a qual tem sido decretada sobre melhores promessas. Hebreus 8:6
      Pois se aquela primeira aliança tivesse sido livre de defeito, não se teria buscado ocasião para uma segunda. Hebreus 8:7

      Esta é a aliança que estabelecerei com a casa de Israel Depois daqueles dias, diz o Senhor, IMPRIMINDO AS MINHAS LEIS NA MENTE DELES, Eu as escreverei também sobre os seus corações; Serei para eles Deus, E eles serão para mim povo. Cada um NÃO ENSINARÁ ao AO SEU CONCIDADÃO, NEM CADA UM AO SEU IRMÃO, dizendo: Conhece ao Senhor; Pois todos me conhecerão Desde o menor até o maior deles. Hebreus 8:10-11

      Pois eu lhes perdoarei as suas iniqüidades, E não me lembrarei mais dos seus pecados.
      Dizendo: nova aliança, ele tem feito antiquada a primeira; mas aquilo que se está tornando antiquado e envelhecendo, perto está de desaparecer. Hebreus 8:12-13

      A nova aliança da graça é muito clara. Só há um sacerdote que é o messias. Estes que se fazem de sacerdotes, como na velha aliança, estão tomando o lugar do Messias e levando o povo ao pecado de iniquidade.

      Mas o povo rejeita a graça e se coloca debaixo de sacerdotes hoje para se fazerem de oráculo para chegar à deus.

      Aquele que transgride a Lei de Moisés, sendo-lhe provado com duas ou três testemunhas, morre sem misericórdia; de quanto mais severo castigo, pensais vós, será julgado digno aquele que calca aos pés o Filho de Deus e tem em conta de profano o sangue da aliança, com que foi santificado, e ultraja ao Espírito da graça? Hebreus 10:28-29

  11. DEVORADORSTARDUS
    A GRANDE VERDADE PARA AQUELES QUE SÃO SALVOS E OBEDECEM A PALAVRA.
    Há muito tempo tem se criado múltiplos conflitos em relação ao dízimo, perguntando-se se hoje no Novo Testamento ele ainda deve ser cumprido, vou responder essa questão. Eu sempre cri no Dízimo, que deveríamos praticar isso e escrevi isso nesse blog. Bom, defendia essa prática e continuo defendendo, mas sobre outro aspecto. Espero que compreendam, pois sempre em meu coração houve uma ideologia firme sobre o PRINCÍPIO e BEM MAIOR disso e nunca mudará em meu coração. Fui muitissimamente agredido aqui, ofendido e em nenhum momento os tais “Cristãos”, defendendo suas verdades usaram de suaves ou educadas palavras, mesmo sabendo que aqui do outro lado existe um filho de Deus querendo expor com segurança e temor a Palavra de Deus. Lá em Malaquias 3! Deus começa um tratamento com o povo, uma conversa:

    (Ml 3.7-10) “Desde os dias de vossos pais vos desviastes dos meus estatutos, e não os guardastes; tornai-vos para mim, e eu me tornarei para vós, diz o Senhor dos Exércitos; mas vós dizeis: Em que havemos de tornar? Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação. Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes. Deus explicita ao povo que desde antes já se desviavam dos Seus caminhos e principalmente o que Deus quis enfatizar, que não guardavam os Seus estatutos. Deus enfatiza ao povo que eles estavam lhe roubando, pois na Lei do culto do Antigo Testamento, o dízimo fazia parte integrante das obrigações do povo, não era uma opção, era uma das determinações do culto a Deus. O povo tinha que trazer 10% do rebanho, da colheita, da sua propriedade e isso era convertido para o sustendo da tribo dos levitas que se dedicavam exclusivamente as tarefas do templo e para ajuda as viúvas, órfãos, os sacrifícios e necessitados de Israel. Ora, como parte integrante e obrigatória do culto, Deus atribuía isso como roubo, assim como desviardes dos seus estatutos, assim como o povo levava para sacrifício animal imundo, sego e coxo, da mesma forma lhe omitiam o dízimo, traziam pouco, metade ou nada do dízimo.

    No versículo 9 mostra por que Israel estava sendo amaldiçoada, por que com maldição sois amaldiçoados, estavam roubando a Deus, não estavam cumprindo a aliança de Deus com Israel, os dízimos faziam parte das leis cerimoniais do culto, então não era em si o dízimo o motivo do desagrado de Deus, mas a DESOBEDIÊNCIA, indiferença, falta de fé do povo. Essa era a razão porque o povo não prosperava e murmurava contra Deus e se o povo cumprisse os mandamentos do Senhor, cumprindo fielmente e nisso o dízimo era parte integrante, receberiam benção sem medida, mas lembro, não era em si o dízimo, dinheiro, como se fosse uma negociata, eu te dou, você me abençoa, mas a OBEDIÊNCIA A DEUS, cumprir os termos da aliança. No Novo Testamento estudando com paciência, não vejo mais existir subsídios para sustentar ainda a questão do DÍZIMO. Mas claramente e em inúmeras passagens a Bíblia trata de ofertas e contribuições, o crente tem obrigação de contribuir com a igreja do Senhor. (2Co 8.11-15) “Agora, porém, completai também o já começado, para que, assim como houve a prontidão de vontade, haja também o cumprimento, segundo o que tendes. Porque, se há prontidão de vontade, será aceita segundo o que qualquer tem, e não segundo o que não tem. Mas, não digo isto para que os outros tenham alívio, e vós opressão, Mas para igualdade; neste tempo presente, a vossa abundância supra a falta dos outros, para que também a sua abundância supra a vossa falta, e haja igualdade; Como está escrito: O que muito colheu não teve de mais; e o que pouco, não teve de menos. Além da prontidão de vontade dos servos de Deus, isso deveria se manifestar nas suas obras, Paulo não exigia o que não tinham e quem tinha muito era para ajuda do próximo e para si mesmo e o que pouco tinha não deveria se entristecer, pois tinha sua medida.

    (2Co 9.5-12) “Portanto, tive por coisa necessária exortar estes irmãos, para que primeiro fossem ter convosco, e preparassem de antemão a vossa bênção, já antes anunciada, para que esteja pronta como bênção, e não como avareza. E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará. Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria. E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra; Conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; a sua justiça permanece para sempre. Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, também vos dê pão para comer, e multiplique a vossa sementeira, e aumente os frutos da vossa justiça; Para que em tudo enriqueçais para toda a beneficência, a qual faz que por nós se dêem graças a Deus. Porque a administração deste serviço, não só supre as necessidades dos santos, mas também é abundante em muitas graças, que se dão a Deus. Paulo está aqui mostrando aos Coríntios de antemão que não deveriam ser AVARENTOS! Todos os cristãos tem obrigação de ajudar a igreja e devem fazer isso com alegria, com fé, de coração, não como o povo de Israel que levava ao templo por sua decadência espiritual animal coxo, sego e manco. Deveria ser feito com alegria e de coração e mostra ainda Paulo que o que semeia pouco, pouco recebe e o que muito semeia, muito recebe e como tratado no texto acima, não é uma negociata com Deus, mas demonstração de amor, fé e obediência e isso trará as bênçãos ao semeador. O povo tinha que contribuir conforme sua prosperidade, conforme aquilo que recebeu de Deus (2Co 16.2). Se temos que contribuir com frequência, com amor, conforme nossa prosperidade, logo estamos falando do dízimo. Podemos não chamar palavra DÍZIMO, mas se trata da mesma referência ao Antigo Testamento. Antes a Lei obrigava agora a Graça pede que se faça com generosidade, alegria e proporcionalidade! Quem ganha mais da mais e quem ganha menos dá menos, mas todos DEVEM contribuir segundo os três princípios ensinados por Paulo “Dar com amor, generosamente e segundo sua prosperidade”.

    Se quisermos um referencial temos o antigo testamento, que é 10%, mas ninguém será amaldiçoado se não der os 10%, mas será cobrado por Deus se for avarento, reter a semente que como a própria palavra diz que é Deus quem dá essa semente, e se a semente não é plantada na terra, logo não pode haver colheita. Não der conforme sua prosperidade, pois muitas pessoas que me atacaram aqui brutalmente, sendo cristãos insensíveis, mais parecidos com os fariseus que condenaram Jesus, recebem R$3.000,00, R$4.000,00 e ofertam na igreja R$ 50,00, R$ 100,00 e acham que muito fazem e chamam os dizimistas de burros, os pastores de ladrões e mercenários. Claro que existe isso e muitos se beneficiarão disso sobre a fé do povo, mas não é isso meu foco nesse estudo. Todo Pastor é digno de salário no trabalho Cristão (1Tm 5.8) “Os presbíteros que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na palavra e na doutrina”. Dupla honra ou dobrado honorários.

    Queridos, não chamem de dízimo, mas ele é um referencial nosso e com segurança digo que o Cristão deve contribuir muito mais do que 10%, pois no NT as referências mostram que os Cristãos davam muito mais que isso. Eu continuo contribuindo com todo amor os 10%, mas chamo de oferta, conforme nos ensina o Novo Testamento! Aqueles que muito condenaram o dízimo e ofertam migalhas a obra de Deus e acham que muito fazem, não dizimem, literalmente como está escrito na Lei e era atribuído aos Judeus e ficou pra trás na Velha aliança, mas agora Jesus prova os corações dos homens, pois demanda da sua vontade dar com Alegria, Generosidade e Proporcionalidade do que ganha. Como disse lá no princípio, eu defendia o dízimo e muito estudei para chegar nessa conclusão do estudo e no fim reconheço que errei em defender a LETRA do dízimo, mas termino com o mesmo coração limpo e alegre, pois essa liberdade de Cristo não mudou a intenção de meu coração, continuo contribuindo com os 10% como oferta e acho que deveria mais! Algumas pessoas jamais vão se desprender da Avareza, vão achar todas as formas e subterfúgios para burlar a lei de Deus, não podem compreender e nem vão abrir seus corações para isso! Mais do que qualquer dinheiro, existe os Princípios de Deus que não podem ser quebrados, o mesmo princípio antes e hoje se fundem, um pela Lei da obediência e a outra obediência pela Graça, uma vez corrompido e endurecido o coração, existirão milhares de formas de não cumprir as palavras do Senhor. Jesus abençoe a todos.

  12. Pela movimentação desses valores referentes aos dízimos, o Espírito Santo deve estar muito bem! Os irmãos mais pobres devem estar sendo acolhidos e ajudados, bem como os órfãos e as viúvas.
    Esses seriam os maiores e melhores benefícios alcançados com os dízimos. Parabéns, se for assim.

      • Mary

        Viúvas, órfãos e necessitados os tidos bispos e pastores pulam essa parte.
        Esses mercenários afirmam , que quem tem que ajudar esses são o governo.(É mole?)

        Eles só citam que é para que “haja mantimento na casa de Deus”.
        E se nós o povo não entrega tá roubando a Deus.
        E eles?
        O que será que eles fazem com os dízimos e ofertas arrecadados?

        Se entende né o esquema?

      • REGIS VC. É UM MENTIROSO USADO PELO STARDUST
        De acordo com informações do G1, a pesquisa também fatiou a renda das famílias evangélicas capixabas. 39,8% das famílias têm renda mensal de até R$ 1.448; 36,9% ganham entre R$ 1.449 e R$ 2.896; 10,9% ganham entre R$ 2.897 e R$ 4.344; 2,8% arrecadam entre R$ 4.345 e R$ 5.792; 1,1% ganham entre R$ 5.793 e R$ 7.240; e por fim, 1,5% das famílias ganham acima de R$ 7.241.

    • regis

      eu apenas me defendo dos ataques enlouquecidos do clamando/josecarvalho. Repare nos horários das postagens e verás que ele é que começa a me atacar. Então, antes de me criticar, procure usar o bom senso e verificar as coisas.

      • REGIS
        Vc. tem algum problema, não ve que eu Cristão estou defendendo a palavra a igreja seus pastores, contra um ateu chamado poeira da estrela caíida, outra coisa leia com atenção pois tudo que postei se refere ao tema ¨DÍZIMOS ¨ logo vejo que esta mal intencionado, assim fizeram com o clamando foram arrumando estas tocaias par retira-lo do site, vc. está sendo usado.

          • STARDUST
            O CLAMANDO foi expulso por pressão de vcs. e deste site, porque ele te envergonhou, porque te desmascarou, teu diabo não tem poder para repreender o deus do CLAMANDO.

          • devorador stardust
            mais uma mentira, clamando o chamou de diabo pois sempre pediu ao dono do site que colocasse as coisas em pratos limpos e ele nunca o atendeu.
            Mas a vc. e seus pares prontamente respondia, numa destas ele perdeu realmente a paciência e xingou de diabo mesmo, e estava certo pois sendo público e o dono não pode privilegiar a nenhum de nós.

  13. Antes eu dava o dizimo todos os meses, mas depois q o meu marido um dia deu uma boa oferta na igreja q congregávamos passados uns 10 dias depois q ele deu, o Pastor pediu uma oferta aos irmãos para comprar a bateria da igreja, ai eu pensei, ué e cadê aquela oferta q meu marido tinha dado? pq não comprou com eles? ou pq não comprou com o dinheiro dos dizimos? Pq não dizem q os dizimos e ofertas é pra mantimentos da igreja?? Desde desses tempos pra cá fiquei sinceramente com meu coração endurecido sobre dizimos e ofertas, sou mais antes dá para um mendigo, um desconhecido q vejo q precisa, se for pecado q Deus me perdoe.. Quero apenas fazer a vontade do Senhor Deus.. Jesus fala muito em nós ajudarmos aos necessitados, ele não fala em da dizimos a igreja.. Mas temo quando alguns pastores dizem q quem não da dizimo é ladrão e ta roubando a Deus.. E os ladrões não entra no céu.. Enfim, é muito complicado…

    • josinha

      Sou ex-dizimista evangélico e garanto que nada de ruim acontece com quem deixa de dar os 10% nesses templos evangélicos. Eu também sofria com esse discurso de terror deles, mas optei por seguir o que diz a bíblia e graças a Deus me libertei desse ensino farisaíco. Pode deixar de dar 10% sem medo. Use a sua fé e assista aos videos que postei aqui. vão ajudar a esclarecer muitas coisas.

      • Sem contar q todos os dizimos só iam pra Matriz, e nossa congregação caia aos pedaços, tudo q era feito lá tinha q pagar por fora, pintar igreja, comprar bancos, ventiladores, etc etc etc… Eu não tenho casa própria pago aluguel tbm, ai além de pagar meu aluguel ainda tínhamos q ajudar pagar o da igreja, sendo q aonde moramos todo lugar tem uma igreja, uma atrás da outra, pra q esse tanto de igreja no mesmo lugar? Pq não fazer igrejas no Nordeste q lá o povo são carente de Jesus Cristo… São certas coisas q vejo em igreja q me deixa desanimada, mais nunca vou abandonar meu Jesus Cristo..

        • Irmã. JOSINHA
          Leia atentamente hebreus e conheça a nova aliança eles escondem de nós, para se fazer sacerdotes no lugar do salvador que deu a vida e o sangue por nós! Hebreus explica muito bem o dizimo como preceito da Lei que os Sacerdotes da tribo de levi tinham o direito de tomar dos irmãos filhos do lombo de abraão, pois era necessário que vivessem fazendo sacrifícios todos os dias. Explica como a lei foi abolida, com a salvação do nosso Messias, agora temos acesso direto ao PAI na nova aliança pois ele é nosso sacerdote.
          Porém, quando elegemos um sacerdote humano voltamos às praticas da Lei, estamos em pecado de iniquidade.

        • Tu, porém, quando orares, vai para teu quarto e, após ter fechado a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará plenamente.

          Portanto, pra que igreja? para que pastor? pra que dízimo?

          .

        • JOSINHA… Veja um pouco do grande amor do nosso messias em Hebreus diz:

          ** Com efeito os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio, têm mandamento de receber, SEGUNDO A LEI, DÍZIMOS do povo, isto é, de seus irmãos, embora estes tenham saído dos lombos de Abraão; **

          SEGUNDO OQUE? SEGUNDO A LEI!

          Os sacerdotes eram da tribo de LEVI, e só eles poderiam tirar dizimo porque viviam o dia todo fazendo sacrificios pelo povo. Não tinham como trabalhar, porque era algo necessário sacrificar.

          A LEI de moisés tinha mais de 600 preceitos. Se alguém da um dizimo ao sacerdote é para o sacerdote sacrificar cordeiros o dia todo. A pergunta é para que dizimos na nova aliança se não há sacrifícios de cordeiros? onde está isso nas escrituras na nova aliança?

          Leia todo HEBREUS a LEI ANTIGA FOI ABOLIDA!

          *** Pois, na verdade, é ab-rogado o mandamento prévio por causa da sua fraqueza e inutilidade
          (pois a Lei nada fez perfeito), e é introduzida uma melhor esperança, pela qual nos chegamos a Deus.
          Hebreus 7:18-19 ***

          AB-ROGADO… abolida. Acabou! Porque agora temos o verdadeiro sacerdote! O Messias! VEJA:

          *** Hebreus 7:5 Aqueles, na verdade, foram feitos sacerdotes em GRANDE NÚMERO, porque a MORTE NÃO PERMITIU que permanecessem; mas este, porque permanece para sempre, tem o seu sacerdócio inviolável; por isso também pode salvar completamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles. ***

          *”foram feitos sacerdotes em GRANDE NÚMERO” Quem são estes? A TRIBO TODA DE LEVI, tinha que sacrificar todos os dias e morriam. Tinham que ser sustentados para viverem sacrificando.

          *”mas este, porque permanece para sempre” quem é este? O MESSIAS! Nenhum outro pastor permanece para sempre. Somente o messias!

          *”por isso também pode salvar completamente os que por ele se chegam a Deus”
          Somente pelo verdadeiro sacerdote temos SALVAÇÃO para Chegar ao CRIADOR!

          ** Pois nos convinha tal sumo sacerdote santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores e feito mais alto que os céus, que não tem necessidade, como aqueles sumos sacerdotes, de oferecer sacrifícios diariamente, primeiro pelos seus próprios pecados e depois pelos do povo; porque isto fez uma só vez para sempre, quando se ofereceu a si mesmo.
          Pois a Lei constitui sumos sacerdotes a homens que têm enfermidades, mas a palavra do juramento que veio depois da Lei, constitui ao Filho, para sempre aperfeiçoado. Hebreus 7:23-28 ***

          RESUMINDO “não tem necessidade, como aqueles sumos sacerdotes, de oferecer sacrifícios diariamente”

          *** No que estamos dizendo, O PONTO PRINCIPAL É ESTE : Temos um tal sumo sacerdote que se assentou à destra do trono da Majestade nos céus, ministro do santuário, e do verdadeiro tabernáculo, que o Senhor armou, e não o homem. Hebreus 8:1-2 ***

          Qual o ponto principal? Que ainda estamos debaixo da LEI? Que temos que dar dizimo da LEI? Isso é o que os mercenários (Leia joão 10) ensinam pra estorquir o povo.

          *** Mas agora este tem conseguido tanto melhor ministério, quanto é Mediador ainda de uma melhor aliança, a qual tem sido decretada sobre melhores promessas. Hebreus 8:6 Pois se aquela primeira aliança tivesse sido livre de defeito, não se teria buscado ocasião para uma segunda. Hebreus 8:7 ***

          *** Esta é a aliança que estabelecerei com a casa de Israel Depois daqueles dias, diz o Senhor, IMPRIMINDO AS MINHAS LEIS NA MENTE DELES, Eu as escreverei também sobre os seus corações; Serei para eles Deus, E eles serão para mim povo. Cada um NÃO ENSINARÁ ao AO SEU CONCIDADÃO, NEM CADA UM AO SEU IRMÃO, dizendo: Conhece ao Senhor; Pois todos me conhecerão Desde o menor até o maior deles. Hebreus 8:10-11

          VEJA ACIMA QUE AGORA O ACESSO É DIRETO! Ninguém pode lhe fazer presa, escravo, porque o MESSIAS fez um caminho direto ao PAI. Ele é o PASTOR que dá a vida pelas suas ovelhas. O mercenário que se faz de pastor foje. (Leia João 10)

          Pois eu lhes perdoarei as suas iniqüidades, E não me lembrarei mais dos seus pecados.
          Dizendo: nova aliança, ele tem feito antiquada a primeira; mas aquilo que se está tornando ANTIQUADO E ENVELHECIDO, perto está de DESAPARECER Hebreus 8:12-13

          A nova aliança da graça é muito clara. Só há um sacerdote que é o messias. Estes que se fazem de sacerdotes, como na velha aliança, estão tomando o lugar do Messias e levando o povo ao pecado de iniquidade.

          Mas o povo rejeita a graça e se coloca debaixo de sacerdotes hoje para se fazerem de oráculo para chegar à deus. Isso é grave. Todo que tem outro sacerdote que não é o salvador o messias está seguindo outro sacerdócio. Não o da graça.

          Aquele que transgride a Lei de Moisés, sendo-lhe provado com duas ou três testemunhas, morre sem misericórdia; de quanto mais severo castigo, pensais vós, será julgado digno aquele que calca aos pés o Filho de Deus e tem em conta de profano o sangue da aliança, com que foi santificado, e ultraja ao Espírito da graça? Hebreus 10:28-29

          • Cara este estudo seu esta parecendo ficha de presidiário.
            precisa disso tudo para justificar o porque rouba a DEUS?

            DEUS EXPULSOU O LADRÃO DO CÉU.
            Sera que ele vai levar outro para lá?

            duvido que um cristão verdadeiro vai NEGAR 10% DE SUA RENDA A JESUS.
            DUVIDO.

          • “DEUS EXPULSOU O LADRÃO DO CÉU. Sera que ele vai levar outro para lá?”

            Jesus disse ao ladrão na cruz: “Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso.” (lucas 23:43)

          • ho ho ho ho ho ho.
            O ladrão se converteu HO HO HO HO .
            Então ele já não era ladrão ho ho ho ho ho ho.

            MAS VOCÊ NUNCA SE CONVERTEU,,,
            então você não estrá lá, não é porque não devolve dízimos.
            é porque nunca se converteu..

          • o ladrão se converteu, MAS NUNCA DEU DÍZIMO. E mesmo assim Jesus afirmou que ele seria salvo.

            dízimo não tem nada a ver com salvação. Dízimo tem a ver com a cobiça dos lideres evangélicos. todos os 5 mais ricos da revista forbes vivem de tomar dízimos. Qulquer semelhança não é mera coincidencia.

          • O ladrão da cruz também, não foi batizado.
            não foi batizado com o Espirito Santo, não nasceu de novo, não pediu perdão etc.
            MAS FOI SALVO.
            Porque estava em seus últimos segundos e ja não havia tempo para mais nada.
            O QUE NÃO É O SEU CASO.

            você é o outro ladrão que foi para o inferno, que mesmo com a vida desgraçada, pregado, com as pernas quebradas, NÃO RECONHECE JESUS, como filho de DEUS.
            Pois se reconhecesse jamais lhe negaria 10% da renda.

            que no seu caso não passa de 72 reais e 20 centavos…

            e depois disse que ama a JESUS. Como pode se hipócrita.
            não tem coragem de dar uma oferta de 72,20 e diz que é crente.
            que vergonha que vergonha.
            que miseria

          • o ladrão da cruz estava em seus ultimos momentos, mas se tivesse mais tempo de vida, com certeza se batizaria, mas não daria dízimo, pois nunca foi mandamento para os seguidores de Cristo.

            Aliás, responda a pergunta, não fuja:

            Vc já viu algum seguidor de Cristo dando dízimo na bíblia?

            Vergonha é ver vc defendendo essa heresia pro seu chefe colocar na record e exibir a fazenda. É o dinheiro do dízimo sendo usado para dizimar a familia brasileira.

          • E verdade ele não daria o dizimo,
            ele com certeza devolveria tudo que tinha roubado.
            e daria tudo o que tinha para DEUS, e a pregação do evangelho.

            e você não tem coragem de dar nem 10% 72,20

            MAS A ONDE ESTA ESCRITO QUE OS JUDEUS QUE CONVERTERAM PARARAM DE DAR O DIZIMO?
            a onde esta escrito isso? eu nunca li paulo dizendo que eles não deveriam mais devolver os dízimos, e nem pedro que era pregador diretamente dos judeus, nunca disseram a eles que não deveriam mais devolver os dízimos.
            O POVO DAQUELA ÉPOCA JA ERA DIZIMISTA , E POR ISSO NÃO ERA NECESSÁRIO, Ensinar a respeito disso.
            AINDA MAIS QUE QUEM SE CONVERTIA DAVA MAIS DE 10%.
            Ou seja o dizimo ja estava inserido na oferta que dava. assim como levi estava inserido em abraão quando pagou dizimo.
            Os dizimos ja estavam inserido na oferta de barnabé, que vendeu um campo e deu todo,

            MAS E VOCÊ DA MAIS DE 10% DE OFERTA?
            Ou ajuda os necessitados com pelo menos mais de 10% de sua renda?
            a igreja primitiva dava mais de 10%, por isso eles davam o além do dizimo.
            e o dizimo ja estava inserido nas suas ofertas.

          • O ladrão devolveria tudo o que tivesse roubado, mas não daria o dízimo pois não é caso de roubo. Zaqueu é um bom exemplo… ele prometeu que devolveria 4 vezes mais se tivesse tomado a mais de alguém, mas não prometeu que seria dizimista.

            porque não dar dízimo não faz de ninguém um ladrão.

          • Cesarrr Só um safaaaado anticristo cobra dizimo do povo falando que é da graça que ele é da tribo de Levi e ainda por cima se faz de sacerdote no lugar do MESSIAS, pra cobrar dízimos do povo pois nega o sacerdócio do MESSIAS e ensina isto levando o povo à condenação.

    • JOSINHA
      Por acaso vc. conversou com teu pr. a respeito de tuas duvidas? tenho certeza que não, vc. se deixou envolver por um pensamento maligno chamado stardust, ele contaminou tua vida. Pergunte para qualquer dízimista e ofertante aqui deste site, se a vida deles não é uma beleza, ou se algum deles pergunta ou se faz pergunta sobre como é usado o erário da igreja, olhe bem apesar de tudo peça a seu pr. ele com certeza deve ter conselho fiscal, irmãos geralmente que sentam nos bancos iguais a vc. eles vão tirar esta duvido do capeta stardust do teu coração, outra coisa quando vc. começa a distribuir o que é do sr. sem perguntar a ele, é vc que tomou a direção da tua vida, e não mais deus está a frente dela, solte o caba da nau toma os remos na mão.

      • Josinha

        Eu no meu inicio, comecei na religião evangélica. E é claro, lá disseram que eu teria de ser dizimista fiel para ser salvo, receber bençãos, não ser vitima do devorador, essas bobagens que a gente tá cansado de ouvir lá.

        Só que apesar de eu ser dizimista conforme a religião evangélica, nunca faltei com o pagamento dos 10% lá, eu não prosperava, não recebia benção e ainda por cima, num dia que estava no templo evangélico, um ladrão entrou no meu quarto e roubou pertences meus.

        Aí passei a questionar… “ora, Deus sabe que sou dizimista fiel, nunca faltei com o dízimo, mas fui vitima do devorador (ladrão) e ainda por cima enquanto eu estava na igreja… como pode isso?”

        Passei a me dedicar ao estudo sobre o assunto, e fui descobrindo toda a mentira que a religião evangélica esconde sobre o assunto dízimo… ah, aí passei a ensinar tudo o que aprendi.

        Dízimo não é mandamento para os cristãos. Dízimo era mandamento para os judeus, assim como circuncisão, guarda do sábado etc… vc já viu na bíblia algum seguidor de Jesus dando dízimo? é claro que não…

        Se vc quer ser abençoada, ame a Deus, estude sua palavra, ajude ao próximo. Oferte sem querer fazer barganha com Deus… Ele ama quem dá com alegria. Quando vc oferta ou ajuda ao próximo sem querer receber em troca, apenas pq vc ama a Deus e ao próximo, Deus te abençoa no tempo Dele.

        Graças a Deus deixei de ser dizimista! Graças a Deus deixei a religião evangélica. Hj sou cristão. E isso basta.

        • NEM PODIA COMEÇAR, POIS QUEM COMEÇOU FOI O SR. JESUS, POIS RELIGIÃO QUER DIZER RELIGAR O QUE ESTEVE LIGADO E FOI NOVAMENTE LIGADO A DEUS, ENTÃO ELE DIZ EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA E NINGUÉM VAI A DEUS SE NÃO FOR POR MIM, NÓS RELIGIOSOS SOMOS RELIGADOS POR ELE.
          E EVANGÉLICOS SÃO AQUELES QUE PREGAM AS BOAS NOVAS LOGO RELIGIÃO + EVANGELHO= PODER DE DEUS.

    • O josinha .
      tem alguma coisa errada ai.
      olha só DEUS DISSE QUE ELE NÃO MUDA.
      E também disse: PORQUE A MIM ME ROUBAIS VOS A NAÇÃO TODA.
      Então realmente o fato de não devolver o dizimo a pessoa esta roubando de DEUS.
      Ou então ele mudou.
      OLHA só pelo que você disse, você devolveu dizimo para o pastor, e não para DEUS.
      Pois se você estivesse devolvido dizimo para DEUS, então você estaria com bons olhos, e iria requerer as coisas de DEUS, E não do pastor.
      É obvio que o seu questionamento não esta tão errado.
      Mas eu penso o seguinte, se você tem duvidas com respeito ao mal uso do seu pastor com respeito a dízimos, então você deveria ter ido até ele e perguntado pessoalmente, a ele o que foi feito do dizimo que seu marido devolveu. e se porventura, ele não responder, então cabe a você procurar a direção da mátris onde congrega e fazer tal fato chegar ao conhecimento dos dirigentes superiores a ele…
      EU POR EXEMPLO DEVOLVO O MEU DIZIMO A DEUS, Por isso o coloco no altar da igreja.
      e se porventura o meu pastor fizer mal uso dele, Então ele vai se ver com DEUS. ai o problema e dele com DEUS, mas eu jamais deixarei de ser abençoado porque ele usou de maneira errada, pois se devolvi a DEUS, então é de DEUS, que vou requerer meus direitos, do que esta escrito.
      E outra a gente não da pela necessidade, a gente dá pela fé.

      O DIZIMO É DE DEUS, e pronto se você não devolve você estara roubando dele, e se você devolve e o seu pastor faz mal uso, então o seu pastor sera amaldiçoado, porque esta roubando de DEUS, e enganando você. LEMBRE-SE DEUS É JUSTO, E NÃO FICA DEVENDO NADA A NINGUÉM.

      Engraçado eu vejo pessoas que se dizem cristãs dizerem que não devolvem dizimos, porque é errado, porque os pastores roubam etc, porque usam de modo errado, etc..

      Mas ninguém fala que vai parar de pagar a energia de casa, porque houve corrupção na empresa de eletrica.
      ninguém fala que vai deixar de pagar o ipva, porque as estradas estão ruins, e a corruptos se aproveitando do dinheiro.
      POR EXEMPLO VOCÊ DISSE QUE PAGA ALUGUEL.
      Mas ai eu te pergunto, se a sua casa é alugada em uma imobiliária, e você vai la e paga o aluguel de maneira correta a imobiliária, e a imobiliária desvia o aluguel que você pagou e não repassa ao proprietário. SE POR VENTURA O proprietário vier a porta de sua casa de cobrar o que você dirá a ele? Com certeza você dirá: OLHA EU JA PAGUEI O MEU ALUGUEL A IMOBILIÁRIA, ESTA AQUI O RECIBO, Se eles não repassaram ao senhor então cabe ao senhor cobrar deles e resolver com eles, MAS O DIREITO DE MORAR NA CASA É SEU, e certamente quem desviou o dinheiro vai se ver com o proprietário…

      E OUTRA se você porventura paga o seu aluguel diretamente, ao proprietário, e logo após você pagar esse aluguel, ele pega o dinheiro, e compra bebidas drogas, e usa o dinheiro que pagou o aluguel em prostituição.
      E AI EU TE PERGUNTO, você vai deixar de pagar aluguel por isso?
      com certeza que não…
      AH MAS QUANDO O ASSUNTO E DEUS, e a pessoa desconfia que o pr esta roubando ai a primeira coisa que ela diz: VOU PARAR DE DAR O DIZIMO.
      Ora se você devolve o dizimo a DEUS, então certamente ira pedir a justiça de DEUS.
      MAS se você devolve ao homem então certamente vai parar de dar…
      JAMAIS UM CRISTÃO VERDADEIRO VAI NEGAR DEVOLVER O DIZIMO A DEUS.
      JAMAIS,
      É por isso que o mundo esta cheio de crente falso, QUE DIZ QUE ENTREGOU A VIDA PARA JESUS, E lhe nega 10% da renda… Esses são crentes no capeta.

      • “O DIZIMO É DE DEUS”

        Se o dízimo é de Deus, então que horas ele passa lá na sua denominação pra pegar o que é Dele?

        Josinha, não liga pro césar não. Ele é da turma do macedo, que vc sabe que não é exemplo de vida cristã. Macedo tá bilionário nesse negócio da fé, que diga a revista forbes.

        Aliás, vc sabia que dos 5 lideres religiosos mais ricos da forbes aqui no Brasil, todos eles ensinam a mentira do dízimo?

        • Ele não passa lá.
          ELE ESTA LÁ, O DIA TODO A NOITE TODA A QUALQUER HORA.
          É só colocar no altar o que é dele, e na hora ele recebe.

          Toda pessoa que realmente tem um encontro com DEUS, ela deixa-rá de rouba-lo na hora. assim como disse zaquel: E SE TENHO ROUBADO ALGUÉM RESTITUO 4 VEZES MAIS. Olha só o que o encontro com DEUS, causa na pessoa, ELA DEIXA DE ROUBAR NA HORA, Se ela estiver roubando ao homem ela deixará de rouba-lo, e se tiver roubando a DEUS, ela deixará de rouba-lo.

          o cristão verdadeiro jamais vai se negar a dar o 10% de sua renda para a pregação do evangelho…

          Se uma pessoa não da o dizimo e diz : OLHA SÓ EU NÃO DOU O DIZIMO E NADA ACONTECE DE RUIM COMIGO. Essa é bastardo, pois esta sem correção como diz a biblia.
          8 Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos.

          MAS QUANDO A PESSOA É REALMENTE DE DEUS, E ELA toca no que é dele então logo vem a correção.
          6 Porque o Senhor corrige o que ama,E açoita a qualquer que recebe por filho.

          • Se a entrega do dízimo a moda evangélica é biblica, então pode mostrar ao menos um cristão entregando o dízimo na bíblia?

            Até hoje nunca me mostraram isso.

            O que prova que a igreja primitiva não praticava essa heresia da religião evangélica.

          • a igreja primitiva não dava só 10%.
            ela dava tudo, vendia campos, vendiam casas etc.
            eles iam alem da conta davam tudo, e faziam ofertas generosas acima de 10% do que ganhavam ou do que tinham..

            JA MUITOS DOS CRENTES FAJUTOS, Não dão nem 10% de sua renda para a pregação do evangelho…

            Me mostre uma pessoa que se diz cristã, e que é contra o dizimo, e que da de oferta mais de 10% para a pregação do evangelho.

            Não existe, pois todos que são contra o dizimo dão menos de 10% de oferta…..
            QUE VERGONHA QUE VERGONHA QUE VERGONHA.
            A igreja primitiva davam tudo, é os crentes não dão nem 10%.
            e por isso que vivem na miséria.

            A IGREJA PRIMITIVA DAVA 100%
            E a igreja de hoje resmunga de dar 10%

          • a igreja primitiva ofertava mais de 10%, sim. Mas era para ajudar aos necessitados, não para enriquecer tipos como edir macedo que já é bilionário e possui até banco!

          • Ajudar os necessitados?
            Não sabia que paulo era necessitado?
            18 Mas bastante tenho recebido, e tenho abundância. Cheio estou, depois que recebi de Epafrodito o que da vossa parte me foi enviado, como cheiro de suavidade e sacrifício agradável e aprazível a Deus.

          • paulo pregava o verdadeiro evangelho (e não os ensinamentos de macedo), e por isso vivia do evangelho. Recebia doações para si quando necessário e para os outros:

            “Porque pareceu bem à Macedônia e à Acaia fazerem uma coleta para os pobres dentre os santos que estão em Jerusalém.” (romanos 15:26)

    • JOSINHA
      SAIBAS QUEM É ESTE DEVORADOR STARDUST
      ATENÇÃO DEVIDO TER DESMASCARADO STARDUST E SUAS FALSAS AFIRMAÇÕES CONTRA OS DÍZIMOS E SEUS CONSTANTES ATAQUES A IURD, INCLUSIVE POSTANDO SOBRE O LADRÃO QUE ASSALTOU A IGREJA, MUITO FELIZ DIVULGA NOTÍCIA QUE DEVERIA CONSTRANGER QUALQUER SER HUMANO, MOSTRANDO QUE MAIOR LADRÃO DO QUE AQUELE É STARDUST.
      Há muito tempo tem se criado múltiplos conflitos em relação ao dízimo, perguntando-se se hoje no Novo Testamento ele ainda deve ser cumprido, vou responder essa questão. Eu sempre cri no Dízimo, que deveríamos praticar isso e escrevi isso nesse blog. Bom, defendia essa prática e continuo defendendo, mas sobre outro aspecto. Espero que compreendam, pois sempre em meu coração houve uma ideologia firme sobre o PRINCÍPIO e BEM MAIOR disso e nunca mudará em meu coração. Fui muitissimamente agredido aqui, ofendido e em nenhum momento os tais “Cristãos”, defendendo suas verdades usaram de suaves ou educadas palavras, mesmo sabendo que aqui do outro lado existe um filho de Deus querendo expor com segurança e temor a Palavra de Deus. Lá em Malaquias 3! Deus começa um tratamento com o povo, uma conversa:

      (Ml 3.7-10) “Desde os dias de vossos pais vos desviastes dos meus estatutos, e não os guardastes; tornai-vos para mim, e eu me tornarei para vós, diz o Senhor dos Exércitos; mas vós dizeis: Em que havemos de tornar? Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação. Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes. Deus explicita ao povo que desde antes já se desviavam dos Seus caminhos e principalmente o que Deus quis enfatizar, que não guardavam os Seus estatutos. Deus enfatiza ao povo que eles estavam lhe roubando, pois na Lei do culto do Antigo Testamento, o dízimo fazia parte integrante das obrigações do povo, não era uma opção, era uma das determinações do culto a Deus. O povo tinha que trazer 10% do rebanho, da colheita, da sua propriedade e isso era convertido para o sustendo da tribo dos levitas que se dedicavam exclusivamente as tarefas do templo e para ajuda as viúvas, órfãos, os sacrifícios e necessitados de Israel. Ora, como parte integrante e obrigatória do culto, Deus atribuía isso como roubo, assim como desviardes dos seus estatutos, assim como o povo levava para sacrifício animal imundo, sego e coxo, da mesma forma lhe omitiam o dízimo, traziam pouco, metade ou nada do dízimo.

      No versículo 9 mostra por que Israel estava sendo amaldiçoada, por que com maldição sois amaldiçoados, estavam roubando a Deus, não estavam cumprindo a aliança de Deus com Israel, os dízimos faziam parte das leis cerimoniais do culto, então não era em si o dízimo o motivo do desagrado de Deus, mas a DESOBEDIÊNCIA, indiferença, falta de fé do povo. Essa era a razão porque o povo não prosperava e murmurava contra Deus e se o povo cumprisse os mandamentos do Senhor, cumprindo fielmente e nisso o dízimo era parte integrante, receberiam benção sem medida, mas lembro, não era em si o dízimo, dinheiro, como se fosse uma negociata, eu te dou, você me abençoa, mas a OBEDIÊNCIA A DEUS, cumprir os termos da aliança. No Novo Testamento estudando com paciência, não vejo mais existir subsídios para sustentar ainda a questão do DÍZIMO. Mas claramente e em inúmeras passagens a Bíblia trata de ofertas e contribuições, o crente tem obrigação de contribuir com a igreja do Senhor. (2Co 8.11-15) “Agora, porém, completai também o já começado, para que, assim como houve a prontidão de vontade, haja também o cumprimento, segundo o que tendes. Porque, se há prontidão de vontade, será aceita segundo o que qualquer tem, e não segundo o que não tem. Mas, não digo isto para que os outros tenham alívio, e vós opressão, Mas para igualdade; neste tempo presente, a vossa abundância supra a falta dos outros, para que também a sua abundância supra a vossa falta, e haja igualdade; Como está escrito: O que muito colheu não teve de mais; e o que pouco, não teve de menos. Além da prontidão de vontade dos servos de Deus, isso deveria se manifestar nas suas obras, Paulo não exigia o que não tinham e quem tinha muito era para ajuda do próximo e para si mesmo e o que pouco tinha não deveria se entristecer, pois tinha sua medida.

      (2Co 9.5-12) “Portanto, tive por coisa necessária exortar estes irmãos, para que primeiro fossem ter convosco, e preparassem de antemão a vossa bênção, já antes anunciada, para que esteja pronta como bênção, e não como avareza. E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará. Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria. E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra; Conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; a sua justiça permanece para sempre. Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, também vos dê pão para comer, e multiplique a vossa sementeira, e aumente os frutos da vossa justiça; Para que em tudo enriqueçais para toda a beneficência, a qual faz que por nós se dêem graças a Deus. Porque a administração deste serviço, não só supre as necessidades dos santos, mas também é abundante em muitas graças, que se dão a Deus. Paulo está aqui mostrando aos Coríntios de antemão que não deveriam ser AVARENTOS! Todos os cristãos tem obrigação de ajudar a igreja e devem fazer isso com alegria, com fé, de coração, não como o povo de Israel que levava ao templo por sua decadência espiritual animal coxo, sego e manco. Deveria ser feito com alegria e de coração e mostra ainda Paulo que o que semeia pouco, pouco recebe e o que muito semeia, muito recebe e como tratado no texto acima, não é uma negociata com Deus, mas demonstração de amor, fé e obediência e isso trará as bênçãos ao semeador. O povo tinha que contribuir conforme sua prosperidade, conforme aquilo que recebeu de Deus (2Co 16.2). Se temos que contribuir com frequência, com amor, conforme nossa prosperidade, logo estamos falando do dízimo. Podemos não chamar palavra DÍZIMO, mas se trata da mesma referência ao Antigo Testamento. Antes a Lei obrigava agora a Graça pede que se faça com generosidade, alegria e proporcionalidade! Quem ganha mais da mais e quem ganha menos dá menos, mas todos DEVEM contribuir segundo os três princípios ensinados por Paulo “Dar com amor, generosamente e segundo sua prosperidade”.

      Se quisermos um referencial temos o antigo testamento, que é 10%, mas ninguém será amaldiçoado se não der os 10%, mas será cobrado por Deus se for avarento, reter a semente que como a própria palavra diz que é Deus quem dá essa semente, e se a semente não é plantada na terra, logo não pode haver colheita. Não der conforme sua prosperidade, pois muitas pessoas que me atacaram aqui brutalmente, sendo cristãos insensíveis, mais parecidos com os fariseus que condenaram Jesus, recebem R$3.000,00, R$4.000,00 e ofertam na igreja R$ 50,00, R$ 100,00 e acham que muito fazem e chamam os dizimistas de burros, os pastores de ladrões e mercenários. Claro que existe isso e muitos se beneficiarão disso sobre a fé do povo, mas não é isso meu foco nesse estudo. Todo Pastor é digno de salário no trabalho Cristão (1Tm 5.8) “Os presbíteros que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na palavra e na doutrina”. Dupla honra ou dobrado honorários.

      Queridos, não chamem de dízimo, mas ele é um referencial nosso e com segurança digo que o Cristão deve contribuir muito mais do que 10%, pois no NT as referências mostram que os Cristãos davam muito mais que isso. Eu continuo contribuindo com todo amor os 10%, mas chamo de oferta, conforme nos ensina o Novo Testamento! Aqueles que muito condenaram o dízimo e ofertam migalhas a obra de Deus e acham que muito fazem, não dizimem, literalmente como está escrito na Lei e era atribuído aos Judeus e ficou pra trás na Velha aliança, mas agora Jesus prova os corações dos homens, pois demanda da sua vontade dar com Alegria, Generosidade e Proporcionalidade do que ganha. Como disse lá no princípio, eu defendia o dízimo e muito estudei para chegar nessa conclusão do estudo e no fim reconheço que errei em defender a LETRA do dízimo, mas termino com o mesmo coração limpo e alegre, pois essa liberdade de Cristo não mudou a intenção de meu coração, continuo contribuindo com os 10% como oferta e acho que deveria mais! Algumas pessoas jamais vão se desprender da Avareza, vão achar todas as formas e subterfúgios para burlar a lei de Deus, não podem compreender e nem vão abrir seus corações para isso! Mais do que qualquer dinheiro, existe os Princípios de Deus que não podem ser quebrados, o mesmo princípio antes e hoje se fundem, um pela Lei da obediência e a outra obediência pela Graça, uma vez corrompido e endurecido o coração, existirão milhares de formas de não cumprir as palavras do Senhor. Jesus abençoe a todos.

  14. Se uma pessoa não da o dizimo e diz : OLHA SÓ EU NÃO DOU O DIZIMO E NADA ACONTECE DE RUIM COMIGO. Essa é bastardo, pois esta sem correção como diz a biblia.
    8 Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos.

    MAS QUANDO A PESSOA É REALMENTE DE DEUS, E ELA toca no que é dele então logo vem a correção.
    6 Porque o Senhor corrige o que ama,E açoita a qualquer que recebe por filho.

  15. Os dizimistas que batem no peito e enchem a boca dizendo “eu sou dizimista fiel, deveriam atentar para o que JESUS disse, não propriamente do dízimo, porque este era da lei, mas das ofertas e esmolas.

    “Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita;
    Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente.” Mateus 6:3-4

    • Concordo com você. E tem mais, na parábola do fariseu e publicano, Jesus repudiou o fariseu que se exaltava, e, numa dessas exaltações ele colocava o dízimo (Lc 18.9-12).

      • Pois é por isso não vemos muitos ensinamentos do dizimos no NT, pois JESUS encontrou um povo tão fiel nos dizimos, que até se gabavam disso.
        Porém JESUS ensinou que temos que usar da misericórdia, fé, justiça, sem deixar de ser dizimista…
        PORÉM EM NENHUM MOMENTO NEM JESUS, NEM PAULO, NEM PEDRO E NEM JOÃO.
        Mandou alguém parar de dar o dizimo.

        Só mente os pastores perturbados de hoje fazem isso.

        • Se eles não mandaram ninguém parar de dar dízimo então quer dizer que eles recolhiam os dízimos. Só faltou vc mostrar em que parte da bíblia eles faziam isso.

          • Não há argumentos para justificar que a igreja primitiva dizimava. Pelo que eu sei, os judeus dizimaram enquanto o templo existia, mas a partir do ano 70, depois do templo destruído, eles não dizimaram mais.
            Os cristão não foram gerados com esse princípio, mas com a generosidade, fruto do amor à Deus e ao próximo.
            Achar que Deus vai punir quem não dá o dízimo para megas instituições religiosas, que estão mais para empresas e seus líderes, empresários, é desconhecer, ou ignorar o Evangelho de JESUS!
            Eu escolho Jesus, somente Ele, e vc, com quem fica?

          • Stardust,

            O país já estava em pé de guerra por ter que dizimar à igreja e pagar imposto ao invasor romano, já imaginou se Cristo tivesse falado de mais um imposto, rs, rs, rs,

            Tudo ao seu tempo, meu caro, Cristo não era como a gente, ou seja, precipitado nas palavras e nas ações, aprenda com Ele.

            De semelhante modo foi Paulo, pois deixou bem claro que para não perder os novos convertidos ensinando que a igreja competia sustentar seu pastor, ele ficou trabalhando, ou seja, o evangelho pregado pela metade, em partes, pois Paulo tinha que fazer cestos e ir à busca de quem comprasse.

            Aprenda com Paulo também.

        • cesarr7

          Eu não sou contra o dízimo. Sou contra como ele é ensinado na maioria das denominações. Realmente, a maioria das denominações ensinam de forma errada quanto ao dízimo. E muitos ainda continuam presos a lei quando deveriam estar na graça. Se nós quisermos dar o dízimo, que seja como fez Abraão, de forma voluntária sem pressão de ninguém ou obrigação. E se a pessoa não der, não tem que ser tratado diferente de quem dá, pois, a Bíblia diz para não fazermos acepção de pessoa (Tg 2.1-9). E os pastores (da qual me incluo) tem que ajudar com os dízimos e as ofertas os irmãos necessitados. Coisa que pouco ou nada se faz hoje em dia.

          • O renato.
            Me desculpe vocês vivem falando de graça.
            Mas na verdade vocês nem sabem o que é graça, e nem o que significa ser salvo pela graça.
            Na cabeça dos crentes estar na graça, e ter tudo de graça sem precisar fazer nada. e se não tem o que querem nessa graça.
            LOGO LANÇAM O JARGÃO DE CRENTE DERROTADO: “” É PORQUE NÃO ERA DA VONTADE DE DEUS “”

            TODO crente derrotado vive com esse jargão ‘” EU NÃO TIVE OU NÃO DEU CERTO PORQUE NÃO ERA DA VONTADE DE DEUS “”
            Na verdade vocês nem sabe o que é graça, e por isso se tornam fracassados derrotados e miseraveis. ficam esperando algo de graça, como se DEUS, fosse um garçon que tem que dar tudo de graça, AO DONDOCAS PECADORES QUE mataram seu filho em uma cruz.

            REALMENTE MILHÕES DE CRENTES ESTÃO INDO PARA O INFERNO POR CAUSA DA pregação errada sobre graça.
            é esse tipo de coisa que fazem pastores criar a doutrina demonica de que uma vez salvo salvo para sempre. e da tal predestinação, e que tal pessoas foi escolhida antes de nascer para ser salvo, e o outro foi escolhido para ir para o inferno….

            MAS EU REPITO E AFIRMO.
            Todo cristão verdadeiro jamais se negara a dar 10% de sua renda para a pregação do evangelho..

            MAS TODO CRENTE FALSO SE NEGARA A DAR 10% ou mais para a obra de DEUS.

            NINGUÉM VAI PARA O INFERNO POR NÃO DEVOLVER DIZIMO.
            A pessoa vai para o inferno por não crer em JESUS de verdade, e por NÃO ENTREGAR A VIDA A ELE.
            É isso que leva a pessoa para o inferno…

            MAS AI EU PERGUNTO. UMA PESSOA QUE CRÊ EM JESUS DE VERDADE, E FOI POR ELE SALVO, E EXPERIMENTOU A ALEGRIA DA SALVAÇÃO, e teve um encontro com DEUS, essa pessoa VAI SE NEGAR A DAR 10% DE SUA RENDA PARA A PREGAÇÃO DO EVANGELHO?
            Nunca, ela nunca negará isso muito pelo contrario ela dará mais do que 10%, ela se despojará de tudo o que for preciso, A EXEMPLO DO QUE FIZERAM A IGREJA PRIMITIVA. Não deram apenas 10% Mas davam tudo o que era pedido.
            E QUEM JA EXPERIMENTOU A ALEGRIA DA SALVAÇÃO SABE DO QUE ESTOU FALANDO…

            É por isso que digo e afirmo. QUEM É CONTRA O DIZIMO, NUNCA TEVE UM ENCONTRO COM DEUS, NUNCA EXPERIMENTOU A ALEGRIA DA SALVAÇÃO, NUNCA CREU EM JESUS DE VERDADE.
            Por isso nunca foi salva…
            POIS SE FOSSE NÃO NEGARIA A DEUS 10% DE SUA RENDA PARA MATAR A SEDE DE GANHAR ALMAS…

            A mulher samaritana, negou água a JESUS. mas isso porque ela adorava o que ela não conhecia.
            ASSIM SÃO ESSES CRENTES QUE NEGAM 10% DE SUA renda a obra de DEUS, pois adoram algo que elas não conhecem….

    • Correto MARY.
      Se um individuo ler o novo testamento, hebreus por exemplo, só sendo um safaaaado e anticristo mercenário para cobrar dizimo do povo, mentindo que é da graça, e ainda ele terá que dizer que ele é da tribo de Levi (somente os da tribo de Levi tinham este direito Heb7:5). e ainda por cima se faz de sacerdote no lugar do MESSIAS, (pois só os sacerdotes podiam receber dizimo dos seus irmãos). Quem fizer isso consciente isso nega o sacerdócio do MESSIAS e ensina isto levando o povo à condenação.

  16. Se uma pessoa não da o dizimo e diz : OLHA SÓ EU NÃO DOU O DIZIMO E NADA ACONTECE DE RUIM COMIGO. Essa é bastardo, pois esta sem correção como diz a biblia.
    8 Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos.

    MAS QUANDO A PESSOA É REALMENTE DE DEUS, E ELA toca no que é dele então logo vem a correção.
    6 Porque o Senhor corrige o que ama,E açoita a qualquer que recebe por filho…….

        • SOUZA
          REALMENTE NOSSO PSICÓLOGO DE APOLOGETA E CIENTISTA GENÉTICO, PESQUISANDO O DNA DE STARDUST CONSTATOU 75% FILHO DE SATÃ E 24% DE JEZABEL, APENAS 1% DO CRIADOR O SENHOR DEUS, É ISTO QUE SE PODE VER OLHANDO PARA ELE. A IMAGEM DO QUE UM DIA FOI A CRIATURA DE DEUS, E FOI ADOTADO PELO SATÃAAAAAAAAAAAAAA.
          PARABÉNS SOUZA.
          ABRAÇOS

      • Stardust.

        Calma aí, quer dizer que os evangélicos agora estão fazendo igual aos católicos, como seja, construindo suas igrejas objeto da doação do entes públicos?

        Se há como você diz cada vez mais gente deixando de participar financeiramente, então ou é o estado que está dando suporte ou estão plantando e vendendo maconha pra sustentarem às suas igrejas.

        Pirou, meu caro, ou está fazendo uso de fumaça estragada?

        • Qual deus precisa de estes homens limitados pecadores terrenos lhe façam casa de pedra? Ou que lhe sirvam algo humano?
          O Criador fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas. Quando a Samaritana perguntou se tinha que adorar no Templo o MESSIAS respondeu que o PAI busca adoradores que o adorem em espírito e em verdade. Não no templo, nem no monte.

          Estas religiões nascidas do catolicismo, seguem o mesmo processo de criações de dogmas para fazer o povo escravo das suas práticas. Nesta é muito semelhante à católica mãe em alguns quesitos, como, lá na católica o patrono que fala é o PAPA na IURD é o Maiscedo, ambos são tratados como semi-deus onde oque falam é considerado palavra de deus, e o que o Messias ensinou é debochado o tempo todo. Agora o ápice da blasfemia criaram o templo de Herodes que o Messias profetizou a destruição ‘não ficará pedra sobre pedra’ e foi destruído no ano 70dc. Chegaram a enterrar a bíblia em cerimonia como fazem os maçons (tem na net)

          Quem conhece o Criador de tudo como Shaul, não é enganado por construtores de prédios!

          Atos:17 O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens;
          Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas;
          E de um só SANGUE FEZ toda a geração dos HOMENS, para habitar sobre toda a face da terra, determinando os TEMPLOS já dantes ordenados, e os limites da sua habitação;
          Para que buscassem ao Senhor, se porventura, tateando, o pudessem achar; ainda que não está longe de cada um de nós;
          Porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos; como também alguns dos vossos poetas disseram: Pois somos também sua geração.
          Sendo nós, pois, geração de Deus, não havemos de cuidar que a divindade seja semelhante ao ouro, ou à prata, ou à pedra esculpida por artifício e imaginação dos homens.
          Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam;
          Porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do homem que destinou; e disso deu certeza a todos, ressuscitando-o dentre os mortos. Atos 17:24-31

          Seja templo! Ser o templo é a maior dadiva que o Criador poderia dar à homens, e eles negam este privilégio criando templos e altares externos e por isso acabam sendo enganados por mercenários (leia joão 10).

          Bom irmão, da sua parte, você pode fazer acepção facções como gostarem todas contrárias ao Messias, mas eu da minha prefiro seguir o Messias.

          Vocês não creem no Messias? Usam apenas para tirar dinheiro do povo incauto?

          Não guardais os ensinos do MESSIAS que nos ensinou: Vós, porém, não queirais ser chamados Rabi, porque um só é o vosso Mestre, a saber, o Cristo, E TODOS VÓS SOIS IRMÃOS. todos vós sois irmãos.

          Não sabeis que ao Criador agrada que vos ameis uns aos outros como irmãos?

          E engraçado vocês sacerdotes que adoram ensinar Malaquias sobre dízimos como se você para o povo hoje, não aceitam o resto do livro?

          7 Porque os lábios do sacerdote devem guardar o conhecimento, e da sua boca devem os homens buscar a lei porque ele é o mensageiro do Senhor dos Exércitos.
          8 Mas vós vos desviastes do caminho; a muitos fizestes tropeçar na lei; corrompestes a aliança de Levi, diz o Senhor dos Exércitos.
          9 Por isso também eu vos fiz desprezíveis, e indignos diante de todo o povo, visto que não guardastes os meus caminhos, mas fizestes acepção de pessoas na lei.
          10 NÃO TEMOS NÓS TODOS UM MESMO PAI? NÃO NOS CRIOU UM MESMO DEUS? POR QUE AGIMOS ALEIVOSAMENTE CADA UM CONTRA SEU IRMÃO,PROFANANDO A ALIANÇA DE NOSSOS PAIS?

          Quanta história para devorar a casa das viúvas!

          Me responda então você, se você acha certo pagar o dizimo, sabemos que pela somente os irmãos da tribo de LEVI podem tomar dízimos dos irmãos das outras tribos. Como farei eu para ir lá dar dizimo em ISRAEL?

          Ou você vai me dizer que agora você é o caixa de DEUS? Onde está escrito isso?
          Onde o Messias está dizendo que agora vocês cães gulosos podem tomar dizimo do povo?
          Como funciona este sistema que vocês criaram? Qualquer um que abre uma igreja (CNPJ), aluga um salão, agora pode se dizer tomador de dízimos deste seu deus?

          PARA DE ENGANAR O PRÓXIMO E VAI TRABALHAR!

          Me responda então você, se você acha certo dar o dízimo hoje, Sabemos que pela bíblia, somente os irmãos da tribo de LEVI podem tomar dízimos dos irmãos das outras tribos. Como farei eu para ir lá dar dizimo em ISRAEL?
          Ou você vai me dizer que agora você é o caixa de DEUS? Onde está escrito isso?
          Onde o Messias está dizendo que agora vocês cães gulosos podem tomar dizimo do povo?
          Como funciona este sistema que vocês criaram? Quem pode cobrar dizimo em nome deste deus? Quem aluga um salão e regista uma denominação evangélica?? Qualquer um que abre uma igreja (CNPJ), aluga um salão, agora pode se dizer tomador de dízimos deste seu deus?

          PARA DE ENGANAR O PRÓXIMO E VAI TRABALHAR!

          Irmãos! Muitos falsos profetas tem enganado a muitos e levado ao engano a ganancia e não ao amor verdadeiro. Saiam da Babilonia e busquem o criador. Cada um prestará contas individualmente ao Criador. Não vai adiantar falar que deu pro macedo porque ele é grande e riquíssimo. Quando o povo estiver diante do criador e o criador perguntar como em Mateus 25:31-46 não vai adiantar culpar o pastor que lhe ensinou errado. Não adiantou Adão culpar eva, você acha que vai poder dizer ” Ah deus, mas o pastor me enganou eu dei pra ele!!! Ele não te deu?? Não tenho culpa”

          ** Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;
          Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;
          Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes.
          Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos?
          Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.
          E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.

          Um deus que precisa de dinheiro humano não é o Criador dos céus e da terra que é espirito.

          Paulo (Shaul) era apostolo dos gentios. Mas quantas vezes ele explica esta estoria, de tem que dar dizimo pra ele, aos os gentios? Ele fala que os gentios convertidos agora, tem que dar DIZIMO pra ele, para não roubar deus e ser salvo? Este povo gentio, que não são conhecia a LEI, ou seja, não praticavam os preceitos da LEI, não tinham que ser ensinados?
          Pelo contrário, se ler o NT, verá todo o tempo afirmando que toda a LEI acabou e agora o sacerdócio é do MESSIAS, na graça, o único que pode levar ao PAI, ele é o único Pastor.

          Estas instituições criadas por homem, são uma grande blasfêmia, uma babilônia, ninguém pode ser salvo por um CNPJ, uma instituição que toma o lugar do próprio Messias. Estes doutores da LEI lançam fardos ao povo, eles mesmos não entram no reino, e fecham a porta aos outros que entrariam. (o messias falou em MATHEUS 23)

          Irmão.
          Primeiramente, o mesmo direito que eu você tem de falar e expressar opinião é o mesmo que eu tenho. Então se você se acha no direito de lançar maldição e dogmas, doutrinas sobre as pessoas, eu tenho direito de mostrar a verdade. Se você se acha no direito de dizer que quem não dá pro pastor rouba a deus, eu digo que quem diz que o homem rouba a deus porque não dá pro pastor é um enganado ou enganador dependendo do dolo.

          Segundo. Ninguém pode, nem poderia, e NEM PODERÁ cumprir toda a Lei a não ser o Messias. Ele sim cumpriu toda a LEI no nosso lugar e pagou o preço.
          Se você crê que será salvo cumprindo a LEI, está muito engando e não compreende a graça. Quando você usa textos isolados, seus ganchos para tentar criar uma doutrina o povo, e você tem todo direito religioso para isso, assim como eu tenho de ler a escritura linearmente e conhecer a verdade, que vocês doutores da Lei escondem das ovelhas e tem medo que descubram e fiquem livres.

          Terceiro E não venha com esta farsa que não estão tomando o lugar do salvador. Toda instituição, CNPJ, criar um templo, que toma sobre si hoje o direito de dizer que quem não a frequenta está desviado, não será salvo, ou está roubando a deus, ESTÁ TOMANDO SIM O LUGAR DO SALVADOR E LANÇANDO FARDO SOBRE AS OVELHAS e não faz isso perante as escrituras. Pode fazer segundo sua liberdade de religião, mas se disser que está fazendo isso porque JESUS mandou mente e engana ou repete as mentiras que ouviu. Impõem uma nova LEI mista, utilizando-se do velho testamento e do novo como quando convém, para aprisionar as ovelhas no aprisco.
          O MESSIAS MANDOU AMAR O PRÓXIMO! FAZER DISCÍPULOS, REPARTIR O PÃO DA VIDA, E NÃO CRIAR INSTITUIÇÕES PARA SER SALVO, NEM PRATICAR LITURGIAS.

          Ao invés de ensinarem o povo a praticar o amor ao próximo, fazem como os fariseus que tiravam dinheiro das viúvas, ao invés de ajuda-las, com pretexto de prolongadas orações.
          “Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos?
          Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.”

          ONDE O MESSIAS MANDOU DAR PRA INSTITUIÇÃO E PRA PASTOR COMPRAR CARRO IMPORTADO??? ONDE ESTÁ PARA AJUDAR A CONSTRUIR TEMPLOS E JUNTAR TESOUROS NA TERRA? QUEM ENSINA ISSO ENSINA CONTRA O MESSIAS. POIS ELE FEZ DE NOS TEMPLO.

          Me prova então nas palavras do MESSIAS que eu tenho QUE ENTRAR UMA BABILÔNIA (CONFUSÃO) DESTAS E ME TORNAR MEMBRO PARA SER SALVO? JESUS NUNCA MANDOU CONSTRUIR TEMPLOS! ELE PREGOU CONTRA O TEMPLO E PROFETIZOU SUA QUEDA QUE HOUVE . PAULO PREGAVA CONTRA O TEMPLO! Esta babilônia de templos cristãos iniciou-se com o Imperador Constantino no terceiro século que criou o cristianismo.

          Se quer refutar que não mudou a aliança, que a graça é praticar a LEI, tem que começar refutando LIVRO POR LIVRO, e não pedacinhos fora de contexto.

          ** Mas agora este tem conseguido tanto melhor ministério, quanto é Mediador ainda de uma melhor aliança, a qual tem sido decretada sobre melhores promessas. Hebreus 8:6 Pois se aquela primeira aliança tivesse sido livre de defeito, não se teria buscado ocasião para uma segunda. Hebreus 8:7 ***

          *** Esta é a aliança que estabelecerei com a casa de Israel Depois daqueles dias, diz o Senhor, IMPRIMINDO AS MINHAS LEIS NA MENTE DELES, Eu as escreverei também sobre os seus corações; Serei para eles Deus, E eles serão para mim povo. Cada um NÃO ENSINARÁ ao AO SEU CONCIDADÃO, NEM CADA UM AO SEU IRMÃO, dizendo: Conhece ao Senhor; Pois todos me conhecerão Desde o menor até o maior deles. Hebreus 8:10-11

          VEJA ACIMA QUE AGORA O ACESSO É DIRETO! o MESSIAS fez um caminho direto ao PAI. Assim como ele mesmo afirmou várias vezes, ele é o PASTOR que dá a vida pelas suas ovelhas. Quem é sua ovelha ouve sua voz, ams O mercenário que se faz de pastor foge. (Leia João 10)

          Pois eu lhes perdoarei as suas iniquidades, e não me lembrarei mais dos seus pecados.
          Dizendo: nova aliança, ele tem feito antiquada a primeira; mas aquilo que se está tornando ANTIQUADO E ENVELHECIDO, perto está de DESAPARECER Hebreus 8:12-13

          A nova aliança da graça é muito clara. Posso ficar aqui postando todos os livros DENTRO DO CONTEXTO. Mas vocês doutores da lei querem uma religião, rejeitaram a pedra angular.

          Aquele que transgride a Lei de Moisés, sendo-lhe provado com duas ou três testemunhas, morre sem misericórdia; de quanto mais severo castigo, pensais vós, será julgado digno aquele que calca aos pés o Filho de Deus e tem em conta de profano o sangue da aliança, com que foi santificado, e ultraja ao Espírito da graça? Hebreus 10:28-29

          Esta inst.fundada por constantino no terceiro século que se intitulava o a religião verdadeira, sempre construiu vultuosos prédios. e certo momento um de seus sacerdotes resolveu separar-se e protestar contra algumas de suas práticas e assim nasceu a primeira filha protestante da mãmae.
          Mudaram os nomes das coisas, mas manteve a maior parte das liturgias e ensinos.
          Esta instituição tinha missas, que foram adaptadas no protestantismo para
          cultos. Nas missas havia as musicas sacras, e nas protestantes as músicas gospels, pois misteriosamente ambos os deuses adoram cantorias litúrgicas.
          As duas cobram dizimos para sustentar este sistema, mas algumas filhas mais moderninhas deram uma modernizada na cobrança prometendo ainda mais vantagens do que a mamãe.
          Na idade média a inst. cobrava frequência nos seus prédios para salvação. Hoje as filhas também cobram.
          Esta instituição tinha eucaristia, que foram adaptadas no protestantismo para santa ceia.
          O Batismo continua presente nas duas, de formas diferentes pode ser, mas está presente.
          Esta instituição mãe tem um sacerdote, que comanda e que usa a biblia para apoiar seu discurso, as instituições evangélicas tem um também e seguem o mesmo esquema. (lembrando que a bíblia foi compilada pela instituição criada por constantino e colocaram versículos e capítulos).
          Na idade média a inst. . cobrava indulgencias, sacrifícios financeiros, pela salvação não é verdade?
          Realmente não se parece nada não é mesmo?
          E ainda tem muito mais. Mas hoje fico por aqui…

    • Cesarrr7. Se um individuo ler o novo testamento, hebreus por exemplo, só sendo um safaaaado e anticristo mercenário para cobrar dizimo do povo, mentindo que é da graça, e ainda ele terá que dizer que ele é da tribo de Levi (somente os da tribo de Levi tinham este direito). e ainda por cima se faz de sacerdote no lugar do MESSIAS, (pois só os sacerdotes podiam receber dizimo dos seus irmãos). Quem fizer isso consciente isso nega o sacerdócio do MESSIAS e ensina isto levando o povo à condenação.

        • Me responda então você, se você acha certo dar o dízimo hoje, Sabemos que pela bíblia, somente os irmãos da tribo de LEVI podem tomar dízimos dos irmãos das outras tribos. Como farei eu para ir lá dar dizimo em ISRAEL?
          Ou você vai me dizer que agora, muito conveniente, você ou estes outros cães gulosos, são o caixa de DEUS? Onde está escrito isso?
          Onde o Messias está dizendo que agora cães gulosos podem tomar dizimo do povo?
          Como funciona este sistema que vocês criaram? Quem pode cobrar dizimo em nome deste deus que precisa de grana do povo da terra pra sustentar ele? Será que é quem aluga um salão e regista uma denominação evangélica??
          Então qualquer um que abre uma igreja (CNPJ), aluga um salão, agora pode se dizer tomador de dízimos deste seu deus?

          TOMA VERGONHA! PARA DE ENGANAR O PRÓXIMO E VAI TRABALHAR!

    • Aff você defende o dízimo de uma forma, que nem o senhor Jesus defendia, as vezes que ele mencionava o dizimo na biblia era so para chamar os outros de hipocrita, fala sério irmão acredito que existe outras coisas muito mais importantes do que o dizimo, a gente deve fazer para Deus por amor a obra Dele, e a luz da palavra a salvação é de graça ninguem vai perde-la porque deixou de dizimar não. Cada um contribua segundo propos o seu coração….

      • ELIZANGELA.

        A questão não é quem defenda o dízimo com tanta força, sim como stardust condena, e não apenas o dízimo, qualquer coisa que tente garantir uma igreja sobreviver e pregar o evangelho. Evangelizar é um exercício diário, é caro, e feito por um exército de pessoas, e Cristo mandou que nós ajudássemos financeiramente e materialmente os que pregam o evangelho. Arrancou essas páginas de sua bíblia?

  17. Eu vou dizer algo para vcs, a maioria dos dizimistas, o são, por medo, por obrigação e por agradecimento por que receberam alguma bênção. Então transferem ao homem (pastor), o agradecimento (dízimo).
    Em qualquer uma dessas situações, o sentimento é do dever cumprido. (Toma lá da cá!)
    O relacionamento dessas pessoas com Deus é medido por essa condição (devolver o dízimo). Onde, no AT, fala que o dízimo é devolução?

    • Mary
      Nem no AT e nem no NT fala que o dízimo é devolução ao que é do Senhor. Vamos alalisar o seguinte. Se você me der um livro de presente, o livro será meu; eu não preciso te devolver. Agora, de você me emprestar um livro, o livro não é meu. Eu tenho que te devolver. A Bíblia fala de um Deus que dá e não de um Deus que empresta. Certo?

      Observa o que Paulo fala em Atos 17.25: “Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas”.

      Eu não concordo com essa expressão de que o dízimo é a devolução daquilo que é de Deus.

    • Paulo (Shaul) era apostolo dos gentios. Mas quantas vezes ele explica esta estoria, de tem que dar dizimo pra ele, aos os gentios? Ele fala que os gentios convertidos agora, tem que dar DIZIMO pra ele, para não roubar deus e ser salvo? Este povo gentio, que não são conhecia a LEI, ou seja, não praticavam os preceitos da LEI, não tinham que ser ensinados?
      Pelo contrário, se ler o NT, verá todo o tempo afirmando que toda a LEI acabou e agora o sacerdócio é do MESSIAS, na graça, o único que pode levar ao PAI, ele é o único Pastor.

      Estas instituições criadas por homem, são uma grande blasfêmia, uma babilônia, ninguém pode ser salvo por um CNPJ, uma instituição que toma o lugar do próprio Messias. Estes doutores da LEI lançam fardos ao povo, eles mesmos não entram no reino, e fecham a porta aos outros que entrariam. (o messias falou em MATHEUS 23)

      • Verdade
        Você tem todo o direito de discordar seja de quem for. Mas, quando você diz que as congregações evangélicas (ao qual você chama de instituições criadas pelo homem) são blasfemas e as chama de babilônias, você já está levando por um lado ofensivo sem ao menos respeitar a decisão de quem quer frequentar um templo denominacional. Qualquer pessoa tem o direito de seguir a religião que quiser e todas merecem ser respeitadas.

        Em nenhum momento cristão nenhum disse que CNPJ salva. É você quem está dizendo isso. E nem tampouco nós dizemos que tomamos o lugar do Messias. E se eu for seguir o teu raciocínio, então serei obrigado a dizer que você também toma o lugar do Messias, pois você usa um pseudomio chamado “Verdade” e a única verdade é Jesus.

        Você diz que no NT a lei acabou. Ora! Se a lei acabou então temos algumas contradições tanto de Jesus quanto a de Paulo. Jesus disse: “Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir” (Mt 5.17). E Paulo diz que onde não há lei, também não há transgressão (Rm 4.15). Então, se a lei acabou como você diz, também não existe mais pecado, podemos fazer o que quer e está tudo bem.

        Você está confundido abolir com cumprir. Jesus cumpriu a lei e não aboliu a lei conforme Ele mesmo diz. E, quando Paulo fala que o fim da lei é Cristo (Rm 10.4), Paulo nunca disse que Cristo aboliu a lei. A palavra fim em Romanos vem do grego télos que tem o sentido de cumprimento, conclusão; enquanto que as palavras destruir e ab-rogar em Mateus vem do grego katalýo que tem o sentido de anular, invalidar.
        Jesus não aboliu a lei; Ele concluiu a lei na cruz (Jo 19.30). O que Jesus aboliu foi o antigo pacto, o antigo concerto (2Co 3.14). Se Cristo tivesse abolido a lei não haveria pecado (Rm 4.15).
        Nós não vivemos na lei; vivemos na graça pelo fato de a lei não ter poder para justificar. A lei foi dada para que nós tivéssemos pleno conhecimento do pecado (Rm 3.20). Nós somos salvos pela graça mediante a fé (Ef 2.8).

        • Irmão.
          Primeiramente, o mesmo direito que eu você tem de falar e expressar opinião é o mesmo que eu tenho. Então se você se acha no direito de lançar maldição e dogmas, doutrinas sobre as pessoas, eu tenho direito de mostrar a verdade. Se você se acha no direito de dizer que quem não dá pro pastor rouba a deus, eu digo que quem diz que o homem rouba a deus porque não dá pro pastor é um enganado ou enganador dependendo do dolo.

          Segundo. Ninguém pode, nem poderia, e NEM PODERÁ cumprir toda a Lei a não ser o Messias. Ele sim cumpriu toda a LEI no nosso lugar e pagou o preço.
          Se você crê que será salvo cumprindo a LEI, está muito engando e não compreende a graça. Quando você usa textos isolados, seus ganchos para tentar criar uma doutrina o povo, e você tem todo direito religioso para isso, assim como eu tenho de ler a escritura linearmente e conhecer a verdade, que vocês doutores da Lei escondem das ovelhas e tem medo que descubram e fiquem livres.

          Terceiro E não venha com esta farsa que não estão tomando o lugar do salvador. Toda instituição, CNPJ, criar um templo, que toma sobre si hoje o direito de dizer que quem não a frequenta está desviado, não será salvo, ou está roubando a deus, ESTÁ TOMANDO SIM O LUGAR DO SALVADOR E LANÇANDO FARDO SOBRE AS OVELHAS e não faz isso perante as escrituras. Pode fazer segundo sua liberdade de religião, mas se disser que está fazendo isso porque JESUS mandou mente e engana ou repete as mentiras que ouviu. Impõem uma nova LEI mista, utilizando-se do velho testamento e do novo como quando convém, para aprisionar as ovelhas no aprisco.
          O MESSIAS MANDOU AMAR O PRÓXIMO! FAZER DISCÍPULOS, REPARTIR O PÃO DA VIDA, E NÃO CRIAR INSTITUIÇÕES PARA SER SALVO, NEM PRATICAR LITURGIAS.

          Ao invés de ensinarem o povo a praticar o amor ao próximo, fazem como os fariseus que tiravam dinheiro das viúvas, ao invés de ajuda-las, com pretexto de prolongadas orações.
          “Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos?
          Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.”

          ONDE O MESSIAS MANDOU DAR PRA INSTITUIÇÃO E PRA PASTOR COMPRAR CARRO IMPORTADO??? ONDE ESTÁ PARA AJUDAR A CONSTRUIR TEMPLOS E JUNTAR TESOUROS NA TERRA? QUEM ENSINA ISSO ENSINA CONTRA O MESSIAS. POIS ELE FEZ DE NOS TEMPLO.

          Me prova então nas palavras do MESSIAS que eu tenho QUE ENTRAR UMA BABILÔNIA (CONFUSÃO) DESTAS E ME TORNAR MEMBRO PARA SER SALVO? JESUS NUNCA MANDOU CONSTRUIR TEMPLOS! ELE PREGOU CONTRA O TEMPLO E PROFETIZOU SUA QUEDA QUE HOUVE . PAULO PREGAVA CONTRA O TEMPLO! Esta babilônia de templos cristãos iniciou-se com o Imperador Constantino no terceiro século que criou o cristianismo.

          Se quer refutar que não mudou a aliança, que a graça é praticar a LEI, tem que começar refutando LIVRO POR LIVRO, e não pedacinhos fora de contexto.

          ** Mas agora este tem conseguido tanto melhor ministério, quanto é Mediador ainda de uma melhor aliança, a qual tem sido decretada sobre melhores promessas. Hebreus 8:6 Pois se aquela primeira aliança tivesse sido livre de defeito, não se teria buscado ocasião para uma segunda. Hebreus 8:7 ***

          *** Esta é a aliança que estabelecerei com a casa de Israel Depois daqueles dias, diz o Senhor, IMPRIMINDO AS MINHAS LEIS NA MENTE DELES, Eu as escreverei também sobre os seus corações; Serei para eles Deus, E eles serão para mim povo. Cada um NÃO ENSINARÁ ao AO SEU CONCIDADÃO, NEM CADA UM AO SEU IRMÃO, dizendo: Conhece ao Senhor; Pois todos me conhecerão Desde o menor até o maior deles. Hebreus 8:10-11

          VEJA ACIMA QUE AGORA O ACESSO É DIRETO! o MESSIAS fez um caminho direto ao PAI. Assim como ele mesmo afirmou várias vezes, ele é o PASTOR que dá a vida pelas suas ovelhas. Quem é sua ovelha ouve sua voz, ams O mercenário que se faz de pastor foge. (Leia João 10)

          Pois eu lhes perdoarei as suas iniquidades, e não me lembrarei mais dos seus pecados.
          Dizendo: nova aliança, ele tem feito antiquada a primeira; mas aquilo que se está tornando ANTIQUADO E ENVELHECIDO, perto está de DESAPARECER Hebreus 8:12-13

          A nova aliança da graça é muito clara. Posso ficar aqui postando todos os livros DENTRO DO CONTEXTO. Mas vocês doutores da lei querem uma religião, rejeitaram a pedra angular.

          Aquele que transgride a Lei de Moisés, sendo-lhe provado com duas ou três testemunhas, morre sem misericórdia; de quanto mais severo castigo, pensais vós, será julgado digno aquele que calca aos pés o Filho de Deus e tem em conta de profano o sangue da aliança, com que foi santificado, e ultraja ao Espírito da graça? Hebreus 10:28-29

          • Verdade
            Onde você viu eu lançar maldição a alguém? Tem certeza que é pra mim que você está falando? Onde você viu eu dizer que quem não dá pro pastor rouba a Deus? Eu sou contra isso irmão. Acho que você está se dirigindo à pessoa errada. O que eu disse que você pode discordar seja de quem for mas, sem denominar as pessoas ou as denominações de babilônia e que são blasfêmias. Só isso que eu disse no início.

            Sinceramente, lendo o restante de sua resposta, já vi que é perda de tempo dialogar com pessoas que deturpa tudo que eu disse. Dialogar com quem deturpa as palavras das pessoas é lançar pérolas aos porcos. E eu não vou perder meu tempo.

            Se você quiser dialogar comigo, estarei aberto ao diálogo, somente não deturpe as minhas palavras.

    • MARY
      Sim o dono da gessy lever o dono da aveia quaker, que dão 99% da sua renda são covardes que se deixam assustar por prs. kkkkkkk conta outra e já pode fazer standap
      Neymar da R$ 40 mil por mês de dízimo na igreja batista peniel verdadeiro touxa e covarde
      Iris Abravanel, autora de novelas e mulher do apresentador e empresário Silvio Santos, se converteu em 1998. Em entrevista para a revista ‘IstoÉ’, a Íris contou que foi convertida dentro de casa, pelo copeiro.

      “Em 8 de outubro de 1998, decepcionada com todas as outras religiões que havia experimentado, pedi para Deus que, se ele existisse, desse uma prova de sua existência. Estava em casa e pedi um café.

      O José me trouxe e logo foi dizendo: “Olha, dona Íris, ainda bem que a senhora me chamou. Eu estava lá no seu jardim e o meu Deus mandou eu te dizer que a senhora é muito amada por Jesus”. Comecei a chorar”, contou.
      Sula Miranda lançou o seu primeiro disco em 1986 e, em poucos dias, vendeu mais de 250 mil cópias, ganhando aí o título de Rainha dos Caminhoneiros. Convertida na Igreja Universal do Reino de Deus, ela resistia fortemente à decisão de nunca mais voltar a cantar mas, ‘por um pedido de Deus’, ela voltou atrás e lançou o seu primeiro CD gospel.

      Algum tempo depois, Sula decidiu voltar a cantar sertanejo, mas em seu site oficial, a irmã de Gretchen mostra que a religião ainda é muito presente em sua vida. Ela dá dicas de orações, de como viver bem e de como ser uma mulher virtuosa. “Sou uma cantora sertaneja que vive a fé cristã e quero compartilhar. A conversão aconteceu porque houve um arrependimento geral, a vontade de ser outra pessoa”, disse Sula em entrevista ao site ‘EGO’.
      Em entrevista ao ‘Fantástico’, exibida em julho de 2012, Rosane Malta, ex-esposa de Fernando Collor, confirmou que para se defender de inimigos políticos, o ex-presidente participava de sessões de magia negra nos porões da Casa da Dinda, a residência oficial do casal em Brasília.

      Hoje, solteira e sem filhos, Rosane vive sozinha e se dedica a atividades religiosas e sociais da igreja evangélica batista El Shaddai, à qual se converteu alguns anos atrás. Segundo o site ‘IG’, frequentadores da igreja disseram que Rosane é uma das discípulas mais assíduas e participa com afinco das obras sociais.
      Joana Prado era a personagem sensual ‘Feiticeira’ do programa H, antigo programa do Luciano Huck na Band e foi recordista de vendas da ‘Playboy’. Hoje, a loira abandonou a carreira artística para se dedicar a família, se converteu e frequenta a igreja evangélica
      Então MARY achar que pobres de espirito são aqueles que dízimam kkkkkkk

      • Josecarvalho relatou casos de convertidos, e tenta me convencer que eles se converteram ao dízimo, segundo o seu entendimento.
        Irmãos amigos, vejam só como a doutrina do dízimo está entronizada no coração e na mente dos evangélicos! É um absurdo!
        Essas pessoas se converteram a JESUS e, por Ele, tiveram suas vidas mudadas. Se ofertam, ou dizimam, o fazem por amor, ou porque são doutrinadas a fazê-lo! Mas, o importante e o que realmente importa, é terem JESUS em suas vidas, e não por serem dizimistas fiéis!
        Eu ouço falar há muito tempo desse dono da Gessy lever, nunca ouvi um relato dele em pessoa, seja gravado ou escrito. Já ouvi outros depoimentos de mega empresários americanos que tb dão dízimos altos, mas não sei a vida deles, como são em casa como tratam esposa e filhos e empregados. Então, sei apenas que dizimam.
        Sei tb de mega empresários que fazem caridade e não contam para ninguém. Financiam instituições de caridade, asilos e orfanatos. Será que perante Deus, eles estão em desvantagem comparando com os que dizimam para igrejas? É fácil ser rico, ganhar dinheiro como água e depositar um alto valor nas mãos de pastores e sentir bem com a consciência aliviada.
        Zé, o evangelho é para o meu próximo, para o pobre, a criança e o doente. Eles são o gazofilácio divino, onde devemos depositar os nossos bens.

          • AOS AMIGOS DO CLUBE POEIRINHA DA ESTRELA CAÍDA INIMIGOS DE DEUS. MARY MALEVOLA E MENTIRA
            “A inveja é a paixão que vê com maligno desgosto a superioridade dos que realmente têm direito a toda a superioridade que possuem.” (Adam Smith)

            Tom Jobim já dizia que, no Brasil, o sucesso é ofensa pessoal. Pode ser politicamente incorreto dizer isso, mas não deixa de ser verdade: somos um país dominado por invejosos. A inveja não encontrou, por aqui, freios sociais possantes. É o que costuma acontecer em países mais coletivistas. Afinal, o sucesso é o destaque de indivíduos frente ao grupo, por seus méritos pessoais. E isso pode não ser muito suportável para aqueles que não chegam lá…

            Em entrevista recente, a modelo e apresentadora Fernanda Lima foi mais uma a desabafar: ”Acho que a gente tem que estar aberto as críticas e quanto mais sucesso você faz, mais críticas você recebe. É muito difícil fazer sucesso no Brasil, as pessoas não gostam muito de ver as pessoas subindo, fazendo sucesso. Eu aprendi a lidar com isso. Hoje em dia não me magoa tanto, mas já fiquei bem chateada com as críticas”.

            O grande perigo da pressão social movida pela inveja é impor um comportamento politicamente correto e covarde nas pessoas bem-sucedidas. O rico empresário, mesmo honesto, tem vergonha de assumir que ganhou dinheiro e que isso não é pecado, mas sim fruto de seus méritos. A bela modelo fica constrangida porque a beleza incomoda, principalmente numa época de total relativismo ético e estético. E por aí vai.

            Se o Brasil pretende avançar, prosperar, e preservar liberdades individuais, então vai ter de lidar com essa “inveja coletiva”, uma marca nacional que atravanca nosso desenvolvimento e mantém o país preso à mediocridade.

            Sim, algumas pessoas são melhores, possuem mais habilidades em áreas específicas, são mais inteligentes, esforçam-se mais, desfrutam de maior beleza, desenvolveram hábitos mais virtuosos. Repetir que “todos são especiais” é consolo para fracassado e o mesmo que dizer que ninguém é especial.

            Hitler, afinal, era um ser humano. Somos mesmo todos “apenas diferentes”? Está na hora de assumir que não, e colocar a pressão social contra os invejosos, e não contra seus alvos…

  18. Irmãos! Muitos falsos profetas tem enganado a muitos e levado ao engano a ganancia e não ao amor verdadeiro. Saiam da Babilonia e busquem o criador. Cada um prestará contas individualmente ao Criador. Não vai adiantar falar que deu pro macedo porque ele é grande e riquíssimo. Quando o povo estiver diante do criador e o criador perguntar como em Mateus 25:31-46 não vai adiantar culpar o pastor que lhe ensinou errado. Não adiantou Adão culpar eva, você acha que vai poder dizer ” Ah deus, mas o pastor me enganou eu dei pra ele!!! Ele não te deu?? Não tenho culpa”

    ** Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;
    Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;
    Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes.
    Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos?
    Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.
    E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.

  19. Dízimo é mentira, mas é o gerador de recursos para adquirir terrenos para construção dos templos evangélicos;

    Dízimo é mentira, mas é o gerador de recursos para adquirir terrenos para construção das casas pastorais ;

    Dízimo é mentira, mas é o gerador de recursos para adquirir terrenos para aquisição de equipamentos de som e cadeiras para os os templos evangélicos;

    Dízimo é mentira, mas é o gerador de recursos para pagar água, luz, telefone, internet para os templos evangélicos;

    Dízimo é mentira, mas é o gerador de recursos para pagar alugueres dos imóveis que usados em lugares que ainda não possuam templo próprios;

    Dízimo é mentira, mas é o gerador de recursos para comprar espaços na mídia, para fins de evangelização;

    ;Dízimo é mentira, mas é o gerador de recursos para aquisição de emissoras de rádios e tvs para fins de evangelização;

    ;Dízimo é mentira, mas é o gerador de recursos para manutenção de obras sociais das igrejas;

    ;Dízimo é mentira, mas é o gerador de recursos para pagamento de salários dos pastores;

    É por isso que muitos são contra, no caso a maioria dos que aqui escrevem.

    • Sou a favor da oferta voluntária, e digamos até mesmo do dízimo de forma voluntária, como foi o caso de Jacó, mas não como ordenança; e digo que a missão de hoje não mudou com relação a que foi dada a igreja primitiva, e que independente da existência de templos, foi executada apenas com o auxílio das ofertas, as quais foram utilizadas para socorrer os necessitados e também os evangelistas, lembrando que não existiu o enriquecimento de um em detrimento do outro.

      • Antônio,

        Esqueceu alguma parte da bíblia?

        É que Judas estava enriquecendo, esqueceu? A verdade é que Cristo possuía o poder de descobrir as coisas, e logo desmascarou seu discípulo.

        A igreja primitiva com todo mundo vendendo o que possuíam se deu como resultado de um erro, afinal os discípulos imaginavam que Cristo voltaria logo. Prova é que tal exemplo não frutificou em lugar algum. Cristo determinou que trabalhássemos e comêssemos do nosso suor, nada de esperar num templo comida resultante da venda do patrimônio dos demais irmãos.

        Não tenha um erro da igreja primitiva como exemplo, pois se fosse como os discípulos imaginaram, o próprio Cristo teria feito isso, ou seja, sugerido aos ricos que rodearam a vender as coisas e doarem aos da igreja que ele compunha, como seja, Ele, os discípulos, os setenta que saíram pra pregar, em síntese, uma igreja na época Dele de no mínimo duas mil pessoas. Não o fez, então foi um equívoco na interpretação teológica.

        • Só uma pergunta o antônio.
          só me responda uma pergunta…
          VOCÊ DISSE QUE É A FAVOR DE OFERTA VOLUNTARIA.
          Pois bem ela é bíblica.
          e se você falou isso é porque certamente você da ofertas voluntarias.
          Agora me responda e não fuja. seja sincero.
          Você da mais de 10% do que ganha de oferta em um mês??

          Antes de você responder.
          Vamos ser sincero se você da menos de 10% de sua renda como oferta voluntaria,

          SUA OFERTA É UMA ESMOLA MESMO E nem pode ser chamada de oferta.
          Pois veja, se você ganha 700 reais e da menos do que 70 isso é uma vergonha.
          pois como pode uma pessoa que diz amar a cristo e dar menos de 70 reais em um mês de oferta em sua obra?
          Mas veja se você ganha 3000 reais por mês e da menos de 10% de oferta isso significa que você da uns 100 reais ou 150, SINCERAMENTE Um cristão que ganha 3000 mil reais por mês e da apenas 100 reais de oferta e diz que ama a DEUS e sua obra.
          REALMENTE TAL CRISTÃO TEM QUE TOMAR VERGONHA NA CARA.
          Pois nunca se converteu…

          MAS VOLTANDO A PERGUNTA.
          VOCÊ DA MAIS DE 10% DE OFERTA VOLUNTARIA?

          • Me responda então você, se você acha certo dar o dízimo hoje, Sabemos que pela bíblia, somente os irmãos da tribo de LEVI podem tomar dízimos dos irmãos das outras tribos. Como farei eu para ir lá dar dizimo em ISRAEL?
            Ou você vai me dizer que agora você é o caixa de DEUS? Onde está escrito isso?
            Onde o Messias está dizendo que agora vocês cães gulosos podem tomar dizimo do povo?
            Como funciona este sistema que vocês criaram? Quem pode cobrar dizimo em nome deste deus? Quem aluga um salão e regista uma denominação evangélica?? Qualquer um que abre uma igreja (CNPJ), aluga um salão, agora pode se dizer tomador de dízimos deste seu deus?

            PARA DE ENGANAR O PRÓXIMO E VAI TRABALHAR!

  20. Gênesis

    E Jacó fez um voto, dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta viagem que faço, e me der pão para comer, e vestes para vestir;
    21 E eu em paz tornar à casa de meu pai, o SENHOR me será por Deus;
    22 E esta pedra que tenho posto por coluna será casa de Deus; e de tudo quanto me deres, certamente te darei o dízimo.

    • Você tem ousadia de se fazer sacerdote da LEI de moisés alega que o livro de levítico é LEI para os brasileiros? Então você cumpre toda a LEI? Não sabe que com a mesma medida que medirdes serás medido? Tem certeza que deseja se colocar debaixo da LEI.

  21. Deuteronômio, 12

    17 Dentro das tuas portas não poderás comer o dízimo do teu grão, nem do teu mosto, nem do teu azeite, nem os primogênitos das tuas vacas, nem das tuas ovelhas; nem nenhum dos teus votos, que houveres prometido, nem as tuas ofertas voluntárias, nem a oferta alçada da tua mão.

  22. O renato.
    Me desculpe vocês vivem falando de graça.
    Mas na verdade vocês nem sabem o que é graça, e nem o que significa ser salvo pela graça.
    Na cabeça dos crentes estar na graça, e ter tudo de graça sem precisar fazer nada. e se não tem o que querem nessa graça.
    LOGO LANÇAM O JARGÃO DE CRENTE DERROTADO: “” É PORQUE NÃO ERA DA VONTADE DE DEUS “”

    TODO crente derrotado vive com esse jargão ‘” EU NÃO TIVE OU NÃO DEU CERTO PORQUE NÃO ERA DA VONTADE DE DEUS “”
    Na verdade vocês nem sabe o que é graça, e por isso se tornam fracassados derrotados e miseraveis. ficam esperando algo de graça, como se DEUS, fosse um garçon que tem que dar tudo de graça, AO DONDOCAS PECADORES QUE mataram seu filho em uma cruz.

    REALMENTE MILHÕES DE CRENTES ESTÃO INDO PARA O INFERNO POR CAUSA DA pregação errada sobre graça.
    é esse tipo de coisa que fazem pastores criar a doutrina demonica de que uma vez salvo salvo para sempre. e da tal predestinação, e que tal pessoas foi escolhida antes de nascer para ser salvo, e o outro foi escolhido para ir para o inferno….

    MAS EU REPITO E AFIRMO.
    Todo cristão verdadeiro jamais se negara a dar 10% de sua renda para a pregação do evangelho..

    MAS TODO CRENTE FALSO SE NEGARA A DAR 10% ou mais para a obra de DEUS.

    NINGUÉM VAI PARA O INFERNO POR NÃO DEVOLVER DIZIMO.
    A pessoa vai para o inferno por não crer em JESUS de verdade, e por NÃO ENTREGAR A VIDA A ELE.
    É isso que leva a pessoa para o inferno…

    MAS AI EU PERGUNTO. UMA PESSOA QUE CRÊ EM JESUS DE VERDADE, E FOI POR ELE SALVO, E EXPERIMENTOU A ALEGRIA DA SALVAÇÃO, e teve um encontro com DEUS, essa pessoa VAI SE NEGAR A DAR 10% DE SUA RENDA PARA A PREGAÇÃO DO EVANGELHO?
    Nunca, ela nunca negará isso muito pelo contrario ela dará mais do que 10%, ela se despojará de tudo o que for preciso, A EXEMPLO DO QUE FIZERAM A IGREJA PRIMITIVA. Não deram apenas 10% Mas davam tudo o que era pedido.
    E QUEM JA EXPERIMENTOU A ALEGRIA DA SALVAÇÃO SABE DO QUE ESTOU FALANDO…

    É por isso que digo e afirmo. QUEM É CONTRA O DIZIMO, NUNCA TEVE UM ENCONTRO COM DEUS, NUNCA EXPERIMENTOU A ALEGRIA DA SALVAÇÃO, NUNCA CREU EM JESUS DE VERDADE.
    Por isso nunca foi salva…
    POIS SE FOSSE NÃO NEGARIA A DEUS 10% DE SUA RENDA PARA MATAR A SEDE DE GANHAR ALMAS…

    A mulher samaritana, negou água a JESUS. mas isso porque ela adorava o que ela não conhecia.
    ASSIM SÃO ESSES CRENTES QUE NEGAM 10% DE SUA renda a obra de DEUS, pois adoram algo que elas não conhecem……

        • Por acaso estamos falando leis do reino desta terra? Seriam pois as leis da terra as leis do PAI?

          João 18:36-37 Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui.
          Disse-lhe, pois, Pilatos: Logo tu és rei? Jesus respondeu: Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci, e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz.

          • Verdade,

            Então pra que Cristo veio trazer o Reino de Deus aqui na terra?

            Tente explicar que história é essa, bem como diga o motivo das coisas ruins sobre os cristãos como se carma fosse.

            Por favor, meu caro.

          • Irmão, pelas leis terrenas o messias foi crucificado. Nem tudo que é lícito neste munto nos convêm. Pecar é lícito pela lei dos homens e assim. Também o pai deu livre arbítrio para que se manifestem os que amam o Pai de todos o Criador de todas as coisas e de todos.

    • Que isso cara? Você surtou? Ficou nervosinho e começou a soltar seus venenos? Mas vou te responder com educação como tenho feito.

      Onde você me viu dizer que graça á ter tudo de graça sem precisar fazer nada? É você que está colocando palavras na minha boca.

      O que é ser “crente derrotado”? a Bíblia não fala de crente derrotado. A Bíblia diz que somos mais que vencedores (Rm 8.37). Não sei em que sentido você diz ser crente derrotado. Se for no sentido de passar por tribulações, a Bíblia diz que nós devemos nos gloriar nas tribulações (Rm 5.3).

      Diferente do que você diz, graça vem do grego xaris que significa favor imerecido. Sabe o que é favor? É algo que se faz sem esperar receber em troca. Mas você, pelo que dá a entender, interpreta graça como é dando que se recebe. Isso não é graça, é barganha.

      Mais uma vez te digo. Nem eu, e acredito que nem ninguém aqui, falou de uma vez salvo, salvo para sempre. É você que está colocando palavras na boca das pessoas. Nem tampouco acredito nessa doutrina. E outra coisa. Milhões de crentes indo pro inferno? Cuidado pra você não está enquadrado entre esses meu irmão! A medida com que julgares, será julgado (Mt 7.2).

      Você pode afirmar o que você quiser. Só me mostra na Bíblia onde diz que cristão verdadeiro tem que dá 10% de sua renda? E quem te colocou como juiz pra julgar quem é crente falso e verdadeiro?

      Numa coisa nós concordamos. Quando você diz: “A pessoa vai para o inferno por não crer em JESUS de verdade, e por NÃO ENTREGAR A VIDA A ELE. É isso que leva a pessoa para o inferno…” não é por dar o deixar de dar o dízimo.

      Poxa cara! Acabei de concordar com você e você me vem com essa? Onde você viu na Bíblia que dízimo é para pregar o evangelho? Me mostra por favor que eu não sei onde se encontra? O que eu vi na Bíblia é que, quando Jesus enviou os discípulos a pregar o evangelho ordenou que não levassem bolsa, ou seja, não levem dinheiro (Lc 10.4). E, na lei, o dízimo era para o sustento dos levitas, das viúvas e dos órfãos (Dt 14.29). Vocês fazem isso? Porque a religião verdadeira não é aquela que usa o dinheiro para construir megas templos como verdadeiras franquias para obter rendas. A Bíblia diz que “A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo” (Tg 1.27).

      Então, pra você só tem um verdadeiro encontro com Jesus quem dá o dízimo? Vejamos:

      Jesus ficou maravilhado com um centurião em Cafarnaum pela fé dele e não pelo dízimo (Mt 8.5-13)

      Uma mulher cananéia teve um encontro com Jesus e Jesus também se maravilhou de sua fé e não pelo dízimo (Mt 15.21-28).

      Jesus perdou uma pecadora pela sua fé e não pelo seu dízimo (Lc 7.36-50).

      Zaqueu teve um encontro com Jesus e foi salvo pela fé e arrependimento; não por dar o dízimo (Lc 19.1-10).

      Nicodemos teve um encontro com Jesus e este disse que para ser salvo era necessário nascer de novo e não dar o dízimo (Jo 3.1-21). E isso é só um resumo.

      Se você me mostrar que pra ter um verdadeiro encontro com Jesus, para experimentar a alegria da salvação e pra crer em Jesus de verdade tem que dar o dízimo, então me mostre. Mas, tem que mostrar na Bíblia. Caso contrário, são só palavras vazias.

      E não se esqueça, mais importante que o dízimo é o fruto do Espírito. E num deles está a temperança. Espero que saiba o que é isso.

      • Em momento algum eu disse que você acredita em uma vez salvo salvo para sempre.

        eu disse que pelo fato de entender de maneira errada o que é graça, que surgiram tantas doutrinas diabólicas como as que citei.

        E outra não existe manifestação de DEUS, sem a troca.
        O a propria graça só é alcançada através de uma troca.
        Pela graça Sois salvos, MEDIANTE A FÉ.
        Veja o próprio apostolo paulo disse que a salvação pela graça é mediante a fé.
        OU SEJA A GRAÇA SÓ ALCANÇA QUEM MANIFESTA A FÉ.
        e a fé sem obras é morta. LOGO TEM QUE HAVER UMA ATITUDE DE QUEM DESEJA SER ALCANÇADO PELA GRAÇA.

        O proprio APOSTOLO DISSE EM HEBREUS: Sem fé é impossível agradar a DEUS.
        pois ele é galardoador daqueles que o buscam …
        GALARDOADOR, SIGNIFICA RECOMPENSADOR.
        E não se recompensa alguém que não fez nada. NÃO SE RECOMPENSA ALGUÉM QUE NÃO FEZ NADA.
        A recompensa é dada a alguém que fez algo que não era obrigado a fazer…
        Pois se a pessoa recebe por ter sido obrigado a fazer, ja não é recompensa, e sim pagamento…
        MAS SE NÃO SOU OBRIGADO, MAS FAÇO, ENTÃO DEVO SER RECOMPENSADO POR ISSO…

        Em outra passagem disse: CHEGAI VOS A DEUS E ELE CHEGARA A VOS.
        Eu tenho primeiro que chegar a DEUS, e só depois ele se chegara a mim.
        ENTÃO ISSO É UMA TROCA, Eu chego a ele, e Ele se chega a mim.

        JESUS disse: DAI E DAR-SE VOS-A , isso também é uma troca. EU DOU E DEPOIS EU RECEBO.
        Também ele disse: NÃO JULGUEIS PARA QUE NÃO SEJAIS JULGADOS.
        Isso também é uma troca , se eu não quero ser julga também não posso julgar.
        Lucas 6:37
        Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão.

        NÃO EXISTE RELACIONAMENTO SEM TROCA. Principalmente com DEUS.
        ELE DEU O SEU FILHO PARA NOS SALVAR, e não espera menos de nos, Pois aquele que quer ser salvo tem que se entregar a ele 100%.

        E COM RESPEITO A DÍZIMOS, É Impossível uma pessoa que se entregou 100% a DEUS, se negar a dar 10% para a sua obra. É IMPOSSÍVEL ISSO ACONTECER.
        Quem se nega a dar o dizimo É PORQUE NUNCA TEVE ENCONTRO COM DEUS, E NÃO EXPERIMENTOU A SALVAÇÃO.

        Não disse que zaquel foi salvo porque DEUS dizimo.
        ELE JA TINHA RECEBIDO JESUS COM ALEGRIA, E JESUS JA ESTAVA DENTRO DA CASA DELE, E mesmo assim ele ainda não tinha sido salvo…
        MAS NO MOMENTO QUEM QUE ELE DISSE: EU RESOLVO DAR METADE DO QUE TENHO AOS POBRES, E SE TENHO ROUBADO ALGUÉM restituo 4 vezes mais.
        SÓ DEPOIS DELE TOMAR A ATITUDE DE SE DESPOJAR DE TUDO Então JESUS disse: HOJE HOUVE SALVAÇÃO NESTA CASA..

        FICA CLARO Que quando uma pessoa se entrega a DEUS, ela não fica preso a nada.

        E OS CRENTES Se dizem de DEUS, cantam cantam cantam, dizem em suas canções que amam JESUS, e que ele é tudo para eles. MAS SE NEGAM A DAR 10% DE SUA RENDA PARA PREGAÇÃO DO EVANGELHO.
        Esse tipo de crente nunca tece encontro com DEUS.

        NINGUÉM VAI SER SALVO POR DAR DIZIMO.
        Mas é impossível alguém que é salvo se negar a entrega-lo.

        A mulher samaritana, se negou a dar agua para JESUS.
        Os crentes de hoje se nega a dar 10% do seu esforço. para sua obra.

        • O Irmão…

          Quanta estoria pra tentar justificar o dizimo. Só mostre onde Jesus mandou nas escrituras, que o dizimo era pra continuar dando na nova aliança, depois de consumada a sua morte, (a morte do testador) ou seja, passando para nova aliança, e teria que construir templos novos, onde era pra dar pro macedo e que ele pode comprar carros, mansões, juntar dinheiro na terra, criar templos, ostentar riquezas, etc, etc,

          • Irmão?
            Eu hem que isso cara, eu não sabia que meu pai tinha saido por ai fazendo filhos a torto e a direita, Para que você me venha chamar de irmão.
            EU NEM TE CONHEÇO CARA. Daqui a pouco você vai querer pensão alimentícia…
            VOCÊ PODE ME MOSTRAR A ONDE JESUS MANDOU PARAR DE DAR O DIZIMO? Ou talvez pedro ou mesmo paulo.
            QUAL DELES MANDOU AS PESSOAS PARAREM DE DIZIMAR?

          • Stardust,

            Nas agências bancárias você, eu, nós TOMAMOS empréstimo.

            Quer que isso, meu caro, quer avacalhar em fase das piruetas da nossa língua portuguesa? Vá com Calma, sob pena de você ter que comer manga, usando camisa de manga curta, e vendo a todos a mangar de sua cara, cara não, rosto, pois quem tem cara é cavalo, não é meu caro. Vida cara, essa que nos foi dada, mas há caras que não enxergam o quanto ela é cara, pois não ou pois sim. E os portugueses é que são os burros, mas não os animais irracionais.

            Eta, tô ficando aluarado em vista de você ter falado de se tomar dízimo, num fale mais isso não, destoa quando fora do contexto, é mesmo que você chegar para um gerente de banco e dizer em vim tomar dinheiro de vocês, tem que dizer, emprestado.

          • Meia verdade,

            Mostre onde ele mandou não pagar mais o dízimo.

            Ora, se por bem menos, ou seja, por se proclamar filho de Deus, a turma mandou ele enfrentar o império romano, imagine se ele tivesse dito que os judeus não pagassem mais o dízimo?

            Tem duas formas de se falar algo, direta e indiretamente.

            Quando Ele puxou seus discípulos e mostrou o exemplo da viúva que deu não o dízimo, mas sim cem porcento, ficou evidente ali que aquele recurso era bem vindo à casa de Deus.

            O problema, meu caro, é que você e boa parte da galera do flamengo acham que Cristo veio implodir o judaísmo, do contrário, em lugar algum Ele veio acabar com a igreja criada pelo Pai Dele, veio foi criar mais uma, pois quanto mais igrejas, melhor para o homem.

            Quanto a roubar e desviar dinheiro da igreja, vai responder quem assim o fizer. O próprio judas estava fazendo um pezinho de meia com os recursos arrecadados das mulheres ricas mencionadas em lucas 8,3, e das pessoas pobres, imagine um e outro de agora? Claro que vão prestar contas.

            Agora antes de chamar alguém de ladrão, veja o que o arrodeia, Pois Zé de Arimateia era rico e discípulo de Cristo, mas nunca foi falado que ele roubou, tendo ido evangelizar a rica ilha da Inglaterra após a morte de Cristo.

          • Bom irmão, da sua parte, você pode fazer acepção facções como gostarem todas contrárias ao Messias, mas eu da minha prefiro seguir o Messias.

            Vocês não creem no Messias? Usam apenas para tirar dinheiro do povo incauto?

            Não guardais os ensinos do MESSIAS que nos ensinou: Vós, porém, não queirais ser chamados Rabi, porque um só é o vosso Mestre, a saber, o Cristo, E TODOS VÓS SOIS IRMÃOS. todos vós sois irmãos.

            Não sabeis que ao Criador agrada que vos ameis uns aos outros como irmãos?

            E engraçado vocês sacerdotes que adoram ensinar Malaquias sobre dízimos como se você para o povo hoje, não aceitam o resto do livro?

            7 Porque os lábios do sacerdote devem guardar o conhecimento, e da sua boca devem os homens buscar a lei porque ele é o mensageiro do Senhor dos Exércitos.
            8 Mas vós vos desviastes do caminho; a muitos fizestes tropeçar na lei; corrompestes a aliança de Levi, diz o Senhor dos Exércitos.
            9 Por isso também eu vos fiz desprezíveis, e indignos diante de todo o povo, visto que não guardastes os meus caminhos, mas fizestes acepção de pessoas na lei.
            10 NÃO TEMOS NÓS TODOS UM MESMO PAI? NÃO NOS CRIOU UM MESMO DEUS? POR QUE AGIMOS ALEIVOSAMENTE CADA UM CONTRA SEU IRMÃO,PROFANANDO A ALIANÇA DE NOSSOS PAIS?

          • Varela…Suas afirmações mostram o como você simplesmente se apegou a uma religião porém não tem faz a mínima ideia do plano de salvação, do que era a Lei, da antiga aliança, e como ele agora, o Messias é a vida eterna, ele é o caminho, ele é a verdade.
            E mediador de um novo pacto, uma nova aliança.
            Leia Gálatas, Leia Hebreus, leia todo o novo testamento e verás que as voltar às práticas da LEI agora na nova aliança correspondem a negar o sacrifício do Messias, que deu sua vida, o seu sangue para cumprir toda a LEI.
            O mandamento é amar o PAI, o nosso criador, de todo entendimento, de todas as forças, buscar entendimento pelo caminho que são as palavras do Messias, a pedra de esquina, somente suas palavras trarão a nós o entendimento do PAI, e assim poder para praticar o amor fraternal ao próximo, viver em piedade e não impiedade, e compartilhando o PÃO DA VIDA que nos foi dado, aquele que desceu do Céu, todos devem compartilhar a verdade, que são as palavras dele, e não outro que venha em seu próprio nome.

            Nesta Nova Aliança, Cristo “RISCOU” o escrito de dívida que havia contra nós nas suas “ORDENANÇAS”, o qual nos era contrário, “TIROU-O DO MEIO DE NÓS”, cravando-o na cruz….
            “Se estais mortos com Cristo quanto AOS RUDIMENTOS do mundo, por que vos sujeitais AINDA a “ordenanças”, como se vivêsseis no mundo…”

          • Quanta história para devorar a casa das viúvas!

            Me responda então você, se você acha certo pagar o dizimo, sabemos que pela somente os irmãos da tribo de LEVI podem tomar dízimos dos irmãos das outras tribos. Como farei eu para ir lá dar dizimo em ISRAEL?

            Ou você vai me dizer que agora você é o caixa de DEUS? Onde está escrito isso?
            Onde o Messias está dizendo que agora vocês cães gulosos podem tomar dizimo do povo?
            Como funciona este sistema que vocês criaram? Qualquer um que abre uma igreja (CNPJ), aluga um salão, agora pode se dizer tomador de dízimos deste seu deus?

            PARA DE ENGANAR O PRÓXIMO E VAI TRABALHAR!

          • Leia Gálatas, Leia Hebreus, leia todo o novo testamento e verás que as voltar às práticas da LEI agora na nova aliança correspondem a negar o sacrifício do Messias, que deu sua vida, o seu sangue para cumprir toda a LEI.
            Agora, o mandamento é amar o PAI, o nosso criador, de todo entendimento, de todas as forças, buscar entendimento pelo caminho que são as palavras do Messias, a pedra de esquina, somente suas palavras trarão a nós o entendimento do PAI, e assim poder para praticar o amor fraternal ao próximo, viver em piedade e não impiedade, e compartilhando o PÃO DA VIDA que nos foi dado, aquele que desceu do Céu, todos devem compartilhar a verdade, que são as palavras dele, e não outro que venha em seu próprio nome.

  23. Só um mercenário anticristo cobra dizimo do povo falando que é da graça, ele ainda tem que afirmar que é ele é da tribo de Levi e ainda por cima se faz de sacerdote no lugar do MESSIAS, para cobrar dízimos do povo.
    Grande engano, pois nega o sacerdócio do MESSIAS e ensina isto levando o povo à condenação.
    Se quer construir prédios, construa com seu dinheiro não fique extorquindo o povo mais humilde e necessitado.

    • Verdade,

      Você falou extorquir, aí fui à busca do que vem a ser seu palavreado, descobrindo a seguinte conceituação:

      Uso de violência ou ameaça para obter dinheiro de alguém ou aquiescência a determinado plano.
      Imposto excessivo.
      Contribuição forçada para um fim.
      Concussão; usurpação.

      Ora, meu caro, se você está vendo o seu próximo a sofrer ação danosa, então que não corre e denuncia ao Ministério Público tal prática contra pobres?

      Faça uma boa ação, não fique levantando tese absurdas e caluniosas contra as instituições.

      Se você não faz parte de um seguimento de cunho religioso, então pra que dar atestado de idiota aos religiosos? Quem o fez de juiz sobre os povos e as nações?

      Meu caro, você se falar a verdade, vai dizer que a finalidade de sua interseção visa não outra coisa, mas matar à míngua o crescimento da igreja evangélica, pois antes quando esse movimento era insignificante e não perturbava a igreja católica, você e nem os outros que são contra se opunham.

      Fale a verdade, verdade, a qual seguimento católico você pertence? E já que vai falar a verdade, verdade, diga se de lá pertencem o stardust e os demais que só faltam se matar aqui em pregar contra a contribuição dos evangélicos às suas igrejas.

      Tática boa essa de vocês, pois não conseguiram impedir o crescimento evangélico, agora querem matá-lo à míngua.

      Verdade, fale a verdade!!!!!

      • Irmão,
        A palavra extorquir reflete bem o que vemos no sistema religioso e podemos ver na bíblia de fora a fora (leia joão 10 e veja sobre os pastores mercenários). Eu vivi muitos anos sendo enganado nestas religiões, estudei pra ser líder, mas quando vi a verdade por trás do pano que o povo não enxerga, nada tem do amor do Pai e quando tive o entendimento do espírito do pai, e comecei a verificar as escrituras, linearmente buscando contexto sempre, e não os estudos que mercenários criam puxando versículos isolados e fora de contexto para prender o povo no aprisco e extorquir, usando táticas persuasivas, ameaçando com este conto do roubar a deus, e tantos outros, maldições, etc.
        Infelizmente a lei do brasil permite este tipo de conduta nem por isso significa quer dizer que o PAI concorde.
        Não sei onde você pode provar que eu defendo ou que eu tenho a ver com a igreja católica criada por Roma e pelo imperador Constantino no terceiro século, que deu a luz ás filhas o protestantismo de Lutero que segue os mesmos erros de forma modernizada e com muita cede de mamom.

        Quem defende o sistema, ou está se fartando como cães gulosos, ou tem projeto para isso, ou como ovelha foi tão enganada e agora repete os engano.

        Vós, todos os animais do campo, todos os animais dos bosques, vinde comer.
        Todos os seus atalaias são cegos, nada sabem; todos são cães mudos, não podem ladrar; andam adormecidos, estão deitados, e gostam do sono.
        E estes cães são gulosos, não se podem fartar; e eles são PASTORES QUE NADA COMPREENDEM ; TODOS ELES SE TORNARAM PARA SEU CAMINHO, CADA UM PARA SUA GANÂNCIA, CADA UM POR SUA PARTE. Isaías 56:9-11

        • Verdade,

          Sua igreja tem outro método de resolver as pendências financeiras, bom seria se você nos desse a luz, daí quem sabe, estaria resolvida essa antiga fórmula de conseguir dinheiro para as ações de cunho místico/religioso, principalmente como você faz para responder os custos com a evangelização.

          Antes da resposta, devo logo dar parabéns. Você conseguiu um feito diferenciado, pois até mesmo Cristo, como cão, tomava dinheiro do povo para se manter.

          Graças a Deus e a você que todos vão se livrar de doações, dízimos, ofertas…

          No aguardo.

          • Irmão,
            O texto que postei é um versículo postei é Isaías 56:9-11. Se você quer associa-lo com Jesus aí é você com ele.

            Eu associo com os mercenários que estão no sistema religioso que fazem tudo contrário do que o Messias praticou. Mas você faça como achar melhor, pois cada um prestará conta ao criador pessoalmente, naquele dia. Você crê nas palavras do messias? Ou só nas do Macedo? Quem é seu mestre?

            O MESSIAS DISSE EM: João 10:11-14
            Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas.
            Mas o MERCENÀRIO, e OQUE NÃO É PASTOR, DE QUEM NÃO SÃO AS OVELHAS, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas. Ora, o mercenário foge, porque é mercenário, e não tem cuidado das ovelhas.Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido. João 10:11-14.

            Quem é o mercenário? O QUE NÃO É PASTOR E SE FAZ DE PASTOR. Toma as ovelhas para ele, as ovelhas já não ouvem mais a voz do PAI na pessoa do filho. Vêem a voz do PAI na voz destes donos de templos terrenos…

            João 10:27-28 As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem;
            E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão.

            A quem vocês darão ouvidos? Ao verdadeiro pastor que deu a vida por vocês? Ou aos mercenários, que farão de vocês negócios e que lhes entregarão ao lobo (anticristo)?

            Me mostre onde Jesus instruiu criar este sistema religioso, que é semelhante ao sistema dos fariseus e doutores da lei, que crucificaram o Messias. Estes de hoje que SE FAZEM DE PASTOR, DE SACERDOTE, DE LEVITA, DE TUDO para sugar tudo do povo desprovido de entendimento.

            Este sistema é similar ao sistema dos doutores da lei e fariseus que dominaram o templo, fizeram ligações espúrias com o governo de Roma, para poder estarem ali dominando o povo, fazendo comércio nos templos, pelos sacrifícios, etc, etc, etc. Crucificaram o Messias pois o povo o seguia, e se tornava livre, não era escravo da religião, de templos, de nada mais, podiam adorar em espírito e não no templo.
            É isso que os cães gulosos, dominadores dos templos tem medo , que as ovelhas do PAI percebam toda esta mentira de religião construída, de maldições, dogmas, liturgias, etc, etc.
            E que não é em algum lugar que o Criador te abençoa, não está condicionado a lugar, construído por mãos humanas, e sim ao coração, ao espírito que é o compromisso com a verdade dEle e o amor ao próximo que é individual e intransferível.

          • Verdade,

            Você quer dizer que o povo da igreja universal não faz parte do rebanho de Cristo?

            Meu caro, pra cima de mim?

            Eu não sou bebê no conhecimento, não.

            Essas partes da bíblia, com todo o respeito, qualquer igreja evangélica sabe que o pastor é Cristo, meu caro.

            Quem é Edir Macedo no jogo do bicho? Silas Malafaia, RR Soares, Lutero e até constantino?

            Meros vazinhos que um dia começaram a pregar o evangelho, não falando deles, pois não são, sim de CRISTO,

            Acaso o poro na igreja por causa de padre fábio, de silas malafaia, de edir, de lutero, esses são comedores de banana, feijão e arroz igual a eu e a você.

            Outra coisa, e não é apenas por causa de Cristo, um filhinho de papai não, sim pelo que Cristo operou na vida de cada, pois se não houvesse manifestação clara, solar da presença Dele nas igrejas, nenhuma existiria, vamos deixar de criancisse e ciência de semianalfabeto que lê um versículo da bíblia e sai esfregando na cara de quem faz uma obra, veja bem, de quem faz uma obra, nunca os donos da obra, esta é de Cristo.

            De dar dó você não saber disso, bem como ainda querer que passar a ideia que cinquenta milhões de evangélicos seguem pastores, brincadeira, meu caro.

            Edir estar morrendo, assim como já morreram os criadores da batista, presbiteriana, luterana, assembleia de deus…, mas as igrejas estão aí na espera da volta de Cristo, onde todos vão pagar pelo que não fizeram, pelo que caluniaram, pelo que inverteram, pela inserção de um til na palavra, pelo ensinamento errado, pelo desviar de almas do rebanho de Deus.

            Com que autoridade você se encontra revestido pra dizer que os evangélicos são ovelhas guidas por lobos?

            Se essa igreja universal está instituindo a figura de levitas, tua igreja, pergunto, não tem nada que diga respeito ao povo judeu? Só para clarear a mente, o velho testamento é todinho do povo judeu, então o devolva para poder falar contra os levitinhas da universal, pois de posse tua igreja de algo de propriedade da religião judaica.

          • Verdade,

            Você quer dizer que o povo da igreja universal não faz parte do rebanho de Cristo?

            Meu caro, pra cima de mim?

            Eu não sou bebê no conhecimento, não.

            Essas partes da bíblia citadas, com todo o respeito, qualquer igreja evangélica sabe que o pastor é Cristo, meu caro.

            Quem é Edir Macedo no jogo do bicho? Silas Malafaia, RR Soares, Lutero e até constantino?

            Meros vasinhos que um dia começaram a pregar o evangelho, não falando deles próprios, pois não são, mas sim do CRISTO crucificado.

            Acaso o povo vai às igrejas por causa de padre fábio, de silas malafaia, de edir, de lutero, esses são simples comedores de banana, feijão e arroz igual a eu e a você.

            Outra coisa, e não é apenas por causa de Cristo, um filhinho de papai não. Sim pelo que este Cristo operou na vida de cada dagente.

            Se não houvesse manifestação clara e solar do poder de Deus nas nossas vidas depois da conversão, nenhuma igreja existiria, Vamos deixar de criancisse e de uso ciência de semianalfabetos, os que leem um versículo da bíblia e saem esfregando na cara de quem faz uma obra evangelizadora, veja bem, de quem faz uma obra, nunca os donos da obra, esta é de Cristo.

            É de dar dó você não saber disso, bem como ainda querer passar a ideia de que cinquenta milhões de evangélicos do Brasil seguirem a meros pastores, a meras pessoas, ora, brincadeira, meu caro.

            Edir estar morrendo, pois já de certa idade, assim como já morreram os criadores da batista, presbiteriana, luterana, assembleia de deus…, mas as igrejas estão aí na espera da volta de Cristo, onde todos vão pagar pelo que não fizeram, pelo que caluniaram, pelo que inverteram, pela inserção de um til na palavra, pelos ensinamentos errados, pelo desviar de almas do rebanho de Deus, e não estou falando dos pastores, sim de gente igual a você.

            Com que autoridade você se encontra revestido pra dizer que os evangélicos são ovelhas guiadas por lobos?

            Se essa igreja universal está instituindo a figura de levitas em sua liturgia, a tua igreja, pergunto, não tem nada que diga respeito ao povo judeu?

            Só para clarear a mente, o velho testamento é todinho do povo judeu, então imediatamente o devolva, ai sim poderá você falar contra os levitinhas da universal, ou seja, em verdade, tua igreja encontra-se de posse de algo que é de propriedade da religião judaica, mas você critica uma que quer se parecer com religião judaica, a que foi instituída pelo diabo ou por Deus?

            Pergunto para você logo ficar esperto, pois tem gente aqui que demoniza, mais demoniza mesmo os judeus, prova incontestável da insanidade, do fundamentalismo, do enxergar o próprio umbigo apenas.

          • Irmão, Se você conhece as palavras do Messias, como diz, não ficou claro porque desobedecer elas para seguir as palavras de outros.
            Deixa eu ver o que entendi da sua lógica: Sabendo que está estes ensinos estão contrários às palavras do Messias e ainda assim segue as palavras de outros? É um risco que você corre. Cada um prestará contas individualmente ao Pai.
            E cada um tem o direito de escolher qual é melhor para sí não acha? Seguir as palavras do Messias ou as dos pastores humanos por aí espalhados que cada um fala uma coisa diferente.
            Como cada um vai prestar as contas ao Pai individualmente não? Ou você acha que vai poder chamar o pastor, ou o macedo depois para defender?
            Não amigo! Não quero saber das palavras destes mortais como eu que vão ao banheiro como todo mortal fazer suas necessidades.
            Eu prefiro ficar com as palavras do MESSIAS que criou todas as coisas e que MORREU POR MIM! Deu todo o Sangue, sofreu no meu lugar para eu ter acesso direto ao PAI. Ele é meu sacerdote, meu guia, meu pastor meu tudo.

          • Verdade,

            Pode me ajudar citando as diferenças do que prega Cristo e a Universal?

            Após você citar, eu poderei vê a heresia, o profeta do mal, o anticristo.

            Sou meio míope.

          • Ora irmão, você é mestre e não sabe discernir a verdade? Comece lendo Mateus, buscando de todo coração de todo entendimento de todas as suas forças o PAI e iras encontrar.
            Naquele dia que estaremos diante do Pai não adiantará dizer que aprendeu errado do pastor. Adiantou esta desculpa para Adão, falar que foi culpa da eva?

  24. NINGUÉM VAI SER SALVO POR DAR DIZIMO.
    Mas é impossível alguém que é salvo se negar a entrega-lo.

    A mulher samaritana, se negou a dar agua para JESUS.
    Os crentes de hoje se nega a dar 10% do seu esforço. para sua obra.

    • Me fala onde está escrito para dar dizimo pro Macedo? Qualquer um agora pode criar um CNPJ dizer que é igreja de deus e cobrar dízimos?
      ACORDA.. o povo não cai mais nos seus enganos.. Todos já sabem que o dizimo era para os LEVITAS e somente eles tinham autorização para tomar dízimos para os sacrifícios e para seu sustento!

    • Cesarr7,

      Com poucas palavras, você conseguiu dizer uma grande heresia…

      Como fica a afirmação do Senhor Jesus:

      “E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.” (Apocalipse 22:17)

      ????????????

  25. TODO crente que não aceita o dizimo,
    normalmente ele da oferta, e sua oferta e menos do que 10% de sua renda…

    MAS ELE DIZ QUEM AMA A OBRA DE DEUS, Canta chora, se emociona,
    Mas sua oferta e menos de 10% de sua renda.

    Calcula ai, e veja o quanto tais crentes são miseráveis e sovinas.

    A MULHER SAMARITANA, SE NEGOU A DAR ÁGUA PARA JESUS.
    Mas também ela adorava alguém que ela não conhecia.
    22 Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus.

    Os crentes de HOJE dizem que adoram a DEUS, mas se negam a dar 10% de sua renda a JESUS.
    Mas isso porque eles adoram alguém que eles não conhecem.

    POR isso afirmo : É IMPOSSÍVEL UM CRISTÃO QUE TEVE UM ENCONTRO VERDADEIRO COM JESUS, Negar 10% de sua renda para custear a obra dele.
    É IMPOSSÍVEL, Pois sua entrega é 100%

    • Nossa quanta justificativa para tomar sustento os pobres e incautos!??

      ACORDA.. o povo não cai mais nos seus enganos.. Todos já sabem que o dizimo era para os Israelitas darem aos LEVITAS e somente eles tinham autorização para tomar dízimos para os sacrifícios e para seu sustento!

      E estes cães são gulosos, não se podem fartar; e eles são PASTORES QUE NADA COMPREENDEM ; TODOS ELES SE TORNARAM PARA SEU CAMINHO, CADA UM PARA SUA GANÂNCIA, CADA UM POR SUA PARTE. Isaías 56:9-11

  26. Será mesmo que o crente que não dá dízimo em dinheiro numa determinada denominação é um crente derrotado?

    O apóstolo Paulo deveria ser um crente derrotado, porque ele sabia estar abatido (Filipenses 4) e padecer fome e sede (1 Coríntios 4). Talvez ele não fosse um dos crentes dizimistas triunfalistas de hoje em dia, para quem o Deus de Israel deve estar sempre a serviço, para que tudo dê certo a todo o instante.

    Pedro e João também deveriam ser crentes derrotados, porque nem uma moeda eles tiveram para dar ao mendigo que estava à porta do templo (Atos 3). Do ponto de vista material, poderiam ser mesmo derrotados, mas do ponto de vista espiritual, preciso dizer alguma coisa?

    Quanto aos dízimos, até agora não vi ninguém aqui mostrar na Bíblia que o dízimo deve ser dado ainda hoje e em dinheiro. O dízimo bíblico era anual e dos frutos da terra (campo), apesar de o dinheiro já existir (Gênesis 17)

    Lanço o seguinte desafio para todos aqui que concordam com esse erro (dízimo em dinheiro) criado pela Igreja Católica no século V d.C.:

    1- Queira me mostrar algum exemplo bíblico de alguém que tenha devolvido dízimos em dinheiro.
    R:

    2- Como conciliar a promessa de prosperidade em Malaquias 3 com a seguinte ordem: “não ajunteis tesouros na terra” ou ainda “não possuais ouro nem prata, digno é o operário do seu alimento”?
    R:

    3- De acordo com a Bíblia, apenas os levitas que recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, para tomar os dízimos (frutos do campo) dos povos. Nesse sentido, pergunto ainda: como um pastor, que nem judeu é, pode alegar possuir o mesmo direito de tomar os dízimos do povo, e o pior, dízimos em dinheiro?
    R:

    Não aceito achismo como resposta. Se não utilizar a Bíblia, por favor, não perca o seu tempo respondendo bobagem. Não tenho a menor esperança de alguém consiga responder a essas perguntas utilizando só a Palavra de Deus.

    Quero esclarecer que sou absolutamente favorável às contribuições financeiras para a obra de Deus e não somente isso. Sou favorável a que todos os salvos coloquem a mão no arado e não olhem para trás, ou seja, trabalhem na seara do Senhor. Deus conhece a obra de cada um aqui e também o motivo pelo qual cada um de nós se aproximou dEle.

    Porém sou contra a utilização de ensinamentos flagrantemente opostos à verdade bíblica para alcançar os objetivos mesquinhos pessoais. Ameaças descabidas do tipo “se você não dá dízimos, será amaldiçoado!”, isso quando Cristo já nos resgatou da maldição da lei (Gálatas 3:13).

    Está na hora de deixar de “ir a igreja” para “sermos verdadeiramente igreja”.

    Não era nem para estarmos aqui debatendo um assunto tão pacífico e simples como este.

    • QUEM AMA O DINHEIRO JAMAIS VAI ACEITAR DAR 10% Dele para a pregação do evangelho.
      Normalmente crentes que idolatram o dinheiro. querem que a obra de DEUS, seja feita com a magica.

        • e você permanece na miseria, doente, sozinho, sem ninguém, gordo, complexado.
          QUE VIDA DESGRAÇADA ESSA SUA EM…

          O que você tem para ensinar?
          A sim você so pode ensinar as pessoas a viver na mesma DESGRAÇA QUE VOCÊ, VIVE.

          • Cesar vc é um doente,vá se tratar cara.
            Acha que todo mundo tá na miséria por não deixa mais bilionário seu mestre banqueiro Macedo?

            Banqueiro, empresário e mercenário pra quem serve esses adjetivos em Cesar empregado do Macedo.

          • Mas quem tem coragem de vir em uma pagina da internet pedir dinheiro emprestado, esta vivendo bem?
            a onde? Cara tenho pena da sua familia.
            sua esposa se é que você tem, ela deve olhar para você e dizer;
            MEU DEUS, O QUE QUE EU FUI FAZER COM A MINHA VIDA..

          • Cara, tudo se resume a dinheiro pra você?
            Você vende a alma por grana?
            Ainda que estes falsos profetas pudessem fazer todos que os seguem milionários, eu nunca venderia minha alma para nenhum nestes falsos mestres.
            Faraó servia a muitos deuses e era pobre por acaso? Abençoado por estes dzeus?

    • Intruso em Israel, como ousas provocar o povo de Deus?

      “1- Queira me mostrar algum exemplo bíblico de alguém que tenha devolvido dízimos em dinheiro.”

      Geneses, 33: 19 e 20 – a compra de um terreno para construir um altar a Deus, ou seja, dinheiro para construir igrejas desde o início de tudo, leia abaixo:

      19 E comprou uma parte do campo em que estendera a sua tenda, da mão dos filhos de Hamor, pai de Siquém, por cem peças de dinheiro.
      20 E levantou ali um altar, e chamou-lhe: Deus, o Deus de Israel.

      Êxodo 30:16
      E tomarás o dinheiro das expiações dos filhos de Israel, e o darás ao serviço da tenda da congregação; e será para memória aos filhos de Israel diante do SENHOR, para fazer expiação por vossas almas.

      2 Reis 12:4
      E disse Joás aos sacerdotes: Todo o dinheiro das coisas santas que se trouxer à casa do SENHOR, a saber, o dinheiro daquele que passa o arrolamento, o dinheiro de cada uma das pessoas, segundo a sua avaliação, e todo o dinheiro que trouxer cada um voluntariamente para a casa do SENHOR,

      Josué, 6.19 e 24
      Porém toda a prata, e o ouro, e os vasos de metal, e de ferro são consagrados ao SENHOR; irão ao tesouro do SENHOR.
      Porém a cidade e tudo quanto havia nela queimaram a fogo; tão-somente a prata, e o ouro, e os vasos de metal e de ferro, deram para o tesouro da casa do SENHOR.

      2 Reis 12:8 a 16
      E consentiram os sacerdotes em não tomarem mais dinheiro do povo, e em não repararem as fendas da casa.
      Porém o sacerdote Joiada tomou um cofre e fez um buraco na tampa; e a pôs ao pé do altar, à mão direita dos que entravam na casa do SENHOR; e os sacerdotes que guardavam a entrada da porta punham ali todo o dinheiro que se trazia à casa do SENHOR.
      Sucedeu que, vendo eles que já havia muito dinheiro no cofre, o escrivão do rei subia com o sumo sacerdote, e contavam e ensacavam o dinheiro que se achava na casa do SENHOR.
      E o dinheiro, depois de pesado, davam nas mãos dos que faziam a obra, que tinham a seu cargo a casa do SENHOR e eles o distribuíam aos carpinteiros e aos edificadores que reparavam a casa do SENHOR.
      Todavia, do dinheiro que se trazia à casa do SENHOR não se faziam nem taças de prata, nem garfos, nem bacias, nem trombetas, nem vaso algum de ouro ou vaso de prata para a casa do SENHOR.

      Também não pediam contas aos homens em cujas mãos entregavam aquele dinheiro, para o dar aos que faziam a obra, porque procediam com fidelidade.
      Mas o dinheiro do sacrifício por delitos, e o dinheiro por sacrifício de pecados, não se trazia à casa do SENHOR; porque era para os sacerdotes.

      2 Reis 22:4 a 9
      Sobe a Hilquias, o sumo sacerdote, para que tome o dinheiro que se trouxe à casa do SENHOR, o qual os guardas do umbral da porta ajuntaram do povo,
      Porém não se pediu conta do dinheiro que se lhes entregara nas suas mãos, porquanto procediam com fidelidade.
      Então o escrivão Safã veio ter com o rei e, dando-lhe conta, disse: Teus servos ajuntaram o dinheiro que se achou na casa, e o entregaram na mão dos que têm cargo da obra, que estão encarregados da casa do SENHOR.

      1 Crônicas 29,8
      E os que possuíam pedras preciosas, deram-nas para o tesouro da casa do SENHOR, a cargo de Jeiel o gersonita.

      2 Crônicas 24: 5, 11, 14
      Reuniu, pois, os sacerdotes e os levitas, e disse-lhes: Saí pelas cidades de Judá, e levantai dinheiro de todo o Israel para reparar a casa do vosso Deus de ano em ano; e vós, apressai este negócio. Porém os levitas não se apressaram.
      E sucedia que, quando levavam o cofre pelas mãos dos levitas, segundo o mandado do rei, e vendo-se que já havia muito dinheiro, vinha o escrivão do rei, e o oficial do sumo sacerdote, e esvaziavam o cofre, e tomavam-no e levavam-no de novo ao seu lugar; assim faziam de dia em dia, e ajuntaram dinheiro em abundância.
      E, depois de acabarem, trouxeram ao rei e a Joiada o resto do dinheiro, e dele fizeram utensílios para a casa do SENHOR, objetos para ministrar e oferecer, colheres, vasos de ouro e de prata. E continuamente sacrificaram holocaustos na casa do SENHOR, todos os dias de Joiada.

      2 Crônicas 34:9, 14 e 17
      E foram a Hilquias, sumo sacerdote, e deram o dinheiro que se tinha trazido à casa de Deus, e que os levitas, que guardavam a entrada tinham recebido da mão de Manassés, e de Efraim, e de todo o restante de Israel, como também de todo o Judá e Benjamim, e dos habitantes de Jerusalém.
      E, tirando eles o dinheiro que se tinha trazido à casa do SENHOR, Hilquias, o sacerdote, achou o livro da lei do SENHOR, dada pela mão de Moisés.
      E ajuntaram o dinheiro que se achou na casa do SENHOR, e o deram na mão dos superintendentes e na mão dos que faziam a obra.

      1 Crônicas 29,8
      E os que possuíam pedras preciosas, deram-nas para o tesouro da casa do SENHOR, a cargo de Jeiel o gersonita.

      Esdras 2, 68 e 69
      68 E alguns dos chefes dos pais, vindo à casa do SENHOR, que habita em Jerusalém, deram ofertas voluntárias para a casa de Deus, para a estabelecerem no seu lugar.
      69 Conforme as suas posses, deram para o tesouro da obra, em ouro, sessenta e uma mil dracmas, e em prata cinco mil libras, e cem vestes sacerdotais.

      Neemias, 7: 70 e 71
      E uma parte dos chefes dos pais contribuíram para a obra. O governador deu para o tesouro, em ouro, mil dracmas, cinqüenta bacias, e quinhentas e trinta vestes sacerdotais.
      E alguns mais dos chefes dos pais contribuíram para o tesouro da obra, em ouro, vinte mil dracmas, e em prata, duas mil e duzentas libras.

      Na passagem abaixo, manda trazer todos os dízimos, se fosse como você falou, o escritor teria dito, os referentes à flora e à fauna, mas não, veja:

      Malaquias 3:10
      Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.

      Marcos 12:41 e 42
      E, estando Jesus assentado defronte da arca do tesouro, observava a maneira como a multidão lançava o dinheiro na arca do tesouro; e muitos ricos deitavam muito. Marcos 12:41
      E, chamando os seus discípulos, disse-lhes: Em verdade vos digo que esta pobre viúva deitou mais do que todos os que deitaram na arca do tesouro;

      Lucas 21:1
      E, OLHANDO ele, viu os ricos lançarem as suas ofertas na arca do tesouro;

      2- Como conciliar a promessa de prosperidade em Malaquias 3 com a seguinte ordem: “não ajunteis tesouros na terra” ou ainda “não possuais ouro nem prata, digno é o operário do seu alimento”?

      Primeiro, não está dizendo que o operário faz jus apenas ao alimento, sim minimamente ao alimento, mais a mais, alimento pode ser visto em sentido amplo, como seja, dinheiro também, vá estudar no direito brasileiro e verá que alimento diz respeito a uma renda para a família se manter, o salário mínimo é alimento em sentido amplo:

      3- De acordo com a Bíblia, apenas os levitas que recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, para tomar os dízimos (frutos do campo) dos povos. Nesse sentido, pergunto ainda: como um pastor, que nem judeu é, pode alegar possuir o mesmo direito de tomar os dízimos do povo, e o pior, dízimos em dinheiro?

      R: Então devolva a bíblia que aos judeus pertence. Devolva a fé e o Deus único em face de que a eles pertence.

      “Está na hora de deixar de “ir a igreja” para “sermos verdadeiramente igreja”.

      O que é igreja verdadeira pra você? A que não disponibiliza de meios financeiros para a evangelização em face dessa discussão boba se dízimos ou ofertas, se compulsório ou não? Meu caro, Deus não obriga ninguém a nada, então os que não querem ofertar, que assim procedam, livre arbítrio dado por Deus.

      • Levi,

        Quanto ao item 1, nenhum dos versículos citados em sua resposta fala sobre “dízimo em dinheiro”. Você apenas mostrou que é bíblico contribuir e eu concordo plenamente com isso! Sou contra apenas, como já disse antes, ao uso de mentiras como meio de obter mais recursos financeiros. Mentiras do tipo: “você será amaldiçoado”, quando Cristo já nos resgatou da maldição da lei (Gl. 3:13), por exemplo.

        Quando ao item 2, até concordo que o dinheiro possa entrar na lista de itens enquadrados como “alimento”. Porém não foi esse o foco de Jesus ao dizer “digno é o operário do seu alimento”. Pedro e João não tinham a moeda para dar ao mendigo que estava à porta do Templo (ou mentiram?), mas ainda assim, nada lhes faltou porque o Senhor supria suas necessidades. Isso é muito diferente do que querem os pregadores da prosperidade hoje em dia, que estão “montados na grana” fazendo grandes reservas financeiras, como que se preparando inutilmente para o grande dia da ira do Senhor sobre os filhos da desobediência.

        Quanto ao item 3, você não me deu a resposta. Apenas apelou dizendo: “Então devolva a bíblia que aos judeus pertence. Devolva a fé e o Deus único em face de que a eles pertence.”

        Deus conhece a sua obra tão bem quanto conhece a minha, não preciso falar.

        Agora pergunto como pode me chamar de “intruso de Israel?” (até achei engraçado isso, rs)

        Por misericórdia e graça imerecida, recebi sobre minha vida o Espírito Santo e hoje eu sei o que é sentir a maravilhosa presença de Deus sobre mim. O mundo já está cansado dos amantes do dinheiro, que vêm com palavras fingidas para enganar. Agradeço a Deus por ter minha consciência tranquila pelo fato de pregar o evangelho e a verdade.

        Você está convidado a entrar em meu endereço Evangelismo.blog.br para observar alguns estudos preparados com muito temor a Deus, pois sei que não é permitido ir além do que está escrito ou ainda retirar ou acrescentar algo da Palavra de Deus.

        Até mais!

        Graça e paz!

        • Rubner/stardust

          Sua citação é simplória: quero que provem em qual parte da bíblia fala de dar/tomar/cobrar DINHEIRO, pois eram as ofertas apenas as derivadas de fauna e da flora. Então não mude de conversa, meu caro. Essa conversa de maldição. tal foi apenas uma parte secundária das discussões, não o centro, pois cerne se constituía no dinheiro, que este nunca foi usado., tanto que você menciona várias profissões que não laboram a terra, portanto desautorizadas a dar dízimos e ofertas.

          O item 2 novamente falta com a verdade, pois teve Cristo momentos de fome por ausência de dinheiro a ponto de seus discípulos fazerem uso de trigo alheio. Os apóstolos passaram necessidade, tanto é que tiveram de engolir as ofertas enviadas pelas igrejas de Paulo, até mesmo uma mais pobre que a da judeia, no caso a da Macedônia.

          Essa história de desvio de dinheiro da igreja sempre existiu, basta vê o discípulo de Cristo responsável pelo dinheiro que foi flagrado roubando. A igreja católica muitas das vezes, aí você somente fala dos pastores, e faz referência à prosperidade como se os que não pregam tal doutrina não roubasse? Claro que roubam, e cada um vai dar contas a Deus, isso se não começar aqui, pois muitos são expulsos das igrejas evangélicas, alguns sendo processados nos tribunais terrestres, aí você vem se fazendo de sabichão?

          Acha que somente você é sapiente disso? Que os evangélicos não sabem se estão ou não sendo lesados? Vá de igreja em igreja fazendo uma pesquisa, pois saberá dos casos em que os conselhos os afastou, as igrejas também. Igreja evangélica nenhuma é melhor que o ministério de Cristo, que tinha ladrão, homicida, descrente.

          Quanto ao intruso foi de propósito, fiz minhas as palavras de Davi quanto a Golias, pois você usou o mesmo modo de afrontar: duvido quem isso ou aquilo outro, eu sou, eu venço. Bom, seguindo a mesma linha, fiz o mesmo usando as palavras do moleque Davi.

          No mais, o mundo sempre esteve cheio de amantes do dinheiro, é praga antiga. O que não pode é confundir recursos formados por trabalho de evangelização, como discos, livros, revistas, com o do pregação, com a venda de milagres, com a exploração.

          Se evangélico se sentisse explorado já teria corrido de há muito. Sabem que são elo de uma corrente, corrente que visa pregar o evangelho, daí não medir esforços para construir igrejas, comprar som, comprar espaços na mídia, ações sociais, ajuda aos irmãos na fé e a terceiros com sopões, alimentos, com casas de apoio aos idosos, às crianças abandonadas….

  27. NINGUÉM VAI SER SALVO POR DAR DIZIMO.
    Mas é impossível alguém que é salvo se negar a entrega-lo.

    A mulher samaritana, se negou a dar agua para JESUS.
    Os crentes de hoje se nega a dar 10% do seu esforço. para sua obra.
    ….

  28. Hubner,

    Oh, Intruso em Israel, como ousas provocar o povo de Deus?

    “1- Queira me mostrar algum exemplo bíblico de alguém que tenha devolvido dízimos em dinheiro.”

    Responde-se:

    Geneses, 33: 19 e 20 – a compra de um terreno para construir um altar a Deus, ou seja, dinheiro para construir igrejas desde o início de tudo, leia abaixo:

    19 E comprou uma parte do campo em que estendera a sua tenda, da mão dos filhos de Hamor, pai de Siquém, por cem peças de dinheiro.
    20 E levantou ali um altar, e chamou-lhe: Deus, o Deus de Israel.

    Êxodo 30:16
    E tomarás o dinheiro das expiações dos filhos de Israel, e o darás ao serviço da tenda da congregação; e será para memória aos filhos de Israel diante do SENHOR, para fazer expiação por vossas almas.

    2 Reis 12:4
    E disse Joás aos sacerdotes: Todo o dinheiro das coisas santas que se trouxer à casa do SENHOR, a saber, o dinheiro daquele que passa o arrolamento, o dinheiro de cada uma das pessoas, segundo a sua avaliação, e todo o dinheiro que trouxer cada um voluntariamente para a casa do SENHOR,

    Josué, 6.19 e 24
    Porém toda a prata, e o ouro, e os vasos de metal, e de ferro são consagrados ao SENHOR; irão ao tesouro do SENHOR.
    Porém a cidade e tudo quanto havia nela queimaram a fogo; tão-somente a prata, e o ouro, e os vasos de metal e de ferro, deram para o tesouro da casa do SENHOR.

    2 Reis 12:8 a 16
    E consentiram os sacerdotes em não tomarem mais dinheiro do povo, e em não repararem as fendas da casa.
    Porém o sacerdote Joiada tomou um cofre e fez um buraco na tampa; e a pôs ao pé do altar, à mão direita dos que entravam na casa do SENHOR; e os sacerdotes que guardavam a entrada da porta punham ali todo o dinheiro que se trazia à casa do SENHOR.
    Sucedeu que, vendo eles que já havia muito dinheiro no cofre, o escrivão do rei subia com o sumo sacerdote, e contavam e ensacavam o dinheiro que se achava na casa do SENHOR.
    E o dinheiro, depois de pesado, davam nas mãos dos que faziam a obra, que tinham a seu cargo a casa do SENHOR e eles o distribuíam aos carpinteiros e aos edificadores que reparavam a casa do SENHOR.
    Todavia, do dinheiro que se trazia à casa do SENHOR não se faziam nem taças de prata, nem garfos, nem bacias, nem trombetas, nem vaso algum de ouro ou vaso de prata para a casa do SENHOR.

    Também não pediam contas aos homens em cujas mãos entregavam aquele dinheiro, para o dar aos que faziam a obra, porque procediam com fidelidade.
    Mas o dinheiro do sacrifício por delitos, e o dinheiro por sacrifício de pecados, não se trazia à casa do SENHOR; porque era para os sacerdotes.

    2 Reis 22:4 a 9
    Sobe a Hilquias, o sumo sacerdote, para que tome o dinheiro que se trouxe à casa do SENHOR, o qual os guardas do umbral da porta ajuntaram do povo,
    Porém não se pediu conta do dinheiro que se lhes entregara nas suas mãos, porquanto procediam com fidelidade.
    Então o escrivão Safã veio ter com o rei e, dando-lhe conta, disse: Teus servos ajuntaram o dinheiro que se achou na casa, e o entregaram na mão dos que têm cargo da obra, que estão encarregados da casa do SENHOR.

    1 Crônicas 29,8
    E os que possuíam pedras preciosas, deram-nas para o tesouro da casa do SENHOR, a cargo de Jeiel o gersonita.

    2 Crônicas 24: 5, 11, 14
    Reuniu, pois, os sacerdotes e os levitas, e disse-lhes: Saí pelas cidades de Judá, e levantai dinheiro de todo o Israel para reparar a casa do vosso Deus de ano em ano; e vós, apressai este negócio. Porém os levitas não se apressaram.
    E sucedia que, quando levavam o cofre pelas mãos dos levitas, segundo o mandado do rei, e vendo-se que já havia muito dinheiro, vinha o escrivão do rei, e o oficial do sumo sacerdote, e esvaziavam o cofre, e tomavam-no e levavam-no de novo ao seu lugar; assim faziam de dia em dia, e ajuntaram dinheiro em abundância.
    E, depois de acabarem, trouxeram ao rei e a Joiada o resto do dinheiro, e dele fizeram utensílios para a casa do SENHOR, objetos para ministrar e oferecer, colheres, vasos de ouro e de prata. E continuamente sacrificaram holocaustos na casa do SENHOR, todos os dias de Joiada.

    2 Crônicas 34:9, 14 e 17
    E foram a Hilquias, sumo sacerdote, e deram o dinheiro que se tinha trazido à casa de Deus, e que os levitas, que guardavam a entrada tinham recebido da mão de Manassés, e de Efraim, e de todo o restante de Israel, como também de todo o Judá e Benjamim, e dos habitantes de Jerusalém.
    E, tirando eles o dinheiro que se tinha trazido à casa do SENHOR, Hilquias, o sacerdote, achou o livro da lei do SENHOR, dada pela mão de Moisés.
    E ajuntaram o dinheiro que se achou na casa do SENHOR, e o deram na mão dos superintendentes e na mão dos que faziam a obra.

    1 Crônicas 29,8
    E os que possuíam pedras preciosas, deram-nas para o tesouro da casa do SENHOR, a cargo de Jeiel o gersonita.

    Esdras 2, 68 e 69
    68 E alguns dos chefes dos pais, vindo à casa do SENHOR, que habita em Jerusalém, deram ofertas voluntárias para a casa de Deus, para a estabelecerem no seu lugar.
    69 Conforme as suas posses, deram para o tesouro da obra, em ouro, sessenta e uma mil dracmas, e em prata cinco mil libras, e cem vestes sacerdotais.

    Neemias, 7: 70 e 71
    E uma parte dos chefes dos pais contribuíram para a obra. O governador deu para o tesouro, em ouro, mil dracmas, cinqüenta bacias, e quinhentas e trinta vestes sacerdotais.
    E alguns mais dos chefes dos pais contribuíram para o tesouro da obra, em ouro, vinte mil dracmas, e em prata, duas mil e duzentas libras.

    Na passagem abaixo, manda trazer todos os dízimos, se fosse como você falou, o escritor teria dito, os referentes à flora e à fauna, mas não, veja:

    Malaquias 3:10
    Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.

    Marcos 12:41 e 42
    E, estando Jesus assentado defronte da arca do tesouro, observava a maneira como a multidão lançava o dinheiro na arca do tesouro; e muitos ricos deitavam muito. Marcos 12:41
    E, chamando os seus discípulos, disse-lhes: Em verdade vos digo que esta pobre viúva deitou mais do que todos os que deitaram na arca do tesouro;

    Lucas 21:1
    E, OLHANDO ele, viu os ricos lançarem as suas ofertas na arca do tesouro;

    2- Como conciliar a promessa de prosperidade em Malaquias 3 com a seguinte ordem: “não ajunteis tesouros na terra” ou ainda “não possuais ouro nem prata, digno é o operário do seu alimento”?

    Responde-se:

    Primeiro, não está dizendo que o operário faz jus apenas ao alimento, sim minimamente ao alimento, mais a mais, alimento pode ser visto em sentido amplo, como seja, dinheiro também, vá estudar no direito brasileiro e verá que alimento diz respeito a uma renda para a família se manter, o salário mínimo é alimento em sentido amplo:

    3- De acordo com a Bíblia, apenas os levitas que recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, para tomar os dízimos (frutos do campo) dos povos. Nesse sentido, pergunto ainda: como um pastor, que nem judeu é, pode alegar possuir o mesmo direito de tomar os dízimos do povo, e o pior, dízimos em dinheiro?

    Responde-se:

    R: Então devolva a bíblia que aos judeus pertence. Devolva a fé e o Deus único em face de que a eles pertence.

    “Está na hora de deixar de “ir a igreja” para “sermos verdadeiramente igreja”.

    O que é igreja verdadeira pra você? A que não disponibiliza de meios financeiros para a evangelização em face dessa discussão boba se dízimos ou ofertas, se compulsório ou não? Meu caro, Deus não obriga ninguém a nada, então os que não querem ofertar, que assim procedam, livre arbítrio dado por Deus.

    • Levi,

      Quanto ao item 1, nenhum dos versículos citados em sua resposta fala sobre “dízimo em dinheiro”. Você apenas mostrou que é bíblico contribuir e eu concordo plenamente com isso! Sou contra apenas, como já disse antes, ao uso de mentiras como meio de obter mais recursos financeiros. Mentiras do tipo: “você será amaldiçoado”, quando Cristo já nos resgatou da maldição da lei (Gl. 3:13), por exemplo.

      Quando ao item 2, até concordo que o dinheiro possa entrar na lista de itens enquadrados como “alimento”. Porém não foi esse o foco de Jesus ao dizer “digno é o operário do seu alimento”. Pedro e João não tinham a moeda para dar ao mendigo que estava à porta do Templo (ou mentiram?), mas ainda assim, nada lhes faltou porque o Senhor supria suas necessidades. Isso é muito diferente do que querem os pregadores da prosperidade hoje em dia, que estão “montados na grana” fazendo grandes reservas financeiras, como que se preparando inutilmente para o grande dia da ira do Senhor sobre os filhos da desobediência.

      Quanto ao item 3, você não me deu a resposta. Apenas apelou dizendo: “Então devolva a bíblia que aos judeus pertence. Devolva a fé e o Deus único em face de que a eles pertence.”

      Deus conhece a sua obra tão bem quanto conhece a minha, não preciso falar.

      Agora pergunto como pode me chamar de “intruso de Israel?” (até achei engraçado isso, rs)

      Por misericórdia e graça imerecida, recebi sobre minha vida o Espírito Santo e hoje eu sei o que é sentir a maravilhosa presença de Deus sobre mim. O mundo já está cansado dos amantes do dinheiro, que vêm com palavras fingidas para enganar. Agradeço a Deus por ter minha consciência tranquila pelo fato de pregar o evangelho e a verdade.

      Você está convidado a entrar em meu endereço Evangelismo.blog.br para observar alguns estudos preparados com muito temor a Deus, pois sei que não é permitido ir além do que está escrito ou ainda retirar ou acrescentar algo da Palavra de Deus.

      Até mais!

      Graça e paz!

      • Rubner/stardust

        Sua citação é simplória: quero que provem em qual parte da bíblia fala de dar/tomar/cobrar DINHEIRO, pois eram as ofertas apenas as derivadas de fauna e da flora. Então não mude de conversa, meu caro. Essa conversa de maldição. tal foi apenas uma parte secundária das discussões, não o centro, pois cerne se constituía no dinheiro, que este nunca foi usado., tanto que você menciona várias profissões que não laboram a terra, portanto desautorizadas a dar dízimos e ofertas.

        O item 2 novamente falta com a verdade, pois teve Cristo momentos de fome por ausência de dinheiro a ponto de seus discípulos fazerem uso de trigo alheio. Os apóstolos passaram necessidade, tanto é que tiveram de engolir as ofertas enviadas pelas igrejas de Paulo, até mesmo uma mais pobre que a da judeia, no caso a da Macedônia.

        Essa história de desvio de dinheiro da igreja sempre existiu, basta vê o discípulo de Cristo responsável pelo dinheiro que foi flagrado roubando. A igreja católica muitas das vezes, aí você somente fala dos pastores, e faz referência à prosperidade como se os que não pregam tal doutrina não roubasse? Claro que roubam, e cada um vai dar contas a Deus, isso se não começar aqui, pois muitos são expulsos das igrejas evangélicas, alguns sendo processados nos tribunais terrestres, aí você vem se fazendo de sabichão?

        Acha que somente você é sapiente disso? Que os evangélicos não sabem se estão ou não sendo lesados? Vá de igreja em igreja fazendo uma pesquisa, pois saberá dos casos em que os conselhos os afastou, as igrejas também. Igreja evangélica nenhuma é melhor que o ministério de Cristo, que tinha ladrão, homicida, descrente.

        Quanto ao intruso foi de propósito, fiz minhas as palavras de Davi quanto a Golias, pois você usou o mesmo modo de afrontar: duvido quem isso ou aquilo outro, eu sou, eu venço. Bom, seguindo a mesma linha, fiz o mesmo usando as palavras do moleque Davi.

        No mais, o mundo sempre esteve cheio de amantes do dinheiro, é praga antiga. O que não pode é confundir recursos formados por trabalho de evangelização, como discos, livros, revistas, com o do pregação, com a venda de milagres, com a exploração.

        Se evangélico se sentisse explorado já teria corrido de há muito. Sabem que são elo de uma corrente, corrente que visa pregar o evangelho, daí não medir esforços para construir igrejas, comprar som, comprar espaços na mídia, ações sociais, ajuda aos irmãos na fé e a terceiros com sopões, alimentos, com casas de apoio aos idosos, às crianças abandonadas….

  29. primeiro nao existe seque um texto que justifique essa indústria milionária chamada fé,religião e dizimos

    primeiro e o o uso termo estelionatariamente falando que as igrejas protestantes usaram a seu favor,para se beneficiar de algo nao diz a respeito de nenhuma delas e nenhuma religiao sem excluir o cristianismo catolico,outra enganação que deu origem ao protestantismo..

    os mais cegos,os mais alienados,nao se permitem ouvir,nem sequer buscam instrução a busca da verdade,so engolem o que esse profissionais de terno e gravata dão a eles nas farandulas religiosas chamadas igreja(religião,circo,música,essa farofada toda)

    são as trocas de mentira x ilusões

    os enganados acreditam que 10% de algo podre chamado dinheiro os livrara da morte,do demonio,da miseria,de passar fome,isso nao passa de uma indução uma lavagem cerebral,feita em todas farandulas religiosas protestantes evangelicas, catolicas etc etc

    pegando os textos viciados,manipulados por esse bando de estelionatarios, pa$tores, bispo$

    os textos da escritura diz CLARAMENTE QUE O DIZIMO DA ÉPOCA,era alimentos,grãos,cereais,para sustentar,os necessitados,os orfãos,viuvas,os pobres,e os sacerdotes segundo a linhagem de levi,esse ladroes desses pa$tores se fartam dessa mentirada,e da ilusão dos mais cegos e alienados..

    O TEXTO MAIS VICIADO E MAIS ENGANADOR E O MALAQUIAS 3:10
    Leem pedaços isolados do texto,e enrolam ai outro aqui,enfeitam o pavão e assim enganam os preguiçosos que vao la e nao leem o dizimo era uma pratica anual de entrega dos alimentos etc do campo para socorro da viuva,orfão,necessitado,nao foi PRA ENCHER A PANÇA DESSES LADROES DE TERNO E GRAVATA” observe os textos de exodo,etc o criador orienta os sacerdotes a comerem o dizimo,e muito interessante so leem o malaquias 3;10 sem contar que no texto de malaquias 2:E 3 E UMA ADVERTENCIA DO CRIADOR O ETERNO,aos sacerdotes que estavam retendo os dizimos(almentos,cereais,comida) e nao socorrendo a viuva,o necessitado,o orfão,os pobres,ESSE ERA OBJETIVO,nao encher a pança desses profissionais protestantes,bando de ladroes….

    • Vigilante,

      Leia abaixo o que escrevi retrucando o mesmo argumento dado pelo Hubner.

      Já que o dízimo se resumia a produtos derivados da flora e da fauna, então responda o que falei.

      • kkkkkkkkkkkk Você acha mesmo que eu sou T0NT0 pra acreditar em qualquer homem que vem falando em nome de deus, só porque abriu um um CNPJ e criou uma instituição humana religiosa, cria um prédio onde este pecador diz que é cada deste tal deus dele, e ainda o fulano outorga a si mesmo sacerdote da tribo de LEVI (se faz de israelita não o sendo e até mesmo de Judeu?) de diz no direito de tomar Dízimos, que era uma ordem do velho testamento da nação de Israel para tribo de LEVI, e agora qualquer fulano vem falando que tem neste direito, de obrigar o outro semelhante, os pobres, os incautos, viúvas, todo mundo, a pagar para o fulano mensalmente, imposto do meu salário que eu trabalho, para o fulano viver tipo marajá , bacana, viver na mamata, e ainda ameaçando se não eu der dinheiro pra ele serei amaldiçoado por ele, colocando peso de ordenanças como se eu estivesse debaixo da lei de ISRAEL?

        kkkkkkkk Só isso já é muito cômico cara! E eu vou acreditar em um humano pecador, que é mortal, como qualquer outro? Você ensina que devo eu então rejeitar o Messias, que pregou o contrário de toda esta exploração, nunca cobrou dizimo, nunca lançou maldição sobre o povo, pelo contrário ele condenou Fariseus como raça de víboras, mercenários assalariados que se fazem de pastor no lugar do Messias, que devoravam a casa das Viúvas, e ele mesmo se fez maldição no meu Lugar, morreu por mim no madeiro para CUMPRIR A LEI e acabar com o escrito de dívida que existia?

        NÃO cara, não quero estas palavras de homens mortais e pecadores, PREFIRO O MESSIAS QUE MORREU POR MIM!

        Ainda mais se começar a falar que dar dinheiro para um cara para construir prédios, comprar vários jatinhos, juntar tesouros na terra, construir mais prédios pra fazer mais e mais isso, todo o farisaísmo que o Messias nunca fez e condenou!

        A Verdade liberta… O Pai não busca dízimos, sacrifícios humanos, nada das nossas mãos pode ser recebido pelo pai. Nada desta terra, porque o Eterno é Espírito.
        Mas busca adoradores que o adorem ESPÍRITO e em VERDADE!
        Não em MATERIALISMO e ENGANO!

  30. INDUSTRIA MILIONARIA,assim desde dos pequenos empresarios da fé(religiao) ate os maiores movimentam bilhoes,e enchem seus egos,de luxuria,poder,grana,e porcarias dos quais tanto o maschiah orientou que nao fazem parte das vidas,daqueles os seguissem… vergonha!!

      • Porque qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, mas, qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, esse a salvará.
        Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?
        Ou, que daria o homem pelo resgate da sua alma? Marcos 8:35-37

      • Lucas 9:23 E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.

        O Messias foi crucificado e você fala em se arriscar? Os apóstolos também foram mortos por anunciarem o Messias e a Vida Eterna e não esta pataquada de teoria da prosperidade e criação de prédios e ordenanças de regras criadas por homens.

  31. O povo lobotomizado adora seguir cão guloso.

    Vós, todos os animais do campo, todos os animais dos bosques, vinde comer.
    Todos os seus atalaias são cegos, nada sabem; todos são cães mudos, não podem ladrar; andam adormecidos, estão deitados, e gostam do sono.
    E ESTES CÃES SÃO GULOSOS, não se podem fartar; E ELES SÃO PASTORES que nada compreendem; todos eles se tornam para o seu caminho, cada um para a sua GANÂNCIA, cada um por sua parte. Isaías 56:9-11

  32. Sr Braulho Vainela… O Sr acha que pode matar um ser humano enquanto ele não saiu da barriga da mãe? Se sim, vai se tratar, pois você tem problema é um psicopata?

  33. Sr Braulho Vainela!! O Sr acha que pode matar um ser humano enquanto ele não saiu da barriga da mãe? Se sim, vai se tratar, pois você tem problema é um psicopata?

    • Verdade,

      Deus teve coragem de matar o próprio filho na cruz, tudo para salvar tu e eu que não merecemos.

      Então Deus era um psicopata?

      Claro que não, assim como eu também não.

      Quando defendo a possibilidade de aborto é para evitar a morte de mulheres e perda da salvação, afinal penso assim para evitar o mal maior que é a morte dela sem ter a possibilidade de pedir perdão a Deus do seu pecado, ou seja, ir para o inferno. A criança, esta volta pra Deus, e se Ele quiser a reenvia aqui pra terra.

      Meu caro, a vida é para a gente descomplicar, veja o exemplo de Cristo que não apedrejou a adúltera. Mas evite estar apedrejando, procure se inteirar do que ladeia os outros, pois pode ser a tua filha que um dia poderá passar por essa experiência de morte sem Cristo,

      Se abortar, a mulher, caso peça perdão a Deus, Ele disse que perdoaria. Eu sei que você não faria a mesma coisa que Deus, pois não é Ele e nem procura parecer e imitar o perfeito dos prefeitos,

      • O Pai não matou o filho, ele se entregou por amor sua vida.
        Além disso quem cometeu o ato de mata-lo foram os homens não o Pai.
        Chegou a hora de parar de culpar o Pai pelas coisas que os homens fazem ou deixam de fazer debaixo do sol.

  34. kkkkkkkkkkkk Vocês acham mesmo que eu sou idi0t@ pra acreditar em qualquer homem que vem falar em nome de deus? Que qualquer um pode abrir um CNPJ, criar uma instituição humana religião, criar um prédio, e ainda o fulano outorga a si mesmo sacerdote da tribo de LEVI (se faz de israelita não o sendo e até mesmo de Judeu?) de diz no direito de tomar Dízimos, que era uma ordem do velho testamento da nação de Israel para tribo de LEVI, e agora qualquer fulano vem falando que tem neste direito, de obrigar o outro semelhante, os pobres, os incautos, viúvas, todo mundo, a pagar para o fulano mensalmente, do meu salário que eu trabalho, para o fulano viver tipo marajá , bacana, viver na mamata, e ainda ameaçando se não eu der dinheiro pra ele serei amaldiçoado, colocando peso de ordenanças como se eu estivesse debaixo da lei de ISRAEL?

    kkkkkkkk Só isso já é muito cômico cara! E eu vou acreditar em um humano pecador, que é mortal, como qualquer outro? Você ensina que devo eu então rejeitar o Messias, que pregou o contrário de toda esta exploração, nunca cobrou dizimo, nunca lançou maldição sobre o povo, pelo contrário ele condenou Fariseus como raça de víboras, mercenários assalariados que se fazem de pastor no lugar do Messias, que devoravam a casa das Viúvas, e ele mesmo se fez maldição no meu Lugar, morreu por mim no madeiro para CUMPRIR A LEI e acabar com o escrito de dívida que existia, e apoiar financeiramente esta babilônia que blasfemam o messias tornando prédio no lugar de de caminho, verdade, e vida?

    NÃO cara, não quero estas palavras de homens mortais e pecadores, EU PREFIRO O MESSIAS QUE MORREU POR MIM!

    Ainda mais se começar a falar que dar dinheiro para um cara para construir prédios, comprar vários jatinhos, juntar tesouros na terra, construir mais prédios pra fazer mais e mais isso, todo o farisaísmo que o Messias nunca fez e condenou!

    A Verdade liberta… O Pai não busca dízimos, sacrifícios humanos, nada das nossas mãos pode ser recebido pelo pai. Nada desta terra, porque o Eterno é Espírito. Mas busca adoradores que o adorem ESPÍRITO e em VERDADE! Não em MATERIALISMO e MENTIRA.

DEIXE UMA RESPOSTA