Escrivã cristã é presa por se recusar a emitir certidão de casamento para homossexuais

100

Uma cristã que trabalha como escrivã de um cartório da cidade de Morehead, no estado de Kentucky (EUA) foi presa após se recusar a emitir uma certidão de casamento a um casal homossexual.

Os homens recorreram à Justiça e o juiz federal David Bunning determinou a prisão de Kim Davis por desacato à autoridade, após ela reiterar que não emitiria a certidão de casamento para homossexuais por causa de sua crença religiosa.

Em lágrimas, ela explicou durante a audiência que não seria possível para ela cumprir a ordem por causa da sua fé: “Minha consciência não vai permitir isso. A lei moral de Deus me convence e gera conflitos com os meus deveres”, afirmou.

O juiz lamentou a postura da escrivã: “Eu não faço isso de ânimo leve”, disse ele ao anunciar a prisão de Kim: “É necessário neste caso”.


Kim Davis agradeceu a forma como o juiz ouviu sua versão e decidiu sobre o caso, sem desrespeitar sua crença religiosa: “Obrigado, juiz”, disse ela, enquanto saía escoltada da sala.

Insatisfeita com a prisão, a entidade American Civil Liberties Union (ACLU) expressou seu desejo de que o juiz aplicasse multas à escrivã até o momento em que ela deixasse de se recusar a emitir as certidões de casamento para homossexuais. O juiz contra argumentou afirmando que isso não a punição não a faria obedecer a regularização do casamento gay, pois outras pessoas que pensam como ela a ajudariam a pagar as multas.

Um exemplo da teoria do juiz é que enquanto Kim Davis era julgada, manifestantes que apoiam sua postura se reuniram em frente ao Palácio da Justiça para expressar insatisfação com a nova lei.

100 COMENTÁRIOS

  1. Uma pessoa é presa por se negar a fazer no que acredita ser certo.
    Invés de prendar um cidadão, por que não foram atrás de alguém que estivesse disposto a emitir a certidão?
    Por que na real, a necessidade de humilhar uma pessoa em prol da causa gay é muito maior do que resolver procura alternativas para resolver o problema.
    A cidadã, acorda para ir ao trabalho e acaba sendo presa, por que em que ela acredita não importa.
    Acontece que chegamos a um nível de organização, como seres vivos, por causa daquilo que acreditamos.
    A diversidade de cultura e costumes existe por causa as coisas em que acreditamos. No momento em que o que acreditamos passa a não ter valor algum, abrimos uma brecha na maravilha que é ser humano e passamos a animais irracionais.
    Desrespeitou um para respeitar outro, quando o ideal seria que todos fossemos respeitados em que acreditamos, ainda que não se acredite em nada, e nisso falhou o juiz.
    Eu respeito quem quer ser gay e espero que todo gay me respeite no que acredito, inclusive que homossexualismo é pecado.
    O movimento gay, está tomando as mesmas atitudes nazistas de Hitler, então entendo eu que em algum momento o próprio movimento gay vai fracassar naquilo em que acredita, pois quando o movimento gay começar a incomodar a todos por uma ideologia, então será o começo do fim do movimento.
    Saudações em Cristo!

    • Caro assim pensa o estado islâmico., do mesmo modo que pensa este museu fundamentalista ., por isso o mundo acha que pode mandar nas vidas dos outros., assim também agem com os animais ., os sacrifica em caçadas só para verem morrer .,

      Devemos deixar de fundamentalismo e respeitar os diferentes ., a cadeia para esta protestante hereja é uma saco de alfafa e ração ., vai fazer muito bem a ela.,

      Veja ela casou 4 vezes., será que divorciou ., com certeza não., se diz cumpridora da Bíblia ., só que a Bíblia e o livro dos cristão .. Não devemos socar ela goela abaixo de toda a população., respeitar os diferentes e democracia e respeito., também dito

    • CLÁUDIO FERREIRA

      Tem um outro Cláudio que vem aqui zurrar seus absurdos e que é um daqueles ativistas.
      Vc falou em “nazismo” e ele tem muito em comum com as atitudes dessa turma.
      O nazismo tinha a infame GESTAPO, para perseguir não só judeus, mas qualquer um que discordasse do regime.
      Eu falei faz tempo sobre isso e o Sandro não gostou da palavra que eu usei, que era GAYSTAPO, que ele achou que seria para perseguir os gays, mas era justamente o contrário.
      Seria para discriminar, perseguir e silenciar todo aquele que discorda deles.
      No caso, os héteros e quem mais for contra.
      Hoje falam que não existe mais “homem” e “mulher”, que cada um pode ser o que quiser.
      Tinha um projeto de Lei que não foi aprovado exatamente sobre isso, um tipo de LEI GAY, prevendo uma série de absurdos para favorecê-los, só que os deputados evangélicos se opuseram e o projeto satânico foi arquivado.
      Olha o que esses malucos queriam fazer.
      Retirar dos documentos oficiais as palavras “pai” e “mãe”.
      Acabar com o Dia dos Pais e o Dia das Mães.
      (Os caras de pau ainda falam que não querem destruir a família.)
      Banir todas as histórias infantis e criar versões gays.
      Faz um tempo teve o caso de uma professora lésbica que não deixou as crianças assistirem ao desenho da Branca de Neve, alegando que era ofensivo aos homossexuais, só porque tem no famoso desenho da Disney um príncipe e uma princesa.
      Os pais das crianças ficaram indignados e recorreram à justiça, aí a professora resolveu ouvir a voz da razão e voltou atrás, mas era tarde.
      Jornalistas investigaram o caso e descobriram que a “namorada” da professora era a diretora da escola, que inclusive “facilitou” a contratação da mesma.
      O resultado, merecido, foi as duas irem para o olho da rua.
      Olhem aonde podem chegar esses ativistas gays.
      O objetivo é mandar na sociedade e impor suas tenebrosas práticas.
      Criar cotas para gays em vestibulares e concursos.
      Só não dizem como o candidato vai provar que é.
      Só a palavra dele vale?
      Ou vai precisar mandar todos ao proctologista?
      Dependendo do estado do brioche, é aprovado, será isso?
      Sorte nossa que o des-governo do PT (Partido dos Traidores) não pode interferir na religião.
      Que tristeza, homem casando com homem!
      E a insistência de chamar dois homens de “casal”.
      Este mundo não tem jeito, a vaca já foi pro brejo.

  2. O juiz do caso, David Bunning, ofereceu à escrivã três opções: realizar o casamento, deixar que outros funcionários o fizessem ou a cadeia. Ela escolheu ir presa.

  3. Existem muitas pessoas e cristãos que tem se prejudicado em nome do Cristianismo, achando que sua fé que é muito elogiável e creio plenamente ser a verdadeira fé Religiosa que realmente tem total condições de religar o homem com Deus através da Obra Redentora de Cristo na Cruz do Calvários, ou seja, que Cristo como Filho de Deus foi prometido pelo todo Poderoso para salvar a humanidade que através que tinha sido desligado porque deu voz a um grande inimigo de Deus que já tinha sido julgado e expulso do Ceu e Cau na Terra, local onde tomava conta antes de ser expulso, dessa forma foi passou a ser inimigo do homem e muito mais de Deus já que deu oportunidade do homem ser salvo e ele não. Quanto aos Cristãos que pensam poder salvar toda a humanidade e se prejudicam não concordando com atitude pecaminosa de quem não é Cristão, todo mundo pode fazer o que quiser nossa atitude é falar a verdade mesmo que seja contra as leis de nossa Pátria mais não a ponto de irmos contra nossas autoridade constituídas e sim orar para possa haver uma melhora e não de conserto o pecado vai aumentar a cada dia mais. E por se multiplicar a humanidade o amor de muitos diminuirá e por está diminuindo o amor tem aumentado o ódio e é por isso que tem aumentado a marginalidade que só vai aumentar.

  4. A escrivã está mais que certa, pois se não existia noiva, como poderia haver casamento. O interessante é como pode um homem deixar de casar com uma mulher para casar com outro homem e satisfazer seus desejos num buraco tão fedorento.

    • Sem prejuízo do fato de que vagina não cheira a jasmim, sua visão que restringe a homossexualidade ao sexo anal é própria de mentes estreitas, e sua visão do ânus algo imundo e nojento é próprio dos que não sabem fazer a higiene pessoal.

          • Desculpe, mas toda ação gera uma reação. Vs leu o que ele escreveu antes? Às vezes, para nos fazermos entender, é necessário baixar o nível. É cada baixaria que os integrantes do seu segmento usam pra denegrir a imagem dos gays.
            .

          • Está bem Cláudio,só acho que não precisamos fazer o que todos fazem,a mudança começa por nós mesmos.Vou te falar uma coisa,aqui já me xingaram de tantas coisas,que eu fiquei até de cabelos em pé,mas eu procurei não baixar o nível,pois se não me tornaria como eles.

          • VANESSA

            Oi, querida amiga…
            Chama a Celia para formarmos as Meninas Superpoderosas…
            OK, não somos superpoderosas, mas somos meninas…
            E os filhotes de Caim, o primeiro que sucumbiu à inveja, só podem recorrer à baixaria, porque é do nível deles.
            A mais nova é falar mal das vaginas, como se não tivessem nascido através de uma, será que foram gerados em laboratório?
            Se depender deles, o Brasil estará “ânus” à frente dos outros países.
            Se criassem uma tecnologia capaz de mexer no DNA e transformar homens em mulheres de verdade, haveria filas maiores que as dos transplantes de órgãos.
            E legiões de enrustidos que ninguém imaginava que estariam interessados.
            Nós estaríamos tranquilas, sossegadas, porque em nós nem um átomo precisaria ser mudado, nós mulheres, a obra-prima da Criação.
            E um dia falei pro Claudio que pudessem transformar mulheres em homens, eu estaria foríssima, eu hein, sou feliz além da conta por ser como sou, do sexo feminino, hétero, real, verdadeira, 100% cromossomos XX.
            Eu sei, é só para irritar a turma, teve um dia que vieram todos eles me atacar, parecia todas as legiões do abismo em cima de mim.
            Devo ter pisado no calo deles.
            Teve um, aquele Obama, esse é o pior, escreveu um monte de obscenidades e eu respondi de um jeito que o cara perdeu até o rumo.
            Mandei que fosse procurar nas ruas o que ele esperava de mim.
            Tem em inglês a palavra UNDEAD, que é “não-morto”, “morto-vivo”.
            E eles os gays, seriam UNWOMAN, “não-mulher”.

            HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA

        • Cláudio, a gente ter de ter muita paciência para debater com pessoas de nível intelectual próximo do zero. Essas criaturas andam 24 horas por dia com fezes, urina, sangue dentro de seus corpos fedidos e ainda têm a pachorra de vir aqui falar em nojinho. Povo ridículo!

      • SANDRO

        Como sabe que vagina não cheira a jasmim?
        Já experimentou alguma?
        Não fale do que não sabe.
        Essa agora, comparar vagina com ânus.
        Este mundo não tem mais jeito, a vaca já foi pro brejo.

        E ânus é ânus, seja qual for, não adianta falar em higiene, pode passar um litro de desinfetante que continua sujo, imundo, infecto e nojento.
        E eu nem chamo isso de sexo, porque ânus não é órgão sexual.[, ele existe para expelir, não para inserir “coisas”.
        O meu garanto que não é, não vou ser aviltada dessa maneira.

        O homem que exige isso da mulher está negando a feminilidade dela e eu recuso-me a uma forma de sexo que me iguale a um homem.
        Li isso que vc escreveu e tive até ânsia, pensei que ia vomitar. credo!
        Mulher com mulher, homem com homem.
        Pra que pênis e vagina, se existe o ânus?
        Estamos “ânus” à frente dos outros países…

        • “Como sabe que vagina não cheira a jasmim?”

          Então b/u/c/e/t/a cheira a jasmim, arendelle? É isso que devo supor?

          “Essa agora, comparar vagina com ânus.”

          A comparação procede se levarmos em consideração que tanto num caso como no outro há emissão de odores que não são agradáveis, embora se a pessoa for higiênica esses odores são minimizados.

          “E ânus é ânus, seja qual for, não adianta falar em higiene, pode passar um litro de desinfetante que continua sujo, imundo, infecto e nojento.”

          Pelo jeito como você escreve fica claro que você deve ser dessas pessoas que não fazem a correta higiene de seu próprio corpo.

          Você é muito vulgar e muito limitada ao fazer essas críticas contra a homossexualidade baseda em sexo anal. Se você não gosta dessa prática sexual isso é problema seu, pois muitos gostam e você não tem nada com isso. Além disso, é muita estupidez ficar manifestando nojinho pelo ânus ao mesmo tempo em que você esta aí com essa sua pança cheia de fezes 24 horas por dia, além do fedor que exala naturalmente de seu órgão genital. Já disse outras vezes: quem é tão ridículo ao ponto de rebaixar a homossexualidade a mero sexo anal não merece atenção, pois não passa de um ogro intelectual.

          Você desfaz do ânus em razão de ser o mesmo passagem de fezes, mas se esqueçe de toda a imundíce que também sai de sua vagina.

          Quer saber? Vai se lixar!!!

          • SANDRO

            “Você desfaz do ânus em razão de ser o mesmo passagem de fezes, mas se esqueçe de toda a imundíce que também sai de sua vagina.”

            PELO MENOS EU TENHO UMA…

            E garanto que minha vagina é muito mais limpa que a coisa que vocês chamam de “órgão sexual”.

            Sim, eu faço a higiene da minha “amiguinha”, sim…

            Sim, tem gente que gosta de a-n-a-l, até homens héteros fazem com mulheres, mas o homem que exige isso da mulher está se igualando a um rato pestilento, além de negar a feminilidade da mesma.

            E dizem que isso seria um sinal de homo sexualidade oculta, que o homem estaria inconscientemente desejando que ali de quatr0 na cama estivesse, em vez da mulher, outro homem.

            Não admito na minha vida sexu@l algo que me iguale a um homem, jamais serei aviltada dessa forma.

            Já viu aquele ditado: “QUEM DESDENHA, QUER COMPRAR”…?

            Vai lá, raposa, ver se as uvas ainda estão verdes…

            ECA! Mil vezes ECA!

            Quando eu imagino 2 homens numa cama, aquilo me dá Â-N-S-I-A…

    • LUIZ CARLOS

      Aqui no G+ eu sempre falei contra o homo sexualismo, especialmente o horrendo ato que chamam de “anal”.
      Não digo “sexo” anal porque isso não existe, ânus é para expelir, não para inserir coisas, a própria mulher deveria se recusar a um ato tão sujo, imundo e repugnante.

      Eu sou mulher hétero real verdadeira 100% cromossomos XX.
      E não aceito essa coisa horrenda, não vou ser aviltada dessa maneira.
      Olhando a coisa por esse lado, eu sou virgem e sempre vou ser.
      Falam mal de mim por ter feito sexo antes do casamento, mas quase todos os homem fazem, só cobram virgindade da mulher.

      Muitos homens são virgens só da frente.
      Muitos são virgens só de trás.
      Muitos são virgens da frente e de trás.
      Muitos não são virgens nem de um nem do outro.

      Eles falam que pode “se houver higiene”, que higiene dá jeito num canal de esgoto que devia ter sido mantido assim, não artificialmente transformado em entrada?
      O homem que exige isso da mulher é comparável a um rato pestilento.
      Então para que pênis e vaginas?

      Triste época a nossa, em que vemos homem casando com homem…
      Já é permitido no cartório, agora tem uns malucos querendo obrigar igrejas a realizar casamento de dois iguais.
      O que me conforta (e que os enerva) é saber que na igreja nunca vão conseguir.
      O dia em que vir isso, quero acordar e ver que era um pesadelo.

      Abrem-se as portas da igreja e entra a “noiva” ao som da Marcha Fúnebre (para ocasiões de grande tristeza e consternação), aí se vê que é um barbado.
      Garanto que nessa igreja eu não entro nunca mais.
      E se todas aceitarem, viro atéia, por não acreditar que seja de Deus uma coisa dessas.

      E como a “noiva” vai conceber, se não tem vagina?
      Como vai abrigar um feto, se não tem útero?
      E a criança vai sair por onde, sem a mesma vagina?

      Pelo menos uma igreja já se manifestou a favor, a seita do anti-cristo Ma$$edo.
      Ali, se entrar dinheiro, fazem qualquer negócio.
      Está de bom tamanho, para um homem que defende o aborto.
      Podia a mãe desse herege ter abortado ele, não estaria espalhando suas blasfêmias.
      Vade Retro, bi$po-profeta-de-baal-adorador-de-mamon-rabino-maçom-abortista!

      • Princesa estou de pleno acordo com tudo o que disse, pois também sou totalmente contra “casal” do mesmo sexo, já imaginou como fica a mente de uma criança adotada por gays perante seus colegas, quando em uma comemoração do dia das mães lá comparece o zezinho acompanhado de dois “homens” se considerando pai e mãe. Só disse que fica cheirosinho rebatendo ao colega que disse que o mal cheiro é falta de higiene. Respeito os gays como seres humanos, nas confesso que este tipo de sexo não é a minha praia e que deveria dar uma dose bem forte de purgante para que eles fiquem sabendo para que serve o anus.

        • “já imaginou como fica a mente de uma criança adotada por gays perante seus colegas, quando em uma comemoração do dia das mães lá comparece o zezinho acompanhado de dois “homens” se considerando pai e mãe.”

          Casais gays não assumem papel de “pai” e “mãe”, como se fossem um casal heterossexual, e posso te dizer, com base nos casos que conheço, que a cabeça dessa criança fica muito bem, inclusive muito melhor do que quando estavam no orfanato onde foram deixadas pelos héteros que as colocaram no mundo e depois abandonaram.

          “Só disse que fica cheirosinho rebatendo ao colega que disse que o mal cheiro é falta de higiene.”

          O sexo, seja hétero ou gay, fede mesmo, não há como evitar, sendo que um amigo meu até falou do cheiro podre que fica depois que o pênis é retirado da vagina. Assim, o que pode ser feito é minimizar esses odores. Mas, quer saber? Se a gente fosse ligar muito para os odores corporais a gente se matava, cara, pois nada mais somos que sacos cheios de carne, osso, sangue, fezes, urina, etc. Há pessoas que abrem suas bocas para falar mal do sexo anal mas não percebem o odor fétido que exalam de suas próprias bocas cheias de mau hálito.

          “Respeito os gays como seres humanos”

          Não, você não nos respeita.

          “deveria dar uma dose bem forte de purgante para que eles fiquem sabendo para que serve o anus.”

          Diga isso a seu médico quando ele enfiar o dedo em seu ânus para examinar sua próstata.

          Cuide desse cuzão fétido e deixe o dos outros em paz.

  5. Como escrivã ela tem a obrigação de cumprir seu dever. Se a religião não permite, peça a conta. Quando fui adventista não pude ser contratado para trabalhar em uma empresa em razão do repouso sabático. Procurei outro emprego e fui ricamente abençado até hoje.

    • SANDRO

      Você elogia tanto os EUA, então por que mora no Brasil, cheio de fanáticos que não querem conceder seus direitos e que te odeiam?
      Quero ver é um corajoso ir lá no Oriente Médio dizer que o Alcorão é homofóbico ou que o falso profeta MORRA-MED era gay…
      Esteja em boa forma, para quando (e não se…) tiver de correr para salvar a vida.

      • Vou perder um tempinho respondendo suas impertinências:

        “Você elogia tanto os EUA, então por que mora no Brasil, cheio de fanáticos que não querem conceder seus direitos e que te odeiam?”

        Constatar o FATO de que nos EUA a lei de fato é cumprida, não constitui em qualquer nível um elogio. Ademais, nos EUA também esta cheio de fanáticos evangélicos, sendo um exemplo disso a própria fanática de que trata o post.

        “Quero ver é um corajoso ir lá no Oriente Médio dizer que o Alcorão é homofóbico ou que o falso profeta MORRA-MED era gay…”

        Para provar minha coragem eu não preciso me tornar mais uma vítima, a exemplo dos evangélicos que vão aos países teocráticos muçulmanos desafiar as leis vigentes naqueles países. Além do mais, por que eu diria que o profeta foi gay, se ele de fato não foi gay? E o Corão é, sim, contra os gays, mas o Velho Testamento também é com suas crueldades sem limites.

        “Esteja em boa forma, para quando (e não se…) tiver de correr para salvar a vida.”

        O mesmo vale para você, pois não pense que seria poupada se houvesse um domínio de radicais islâmicos no Brasil, algo que nunca ocorrerá. Mas não temo a morte, pois sei que Deus é o controlador de tudo e só se morre por permição dele. Então um dia com certeza deixarei esse mundo, mas não irei, como crentes fanáticos, buscar a prisão ou a morte em países de radicais.

        • SANDRO
          —————————————————————————————————
          Vou perder um tempinho respondendo suas impertinências:
          E eu perder um tempinho respondendo as suas…
          —————————————————————————————————
          “Você elogia tanto os EUA, então por que mora no Brasil, cheio de fanáticos que não querem conceder seus direitos e que te odeiam?”

          “Constatar o FATO de que nos EUA a lei de fato é cumprida, não constitui em qualquer nível um elogio. Ademais, nos EUA também esta cheio de fanáticos evangélicos, sendo um exemplo disso a própria fanática de que trata o post.”

          Mas pelo jeito lá é melhor que aqui, pelas condições de vida.
          —————————————————————————————————
          “Quero ver é um corajoso ir lá no Oriente Médio dizer que o Alcorão é homofóbico ou que o falso profeta MORRA-MED era gay…”

          “Para provar minha coragem eu não preciso me tornar mais uma vítima, a exemplo dos evangélicos que vão aos países teocráticos muçulmanos desafiar as leis vigentes naqueles países. Além do mais, por que eu diria que o profeta foi gay, se ele de fato não foi gay? E o Corão é, sim, contra os gays, mas o Velho Testamento também é com suas crueldades sem limites.”

          Porque uns ativistas tem a irritante mania de apontar homo sexualidade até onde ela nunca existiu.
          Davi, Paulo e até Jesus já foram apontados como gays, os karas fazem verdadeiros malabarismos com a Bíblia, tentando “provar” que este ou aquele era gay.
          Pegam um copo de plástico e tentam provar que é vidro.
          Qualquer parte que pudesse levar as pessoas a achar erroneamente que Davi ou Paulo eram homos, já há séculos teriam sido removidas pela igreja romana ou pelos protestantes depois que romperam com Roma.
          Quando vêem a palavra “amor”, já ficam alvoroçados, só pode ser amor gay…
          Existem outros significados para “amor”, do contrário um pai não poderia amar seus filhos ou seu pai…
          Se fosse eu a ter esse poder, eu removeria qualquer versículo que pudesse levar as pessoas ao erro de acreditar que qualquer personagem era homo / bi.
          Se não removeram, é porque eles NÃO eram.
          E as regras do AT não valem para cristãos, esses dias o Claudio me perguntou o que eu achava de coisas como camarão, porco…
          Eu respondi que como normalmente, hoje isso só é proibido aos ju-deus.
          —————————————————————————————————

          “Esteja em boa forma, para quando (e não se…) tiver de correr para salvar a vida.”

          “O mesmo vale para você, pois não pense que seria poupada se houvesse um domínio de radicais islâmicos no Brasil, algo que nunca ocorrerá. Mas não temo a morte, pois sei que Deus é o controlador de tudo e só se morre por permição dele. Então um dia com certeza deixarei esse mundo, mas não irei, como crentes fanáticos, buscar a prisão ou a morte em países de radicais.”

          Verdade.
          Lá tanto você quanto eu morreríamos, por motivos diferentes.
          Eles odeiam gays, mas as feministas não correm menos perigo.
          Você seria odiado por fazer sex0 com outro homem.
          E eu por não me comportar do jeito que eles querem.
          Imagina só, uma mulher independente, que olha os homens nos olhos, que não usa as ridículas vestes que eles exigem, que come carne de porco.
          Que não se casou virgem…

          Para os fanáticos com cérebro de camelo, tudo isto é crime capital.
          Para mim, até andar na rua seria um perigo, pois o “livrinho” autoriza a qualquer muçulmano violentar qualquer mulher nas ruas sem burca e sem um homem acompanhando.
          Mas você só seria pego em uma “demonstração de afeto”, como a chamam.
          Você duraria lá bem mais que eu.
          Em ambos os casos estaríamos violando as regras do Alcorão.

          Esta parte foi apenas uma brincadeira, a de “correr para salvar a vida”.
          É uma coisa tão absurda que as pessoas acreditam.
          Até vc caiu…

          HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA HA

  6. Pensamentos e atitudes semelhantes a dessa fanática é a causa da perseguição contra os cristãos nos países sob teocracia islâmica, pois os islâmicos dizem o mesmo, ou seja, que não podem permitir que os infiéis violem as leis do Corão e do Islã pois isso seria ir contra sua religião, sua fé. O magistrado americano agiu rigorosamente dentro da lei.

  7. Peraí está mucreia já casou quatro vezes , talvez o problema dela não é rola ela nao irá parar de casar enquanto não achar uma xana kkk., ai fica impedindo o povo de se casar ., se fosse na igreja sim , agora o cartório e mundano qual o problema , olha onde o fundamentalismo religioso está chegando., cadeia para este mucreia até ele parar de quere se aparecer.,

  8. Ela está em um CARTÓRIO como uma escrivã servindo ao ESTADO. Logo, ela não pode servir ao estado com base em crenças pessoais.

    SE fosse um pastor negando casamento gay em uma igreja, ai sim eu daria razão ao cristão. Mas o caso não é este.

    A crença dele não determina quais pessoas devem ou não ter um direito civil. É isso que precisa ficar entendido.

  9. Uma bruxa olha a cara da mulambos gospel., e a tiazona fundamentalista já mandiocou com 04 caras , pois casou e descasou igual troca de calcinha ., fora as puladas da cerca do cemitério que esta hereja protestante da., agora tão na cadeia ., com certeza já tão mandiocando o carcereiro.,kkkk
    Com esta atitudes se acha melhor que os outros., nada melhor de uma cadeiazinha para refletir ., é um saco de ração a base de alfafa., para ela a protestante fundamentalista passar o tempo.,kkkk

    Ta dito e quem não gostou que case com a mulambo gospel., quem sabe dure até o próximo verão., kkkk

  10. Vcs, estao falando, muito. Dessa mulher , saibam de uma coisa o juizo final esta chegando,prararem suas vidas, ai daqueles que zombam do povo de Deus.nao sou a favor dela ter se casado 4x 10x. Mas seria bom respeitar o ser humano.vamos ter mas uma convivência limpa.

  11. Falta de conhecimento Bíblia, que diz: “Todos estão sujeitos as LEIS e autoridades superioroes na TERRA” Romanos 13:1 – Ela tem que ler mais a Bíblia. Não só ela, mas seus superiores usurpadores da fé.

  12. Essa aí se fu…! Hipócrita, se casou quatro vezes, já pegou tanto pau que dava pra construí duas pontes de San Francisco, e vem com esse moralismo ridículo. Desde quando Deus manda as pessoas descumprirem as leis. Não é Ele mesmo que diz que estamos sujeitos a ela, enquanto na Terra. Papel de cristão verdadeiro é pregar a Palavra a toda criatura e amar a Deus e ao próximo como a si mesmo. Na Bíblia mesmo diz que nenhuma autoridade é concedida se por Deus não for determinada, se Deus não quisesse casamento gay, com toda certeza nao existiria lei aprovando. Ele não ta nem aí pra isso.

  13. todo mundo jogando pedra na mulher que si recusou,a dar o documento,aos casais gay(ou gay),fizeram igual ao caso da mulher em adulterio,si ela casou quatro ou mais vezes o problema e dela com o criador,pelo menos casou e deitou com homem e não com mulher o que querem colocar em nossas goelas abaixo essa lei demoniaca que todos nós temos que aceitar no livro de levitico Deus é bem claro não si deitará homem com homem si fazendo mulher e semelhante tambem mulher com mulher um ou outro si fazendo do homem da casa( quero dizer o macho do lar)Deus fomou familia homem e mulher.a biblia diz os impios serão lançado no inferno e todos que si esquecem de Deus os que praticam e são a favor desse lixo Deus vai cobrar.a setença virá. você que aceita esse tipo de coisa querendo você ou ñao.

    • Ninguém esta jogando pedra em ninguém, da mesma forma que ninguém joga pedra em uma testemunha de Jeová quando esta se recusa a receber, por motivos de sua crença religiosa, transfusão de sangue, ou, ou que é ainda pior, que uma criança receba do mesmo procedimento para salvar a própria vida. Ninguém pode alegar motivos religiosos para descumprir a lei. Se minha religião me impede de exercer uma determinada profissão, devo renunciar a ela, mas não prejudicar as pessoas que não têm a mesma visão minha. Só um tolo não entende isso e acha que temos de nos guiar por um livro escrito há 4.000 anos por povos do deserto.

      • A Escritura é divinamente inspirada, sempre foi e sempre será…e ela desaprova atividades homossexuais desde o início, se tu não crê, problema é teu, mas não venha diminuir uma escritura feita com o sangue de santos homens de Deus.

        • As escrituras divinamente inspiradas e reveladas – não aquelas fruto de inspiração meramente humanas, frise-se isto! – não desaprovam e não condenam a homossexualidade. E não é questão de crença, mas de fatos que não podem ser negados pela superficialidade dos que leem as escrituras contaminados pelo fanatismo religioso e alienação do verdadeiro conhecimento espiritual e científico. Desta forma, contra sua limítrofe, estreita, rasa, pequena, mesquinha, egoísta, preconceituosa interpretação outras há que se impõem com erudição, beleza, veracidade e irrefutabilidade. Aceite os fatos!

          • Qual outra interpretação você daria para esses textos?

            “Não te deitarás com um homem como se deita com uma mulher. Isso é abominável!” Lv 18.22.

            ” De igual modo, os homens também abandonaram as relações sexuais naturais com suas mulheres e se inflamaram de desejo sensual uns pelos outros. Deram, então, início a sucessão de atos indecentes, homens com homens, e, por isso, receberam em si mesmos o castigo que a sua perversão requereu.” Rm 1. 27

            “10 Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.” 1 Co 6.

          • Eu poderia discorrer longamente sobre esses textos, mas serei conciso.

            “Não te deitarás com um homem como se deita com uma mulher. Isso é abominável!” Lv 18.22.

            Lei judaica escrita há mais de 4.000 anos por povos tribais e que não diz absolutamente nada ao homem contemporâneo. Há, ainda, outras explicações (se tiver interesse sincero, você as encontrará facilmente), mas creio ser suficiente o pensamento de que não estamos mais sob as leis do sanguinário Moisés, aquele que também deu ordens como esta:

            “E disse-lhes: Assim diz o Senhor Deus de Israel: Cada um ponha a sua espada sobre a sua coxa; e passai e tornai pelo arraial de porta em porta, e mate cada um a seu irmão, e cada um a seu amigo, e cada um a seu vizinho. E os filhos de Levi fizeram conforme à palavra de Moisés; e caíram do povo aquele dia uns três mil homens.” (Êxodo 32:27,28).

            Embora Moisés tenha dito que foi Deus quem ordenou a carnificina, o próprio texto – que claramente não foi escrito por Moisés, pois fala na terceira pessoa – o próprio texto diz: “… conforme à palavra de Moisés”.

            ” De igual modo, os homens também abandonaram as relações sexuais naturais com suas mulheres e se inflamaram de desejo sensual uns pelos outros. Deram, então, início a sucessão de atos indecentes, homens com homens, e, por isso, receberam em si mesmos o castigo que a sua perversão requereu.” Rm 1.27

            Paulo fala de heterossexuais que deixaram suas mulheres para fazer sexo entre si. E ele esta situado em outro tempo, outra cultura, outro mundo, outra visão da sexualidade humana. Paulo fala do que vê: uma sociedade orgíaca, degradada, cheia de impiedade, pedofilia, além de escravidão sexual e onde o sexo era frequentemente associado a cultos orgíacos. Nada tem a ver, portanto, com a sociedade em que vivemos, bem como com os homoafetivos unidos por laços de amor e fidelidade.

            “10 Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.” 1 Co 6.

            Você deve se referir a expressão “sodomitas”, mas observe que Paulo aqui não fala dos homoafetivos, mas dos sodomitas – os habitantes da lendária cidade -, ou seja, daqueles que têm falta de hospitalidade, de respeito e amor ao próximo. Paulo aqui nada diz – não é sua intenção – sobre pessoas com orientação sexual homoafetiva tais quais as que hoje conhecemos, ou seja, pessoas queridas, amáveis, bons cristãos e bons cidadão, que se unem a seus parceiros por amor e em espírito de fidelidade. Paulo fala das pessoas que ele via manifestando o espírito dos lendários sodomitas, não tem nada ver com os homoafetivos:

            “Eis que essa foi à iniqüidade de Sodoma, fartura de pão e próspera ociosidade teve elas e suas filhas, mas nunca amparou o pobre e o necessitado” (Ezequiel 16:49).

            Jesus também adverte os que manifestam o espírito dos sodomitas (observe que a questão não é sexual, mas de amor e hospitalidade):

            “Ao entrares na casa, saudai-a. Se, porém, não o for, tornem para vós outros a vossa paz. Se alguém não voz receber, nem ouvir as vossas palavras, ao sair daquela casa ou daquela cidade, sacudi o pó dos vossos pés. Em verdade vos digo que menos rigor haverá para Sodoma e Gomorra, no dia do juízo, do que para aquela cidade.” (Mt. 10:13-15).

          • Cristo não anulou a lei de Moisés e vc quer fazê-lo? Faça-me rir.
            .
            Paulo fala exatamente de relacionamento homoafetivo, adjetivando como atos indecentes.
            .
            Sodomitas, vem logo depois de afeminados, fala da relação sexual pelo ânus!!!
            .
            Viu o que digo, vocês querem forçar a barra com o pseudo argumento sociológico moderno, como se o nosso tempo fosse melhor ou especial em relação ao tempo deles (isso se chama cronolatria) por favor, tome vergonha e não faça isso com a Bíblia, faça o que você quiser do seu corpo e da sua vida, mas não sujem a sagrada Escritura, tudo o que peço.

          • “Cristo não anulou a lei de Moisés e vc quer fazê-lo?”

            Cristo mudou, SIM, a lei de Moisés, tanto que disse: “Ouvistes o que foi dito aos antigos, olho por olho, dente por dente, EU, porém vos digo: amai vossos inimigos e bendizei aos que vos maldizem.” Só um analfabeto bíblico imaginaria que Jesus manteve a sanguinária lei de Moisés.

            “Paulo fala exatamente de relacionamento homoafetivo, adjetivando como atos indecentes.”

            Não fala não! Paulo nem sabia da existência de homoafetivos, pois para ele todos os homens são heterossexuais. Somente nos tempos modernos é que a orientação homossexual veio a ser descoberta pela ciência, sendo moderno o próprio termo homossexual.

            “Sodomitas, vem logo depois de afeminados, fala da relação sexual pelo ânus!!!”

            A tradução “efeminados” não corresponde ao original, e nada fala o texto de sexo anal. Observe como outras traduções vertem:

            “Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos.”
            (1 Coríntios 6:9 ( Nova Versão Internacional)

            “nem os depravados, nem as pessoas de costumes infames” Bíblia de Jerusalém (2002).

            “Temos consciência de que a Torah não tem por objetivo a pessoa justa, mas quem negligencia a Torah: descrentes, ímpios e pecadores, quem mata pai e mãe, assassinos, pessoas sexualmente imorais – quer heterossexuais quer homossexuais– vendedores de escravos, mentirosos e perjuros, e quem age de forma contrária à sã doutrina”.
            (1ª Timóteo 1.9 e 10 – Bíblia Judaica, 2011, Editora Vida)

            “Viu o que digo, vocês querem forçar a barra com o pseudo argumento sociológico moderno, como se o nosso tempo fosse melhor ou especial em relação ao tempo deles (isso se chama cronolatria) por favor, tome vergonha e não faça isso com a Bíblia, faça o que você quiser do seu corpo e da sua vida, mas não sujem a sagrada Escritura, tudo o que peço.”

            A questão aqui não é julgar o tempo passado – tempo em que havia escravidão, falta de direitos previdenciários, trabalhistas e humanos, liberdade de culto, consciência e expressão, etc. – mas deixar claro que Paulo não conhecia o moderno conceito de homossexualidade e, portanto, não pode ser citado para condenar as pessoas homoafetivas. Atribuir ao tempo de Paulo um conceito moderno, tentando encaixá-lo naquele tempo é cometer anacronismo, um erro gravíssimo segundo explicam historiadores. E tome vergonha você que usa a Bíblia como um chicote para açoitar quem não tem sua mesma crença religiosa.

            Vamos, agora, para um longo e muito proveitoso texto:

            “AS CARTAS DE PAULO SOBRE OS HOMOSSEXUAIS

            Paulo da Silva Neto Sobrinho

            “Hipócrita! Tira primeiro a viga de teu olho, e então poderás distinguir para tirar a felpa do olho de teu irmão”. (Mt 7,5).

            Primeiro é bom ressaltar, para os menos avisados, que, segundo o Dicionário Houaiss, as palavras homossexual e homossexualismo aparecem pela primeira vez, num dicionário, no ano de 1899, o que, por questão de lógica, nos leva a concluir que nenhuma delas jamais poderia constar de qualquer tradução bíblica, pelo simples fato de não existirem na época em que foram escritos os chamados textos bíblicos. E ainda nos aparecem os tradutores bíblicos, na maior “cara de pau”, afirmando que suas traduções são fiéis aos textos originais; só enganam aos que confiam cegamente neles e sequer se dão ao trabalho de fazer uma pequena pesquisa.

            Vejamos, primeiramente, o passo 1Coríntios 6,9-10 por duas versões bíblicas, nas quais constam expressamente o termo homossexuais:

            Bíblia Online: “Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus”. (http://www.bibliaon.com/1_corintios_6/).

            Bíblia do Peregrino: “[…] Não vos iludais: nem fornicadores nem idólatras nem adúlteros nem efeminados nem homossexuais nem ladrões nem avarentos nem beberrões nem caluniadores nem exploradores herdarão o reino de Deus”.

            Essa última obra pertence à nossa biblioteca particular, da qual ainda acrescentamos estas outras treze versões, delas transcrevendo somente o trecho relacionado com o presente estudo, qual seja, o que se encontra entre as expressões “nem adúlteros” e “nem ladrões”.

            – nem os depravados, nem as pessoas de costumes infames: Bíblia de Jerusalém (2002).

            – nem os efeminados, nem os sodomitas: Bíblia Paulinas (1957); Bíblia SBTB; Bíblia Santuário; Bíblia Barsa; Bíblia Mundo Cristão; Bíblia Shedd e Bíblia SBB.

            – nem homens mantidos para propósitos desnaturais, nem homens que se deitam com homens: Novo Mundo.

            – nem os efeminados, nem os devassos: Bíblia Ave-Maria.

            – nem os efeminados, nem os pederastas: Bíblia TEB e Bíblia Vozes.

            – nem os depravados, nem os efeminados, nem os sodomitas: Bíblia Paulus.

            Além de colocarem palavra que não existia na época, no caso, homossexuais – Bíblia Online e Bíblia do Peregrino –, ainda trazem outras que são quase que sinônimas umas das outras, conforme se percebe dos significados tomados do Dicionário Houaiss:

            Sodomia: coito anal entre indivíduos do sexo masculino ou entre um homem e uma mulher.

            Pederasta: prática sexual entre um homem e um rapaz mais jovem.

            Efeminado = afeminado: 1 que ou aquele que não tem ou perdeu os modos viris 2 diz-se de ou homossexual masculino.

            O que achamos estranho é o fato dos fanáticos sempre dizerem que a Bíblia é a palavra de Deus; entretanto, não têm a menor cerimônia de alterar seus textos, inclusive, em algumas traduções, apelando para a tal “linguagem de hoje”, como se a palavra de Deus não fosse eterna e precisasse ser modificada. Haja fanatismo!!!

            Vejamos o texto bíblico, instituído por Moisés, que fala do assunto:

            Levítico 20,13: “Se alguém se deitar com um homem como se fosse mulher, ambos cometem uma abominação. Serão réus de morte. Que seu sangue caia sobre eles”.

            É necessário algumas importantes considerações, para questionarmos o valor “moral” desse versículo.

            O primeiro ponto, e talvez um dos mais relevantes, é o fato de que o que aqui se proíbe nada mais é que o reflexo de uma sociedade altamente machista, como era a dos judeus. Veja-se, por exemplo, que o “não cobiçarás a mulher do próximo” (Ex 20,17; Dt 5,21) é um mandamento para homens, fato que, por consequência lógica, deixava as mulheres totalmente livres para desejar o homem da “próxima”. Podemos, ainda, ver esse machismo até na criação dos seres humanos, quando Adão é criado em primeiro lugar e a mulher, além de vir em segundo, veio de uma de suas costelas, o que mais reforça o machismo dos judeus.

            E uma vez que tocamos num dos dez mandamentos, vamos buscar neles o nosso segundo ponto, ressaltando que o mandamento divino de “não matarás” (Ex 20,13; Dt 5,17) foi esquecido em Lv 20,13, quando se manda matar os que infringem tal lei. Disso fica bem claro, para quem quiser ver, que Deus, não podendo se contradizer, temos que, forçosamente, aceitar que a proibição em Levítico é lei totalmente humana, que nada tem de origem divina; apenas foi dita como tal por Moisés, para que o povo a cumprisse.

            O terceiro ponto é bem interessante, pois, apesar de se proibir que uma mulher não vestisse roupas masculinas (Dt 22,5), não foi proibido que uma deitasse com outra como se fossem homem, ou seja, o homossexualismo [1] feminino, estava liberado. Claro que, de uma sociedade machista, não era de se esperar nada mais que isso.

            Não pudemos deixar de recordar o caso da mulher adúltera que apresentaram a Jesus, perguntando-lhe se deveriam apedrejá-la até à morte como determinava a lei mosaica. Supondo-se que a mulher não adulterou sozinha, cadê o adúltero? Novamente o comportamento machista sobressai, pois a lei condenava à morte tanto o adúltero quanto a adúltera.

            É aqui que derrubamos as leis constantes do Levítico, que, além de algumas regras sociais, estabelecia outras relativas a rituais religiosos, pois, fossem todas elas, realmente, de origem divina, Jesus teria recomendado que trouxessem o seu comparsa e o apedrejassem com a mulher, aplicar-lhes a mesma pena.

            Não temos nenhuma dúvida de que, em 1Cor 6,9-10, Paulo estava condenando era um homem “dormir” com outro homem como se fosse mulher, uma vez que ele pertencia a uma sociedade altamente machista, como dito dos judeus, na qual as mulheres não tinham o menor valor. É bom lembrar que o ritual de iniciação religiosa dos judeus era a circuncisão, que, obviamente, só se aplicava aos homens. Nas cerimônias religiosas elas não tomavam parte; ficavam num local reservado a elas – o pátio das mulheres –, de forma que só as viam à distância, se é que viam alguma coisa das cerimônias, pois a parte seguinte do Templo era num nível mais elevado, conforme se pode ver nesta parte da planta baixa de sua construção:

            Imagem: http://farm8.staticflickr.com/7004/6492044171_072ee881c5_z.jpg

            E apoiar-se em Paulo, para condenar os homossexuais (masculinos), é o fim da picada, porquanto ele, sendo machista assumido, certamente não se preocupava com algum aspecto moral que porventura pudesse tirar do comportamento deles. Em sua primeira carta aos coríntios, encontramos algo que comprova isso que estamos dizendo, sobre o fato de ter sido machista:

            1Coríntios 14,34-35: “Que as mulheres fiquem caladas nas assembleias, como se faz em todas as igrejas dos cristãos, pois não lhes é permitido tomar a palavra. Devem ficar submissas, como diz também a Lei. Se desejam instruir-se sobre algum ponto, perguntem aos maridos em casa; não é conveniente que a mulher fale nas assembleias”.

            Moral da história: as solteiras morreriam na ignorância. (rsrs)

            Vai um pouco mais longe na sua primeira carta a Timóteo, embora muitos estudiosos já não a têm como de autoria de Paulo:

            1Timóteo 2,11-15: “Durante a instrução, a mulher deve ficar em silêncio, com toda a submissão. Eu não permito que a mulher ensine ou domine o homem. Portanto, que ela conserve o silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. E não foi Adão que foi seduzido, mas a mulher que, seduzida, pecou. Entretanto, ela será salva pela sua maternidade, desde que permaneça com modéstia na fé, no amor e na santidade”.

            Curioso é que para Paulo a mulher só se salvaria pela maternidade, ou seja, as que não tivessem a graça de ser mãe iriam, provavelmente, para os quintos dos infernos.

            A questão das mulheres ficarem caladas, não é algo que vemos nenhum líder religioso lutar para que isso seja mantido, já que têm tudo da Bíblia como palavra de Deus, embora queiram que se cumpram outras absurdas exigências bíblicas. Geralmente a base bíblica para afirmarem isso é o passo: “Toda Escritura é inspirada e útil para ensinar, repreender, encaminhar e instruir na justiça”. (2 Timóteo 3,16). Só que ainda não acordaram para o fato de que a Escritura que o autor tinha em mãos era a judaica, com seus 22 livros; um tanto diferente da católica (AT com 46 livros) e da protestante (AT com 39 livros) que, além de terem outros livros, que não constam da judaica, foi acrescentado a ambas o Novo Testamento, com 27 livros ao todo.

            Além disso, Paulo, como autor de Timóteo, pregava a total submissão das mulheres aos maridos (1Cor 11,3; Ef 5,22; Cl 3,8).

            Em relação ao homossexualismo feminino, pode parecer que Paulo fala disso em sua carta aos romanos; entretanto, é bem mais provável que, na época, por só admitirem relação sexual com penetração do pênis (já que a mulher era um mero objeto de prazer sexual do homem), Paulo tenha utilizado a expressão “relação natural em relação contra a natureza”, no seguinte passo:

            Romanos 1,26-27: “Por isso, Deus entregou os homens a paixões vergonhosas: suas mulheres mudaram a relação natural em relação contra a natureza. Os homens fizeram o mesmo: deixaram a relação natural com a mulher e arderam de paixão uns com os outros, cometendo atos torpes entre si, recebendo dessa maneira em si próprios a paga pela sua aberração”.

            É aqui que Paulo extrapola totalmente a palavra de Deus dizendo “[…] os que assim agem são réus de morte […]” (Rm 1,32), quando, na legislação mosaica, não há a inclusão das mulheres, pois o seu teor se aplicava somente aos homens (Lv 20,13). Prato cheio aos fanáticos que não se dão conta desse pequeno e importante detalhe e nem mesmo veem, o dito por Paulo, contrariar o “não matarás” (Ex 20,13; Dt 5,17).

            Mas será que a prática homossexual é contra a natureza, conforme afirma Paulo e os fanáticos, piamente, acreditam? Entendemos que, se tal coisa ocorre na natureza, não podemos dizer que é “contra a natureza”, não é mesmo? Basta pesquisar e se verá que hoje temos informações suficientes que comprovam existir essa prática entre os animais, o que, a contragosto de muitos, faz dela algo perfeitamente natural, já que existe na natureza.

            Como já dissemos alhures, se a Bíblia deve ser cumprida nesse ponto, por coerência, também deveria ser nestes, que, por várias vezes, já os citamos:

            Dt 21,18-21:Se alguém tiver um filho contumaz e rebelde, que não obedece à voz de seu pai e à de sua mãe, e, ainda castigado, não lhes dá ouvidos, pegarão nele seu pai e sua mãe e o levarão aos anciãos da cidade, à sua porta, e lhes dirão: Este nosso filho é rebelde e contumaz, não dá ouvidos à nossa voz: é dissoluto e beberrão. Então todos os homens da sua cidade o apedrejarão, até que morra; assim eliminarás o mal do meio de ti: todo o Israel ouvirá e temerá.

            Dt 22,10: Não lavrarás com junta de boi e jumento.

            Dt 22,23-24: Se houver moça virgem, desposada, e um homem a achar na cidade e se deitar com ela, então trareis ambos à porta daquela cidade, e os apedrejareis, até que morram; a moça, porquanto não gritou na cidade, e o homem, porque humilhou a mulher do seu próximo; assim eliminarás o mal do meio de ti.

            Dt 23,2: Aquele a quem forem trilhados os testículos, ou cortado o membro viril, não entrará na assembleia do Senhor.

            Dt 23,3: Nenhum bastardo entrará na assembleia do Senhor; nem ainda a sua décima geração entrará nela.

            Dt 23,14: Dentre as tuas armas terás um pau; e quando te abaixares fora, cavarás com ele, e, volvendo-te, cobrirás o que defecaste.

            Dt 25,5: Se irmãos morarem juntos, e um deles morrer, sem filhos, então a mulher do que morreu não se casará com outro estranho, fora da família; seu cunhado a tomará e a receberá por mulher, e exercerá para com ela a obrigação de cunhado.

            Dt 25,11-12: Quando brigarem dois homens, um contra o outro, e a mulher de um chegar para livrar o marido da mão do que o fere, e ela estender a mão, e o pegar pelas suas vergonhas, cortar-lhe-ás a mão: não a olharás com piedade.

            Não vemos nenhum líder cumprindo e nem exigindo dos fiéis o cumprimento dessas determinações… Nossa opinião é que elas não devem ser cumpridas, coerentes com o nosso pensamento de que a Bíblia não é, de capa a capa, a palavra de Deus; porém, os fiéis que consideram a Bíblia como a palavra de Deus e que sempre estão apontando o cisco nos olhos dos outros, é que não poderiam se eximir de cumpri-las, já que pregam, em alto e bom som, que tudo isso é de origem divina. Em nosso ponto de vista, esses fiéis deveriam, por coerência, seguir fielmente o teor desses passos acima e muitos outros, também de teor absurdo, que não iremos apontar aqui, por falta de espaço.

            Essa mania de pegar da Bíblia só o que convém, ou da forma como entendem, tem como resultado muito poder e dinheiro rolando a favor deles, os líderes fanáticos. Veja-se que a grande maioria deles usa a finalidade do dizimo de forma distorcida, pois o que se instituiu foi a contribuição do dízimo de produtos agropecuários; não há a mínima referência a salário, renda e qualquer outra coisa além disso, o que podemos comprovar com o estudo sobre o assunto intitulado “Dízimo: deve-se ou não pagar?”, disponível em nosso site w w w . paulosnetos. net, na categoria “Assuntos Bíblicos”.

            Paulo da Silva Neto Sobrinho”

            Fonte: aeradoespirito. net

            Mai/2013.

  14. quero ver vocês que só sabem usar o site para fazer critica,vai para um país islamico fazer um comentário desse contra alá e maomé si vocês não são fuzilado unico direito que vocês iam gritar querendo é tiro na fuça,homofóbico são voces filhos do cão,no Brasil é mole criticar aqui tudo vale é a casa da mãe joana.

    • Seu critério infantil vale para os crentes também, pois os islâmicos que não permitem a homossexualidade também não permitem as pregações evangélicas. Ocorre que não estamos em país islâmico, mas em um país laico e democrático. Portanto, aqui todos temos o direito à liberdade de consciência e expressão, entre diversas outras.

        • O Brasil é laico, sim! Isto esta expresso na Constituição. O que ocorre é a sistemática violação da laicidade do Estado. Ser cristão e ser laico de forma alguma são posições antagônicas, que se excluem, sendo este um fato que me admira muito você não ser do mesmo conhecedor.

          • Você confunde a população, a vida diária com Estado, o Estado é uma personalidade jurídica criada para regular alguns tipos de relações que antigamente eram privados…o Estado (como conhecemos) foi uma invenção da filosofia iluminista…Montesquieu, Rousseau, dentre outros idealizaram o Estado…A República Federativa do Brasil é laica os brasileiros (cerca de 90%) são cristãos…e a república deve servir ao povo. E se estamos um uma democracia, a vontade da maioria deve prevalecer, ou seja, sem casamento g a y.

          • Não seja pedante! Suas arengas e mentiras não mudarão o fato de que somos, sim, uma nação laica e regida não pela Bíblia, mas pela Carta Magna, a mesma Constituição Federal que diz que o Brasil é laico.

            Sua visão dos temas vinculados aos direitos individuais e civis é tão míope, tão obtusa que você chega ao ponto de confundir democracia com ditadura de maioria e esquecendo-se, como disse Clement Attlee, que “A democracia não é apenas a lei da maioria, é a lei da maioria respeitando o direito das minorias”. É perda de tempo debater com desonestos intelectuais como você.

          • Não sou desonesto intelectual, é o IBGE que diz que a maioria é Cristã, não eu. O direito da minoria restringe-se em não ser violentado pela maioria, o que está certo, mas vocês querem violentar a crença e a moral de 90 % da população, isso sim é uma afronta sem tamanho.

          • Seus argumentos são de uma pobreza franciscana e tão tolos, pueris, estreitos, limítrofes que causam vergonha alheia e até mesmo um sentimento de comiseração por ver um ser humano em tão patético e triste esforço de tornar cada manifestação sua ainda mais obtusa e imbecilizante que aquela que a precedeu.

  15. Art. 226. A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado.

    § 1º O casamento é civil e gratuita a celebração.
    § 1º O casamento é civil e gratuita a celebração.
    § 2º O casamento religioso tem efeito civil, nos termos da lei.
    § 3º Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento. (Regulamento)
    estado unidos e outros que aprovam ajuntamento de aberração gay. Aqui no brasil essa porcaria não existe por que estamos salvos pela constiutição.Só lembrando que não sou evangelico mas, tenho familiares e amigos que são. Então posso fazer o que quero com as aberrações gays sem medo .

    • Seu conhecimento sobre a Constituição é nulo, assim como a sua educação.

      Desde 2011 o casamento gay é uma realidade incontestável – e legal – no Brasil.

      O art. 226 prevê, mas não limita o casamento como sendo entre homem e mulher.

      A lei também prevê aumento anual do salário mínimo, mas não limita o referido aumento apenas para o salário minímo. Assim, o art. 226 não diz que o casamento deve ocorrer APENAS entre um homem e uma mulher. Diz?

      Ademais, a Suprema Corte levou em consideração o fato de que todos são iguais em direitos e deveres perante a lei, além de outros argumentos incontestáveis.

      Só um pedante que não tem o menor senso do ridículo poderia se considerar mais sábio e melhor intérprete da Constituição que os 11 Ministros que votaram por UNANIMIDADE – sim, não houve um único voto contrário! – em favor dos gays.

      • Princípio basilar do direito meu caro…o JUDICIARIO NÃO cria leis!!! Essas decisões têm tão somente peso jurisprudencial, o que não significa muita coisa em termos legislativos.

        • À Suprema Corte cabe o papel constitucional de interpretar a lei que o Congresso Nacional aprovou, No caso em questão o judiciário não criou lei alguma, mas apenas interpretou e aplicou a lei já existente e prevista no texto constitucional. E a decisão tomada pela Suprema Corte têm caráter permanente, uma vez que fundamentada em cláusulas pétreas da Constituição, em direitos inalienáveis. Agora, se você sabe mais de direito constitucional que os ministros da Suprema Corte, há algo de errado no fato de você não ser um dentre eles.

          Você não não analisa a decisão da Suprema Corte com base na Constituição, mas fundamentado em seus preconceitos religiosos.

          • Não sei mais direito que um ministro isso é certo, mas sei que jurisprudência não gera direito algum, é apenas uma possibilidade de interpretação, é uma fonte do direito. Não cabe ao judiciário legislar.
            .
            Certa vez um discípulo disse: “cabe mais obedecer aos homens a Deus?” Certamente a cristandade nunca irá se dobrar ante ao pecado, tenha certeza disso, mas se você nao crê isso sim é um assunto relativo, ou seja, da sua própria escolha, mas o evangelho não segue a filosofia relativista, ele é taxativo…homossexualidade é pecado condenável ante Deus…ter impulso a isso não é pecado, pois todos temos algum tipo de impulso para o pecado…mas o que vocês estão fazendo é muito grave…

          • …vocês estão tentando anular a escritura, estao tentando mudar mandamentos seculares, dizendo que nada valem…
            …se vocês fossem honestos diriam: “faço o que quero e não me importo com a Escritura, nem com Deus”…mas antes, corrompem a bíblia dizendo que praticas condenáveis são perfeitamente normais, isso Sandro, você não pode negar…vocês estão sendo desonestos…se se dizerem apóstatas até respeitarei o poder de escolha de vocês, mas estão, na verdade, corrompendo evangelho, isso é muito grave.

          • Aceite os fatos!! É pecado, o que resta é vocês terem ao menos um pouco de respeito às Escrituras e se declararem pecadores deliberados, ao invés de saírem distorcendo as escrituras, isso é muito grave.

          • Sua tentativa de impor sua delirante visão de mundo e de Deus é algo patético, ridículo, desprovido de inteligência e sabedoria. Contra suas impertinências, intolerância, baboseiras e crendices obtusas erguem-se mais belas, elevadas, edificantes e sábias visões de Deus e de mundo.

          • Você é um intolerante, então não pode mesmo ser relativista. Pessoas como você – os fanáticos, por exemplo – querem a todos impor sua visão, mas não conseguem porque o mundo é relativista, o mundo sabe que não se pode impor uma só visão sobre todos, pois a consequência é a guerra.

          • Não se trata de imposição da “minha” visão, se trata apenas do que está escrito, apenas repito o que está na Bíblia…o cerne da questão é que vocês querem forçar a barra. Não sou fanático por dizer que 1+1=2.

          • É imposição, SIM, cara-pálida. Você pensa que SUA visão sobre a Bíblia, sobre religião, sobre moral, sobre costumes deve ser lei para todos. Vá carpir um lote e exercitar seus braços, que seu cérebro não responde mais aos exercícios intelectuais. Fanático!

      • Isso E O Que Os Gays Falam Para Praticarem Essa Aberração de Homem Com Homem e Mulher Com Mulher.
        Agora Que Prazer Tem Essa Aberração De Homens Penetrar Num Esgoto Fedido De Outro Homem?
        Sim! Porque O Reto(ânus) E O Esgoto Do Corpo, E A Mesma Coisa Dos Gays Tomarem Banho Em Uma Fossa.
        E Mulher Com Mulher, Uma Esfregando Sua Vagina NA Vagina Da Outra Ou Melhor Clitóris Com Clitóris, Isso E Uma Aberração. Ou A Mulher Amarrar Um Membro de Borracha E Penetrar NA Outra Mulher. Que Aberração E Essas.
        Meus Deus, Livra Essas Pessoas Do Inferno Em Nome de Jesus Cristo.

        • Já pensou em cuidar desse seu cuzão fedido e horroroso e deixar os gays em paz? Cada um faz de seu corpo o que quiser, cara-pálida, não temos que ficar dando satisfação a fanáticos e ignorantes como você!

  16. A criatura que aqui se identifica como “princesa de arendelle”, mas que não é princesa de coisa nenhuma a não ser de sua própria ignorância, adora desfazer tanto da Biblia – no que concordo com algumas das questões que ela levanta e quem têm relevância -, como dos gays ao nos apresentar em certas situações físicas vinculadas ao sexo anal.

    Na realidade, essa criatura é daquela classe de ogros intelectuais que pensam que a homossexualidade se resume meramente a práticas genitais, esquecendo que, antes de sermos gays que fazem sexo – e nem todos os gays gostamos de sexo anal, sendo que uma pesquisa apontou que 40% não o praticam, preferindo o sexo oral -, somos seres humanos com as mesmas virtudes e problemas dos héteros, e, assim como a heterossexulidade não pode ser resumida a penetração de um pênis em uma vagina, a homossexualidade não pode ser resumida a um gay transando com outro gay.

    Em relação à sua obsessão com o ânus vinculado à práticas sexuais, a tal princesa de lugar nenhum revela sua preocupação com a “imundice” do ânus, mas se esquece que todo o corpo humano – inclusive o dela – esta cheio de impurezas, pois não passamos de um saco de carne, ossos, sangue, urina, fezes, etc., e sendo que muitas pessoas que escancaram suas bocas para proferir condenações aos gays pelo sexo “imundo” não percebem o quão imundo e fétido é o cheiro que exalam de suas própria bocas.

    Ora, a própria princessa de lugar nenhum se esquece – ou finge esquecer – de toda a nojeira que uma vagina também expele (urina, menstruação, odor fétido, etc), fixando, em obsessão que parece patológica, atenção apenas nas nojeiras que o ânus expele.

    Ocorre que, assim como a vagina não é as nojeiras que expele, o ânus também não é as fezes que expele, sendo ambos órgãos puros em si mesmos, da mesma forma que não somos o corpo cheio de nojeiras, mas almas que tiveram sua origem em Deus.

    Assim, se formos nos ater as nojeiras naturais de nossos corpos acabrunhados de limitações, doenças, matérias densas, fétidas, facilmente destrutíveis, não teremos um dia de paz, mas nos tornaremos obcecados como a tal princesa de lugar nenhum.

    É preciso, portanto, compreender que não somos nossos corpos e viver a vida da forma mais harmoniosa possível com nossos corpos físicos “sacos de nojeiras”, desfrutando a sexualidade e outros prazeres e não perdendo a paz com idéias de nojo e de sujeiras vinculadas ao corpo, pois, se assim não o fizermos, insisto, a loucura será nosso fim.

    • Não precisa de muitos argumentos…é pecado essa prática para Deus e nojenta para o hetero (diga-se sexualmente sadio), simples assim…agora, quer fazer entre 4 paredes, faça…mas não precisa transformar isso num orgulho do tipo “nossa que grande coisa to fazendo”!

      • Seu juízo de valor, sua definição de pecado, sua noção de estética e suas preferências sexuais são questões que dizem respeito apenas a você. E não há orgulho nesse sentido trivial que você esta colocando, mas apenas em um sentido de autoestima e aceitação de si mesmo, pois se não ajudarmos os jovens gays a se amarem e se aceitarem como são, crentes doidos os levarão, com seu ódio e discriminação religiosa, a terem graves problemas com autoestima e autoaceitação, depressão e até suicídio. Aceite os fatos!

        • Que fatos?! Que indivíduos querem levar crianças e jovens a ter um comportamento sexual totalmente maligno para suas vidas?
          O que a igreja faz é ajudar essas pessoas isso sim (com algumas exceções)…ja disse, não sigo cartilha da ONU nem modinhas que chamam de modernidade…o mundo é o que é e sempre será o que sempre foi. Se uma geração ou outra inventa algumas besteirinhas a próxima corrigirá se não pela sabedoria, será pelo sofrimento, infelizmente esse parece ser o caminho que o homem escolhe.

          • Você é um crente de mente estreita, um ativista fundamentalista com pretensões universalistas; um ser intolerante que pensa que sua delirante visão de mundo e de Deus é a verdade suprema a ser a todos imposta.

          • – Não tenho mente estreita, está na medida certa.
            – não sou ativista (vcs são), tampouco fundamentalista (vcs são), estou apenas dizendo o que está escrito.
            – não existe minha ou sua visão, existe o que está ou não escrito. Vc está inundado pela filosofia relativista, eu não.

        • Você é, SIM, ativista evangélico fundamentalista, mente estreita, intolerante e que acha que a SUA visão (de religião, de sociedade, de Deus, etc.) é a única correta e a única que tem o direito de existir. Pode espernear o quanto quiser, fanático, que o mundo no que tem de verdadeiramente civilizado continuará respeitando o direito à diversidade de visões, bem como as liberdades civis e individuais. Fundamentalistas como você incomodam, nas estão ficando cada vez mais desacreditados, pois ninguém suporta mais a violência do fanatismo.

          • – Não tenho mente estreita, está na medida certa.
            – não sou ativista (vcs são), tampouco fundamentalista (vcs são), estou apenas dizendo o que está escrito.
            – não existe minha ou sua visão, existe o que está ou não escrito. Vc está inundado pela filosofia relativista, eu não.

          • Faço Sua As Minha Palavras
            delldellphone disse:
            Art. 226. A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado.

            § 1º O casamento é civil e gratuita a celebração.
            § 1º O casamento é civil e gratuita a celebração.
            § 2º O casamento religioso tem efeito civil, nos termos da lei.
            § 3º Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento. (Regulamento)
            estado unidos e outros que aprovam ajuntamento de aberração gay. Aqui no Brasil essa porcaria não existe por que estamos salvos pela constituição.

          • ColheItamar, e eu aplico a você estas palavras que já proferi:

            Seu conhecimento sobre a Constituição é nulo, assim como a sua educação.

            Desde 2011 o casamento gay é uma realidade incontestável – e legal – no Brasil.

            O art. 226 prevê, mas não limita o casamento como sendo entre homem e mulher.

            A lei também prevê aumento anual do salário mínimo, mas não limita o referido aumento apenas para o salário minímo. Assim, o art. 226 não diz que o casamento deve ocorrer APENAS entre um homem e uma mulher. Diz?

            Ademais, a Suprema Corte levou em consideração o fato de que todos são iguais em direitos e deveres perante a lei, além de outros argumentos incontestáveis.

            Só um pedante que não tem o menor senso do ridículo poderia se considerar mais sábio e melhor intérprete da Constituição que os 11 Ministros que votaram por UNANIMIDADE – sim, não houve um único voto contrário! – em favor dos gays.

    • SANDRO

      Ei, seu gaylóide (gay + debilóide), que tal um curso de português, o teu tá horrorível (horroroso + terrível)?
      Você chamou o Cristão de crentolóide (crente + debilóide), então estou lhe pagando na mesma moeda.
      Não subestime a “princesa de lugar nenhum”, a qual é muito mais inteligente e culta que você, que só lê gibis da Turma da Mônica e a revista G-Magazine.
      Não fale mal das vaginas, pois você nasceu através de uma, e não do “outro” órgão.
      Pensando me ofender com isso, você está ofendendo também tua mãe, tuas irmãs e todas as mulheres aqui do Gospel Mais.
      Vanessa, Celia, Emanuelle, esse ogro está ofendendo vocês também!!!!!!!!!!!!!
      OK, tem os dias da menstruação, mas o seu “órgão” é sujo, imundo, infecto, nojento e fétido 24 horas por dia, o mês todo.
      Comparar vagina com ânus é se expor ao ridículo.
      Fala do corpo que é cheio de sangue, mas sem sangue ninguém sobrevive.
      Faça o que quiser com o seu c…, pois é seu e as hemorróidas também serão suas.
      O meu, jamais, jamais serei aviltada dessa forma.
      Jamais farei algo que me iguale a um homem, o que acontece quando a mulher faz o a-n-a-l (recuso-me a chamá-lo de sex0), o homem inconscientemente deseja que ali na frente dele na cama estivesse outro homem.
      Além do que, para essa depravação, não é necessária a mulher.
      Você é inteligente, está muitos “ânus” à minha frente.
      Vai lá pra Tão Tão Distante, quanto mais distante melhor, para morar com os personagens dos contos de fadas, afinal vc parece muito com o Shrek.
      É sem graça nenhuma e se acha o máximo, é um porcalhão que vive falando grosserias e faz amizade com burros falantes, só falta a pele verde.

  17. Ao cristão:

    “Cristo não anulou a lei de Moisés e vc quer fazê-lo?”

    Cristo mudou, SIM, a lei de Moisés, tanto que disse: “Ouvistes o que foi dito aos antigos, olho por olho, dente por dente, EU, porém vos digo: amai vossos inimigos e bendizei aos que vos maldizem.” Só um analfabeto bíblico imaginaria que Jesus manteve a sanguinária lei de Moisés.

    “Paulo fala exatamente de relacionamento homoafetivo, adjetivando como atos indecentes.”

    Não fala não! Paulo nem sabia da existência de homoafetivos, pois para ele todos os homens são heterossexuais. Somente nos tempos modernos é que a orientação homossexual veio a ser descoberta pela ciência, sendo moderno o próprio termo homossexual.

    “Sodomitas, vem logo depois de afeminados, fala da relação sexual pelo ânus!!!”

    A tradução “efeminados” não corresponde ao original, e nada fala o texto de sexo anal. Observe como outras traduções vertem:

    “Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos.”
    (1 Coríntios 6:9 ( Nova Versão Internacional)

    “nem os depravados, nem as pessoas de costumes infames” Bíblia de Jerusalém (2002).

    “Temos consciência de que a Torah não tem por objetivo a pessoa justa, mas quem negligencia a Torah: descrentes, ímpios e pecadores, quem mata pai e mãe, assassinos, pessoas sexualmente imorais – quer heterossexuais quer homossexuais– vendedores de escravos, mentirosos e perjuros, e quem age de forma contrária à sã doutrina”.
    (1ª Timóteo 1.9 e 10 – Bíblia Judaica, 2011, Editora Vida)

    “Viu o que digo, vocês querem forçar a barra com o pseudo argumento sociológico moderno, como se o nosso tempo fosse melhor ou especial em relação ao tempo deles (isso se chama cronolatria) por favor, tome vergonha e não faça isso com a Bíblia, faça o que você quiser do seu corpo e da sua vida, mas não sujem a sagrada Escritura, tudo o que peço.”

    A questão aqui não é julgar o tempo passado – tempo em que havia escravidão, falta de direitos previdenciários, trabalhistas e humanos, liberdade de culto, consciência e expressão, etc. – mas deixar claro que Paulo não conhecia o moderno conceito de homossexualidade e, portanto, não pode ser citado para condenar as pessoas homoafetivas. Atribuir ao tempo de Paulo um conceito moderno, tentando encaixá-lo naquele tempo é cometer anacronismo, um erro gravíssimo segundo explicam historiadores. E tome vergonha você que usa a Bíblia como um chicote para açoitar quem não tem sua mesma crença religiosa.

    Vamos, agora, para um longo e muito proveitoso texto:

    “AS CARTAS DE PAULO SOBRE OS HOMOSSEXUAIS

    Paulo da Silva Neto Sobrinho

    “Hipócrita! Tira primeiro a viga de teu olho, e então poderás distinguir para tirar a felpa do olho de teu irmão”. (Mt 7,5).

    Primeiro é bom ressaltar, para os menos avisados, que, segundo o Dicionário Houaiss, as palavras homossexual e homossexualismo aparecem pela primeira vez, num dicionário, no ano de 1899, o que, por questão de lógica, nos leva a concluir que nenhuma delas jamais poderia constar de qualquer tradução bíblica, pelo simples fato de não existirem na época em que foram escritos os chamados textos bíblicos. E ainda nos aparecem os tradutores bíblicos, na maior “cara de pau”, afirmando que suas traduções são fiéis aos textos originais; só enganam aos que confiam cegamente neles e sequer se dão ao trabalho de fazer uma pequena pesquisa.

    Vejamos, primeiramente, o passo 1Coríntios 6,9-10 por duas versões bíblicas, nas quais constam expressamente o termo homossexuais:

    Bíblia Online: “Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus”. (w w w . biblia on. com /1_ corintios_6/).

    Bíblia do Peregrino: “[…] Não vos iludais: nem fornicadores nem idólatras nem adúlteros nem efeminados nem homossexuais nem ladrões nem avarentos nem beberrões nem caluniadores nem exploradores herdarão o reino de Deus”.

    Essa última obra pertence à nossa biblioteca particular, da qual ainda acrescentamos estas outras treze versões, delas transcrevendo somente o trecho relacionado com o presente estudo, qual seja, o que se encontra entre as expressões “nem adúlteros” e “nem ladrões”.

    – nem os depravados, nem as pessoas de costumes infames: Bíblia de Jerusalém (2002).

    – nem os efeminados, nem os sodomitas: Bíblia Paulinas (1957); Bíblia SBTB; Bíblia Santuário; Bíblia Barsa; Bíblia Mundo Cristão; Bíblia Shedd e Bíblia SBB.

    – nem homens mantidos para propósitos desnaturais, nem homens que se deitam com homens: Novo Mundo.

    – nem os efeminados, nem os devassos: Bíblia Ave-Maria.

    – nem os efeminados, nem os pederastas: Bíblia TEB e Bíblia Vozes.

    – nem os depravados, nem os efeminados, nem os sodomitas: Bíblia Paulus.

    Além de colocarem palavra que não existia na época, no caso, homossexuais – Bíblia Online e Bíblia do Peregrino –, ainda trazem outras que são quase que sinônimas umas das outras, conforme se percebe dos significados tomados do Dicionário Houaiss:

    Sodomia: coito anal entre indivíduos do sexo masculino ou entre um homem e uma mulher.

    Pederasta: prática sexual entre um homem e um rapaz mais jovem.

    Efeminado = afeminado: 1 que ou aquele que não tem ou perdeu os modos viris 2 diz-se de ou homossexual masculino.

    O que achamos estranho é o fato dos fanáticos sempre dizerem que a Bíblia é a palavra de Deus; entretanto, não têm a menor cerimônia de alterar seus textos, inclusive, em algumas traduções, apelando para a tal “linguagem de hoje”, como se a palavra de Deus não fosse eterna e precisasse ser modificada. Haja fanatismo!!!

    Vejamos o texto bíblico, instituído por Moisés, que fala do assunto:

    Levítico 20,13: “Se alguém se deitar com um homem como se fosse mulher, ambos cometem uma abominação. Serão réus de morte. Que seu sangue caia sobre eles”.

    É necessário algumas importantes considerações, para questionarmos o valor “moral” desse versículo.

    O primeiro ponto, e talvez um dos mais relevantes, é o fato de que o que aqui se proíbe nada mais é que o reflexo de uma sociedade altamente machista, como era a dos judeus. Veja-se, por exemplo, que o “não cobiçarás a mulher do próximo” (Ex 20,17; Dt 5,21) é um mandamento para homens, fato que, por consequência lógica, deixava as mulheres totalmente livres para desejar o homem da “próxima”. Podemos, ainda, ver esse machismo até na criação dos seres humanos, quando Adão é criado em primeiro lugar e a mulher, além de vir em segundo, veio de uma de suas costelas, o que mais reforça o machismo dos judeus.

    E uma vez que tocamos num dos dez mandamentos, vamos buscar neles o nosso segundo ponto, ressaltando que o mandamento divino de “não matarás” (Ex 20,13; Dt 5,17) foi esquecido em Lv 20,13, quando se manda matar os que infringem tal lei. Disso fica bem claro, para quem quiser ver, que Deus, não podendo se contradizer, temos que, forçosamente, aceitar que a proibição em Levítico é lei totalmente humana, que nada tem de origem divina; apenas foi dita como tal por Moisés, para que o povo a cumprisse.

    O terceiro ponto é bem interessante, pois, apesar de se proibir que uma mulher não vestisse roupas masculinas (Dt 22,5), não foi proibido que uma deitasse com outra como se fossem homem, ou seja, o homossexualismo [1] feminino, estava liberado. Claro que, de uma sociedade machista, não era de se esperar nada mais que isso.

    Não pudemos deixar de recordar o caso da mulher adúltera que apresentaram a Jesus, perguntando-lhe se deveriam apedrejá-la até à morte como determinava a lei mosaica. Supondo-se que a mulher não adulterou sozinha, cadê o adúltero? Novamente o comportamento machista sobressai, pois a lei condenava à morte tanto o adúltero quanto a adúltera.

    É aqui que derrubamos as leis constantes do Levítico, que, além de algumas regras sociais, estabelecia outras relativas a rituais religiosos, pois, fossem todas elas, realmente, de origem divina, Jesus teria recomendado que trouxessem o seu comparsa e o apedrejassem com a mulher, aplicar-lhes a mesma pena.

    Não temos nenhuma dúvida de que, em 1Cor 6,9-10, Paulo estava condenando era um homem “dormir” com outro homem como se fosse mulher, uma vez que ele pertencia a uma sociedade altamente machista, como dito dos judeus, na qual as mulheres não tinham o menor valor. É bom lembrar que o ritual de iniciação religiosa dos judeus era a circuncisão, que, obviamente, só se aplicava aos homens. Nas cerimônias religiosas elas não tomavam parte; ficavam num local reservado a elas – o pátio das mulheres –, de forma que só as viam à distância, se é que viam alguma coisa das cerimônias, pois a parte seguinte do Templo era num nível mais elevado, conforme se pode ver nesta parte da planta baixa de sua construção:

    E apoiar-se em Paulo, para condenar os homossexuais (masculinos), é o fim da picada, porquanto ele, sendo machista assumido, certamente não se preocupava com algum aspecto moral que porventura pudesse tirar do comportamento deles. Em sua primeira carta aos coríntios, encontramos algo que comprova isso que estamos dizendo, sobre o fato de ter sido machista:

    1Coríntios 14,34-35: “Que as mulheres fiquem caladas nas assembleias, como se faz em todas as igrejas dos cristãos, pois não lhes é permitido tomar a palavra. Devem ficar submissas, como diz também a Lei. Se desejam instruir-se sobre algum ponto, perguntem aos maridos em casa; não é conveniente que a mulher fale nas assembleias”.

    Moral da história: as solteiras morreriam na ignorância. (rsrs)

    Vai um pouco mais longe na sua primeira carta a Timóteo, embora muitos estudiosos já não a têm como de autoria de Paulo:

    1Timóteo 2,11-15: “Durante a instrução, a mulher deve ficar em silêncio, com toda a submissão. Eu não permito que a mulher ensine ou domine o homem. Portanto, que ela conserve o silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. E não foi Adão que foi seduzido, mas a mulher que, seduzida, pecou. Entretanto, ela será salva pela sua maternidade, desde que permaneça com modéstia na fé, no amor e na santidade”.

    Curioso é que para Paulo a mulher só se salvaria pela maternidade, ou seja, as que não tivessem a graça de ser mãe iriam, provavelmente, para os quintos dos infernos.

    A questão das mulheres ficarem caladas, não é algo que vemos nenhum líder religioso lutar para que isso seja mantido, já que têm tudo da Bíblia como palavra de Deus, embora queiram que se cumpram outras absurdas exigências bíblicas. Geralmente a base bíblica para afirmarem isso é o passo: “Toda Escritura é inspirada e útil para ensinar, repreender, encaminhar e instruir na justiça”. (2 Timóteo 3,16). Só que ainda não acordaram para o fato de que a Escritura que o autor tinha em mãos era a judaica, com seus 22 livros; um tanto diferente da católica (AT com 46 livros) e da protestante (AT com 39 livros) que, além de terem outros livros, que não constam da judaica, foi acrescentado a ambas o Novo Testamento, com 27 livros ao todo.

    Além disso, Paulo, como autor de Timóteo, pregava a total submissão das mulheres aos maridos (1Cor 11,3; Ef 5,22; Cl 3,8).

    Em relação ao homossexualismo feminino, pode parecer que Paulo fala disso em sua carta aos romanos; entretanto, é bem mais provável que, na época, por só admitirem relação sexual com penetração do pênis (já que a mulher era um mero objeto de prazer sexual do homem), Paulo tenha utilizado a expressão “relação natural em relação contra a natureza”, no seguinte passo:

    Romanos 1,26-27: “Por isso, Deus entregou os homens a paixões vergonhosas: suas mulheres mudaram a relação natural em relação contra a natureza. Os homens fizeram o mesmo: deixaram a relação natural com a mulher e arderam de paixão uns com os outros, cometendo atos torpes entre si, recebendo dessa maneira em si próprios a paga pela sua aberração”.

    É aqui que Paulo extrapola totalmente a palavra de Deus dizendo “[…] os que assim agem são réus de morte […]” (Rm 1,32), quando, na legislação mosaica, não há a inclusão das mulheres, pois o seu teor se aplicava somente aos homens (Lv 20,13). Prato cheio aos fanáticos que não se dão conta desse pequeno e importante detalhe e nem mesmo veem, o dito por Paulo, contrariar o “não matarás” (Ex 20,13; Dt 5,17).

    Mas será que a prática homossexual é contra a natureza, conforme afirma Paulo e os fanáticos, piamente, acreditam? Entendemos que, se tal coisa ocorre na natureza, não podemos dizer que é “contra a natureza”, não é mesmo? Basta pesquisar e se verá que hoje temos informações suficientes que comprovam existir essa prática entre os animais, o que, a contragosto de muitos, faz dela algo perfeitamente natural, já que existe na natureza.

    Como já dissemos alhures, se a Bíblia deve ser cumprida nesse ponto, por coerência, também deveria ser nestes, que, por várias vezes, já os citamos:

    Dt 21,18-21:Se alguém tiver um filho contumaz e rebelde, que não obedece à voz de seu pai e à de sua mãe, e, ainda castigado, não lhes dá ouvidos, pegarão nele seu pai e sua mãe e o levarão aos anciãos da cidade, à sua porta, e lhes dirão: Este nosso filho é rebelde e contumaz, não dá ouvidos à nossa voz: é dissoluto e beberrão. Então todos os homens da sua cidade o apedrejarão, até que morra; assim eliminarás o mal do meio de ti: todo o Israel ouvirá e temerá.

    Dt 22,10: Não lavrarás com junta de boi e jumento.

    Dt 22,23-24: Se houver moça virgem, desposada, e um homem a achar na cidade e se deitar com ela, então trareis ambos à porta daquela cidade, e os apedrejareis, até que morram; a moça, porquanto não gritou na cidade, e o homem, porque humilhou a mulher do seu próximo; assim eliminarás o mal do meio de ti.

    Dt 23,2: Aquele a quem forem trilhados os testículos, ou cortado o membro viril, não entrará na assembleia do Senhor.

    Dt 23,3: Nenhum bastardo entrará na assembleia do Senhor; nem ainda a sua décima geração entrará nela.

    Dt 23,14: Dentre as tuas armas terás um pau; e quando te abaixares fora, cavarás com ele, e, volvendo-te, cobrirás o que defecaste.

    Dt 25,5: Se irmãos morarem juntos, e um deles morrer, sem filhos, então a mulher do que morreu não se casará com outro estranho, fora da família; seu cunhado a tomará e a receberá por mulher, e exercerá para com ela a obrigação de cunhado.

    Dt 25,11-12: Quando brigarem dois homens, um contra o outro, e a mulher de um chegar para livrar o marido da mão do que o fere, e ela estender a mão, e o pegar pelas suas vergonhas, cortar-lhe-ás a mão: não a olharás com piedade.

    Não vemos nenhum líder cumprindo e nem exigindo dos fiéis o cumprimento dessas determinações… Nossa opinião é que elas não devem ser cumpridas, coerentes com o nosso pensamento de que a Bíblia não é, de capa a capa, a palavra de Deus; porém, os fiéis que consideram a Bíblia como a palavra de Deus e que sempre estão apontando o cisco nos olhos dos outros, é que não poderiam se eximir de cumpri-las, já que pregam, em alto e bom som, que tudo isso é de origem divina. Em nosso ponto de vista, esses fiéis deveriam, por coerência, seguir fielmente o teor desses passos acima e muitos outros, também de teor absurdo, que não iremos apontar aqui, por falta de espaço.

    Essa mania de pegar da Bíblia só o que convém, ou da forma como entendem, tem como resultado muito poder e dinheiro rolando a favor deles, os líderes fanáticos. Veja-se que a grande maioria deles usa a finalidade do dizimo de forma distorcida, pois o que se instituiu foi a contribuição do dízimo de produtos agropecuários; não há a mínima referência a salário, renda e qualquer outra coisa além disso, o que podemos comprovar com o estudo sobre o assunto intitulado “Dízimo: deve-se ou não pagar?”, disponível em nosso site w w w . paulos netos. net, na categoria “Assuntos Bíblicos”.

    Paulo da Silva Neto Sobrinho”

    Fonte: aeradoespirito. net

  18. Não penseis que vim revogar a lei ou os profetas; não vim revogar, mas cumprir.
    Porque em verdade vos digo: Enquanto não passar o céu e a terra, de modo nenhum passará da lei um só i ou um só til, sem que tudo se cumpra.
    Aquele, pois, que violar um destes mínimos mandamentos, e assim ensinar aos homens, será chamado mínimo no reino dos céus; mas aquele que os observar e ensinar, esse será chamado grande no reino dos céus.
    Mateus 5:17-19

  19. 2 Pe 3.16Ele escreve do mesmo modo em todas as suas epístolas, discorrendo nelas sobre esses assuntos, nas quais existem trechos difíceis de entender, os quais são distorcidos pelos ignorantes e insensatos, como fazem também com as demais Escrituras para a própria destruição deles.

    • Jesus e o próprio Paulo não se uniram a uma mulher. Eles estão descumprindo a lei?

      “Agora, em relação aos assuntos sobre os quais escrevestes, é bom que o homem se abstenha de relações sexuais com qualquer mulher” (…) “Digo, no entanto, aos solteiros e às viúvas: Melhor seria se permanecestes como eu.” (1Coríntios 7:1 e 8)

    • CRISTÃO

      “Ef 5.31“Por este motivo, o HOMEM deixará pai e mãe e se unirá à sua esposA, e os dois se tornarão uma só carne.”

      Cristão, o Sandro gaylóide (gay + debilóide) está distorcendo o que você falou, ele diz que Jesus e Paulo não se casaram, então estão descumprindo a Lei?
      De jeito nenhum, o que o versículo diz é: o homem QUE quiser casar-se, deixará pai e mãe se unirá a sua esposa e os dois se tornarão uma só carne.
      Casar não era obrigatório, se alguém não quisesse casar, não descumpria lei alguma.
      Já teve aqui um maluco dizendo que se Jesus e Paulo não se casaram, eles eram gays.
      Ora, tem gente que escolhe não se casar com ninguém e nem por isso vai procurar outro do mesmo sex0.
      Aqui parece um circo, cheio de palhaços, teve outro que perguntou se eu, cristã, como camarão e carne de porco.
      Respondi que sim, porque aquelas leis do Levítico sobre alimentação, dizendo o que se pode (ou não) comer, valem só para os j-u-d-e-u-s.
      Essas obrigações de natureza culinária não atingem a nós cristãos.
      Aliás, esse Levítico, ao listar os animais impuros, classifica o morcego como ave.

  20. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências;
    E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.
    2 Timóteo 4:3,4

    • Jesus disse: “Não acumuleis tesouros na terra” – crentes acumulam tesouros.

      Jesus disse: “bem-aventurados os pacificadores” – crentes participam de guerras.

      Jesus disse: “Não julgueis para não serdes julgados” – crentes julgam e excluem.

      Sim, você esta certo, haveria um tempo em que não suportariam a sã doutrina.

  21. É simplesmente ridículo, patética, surreal essa mania que os crentolóides (mistura de crente com debilóide) têm de ficar se incomodando com o casamento gay e fazendo ativismo contrário, pois os gays não estamos forçando héteros e crente nenhum a se casaram com a gente. Os gays, crentes acéfalos, se casam com gays, entenderam? É assunto que diz respeito a NÓS, a nossos particulares interesses, não a vocês.

    E chega a ser cômica, a causar vergonha alheia os surtos de intolerância dessa fanática religiosa que não tem o minímo de vergonha nessa fuça horrorosa de ficar perseguindo os gays havendo já passado a madame pelo quarto – sim, QUARTO!!! – casamento! Logo será o quinto, o sexto, o sétimo, o oitavo casamento da fanática que terá um Malafaia da vida para celebrar o casamento de – biblicamente falando – adúlteros e adúlteras.

    Essa crentolóide não entende – ou finge não entender – que os EUA constituiem uma nação ou país laico, onde não há teocracia e nem mesmo uma religião oficial, então ela não pode achar que sua religião deve interferir ou julgar os assuntos do ESTADO, como é o casamento homoafetivo aprovado pela SUPREMA CORTE da maior democracia do mundo. Essa rídicula quer trazer para os EUA as leis do sanguinário Moisés, servo do deus tribal “homem de guerra” (Êxodo 15:3), concebido por vagabundos do deserto e refutado por Jesus Cristo, Servo e Filho do DEUS ALTÍSSIMO, o SER SUPREMO e que de forma alguma se confunde com aquele deus tribal “homem de guerra” que dizia gostar até do cheiro de animais assassinados e queimados em rústicos e sangrentos altares.

    Um cristão não pode pretender impor sua religião aos que nela não creem ou que dela não tomam parte. A Bíblia e a religião cristã evangélica dita regras apenas aos que nelas creem, não aos que delas não participam. Eu não posso pegar uma Bíblia e forçar um hindu, um islâmico, um budista, um ateu a viver em harmonia com a visão que eu tenho desse livro e dessa religião de confusão, ignorância, intolerância, fundamentalismo.

  22. É simplesmente ridícula, patética, surreal essa mania que os crentolóides (mistura de crente com debilóide) têm de ficar se incomodando com o casamento gay e fazendo ativismo contrário, pois os gays não estamos forçando héteros e crente nenhum a se casarem com a gente. Os gays, crentes acéfalos, se casam com gays, entenderam? É um assunto que diz respeito a NÓS, a nossos particulares interesses, não a vocês.

    E chega a ser cômica, a causar vergonha alheia os surtos de intolerância dessa fanática religiosa que não tem o minímo de vergonha nessa fuça horrorosa de ficar perseguindo os gays havendo já passado a madame pelo quarto – sim, QUARTO!!! – casamento! Logo será o quinto, o sexto, o sétimo, o oitavo casamento da fanática que terá sempre um Malafaia da vida para celebrar o casamento de – biblicamente falando – adúlteros e adúlteras.

    Essa crentolóide não entende – ou finge não entender – que os EUA constituiem uma nação ou país laico, onde não há teocracia e nem mesmo uma religião oficial, então ela não pode achar que sua religião deve interferir ou julgar os assuntos do ESTADO, como é o caso do casamento homoafetivo aprovado pela SUPREMA CORTE da maior democracia do mundo. Essa rídicula quer trazer para os EUA as leis do sanguinário Moisés, servo do deus tribal “homem de guerra” (Êxodo 15:3), concebido por vagabundos do deserto e refutado por Jesus Cristo, Servo e Filho do DEUS ALTÍSSIMO, o SER SUPREMO e que de forma alguma se confunde com aquele deus tribal “homem de guerra” que dizia gostar até do cheiro de animais assassinados e queimados em rústicos e sangrentos altares.

    Um cristão não pode pretender impor sua religião aos que nela não creem ou que dela não tomam parte. A Bíblia e a religião cristã evangélica dita regras apenas aos que nelas creem, não aos que delas não participam. Eu não posso pegar uma Bíblia e forçar um hindu, um islâmico, um budista, um ateu a viver em harmonia com a visão que eu tenho desse livro e dessa religião de confusão, ignorância, intolerância, ódio e fundamentalismo.

  23. CRISTÃO

    Essa turma sonha em mandar na sociedade e impor suas práticas imundas.
    Já tentaram tirar as palavras “pai” e “mãe” dos documentos oficiais e tentaram acabar com o Dia dos Pais e com o Dia das Mães.
    E já tentaram banir as histórias infantis, trocando-as por versões gays.
    E tentaram fazer as escolas incentivarem a “diversidade sexual”, será que não sabem o significam as palavras “incentivar” e “diversidade”?
    Já tentei questionar o Sandro sobre esses fatos, mas a cada vez, a única resposta são ofensas.
    Falam que não querem destruir a família, mas depois de acabar com o pai e a mãe, o que resta da família?
    Isso é prova de má-fé, pura e simples.

DEIXE UMA RESPOSTA