“O Filho de Deus”: Estreia no Brasil o filme sobre Jesus baseado na série “The Bible”

3

Na última quinta feira (17), estreou no Brasil o filme “O filho de Deus”, longa metragem que relata a vida e o ministério de Jesus. Tendo como protagonista o ator português Diogo Morgado, o filme é resultado da série ‘The Bible’, que acabou rendendo uma produção para o cinema.

Roma Downey, produtora do filme, afirma que Morgado passa a ideia de um cordeiro e um leão, como eles queriam, e ressalta que essa produção é um épico, que mostrará a vida de Jesus desde sua adolescência até a crucificação.

– Será um filme épico, com milagres, lindas paisagens, uma bela trilha sonora e um grande elenco multicultural. O orçamento ultrapassou pouco mais de 20 milhões de dólares. Jesus não era representado no cinema havia dez anos, desde o filme A Paixão de Cristo, de Mel Gibson, em 2004. Vamos mostrar a vida dele desde a adolescência até a morte. Creio que existem fãs da série ansiosos por essa produção – afirmou Roma.

Apesar da grande expectativa de aceitação, o filme tem atraído também críticas, sobretudo por ter um foco maior nos milagres realizados por Jesus do que em seus ensinamentos, como afirmou o crítico Francisco Russo.


– Por mais que acompanhe a vida de Cristo de forma didática, o filme procura dar uma atenção especial aos milagres por ele realizados. Ou seja, seus ensinamentos acabam ficando em segundo plano, citados num diálogo ou outro apenas. Se alguém jamais ouviu falar de Jesus Cristo (se é que isto é possível) e for conhecê-lo a partir de O Filho de Deus, fica a impressão dele ter tido tantos seguidores graças aos milagres realizados, não por toda a filosofia de amor ao próximo por ele implantada – afirmou Russo, ao site Adoro Cinema.

Para Roma Downey, a abordagem dada ao filme tem como objetivo alcançar todas as pessoas, independente das suas crenças. Ela afirma que “existem pessoas que não vão ao cinema por causa da crença, mas sim para conhecer mais da história de um homem que é tão falado mais de 2.000 anos depois de sua morte”.

– A intenção é alcançar todas as religiões. A principal mensagem do filme não é propagar uma religião específica, mas sim o poder do amor – afirmou a produtora.

Assista o trailer do filme:

Assine o Canal

Por Dan Martins, para o Gospel+

3 COMENTÁRIOS

  1. o pouco com deus é muito.agora as criancinhas na Síria nem o pouco ta tendo, estão comendo capim pra não morrer.as potencias gastam bilhões com seus exércitos e não tem coragem de fazer alguma coisa para este povo sofrido.muitos se enriqueceram e estão se enriquecendo com a palavra de deus.ta difícil ser crente nos dias de hoje, a apostasia ja chegou, deus nos acuda!

  2. vai chegar um dia caso nao se arrepender, vc vai lembrar amargamente essas palavras… sei que é dificll acreditar em algo que nao se vê, mas a biblia ja fala que a fé vem de quem ouve, ouve a palavra de Deus. Jesus te ama… e ele quer te dar a vida eterna!

  3. ACHEI BOM PELO FILME SE TRATAR DO AMOR DE CRISTO E NÃO PELA RELIGIÃO, MAS SE NÓS SEGUIRMOS A LINHA DE RACIOCÍNIO, VEMOS QUE AQUELES QUE PERSEGUIAM JESUS ERAM NINGUÉM MAIS E NINGUÉM MENOS QUE A RELIGIÃO,NO LIVRO DE LUCAS,MATEUS,MARCOS SE LER ATENCIOSAMENTE, VEMOS QUE O TEMPO TODO,OS RELIGIOSOS PERSEGUEM A CRISTO INCANSAVELMENTE A FIM DE LHE ACUSAREM DE ALGUMA COISA PARA DIZER QUE A "RELIGIÃO" QUE NEM MESMO ELES VIVEM É MAIOR QUE CRISTO ,MAS JESUS NÃO SE LIMITA A RELIGIÃO ELE É MAIOR QUE ISSO,ELE É O VERDADEIRO E PURO AMOR INCONDICIONAL.

  4. Mto bom filme, a história está dentro do livro de Lucas, o mais completo evangelho sobre a vida de Jesus, para nós críticos, amantes e admiradores do cinema não podemos deixar de falar que o longa teve alguns errinhos cinematográficos, mas nada que atrapalhe o objetivo do filme, contar mais uma vez a história d'Aquele que foi entregue pelos erros da humanidade, Jesus Cristo.. Vale a pena assistir.

  5. Mto bom filme, a história está dentro do livro de Lucas, o mais completo evangelho sobre a vida de Jesus, para nós críticos, amantes e admiradores do cinema não podemos deixar de falar que o longa teve alguns errinhos cinematográficos, mas nada que atrapalhe o objetivo do filme, contar mais uma vez a história d’Aquele que foi entregue pelos erros da humanidade, Jesus Cristo.. Vale a pena assistir.

  6. O mundo jaz no maligno e estão carentes de Deus e seu grande amor.
    O cinema pode ser uma ferramenta importante para que se alcance corações órfãos do Pai.
    Nem que seja apenas uma alma salva deste mundo cruel, os anjos cantarão nos céus.
    O Filho de Deus é um filme que envolve tanto pelo amor de Cristo com todo seu sofrimento até a morte de cruz quanto do chamado a pregar a toda criatura, falo do final do filme que merece elogio mais do que Paixão de Cristo por despertar a obediência do Ide de Jesus.
    Que o Senhor Deus possa abençoar a vida de cada um que assistir esse filme.

DEIXE UMA RESPOSTA