Globo recua e desiste de veicular cena em que evangélicos agrediriam umbandista

12

A alta cúpula da TV Globo ordenou o corte de uma cena em que evangélicos extremistas agrediriam uma adolescente umbandista na novela I Love Paraisópolis.

A decisão foi tomada justamente para evitar nova indisposição com o público evangélico, que vem marcando posição contra algumas das novelas exibidas pela emissora e migrou para a Record, dando à concorrente ótimos índices de audiência na exibição de Os Dez Mandamentos.

Segundo o jornalista Daniel Castro, do site Notícias da TV, “a cena, que iria ao ar na segunda-feira (12), foi substituída por um atropelamento mal explicado, que deixou a garota, Lilica (Thainá Duarte), com um corte na testa”.

A inspiração dos autores da novela para a cena foi o caso da menina Kaylane, que foi agredida por estar vestida com trajes religiosos da umbanda. O ataque foi atribuído pelas vítimas e a mídia a um grupo de evangélicos, que nunca foi identificado.


“A decisão de censurar a cena foi da alta cúpula da emissora. Segundo uma fonte, executivos ficaram temerosos de a sequência parecer uma provocação gratuita aos evangélicos justamente em um momento em que a emissora tem tido dificuldades para vencer uma novela bíblica, Os Dez Mandamentos, da Record, e sofre rejeição de temáticas mais ousadas em suas novelas das nove”, acrescentou Castro em sua matéria.

A emissora afirmou, através de nota enviada pela assessoria de imprensa, que “a trama dos personagens se desenrola atendendo a decisões dramatúrgicas e artísticas”, despistando sobre o real motivo da decisão.

O texto original sugeria que uma evangélica, Eva, interpretada pela atriz Soraya Ravenle, expulsaria os extremistas e diria que é preciso respeitar as diferenças: “Vocês deviam limpar a boca antes de falar em Jesus. Eu sou evangélica, mas tenho vergonha de gente como vocês. Vocês não merecem ser chamados de evangélicos. Cristão de verdade não tem essa atitude covarde”, diria a personagem Eva.


12 COMENTÁRIOS

  1. Recordar é viver. Não é de hoje que a Globo luta contra o cristianismo, e dentro dele, a corrente evangélica. Aliás, seria uma boa as pessoas lerem a biografia do comunista Dias Gomes, autor de novelas da Globo.



    Assine o Canal
    • acho que ja sei quem atirou a pedra:
      FOI VOCÊ SUA EVANJÉGUA,FOI VOCÊ A CRIMINOSA INTOLERANTE BANDIDA QUE TENTOU MATAR A MACUNBEIRA.
      POLICIA
      POLICIA
      POLICIA
      PRENDAM ELA E SUA MÃE JUNTO COM O PAI QUE ESTAVAM NO LOCAL.
      desta vez tu vai presa sacana!.

  2. Gostaria muito que meus olhos contemplacem o dia da queda dessa emissora. Não pelo fato de vingança, mas para , assim como Faraó, teve que entender, em meio a dor, que ninguém se levanta contra Deus e seu povo e fica impune.

    Grande parte da imagem negativa dos evangélicos no Brasil, em especial, contra a Igreja Universal e seu fundador, Bispo Edir Macedo, se deve a enxurrada de reportagens e programas pré-conceituosos veiculados tendenciosamente na mídia, encabeçada pela Globo.

    Some-se a isso a tradição romano-religiosa que sempre taxou os evangélicos como “fanáticos”, “seitas” outros termos.

    Mas, a final, de tudo se tira uma lição quando conhecemos, de fato o Deus em quem temos crido. Talvez a nossa maior lição, realmente, seja “entender mais a fundo que não somos nada sem o nosso Deus”, como bem define o próprio bispo Macedo.

    Sempre crescemos em meio as perseguições. Mas em Cristo Jesus, somos mais que vencedores.

    • a·ta·lai·a
      (árabe at-talai’a, plural de talaiâ, lugar alto para vigilância, sentinela)

      substantivo feminino
      1. Torre, guarita ou lugar alto donde se vigia.
      substantivo de dois gêneros
      2. Pessoa que está de vigia. = SENTINELA

      de atalaia
      • De vigia a ou à espera de algo ou alguém.
      • Numa posição ou postura que permite estar a espreitar ou alerta para algo.

      Dito isso, posso afirmar que de ATALAIA você não tem nada, pois, conforme os significados acima descritos, sou levado a concluir que você esta mais para NÉSCIO, comprometido com a defesa de um mercenário como o líder da IURD, que numa afronta a Palavra de Deus defende a prática do aborto, sem falar nas outras heresias dessa seita, tipo, sessão descarrego, corredor de sal, troca de anjo… A lista é grande.
      Atalaia! Vigie, não defenda o indefensável.

  3. Verdade Alex, esse vídeo é de 2011 e de fato, apresenta a forma com a Rede Globo de televisão vem mostrando os cristãos brasileiros, principalmente protestantes, em suas novelas.

  4. Diferente dessas porcaria que Globo põe no ar, infectando a mente de muitos ainda. Na Record, Os Dez Mandamentos tá um show a parte.

    Um dos entendimentos sobre a libertação do povo hebreu, escolhido por Deus, da escravidão no Egito é bem interessante:

    A Bíblia é um livro cheio de parábolas, tipos, representação. O leitor precisa de discernimento e revelação do Espírito Santo para entender o que le.

    O Egito representa o mundo, com seus deuses pagãos, seus costumes mundanos, superstições, corrúpção, prostituição, luxúria e tudo o que é contrário a vontade soberana de Deus.

    Moisés, representa o Senhor Jesus Cristo, que veio para nos libertar do pecado, da irá de Deus, desde que creiamos nele e reconheçam os como o nosso libertador e Salvador.

    A terra de Canaã, representa a Nova Jerusalém celestial, destino final de todos os salvos em Cristo.

    O deserto representa as lutas, as provações, as perseguições enfrentadas pelos cristãos.

    A novela Os Dez Mandamentos, da Record, está esmuiçando de maneira primorosa esse fato bíblico, cheio de lições para toda a humanidade.

    Que Deus nos abençoe, em nome de Jesus!!

  5. MENSAGEM DA PRINCESA MARIANA

    Esses dias eu já tinha “cantado a bola”, como se diz no bingo.
    Atingiram a nefanda Globosta no seu ponto fraco, o bolso, representado pela queda de audiência, que é de onde qualquer emissora tira o faturamento, e por extensão, a sobrevivência.
    Claro que o povo ia se ofender com a tentativa de faturar com o infame caso de agressão a uma menina frequentadora do Candomblé, supostamente por evangélicos.
    Que assistem, SIM, às coisas da Globosta, especialmente novelas, Jornal Passional e Domingão.

    A propósito, acharam os agressores?
    Eram mesmo evangélicos?
    Ou era alguém querendo difamar os evangélicos?
    Tem mesmo que achar, para serem punidos, sou contra a violência, seja como for.
    E não, eu não sou evangélica…
    Tem de ter certeza, porque Bíblia na mão, usar terno ensebado e gritar “sai, diabo!” não é prova.
    E atacar alguém e fugir de ônibus, é pedir pra ser pego, então como esses agressores não foram?

    Porque isso que ocorreu equipara-se a um atentado terrorista…
    A justiça só condena quando há certeza da culpa do réu, não valendo “eu acho”, “só podem ser evangélicos” ou “todos os evangélicos são fanáticos e agridem seus desafetos”.
    Por causa do princípio jurídico IN DUBIO PRO REU, “na dúvida, a favor do réu”, pois muito pior que absolver um culpado, é condenar um inocente.
    Porque nenhuma eventual indenização (quando a pessoa consegue) pode compensar o tormento dos meses ou até anos em que o réu ficou preso injustamente.

    E outro seria o tratamento por parte da imprensa e da opinião pública, se uma menina evangélica fosse a vítima e o agressor fosse seguidor do Candomblé.
    Assim como os israelenses não são punidos pelo massacre de palestinos, com o ódio racista dirigido inclusive contra crianças, como nesse caso da criança frequentadora de um culto afro.
    Só quando os palestinos atacam, é que a justiça de USrael aparece, por que?
    Todo crime é crime, não importa quem é a vítima, e que punam quem fez, doa a quem doer.

    Podem ser eles, os candomblezistas os autores do atentado , para atrair a simpatia da opinião pública.
    Como têm certeza que não?
    O improvável não é impossível, afinal…
    O governo americano mandou atacar as torres gêmeas do WTC e culpou os muçulmanos.
    O governo alemão mandou incendiar o parlamento e culpou os comunistas.
    Os militares deram o golpe de 1964, culpando os comunistas, que estariam planejando uma violenta tomada do poder para implantar uma ditadura de esquerda como Cuba e URSS.
    Antes disso, o ex-presidente Getúlio Vargas fizera o mesmo para justificar sua ditadura de direita.

    Globo sempre foi um lixo, a podridão mais putridamente putrefata e tresandante da história da TV.
    Ela fede com o enxofre do inferno.
    Alguém lembra do famoso caso da Escola Base, do bairro Aclimação – SP, cujos donos foram acusados de abuso sexual contra alguns alunos?
    Divulgaram suposições como certezas, até mesmo no Jornal Nacional.
    Claro, “só pode ser verdade, pois o Jornal Passional não mente”, clássica Falácia da Autoridade.
    E depois os réus foram absolvidos, só que a fama de “pedófil0s” nunca os abandonou e a escola nunca mais funcionou, foi um linchamento moral, os acusados tiveram até de sair da cidade, pois seriam agredidos se fossem vistos nas ruas.

    Novela das 9, que só recentemente foi nomeada como deve, novela das 9, antes era das 8, porém nunca começou antes das 9, pois o Jornal Passional é que entra às 8.
    Só sujeira, adultério, homo sexualismo, personagem masculino burro e sem camisa que come o elenco feminino inteiro, personagem feminina que dá a buc….pro elenco masculino inteiro.

    Filho não respeita o pai, ninguém é de ninguém, o perverso faz o que quer, tudo dá certo e só é punido no último capítulo, quando se dão ao trabalho…
    Bandido tratado como herói e os três ADO……viADO, drogADO e cornADO…
    No café da manhã na favela é um verdadeiro banquete…
    Qualquer um entra na tua casa, quando vê já deixou o porteiro falando sozinho e vai entrando e discutindo aos berros com o morador.

    Personagem gay resolve “sair do armário” e a família + amigos aplaudem a coragem do dito cujo.
    E o melhor do pior, o 7º subsolo do fundo do poço: a podridão ainda mais putrefata e fedorenta que atende pelo nome de BBB – Big Bosta Brasil, uma verdadeira privada entupida de banheiro público, que recende ao enxofre infernal.

  6. Evangélicos são intolerantes e muitas vezes agressores das religiões de matriz africana, e da constatação desse fato não depende a Globo. A sociedade sabe muito bem quem são e como agem esses evangélicos intolerantes e beligerantes e a maioria do povo brasileiro quer distância dessas igrejas com visões hegemônicas, limítrofes, alienantes e ditatoriais.

DEIXE UMA RESPOSTA