Idosa que dedicou os últimos anos de vida para parabenizar aniversariantes morre aos 111

0

Uma cristã de 111 anos de idade, falecida há pouco mais de uma semana, teve o final de sua vida marcado por um gesto pequeno e gentil: telefonar a todos os membros de sua congregação nos dias de seus aniversários para dar-lhes os parabéns e desejar que tivessem um dia feliz.

“Eu só ligava e dizia: ‘Sua igreja quer que você tenha um feliz aniversário, e eu também quero que você tenha’. E eles pareciam muito felizes em ouvir isso”, contou Jean Christy, em uma entrevista concedida por ela no final de 2010.

Essa rotina foi iniciada por Christy no mesmo ano, quando completou 105 anos de idade. Segundo informações do Christian Examiner, a idosa frequentava a Andrews United Methodist, em Gastonia, Carolina do Norte (EUA), e pelo menos uma vez por semana, exercia a função de “embaixadora de aniversário”, ligando para o aniversariante do dia e lembrando que ele era especial.

A decisão de fazer isso veio quando ela constatou que podia ser mais ativa no apoio à congregação, mesmo com as limitações da idade. O pastor da igreja à época, reverendo Mike MacDonald, a encorajou a seguir em frente.


O portal Methodist News Service relatou que Christy era uma frequentadora assídua da congregação e vinha de uma família com tradição de se engajar no ministério. Aos 107 anos de idade, ela renovou seus votos de batismo.

“Muitos na cidade do sudeste da Carolina do Norte perderam a ‘Senhorita Christy’”, disse David Christy, seu sobrinho-neto, que também é um pastor metodista. “Em nossa família, muitos de nós somos pregadores, mas nunca teremos o tipo de influência que a tia Jean teve”, acrescentou o reverendo, que é o líder da Gastonia First United Methodist.


SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA