Igreja evangélica mantém tradição do século XX e possui templos diferentes para negros e brancos

10

A cidade rural de Canguçu, no Rio Grande do Sul, possui uma peculiaridade na Igreja Luterana local: uma congregação para negros e outra para descendentes de alemães.

A divisão teve origem no início do século XX, numa proibição aos negros de frequentarem os cultos junto com os descendentes dos imigrantes europeus. Na época, havia resistência dos membros da denominação para a permissão de que os negros entrassem nos templos, embora a denominação desenvolvesse trabalhos missionários em comunidades quilombolas.

Atualmente, a proibição não existe mais, embora o costume de cultuar em templos diferentes permaneça. A cidade, que possui 53 mil habitantes e fica a 300 km de Porto Alegre, abriga a congregação Redentora, formada por descendentes de europeus, e a congregação Manoel do Rego, fundada em 1927 e formada por afrodescendentes.

O pastor Edgar Quandt é o líder das duas congregações, e diz que já houve tentativas fracassadas de tornar as igrejas em uma só. Segundo o presidente da associação quilombola da cidade, Marco Antônio Matos, os membros de ambas as congregações decidiram que o melhor seria manter como está.


Esse caso é único em todo o país, e de acordo com o jornal Folha de S. Paulo, as duas linhas da denominação – Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil e Igreja Evangélica Luterana do Brasil – não possuem relato de algo semelhante.

O coral da congregação Redentora conta com membros das duas congregações, e outras atividades eclesiásticas, como festas por exemplo, são realizadas em conjunto. “Não há discriminação, como às vezes parece de fora. Eles gostam de ter [cada um] a sua congregação. Há uma integração muito boa em toda a nossa igreja”, diz o pastor Quandt.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

10 COMENTÁRIOS

  1. Isso é errado e é pecado.
    Jesus foi morto por todos,de todas as raças e naçoes.
    Essa igreja que se diz ser evangelica nao conhece a DEus,nao é salva por Jesus Crsto.
    Nao sou negra!

  2. Quando vi essa reportagem, pensei que essa igreja fosse nos EUA. Mas, me surpreendi ao ver que é aqui no Brasil.

    Embora a reportagem diz que os membros que querem assim, vale lembrar que essa decisão é racista de ambos os lados. Deus não faz acepção de pessoas (At 10.34).

  3. Há alguma passagem na bíblia falando a respeito de acepção de pessoas? Creio que não. Então que igreja cristã é essa? Com certeza não é comandada por Jesus Cristo, a não ser que me provem o contrario…..

  4. resumo:”Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo.
    Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus.
    Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.
    Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?
    E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim?
    Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.”
    – Mateus 5, 43-48.

  5. não consigo assimiliar essa separação entre negros e brancos.
    pergunto partindo do pressuposto de que essas pessoas racistas irão chegar no céu:
    E se Deus for negro essas pessoas pedirão para irem para outro céu?Existem ceus separados?

  6. VAMOS ESPERAR PARA VER O DESFECHO DO RACISMO NO MUNDO NAS IGREJAS NAS EMPRESAS NAS ESCOLAS NAS RUAS NOS SUPERMERCADOS EM TODOS OS SEGUEMENTOS ,ESPERAR PRA VER, UMA COISA JA ADIANTO SEPARAÇÃO DOS BONS E DOS MAUS AI A COISA VAI FICAR PRETA OU BRANCA….

DEIXE UMA RESPOSTA